Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS

ENGENHARIA CIVIL

TRABALHO LUMINOTÉCNICO
Instalações Elétricas – Eletrotécnica Geral – ELE619

Luciana Maia Boroni

Turma: C

Professor: Alisson Ladeira Senna Filho

BELO HORIZONTE

2018
LÂMPADA INCANDESCENTE

A lâmpada do tipo incandescente, devido à simplicidade do se funcionamento,


foi o primeiro dispositivo prático que permitiu utilizar a eletricidade para a iluminação.
De modo geral, é um dispositivo elétrico em que a passagem de corrente elétrica por um
filamento metálico que oferece resistência a esta passagem gera calor, emitindo luz
amarelada, que tem bom performance visual. Existem em diversos formatos, tamanhos,
voltagens e potências e foram muito populares, mas estão caindo em desuso. São usadas
em ambientes residenciais e comerciais, também podendo ser utilizadas como
iluminação decorativa de abajures, luminárias de piso, eletrodomésticos, etc.

Possui baixo rendimento, sendo que apenas 5% da energia elétrica que é


consumida é convertida em luz, sendo os outros 95% transformados em calor. Ou seja,
tem um elevado gasto para gerar pouca luz, além de aquecerem o ambiente. Portanto,
esse tipo de lâmpada possui uma menor eficiência energética, quando comparada com
os outros tipos de lâmpadas tradicionais. Uma norma em vigor desde o mês de julho de
2014 proíbe a produção e a importação de lâmpadas incandescentes com potências de
61 a 100 W, em função da sua baixa eficiência, visando evitar o desperdício e reduzir o
consumo de energia. Além disso, a durabilidade desse tipo de lâmpada é bem menor se
comparada a qualquer outro modelo. Entretanto, o custo é relativamente baixo, sendo
que uma lâmpada de 40 W comum é aproximadamente R$ 6,00.

LÂMPADA FLUORESCENTE COMPACTA

Lâmpadas Fluorescentes possuem um tubo de vidro coberto com um material a


base de fósforo, que quando excitado com radiação ultravioleta gerada pela ionização
dos gases, produz luz visível. Necessitam de uma fonte de alimentação especial
chamada reator, que é necessário para regular a corrente de operação da lâmpada e
fornecer uma tensão inicial compatível. Já as compactas possuem um reator integrado
com dimensões reduzidas para que possa substituir lâmpadas incandescentes sem
mudanças na instalação elétrica. Proporciona uma iluminação confortável e suave para
uma atmosfera convidativa, oferecendo alto desempenho, economia de energia e
iluminação de longa duração. A luz emitida pode ser branca ou amarela e, em ambos os
casos, não esquenta demais.
Possuem uma eficiência de cerca de quatro vezes maior do que as lâmpadas
incandescentes e tem durabilidade oito vezes maior. Assim, geram uma economia de
80%. Possuem um custo maior do que as lâmpadas incandescentes, mas acessível,
sendo que uma lâmpada de 25 W e 127 V comum custa aproximadamente R$ 12,00,
oferecendo um melhor custo benefício. No entanto, não pode ser descartada no lixo
comum, uma vez que possui metais pesados contaminantes em sua composição, como o
mercúrio, que são prejudiciais ao meio ambiente. Assim, devem ser encaminhadas para
empresas especializadas na sua reciclagem, ao final da utilização.

LÂMPADA DE LED

LED (Light Emitting Diode) é um componente eletrônico que gera luz com
baixo consumo. As lâmpadas LED necessitam de uma menor quantidade de potencia
para gerar o mesmo fluxo luminoso de uma lâmpada incandescente e não utiliza reator.
Elas convertem energia elétrica diretamente energia luminosa, através de pequenos
chips. São consideradas as lâmpadas do futuro, uma vez que estão cada vez mais
populares, mas ainda não ganharam muita fama devido ao preço, que pode ultrapassar
R$ 90. Apesar de seus altos preços, os LEDs costumam compensar no custo benefício
porque reduzem a conta de energia e duram muito, exigindo pouca manutenção. Seu
sucesso se deve ao seu baixíssimo consumo de energia sendo até 85% menor que o das
incandescentes. Além disso, sua durabilidade, que pode chegar a 50 mil horas.

É um produto ecologicamente correto, em função do baixo consumo de energia e


vida útil excepcionalmente longa. Os LEDs geram pouca luz e são normalmente usados
dentro de sancas ou para compor efeitos visuais. Para iluminar um ambiente todo, são
necessários muitos LEDs. No entanto, é necessário atenção quanto a compra de
lâmpadas de LED, uma vez que o mercado está repleto de marcas e nem todas são de
qualidade, é necessário pedir referência a um profissional da área para saber qual
comprar.
REFERÊNCIAS

https://www.saladaeletrica.com.br/como-funcionam-as-lampadas-leds/

https://www.edp.pt/particulares/apoio-cliente/perguntas-frequentes/servicos/iluminacao-
eficiente/quero-saber-mais-sobre-lampadas-led/quais-sao-as-caracteristicas-de-uma-
lampada-led/faq-4628

https://www.mundodaeletrica.com.br/como-funcionam-as-lampadas-led/

https://www.mundodaeletrica.com.br/como-funciona-uma-lampada-incandescente/

http://construindodecor.com.br/lampadas-incandescentes/

http://www.casamaisfacil.com.br/tipos-de-lampadas-e-suas-caracteristicas/

https://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%A2mpada_fluorescente

https://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%A2mpada_incandescente