Você está na página 1de 5

ORIENTAÇÕES PARA RECUPERAÇÃO DE SMART TV A PARTIR

DOS DADOS DE ACESSO DO NETFLIX 1

Apresenta -se abaixo um passo a passo, simplificado,


para localização e recuperação de aparelhos televisores
furtados/roubados que disponham de conta de NETFLIX ativa .

Importante anotar, de início, que todo e qualquer


acesso ao aplicativo gerará um registro de con exão (informações
sobre a data e hora, duração da conexão e IP utilizado pelo
terminal), a partir do qual será possível identificar a autoria
delitiva.

Suponhamos o seguinte caso:

Ex. A vítima tinha instalado em seu aparelho de


televisão o aplicativo NETFLIX com uma conta de usuário ativa. O
autor do furto ou receptador que ad quiriu o aparelho instala em
sua casa a TV, conecta a internet (com ou sem fio) e acessa o
aplicativo NETFLI X com o login da vítima (já que essas
informações ficam salvas no aparelho).

Esse acesso gerará um registro de conexão que ficará


armazenado nos dados da conta da vítima . É essa a informação
necessária para fins de investigação.

Abaixo o passo a passo para a localização desse


registro de conexão:

1
Elaborado por Jackson Guasselli Pessoa, Delegado de Polícia Civil lotado na 2ª DP de Lages-SC.
1) A vítima deverá ser indagada no momento do
registro do boletim de ocorrência se o aparelho de
televisão possuía uma conta ativa do NETFLIX.

2) Em sendo positiva a resposta , deverá ser solicitado


que ela acesse sua conta (a partir de um telefone
celular ou computador).

3) Com o acesso, será exibida a seguinte tela:

4) Acessando um dos menus acima será apresentada


uma nova tela, com o menu “Mais” no canto inferior
direito:
5) Ao acessar essa aba uma nova tela se abrirá:
6) Na opção “Atividades recente no aparelho” chegará o
investigador na tela de seu interesse, com os dados
de conexão dos últimos 60 dias:

Essa última tela , como visto, fornece as informações


sobre os últimos registros, inclusive o IP utilizado pelo terminal ,
permitindo que seja identificada eventual conexão após o furto.

Pois bem , de posse do IP, o investigador deve acessar


o site https://whatismyipaddress.com/ip -lookup, inserir o número do
IP no campo devido e verificar qual o provedor da conexão,
conforme demostra a figura abaixo:
Nesse caso utilizado como exemplo o provedor é a OI
Internet, devendo o delegado de polícia , na posse dessas
informações, expedir of ício à operadora requisitando os dados
cadastrais do usuário .

Com a resposta será possível, se assim en tender o


delegado de polícia, formalizar pedido de busca e apreensão a ser
cumprido no endereço informado pela operadora.