Você está na página 1de 3

LIBRAS

ESTRUTURA GRAMATICAL DE LIBRAS

INTRODUÇÃO

As Línguas de Sinais (LS) são as línguas naturais das comunidades surdas. Ao contrário do
que muitos imaginam as Línguas de Sinais não são simplesmente mímicas e gestos soltos,
utilizados pelos surdos para facilitar a comunicação. São línguas com estruturas gramaticais
próprias.

Atribui-se às Línguas de Sinais o status de língua, porque elas também são compostas pelos
níveis lingüísticos: o fonológico, o morfológico, o sintático e o semântico. O que é
denominado de palavra ou item lexical nas línguas oral-auditivas é denominado sinais, nas
línguas de sinais. O que diferencia as Línguas de Sinais das demais línguas é a sua
modalidade visual-espacial (RODIGUES, 2007).

REVISÃO DE LITERATURA

2.1. Estrutura Gramatical

A Língua Brasileira de Sinais - LIBRAS é uma língua de modalidade gestual - visual: possui
uma estrutura lingüística semelhante as das diversas línguas de modalidade oral auditiva;

Segundo Coneglian (2005), todas as línguas orais - auditivas possui uma gramática própria,
definida pelos sistemas:

=> Morfológico: palavra/ sinal ou item lexical;

=> Sintático: frase;

=> Semântico: significado;

=> Pragmático: uso do significado - sentido.

2.2 Aspectos Estruturais

A LIBRAS têm sua estrutura gramatical organizada a partir de alguns parâmetros que
estruturam sua formação nos diferentes níveis linguísticos. Três são seus parâmetros
principais ou maiores: a Configuração das mãos-(CM) é caracterizado como a forma que a
mão assume durante a realização de um sinal; o Movimento - (M) é o deslocamento da mão
no espaço, durante a realização do sinal, e o Ponto de Articulação - (PA) é caracterizado pelo
lugar do corpo onde será realizado o sinal; e outros três constituem seus parâmetros menores:
Região de Contato, Orientação das mãos e Disposição das mãos (STROBEL &
FERNANDES,1998).

2.3 Línguas Portuguesa X LIBRAS

A Língua Portuguesa tem por principal característica a linearidade, ou seja, os ouvintes


produzem os fonemas (oraliza) um de cada vez. Por outro lado, a Língua de Sinais tem como
característica a simultaneidade, os parâmetros primários realizados ao mesmo tempo, com
expressões faciais (CONEGLIAN, 2005).

CONCLUSÃO

A LIBRA veio para tonar-se a principal língua de diálogo entre surdos - surdos, e surdos -
ouvintes, evidente que para uma compreensão rápida tem-se que estudar e aprimorar os
conhecimentos, não somente da estrutura gramatical, como de tudo ao que diz respeito a
LIBRAS. Após a criação da língua gestual, também é assim que chama-se LIBRAS, a
assimilação, conversação e comunicação entre os indivíduos foi muito beneficiada.

Assim, conclui-se que a LIBRAS é uma língua e não simplesmente uma linguagem. A
LIBRAS tem uma estrutura, uma gramática, como as outras línguas.

http://www.artigonal.com/linguas-artigos/estrutura-gramatical-de-libras-4068843.html, acesso em:


24/11/2012 – 12:30.

Você também pode gostar