Você está na página 1de 6

PROCEDIMENTO OPERACIONAL

POP CTNEF - 006


PADRÃO

TÍTULO: LIMPEZA E DESINFECÇÃO DAS MÁQUINAS DE HEMODIÁLISE DA MARCA


FRESENIUS 4008 B

I - CONTROLE HISTÓRICO

HISTÓRICO
REVISÃO DATA Nº PÁGINAS ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO
ALTERAÇÃO
Mariana Regina P.
Emissão Fada Marina de Pereira Silvana Maria Lage
00 17/06/2015 05
inicial Oliveira Vaz Roberta Afonso Soares
Silva
Fada Marina de
Oliveira Roberta Afonso
01 09/05/2016 06 Revisão Iranice Pires
Vaz/Mariana Regina Silva
P. Pereira

1. Introdução
Após a realização das sessões de hemodiálise deve-se realizar a desinfecção externa e
interna da máquina conforme orientação do fabricante. Este procedimento visa evitar a
propagação de microrganismos presentes na superfície da máquina e do circuito
hidráulico. Além disso, a desinfecção interna previne os episódios de incrustação do
circuito devido à precipitação das substâncias presentes nas soluções eletrolíticas.

2. Objetivo
Padronizar as ações da equipe de enfermagem na correta desinfecção das máquinas de
hemodiálise da marca FRESENIUS 4008B.

3. Campos de aplicação
Centro de Tratamento Nefrológico/HGIP/IPSEMG.

4. Referências normativas
RDC nº 11, de 13 de março de 2014.

5. Responsabilidade/ competência
 Compete ao profissional de enfermagem a realização da desinfecção das máquinas.
 Compete ao enfermeiro supervisionar a realização do procedimento.

6. Definições
 BIBAG: bolsa de solução de bicarbonato de sódio 8,4% em pó;
 RINSE: enxague;

ASSINATURA E CARIMBO 1
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
POP CTNEF - 006
PADRÃO

TÍTULO: LIMPEZA E DESINFECÇÃO DAS MÁQUINAS DE HEMODIÁLISE DA MARCA


FRESENIUS 4008 B

I - CONTROLE HISTÓRICO

HISTÓRICO
REVISÃO DATA Nº PÁGINAS ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO
ALTERAÇÃO
Mariana Regina P.
Emissão Fada Marina de Pereira Silvana Maria Lage
00 17/06/2015 05
inicial Oliveira Vaz Roberta Afonso Soares
Silva
Fada Marina de
Oliveira Roberta Afonso
01 09/05/2016 06 Revisão Iranice Pires
Vaz/Mariana Regina Silva
P. Pereira

 SHUNT: dispositivo das máquinas que as conectam ao dialisador a fim de permitir a


entrada da solução de diálise no compartimento externo e a saída do dialisado.
7. Conteúdo do padrão
7.1 Recursos necessários
 Galão de ácido peracético/peróxido de hidrogênio 3,5%;
 Luvas de procedimento, máscara cirúrgica e óculos de proteção;
 Pano limpo;
 Borrifador com Gluprotamina (Incidin®);

7.2 Principais passos


 Higienizar as mãos conforme PRS CCIH – 005;
 Paramentar-se com luvas de procedimento, máscara cirúrgica e óculos de proteção;
 Seguir os seguintes passos:

PARA DESINFECÇÃO QUÍMICA (tempo de duração 31 minutos)


 Retirar o dialisador e as linhas e conectar os shunts à máquina;
 Conectar as ponteiras ou retirar o BIBAG e fechar o dispositivo do mesmo;
 Acionar a desinfecção química sempre ao final de um turno de HD;
 PARA RINSE (Tempo de duração: 16 minutos);
 Programar no dia anterior, exceto aos sábados (equipe do 3º turno) para ser iniciado ás
05h30minh.

PARA HOT RINSE – Desinfecção Térmica (tempo de duração: 32 minutos)


 Realizar uma vez por mês, no 1º domingo de cada mês, pelo colaborador do noturno.

ASSINATURA E CARIMBO 2
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
POP CTNEF - 006
PADRÃO

TÍTULO: LIMPEZA E DESINFECÇÃO DAS MÁQUINAS DE HEMODIÁLISE DA MARCA


FRESENIUS 4008 B

I - CONTROLE HISTÓRICO

HISTÓRICO
REVISÃO DATA Nº PÁGINAS ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO
ALTERAÇÃO
Mariana Regina P.
Emissão Fada Marina de Pereira Silvana Maria Lage
00 17/06/2015 05
inicial Oliveira Vaz Roberta Afonso Soares
Silva
Fada Marina de
Oliveira Roberta Afonso
01 09/05/2016 06 Revisão Iranice Pires
Vaz/Mariana Regina Silva
P. Pereira

PARA DESINFECÇÃO EXTERNA DA MÁQUINA:


 Remover resíduos de sangue da superfície da máquina com um pano com água e
sabão neutro;
 Aplicar em toda a superfície da máquina o Glucoprotamina (Incidin®) com um pano
limpo após cada sessão de hemodiálise;
 Recolher todo o material;
 Retirar EPI;
 Higienizar as mãos conforme PRS CCIH – 005.

7.3 Cuidados especiais


 Quando o equipamento não estiver em uso contínuo deverá ser realizada a limpeza
externa da máquina com Glucoprotamina/Incidin® e a desinfeção química deve ser
realizada antes do início do preparo da máquina.
 Caso o produto Glucoprotamina/Incidin® não esteja disponível, proceder à limpeza com
um pano embebido com álcool 70%.
 Se houver sujidade por amostra biológica, limpar a superfície com água e sabão neutro,
remover com pano umedecido em água em seguida, aplicar álcool 70%.
 Aos Domingos o RINSE será programado pelo colaborador do noturno.
 Realizar a desinfecção química, obrigatoriamente, sempre após cada turno.

8. Siglas
 CCIH: Comissão de Controle de Infecção Hospitalar
 CTNEF: Centro de Tratamento Nefrológico
 EPI: Equipamento de Proteção Individual

ASSINATURA E CARIMBO 3
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
POP CTNEF - 006
PADRÃO

TÍTULO: LIMPEZA E DESINFECÇÃO DAS MÁQUINAS DE HEMODIÁLISE DA MARCA


FRESENIUS 4008 B

I - CONTROLE HISTÓRICO

HISTÓRICO
REVISÃO DATA Nº PÁGINAS ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO
ALTERAÇÃO
Mariana Regina P.
Emissão Fada Marina de Pereira Silvana Maria Lage
00 17/06/2015 05
inicial Oliveira Vaz Roberta Afonso Soares
Silva
Fada Marina de
Oliveira Roberta Afonso
01 09/05/2016 06 Revisão Iranice Pires
Vaz/Mariana Regina Silva
P. Pereira

 HD: Hemodiálise
 HGIP: Hospital Governador Israel Pinheiro
 IPSEMG: Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais
 POP: Procedimento Operacional Padrão
 PRS: Procedimento Sistêmico
 RDC: Resolução de Diretoria Colegiada

9. Indicadores
 Não se aplica.

10. Gerenciamento de riscos


Falhas
Categoria de potenciais Ações frente ao
Evento Ações de prevenção
risco geradoras de evento
riscos
Assistencial Uso inadequado Exposição a Orientação quanto ao Providenciar EPI
de EPI. riscos para a uso adequado de EPI. se estiver em falta
saúde. e reforçar a
orientação quanto
ao uso adequado
de EPI.

ASSINATURA E CARIMBO 4
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
POP CTNEF - 006
PADRÃO

TÍTULO: LIMPEZA E DESINFECÇÃO DAS MÁQUINAS DE HEMODIÁLISE DA MARCA


FRESENIUS 4008 B

I - CONTROLE HISTÓRICO

HISTÓRICO
REVISÃO DATA Nº PÁGINAS ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO
ALTERAÇÃO
Mariana Regina P.
Emissão Fada Marina de Pereira Silvana Maria Lage
00 17/06/2015 05
inicial Oliveira Vaz Roberta Afonso Soares
Silva
Fada Marina de
Oliveira Roberta Afonso
01 09/05/2016 06 Revisão Iranice Pires
Vaz/Mariana Regina Silva
P. Pereira

Assistencial Falha na Incrustação do A desinfecção térmica Executar,


periodicidade da circuito. previne a incrustação do imediatamente, a
desinfecção circuito devido à desinfecção
térmica. precipitação das térmica ao detectar
substâncias presentes a não realização da
nas soluções eletrolíticas mesma ou início de
e deve ser realizada uma incrustação.
vez por mês.

Assistencial Falha na Propagação de Acionar a desinfecção Executar a


desinfecção microrganismos química sempre ao final desinfecção
química. no circuito de um turno de HD. química,
hidráulico. imediatamente,
antes de iniciar
uma nova sessão
quando não houver
realizado após a
última.

Assistencial Falha na Propagação de Remover resíduos de Executar a


desinfecção microrganismos sangue da superfície da desinfecção
externa da presentes na máquina e aplicar em externa,
máquina. superfície das toda a superfície da imediatamente, ao
máquinas. máquina a detectar sujidade.
glucoprotamina/Incidin®.

ASSINATURA E CARIMBO 5
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
POP CTNEF - 006
PADRÃO

TÍTULO: LIMPEZA E DESINFECÇÃO DAS MÁQUINAS DE HEMODIÁLISE DA MARCA


FRESENIUS 4008 B

I - CONTROLE HISTÓRICO

HISTÓRICO
REVISÃO DATA Nº PÁGINAS ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO APROVAÇÃO
ALTERAÇÃO
Mariana Regina P.
Emissão Fada Marina de Pereira Silvana Maria Lage
00 17/06/2015 05
inicial Oliveira Vaz Roberta Afonso Soares
Silva
Fada Marina de
Oliveira Roberta Afonso
01 09/05/2016 06 Revisão Iranice Pires
Vaz/Mariana Regina Silva
P. Pereira

11. Referências
 Manual de operação das máquinas de hemodiálise Fresenius, modelo 4008 B.
 CCIH/IPSEMG. Diretrizes Limpeza e Desinfecção de Superfícies Hospitalares,
DIR003. Hospital Governador Israel Pinheiro.

12. Anexos
 Não se aplica

ASSINATURA E CARIMBO 6