Você está na página 1de 1

A CANÇÃO DO PASTOR

Uma das canções mais lindas registradas na história, a Pastoral de Davi, uma ode magnífica, insuperável - o Salmo
23 - nasce da experiência, paixão e zelo de Davi por aquilo que fazia, e de sua relação íntima com Deus, podendo
encontrá-lo nas minúcias do seu dia a dia.

Davi foi pastor antes de ser rei. Escreveu o que ele era e o que fazia. Começou a sua vida sendo pastor de ovelhas
e nunca se esqueceu disto. Devemos sempre lembrar de onde viemos. O jogador Zé Roberto, em uma ocasião no
palácio de um príncipe árabe, dispensou o melhor e mais refinado da culinária e foi comer arroz com ovo frito, para
nunca esquecer de como começou e fez desta atitude um tributo a Deus. Uma orientação bíblica, quando não
estamos bem, é lembrar de onde caímos, de onde saímos e voltar a praticar aquilo que nos projetou.

Davi diz: “O Senhor é o meu Pastor”! Davi coloca Deus como a fonte de todas as coisas. Antes de ter qualquer coisa,
Davi tinha a Deus. Sua vida não começou com coisas como nome, riquezas, casas, reinado, sua vida começou com
Deus. Davi deixa isto muito claro: O Senhor é a minha fonte, a minha segurança, o meu amparo, o meu descanso,
a minha paz, o meu refrigério, o meu bem estar, a minha maior alegria, a minha satisfação, o lugar onde me refugio,
o meu melhor amigo, em qualquer circunstância ou fase da vida.

No decorrer da vida, vemos claramente que as coisas mudam, o trabalho e a economia mudam. Mudam os amigos
e os relacionamentos. Os projetos falham ou evoluem. Mas a nossa Fonte, o nosso Pastor, não muda. Será que nos
damos conta que a nossa Fonte, o nosso Pastor não negocia? Ele não muda, permanece fiel. Davi mostra que não
há incerteza alguma em Deus. Não havia em Davi possibilidade de desconfiar dEle. Deus é o mesmo quando as
coisas mudam, e a vida está em constante mudança.

Num primeiro momento Davi não tinha nada, mas tinha a Deus, fonte de toda a sua existência. Depois teve todas
as coisas que se agregaram ao longo da jornada, família, bens, coisas diversas, reinado, poder, mas nunca deixou
de ter a Deus. Quando estas coisas se perderam, ele continuou tendo Deus. A maioria das pessoas começa sem
nada, só com Deus. E, por esforço, trabalho, dedicação, crescem, negociam, adquirem, e por fim, acabam confiando
e dependendo mais das coisas do que de Deus. Isto nunca passou com Davi.

Davi escreve esta canção direto do coração, do coração do Pastor, do coração de Deus. Fala da confiança irrestrita,
sem depender da esperança, que por certo falha. Não há um “se” ou um “porém”, há um Pastor, que pode e é
chamado de “Meu Pastor”.

Interesses relacionados