Você está na página 1de 2

• Para Durkheim (1900, p.

114) a democracia pode se traduzir em: “[…] quanto mais estreita se torna a
CITAÇÃO comunicação entre a consciência governamental e o resto da sociedade, mais essa consciência se estende e
CURTA abrange coisas, mais a sociedade tem um caráter democrático”. Percebe-se desta forma, que o bom entendimento
entre governo e sociedade acaba por simbolizar um modelo justo de participação.
Sobrenome do autor seguido da referência
– citação entre aspas – fonte igual do
texto: Arial 12 entrelinha 1,5.

• Verifica-se nas explanações do grande pensador Émile Durkheim que não se deve dizer que a democracia:
•m
• [...] é a forma política de uma sociedade que governa a si mesma,
em que o governo se difunde no meio da nação. Uma tal definição é
CITAÇÃO contraditória em seus termos. É quase dizer que a democracia é uma
sociedade política sem Estado. (DURKHEIM, 1900, p. 115)
LONGA
• Conforme expresso pelo autor torna-se notória a distinção entre Estado e Sociedade, relevando-se o papel do
primeiro de forma a não ser absoluto. Antes da citação: Nome completo do autor. Recuo de 4 cm na
citação – fonte Arial 10, entrelinha simples. Lembre 1 enter
antes e 1 depois da citação. Após a citação (SOBRENOME,
ano, p.) Comentar citação longa!

• OORIGINAL DO AUTOR: Colocamos como princípio que tudo pode ser perpetuamente questionado, que tudo pode
ser examinado, e que, para as resoluções a serem tomadas, não estamos presos pelo passado.

PARÁFRASE • MMINHA PARÁFRASE: Tem-se como causa primária a perpetuidade de que tudo pode ser questionável e
examinável, e que, para as resoluções a serem adotadas, faz-se necessário libertar-se do passado. (DURKHEIM,
1900, p. 117) Períodos menores, respeitar o número de linhas do autor.
Não aumentar ou diminuir a ideia, transcrever com sua inter-
pretação do texto. Colocar a referência após o término de
cada parágrafo: (SOBRENOME, ano, p.). Fonte = texto.
• OORIGINAL DO AUTOR: Émile Durkheim (Épinal, 15 de abril de 1858 — Paris, 15 de novembro de 1917) é
considerado um dos pais da Sociologia tendo sido o fundador da escola francesa, posterior a Marx, que combinava
a pesquisa empírica com a teoria sociológica. É amplamente reconhecido como um dos melhores teóricos do
conceito da coesão social. Partindo da afirmação de que "os fatos sociais devem ser tratados como coisas",
forneceu uma definição do normal e do patológico aplicada a cada sociedade, em que o normal seria aquilo que é
ao mesmo tempo obrigatório para o indivíduo e superior a ele, o que significa que a sociedade e a consciência
coletiva são entidades morais, antes mesmo de terem uma existência tangível. Essa preponderância da sociedade
sobre o indivíduo deve permitir a realização deste, desde que consiga integrar-se a essa estrutura. Para que reine
certo consenso nessa sociedade, deve-se favorecer o aparecimento de uma solidariedade entre seus membros.
Uma vez que a solidariedade varia segundo o grau de modernidade da sociedade, a norma moral tende a tornar-se
norma jurídica, pois é preciso definir, numa sociedade moderna, regras de cooperação e troca de serviços entre os
CONDENSAÇÃO que participam do trabalho coletivo (preponderância progressiva da solidariedade orgânica). A sociologia fortaleceu-
(RESUMO) se graças a Durkheim e seus seguidores. Suas principais obras são: Da divisão do trabalho social (1893); Regras
do método sociológico (1895); O suicídio (1897); As formas elementares de vida religiosa (1912). Fundou também a
revista L'Année Sociologique, que afirmou a preeminência durkheimiana no mundo inteiro.

• MMINHA CONDENSAÇÃO:
• Émile Durkheim é tido como um dos pais da Sociologia, principalmente por contribuir de forma marcante
para esta área de estudo, na qual associou árdua pesquisa empírica com a teoria sociológica, levantando
principalmente ao relevar aspectos caracterizados como fatos sociais. (DURKHEIM, 1900, p. 3-4)
É uma técnica de resumo – utilize para períodos maiores
de variação de páginas. Ex. Transformar 5p em 1
parágrafo. Colocar a referência após o término de cada
parágrafo: (SOBRENOME, ano, p.). Fonte = texto.

• RESUMO
• INTRODUÇÃO
MEU TEXTO
• APÓS CITAÇÕES CURTAS (DEPENDENDO DO CASO)
• APÓS CITAÇÕES LONGAS (OBRIGATÓRIO!) Todos os parágrafos que estiverem sem essa
referência: (SOBRENOME, ano, p.) – significam
• CONCLUSÃO que foram escritos por você!