Você está na página 1de 3

Texto, traducción y crítica textual

A perícope de Romanos 1:18-21, núcleo de investigação do presente estudo,

encontra-se dentro da seção doutrinal da epístola (Ro 1:18-3:20), o que converge para a

“necessidade universal de justificação ”1. Conforme o desenvolvimento preliminar do

estudo, referente à natureza da revelação de Deus aos gentios, os quatro versos-chave

carecem de uma análise detida, que implica em uma proposta de tradução e no

desdobramento crítico-textual da passagem bíblica escolhida.

O ponto de partida para a análise mais fidedigna da perícope em voga é a obra

Novum Testamentum Graece2 e, como elemento de apuração, será traçado um paralelo

entre o texto grego, a versão bíblica espanhola utilizada, Reina-Valera 1960, e uma

tradução pessoal da referida partícula (Ro 1:18-21). Ainda dentro deste escopo, torna-se

necessário um estudo detalhado das variantes textuais dos quatro versos.

Tabela de texto e traduções:

Versión Texto
Ἀποκαλύπτεται γὰρ ὀργὴ θεοῦ ἀπ᾿ οὐρανοῦ ἐπὶ πᾶσαν ἀσέβειαν
καὶ ἀδικίαν ἀνθρώπων τῶν τὴν ἀλήθειαν ἐν ἀδικίᾳ κατεχόντων, 19
διότι τὸ γνωστὸν τοῦ θεοῦ φανερόν ἐστιν ἐν αὐτοῖς· ὁ θεὸς γὰρ
Novum αὐτοῖς ἐφανέρωσεν. 20 τὰ γὰρ ἀόρατα αὐτοῦ ἀπὸ κτίσεως κόσμου
Testamentum τοῖς ποιήμασιν νοούμενα καθορᾶται, ἥ τε ἀΐδιος αὐτοῦ δύναμις καὶ
Graece θειότης, εἰς τὸ εἶναι αὐτοὺς ἀναπολογήτους, 21 διότι γνόντες τὸν
θεὸν οὐχ ὡς θεὸν ἐδόξασαν ἢ ηὐχαρίστησαν, ἀλλ᾿ ἐματαιώθησαν
ἐν τοῖς διαλογισμοῖς αὐτῶν καὶ ἐσκοτίσθη ἡ ἀσύνετος αὐτῶν
καρδία.

1
Nichol, Romans, 6:468-69.

2
Porque la ira de Dios se revela desde el cielo contra toda impiedad e
injusticia de los hombres que detienen con injusticia la verdad; 19
porque lo que de Dios se conoce les es manifiesto, pues Dios se lo
manifestó. 20 Porque las cosas invisibles de él, su eterno poder y
Reina-Valera
deidad, se hacen claramente visibles desde la creación del mundo,
1960
siendo entendidas por medio de las cosas hechas, de modo que no
tienen excusa. 21 Pues habiendo conocido a Dios, no le glorificaron
como a Dios, ni le dieron gracias, sino que se envanecieron en sus
razonamientos, y su necio corazón fue entenebrecido.3
Pois a indignação de Deus é revelada desde o céu sobre toda
irreverência e injustiça dos homens, os que detêm rapidamente a
verdade, na injustiça deles. Consequentemente, o que de Deus é
Tradución del reconhecível, é visível neles, porque Deus revelou para eles.
autor Porque, o que dEle é invisível, tanto a Sua divindade como o Seu
eterno poder, é reconhecido, sendo visto panoramicamente4 através
das coisas criadas. Por essa razão, eles são indesculpáveis. Porque
eles conheceram a Deus e não o glorificaram, nem agradeceram.5

Crítica textual

No que se refere à crítica textual da perícope de Rm 1:18-21, especificamente no


verso 18, o manuscrito minúsculo 1908 difere dos textos majoritários (e.g.: A, C), e
também de unciais relevantes, como ‫ א‬e B, ao omitir a palavra Θεου. Ao mesmo tempo,
ainda nesse verso, os documentos a, vgcl, sa e Ambst, inserem a expressão του Θεου,
após a palavra αληθειαν. Outro aspecto, não menos relevante, é o de que o verso 20 tem
a palavra αιδιος suprimida nos seguintes testemunhos: L (020); 1506.
Em suma, essas alterações (vs. 18, 20) não implicam em mudanças substanciais
no significado contextual da perícope, como ocorre no caso de Rm 9:5, e é importante
ressaltar que não há nenhuma problemática de caráter relevante na composição dos

3
Versión RV 1960 Biblia (Brasil: Sociedades Bíblicas en América Latina,
2015), 824.
4
Esta expressão foi escolhida em virtude do significado clássico da palavra
καθοράω. Em um dos contextos, a imagem é a de um soldado que observa do alto de
um monte, o exército inimigo. Heródoto apresenta a figura de um cavaleiro que, sob a
ordem de Xerxes, observa a formação de uma unidade militar em um acampamento.
Ver citação 106.
5
O estilo de tradução segue uma mescla entre uma tentativa de equivalência
formal e contextual. Uma exceção é a tradução da palavra καθοράω, escolhida devido a
força conotativa extraída do texto clássico de Heródoto.
quatro versos supracitados e, conforme pode se observar, o texto está presente nos
quatro principais códices unciais (‫א‬, A, B, C).[1]

[1] Uma relativa controvérsia foi levantada nas últimas décadas, no que concerne à verdadeira

autoria paulina da perícope que vai de Rm 1:18-2:29, sob o argumento de que há uma linguagem distinta

do estilo de Paulo, além de diferenças no contexto e no conteúdo ideacional. No entanto, essa é uma

discussão de atributos hipotéticos, não pertencendo ao escopo do estudo desse tópico. Ver: Colin G.

Kruse, Paul's letter to the Romans, The Pillar New Testament commentary, p. 84. Grand Rapids,

Michigan: Wm. B. Eerdmans Publishing Co, 2012. Ver também: William O. Walker Jr., Romans 1.18-

2.29: A Non-Pauline Interpolation?. NTS 45 (1999) 533-52.

Você também pode gostar