Você está na página 1de 22

O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21: Cenário Atual e

Desafios

Ellysson Daniel Viana Matos


Gabriel Alves Santos
Henrique Santos Lima

UESB

31/10/2017

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

Introdução
O setor energético do Brasil necessita de melhores alternativs de polı́ticas públicas. Para
isso é preciso que haja abertura no governo para redefinir os cenários das futuras deman-
das energéticas para que não sejam exclusivamente fatores dependentes do crescimento
econômico medido pelo PIB,mas sim, considerando a eficiência energética e o destino
da energia.

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

Perda significativa
Um aspecto relevante nesse contexto destacado no relatório é que, atualmente, cerca
de 8% da energia elétrica consumida no Brasil deixa o paı́s incorporada no minério de
ferro, em produtos siderúrgicos, nos lingotes de alumı́nio, nas ligas de ferro e no papel
e celulose, que são exportados com baixo valor agregado, pouca geração de empregos e
elevado custo socioambiental.

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

É necessário:
Priorizar o aumento da eficiência energética e reduzir desperdı́cios;

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

É necessário:
Priorizar o aumento da eficiência energética e reduzir desperdı́cios;
Priorizar a eficiência econômica do setor elétrico para o aumento da
competitividade industrial.

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

Investimento
Até 2020 o setor de petróleo e gás receberá 590 bilhões de reais;

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

Investimento
Até 2020 o setor de petróleo e gás receberá 590 bilhões de reais;
O setor hidroelétrico receberá 190 bilhoes de reais do governo;

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

Investimento
Até 2020 o setor de petróleo e gás receberá 590 bilhões de reais;
O setor hidroelétrico receberá 190 bilhoes de reais do governo;
Mas,infelizmente, a eficiência energéticoa sequer tem um valor definido.

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

Desperdı́cio
O Brasil joga fora uma enorme quantidade de energia elétrica que poderia ser aproveitada
para o seu desenvolvimento. As perdas no sistema de transmissão de energia elétrica no
paı́s são de cerca de 20 %– um dos ı́ndices mais elevados do mundo.

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

Plano Decenal de Expansão de Energia


É uma referência para a expansão do sistema energético brasileiro nos próximos 10
anos.

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

Fig.1: Evolução da estrutura do consumo final de energia entre 2010 e 2019.

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

Fig.2: Projeção da expansão do parque gerador de eletricidade 2010-2019.

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21
Previsão pelo PDE
Energia fóssil - O Brasil deve atuar como exportador lı́quido de petróleo e derivados,
a partir da exploração do pré-sal. Segundo o PDE, nos próximos dez anos o paı́s
duplicará a produção nacional de petróleo e gás natural, atingindo cerca da metade
desse quantitativo até 2020.

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21
Previsão pelo PDE
Energia fóssil - O Brasil deve atuar como exportador lı́quido de petróleo e derivados,
a partir da exploração do pré-sal. Segundo o PDE, nos próximos dez anos o paı́s
duplicará a produção nacional de petróleo e gás natural, atingindo cerca da metade
desse quantitativo até 2020.
Biomassa - Em 2010, a participação da biomassa na matriz energética brasileira
foi de 31%. O Ministério de Minas e Energia prevê que a biomassa deve passar de
35em 2020.

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21
Previsão pelo PDE
Energia fóssil - O Brasil deve atuar como exportador lı́quido de petróleo e derivados,
a partir da exploração do pré-sal. Segundo o PDE, nos próximos dez anos o paı́s
duplicará a produção nacional de petróleo e gás natural, atingindo cerca da metade
desse quantitativo até 2020.
Biomassa - Em 2010, a participação da biomassa na matriz energética brasileira
foi de 31%. O Ministério de Minas e Energia prevê que a biomassa deve passar de
35em 2020.
Tecnologia nuclear - O paı́s detêm 98 % das reservas mundiais do nióbio usado
na fabricação de supercondutores, necessários ao reator de fusão nuclear. Além
disso, o Brasil forma o seleto grupo de paı́ses que têm reservas de lı́tio exploradas
e industrializadas comercialmente, ao lado de EUA, China e Rússia.
UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

O gigantesco potencial de energia solar e eólica


Com base em tecnologias disponı́veis para o aproveitamento de energia solar captada
em menos de 5% da área urbanizada do Brasil(ou 0,01% da área do paı́s), seria
possı́vel atender a 10% de toda a demanda atual de energia elétrica nacional.

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

O gigantesco potencial de energia solar e eólica


Com base em tecnologias disponı́veis para o aproveitamento de energia solar captada
em menos de 5% da área urbanizada do Brasil(ou 0,01% da área do paı́s), seria
possı́vel atender a 10% de toda a demanda atual de energia elétrica nacional.
No caso da energia eólica, o potencial inexplorado é de 300 GW.

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

Potencial da bioeletricidade na matriz elétrica brasileira


Aproveitamento da biomassa da cana de açúcar para geração de energia elétrica
representa para o paı́s uma importante fonte alternativa aos derivados de petróleo
e outros combustı́veis fósseis.

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

Potencial da bioeletricidade na matriz elétrica brasileira


Aproveitamento da biomassa da cana de açúcar para geração de energia elétrica
representa para o paı́s uma importante fonte alternativa aos derivados de petróleo
e outros combustı́veis fósseis.
O potencial de geração desta fonte poderia alcançar 14.000 MW médios em 2021,
o que corresponde à produção de três usinas de Belo Monte.

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

Os investimentos privados em energia renovável no Brasil


Os investimentos cresceram 8% em 2011, saltando para 7 bilhões de dólares, por
conta principalmente da energia eólica.

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

Os investimentos privados em energia renovável no Brasil


Os investimentos cresceram 8% em 2011, saltando para 7 bilhões de dólares, por
conta principalmente da energia eólica.
Globalmente, o investimento em energia renovável chegou a 237 bilhões de dólares
em 2011, ultrapassando os 223 bilhões de dólares de despesa lı́quida na construção
de novas usinas movidas a combustı́veis fosseis, indicando uma Tendência crescente
e animadora para o setor de energias renováveis, não incluindo as hidrelétricas

UESB
UESB
O Setor Elétrico Brasileiro no Século 21

Os investimentos privados em energia renovável no Brasil


Os investimentos cresceram 8% em 2011, saltando para 7 bilhões de dólares, por
conta principalmente da energia eólica.
Globalmente, o investimento em energia renovável chegou a 237 bilhões de dólares
em 2011, ultrapassando os 223 bilhões de dólares de despesa lı́quida na construção
de novas usinas movidas a combustı́veis fosseis, indicando uma Tendência crescente
e animadora para o setor de energias renováveis, não incluindo as hidrelétricas
Mas para o aproveitamento das oportunidades e superação de entraves apontados é
necessário viabilizar mecanismos de transparência e espaços democráticos de debate
e diálogo entre governo e sociedade, o que não está efetivamente ocorrendo por
falta de vontade polı́tica do governo.

UESB
UESB