Você está na página 1de 62

Caderno do ENEM

Biologia
SUMÁRIO

Abiogênese × biogênese.................................................................................. 5

Metodologia científica....................................................................................... 5

Substâncias orgânicas....................................................................................... 7

Envoltórios celulares........................................................................................... 8

Transporte através da membrana............................................................... 8

Citoplasma............................................................................................................... 9

Metabolismo energético..................................................................................10

Respiração celular...............................................................................................10

Fermentação.......................................................................................................... 11

DNA............................................................................................................................ 11

Síntese de proteínas..........................................................................................14

Reprodução sexuada e assexuada............................................................14

Ciclos reprodutivos.............................................................................................15

Tecidos animais....................................................................................................15

Tecido conjuntivo - sangue............................................................................15

Classificação dos seres vivos.........................................................................16

Domínio bactéria.................................................................................................17

Algas.........................................................................................................................17

Plantas......................................................................................................................18

Fisiologia vegetal................................................................................................18

Artrópodes (filo Arthropoda)........................................................................19

Cordados (filo Chordata).................................................................................20

Fisiologia animal.................................................................................................20

Sistemas circulatórios........................................................................................21

Sistema respiratório..........................................................................................21

Sistema endócrino..............................................................................................22

Sistema imunitário..............................................................................................22
Soros e vacinas....................................................................................................23

Genética...................................................................................................................24

Herança sexual....................................................................................................25

Mutações.......................................................................................................................25

Engenharia Genética.........................................................................................25

Técnica do DNA recombinante......................................................................26

Organismos Geneticamente Modificados (OGMs)..............................26

Clonagem................................................................................................................28

Fauna e flora nas eras geológicas.............................................................28

Evolução...................................................................................................................32

As ideias de Lamarck........................................................................................32

As ideias de Darwin..........................................................................................32

Evolução humana................................................................................................33

Ecologia....................................................................................................................34

Relações alimentares.........................................................................................35

Fluxo de energia..................................................................................................37

Ciclos biogeoquímicos.......................................................................................37

Interações ecológicas........................................................................................40

Dinâmica de populações..................................................................................42

Sucessão ecológica.............................................................................................43

Biomas brasileiros..............................................................................................43

Impactos ambientais........................................................................................ 46

Sustentabilidade..................................................................................................52

Saúde........................................................................................................................57

Epidemias................................................................................................................58

Principais viroses humanas............................................................................58

Principais bacterioses humanas.................................................................. 60

Principais protozooses humanas................................................................ 60

Principais verminoses humanas...................................................................62


Número de peixes
50

Biologia
QUESTÕES
0
Biologia
BIOLOGIA

Ciências da Natureza
Tempo (24e suas Tecnologias
horas)

Espécie II
ABIOGÊNESE × BIOGÊNESE 100

Questão 1 2012

Número de peixes
50
Em certos locais, larvas de moscas, criadas em arroz co-
zido, são utilizadas como iscas para pesca. Alguns cria-
dores, no entanto, acreditam que essas larvas surgem
0
espontaneamente do arroz cozido, tal como preconizado
pela teoria da geração espontânea. Tempo (24 horas)
Essa teoria começou a ser refutada pelos cientistas ainda
no século XVII, a partir dos estudos de Redi e Pasteur, Espécie III
que mostraram experimentalmente que 100

a) seres vivos podem ser criados em laboratório.

Número de peixes
b) a vida se originou no planeta a partir de microrganis-
50
mos.
c) o ser vivo é oriundo da reprodução de outro ser vivo
preexistente.
0
d) seres vermiformes e microrganismos são evolutiva-
mente aparentados. Tempo (24 horas)

e) vermes e microrganismos são gerados pela matéria


existente nos cadáveres e nos caldos nutritivos, res- Com poluentes domésticos
pectivamente. Com poluentes industriais

Pelos resultados obtidos, a espécie de peixe mais indica-


METODOLOGIA CIENTÍFICA da para ser utilizada como detectora de poluição, a fim de
que sejam tomadas providências imediatas, seria

Questão 2 2005 a) a espécie I, pois sendo menos resistente à poluição,


morreria mais rapidamente após a contaminação.
Quando um reservatório de água é agredido ambiental- b) a espécie II, pois sendo a mais resistente, haveria
mente por poluição de origem doméstica ou industrial, mais tempo para testes.
uma rápida providência é fundamental para diminuir os c) a espécie III, pois como apresenta resistência diferen-
danos ecológicos. Como o monitoramento constante te à poluição doméstica e industrial, propicia estudos
dessas águas demanda aparelhos caros e testes demo- posteriores.
rados, cientistas têm se utilizado de biodetectores, como d) as espécies I e III juntas, pois tendo resistência se-
peixes que são colocados em gaiolas dentro da água, po- melhante em relação à poluição permitem comparar
dendo ser observados periodicamente. resultados.
Para testar a resistência de três espécies de peixes, cientis- e) as espécies II e III juntas, pois como são pouco tole-
tas separaram dois grupos de cada espécie, cada um com rantes à poluição, propiciam um rápido alerta.
cem peixes, totalizando seis grupos. Foi, então, adicionada a
mesma quantidade de poluentes de origem doméstica e in-
Nesta questão foram trabalhadas:
dustrial, em separado. Durante o período de 24 horas, o nú-
mero de indivíduos passou a ser contado de hora em hora. Competência de área 1 – Compreender as ciências naturais
e as tecnologias a elas associadas como construções huma-
Os resultados são apresentados a seguir. nas, percebendo seus papéis nos processos de produção e no
desenvolvimento econômico e social da humanidade.
Espécie I
100 Habilidade 4 – Avaliar propostas de intervenção no ambiente,
considerando a qualidade da vida humana ou medidas de conser-
vação, recuperação ou utilização sustentável da biodiversidade.
Número de peixes

50

Questão 3 2005
0 Foram publicados recentemente trabalhos relatando o
uso de fungos como controle biológico de mosquitos
Tempo (24 horas) transmissores da malária. Observou-se o percentual de

135
Espécie II
100
5
s
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

sobrevivência dos mosquitos Anopheles sp. após expo- Questão 5 2009


sição ou não a superfícies cobertas com fungos sabida-
mente pesticidas, ao longo de duas semanas. Os dados Os planos de controle e erradicação de doenças em ani-
obtidos estão presentes no gráfico. mais envolvem ações de profilaxia e dependem em gran-
de medida da correta utilização e interpretação de testes
Porcentagem de sobrevivência

100
diagnósticos. O quadro mostra um exemplo hipotético de
80 aplicação de um teste diagnóstico.

60
Condição real dos animais
40
Resultado Total
20 Infectado Não infectado
do teste
0
0 2 4 6 8 10 12 14
Positivo 45 38 83
Dias após exposição
Negativo 5 912 917
Mosquitos expostos Mosquitos não expostos
Total 50 950 1 000
Para interpretar o gráfico corretamente, é necessário inverter a ordem das legendas.
Manual Técnico do Programa Nacional de Controle e
No grupo exposto aos fungos, o período em que houve
Erradicação da Brucelose e da Tuberculose Animal – PNCEBT.
50% de sobrevivência ocorreu entre os dias
Brasília: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento,
a) 2 e 4. c) 6 e 8. e) 10 e 12. 2006 (adaptado).
b) 4 e 6. d) 8 e 10. Considerando que, no teste diagnóstico, a sensibilidade
é a probabilidade de um animal infectado ser classificado
como positivo e a especificidade é a probabilidade de um
Questão 4 2009 animal não infectado ter resultado negativo, a interpreta-
ção do quadro permite inferir que
Analise a figura.
a) a especificidade aponta um número de 5 falsos positivos.
100 b) o teste, a cada 100 indivíduos infectados, classificaria
90 90 como positivos.
Concentração de álcool no sangue

80
c) o teste classificaria 96 como positivos em cada 100
indivíduos não infectados.
70
d) ações de profilaxia são medidas adotadas para o trata-
60 mento de falsos positivos.
(mg%)

50 e) testes de alta sensibilidade resultam em maior núme-


40
ro de animais falsos negativos comparado a um teste
de baixa sensibilidade.
30

20
Questão 6 2010
10
Três dos quatro tipos de testes atualmente empregados
0
0 1 2 3 4 5 6 7 8 para a detecção de príons patogênicos em tecidos cere-
brais de gado morto são mostrados nas figuras a seguir.
Tempo (horas)
Uma vez identificado um animal morto infectado, funcio-
Disponível em: http//www.alcoologia.net. nários das agências de saúde pública e fazendeiros po-
Acesso em: 15 jul. 2009 (adaptado). dem removê-lo do suprimento alimentar ou rastrear os
Supondo que seja necessário dar um título para essa fi- alimentos infectados que o animal possa ter consumido.
gura, a alternativa que melhor traduziria o processo repre-
sentado seria: TESTE I
a) Concentração média de álcool no sangue ao longo do dia.
Seringa
b) Variação da frequência da ingestão de álcool ao longo
das horas.
c) Concentração mínima de álcool no sangue a partir de Amostra
de tecido
diferentes dosagens. A
d) Estimativa de tempo necessário para metabolizar di-
Cérebro
ferentes quantidades de álcool. bovino
B
e) Representação gráfica da distribuição de frequência Camundongo
(ou outro animal de teste)
de álcool em determinada hora do dia.

136

6
Biologia
BIOLOGIA

TESTE II b) A água fervente e o resfriamento impermeabilizam a


casca dos grãos de milho, impedindo a difusão de oxi-
Anticorpo que reconhece gênio e a oxidação da glicose.
o príon patogênico [PrPSC]
c) As enzimas responsáveis pela conversão desses car-
boidratos em amido são desnaturadas pelo tratamen-
A to com água quente.
Amostra d) Microrganismos que, ao retirarem nutrientes dos
B
grãos, convertem esses carboidratos em amido, são
Lâmina
destruídos pelo aquecimento.
Microscópio e) O aquecimento desidrata os grãos de milho, alterando
o meio de dissolução onde ocorreria espontaneamen-
te a transformação desses carboidratos em amido.
TESTE III

Protease
Marcador específico Questão 8 2005
para o príon patogênico
Gel [PrPSC]
A obesidade, que nos países desenvolvidos já é tratada
A como epidemia, começa a preocupar especialistas no
Brasil. Os últimos dados da Pesquisa de Orçamentos Fa-
B miliares, realizada entre 2002 e 2003 pelo IBGE, mostram
que 40,6% da população brasileira estão acima do peso,
ou seja, 38,8 milhões de adultos. Desse total, 10,5 mi-
Legenda: PrPSC – proteínas do Príon lhões são considerados obesos. Várias são as dietas e
Scientific American. Brasil, ago. 2004 (adaptado). os remédios que prometem um emagrecimento rápido e
sem riscos. Há alguns anos foi lançado no mercado bra-
Analisando os testes I, II e III, para a detecção de príons pa- sileiro um remédio de ação diferente dos demais, pois
togênicos, identifique as condições em que os resultados inibe a ação das lipases, enzimas que aceleram a reação
foram positivos para a presença de príons nos três testes: de quebra de gorduras. Sem serem quebradas elas não
a) Animal A, lâmina B e gel A. são absorvidas pelo intestino, e parte das gorduras in-
geridas é eliminada com as fezes. Como os lipídios são
b) Animal A, lâmina A e gel B. altamente energéticos, a pessoa tende a emagrecer. No
c) Animal B, lâmina A e gel B. entanto, esse remédio apresenta algumas contraindica-
d) Animal B, lâmina B e gel A. ções, pois a gordura não absorvida lubrifica o intestino,
e) Animal A, lâmina B e gel B. causando desagradáveis diarreias. Além do mais, podem
ocorrer casos de baixa absorção de vitaminas lipossolú-
veis, como as A, D, E e K, pois

SUBSTÂNCIAS ORGÂNICAS a) essas vitaminas, por serem mais energéticas que as


demais, precisam de lipídios para sua absorção.
b) a ausência dos lipídios torna a absorção dessas vita-
Questão 7 2002
minas desnecessária.
O milho verde recém-colhido tem um sabor adocicado. Já c) essas vitaminas reagem com o remédio, transforman-
o milho verde comprado na feira, um ou dois dias depois do-se em outras vitaminas.
de colhido, não é mais tão doce, pois cerca de 50% dos d) as lipases também desdobram as vitaminas para que
carboidratos responsáveis pelo sabor adocicado são con- essas sejam absorvidas.
vertidos em amido nas primeiras 24 horas. e) essas vitaminas se dissolvem nos lipídios e só são
Para preservar o sabor do milho verde pode-se usar o se- absorvidas junto com eles.
guinte procedimento em três etapas:

1o descascar e mergulhar as espigas em água fervente Questão 9 2006


por alguns minutos;
Os efeitos dos anti-inflamatórios estão associados à pre-
2o resfriá-las em água corrente; sença de inibidores da enzima chamada ciclo-oxigenase
3o conservá-las na geladeira. 2 (COX-2). Essa enzima degrada substâncias liberadas de
tecidos lesados e as transforma em prostaglandinas pró-
A preservação do sabor original do milho verde pelo pro- -inflamatórias, responsáveis pelo aparecimento de dor e
cedimento descrito pode ser explicada pelo seguinte ar- inchaço.
gumento:
Os anti-inflamatórios produzem efeitos colaterais decor-
a) O choque térmico converte as proteínas do milho em rentes da inibição de uma outra enzima, a COX-1, res-
amido até a saturação; este ocupa o lugar do amido ponsável pela formação de prostaglandinas, protetoras
que seria formado espontaneamente. da mucosa gastrintestinal.

137

7
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

O esquema a seguir mostra alguns anti-inflamatórios obtidos foram: a quantidade de água absorvida pelo papel
(nome genérico). As setas indicam a maior ou a menor liso foi de 8 mL, enquanto pelo papel dobrado foi de 12 mL.
afinidade dessas substâncias pelas duas enzimas.

5c
m
– PIROXICAM +

5 cm
ASPIRINA
IBUPROFENO
Afinidade MELOXICAM Afinidade
por COX-2 DICLOFENACO por COX-1 10 cm
NAPROXENO 10 cm FIGURA 2
NIMESULIDE FIGURA 1
+
CELECOXIBE
ROFECOXIBE – Com base nos dados obtidos, infere-se que a função das
microvilosidades intestinais com relação à absorção de nu-
trientes pelas células das paredes internas do intestino é a de
Com base nessas informações, é correto concluir-se que
a) manter o volume de absorção.
a) o piroxicam é o anti-inflamatório que mais pode in-
b) aumentar a superfície de absorção.
terferir na formação de prostaglandinas protetoras da
mucosa gastrintestinal. c) diminuir a velocidade de absorção.
b) o rofecoxibe é o anti-inflamatório que tem a maior afi- d) aumentar o tempo de absorção.
nidade pela enzima COX-1. e) manter a seletividade na absorção.
c) a aspirina tem o mesmo grau de afinidade pelas duas
enzimas.
d) o diclofenaco, pela posição que ocupa no esquema, TRANSPORTE ATRAVÉS
tem sua atividade anti-inflamatória neutralizada pelas
duas enzimas.
DA MEMBRANA
e) o nimesulide apresenta o mesmo grau de afinidade
pelas enzimas COX-1 e COX-2. Questão 12 2011
A cal (óxido de cálcio, CaO), cuja suspensão em água é
Questão 10 2007 muito usada como uma tinta de baixo custo, dá uma tona-
lidade branca aos troncos de árvores. Essa é uma prática
Ao beber uma solução de glicose (C6H12O6), um corta-ca-
muito comum em praças públicas e locais privados, ge-
na ingere uma substância
ralmente usada para combater a proliferação de parasitas.
a) que, ao ser degradada pelo organismo, produz ener- Essa aplicação, também chamada de caiação, gera um
gia que pode ser usada para movimentar o corpo. problema: elimina microrganismos benéficos para a árvore.
b) inflamável que, queimada pelo organismo, produz Disponível em: http://super.abril.com.br.
água para manter a hidratação das células. Acesso em: 1 abr. 2010 (adaptado).
c) que eleva a taxa de açúcar no sangue e é armazenada na A destruição do microambiente, no tronco de árvores pin-
célula, o que restabelece o teor de oxigênio no organismo. tadas com cal, é devida ao processo de
d) insolúvel em água, o que aumenta a retenção de líqui-
a) difusão, pois a cal se difunde nos corpos dos seres do
dos pelo organismo.
microambiente e os intoxica.
e) de sabor adocicado que, utilizada na respiração celu-
b) osmose, pois a cal retira água do microambiente, tornan-
lar, fornece CO2 para manter estável a taxa de carbo-
do-o inviável ao desenvolvimento de microrganismos.
no na atmosfera.
c) oxidação, pois a luz solar que incide sobre o tronco ati-
va fotoquimicamente a cal, que elimina os seres vivos
ENVOLTÓRIOS CELULARES do microambiente.
d) aquecimento, pois a luz do Sol incide sobre o tronco e
aquece a cal, que mata os seres vivos do microambiente.
Questão 11 2010
e) vaporização, pois a cal facilita a volatilização da água para a
Para explicar a absorção de nutrientes, bem como a fun- atmosfera, eliminando os seres vivos do microambiente.
ção das microvilosidades das membranas das células que
revestem as paredes internas do intestino delgado, um
Questão 13 2012
estudante realizou o seguinte experimento:
Colocou 200 mL de água em dois recipientes. No primei- Osmose é um processo espontâneo que ocorre em to-
ro recipiente, mergulhou, por 5 segundos, um pedaço de dos os organismos vivos e é essencial à manutenção da
papel liso, como na FIGURA 1; no segundo recipiente, fez vida. Uma solução 0,15 mol/L de NaCl (cloreto de sódio)
o mesmo com um pedaço de papel com dobras simulan- possui a mesma pressão osmótica das soluções presen-
do as microvilosidades, conforme FIGURA 2. Os dados tes nas células humanas.

138

8
Biologia
BIOLOGIA

A imersão de uma célula humana em uma solução poderia ser utilizado para produzir proteínas recombinan-
0,20 mol/L de NaCl tem, como consequência, a tes em células de organismos eucarióticos não fotossin-
tetizantes, como as leveduras, que são usadas para pro-
a) adsorção de íons Na+ sobre a superfície da célula.
dução comercial de várias proteínas recombinantes e que
b) difusão rápida de íons Na+ para o interior da célula. podem ser cultivadas em grandes fermentadores.
c) diminuição da concentração das soluções presentes Considerando a estratégia metodológica descrita, qual or-
na célula.
ganela celular poderia ser utilizada para inserção de trans-
d) transferência de íons Na+ da célula para a solução. genes em leveduras?
e) transferência de moléculas de água do interior da cé-
a) Lisossomo.
lula para a solução.
b) Mitocôndria.
c) Peroxissomo.
d) Complexo golgiense.
CITOPLASMA
e) Retículo endoplasmático.

Questão 14 2013
Nesta questão foram trabalhadas:
A estratégia de obtenção de plantas transgênicas pela in-
serção de transgenes em cloroplastos, em substituição à Competência de área 6 – Compreender a sociedade e a natu-
reza, reconhecendo suas interações no espaço em diferentes
metodologia clássica de inserção do transgene no núcleo contextos históricos e geográficos.
da célula hospedeira, resultou no aumento quantitativo
da produção de proteínas recombinantes com diversas Habilidade 30 – Avaliar as relações entre preservação e de-
finalidades biotecnológicas. O mesmo tipo de estratégia gradação da vida no planeta nas diferentes escalas.

Questão 15 2013

Uma indústria está escolhendo uma linhagem de microalgas que otimize a secreção de polímeros comestíveis, os quais são
obtidos do meio de cultura de crescimento. Na figura podem ser observadas as proporções de algumas organelas presentes
no citoplasma de cada linhagem.
Perfil celular das linhagens de microalgas

100%
90%
80%
Quantidade de organelas

70%
60%
50%
40%
30%
20%
10%
0%
Linhagem I Linhagem II Linhagem III Linhagem IV Linhagem V
Núcleo 20 20 20 20 20

Retículo endoplasmático 20 35 15 40 35

Complexo golgiense 50 40 35 20 15

Mitocôndrias 10 5 30 20 30

Qual é a melhor linhagem para se conseguir maior rendimento de polímeros secretados no meio de cultura?
a) I
b) II
c) III
d) IV
e) V

139

9
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

Questão 18 2011
METABOLISMO ENERGÉTICO
Moradores sobreviventes da tragédia que destruiu aproxima-
Questão 16 2007 damente 60 casas no Morro do Bumba, na Zona Norte de
Niterói (RJ), ainda defendem a hipótese de o deslizamento ter
Todas as reações químicas de um ser vivo seguem um sido causado por uma explosão provocada por gás metano,
programa operado por uma central de informações. A visto que esse local foi um lixão entre os anos 1960 e 1980.
meta desse programa é a autorreplicação de todos os Jornal Web. Disponível em: http://www.ojornalweb.com.
componentes do sistema, incluindo-se a duplicação do Acesso em: 12 abr. 2010 (adaptado).
próprio programa ou mais precisamente do material no O gás mencionado no texto é produzido
qual o programa está inscrito. Cada reprodução pode estar
a) como subproduto da respiração aeróbia bacteriana.
associada a pequenas modificações do programa.
b) pela degradação anaeróbia de matéria orgânica por
M. O. Murphy e l. O’neill (Orgs.). O que é vida? 50 anos
bactérias.
depois — especulações sobre o futuro da biologia.
São Paulo: UNESP. 1997 (com adaptações). c) como produto da fotossíntese de organismos plurice-
lulares autotróficos.
São indispensáveis à execução do “programa” mencionado
anteriormente processos relacionados a metabolismo, d) pela transformação química do gás carbônico em con-
autorreplicação e mutação, que podem ser exemplifica- dições anaeróbias.
dos, respectivamente, por: e) pela conversão, por oxidação química, do gás carbôni-
co sob condições aeróbias.
a) fotossíntese, respiração e alterações na sequência de
bases nitrogenadas do código genético.
b) duplicação do RNA, pareamento de bases nitrogena-
das e digestão de constituintes dos alimentos. RESPIRAÇÃO CELULAR
c) excreção de compostos nitrogenados, respiração ce-
lular e digestão de constituintes dos alimentos. Questão 19 2010
d) respiração celular, duplicação do DNA e alterações na
sequência de bases nitrogenadas do código genético. Um ambiente capaz de asfixiar todos os animais conheci-
dos do planeta foi colonizado por pelo menos três espé-
e) fotossíntese, duplicação do DNA e excreção de com-
cies diferentes de invertebrados marinhos. Descobertos
postos nitrogenados.
a mais de 3 000 m de profundidade no Mediterrâneo, eles
são os primeiros membros do reino animal a prosperar
Questão 17 2009 mesmo diante da ausência total de oxigênio. Até agora,
achava-se que só bactérias pudessem ter esse estilo de
A fotossíntese é importante para a vida na Terra. Nos clo- vida. Não admira que os bichos pertençam a um grupo
roplastos dos organismos fotossintetizantes, a energia pouco conhecido, o dos loricíferos, que mal chegam a
solar é convertida em energia química que, juntamente 1,0 mm. Apesar do tamanho, possuem cabeça, boca,
com água e gás carbônico (CO2), é utilizada para a síntese sistema digestivo e uma carapaça. A adaptação dos bi-
de compostos orgânicos (carboidratos). A fotossíntese é chos à vida no sufoco é tão profunda que suas células
o único processo de importância biológica capaz de rea- dispensaram as chamadas mitocôndrias.
lizar essa conversão. Todos os organismos, incluindo os LOPES, R. J. Italianos descobrem animal que vive em água
produtores, aproveitam a energia armazenada nos carboi- sem oxigênio. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br.
dratos para impulsionar os processos celulares, liberando Acesso em: 10 abr. 2010 (adaptado).
CO2 para a atmosfera e água para a célula por meio da Que substâncias poderiam ter a mesma função do O2 na
respiração celular. Além disso, grande fração dos recur- respiração celular realizada pelos loricíferos?
sos energéticos do planeta, produzidos tanto no presente
a) S e CH4 d) CO2 e CH4
(biomassa) como em tempos remotos (combustível fós-
sil), é resultante da atividade fotossintética. b) S e NO–3 e) H2 e CO2
As informações sobre obtenção e transformação dos recur- c) H2 e NO–3
sos naturais por meio dos processos vitais de fotossíntese
e respiração, descritas no texto, permitem concluir que Questão 20 2013
a) o CO2 e a água são moléculas de alto teor energético.
Plantas terrestres que ainda estão em fase de cresci-
b) os carboidratos convertem energia solar em energia
mento fixam grandes quantidades de CO2, utilizando-
química.
-o para formar novas moléculas orgânicas, e liberam gran-
c) a vida na Terra depende, em última análise, da energia de quantidade de O2. No entanto, em florestas maduras,
proveniente do Sol. cujas árvores já atingiram o equilíbrio, o consumo de O2
d) o processo respiratório é responsável pela retirada de pela respiração tende a igualar sua produção pela fotos-
carbono da atmosfera. síntese. A morte natural de árvores nessas florestas afeta
e) a produção de biomassa e de combustível fóssil, por temporariamente a concentração de O2 e de CO2 próximo
si, é responsável pelo aumento de CO2 atmosférico. à superfície do solo onde elas caíram.

140

10
Biologia
BIOLOGIA

A concentração de O2 próximo ao solo, no local da queda, Dentre as afirmativas, apenas:


será
a) I está correta. d) II e III estão corretas.
a) menor, pois haverá consumo de O2 durante a decom-
b) II está correta. e) III está correta.
posição dessas árvores.
c) I e II estão corretas.
b) maior, pois haverá economia de O2 pela ausência das
árvores mortas.
c) maior, pois haverá liberação de O2 durante a fotossín- Questão 22 2012
tese das árvores jovens.
Há milhares de anos o homem faz uso da biotecnologia para
d) igual, pois haverá consumo e produção de O2 pelas a produção de alimentos como pães, cervejas e vinhos. Na
árvores maduras restantes. fabricação de pães, por exemplo, são usados fungos unice-
e) menor, pois haverá redução de O2 pela falta da fotos- lulares, chamados de leveduras, que são comercializados
síntese realizada pelas árvores mortas. como fermento biológico. Eles são usados para promover
o crescimento da massa, deixando-a leve e macia.
Nesta questão foram trabalhadas: O crescimento da massa do pão pelo processo citado é
resultante da
Competência de área 3 – Associar intervenções que resultam
em degradação ou conservação ambiental a processos produti- a) liberação de gás carbônico.
vos e sociais e a instrumentos ou ações científico-tecnológicos.
b) formação de ácido lático.
Habilidade 9 – Compreender a importância dos ciclos biogeo- c) formação de água.
químicos ou do fluxo energia para a vida, ou da ação de agentes
ou fenômenos que podem causar alterações nesses processos. d) produção de ATP.
e) liberação de calor.

FERMENTAÇÃO
DNA
Questão 21 2000
Texto comum para as questões 23 e 24.
No processo de fabricação de pão, os padeiros, após pre-
pararem a massa utilizando fermento biológico, separam João ficou intrigado com a grande quantidade de notícias
uma porção de massa em forma de “bola” e a mergu- envolvendo DNA: clonagem da ovelha Dolly, terapia gêni-
lham num recipiente com água, aguardando que ela suba, ca, testes de paternidade, engenharia genética, etc. Para
como pode ser observado, respectivamente, em I e II do conseguir entender as notícias, estudou a estrutura da
esquema abaixo. molécula de DNA e seu funcionamento e analisou os da-
dos do quadro a seguir.
Quando isso acontece, a massa está pronta para ir ao forno.

I ATCCGGATGCTT
TAGGCCTACGAA

I II II ATCCGGATGCTT

Um professor de Química explicaria esse procedimento UAGGCCUACGAA
da seguinte maneira:
“A bola de massa torna-se menos densa que o líquido e III UAGGCCUACGAA
sobe. A alteração da densidade deve-se à fermentação, ⇓
processo que pode ser resumido pela equação Metionina Alanina Leucina Glutamato
C6H12O6 → 2C2H5OH + 2CO2 + energia IV Bases nitrogenadas: A = Adenina
glicose álcool comum gás carbônico T = Timina
C = Citosina
Considere as afirmações a seguir.
G = Guanina
I. A fermentação dos carboidratos da massa de pão U = Uracila
ocorre de maneira espontânea e não depende da
existência de qualquer organismo vivo.
Questão 23 1998
II. Durante a fermentação, ocorre produção de gás
carbônico, que se vai acumulando em cavidades no Analisando-se o DNA de um animal, detectou-se que
interior da massa, o que faz a bola subir. 40% de suas bases nitrogenadas eram constituídas por
III. A fermentação transforma a glicose em álcool. Adenina. Relacionando esse valor com o emparelhamen-
Como o álcool tem maior densidade do que a água, to específico das bases, os valores encontrados para as
a bola de massa sobe. outras bases nitrogenadas foram:

141

11
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

a) T = 40%; C = 20%; G = 40% a) a molécula de DNA é formada por 2 cadeias caracteri-


b) T = 10%; C = 10%; G = 40% zadas por sequências de bases nitrogenadas.
b) na molécula de DNA, podem existir diferentes tipos
c) T = 10%; C = 40%; G = 10%
de complementação de bases nitrogenadas.
d) T = 40%; C = 10%; G = 10% c) a quantidade de A presente em uma das cadeias é
e) T = 40%; C = 60%; G = 60% exatamente igual à quantidade de A da cadeia com-
plementar.
Questão 24 1998 d) na molécula de DNA, podem existir 5 diferentes tipos
de bases nitrogenadas.
Em I está representado o trecho de uma molécula de e) no processo de mitose, cada molécula de DNA dá ori-
DNA. Observando o quadro, pode-se concluir que: gem a 4 moléculas de DNA exatamente iguais.

Questão 25 2004
A identificação da estrutura do DNA foi fundamental para compreender seu papel na continuidade da vida. Na década de 1950,
um estudo pioneiro determinou a proporção das bases nitrogenadas que compõem moléculas de DNA de várias espécies.

BASES NITROGENADAS
Exemplo de materiais analisados
ADENINA GUANINA CITOSINA TIMINA
Espermatozoide humano 30,7% 19,3% 18,8% 31,2%
Fígado humano 30,4% 19,5% 19,9% 30,2%
Medula óssea de rato 28,6% 21,4% 21,5% 28,5%
Espermatozoide de ouriço-do-mar 32,8% 17,7% 18,4% 32,1%
Plântula de trigo 27,9% 21,8% 22,7% 27,6%
Bactéria E. coli 26,1% 24,8% 23,9% 25,1%
A comparação das proporções permitiu concluir que ocorre emparelhamento entre as bases nitrogenadas e que elas formam
a) pares de mesmo tipo em todas as espécies, evidenciando a universalidade da estrutura do DNA.
b) pares diferentes de acordo com a espécie considerada, o que garante a diversidade da vida.
c) pares diferentes em diferentes células de uma espécie, como resultado da diferenciação celular.
d) pares específicos apenas nos gametas, pois essas células são responsáveis pela perpetuação das espécies.
e) pares específicos somente nas bactérias, pois esses organismos são formados por uma única célula.

Questão 26 2005
Um fabricante afirma que um produto disponível comercialmente possui DNA vegetal, elemento que proporcionaria melhor
hidratação dos cabelos.
Sobre as características químicas dessa molécula essencial à vida, é correto afirmar que o DNA
a) de qualquer espécie serviria, já que têm a mesma composição.
b) de origem vegetal é diferente quimicamente dos demais pois possui clorofila.
c) das bactérias poderia causar mutações no couro cabeludo.
d) dos animais encontra-se sempre enovelado e é de difícil absorção.
e) de características básicas, assegura sua eficiência hidratante.

Questão 27 2008
Define-se genoma como o conjunto de todo o material genético de uma espécie, que, na maioria dos casos, são as mo-
léculas de DNA. Durante muito tempo, especulou-se sobre a possível relação entre o tamanho do genoma – medido pelo
número de pares de bases (pb) –, o número de proteínas produzidas e a complexidade do organismo. As primeiras respostas
começam a aparecer e já deixam claro que essa relação não existe, como mostra a tabela abaixo.

Espécie Nome comum Tamanho estimado do genoma (pb) No de proteínas descritas


Oryza sativa Arroz 5 000 000 000 224 181
Mus musculus Camundongo 3 454 200 000 249 081
Homo sapiens Homem 3 400 000 000 459 114
Rattus norvegicus Rato 2 900 000 000 109 077
Drosophila melanogaster Mosca-da-fruta 180 000 000 86 255
Internet: www.cbs.dtu.dk e <www.ncbi.nlm.nih.gov>.

142

12
Biologia
BIOLOGIA

De acordo com as informações anteriores, descrição do modelo do DNA em dupla hélice por Watson e
a) o conjunto de genes de um organismo define o seu Crick, que foi confirmado sem sombra de dúvidas que o DNA
DNA. é material genético. No artigo em que Watson e Crick des-
creveram a molécula de DNA, eles sugeriram um modelo de
b) a produção de proteínas não está vinculada à molécu-
como essa molécula deveria se replicar. Em 1958, Meselson
la de DNA.
e Stahl realizaram experimentos utilizando isótopos pesados
c) o tamanho do genoma não é diretamente proporcional
de nitrogênio que foram incorporados às bases nitrogenadas
ao número de proteínas produzidas pelo organismo.
para avaliar como se daria a replicação da molécula. A partir
d) quanto mais complexo o organismo, maior o tamanho dos resultados, confirmaram o modelo sugerido por Watson
de seu genoma. e Crick, que tinha como premissa básica o rompimento das
e) genomas com mais de um bilhão de pares de bases pontes de hidrogênio entre as bases nitrogenadas.
são encontrados apenas nos seres vertebrados.
GRIFFITHS, A. J. F. et al. Introdução à Genética.
Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2002.
Questão 28 2008 Considerando a estrutura da molécula de DNA e a posi-
ção das pontes de hidrogênio na mesma, os experimen-
Durante muito tempo, os cientistas acreditaram que varia- tos realizados por Meselson e Stahl a respeito da replica-
ções anatômicas entre os animais fossem consequência ção dessa molécula levaram à conclusão de que
de diferenças significativas entre seus genomas. Porém,
os projetos de sequenciamento de genoma revelaram o a) a replicação do DNA é conservativa, isto é, a fita dupla filha
contrário. Hoje, sabe-se que 99% do genoma de um ca- é recém-sintetizada e o filamento parental é conservado.
mundongo é igual ao do homem, apesar das notáveis dife- b) a replicação de DNA é dispersiva, isto é, as fitas filhas
renças entre eles. Sabe-se também que os genes ocupam contêm DNA recém-sintetizado e parentais em cada
apenas cerca de 1,5% do DNA e que menos de 10% dos uma das fitas.
genes codificam proteínas que atuam na construção e na c) a replicação é semiconservativa, isto é, as fitas filhas
definição das formas do corpo. O restante, possivelmente, consistem de uma fita parental e uma recém-sintetizada.
constitui DNA não codificante. Como explicar, então, as
d) a replicação do DNA é conservativa, isto é, as fitas
diferenças fenotípicas entre as diversas espécies animais?
filhas consistem de moléculas de DNA parental.
A resposta pode estar na região não codificante do DNA.
e) a replicação é semiconservativa, isto é, as fitas filhas
S. B. Carroll et al. O jogo da evolução. In: Scientific American
consistem de uma fita molde e uma fita codificadora.
Brasil, jun./2008 (com adaptações).
A região não codificante do DNA pode ser responsável
pelas diferenças marcantes no fenótipo porque contém Questão 30 2012
a) as sequências de DNA que codificam proteínas res- Os vegetais biossintetizam determinadas substâncias (por
ponsáveis pela definição das formas do corpo. exemplo, alcaloides e flavonoides), cuja estrutura química e
b) uma enzima que sintetiza proteínas a partir da se- concentração variam num mesmo organismo em diferen-
quência de aminoácidos que formam o gene. tes épocas do ano e estágios de desenvolvimento. Muitas
c) centenas de aminoácidos que compõem a maioria de dessas substâncias são produzidas para a adaptação do
nossas proteínas. organismo às variações ambientais (radiação UV, tempe-
d) informações que, apesar de não serem traduzidas em ratura, parasitas, herbívoros, estímulo a polinizadores etc.)
sequências de proteínas, interferem no fenótipo. ou fisiológicas (crescimento, envelhecimento etc.).
e) os genes associados à formação de estruturas simila- As variações qualitativa e quantitativa na produção des-
res às de outras espécies. sas substâncias durante um ano são possíveis porque o
material genético do indivíduo
a) sofre constantes recombinações para adaptar-se.
Nesta questão foram trabalhadas:
b) muda ao longo do ano e em diferentes fases da vida.
Competência de área 4 – Compreender interações entre or-
ganismos e ambiente, em particular aquelas relacionadas à c) cria novos genes para biossíntese de substâncias
saúde humana, relacionando conhecimentos científicos, as- específicas.
pectos culturais e características individuais. d) altera a sequência de bases nitrogenadas para criar
Habilidade 13 – Reconhecer mecanismos de transmissão da novas substâncias.
vida, prevendo ou explicando a manifestação de característi- e) possui genes transcritos diferentemente de acordo
cas dos seres vivos.
com cada necessidade.

Questão 29 2011 Questão 31 2013


Nos dias de hoje, podemos dizer que praticamente todos Para a identificação de um rapaz vítima de acidente,
os seres humanos já ouviram em algum momento falar so- fragmentos de tecidos foram retirados e submetidos à
bre o DNA e seu papel na hereditariedade da maioria dos extração de DNA nuclear, para comparação com o DNA
organismos. Porém, foi apenas em 1952, um ano antes da disponível dos possíveis familiares (pai, avô materno, avó

143

13
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

materna, filho e filha). Como o teste com o DNA nuclear Depreende-se do modelo que
não foi conclusivo, os peritos optaram por usar também
a) a única molécula que participa da produção de proteí-
DNA mitocondrial, para dirimir dúvidas.
nas é o DNA.
Para identificar o corpo, os peritos devem verificar se há b) o fluxo de informação genética, nos sistemas biológi-
homologia entre o DNA mitocondrial do rapaz e o DNA cos, é unidirecional.
mitocondrial do(a) c) as fontes de informação ativas durante o processo de
a) pai. c) filha. e) avô materno. transcrição são as proteínas.
d) é possível obter diferentes variantes proteicas a partir
b) filho. d) avó materna. de um mesmo produto de transcrição.
e) a molécula de DNA possui forma circular e as demais
Nesta questão foram trabalhadas: moléculas possuem forma de fita simples linearizadas.
Competência de área 5 – Entender métodos e procedimen-
tos próprios das ciências naturais e aplicá-los em diferentes
contextos.
REPRODUÇÃO SEXUADA E
Habilidade 19 – Avaliar métodos, processos ou procedimentos
ASSEXUADA
das ciências naturais que contribuam para diagnosticar ou so-
lucionar problemas de ordem social, econômica ou ambiental.
Questão 34 2006
Em certas localidades ao longo do rio Amazonas, são en-
contradas populações de determinada espécie de lagarto
SÍNTESE DE PROTEÍNAS que se reproduzem por partenogênese. Essas populações
são constituídas, exclusivamente, por fêmeas que procriam
sem machos, gerando apenas fêmeas. Isso se deve a mu-
Questão 32 2003 tações que ocorrem ao acaso nas populações bissexuais.
Na embalagem de um antibiótico, encontra-se uma bula Avalie as afirmações seguintes, relativas a esse processo
que, entre outras informações, explica a ação do remédio de reprodução.
do seguinte modo: I. Na partenogênese, as fêmeas dão origem apenas
O medicamento atua por inibição a fêmeas, enquanto, nas populações bissexuadas,
da síntese proteica bacteriana. cerca de 50% dos filhotes são fêmeas.
II. Se uma população bissexuada se mistura com uma
Essa afirmação permite concluir que o antibiótico que se reproduz por partenogênese, esta última
a) impede a fotossíntese realizada pelas bactérias cau- desaparece.
sadoras da doença e, assim, elas não se alimentam III. Na partenogênese, um número x de fêmeas é capaz
e morrem. de produzir o dobro do número de descendentes de
b) altera as informações genéticas das bactérias causa- uma população bissexuada de x indivíduos, uma vez
doras da doença, o que impede manutenção e repro- que, nesta, só a fêmea põe ovos.
dução desses organismos. É correto o que se afirma
a) apenas em I. d) apenas em II e III.
c) dissolve as membranas das bactérias responsáveis
b) apenas em II. e) em I, II e III.
pela doença, o que dificulta o transporte de nutrientes
c) apenas em I e III.
e provoca a morte delas.
d) elimina os vírus causadores da doença, pois não con-
Questão 35 2007
seguem obter as proteínas que seriam produzidas pe-
las bactérias que parasitam.
e) interrompe a produção de proteína das bactérias cau-
sadoras da doença, o que impede sua multiplicação
pelo bloqueio de funções vitais.

Questão 33 2009
A figura a seguir representa um modelo de transmissão
da informação genética nos sistemas biológicos. No fim
do processo, que inclui a replicação, a transcrição e a tra-
dução, há três formas proteicas diferentes denominadas
a, b e c.

tradução
replicação Proteína “a”
DNA RNA Proteína “b”
transcrição
Proteína “c”
Fernando Gonsales. Vá Pentear Macacos! São Paulo: Devir, 2004.

144

14
Biologia
BIOLOGIA

São características do tipo de reprodução representado


na tirinha: TECIDOS ANIMAIS
a) simplicidade, permuta de material gênico e variabilida-
de genética. Questão 37 2005
b) rapidez, simplicidade e semelhança genética.
c) variabilidade genética, mutação e evolução lenta. A água é um dos componentes mais importantes das
d) gametogênese, troca de material gênico e complexidade. células. A tabela a seguir mostra como a quantidade de
e) clonagem, gemulação e partenogênese. água varia em seres humanos, dependendo do tipo de
célula. Em média, a água corresponde a 70% da compo-
sição química de um indivíduo normal.
CICLOS REPRODUTIVOS
Quantidade
Questão 36 2009 Tipo de célula
de água
Os seres vivos apresentam diferentes ciclos de vida, ca- Tecido nervoso – substância cinzenta 85%
racterizados pelas fases nas quais gametas são produ-
Tecido nervoso – substância branca 70%
zidos e pelos processos reprodutivos que resultam na
geração de novos indivíduos. Medula óssea 75%
Considerando-se um modelo simplificado padrão para ge- Tecido conjuntivo 60%
ração de indivíduos viáveis, a alternativa que corresponde Tecido adiposo 15%
ao observado em seres humanos é:
Hemácias 65%
meiose
Esporófito Esporos
(2n) (n) Ossos (sem medula) 20%

Zigoto (Fonte: L.C. Junqueira e J. Carneiro. Histologia Básica. 8. ed.,


a) (2n) Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1985.)

Durante uma biópsia, foi isolada uma amostra de tecido para


Gametas Gametófito análise em um laboratório. Enquanto intacta, essa amostra
fecundação (n) (n)
pesava 200 mg. Após secagem em estufa, quando se retirou
Organismo adulto mitose
toda a água do tecido, a amostra passou a pesar 80 mg. Ba-
(2n)
seado na tabela, pode-se afirmar que essa é uma amostra de
Gametas
b) meiose (n) a) tecido nervoso – substância cinzenta.
b) tecido nervoso – substância branca.
Zigoto c) hemácias.
(n) fecundação
meiose d) tecido conjuntivo.
Organismo adulto
(2n) e) tecido adiposo.
Gametas
c) mitose (n)
TECIDO CONJUNTIVO –
Zigoto
(2n) fecundação SANGUE
Organismo adulto mitose
(2n) Questão 38 2001
Gametas
d) meiose (n) O hemograma é um exame laboratorial que informa o número
de hemácias, glóbulos brancos e plaquetas presentes no san-
Zigoto gue. A tabela apresenta os valores considerados normais para
(2n) fecundação adultos. Os gráficos mostram os resultados do hemograma
Organismo adulto meiose de 5 estudantes adultos. Todos os resultados são expressos
(2n) em número de elementos por mm3 de sangue.
Gametas
e) mitose (n) Valores normais para adultos
Hemácias 4,5 a 5,9 milhões/mm3
Zigoto
fecundação
G. brancos 5 a 10 mil/mm3
(n)

Disponível em: www.infoescola.com (adaptado).


Plaquetas 200 a 400 mil/mm3

145

15
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

450
c) aumento da pressão arterial.
d) quadro de leucemia profunda.

Plaquetas (mll/mm3)
300 300 e) problemas no transporte de oxigênio.
250

80
Questão 40 2011
Um paciente deu entrada em um pronto-socorro apre-
Abel Luísa José Maria Roberto sentando os seguintes sintomas: cansaço, dificuldade
em respirar e sangramento nasal. O médico solicitou um
hemograma ao paciente para definir um diagnóstico. Os
13
Glóbulos brancos (mll/mm3)

11
resultados estão dispostos na tabela:

Constituinte Número normal Paciente


6 5,5 Glóbulos
3,5 4,8 milhões/mm3 4 milhões/mm3
vermelhos
Glóbulos
(5 000 – 10 000)/mm3 9 000/mm3
brancos
Abel Luísa José Maria Roberto
Plaquetas (250 000 – 400 000)/mm3 200 000/mm3
TORTORA, G. J. Corpo humano: fundamentos de anatomia e
Hemácias (milhões/mm3)

7 fisiologia. Porto Alegre: Artmed, 2000 (adaptado).


5,9
5,5 Relacionando os sintomas apresentados pelo paciente
5
com os resultados de seu hemograma, constata-se que
3,2
a) o sangramento nasal é devido à baixa quantidade de
plaquetas, que são responsáveis pela coagulação san-
guínea.
Abel Luísa José Maria Roberto b) o cansaço ocorreu em função da quantidade de glóbu-
los brancos, que são responsáveis pela coagulação
sanguínea.
Podem estar ocorrendo deficiência no sistema de defesa
c) a dificuldade respiratória decorreu da baixa quantidade
do organismo, prejuízos no transporte de gases respirató-
de glóbulos vermelhos, que são responsáveis pela defe-
rios e alterações no processo de coagulação sanguínea,
sa imunológica.
respectivamente, com os estudantes
d) o sangramento nasal é decorrente da baixa quantidade
a) Maria, José e Roberto. de glóbulos brancos, que são responsáveis pelo trans-
b) Roberto, José e Abel. porte de gases no sangue.
c) Maria, Luísa e Roberto. e) a dificuldade respiratória ocorreu pela quantidade de pla-
d) Roberto, Maria e Luísa. quetas, que são responsáveis pelo transporte de oxigê-
nio no sangue.
e) Luísa, Roberto e Abel.

Questão 39 2011 CLASSIFICAÇÃO DOS SERES


A produção de soro antiofídico é feita por meio da extração VIVOS
da peçonha de serpentes que, após tratamento, é introdu-
zida em um cavalo. Em seguida são feitas sangrias para Questão 41 1998
avaliar a concentração de anticorpos produzidos pelo cavalo.
Quando essa concentração atinge o valor desejado, é rea-
lizada a sangria final para obtenção do soro. As hemácias Alunos de uma escola no Rio de Janeiro são convidados
são devolvidas ao animal, por meio de uma técnica deno- a participar de uma excursão ao Parque Nacional de Ju-
minada plasmaferese, a fim de reduzir os efeitos colaterais rubatiba. Antes do passeio, eles leem o trecho de uma
provocados pela sangria. reportagem publicada em uma revista:
Disponível em: http://www.infobibos.com. Acesso em: 28 abr. “Jurubatiba será o primeiro parque nacional em área de
2010 (adaptado). restinga, num braço de areia com 31 quilômetros de ex-
A plasmaferese é importante, pois, se o animal ficar com tensão, formado entre o mar e dezoito lagoas. Numa área
uma baixa quantidade de hemácias, poderá apresentar de 14.000 hectares, ali vivem jacarés, capivaras, lontras,
tamanduás-mirins, além de milhares de aves e de peixes
a) febre alta e constante. de água doce e salgada. Os peixes de água salgada, na
b) redução de imunidade. época das cheias, passam para as lagoas, onde encontram

146

16
Biologia
BIOLOGIA

abrigo, voltando ao mar na cheia seguinte. Nos terrenos representam fatores de risco para o aparecimento de
mais baixos, próximos aos lençóis freáticos, as plantas uma infecção denominada ceratite microbiana, que cau-
têm água suficiente para aguentar longas secas. Já nas sa ulceração inflamatória da córnea. Para interromper
áreas planas, os cactos são um dos poucos vegetais que o processo da doença, é necessário tratamento anti-
proliferam, pintando o areal com um verde pálido.” biótico. De modo geral, os fatores de risco provocam
O texto anterior cita alguns exemplos de animais que vi- a diminuição da oxigenação corneana e determinam
vem em Jurubatiba e podem ser classificados como: mudanças no seu metabolismo, de um estado aeróbi-
co para anaeróbico. Como decorrência, observa-se a
a) mamíferos, peixes e aves, apenas. diminuição no número e na velocidade de mitoses do
b) mamíferos, peixes, aves e anfíbios. epitélio, o que predispõe ao aparecimento de defeitos
c) répteis, aves e anfíbios apenas. epiteliais e à invasão bacteriana.
d) mamíferos, répteis, peixes e aves. CRESTA, F. Lente de contato e infecção ocular.
Revista Sinopse de Oftalmologia. São Paulo:
e) animais pertencentes a uma só classe. Moreira Jr., v. 04, n. 04, 2002 (adaptado).
A instalação das bactérias e o avanço do processo infec-
Questão 42 2011 cioso na córnea estão relacionados a algumas caracterís-
ticas gerais desses microrganismos, tais como:
Os Bichinhos e O Homem a) A grande capacidade de adaptação, considerando as
Arca de Noé constantes mudanças no ambiente em que se repro-
Toquinho & Vinicius de Moraes duzem e o processo aeróbico como a melhor opção
Nossa irmã, a mosca desses microrganismos para a obtenção de energia.
É feia e tosca b) A grande capacidade de sofrer mutações, aumentan-
do a probabilidade do aparecimento de formas resis-
Enquanto que o mosquito
tentes e o processo anaeróbico da fermentação como
É mais bonito a principal via de obtenção de energia.
Nosso irmão besouro c) A diversidade morfológica entre as bactérias, aumen-
Que é feito de couro tando a variedade de tipos de agentes infecciosos e a
Mal sabe voar nutrição heterotrófica, como forma de esses micror-
ganismos obterem matéria-prima e energia.
Nossa irmã, a barata
d) O alto poder de reprodução, aumentando a variabili-
Bichinha mais chata dade genética dos milhares de indivíduos e a nutrição
É prima da borboleta heterotrófica, como única forma de obtenção de ma-
Que é uma careta téria-prima e energia desses microrganismos.
Nosso irmão, o grilo e) O alto poder de reprodução, originando milhares de
descendentes geneticamente idênticos entre si e
Que vive dando estrilo
a diversidade metabólica, considerando processos
Só pra chatear aeróbicos e anaeróbicos para a obtenção de energia.
MORAES, V. A arca de Noé: poemas infantis.
São Paulo: Companhia das Letrinhas, 1991.

O poema anterior sugere a existência de relações de afi- ALGAS


nidade entre os animais citados e nós, seres humanos.
Respeitando a liberdade poética dos autores, a unidade
Questão 44 2011
taxonômica que expressa a afinidade existente entre nós
e estes animais é Certas espécies de algas são capazes de absorver rapida-
a) o filo mente compostos inorgânicos presentes na água, acumu-
lando-os durante seu crescimento. Essa capacidade fez
b) o reino.
com que se pensasse em usá-las como biofiltros para a
c) a classe. limpeza de ambientes aquáticos contaminados, removendo,
d) a família. por exemplo, nitrogênio e fósforo de resíduos orgânicos e
e) a espécie. metais pesados provenientes de rejeitos industriais lança-
dos nas águas. Na técnica do cultivo integrado, animais e
algas crescem de forma associada, promovendo um maior
DOMÍNIO BACTÉRIA equilíbrio ecológico.
SORIANO, E. M. Filtros vivos para limpar a água.
Revista Ciência Hoje. V. 37, no 219, 2005 (adaptado).
Questão 43 2010
A utilização da técnica do cultivo integrado de animais e
O uso prolongado de lentes de contato, sobretudo du- algas representa uma proposta favorável a um ecossiste-
rante a noite, aliado a condições precárias de higiene ma mais equilibrado porque

147

17
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

a) os animais eliminam metais pesados, que são usados Embriófitas (Reino Plantae)
pelas algas para a síntese de biomassa.
b) os animais fornecem excretas orgânicos nitrogenados,
que são transformados em gás carbônico pelas algas.
c) as algas usam os resíduos nitrogenados liberados pe-
los animais e eliminam gás carbônico na fotossíntese,
usado na respiração aeróbica.
d) as algas usam os resíduos nitrogenados provenientes do Briófitas Pteridófitas Gimnospermas Angiospermas
metabolismo dos animais e, durante a síntese de com- Flores
postos orgânicos, liberam oxigênio para o ambiente. Frutos
Sementes aladas
e) as algas aproveitam os resíduos do metabolismo dos Grãos de pólen
Esporófito dominante
animais e, durante a quimiossíntese de compostos Vasos condutores
orgânicos, liberam oxigênio para o ambiente. Gametófito dominante
Alga verde Arquegônio
ancestral
Disponível em: http://biopibidufsj.blogspot.com.
PLANTAS Acesso em: 29 fev. 2012 (adaptado).

Qual das estruturas adaptativas apresentadas contribuiu


Questão 45 2005 para uma maior diversidade genética?
a) As sementes aladas, que favorecem a dispersão aérea.
Caso os cientistas descobrissem alguma substância que
impedisse a reprodução de todos os insetos, certamente b) Os arquegônios, que protegem o embrião multicelular.
nos livraríamos de várias doenças em que esses animais c) Os grãos de pólen, que garantem a polinização cruzada.
são vetores. Em compensação teríamos grandes proble- d) Os frutos, que promovem uma maior eficiência reprodutiva.
mas como a diminuição drástica de plantas que depen-
e) Os vasos condutores, que possibilitam o transporte
dem dos insetos para polinização, que é o caso das
da seiva bruta.
a) algas.
b) briófitas como os musgos.
c) pteridófitas como as samambaias. FISIOLOGIA VEGETAL
d) gimnospermas como os pinheiros.
e) angiospermas como as árvores frutíferas.
Questão 48 2006
Na transpiração, as plantas perdem água na forma de va-
Questão 46 2007
por através dos estômatos. Quando os estômatos estão
Fenômenos biológicos podem ocorrer em diferentes esca- fechados, a transpiração torna-se desprezível. Por essa
las de tempo. Assinale a opção que ordena exemplos de razão, a abertura dos estômatos pode funcionar como
fenômenos biológicos, do mais lento para o mais rápido. indicador do tipo de ecossistema e da estação do ano
a) germinação de uma semente, crescimento de uma em que as plantas estão sendo observadas. A tabela a
árvore, fossilização de uma samambaia seguir mostra como se comportam os estômatos de uma
planta da caatinga em diferentes condições climáticas e
b) fossilização de uma samambaia, crescimento de uma
horas do dia.
árvore, germinação de uma semente
c) crescimento de uma árvore, germinação de uma se-
mente, fossilização de uma samambaia Horas do dia
Condição climática
d) fossilização de uma samambaia, germinação de uma 8h 10h 12h 14h 16h 17h
semente, crescimento de uma árvore
e) germinação de uma semente, fossilização de uma sa- Tempo chuvoso 2 2 2 0 2 2
mambaia, crescimento de uma árvore Seca 1 1 0 0 0 0
Seca intensa 0 0 0 0 0 0
Questão 47 2012
Legenda: 0 = estômatos completamente fechados
A imagem representa o processo de evolução das 1 = estômatos parcialmente abertos
plantas e algumas de suas estruturas. Para o sucesso 2 = estômatos completamente abertos
desse processo, a partir de um ancestral simples, os
diferentes grupos vegetais desenvolveram estruturas Considerando a mesma legenda dessa tabela, assinale a
adaptativas que lhes permitiram sobreviver em diferen- opção que melhor representa o comportamento dos es-
tes ambientes. tômatos de uma planta típica da Mata Atlântica.

148

18
Biologia
BIOLOGIA

a) A presença de sais na solução do solo faz com que seja


dificultada a absorção de água pelas plantas, o que pro-
Horas do dia voca o fenômeno conhecido por seca fisiológica, carac-
Condição climática
8h 10h 12h 14h 16h 17h terizado pelo(a)

Tempo chuvoso 2 2 2 0 2 2 a) aumento da salinidade, em que a água do solo atinge


uma concentração de sais maior que a das células
Seca 1 1 0 0 1 1 das raízes das plantas, impedindo, assim, que a água
Seca intensa 1 1 0 0 0 0 seja absorvida.
b) aumento da salinidade, em que o solo atinge um nível
b) muito baixo de água, e as plantas não têm força de
sucção para absorver a água.
Horas do dia c) diminuição da salinidade, que atinge um nível em que
Condição climática
8h 10h 12h 14h 16h 17h as plantas não têm força de sucção, fazendo com que a
água não seja absorvida.
Tempo chuvoso 1 1 1 1 1 1
d) aumento da salinidade, que atinge um nível em que
Seca 1 1 0 0 1 1 as plantas têm muita sudação, não tendo força de
sucção para superá-la.
Seca intensa 0 0 0 0 0 0
e) diminuição da salinidade, que atinge um nível em que
as plantas ficam túrgidas e não têm força de sudação
c)
para superá-la.
Horas do dia
Condição climática
8h 10h 12h 14h 16h 17h
ARTRÓPODES
Tempo chuvoso 1 1 0 0 0 0
Seca 1 1 0 0 0 0
(FILO ARTHROPODA)

d) Questão 50 2005
Horas do dia O desenvolvimento da maior parte das espécies de in-
Condição climática setos passa por vários estágios até chegar à fase adulta,
8h 10h 12h 14h 16h 17h
quando finalmente estão aptos à reprodução. Esse de-
Seca 1 1 0 0 0 0 senvolvimento é um jogo complexo de hormônios. A ec-
disona promove as mudas (ecdíases), mas o hormônio
Seca intensa 1 1 0 0 0 0
juvenil impede que o inseto perca suas características
de larva. Com o tempo, a quantidade desse hormônio
e)
diminui e o inseto chega à fase adulta.
Horas do dia Cientistas descobriram que algumas árvores produzem
Condição climática um composto químico muito semelhante ao hormônio
8h 10h 12h 14h 16h 17h
juvenil dos insetos.
Tempo chuvoso 2 2 2 0 2 2
Seca 2 2 2 0 2 2 ecdisona ecdisona ecdisona ecdisona

muda muda muda muda


ovo
Questão 49 2010 hormônio
hormônio hormônio
hormônio juvenil juvenil
A lavoura arrozeira na planície costeira da região sul do juvenil
juvenil
Brasil comumente sofre perdas elevadas devido à sa-
linização da água de irrigação, que ocasiona prejuízos A vantagem de uma árvore que produz uma substância
diretos, como a redução de produção da lavoura. Solos que funcione como hormônio juvenil é que a larva do
com processo de salinização avançado não são indicados, inseto, ao se alimentar da planta, ingere esse hormônio e
por exemplo, para o cultivo de arroz. As plantas retiram a
água do solo quando as forças de embebição dos tecidos a) vive sem se reproduzir, pois nunca chega à fase adulta.
das raízes são superiores às forças com que a água é b) vive menos tempo, pois seu ciclo de vida encurta.
retida no solo.
c) vive mais tempo, pois ocorrem poucas mudas.
WINKEL, H.L.; TSCHIEDEL, M. Cultura do arroz: salinização
de solos em cultivos de arroz. Disponível em: http//agropage.
d) morre, pois chega muito rápido à fase adulta.
tripod.com/saliniza.hml. Acesso em: 25 jun. 2010 (adaptado). e) morre, pois não sofrerá mais mudas.

149

19
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

musculação. Segundo o jornal, “os anabolizantes são hor-


CORDADOS (FILO CHORDATA) mônios que dão uma força extra aos músculos. Quem
toma consegue ganhar massa muscular mais rápido que
Questão 51 2005 normalmente. Isso porque uma pessoa pode crescer até
certo ponto, segundo sua herança genética e indepen-
Em uma área observa-se o seguinte regime pluviométrico: dentemente do quanto ela se exercite”. Um professor
350 de musculação, diz: “Comecei a tomar bomba por conta
precipitação (mm)

300 própria. Ficava nervoso e tremia. Fiquei impotente duran-


250 te uns seis meses. Mas como sou lutador de vale tudo,
200 tenho que tomar”.
150
100
A respeito desta matéria, dois amigos fizeram os seguin-
50 tes comentários:
0
jan fev mar abr mai jun jul ago set out nov dez I. o maior perigo da automedicação é seu fator anabo-
meses do ano lizante, que leva à impotência sexual.
Os anfíbios são seres que podem ocupar tanto ambien- II. o crescimento corporal depende tanto dos fatores he-
tes aquáticos quanto terrestres. Entretanto, há espécies reditários quanto do tipo de alimentação da pessoa, se
de anfíbios que passam todo o tempo na terra ou então pratica ou não esportes, se dorme as 8 horas diárias.
na água. Apesar disso, a maioria das espécies terrestres III. os anabolizantes devem ter mexido com o sistema
depende de água para se reproduzir e o faz quando essa circulatório do professor de musculação, pois ele até
existe em abundância. ficou impotente.
Os meses do ano em que, nessa área, esses anfíbios ter-
IV. os anabolizantes são mais perigosos para os ho-
restres poderiam se reproduzir mais eficientemente são de
mens, pois as mulheres, além de não correrem o
a) setembro a dezembro. d) março a julho. risco da impotência, são protegidas pelos hormô-
b) novembro a fevereiro. e) maio a agosto. nios femininos.
Tomando como referência as informações da matéria do
c) janeiro a abril.
jornal e o que se conhece da fisiologia humana, pode-se
considerar que estão corretos os comentários:
Questão 52 2013
a) I, II, III e IV. d) II e III, apenas.
As serpentes que habitam regiões de seca podem ficar b) I, II e IV, apenas. e) I, II e III, apenas.
em jejum por um longo período de tempo devido à escas-
c) III e IV, apenas.
sez de alimento. Assim, a sobrevivência desses predado-
res está relacionada ao aproveitamento máximo dos nu-
trientes obtidos com a presa capturada. De acordo com Questão 54 2009
essa situação, essas serpentes apresentam alterações
morfológicas e fisiológicas, como o aumento das vilosida- Para que todos os órgãos do corpo humano funcionem
des intestinais e a intensificação da irrigação sanguínea em boas condições, é necessário que a temperatura do
na porção interna dessas estruturas. corpo fique sempre entre 36 ºC e 37 ºC. Para manter-se
dentro dessa faixa, em dias de muito calor ou durante
A função do aumento das vilosidades intestinais para es-
intensos exercícios físicos, uma série de mecanismos fi-
sas serpentes é maximizar o(a)
siológicos é acionada.
a) comprimento do trato gastrintestinal para caber mais Pode-se citar como o principal responsável pela manuten-
alimento. ção da temperatura corporal humana o sistema
b) área de contato com o conteúdo intestinal para absor-
a) digestório, pois produz enzimas que atuam na quebra
ção dos nutrientes.
de alimentos calóricos.
c) liberação de calor via irrigação sanguínea para contro-
b) imunológico, pois suas células agem no sangue, dimi-
le térmico do sistema digestório.
nuindo a condução do calor.
d) secreção de enzimas digestivas para aumentar a de-
gradação proteica no estômago. c) nervoso, pois promove a sudorese, que permite per-
da de calor por meio da evaporação da água.
e) processo de digestão para diminuir o tempo de per-
manência do alimento no intestino. d) reprodutor, pois secreta hormônios que alteram a
temperatura, principalmente durante a menopausa.
e) endócrino, pois fabrica anticorpos que, por sua vez,
FISIOLOGIA ANIMAL atuam na variação do diâmetro dos vasos periféricos.

Questão 53 1998 Questão 55 2010


Matéria publicada em jornal diário discute o uso de ana- Diversos comportamentos e funções fisiológicas do nos-
bolizantes (apelidados de “bombas”) por praticantes de so corpo são periódicos, sendo assim, são classificados

150

20
Biologia
BIOLOGIA

como ritmo biológico. Quando o ritmo biológico responde tendo o ponto pressionado, deslocava o conteúdo de san-
a um período aproximado de 24 horas, ele é denominado gue em direção ao cotovelo, percebendo que um trecho
ritmo circadiano. Esse ritmo diário é mantido pelas pistas do vaso sanguíneo permanecia vazio após esse processo
ambientais de claro-escuro e determina comportamentos (H-O).
como o ciclo do sono-vigília e o da alimentação. Uma pes-
soa, em condições normais, acorda às 8 h e vai dormir às
21 h, mantendo seu ciclo de sono dentro do ritmo dia e
noite. Imagine que essa mesma pessoa tenha sido mantida O H
numa sala totalmente escura por mais de quinze dias. Ao A
sair de lá, ela dormia às 18 h e acordava às 3 h da manhã.
Além disso, dormia mais vezes durante o dia, por curtos
períodos de tempo, e havia perdido a noção da contagem
dos dias, pois, quando saiu, achou que havia passado muito
mais tempo no escuro.
BRANDÃO, M. L. Psicofisiologia. São Paulo:
Atheneu, 2000 (adaptado).
O H
Em função das características observadas, conclui-se que A
a pessoa
a) apresentou aumento do seu período de sono contí-
nuo e passou a dormir durante o dia, pois seu ritmo
biológico foi alterado apenas no período noturno.
b) apresentou pouca alteração do seu ritmo circadiano, Disponível em: www.answers.com.
Acesso em: 18 dez. 2012 (adaptado).
sendo que sua noção de tempo foi alterada somente
pela sua falta de atenção à passagem do tempo.
A demonstração de Harvey permite estabelecer a relação
c) estava com seu ritmo já alterado antes de entrar na
entre circulação sanguínea e
sala, o que significa que apenas progrediu para um
estado mais avançado de perda do ritmo biológico no a) pressão arterial.
escuro. b) válvulas venosas.
d) teve seu ritmo biológico alterado devido à ausência de c) circulação linfática.
luz e de contato com o mundo externo, no qual a no-
d) contração cardíaca.
ção de tempo de um dia é modulada pela presença ou
ausência do sol. e) transporte de gases.
e) deveria não ter apresentado nenhuma mudança do
seu período de sono porque, na realidade, continua
Nesta questão foram trabalhadas:
com o seu ritmo normal, independentemente do am-
biente em que seja colocada. Competência de área 4 – Compreender interações entre or-
ganismos e ambiente, em particular aquelas relacionadas à
saúde humana, relacionando conhecimentos científicos, as-
Nesta questão foram trabalhadas: pectos culturais e características individuais.

Competência de área 8 – Apropriar-se de conhecimentos da Habilidade 15 – Interpretar modelos e experimentos para ex-
biologia para, em situações problema, interpretar, avaliar ou plicar fenômenos ou processos biológicos em qualquer nível
planejar intervenções científico-tecnológicas. de organização dos sistemas biológicos.

Habilidade 29 – Interpretar experimentos ou técnicas que uti-


lizam seres vivos, analisando implicações para o ambiente, a
saúde, a produção de alimentos, matérias-primas ou produtos
industriais. SISTEMA RESPIRATÓRIO
Questão 57 2000
SISTEMAS CIRCULATÓRIOS A adaptação dos integrantes da seleção brasileira de fute-
bol à altitude de La Paz foi muito comentada em 1995, por
Questão 56 2013 ocasião de um torneio, como pode ser lido no texto abaixo.
A imagem representa uma ilustração retirada do livro De “A seleção brasileira embarca hoje para La Paz, capital da
Motu Cordis, de autoria do médico inglês Willian Harvey, Bolívia, situada a 3 700 metros de altitude, onde disputará
que fez importantes contribuições para o entendimento o torneio Interamérica. A adaptação deverá ocorrer em um
do processo de circulação do sangue no corpo humano. prazo de 10 dias, aproximadamente. O organismo humano,
No experimento ilustrado, Harvey, após aplicar um tor- em altitudes elevadas, necessita desse tempo para se adap-
niquete (A) no braço de um voluntário e esperar alguns tar, evitando-se, assim, risco de um colapso circulatório.”
vasos incharem, pressionava-os em um ponto (H). Man- (Adaptado da revista Placar, edição fev.1995)

151

21
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

A adaptação da equipe foi necessária principalmente por- a)

Concentração sanguínea
que a atmosfera de La Paz, quando comparada à das ci-
dades brasileiras, apresenta:
a) menor pressão e menor concentração de oxigênio.
b) maior pressão e maior quantidade de oxigênio. E
P
c) maior pressão e maior concentração de gás carbônico.
d) menor pressão e maior temperatura. Tempo
e) maior pressão e menor temperatura. b)

Concentração sanguínea
P

SISTEMA ENDÓCRINO E

Questão 58 2000 Tempo

O metabolismo dos carboidratos é fundamental para o c)

Concentração sanguínea
ser humano, pois a partir desses compostos orgânicos
obtém-se grande parte da energia para as funções vitais.
Por outro lado, desequilíbrios nesse processo podem pro-
vocar hiperglicemia ou diabetes.
E
O caminho do açúcar no organismo inicia-se com a inges- P
tão de carboidratos que, chegando ao intestino, sofrem a
Tempo
ação de enzimas, “quebrando-se” em moléculas meno-
res (glicose, por exemplo) que serão absorvidas. d) E
Concentração sanguínea

P
A insulina, hormônio produzido no pâncreas, é responsá-
vel por facilitar a entrada da glicose nas células. Se uma
pessoa produz pouca insulina, ou se sua ação está dimi-
nuída, dificilmente a glicose pode entrar na célula e ser
consumida.
Com base nessas informações, pode-se concluir que: Tempo
a) o papel realizado pelas enzimas pode ser diretamente
e)
Concentração sanguínea

substituído pelo hormônio insulina. E


P
b) a insulina produzida pelo pâncreas tem um papel enzi-
mático sobre as moléculas de açúcar.
c) o acúmulo de glicose no sangue é provocado pelo au-
mento da ação da insulina, levando o indivíduo a um
quadro clínico de hiperglicemia.
d) a diminuição da insulina circulante provoca um acú- Tempo
mulo de glicose no sangue.
e) o principal papel da insulina é manter o nível de glico- Nesta questão foram trabalhadas:
se suficientemente alto, evitando, assim, um quadro
Competência de área 4 – Compreender interações entre or-
clínico de diabetes. ganismos e ambiente, em particular aquelas relacionadas à
saúde humana, relacionando conhecimentos científicos, as-
pectos culturais e características individuais.
Questão 59 2013
Habilidade 14 – Identificar padrões em fenômenos e processos
vitais dos organismos, como manutenção do equilíbrio interno,
A pílula anticoncepcional é um dos métodos contracepti- defesa, relações com o ambiente, sexualidade, entre outros.
vos de maior segurança, sendo constituída basicamente
de dois hormônios sintéticos semelhantes aos hormô-
nios produzidos pelo organismo feminino, o estrogênio
(E) e a progesterona (P). Em um experimento médico, foi SISTEMA IMUNITÁRIO
analisado o sangue de uma mulher que ingeriu ininter-
ruptamente um comprimido desse medicamento por dia
Questão 60 1999
durante seis meses.
Qual gráfico representa a concentração sanguínea des- A variação da quantidade de anticorpos específicos foi
ses hormônios durante o período do experimento? medida por meio de uma experiência controlada, em

152

22
Biologia
BIOLOGIA

duas crianças durante um certo período de tempo. Para humanos. O garoto contraiu uma infecção benigna e, dez
a imunização de cada uma das crianças foram utilizados dias depois, estava recuperado. Meses depois, Jenner
dois procedimentos diferentes: inoculou, no mesmo menino, o pus varioloso humano, que
causava muitas mortes. O menino não adoeceu.
Criança I: aplicação de soro imune.
Disponível em: www.bbc.co.uk. Acesso em: 5 dez. 2012 (adaptado).
Criança II: vacinação.
Considerando o resultado do experimento, qual a contri-
O gráfico que melhor representa as taxas de variação da buição desse médico para a saúde humana?
quantidade de anticorpos nas crianças I e II é:
a) A prevenção de diversas doenças infectocontagiosas
em todo o mundo.
a)
b) A compreensão de que vírus podem se multiplicar em
matéria orgânica.
Anticorpos

I
c) O tratamento para muitas enfermidades que acome-
II tem milhões de pessoas.
d) O estabelecimento da ética na utilização de crianças
Tempo em modelos experimentais.
e) A explicação de que alguns vírus de animais podem
b) ser transmitidos para os humanos
Anticorpos

I
Nesta questão foram trabalhadas:
II
Competência de área 5 – Entender métodos e procedimen-
tos próprios das ciências naturais e aplicá-los em diferentes
Tempo contextos.
Habilidade 17 – Relacionar informações apresentadas em dife-
c) rentes formas de linguagem e representação usadas nas ciên-
cias físicas, químicas ou biológicas, como texto discursivo, grá-
ficos, tabelas, relações matemáticas ou linguagem simbólica.
Anticorpos

I
II

SOROS E VACINAS
Tempo

Questão 62 2003
d)
Quando o corpo humano é invadido por elementos
estranhos, o sistema imunológico reage. No entanto,
Anticorpos

I muitas vezes o ataque é tão rápido que pode levar a


II pessoa à morte. A vacinação permite ao organismo
preparar sua defesa com antecedência. Mas, se exis-
te suspeita de mal já instalado, é recomendável o uso
Tempo
do soro, que combate de imediato os elementos es-
tranhos, enquanto o sistema imunológico se mobiliza
e) para entrar em ação.
Considerando essas informações, o soro específico deve
ser usado quando
Anticorpos

I
II a) um idoso deseja se proteger contra gripe.
b) uma criança for picada por cobra peçonhenta.
Tempo c) um bebê deve ser imunizado contra poliomielite.
d) uma cidade quer prevenir uma epidemia de sarampo.
e) uma pessoa vai viajar para região onde existe febre
Questão 61 2013 amarela.
Milhares de pessoas estavam morrendo de varíola huma-
na no final do século XVIII. Em 1796, o médico Edward Questão 63 2009
Jenner (1749-1823) inoculou em um menino de 8 anos
o pus extraído de feridas de vacas contaminadas com o Estima-se que haja atualmente no mundo 40 milhões de
vírus da varíola bovina, que causa uma doença branda em pessoas infectadas pelo HIV (o vírus que causa a AIDS),

153

23
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

sendo que as taxas de novas infecções continuam cres- mulheres. O vírus pode entrar pela pele ou por mucosas do
cendo, principalmente na África, Ásia e Rússia. Nesse corpo, o qual desenvolve anticorpos contra a ameaça, embora
cenário de pandemia, uma vacina contra o HIV teria imenso em alguns casos a defesa natural do organismo não seja
impacto, pois salvaria milhões de vidas. suficiente. Foi desenvolvida uma vacina contra o HPV, que
Certamente seria um marco na história planetária e tam- reduz em até 90% as verrugas e 85,6% dos casos de infecção
bém uma esperança para as populações carentes de tra- persistente em comparação com pessoas não vacinadas.
tamento antiviral e de acompanhamento médico. Disponível em: http://g1.globo.com. Acesso em: 12 jun. 2011.
TANURI, A.; FERREIRA JUNIOR, O. C. Vacina contra Aids: O benefício da utilização dessa vacina é que pessoas va-
desafios e esperanças. Ciência Hoje (44) 26, 2009 (adaptado). cinadas, em comparação com as não vacinadas, apresen-
Uma vacina eficiente contra o HIV deveria tam diferentes respostas ao vírus HPV em decorrência da

a) induzir a imunidade, para proteger o organismo da a) alta concentração de macrófagos.


contaminação viral. b) elevada taxa de anticorpos específicos anti-HPV
b) ser capaz de alterar o genoma do organismo portador, circulantes.
induzindo a síntese de enzimas protetoras. c) aumento na produção de hemácias após a infecção por
c) produzir antígenos capazes de se ligarem ao vírus, vírus HPV.
impedindo que este entre nas células do organismo d) rapidez na produção de altas concentrações de linfóci-
humano. tos matadores.
d) ser amplamente aplicada em animais, visto que esses e) presença de células de memória que atuam na res-
são os principais transmissores do vírus para os seres posta secundária.
humanos.
e) estimular a imunidade, minimizando a transmissão do Questão 66 2011
vírus por gotículas de saliva.
Os sintomas mais sérios da Gripe A, causada pelo vírus
H1N1, foram apresentados por pessoas mais idosas
Questão 64 2010 e por gestantes. O motivo aparente é a menor imu-
nidade desses grupos contra o vírus. Para aumentar
A vacina, o soro e os antibióticos submetem os orga- a imunidade populacional relativa ao vírus da gripe A,
nismos a processos biológicos diferentes. Pessoas que o governo brasileiro distribuiu vacinas para os grupos
viajam para regiões em que ocorrem altas incidências mais suscetíveis.
de febre amarela, de picadas de cobras peçonhentas e
A vacina contra o H1N1, assim como qualquer outra
de leptospirose e querem evitar ou tratar problemas de
vacina contra agentes causadores de doenças infecto-
saúde relacionados a essas ocorrências devem seguir
contagiosas, aumenta a imunidade das pessoas porque
determinadas orientações.
Ao procurar um posto de saúde, um viajante deveria ser a) possui anticorpos contra o agente causador da doença.
orientado por um médico a tomar preventivamente ou b) possui proteínas que eliminam o agente causador da
como medida de tratamento doença.
a) antibiótico contra o vírus da febre amarela, soro antio- c) estimula a produção de glóbulos vermelhos pela me-
fídico caso seja picado por uma cobra e vacina contra dula óssea.
a leptospirose. d) possui linfócitos B e T que neutralizam o agente cau-
b) vacina contra o vírus da febre amarela, soro antiofídi- sador da doença.
co caso seja picado por uma cobra e antibiótico caso e) estimula a produção de anticorpos contra o agente
entre em contato com a Leptospira sp. causador da doença.
c) soro contra o vírus da febre amarela, antibiótico caso
seja picado por uma cobra e soro contra toxinas
bacterianas. GENÉTICA
d) antibiótico ou soro, tanto contra o vírus da febre ama-
rela como para veneno de cobras, e vacina contra a Questão 67 2009
leptospirose.
Em um experimento, preparou-se um conjunto de plan-
e) soro antiofídico e antibiótico contra a Leptospira sp. e tas por técnica de clonagem a partir de uma planta ori-
vacina contra a febre amarela caso entre em contato ginal que apresentava folhas verdes. Esse conjunto foi
com o vírus causador da doença. dividido em dois grupos, que foram tratados de maneira
idêntica, com exceção das condições de iluminação,
Questão 65 2011 sendo um grupo exposto a ciclos de iluminação solar
natural e outro mantido no escuro. Após alguns dias,
O vírus do papiloma humano (HPV, na sigla em inglês) causa observou-se que o grupo exposto à luz apresentava fo-
o aparecimento de verrugas e infecção persistente, sendo lhas verdes como a planta original e o grupo cultivado
o principal fator ambiental do câncer de colo de útero nas no escuro apresentava folhas amareladas.

154

24
Biologia
BIOLOGIA

Ao final do experimento, os dois grupos de plantas A autora concluiu que a alimentação da mãe, durante a
apresentaram gestação, silenciou o gene da obesidade. Dez anos depois,
a) os genótipos e os fenótipos idênticos. as geneticistas Eva Jablonka e Gal Raz listaram 100 casos
comprovados de traços adquiridos e transmitidos entre ge-
b) os genótipos idênticos e os fenótipos diferentes.
rações de organismos, sustentando, assim, a epigenética,
c) diferenças nos genótipos e fenótipos. que estuda as mudanças na atividade dos genes que não
d) o mesmo fenótipo e apenas dois genótipos diferentes. envolvem alterações na sequência do DNA.
e) o mesmo fenótipo e grande variedade de genótipos. A reabilitação do herege. Época, no 610, 2010 (adaptado).

Alguns cânceres esporádicos representam exemplos de


alteração epigenética, pois são ocasionados por
HERANÇA SEXUAL
a) aneuploidia do cromossomo sexual X.
Questão 68 2013 b) polipoidia dos cromossomos autossômicos.
Cinco casais alegavam ser os pais de um bebê. A con- c) mutação em genes autossômicos com expressão do-
firmação da paternidade foi obtida pelo exame de DNA. minante.
O resultado do teste está esquematizado na figura, em d) substituição no gene da cadeia beta da hemoglobina.
que cada casal apresenta um padrão com duas bandas e) inativação de genes por meio de modificações nas ba-
de DNA (faixas, uma para o suposto pai e outra para a ses nitrogenadas.
suposta mãe), comparadas à do bebê.
1 2 3 4 5
Bebê
Pai Mãe Pai Mãe Pai Mãe Pai Mãe Pai Mãe ENGENHARIA GENÉTICA
Questão 70 2003
A biodiversidade é garantida por interações das várias for-
mas de vida e pela estrutura heterogênea dos habitats.
Diante da perda acelerada de biodiversidade, tem sido
discutida a possibilidade de se preservarem espécies por
meio da construção de “bancos genéticos” de semen-
tes, óvulos e espermatozoides.
Apesar de os “bancos” preservarem espécimes (indi-
víduos), sua construção é considerada questionável do
ponto de vista ecológico-evolutivo, pois se argumenta
que esse tipo de estratégia
Que casal pode ser considerado como pais biológicos do I. não preservaria a variabilidade genética das populações;
bebê?
II. dependeria de técnicas de preservação de embriões,
a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 e) 5 ainda desconhecidas;
III. não reproduziria a heterogeneidade dos ecossistemas.

Nesta questão foram trabalhadas: Está correto o que se afirma em


Competência de área 2 – Identificar a presença e aplicar as a) I, apenas. d) II e III, apenas.
tecnologias associadas às ciências naturais em diferentes b) II, apenas. e) I, II e III.
contextos.
c) I e III, apenas.
Habilidade 7 – Selecionar testes de controle, parâmetros ou
critérios para a comparação de materiais e produtos, tendo
em vista a defesa do consumidor, a saúde do trabalhador ou
a qualidade de vida. Nesta questão foram trabalhadas:
Competência de área 3 – Associar intervenções que resultam
em degradação ou conservação ambiental a processos produti-
vos e sociais e a instrumentos ou ações científico-tecnológicos.
MUTAÇÕES Habilidade 11 – Reconhecer benefícios, limitações e aspec-
tos éticos da biotecnologia, considerando estruturas e proces-
Questão 69 2011 sos biológicos envolvidos em produtos biotecnológicos.

Em 1999, a geneticista Emma Whitelaw desenvolveu um


experimento no qual ratas prenhes foram submetidas a Questão 71 2009
uma dieta rica em vitamina B12, ácido fólico e soja. Os
filhotes dessas ratas, apesar de possuírem o gene para Uma vítima de acidente de carro foi encontrada carboni-
obesidade, não expressaram essa doença na fase adulta. zada devido a uma explosão. Indícios, como certos adere-

155

25
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

ços de metal usados pela vítima, sugerem que a mesma b) a seleção de microrganismos resistentes a antibióticos.
seja filha de um determinado casal. Uma equipe policial c) o progresso na técnica da síntese química de hormônios.
de perícia teve acesso ao material biológico carboniza-
d) impacto favorável na saúde de indivíduos diabéticos.
do da vítima, reduzido, praticamente, a fragmentos de
ossos. Sabe-se que é possível obter DNA em condições e) a criação de animais transgênicos.
para análise genética de parte do tecido interno de ossos.
Os peritos necessitam escolher, entre cromossomos Questão 73 2011
autossômicos, cromossomos sexuais (X e Y) ou DNAmt
(DNA mitocondrial), a melhor opção para identificação do Um instituto de pesquisa norte-americano divulgou recen-
parentesco da vítima com o referido casal. temente ter criado uma “célula sintética”, uma bactéria
Sabe-se que, entre outros aspectos, o número de có- chamada de Mycoplasma mycoides. Os pesquisadores
pias de um mesmo cromossomo por célula maximiza a montaram uma sequência de nucleotídeos, que formam
chance de se obter moléculas não degradadas pelo calor o único cromossomo dessa bactéria, o qual foi introduzido
da explosão. em outra espécie de bactéria, a Mycoplasma capricolum.
Com base nessas informações e tendo em vista os dife- Após a introdução, o cromossomo da M. capricolum foi
rentes padrões de herança de cada fonte de DNA citada, neutralizado e o cromossomo artificial da M. mycoides
a melhor opção para a perícia seria a utilização começou a gerenciar a célula, produzindo suas proteínas.

a) do DNAmt, transmitido ao longo da linhagem mater- GILBSON et al. Creation of a Bacterial Cell Controlled by a
na, pois, em cada célula humana, há várias cópias Chemically synthesized Genome. Science v. 329, 2010 (adaptado).
dessa molécula. A importância dessa inovação tecnológica para a comuni-
b) do cromossomo X, pois a vítima herdou duas cópias dade científica se deve à
desse cromossomo, estando assim em número su-
a) possibilidade de sequenciar os genomas de bactérias
perior aos demais.
para serem usados como receptoras de cromosso-
c) do cromossomo autossômico, pois esse cromosso- mos artificiais.
mo apresenta maior quantidade de material genético
quando comparado aos nucleares, como, por exem- b) capacidade de criação, pela ciência, de novas formas de
plo, o DNAmt. vida, utilizando substâncias como carboidratos e lipídios.
d) do cromossomo Y, pois, em condições normais, este c) possibilidade de produção em massa da bactéria
é transmitido integralmente do pai para toda a prole Mycoplasma capricolum para sua distribuição em am-
e está presente em duas cópias em células de indiví- bientes naturais.
duos do sexo feminino. d) possibilidade de programar geneticamente microrga-
e) de marcadores genéticos em cromossomos autossô- nismos ou seres mais complexos para produzir medi-
micos, pois estes, além de serem transmitidos pelo camentos, vacinas e combustíveis.
pai e pela mãe, estão presentes em 44 cópias por cé- e) capacidade da bactéria Mycoplasma capricolum de
lula, e os demais, em apenas uma. expressar suas proteínas na bactéria sintética e estas
serem usadas na indústria.

TÉCNICA DO
ORGANISMOS
DNA RECOMBINANTE
GENETICAMENTE
Questão 72 2009 MODIFICADOS (OGMS)
Um novo método para produzir insulina artificial que utiliza
tecnologia de DNA recombinante foi desenvolvido por pes- Questão 74 2005
quisadores do Departamento de Biologia Celular da Univer-
sidade de Brasília (UnB) em parceria com a iniciativa privada. A Embrapa possui uma linhagem de soja transgênica re-
Os pesquisadores modificaram geneticamente a bactéria sistente ao herbicida IMAZAPIR. A planta está passando
Escherichia coli para torná-la capaz de sintetizar o hormônio. por testes de segurança nutricional e ambiental, proces-
O processo permitiu fabricar insulina em maior quantidade so que exige cerca de três anos. Uma linhagem de soja
e em apenas 30 dias, um terço do tempo necessário para transgênica requer a produção inicial de 200 plantas re-
obtê-la pelo método tradicional, que consiste na extração do sistentes ao herbicida e destas são selecionadas as dez
hormônio a partir do pâncreas de animais abatidos. mais “estáveis”, com maior capacidade de gerar descen-
dentes também resistentes. Esses descendentes são
Ciência Hoje, 24 abr. 2001. Disponível em: submetidos a doses de herbicida três vezes superiores
http://cienciahoje.uol.com.br (adaptado).
às aplicadas nas lavouras convencionais. Em seguida, as
A produção de insulina pela técnica do DNA recombinan- cinco melhores são separadas e apenas uma delas é le-
te tem, como consequência, vada a testes de segurança. Os riscos ambientais da soja
a) o aperfeiçoamento do processo de extração de insuli- transgênica são pequenos, já que ela não tem possibi-
na a partir do pâncreas suíno. lidade de cruzamento com outras plantas e o perigo de po-

156

26
Biologia
BIOLOGIA

linização cruzada com outro tipo de soja é de apenas 1%. e)


A soja transgênica, segundo o texto, apresenta baixo ris-
co ambiental porque
a) a resistência ao herbicida não é estável e assim não
passa para as plantas-filhas.
b) as doses de herbicida aplicadas nas plantas são 3 ve-
zes superiores às usuais.
c) a capacidade da linhagem de cruzar com espécies sel-
vagens é inexistente.
d) a linhagem passou por testes nutricionais e após três Questão 76 2010
anos foi aprovada.
e) a linhagem obtida foi testada rigorosamente em rela- Investigadores das Universidades de Oxford e da Califórnia
ção a sua segurança. desenvolveram uma variedade de Aedes aegypti geneti-
camente modificada que é candidata para uso na busca
de redução na transmissão do vírus da dengue. Nessa
Questão 75 2005 nova variedade de mosquito, as fêmeas não conseguem
voar devido à interrupção do desenvolvimento do músculo
Os transgênicos vêm ocupando parte da imprensa com das asas. A modificação genética introduzida é um gene
opiniões ora favoráveis ora desfavoráveis. Um organis-
dominante condicional, isto é, o gene tem expressão do-
mo ao receber material genético de outra espécie, ou
minante (basta apenas uma cópia do alelo) e este só atua
modificado da mesma espécie, passa a apresentar no-
nas fêmeas.
vas características. Assim, por exemplo, já temos bacté-
rias fabricando hormônios humanos, algodão colorido e FU, G. et al. Female-specific flightless phenotype for
cabras que produzem fatores de coagulação sanguínea mosquito control. PNAS 107 (10): 4550-4554, 2010.
humana.
Prevê-se, porém, que a utilização dessa variedade de
O belga René Magritte (1896-1967), um dos pintores sur- Aedes aegypti demore ainda anos para ser implemen-
realistas mais importantes, deixou obras enigmáticas. tada, pois há demanda de muitos estudos com relação
Caso você fosse escolher uma ilustração para um artigo ao impacto ambiental. A liberação de machos de Aedes
sobre os transgênicos, qual das obras de Magritte, a se- aegypti dessa variedade geneticamente modificada re-
guir, estaria mais de acordo com esse tema tão polêmico? duziria o número de casos de dengue em uma determi-
nada região porque
a)
a) diminuiria o sucesso reprodutivo desses machos
transgênicos.
b) restringiria a área geográfica de voo dessa espécie
de mosquito.
c) dificultaria a contaminação e reprodução do vetor na-
tural da doença.
d) tornaria o mosquito menos resistente ao agente etio-
b)
lógico da doença.
e) dificultaria a obtenção de alimentos pelos machos ge-
neticamente modificados.

Questão 77 2012
c)
O milho transgênico é produzido a partir da manipulação
do milho original, com a transferência, para este, de um
gene de interesse retirado de outro organismo de espé-
cie diferente.
A característica de interesse será manifestada em
decorrência

d) a) do incremento do DNA a partir da duplicação do gene


transferido.
b) da transcrição do RNA transportador a partir do gene
transferido.
c) da expressão de proteínas sintetizadas a partir do
DNA não hibridizado.

157

27
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

d) da síntese de carboidratos a partir da ativação do DNA

Primeiros vertebrados
100
do milho original.

Conquista
da terra
e) da tradução do RNA mensageiro sintetizado a partir
do DNA recombinante. 10

Oxigênio (% de quantidade atual)


Atmosfera Anteparo
Atmosfera semelhante à de ozônio
primitiva do planeta Marte

CLONAGEM 1

Primeira célula
eucarionte
Pneumatosfera primitiva

Terciário e Quaternário
Texto comum para as questões 78 e 79.

Aparecimento da vida

fotossíntese
Começo da
0,1

Pré-cambriano
A sequência a seguir indica de maneira simplificada os

Secundário
Primário
passos seguidos por um grupo de cientistas para a clona-
gem de uma vaca: 0
−4 −3,8 −2,1 −2,7 −2 −1,6 −1 −0,7−0,6 −0,4 −0,2−0,1
Tempo (Bilhões de anos)
I. Retirou-se um óvulo da vaca Z. O núcleo foi despre-
zado, obtendo-se um óvulo anucleado. De acordo com o gráfico é correto afirmar que:
a) as primeiras formas de vida surgiram na ausência de O2.
II. Retirou-se uma célula da glândula mamária da vaca
b) a atmosfera primitiva apresentava 1% de teor de oxigênio.
W. O núcleo foi isolado e conservado, desprezando-
c) após o início da fotossíntese, o teor de oxigênio na
-se o resto da célula. atmosfera mantém-se estável.
III. O núcleo da célula da glândula mamária foi introdu- d) desde o Pré-cambriano, a atmosfera mantém os mes-
zido no óvulo anucleado. A célula reconstituída foi mos níveis de teor de oxigênio.
estimulada para entrar em divisão. e) na escala evolutiva da vida, quando surgiram os an-
IV. Após algumas divisões, o embrião foi implantado no fíbios, o teor de oxigênio atmosférico já se havia
útero de uma terceira vaca Y, mãe de aluguel. O em- estabilizado.
brião se desenvolveu e deu origem ao clone.
Questão 81 2002
Questão 78 1999 Na solução aquosa das substâncias orgânicas prebióti-
cas (antes da vida), a catálise produziu a síntese de mo-
Considerando-se que os animais Z, W e Y não têm paren- léculas complexas de toda classe, inclusive proteínas e
tesco, pode-se afirmar que o animal resultante da clona- ácidos nucleicos. A natureza dos catalisadores primitivos
gem tem as características genéticas da vaca que agiam antes não é conhecida. É quase certo que as
argilas desempenharam papel importante: cadeias de
a) Z, apenas. d) Z e da W, apenas. aminoácidos podem ser produzidas no tubo de ensaio
b) W, apenas. e) Z, W e Y. mediante a presença de certos tipos de argila. (...)
Mas o avanço verdadeiramente criativo – que pode, na rea-
c) Y, apenas. lidade, ter ocorrido apenas uma vez – ocorreu quando uma
molécula de ácido nucleico “aprendeu” a orientar a reunião
de uma proteína, que, por sua vez, ajudou a copiar o próprio
Questão 79 1999 ácido nucleico. Em outros termos, um ácido nucleico serviu
como modelo para a reunião de uma enzima que poderia
Se a vaca Y, utilizada como “mãe de aluguel”, for a mãe
então auxiliar na produção de mais ácido nucleico. Com
biológica da vaca W, a porcentagem de genes da “mãe de este desenvolvimento apareceu o primeiro mecanismo
aluguel”, presente no clone será potente de realização. A vida tinha começado.
a) 0% Adaptado de: LURIA, S.E. Vida: experiência inacabada. Belo
Horizonte: Editora Itatiaia; São Paulo: EDUSP, 1979.
b) 25%
c) 50% Considere o esquema abaixo:
Atual
d) 75% Seres humanos
0,5 bilhão
e) 100% Plantas, répteis, pássaros, peixes
1 bilhão
Respiração aeróbia
Consumo de oxigênio nas células

FAUNA E FLORA 2 bilhões


Fotossíntese
Tempo Eventos
NAS ERAS GEOLÓGICAS (anos)
3 bilhões
Produção de oxigênio nas células importantes

Questão 80 2000 Primeiras células

4 bilhões
O gráfico a seguir representa a evolução da quantidade Primeiros ácidos nucleicos
Formação da Terra
de oxigênio na atmosfera no curso dos tempos geológi- 5 bilhões
cos. O número 100 sugere a quantidade atual de oxigênio
Adaptado de GEPEQ – Grupo de Pesquisa em Educação Química.
na atmosfera, e os demais valores indicam diferentes por- USP – Interações e Transformações III – Atmosfera: fonte de
centagens dessa quantidade. materiais extrativos e sintéticos. São Paulo: EDUSP, 1998.

158

28
Biologia
BIOLOGIA

O “avanço verdadeiramente criativo” citado no texto do essa nova espécie era o Devoniano, tendo ela uma idade
deve ter ocorrido no período (em bilhões de anos) com- estimada entre 405 milhões e 345 milhões de anos.
preendido aproximadamente entre Destes cinco grupos de animais que estavam associados
a) 5,0 e 4,5. c) 3,5 e 2,0. e) 1,0 e 0,5. à nova espécie, aquele que foi determinante para a defi-
b) 4,5 e 3,5. d) 2,0 e 1,5. nição do período geológico em que ela foi encontrada é
a) xifosura, grupo muito antigo, associado a outros animais.
Questão 82 2004 b) trilobita, grupo típico da era Paleozoica.
c) braquiópodo, grupo de maior distribuição geológica.
Nas recentes expedições espaciais que chegaram ao solo d) ostracodermo, grupo de peixes que só aparece até
de Marte, e através dos sinais fornecidos por diferentes o Devoniano.
sondas e formas de análise, vem sendo investigada a
e) placodermo, grupo que só existiu no Devoniano.
possibilidade da existência de água naquele planeta. A
motivação principal dessas investigações, que ocupam
frequentemente o noticiário sobre Marte, deve-se ao fato Questão 84 2005
de que a presença de água indicaria, naquele planeta,
Pesquisas recentes estimam o seguinte perfil da concen-
a) a existência de um solo rico em nutrientes e com po- tração de oxigênio (O2) atmosférico ao longo da história
tencial para a agricultura. evolutiva da Terra:
b) a existência de ventos, com possibilidade de erosão e
formação de canais. No período Carbonífero entre aproximadamente 350 e
c) a possibilidade de existir ou ter existido alguma forma 300 milhões de anos, houve uma ampla ocorrência de
de vida semelhante à da Terra. animais gigantes, como por exemplo insetos voadores
d) a possibilidade de extração de água visando ao seu de 45 centímetros e anfíbios de até 2 metros de compri-
aproveitamento futuro na Terra. mento. No entanto, grande parte da vida na Terra foi ex-
e) a viabilidade, em futuro próximo, do estabelecimento tinta há cerca de 250 milhões de anos, durante o período
de colônias humanas em Marte. Permiano. Sabendo-se que o O2 é um gás extremamente
importante para os processos de obtenção de energia em
Questão 83 2005 sistemas biológicos, conclui-se que
40
Uma expedição de paleontólogos descobre em um de-
terminado extrato geológico marinho uma nova espécie
Concentração de O2 (%)

de animal fossilizado. No mesmo extrato, foram encon- 30


trados artrópodes xifosuras e trilobitas, braquiópodos e
peixes ostracodermos e placodermos.
20

10

0
−600 −500 −400 −300 −200 −100 0
Hoje
Tempo (milhões de anos)

a) a concentração de nitrogênio atmosférico se manteve


constante nos últimos 400 milhões de anos, possibili-
tando o surgimento de animais gigantes.
b) a produção de energia dos organismos fotossintéticos
causou a extinção em massa no período Permiano por
aumentar a concentração de oxigênio atmosférico.
c) o surgimento de animais gigantes pode ser explicado
pelo aumento de concentração de oxigênio atmosféri-
co, o que possibilitou uma maior absorção de oxigênio
por esses animais.
d) o aumento da concentração de gás carbônico (CO2)
atmosférico no período Carbonífero causou mutações
que permitiram o aparecimento de animais gigantes.
e) a redução da concentração de oxigênio atmosférico
O esquema representa os períodos geológicos em que esses no período Permiano permitiu um aumento da biodi-
grupos viveram. Observando esse esquema os paleontólogos versidade terrestre por meio da indução de processos
concluíram que o período geológico em que haviam encontra- de obtenção de energia.

159

29
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

Texto comum para as questões 85 e 86.


Analise o quadro a seguir, que esquematiza a história da Terra.

MILHÕES
ERA PERÍODO EVOLUÇÃO BIOLÓGICA PALEOGEOGRAFIA
DE ANOS
Faunas e floras atuais
Primeiras manifestações de arte
QUATERNÁRIO 0,01 Sepulturas mais antigas
Extinção dos mastodontes e dinotérios

1,8 Aparecimento dos bois, cavalos e veados


Primeiros utensílios de pedra Elevação dos Himalaias
CENOZOICA

NEOGÊNICO 5,3 Ligação das duas Américas


Fecho e dessecação do Mediterrâneo
Aparecimento dos hominídeos
23,8

34,6 Elevação dos Pirineus


Primeiros roedores
PALEOGÊNICO 56 Conclusão da abertura do Atlântico Norte
Constituição do continente Norte-Atlântico
Primeiros primatas
65
Últimos dinossauros
MESOZOICA

CRETÁCEO Abertura do Atlântico Sul


Primeiras angiospermas
145
JURÁSSICO
208
Primeiras aves
TRIÁSSICO
Primeiros dinossauros Início da fragmentação da Pangeia
245 Constituição da Pangeia
PERMIANO
290
CARBONÍFERO Aparecimento dos répteis
363
Aparecimento dos anfíbios
PALEOZOICA

DEVONIANO
Primeiras gimnospermas
409
SILURIANO Primeiras plantas e primeiros animais terrestres
Primeiros peixes
439 Fecho do oceano Lapetus
ORDOVICIANO
510
CAMBRIANO Abertura dos oceanos Lapetus e Rheio
544
Constituição da Avelônia
1.000 Reprodução sexuada
Constituição do continente Rodinia
1.400 Primeiros depósitos de carvão (algas)
PRÉ-CAMBRIANO 1.800 Oxigênio livre na atmosfera
2.000 Aparecimento de organismos eucariontes
3.100 Primeiros microrganismos procariontes
3.500 Primeiros vestígios de vida

4.600 Formação da Terra

Questão 85 2006
Considerando o esquema anterior, assinale a opção correta.
a) Quando os primeiros hominídeos apareceram na Terra, os répteis já existiam há mais de 500 milhões de anos.
b) Quando a espécie Homo sapiens surgiu no planeta, América do Sul e África estavam fisicamente unidas.
c) No Pré-Cambriano, surgiram, em meio líquido, os primeiros vestígios de vida no planeta.
d) A fragmentação da Pangeia ocasionou o desaparecimento dos dinossauros.
e) A Era Mesozoica durou menos que a Cenozoica.

160

30
Biologia
BIOLOGIA

Questão 86 2006 As hipóteses a seguir foram levantadas para explicar o de-


saparecimento dos grandes mamíferos na América do Sul.
Entre as opções a seguir, assinale a que melhor representa
I. Os seres humanos, que só puderam ocupar a Améri-
a história da Terra em uma escala de 0 a 100, com compri-
ca do Sul depois que o clima se tornou mais úmido,
mentos iguais para intervalos de tempo de mesma duração.
mataram os grandes animais.
d) 100 faunas e floras
II. Os maiores mamíferos atuais precisam de vastas
a) 100 faunas e floras atuais
atuais áreas abertas para manterem o seu modo de vida,
primeiros peixes
áreas essas que desapareceram da América do Sul
primeiros vestígios de vida
com a mudança climática, o que pode ter provocado
a extinção dos grandes mamíferos sul-americanos.
eucariontes eucariontes
50 50 III. A mudança climática foi desencadeada pela queda
de um grande asteroide, a qual causou o desapare-
cimento dos grandes mamíferos e das aves.

primeiros peixes É cientificamente aceitável o que se afirma


0 formação da Terra primeiros vestígios a) apenas em I. d) apenas em I e III.
de vida
0 formação da Terra b) apenas em II. e) em I, II e III.
c) apenas em III.
b) 100 faunas e floras e) 100 faunas e floras
atuais atuais
Questão 88 2008
primeiros peixes
primeiros peixes
Suponha que o universo tenha 15 bilhões de anos de ida-
50
eucariontes de e que toda a sua história seja distribuída ao longo de
50 1 ano — o calendário cósmico —, de modo que cada se-
primeiros vestígios de vida eucariontes gundo corresponda a 475 anos reais e, assim, 24 dias do
calendário cósmico equivaleriam a cerca de 1 bilhão de
primeiros vestígios
de vida anos reais. Suponha, ainda, que o universo comece em 1o
0 formação da Terra de janeiro a zero hora no calendário cósmico e o tempo pre-
sente esteja em 31 de dezembro às 23 h 59 min 59,99 s.
c) 100 faunas e floras 0 formação da Terra
atuais A escala a seguir traz o período em que ocorreram alguns
eventos importantes nesse calendário.
primeiros peixes
origem do
origem do universo sistema solar 1 3
1/1 (9/9)
50
eucariontes

novembro

dezembro
setembro
fevereiro

outubro
agosto
janeiro

março

junho
maio

julho
abril

primeiros vestígios de vida


0 formação da Terra

origem de nossa
Questão 87 2006 galáxia (24/1) início da vida 2 4 5
na Terra
(30/9)
Entre 8 mil e 3 mil anos atrás, ocorreu o desaparecimen-
to de grandes mamíferos que viviam na América do Sul.
Se a arte rupestre representada a seguir fosse inserida
Os mapas a seguir apresentam a vegetação dessa região
na escala, de acordo com o período em que foi produzida,
antes e depois de uma grande mudança climática que
ela deveria ser colocada na posição indicada pela seta de
tornou essa região mais quente e mais úmida.
número
Savana aberta Savana fechada

Floresta aberta com


enclave de savana Floresta fechada

Savana aberta Savana fechada

Savanas
Gramínea e temperadas
estepe Floresta
fechada
Deserto e Patagônia
estepe fria

Entre 20 mil e 13 mil anos Entre 8 mil e 3 mil anos

Revista Pesquisa Fapesp, no 98, 2004. a) 1. b) 2. c) 3. d) 4. e) 5.

161

31
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

Questão 89 2012 racterísticas corporais como, por exemplo, ausência de


patas, corpo anelado que facilita o deslocamento no
Paleontólogos estudam fósseis e esqueletos de dinos- subsolo e, em alguns casos, ausência de olhos.
sauros para tentar explicar o desaparecimento desses Suponha que um biólogo tentasse explicar a origem das
animais. Esses estudos permitem afirmar que esses adaptações mencionadas no texto utilizando conceitos
animais foram extintos há cerca de 65 milhões de anos. da teoria evolutiva de Lamarck. Ao adotar esse ponto de
Uma teoria aceita atualmente é a de que um asteroide vista, ele diria que
colidiu com a Terra, formando um densa nuvem de poeira
na atmosfera. a) as características citadas no texto foram originadas
De acordo com essa teoria, a extinção ocorreu em função pela seleção natural.
de modificações no planeta que b) a ausência de olhos teria sido causada pela falta de
uso dos mesmos, segundo a lei do uso e desuso.
a) desestabilizaram o relógio biológico dos animais, cau-
c) o corpo anelado é uma característica fortemente
sando alterações no código genético.
adaptativa, mas seria transmitida apenas à primeira
b) reduziram a penetração da luz solar até a superfície geração de descendentes.
da Terra, interferindo no fluxo energético das teias d) as patas teriam sido perdidas pela falta de uso e, em
tróficas. seguida, essa característica foi incorporada ao patrimô-
c) causaram uma série de intoxicações nos animais, nio genético e então transmitida aos descendentes.
provocando a bioacumulação de partículas de poeira e) as características citadas no texto foram adquiridas
nos organismos. por meio de mutações e depois, ao longo do tempo,
d) resultaram na sedimentação das partículas de poeira foram selecionadas por serem mais adaptadas ao am-
levantada com o impacto do meteoro, provocando o biente em que os organismos se encontram.
desaparecimento de rios e lagos.
e) evitaram a precipitação de água até a superfície da Nesta questão foram trabalhadas:
Terra, causando uma grande seca que impediu a re-
troalimentação do ciclo hidrológico. Competência de área 4 – Compreender interações entre or-
ganismos e ambiente, em particular aquelas relacionadas à
saúde humana, relacionando conhecimentos científicos, as-
pectos culturais e características individuais.
EVOLUÇÃO Habilidade 16 – Compreender o papel da evolução na pro-
dução de padrões, processos biológicos ou na organização
Questão 90 2007 taxonômica dos seres vivos.

As mudanças evolutivas dos organismos resultam de


alguns processos comuns à maioria dos seres vivos.
É um processo evolutivo comum a plantas e animais AS IDEIAS DE DARWIN
vertebrados:
a) movimento de indivíduos ou de material genético en- Questão 92 2005
tre populações, o que reduz a diversidade de genes
e cromossomos. As cobras estão entre os animais peçonhentos que
mais causam acidentes no Brasil, principalmente na
b) sobrevivência de indivíduos portadores de deter- área rural.
minadas características genéticas em ambientes
As cascavéis (Crotalus), apesar de extremamente vene-
específicos.
nosas, são cobras que, em relação a outras espécies,
c) aparecimento, por geração espontânea, de novos in- causam poucos acidentes a humanos. Isso se deve ao
divíduos adaptados ao ambiente. ruído de seu “chocalho”, que faz com que suas vítimas
d) aquisição de características genéticas transmiti- percebam sua presença e as evitem. Esses animais só
das aos descendentes em resposta a mudanças atacam os seres humanos para sua defesa e se alimen-
ambientais. tam de pequenos roedores e aves. Apesar disso, elas
têm sido caçadas continuamente, por serem facilmen-
e) recombinação de genes presentes em cromossomos
te detectadas.
do mesmo tipo durante a fase da esporulação.
Ultimamente os cientistas observaram que essas cobras
têm ficado mais silenciosas, o que passa a ser um proble-
ma, pois, se as pessoas não as percebem, aumentam os
AS IDEIAS DE LAMARCK riscos de acidentes.
A explicação darwinista para o fato de a cascavel estar
Questão 91 2010 ficando mais silenciosa é que
Alguns anfíbios e répteis são adaptados à vida a) a necessidade de não ser descoberta e morta mudou
subterrânea. Nessa situação, apresentam algumas ca- seu comportamento.

162

32
Biologia
BIOLOGIA

b) as alterações no seu código genético surgiram para d) a mutação genética, que, em certos ambientes, como
aperfeiçoá-la. os de solo mais escuro, têm maior ocorrência e capa-
c) as mutações sucessivas foram acontecendo para que cidade de alterar significativamente a cor da pelagem
ela pudesse adaptar-se. dos animais.
d) as variedades mais silenciosas foram selecionadas e) a herança de caracteres adquiridos, capacidade de
positivamente. organismos se adaptarem a diferentes ambientes
e) as variedades sofreram mutações para se adaptarem e transmitirem suas características genéticas aos
à presença de seres humanos. descendentes.

Questão 93 2009
EVOLUÇÃO HUMANA
Os ratos Peromyscus polionotus encontram-se distri-
buídos em ampla região na América do Norte. A pe- Texto comum para as questões 94 a 96.
lagem de ratos dessa espécie varia do marrom claro O assunto na aula de Biologia era a evolução do Homem.
até o escuro, sendo que os ratos de uma mesma po- Foi apresentada aos alunos uma árvore filogenética, igual
pulação têm coloração muito semelhante. Em geral, a à mostrada na ilustração, que relacionava primatas atuais
coloração da pelagem também é muito parecida à cor e seus ancestrais.
do solo da região em que se encontram, que também
apresenta a mesma variação de cor, distribuída ao lon- Hilobatídeos Pongídeos Hominídeos
Milhões
go de um gradiente sul-norte. Na figura, encontram-se de anos
representadas sete diferentes populações de P. polio-
0
notus. Cada população é representada pela pelagem Orangotango Gorila Chimpanzé Homem
Símios do Símios do Gibão
do rato, por uma amostra de solo e por sua posição Velho Mundo
5 Novo Mundo
geográfica no mapa.
10 Australopithecus
AB

15
Ramapithecus

ALABAMA
25
GR
FLORIDA Dryopithecus
DP
CH
IN
35
RL

CL
50 Mamíferos insetívoros

WP Árvore filogenética provável dos antropoides

Scale in kilometers

0 10 20 30

Questão 94 1998
Após observar o material fornecido pelo professor, os alu-
nos emitiram várias opiniões, a saber:
I. os macacos antropoides (orangotango, gorila e
chimpanzé e gibão) surgiram na Terra mais ou me-
MULLEN, L. M.; HOEKSTRA, H. E. nos contemporaneamente ao Homem.
Natural selection along an environmental gradient: II. alguns homens primitivos, hoje extintos, descen-
a classic cline in mouse pigmentation. Evolution, 2008. dem dos macacos antropoides.
O mecanismo evolutivo envolvido na associação entre co- III. na história evolutiva, os homens e os macacos an-
res de pelagem e de substrato é tropoides tiveram um ancestral comum.
IV. não existe relação de parentesco genético entre ma-
a) a alimentação, pois pigmentos de terra são absorvi- cacos antropoides e homens.
dos e alteram a cor da pelagem dos roedores.
Analisando a árvore filogenética, você pode concluir que:
b) o fluxo gênico entre as diferentes populações, que
mantém constante a grande diversidade interpo- a) todas as afirmativas estão corretas.
pulacional. b) apenas as afirmativas I e III estão corretas.
c) a seleção natural, que, nesse caso, poderia ser enten- c) apenas as afirmativas II e IV estão corretas.
dida como a sobrevivência diferenciada de indivíduos d) apenas a afirmativa II está correta.
com características distintas. e) apenas a afirmativa IV está correta.

163

33
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

Questão 95 1998 de manter ovos dormentes (embriões latentes) por muito


tempo. Fatores climáticos ou alterações ambientais po-
Foram feitas comparações entre DNA e proteínas da dem subitamente ativar a eclosão dos ovos, assim como,
espécie humana com DNA e proteínas de diversos nos vegetais, tais alterações induzem a germinação
primatas. Observando a árvore filogenética, você espera de sementes.
que os dados bioquímicos tenham apontado, entre os pri-
Vários estudos têm sido realizados com artemias, pois
matas atuais, como nosso parente mais próximo o:
estes animais apresentam características que sugerem
a) Australopithecus. d) Gorila. um potencial biológico: possuem alto teor de proteína e
b) Chimpanzé. e) Orangotango. são capazes de se alimentar de partículas orgânicas e inor-
c) Ramapithecus. gânicas em suspensão. Tais características podem servir
de parâmetro para uma avaliação do potencial econômico
e ecológico da artemia.
Questão 96 1998 Em um estudo foram consideradas as seguintes possi-
Se fosse possível a uma máquina do tempo percorrer a bilidades:
evolução dos primatas em sentido contrário, aproximada- I. A variação da população de artemia pode ser usada
mente quantos milhões de anos precisaríamos retroceder, como um indicador de poluição aquática.
de acordo com a árvore filogenética apresentada, para
II. A artemia pode ser utilizada como um agente de
encontrar o ancestral comum do homem e dos macacos
descontaminação ambiental, particularmente em
antropoides (gibão, orangotango, gorila e chimpanzé)?
ambientes aquáticos.
a) 5 b) 10 c) 15 d) 30 e) 60 III. A eclosão dos ovos é um indicador de poluição química.
IV. Os camarões podem ser utilizados como fonte alter-
Questão 97 2001 nativa de alimentos de alto teor nutritivo.

“Os progressos da medicina condicionaram a sobrevivên- É correto apenas o que se afirma em


cia de número cada vez maior de indivíduos com constitui-
a) I e II.
ções genéticas que só permitem o bem-estar quando seus
efeitos são devidamente controlados através de drogas ou b) II e III.
procedimentos terapêuticos. São exemplos os diabéticos c) I, II e IV.
e os hemofílicos, que só sobrevivem e levam vida relati- d) II, III e IV.
vamente normal ao receberem suplementação de insulina e) I, II, III e IV.
ou do fator VIII da coagulação sanguínea”.
SALZANO, M. Francisco. Ciência Hoje: SBPC: 21(125), 1996.
Questão 99 2002
Essas afirmações apontam para aspectos importantes
que podem ser relacionados à evolução humana. Pode-se A chuva é determinada, em grande parte, pela topogra-
afirmar que, nos termos do texto, fia e pelo padrão dos grandes movimentos atmosféricos
ou metereológicos. O gráfico mostra a precipitação anual
a) os avanços da medicina minimizam os efeitos da sele- média (linhas verticais) em relação à altitude (curvas) em
ção natural sobre as populações. uma região em estudo.
b) os usos da insulina e do fator VIII da coagulação san-
guínea funcionam como agentes modificadores do 80 1250

genoma humano.
Ventos oceânicos
Precipitação (mm x 10/ano)

c) as drogas medicamentosas impedem a transferência 60


Altitude (metros)

do material genético defeituoso ao longo das gerações.


d) os procedimentos terapêuticos normalizam o genóti-
po dos hemofílicos e diabéticos. 40

e) as intervenções realizadas pela medicina interrom-


pem a evolução biológica do ser humano. 20

0 0
ECOLOGIA 0 50
Distância em km
100 150

Modificado de Ecologia, E. P. Odum, E. P. Ecologia.


Questão 98 2002 Ed. Guanabara, 1988.
Artemia é um camarão primitivo que vive em águas salga- De uma análise ambiental desta região concluiu-se que:
das, sendo considerado um fóssil vivo. I. Ventos oceânicos carregados de umidade depositam
Surpreendentemente, possui uma propriedade semelhan- a maior parte desta umidade, sob a forma de chuva,
te à dos vegetais que é a diapausa, isto é, a capacidade nas encostas da serra voltadas para o oceano.

164

34
Biologia
BIOLOGIA

II. Como resultado da maior precipitação nas encostas tenha idade para procurar alimento. As fêmeas adultas têm
da serra, surge uma região de possível desertifica- territórios grandes e o território de um macho inclui o de
ção do outro lado dessa serra. várias fêmeas, o que significa que ele tem sempre diversas
III. Os animais e as plantas encontram melhores con- pretendentes à disposição para namorar!
dições de vida, sem períodos prolongados de seca, Ciência Hoje das Crianças, ano 19, n. 174, nov. 2006 (adaptado).
nas áreas distantes 25 km e 100 km, aproximada-
Essa descrição sobre o tamanduá diz respeito ao seu
mente, do oceano.
a) hábitat.
É correto o que se afirma em:
b) biótopo.
a) I, apenas. d) II e III, apenas.
c) nível trófico.
b) I e II, apenas. e) I, II e III.
c) I e III, apenas. d) nicho ecológico.
e) potencial biótico.

Questão 100 2002


O Puma concolor (suçuarana, puma, leão da montanha) RELAÇÕES ALIMENTARES
é o maior felino das Américas, com uma distribuição bio-
geográfica que se estende da Patagônia ao Canadá. Questão 102 1998
No início deste século, com a finalidade de possibilitar
N
o crescimento da população de veados no planalto de
Kaibab, no Arizona (EUA), moveu-se uma caçada impiedosa
aos seus predadores – pumas, coiotes e lobos. No gráfico a
seguir, a linha cheia indica o crescimento real da população
de veados, no período de 1905 a 1940; a linha pontilhada
indica a expectativa quanto ao crescimento da população
de veados, nesse mesmo período, caso o homem não
tivesse interferido em Kaibab.

Distribuição biográfica
do Puma concolor
100.000
100.000

Primeiros filhotes
Número de veados

morrem de fome Morte de 60% dos filhotes

50.000
Eliminação dos
predadores 40.000
O padrão de distribuição mostrado na figura está associa- 30.000
do a possíveis características desse felino: 20.000
10.000
I. É muito resistente a doenças. Proibição da caça
II. É facilmente domesticável e criado em cativeiro. 1905 1910 1920 1930 1940 Tempo (ano)

III. É tolerante a condições climáticas diversas.


Extraído de Amabis & Martho,
IV. Ocupa diversos tipos de formações vegetais. Fundamentos de Psicologia Moderna, p. 42.
Características desse felino compatíveis com sua distri- Para explicar o fenômeno que ocorreu com a população de
buição biogeográfica estão evidenciadas apenas em veados após a interferência do homem, o mesmo estudan-
te elaborou as seguintes hipóteses e/ou conclusões:
a) I e II. d) I, II e IV.
b) I e IV. e) II, III e IV. I. lobos, pumas e coiotes não eram, certamente, os
c) III e IV. únicos e mais vorazes predadores dos veados; quan-
do estes predadores, até então desapercebidos,
foram favorecidos pela eliminação de seus compe-
Questão 101 2012 tidores, aumentaram numericamente e quase dizi-
maram a população de veados.
O menor tamanduá do mundo é solitário e tem hábitos
noturnos, passa o dia repousando, geralmente em um II. a falta de alimentos representou para os veados um
emaranhado de cipós, com o corpo curvado de tal maneira mal menor que a predação.
que forma uma bola. Quando em atividade, se locomove III. ainda que a atuação dos predadores pudesse repre-
vagarosamente e emite som semelhante a um assobio. sentar a morte para muitos veados, a predação de-
A cada gestação, gera um único filhote. A cria é deixada monstrou-se um fator positivo para o equilíbrio dinâ-
em uma árvore à noite e é amamentada pela mãe até que mico e sobrevivência da população como um todo.

165

35
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

IV. a morte dos predadores acabou por permitir um a) não se justifica, porque ambos, como consumidores,
crescimento exagerado da população de veados, devem “cavar” diariamente o seu próprio alimento.
isto levou à degradação excessiva das pastagens, b) é justificável, visto que o felino possui função superior
tanto pelo consumo excessivo como pelo seu à da minhoca numa teia alimentar.
pisoteamento. c) não se justifica, porque ambos são consumidores pri-
mários em uma teia alimentar.
O estudante, desta vez, acertou se indicou as alternativas:
d) é justificável, porque as minhocas, por se alimentarem
a) I, II, III e IV. d) II e III, apenas. de detritos, não participam das cadeias alimentares.
b) I, II e III, apenas. e) III e IV, apenas. e) é justificável, porque os vertebrados ocupam o topo
das teias alimentares.
c) I, II e IV, apenas.

Questão 105 2011


Questão 103 1999
Os personagens da figura estão representando uma si-
Um agricultor, que possui uma plantação de milho e tuação hipotética de cadeia alimentar.
uma criação de galinhas, passou a ter sérios problemas
com os cachorros-do-mato que atacavam sua criação.
O agricultor, ajudado pelos vizinhos, exterminou os ca-
chorros-do-mato da região. Passado pouco tempo, houve
um grande aumento no número de pássaros e roedores
que passaram a atacar as lavouras. Nova campanha de
extermínio e, logo depois da destruição dos pássaros
e roedores, uma grande praga de gafanhotos destruiu
totalmente a plantação de milho e as galinhas ficaram
sem alimento.
Disponível em: http://www.cienciasgaspar.blogspot.com.
Analisando o caso anterior, podemos perceber que houve
desequilíbrio na teia alimentar representada por: Suponha que, em cena anterior à apresentada, o homem te-
nha se alimentado de frutas e grãos que conseguiu coletar.
a) milho gafanhotos pássaro galinha roedores Na hipótese de, nas próximas cenas, o tigre ser bem-suce-
cachorro-do-mato
dido e, posteriormente, servir de alimento aos abutres, tigre
pássaro e abutres ocuparão, respectivamente, os níveis tróficos de
gafanhoto
a) produtor e consumidor primário.
b) milho galinha
cachorro-do-mato
b) consumidor primário e consumidor secundário.
roedores
c) consumidor secundário e consumidor terciário.
d) consumidor terciário e produtor.
gafanhotos
c) galinha milho roedores cachorro-do-mato e) consumidor secundário e consumidor primário.
pássaros

roedores
Questão 106 2012
pássaros
d) cachorro-do-mato
gafanhotos
milho A figura representa um dos modelos de um sistema de
galinha interações entre seres vivos. Ela apresenta duas proprie-
dades, P1 e P2, que interagem em I, para afetar uma ter-
e) galinha milho gafanhotos pássaro roedores ceira propriedade, P3, quando o sistema é alimentado por
cachorro-do-mato
uma fonte de energia, E. Essa figura pode simular um sis-
tema de campo em que P1 representa as plantas verdes;
P2 um animal herbívoro e P3, um animal onívoro.
Questão 104 2002

F1
E P1
F3
F5 F6
F2 I P3

F4
P2

E: função motriz
O Globo, 01/09/2001. P: propriedades
F: fluxos
Na charge, a arrogância do gato com relação ao comporta- I: interações
mento alimentar da minhoca, do ponto de vista biológico, ODUM, E. P. Ecologia, Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1988.

166

36
Biologia
BIOLOGIA

A função interativa I representa a proporção de evaporação da água dos rios, lagos e mares. O vapor da
água, ao se resfriar, condensa em minúsculas gotinhas,
a) herbivoria entre P1 e P2.
que se agrupam formando as nuvens, neblinas ou névoas
b) polinização entre P1 e P2. úmidas. As nuvens podem ser levadas pelos ventos de
c) P3 utilizada na alimentação de P1 e P2. uma região para outra. Com a condensação e, em se-
d) P1 ou P2 utilizada na alimentação de P3. guida, a chuva, a água volta à superfície da Terra, caindo
e) energia de P1 e de P2 que saem do sistema. sobre o solo, rios, lagos e mares. Parte dessa água evapo-
ra retornando à atmosfera, outra parte escoa superficial-
Questão 107 2013 mente ou infiltra-se no solo, indo alimentar rios e lagos.
Esse processo é chamado de ciclo da água.
As fêmeas de algumas espécies de aranhas, escorpiões Considere, então, as seguintes afirmativas:
e de outros invertebrados predam os machos após a có-
I. a evaporação é maior nos continentes, uma vez que
pula e inseminação. Como exemplo, fêmeas canibais do
inseto conhecido como louva-a-deus, Tenodera aridofolia, o aquecimento ali é maior do que nos oceanos.
possuem até 63% da sua dieta composta por machos II. a vegetação participa do ciclo hidrológico por meio
parceiros. Para as fêmeas, o canibalismo sexual pode asse- da transpiração.
gurar a obtenção de nutrientes importantes na reprodução. III. o ciclo hidrológico condiciona processos que ocor-
Com esse incremento na dieta, elas geralmente produzem rem na litosfera, na atmosfera e na biosfera.
maior quantidade de ovos.
IV. a energia gravitacional movimenta a água dentro do
BORGES, J. C. Jogo mortal. Disponível em: http://cienciahoje.
uol.com.br. Acesso em: 1o mar. 2012 (adaptado).
seu ciclo.

Apesar de ser um comportamento aparentemente des- V. o ciclo hidrológico é passível de sofrer interferência
vantajoso para os machos, o canibalismo sexual evoluiu humana, podendo apresentar desequilíbrios.
nesses táxons animais porque a) somente a afirmativa III está correta.
a) promove a maior ocupação de diferentes nichos eco- b) somente as afirmativas III e IV estão corretas.
lógicos pela espécie.
c) somente as afirmativas I, II e V estão corretas.
b) favorece o sucesso reprodutivo individual de ambos
d) somente as afirmativas II, III, IV e V estão corretas.
os parentais.
e) todas as afirmativas estão corretas.
c) impossibilita a transmissão de genes do macho para a
prole.
d) impede a sobrevivência e reprodução futura do macho. Questão 110 1999
e) reduz a variabilidade genética da população.
A construção de grandes projetos hidroelétricos também
deve ser analisada do ponto de vista do regime das águas
e de seu ciclo na região. Em relação ao ciclo da água, po-
FLUXO DE ENERGIA de-se argumentar que a construção de grandes represas
a) não causa impactos na região, uma vez que a quanti-
Questão 108 2013
dade total de água da Terra permanece constante.
Estudos de fluxo de energia em ecossistemas demons- b) não causa impactos na região, uma vez que a água
tram que a alta produtividade nos manguezais está direta- que alimenta a represa prossegue depois rio abaixo
mente relacionada às taxas de produção primária líquida com a mesma vazão e velocidade.
e à rápida reciclagem dos nutrientes. Como exemplo de
c) aumenta a velocidade dos rios, acelerando o ciclo da
seres vivos encontrados nesse ambiente, temos: aves,
água na região.
caranguejos, insetos, peixes e algas.
d) aumenta a evaporação na região da represa, acom-
Dos grupos de seres vivos citados, os que contribuem
panhada também por um aumento local da umidade
diretamente para a manutenção dessa produtividade no
referido ecossistema são relativa do ar.
e) diminui a quantidade de água disponível para a realiza-
a) aves. c) peixes. e) caranguejos.
ção do ciclo da água.
b) algas. d) insetos.

Questão 111 1999


CICLOS BIOGEOQUÍMICOS Segundo o poeta Carlos Drummond de Andrade, a “água
é um projeto de viver”. Nada mais correto, se levarmos
Questão 109 1998 em conta que toda água com que convivemos carrega,
além do puro e simples H2O, muitas outras substâncias
O sol participa do ciclo da água, pois além de aquecer a nela dissolvidas ou em suspensão. Assim, o ciclo da água,
superfície da Terra dando origem aos ventos, provoca a além da própria água, também promove o transporte e a

167

37
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

redistribuição de um grande conjunto de substâncias re- b) a formação de geleiras com água dos oceanos, nos polos,
lacionadas à dinâmica da vida. contrabalança as águas dos rios que deságuam no mar.
No ciclo da água, a evaporação é um processo muito es- c) as águas dos rios provocam as marés, que as transfe-
pecial, já que apenas moléculas de H2O passam para o rem para outras regiões mais rasas, durante a vazante.
estado gasoso. Desse ponto de vista, uma das conse- d) o volume de água dos rios é insignificante para os
quências da evaporação pode ser oceanos e a água doce diminui de volume ao receber
a) a formação da chuva ácida, em regiões poluídas, a sal marinho.
partir de quantidades muito pequenas de substâncias e) as águas dos rios afundam no mar devido a sua maior
ácidas evaporadas juntamente com a água. densidade, onde são comprimidas pela enorme pres-
b) a perda de sais minerais, no solo, que são evaporados são resultante da coluna de água.
juntamente com a água.
c) o aumento, nos campos irrigados, da concentração de
sais minerais na água presente no solo. Questão 114 2006
d) a perda, nas plantas, de substâncias indispensáveis à
manutenção da vida vegetal, por meio da respiração. Com base em projeções realizadas por especialistas,
prevê-se, para o fim do século XXI, aumento de tempe-
e) a diminuição, nos oceanos, da salinidade das cama-
das de água mais próximas da superfície. ratura média, no planeta, entre 1,4 ºC e 5,8 ºC. Como
consequência desse aquecimento, possivelmente o cli-
ma será mais quente e mais úmido bem como ocorre-
Questão 112 2001 rão mais enchentes em algumas áreas e secas crônicas
em outras. O aquecimento também provocará o desa-
O esquema representa o ciclo do enxofre na natureza, parecimento de algumas geleiras, o que acarretará o
sem considerar a intervenção humana. aumento do nível dos oceanos e a inundação de certas
AR áreas litorâneas.
transferência de sulfatos para a terra
As mudanças climáticas previstas para o fim do século XXI
SO2
SO3 a) provocarão a redução das taxas de evaporação e de
SO2 SO42
SO2 condensação do ciclo da água.
H2S
b) poderão interferir nos processos do ciclo da água que
compostos compostos
orgânicos de chuva orgânicos de envolvem mudanças de estado físico.
enxofre ácida enxofre
H 2S SO42 c) promoverão o aumento da disponibilidade de alimen-
H2S
vulcões seres vivos to das espécies marinhas.
TERRA sulfatos na seres vivos sulfatos na
d) induzirão o aumento dos mananciais, o que solucio-
litosfera MAR água do mar
nará os problemas de falta de água no planeta.
Adaptado de BRIMBLECOMBE, P. Air Composition and e) causarão o aumento do volume de todos os cursos de
Chemistry. Cambridge. Cambridge University Press, 1996. água, o que minimizará os efeitos da poluição aquática.
O ciclo representado mostra que a atmosfera, a litosfera,
a hidrosfera e a biosfera, naturalmente,
Questão 115 2007
I. são poluídas por compostos de enxofre.
II. são destinos de compostos de enxofre. Nos últimos 50 anos, as temperaturas de inverno na
península antártica subiram quase 6 ºC. Ao contrário do
III. transportam compostos de enxofre. esperado, o aquecimento tem aumentado a precipitação
IV. são fontes de compostos de enxofre. de neve. Isso ocorre porque o gelo marinho, que forma
um manto impermeável sobre o oceano, está derretendo
Dessas afirmações, estão corretas, apenas, devido à elevação de temperatura, o que permite que mais
a) I e II. c) II e IV. e) II, III e IV. umidade escape para a atmosfera. Essa umidade cai na
forma de neve.
b) I e III. d) I, II e III.
Logo depois de chegar a essa região, certa espécie de
pinguins precisa de solos nus para construir seus ninhos
Questão 113 2004 de pedregulhos. Se a neve não derrete a tempo, eles põem
seus ovos sobre ela. Quando a neve finalmente derrete,
Por que o nível dos mares não sobe, mesmo recebendo
continuamente as águas dos rios? os ovos se encharcam de água e goram.
Scientific American Brasil, ano 2, no 21, 2004, p. 80
Essa questão já foi formulada por sábios da Grécia antiga.
(com adaptações).
Hoje responderíamos que
A partir do texto anterior, analise as seguintes afirmativas.
a) a evaporação da água dos oceanos e o deslocamento
do vapor e das nuvens compensam as águas dos rios I. O aumento da temperatura global interfere no ciclo
que deságuam no mar. da água na península antártica.

168

38
Biologia
BIOLOGIA

II. O aquecimento global pode interferir no ciclo de vida altas do mundo, o ciclo de evaporação e precipitação
de espécies típicas de região de clima polar. natural é altamente eficiente.
III. A existência de água em estado sólido constitui fator Com a chegada, em larga escala, dos seres humanos à
crucial para a manutenção da vida em alguns biomas. Amazônia, ao longo dos últimos 30 anos, parte dos ciclos
É correto o que se afirma naturais está sendo alterada. As emissões de poluentes
atmosféricos pelas queimadas, na época da seca, modi-
a) apenas em I. d) apenas em II e III. ficam as características físicas e químicas da atmosfera
b) apenas em II. e) em I, II e III. amazônica, provocando o seu aquecimento, com modi-
c) apenas em I e II. ficação do perfil natural da variação da temperatura com
a altura, o que torna mais difícil a formação de nuvens.
Questão 116 2008 Paulo Artaxo et al. O mecanismo da floresta para
fazer chover. In: Scientific American Brasil, ano 1,
Um jornal de circulação nacional publicou a seguinte notícia: no 11, abr./2003, p. 38-45 (com adaptações).
Choveu torrencialmente na madrugada de ontem em Ro- Na Amazônia, o ciclo hidrológico depende fundamen-
raima, horas depois de os pajés caiapós Mantii e Kucrit, talmente
levados de Mato Grosso pela Funai, terem participado do
a) da produção de CO2 oriundo da respiração das árvores.
ritual da dança da chuva, em Boa Vista. A chuva durou três
horas em todo o estado e as previsões indicam que con- b) da evaporação, da transpiração e da liberação de ae-
tinuará pelo menos até amanhã. Com isso, será possível rossóis que atuam como NCNs.
acabar de vez com o incêndio que ontem completou 63 c) das queimadas, que produzem gotículas microscópi-
dias e devastou parte das florestas do estado. cas de água, as quais crescem até se precipitarem
como chuva.
Jornal do Brasil, abr./1998 (com adaptações).
d) das nuvens de maior altitude, que trazem para a flo-
Considerando a situação descrita, avalie as afirmativas resta NCNs produzidos a centenas de quilômetros de
seguintes. seu local de origem.
I. No ritual indígena, a dança da chuva, mais que cons- e) da intervenção humana, mediante ações que modifi-
tituir uma manifestação artística, tem a função de cam as características físicas e químicas da atmosfera
intervir no ciclo da água. da região.
II. A existência da dança da chuva em algumas cultu-
ras está relacionada à importância do ciclo da água Questão 118 2008
para a vida.
O diagrama a seguir representa, de forma esquemática
III. Uma das informações do texto pode ser expressa
e simplificada, a distribuição da energia proveniente do
em linguagem científica da seguinte forma: a dança
Sol sobre a atmosfera e a superfície terrestre. Na área
da chuva seria efetiva se provocasse a precipitação
delimitada pela linha tracejada, são destacados alguns
das gotículas de água das nuvens.
processos envolvidos no fluxo de energia na atmosfera.
É correto o que se afirma em energia refletida radiação solar energia
pela superfície, incidente energia irradiada irradiada
a) I, apenas. d) II e III, apenas. pelas nuvens 100% para o espaço pela para o
e pelo ar atmosfera espaço pela
b) III, apenas. e) I, II e III. 30% 64% superfície
6%
c) I e II, apenas. I
radiação solar
absorvida energia
Questão 117 2008 diretamente
pela
radiação
absorvida
atmosfera pela água e
energia
carregada
carregada
para cima
para cima na formação
20% pelo CO2 na pela de vapor
Os ingredientes que compõem uma gotícula de nuvem atmosfera
II atmosfera
14%
convecção
6%
d’água
24%
são o vapor de água e um núcleo de condensação de
nuvens (NCN). Em torno desse núcleo, que consiste em III IV V
uma minúscula partícula em suspensão no ar, o vapor de
superfície
água se condensa, formando uma gotícula microscópica, 50%

que, devido a uma série de processos físicos, cresce


Raymong A. Serway e John W. Jewett. Princípios de Física,
até precipitar-se como chuva.
v. 2, fig. 18.12 (com adaptações).
Na floresta Amazônica, a principal fonte natural de NCN
A chuva é o fenômeno natural responsável pela manuten-
é a própria vegetação. As chuvas de nuvens baixas, na
ção dos níveis adequados de água dos reservatórios das
estação chuvosa, devolvem os NCNs, aerossóis, à su-
usinas hidrelétricas. Esse fenômeno, assim como todo
perfície, praticamente no mesmo lugar em que foram
o ciclo hidrológico, depende muito da energia solar. Dos
gerados pela floresta. As nuvens altas são carregadas
processos numerados no diagrama, aquele que se rela-
por ventos mais intensos, de altitude, e viajam centenas
ciona mais diretamente com o nível dos reservatórios de
de quilômetros de seu local de origem, exportando as
usinas hidrelétricas é o de número
partículas contidas no interior das gotas de chuva. Na
Amazônia, cuja taxa de precipitação é uma das mais a) I. b) II. c) III. d) IV. e) V.

169

39
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

Questão 119 2009 De que maneira as práticas agrícolas podem ajudar a mi-
nimizar o agravamento do efeito estufa?
O ciclo biogeoquímico do carbono compreende diversos
compartimentos, entre os quais a Terra, a atmosfera e os a) Evitando a rotação de culturas.
oceanos, e diversos processos que permitem a transfe- b) Liberando o CO2 presente no solo.
rência de compostos entre esses reservatórios. Os es- c) Aumentando a quantidade de matéria orgânica do solo.
toques de carbono armazenados na forma de recursos
d) Queimando a matéria orgânica que se deposita no solo.
não renováveis, por exemplo, o petróleo, são limitados,
sendo de grande relevância que se perceba a importância e) Atenuando a concentração de resíduos vegetais do solo.
da substituição de combustíveis fósseis por combustíveis
de fontes renováveis.
A utilização de combustíveis fósseis interfere no ciclo do
INTERAÇÕES ECOLÓGICAS
carbono, pois provoca
a) aumento da porcentagem de carbono contido na Terra. Questão 122 2000
b) redução na taxa de fotossíntese dos vegetais superiores. O esquema a seguir representa os diversos meios em
c) aumento da produção de carboidratos de origem vegetal. que se alimentam aves, de diferentes espécies, que fa-
d) aumento na quantidade de carbono presente na atmosfera. zem ninho na mesma região.

e) redução da quantidade global de carbono armazenado


nos oceanos. Ave tipo 1

Ave tipo 2
Questão 120 2010 Ave tipo 3

Ave tipo 4
O texto “O voo das Folhas” traz uma visão dos índios Ticunas
para um fenômeno usualmente observado na natureza:

Rotas de nidificação
Terreno seco Arrozais

Estepe salgada
Charco Charcos Mar

Pântanos

Dunas e praias
ou cultura pouco salgados
O voo das Folhas
salgado
Com o vento
as folhas se movimentam.
E quando caem no chão Com base no esquema, uma classe de alunos procurou
ficam paradas em silêncio. identificar a possível existência de competição alimentar
Assim se forma o ngaura. O ngaura cobre o chão da entre essas aves e concluiu que:
floresta, enriquece a terra e alimenta as árvores.] a) não há competição entre os quatro tipos de aves por-
As folhas velhas morrem para ajudar o crescimento das que nem todas elas se alimentam nos mesmos locais.
folhas novas.] b) não há competição apenas entre as aves dos tipos 1,
Dentro do ngaura vivem aranhas, formigas, escorpiões, 2 e 4 porque retiram alimentos de locais exclusivos.
centopeias, minhocas, cogumelos e vários tipos de c) há competição porque a ave do tipo 3 se alimenta
outros seres muito pequenos.] em todos os lugares e, portanto, compete com todas
As folhas também caem nos lagos, nos igarapés e igapós, as demais.
A natureza segundo os Ticunas/Livro das Árvores. d) há competição apenas entre as aves 2 e 4 porque retiram
Organização Geral dos Professores Bilíngues Ticunas, 2000. grande quantidade de alimentos de um mesmo local.
Na visão dos índios Ticunas, a descrição sobre o ngaura e) não se pode afirmar se há competição entre as aves
permite classificá-lo como um produto diretamente rela- que se alimentam em uma mesma região sem conhe-
cionado ao ciclo cer os tipos de alimento que consomem.
a) da água. c) do fósforo. e) do nitrogênio.
b) do oxigênio. d) do carbono. Questão 123 2005
A atividade pesqueira é antes de tudo extrativista, o que
Questão 121 2013
causa impactos ambientais. Muitas espécies já apresentam
Sabe-se que o aumento da concentração de gases como sério comprometimento em seus estoques e, para diminuir
CO2, CH4 e N2O na atmosfera é um dos fatores respon- esse impacto, várias espécies vêm sendo cultivadas. No Bra-
sáveis pelo agravamento do efeito estufa. A agricultura é sil, o cultivo de algas, mexilhões, ostras, peixes e camarões,
uma das atividades humanas que pode contribuir tanto vem sendo realizado há alguns anos, com grande sucesso,
para a emissão quanto para o sequestro desses gases, graças ao estudo minucioso da biologia dessas espécies.
dependendo do manejo da matéria orgânica do solo. Os crustáceos decápodes, por exemplo, apresentam du-
ROSA, A. H. COELHO, J. C. R. Cadernos Temáticos de rante seu desenvolvimento larvário, várias etapas com
Química Nova na Escola, São Paulo, n. 5, nov. 2003 (adaptado). mudança radical de sua forma.

170

40
Biologia
BIOLOGIA

b) os hábitos de alimentação constituem um padrão de


comportamento que os herbívoros aprendem pelo
uso, mas que esquecem pelo desuso.
c) as formigas da espécie 1 e as acácias mantêm uma
Algumas das fases larvárias de crustáceos relação benéfica para ambas.
d) os besouros e as formigas da espécie 2 contribuem
Não só a sua forma muda, mas também a sua alimen- para a sobrevivência das acácias.
tação e habitat. Isso faz com que os criadores estejam
atentos a essas mudanças, porque a alimentação minis- e) a relação entre os animais herbívoros, as formigas e
trada tem de mudar a cada fase. as acácias é a mesma que ocorre entre qualquer pre-
dador e sua presa.
Se para o criador essas mudanças são um problema para
a espécie em questão, essa metamorfose apresenta uma
vantagem importante para sua sobrevivência, pois Questão 125 2011
a) aumenta a predação entre os indivíduos. O controle biológico, técnica empregada no combate a
b) aumenta o ritmo de crescimento. espécies que causam danos e prejuízos aos seres hu-
c) diminui a competição entre os indivíduos da mesma manos, é utilizado no combate à lagarta que se alimenta
espécie. de folhas de algodoeiro. Algumas espécies de borbole-
d) diminui a quantidade de nichos ecológicos ocupados ta depositam seus ovos nessa cultura. A microvespa
pela espécie. Trichogramma sp. introduz seus ovos nos ovos de outros
insetos, incluindo os das borboletas em questão. Os em-
e) mantém a uniformidade da espécie.
briões da vespa se alimentam do conteúdo desses ovos
e impedem que as larvas de borboleta se desenvolvam.
Questão 124 2008 Assim, é possível reduzir a densidade populacional das
borboletas até níveis que não prejudiquem a cultura.
Um grupo de ecólogos esperava encontrar aumento de ta-
manho das acácias, árvores preferidas de grandes mamífe- A técnica de controle biológico realizado pela microvespa
ros herbívoros africanos, como girafas e elefantes, já que a Trichogramma sp. consiste na
área estudada era cercada para evitar a entrada desses her- a) introdução de um parasita no ambiente da espécie
bívoros. Para espanto dos cientistas, as acácias pareciam que se deseja combater.
menos viçosas, o que os levou a compará-las com outras
b) introdução de um gene letal nas borboletas, a fim de
de duas áreas de savana: uma área na qual os herbívoros
diminuir o número de indivíduos.
circulam livremente e fazem podas regulares nas acácias, e
outra de onde eles foram retirados há 15 anos. O esquema a c) competição entre a borboleta e a microvespa para a
seguir mostra os resultados observados nessas duas áreas. obtenção de recursos.
d) modificação do ambiente para selecionar indivíduos
melhor adaptados.
e) aplicação de inseticidas a fim de diminuir o número de
SIM presença de NÃO
indivíduos que se deseja combater.
herbívoros

poda das acácias


acácias sem poda Questão 126 2011
maior menor
produção produção Diferente do que o senso comum acredita, as lagartas de
de néctar de néctar
borboletas não possuem voracidade generalizada. Um estudo
domínio das
aumento e
mostrou que as borboletas de asas transparentes da família
formigas da
espécie 1,
domínio de Ithomiinae, comuns na Floresta Amazônica e na Mata Atlân-
formigas da
que dependem
do néctar
espécie 2 tica, consomem, sobretudo, plantas da família Solanaceae, a
mesma do tomate. Contudo, os ancestrais dessas borboletas
diminuição de ataque de consumiam espécies vegetais da família Apocinaceae, mas a
formigas da
espécie 2
besouros e
outros insetos
quantidade dessas plantas parece não ter sido suficiente para
garantir o suprimento alimentar dessas borboletas. Dessa for-
ma, as solanáceas tornaram-se uma opção de alimento, pois
preservação enfraquecimento são abundantes na Mata Atlântica e na Floresta Amazônica.
das acácias das acácias
Cores ao vento. Genes e fósseis revelam origem e diversidade
de borboletas sul-americanas. Revista Pesquisa FAPESP.
Internet: <cienciahoje.uol.com.br> (com adaptações). No 170, 2010 (adaptado).
Nesse texto, a ideia do senso comum é confrontada com
De acordo com as informações anteriores,
os conhecimentos científicos, ao se entender que as lar-
a) a presença de populações de grandes mamíferos her- vas das borboletas Ithomiinae encontradas atualmente
bívoros provoca o declínio das acácias. na Mata Atlântica e na Floresta Amazônica, apresentam

171

41
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

a) facilidade em digerir todas as plantas desses locais.


b) interação com as plantas hospedeiras da família Apo-
DINÂMICA DE POPULAÇÕES
cinaceae.
c) adaptação para se alimentar de todas as plantas des- Questão 129 1999
ses locais.
d) voracidade indiscriminada por todas as plantas exis- O crescimento da população de uma praga agrícola está
tentes nesses locais. representado em função do tempo, no gráfico a seguir,
e) especificidade pelas plantas da família Solanaceae onde a densidade populacional superior a P causa prejuízo
existentes nesses locais. à lavoura.
No momento apontado pela seta ➀, um agricultor intro-
Questão 127 2011 duziu uma espécie de inseto que é inimigo natural da pra-
ga, na tentativa de controlá-la biologicamente.
Os vaga-lumes machos e fêmeas emitem sinais luminosos
No momento indicado pela seta ➁, o agricultor aplicou
para se atraírem para o acasalamento. O macho reconhece
a fêmea de sua espécie e, atraído por ela, vai ao seu encon- grande quantidade de inseticida, na tentativa de eliminar
tro. Porém, existe um tipo de vaga-lume, o Photuris, cuja totalmente a praga.
fêmea engana e atrai os machos de outro tipo, o Photinus,
fingindo ser desse gênero. Quando o macho Photinus
se aproxima da fêmea Photuris, muito maior que ele, é Densidade
populacional
atacado e devorado por ela. da praga
BERTOLDI, O. G.; VASCONCELLOS, J. R.
Ciência & sociedade: a aventura da vida, a aventura P
da tecnologia. São Paulo: Scipione, 2000 (adaptado).
A relação descrita no texto, entre a fêmea do gênero
Photuris e o macho do gênero Photinus, é um exemplo de
tempo
a) comensalismo. d) predatismo.
1 2
b) inquilinismo. e) mutualismo.
c) cooperação.
A análise do gráfico permite concluir que
Questão 128 2013 a) se o inseticida tivesse sido usado no momento
marcado pela seta ➀, a praga teria sido controla-
No Brasil, cerca de 80% da energia elétrica advém de
da definitivamente, sem necessidade de um trata-
hidrelétricas, cuja construção implica o represamento de
rios. A formação de um reservatório para esse fim, por sua mento posterior.
vez, pode modificar a ictiofauna local. Um exemplo é o re- b) se não tivesse sido usado o inseticida no momento
presamento do Rio Paraná, onde se observou o desapare- marcado pela seta ➁, a população de praga continua-
cimento de peixes cascudos quase que simultaneamente ria aumentando rapidamente e causaria grandes danos
ao aumento do número de peixes de espécies exóticas à lavoura.
introduzidas, como o mapará e a corvina, as três espécies c) o uso do inseticida tornou-se necessário, uma vez
com nichos ecológicos semelhantes. que o controle biológico aplicado no momento ➀
PETESSE, M. L; PETRERE JR., M. Ciência Hoje, São Paulo, não resultou na diminuição da densidade da popula-
n. 293, v. 49, jun. 2012 (adaptado).
ção da praga.
Nessa modificação da ictiofauna, o desaparecimento de
d) o inseticida atacou tanto as pragas quanto os seus
cascudos é explicado pelo(a)
predadores; entretanto, a população de pragas
a) redução do fluxo gênico da espécie nativa. recuperou-se mais rápido voltando a causar dano à
b) diminuição da competição intraespecífica. lavoura.
c) aumento da competição interespecífica.
e) o controle de pragas por meio do uso de inseticidas
d) isolamento geográfico dos peixes. é muito mais eficaz que o controle biológico, pois
e) extinção de nichos ecológicos. os seus efeitos são muito mais rápidos e têm maior
durabilidade.
Nesta questão foram trabalhadas:
Competência de área 3 – Associar intervenções que resultam Questão 130 2001
em degradação ou conservação ambiental a processos produti-
vos e sociais e a instrumentos ou ações científico-tecnológicos. Um produtor de larvas aquáticas para alimentação de pei-
Habilidade 10 – Analisar perturbações ambientais, identifican- xes ornamentais usou veneno para combater parasitas,
do fontes, transporte e/ou destino dos poluentes ou prevendo mas suspendeu o uso do produto quando os custos se
efeitos em sistemas naturais, produtivos ou sociais.
revelaram antieconômicos.

172

42
Biologia
BIOLOGIA

O gráfico registra a evolução das populações de larvas


Condição de luminosidade
e parasitas.
Espécie Sol Sombreamento

Antes do
pleno 30% 50% 90%
surgimento Controle com
do parasita veneno Sem veneno
Número de indivíduos

Aparecimento
1 Razoável Bom Razoável Ruim
do parasita
2 Bom Razoável Ruim Ruim
Larvas
3 Bom Bom Razoável Ruim
Parasitas
4 Bom Bom Bom Bom

5 Bom Razoável Ruim Ruim


0 6 12 18 24 30 36 Meses
6 Ruim Razoável Bom Bom
O aspecto biológico, ressaltado a partir da leitura do grá- 7 Ruim Ruim Ruim Razoável
fico, que pode ser considerado o melhor argumento para
que o produtor não retome o uso do veneno é: 8 Ruim Ruim Razoável Ruim

9 Ruim Razoável Bom Bom


a) A densidade populacional das larvas e dos parasitas
não é afetada pelo uso do veneno. 10 Razoável Razoável Razoável Bom
b) A população de larvas não consegue se estabilizar du-
Para o reflorestamento da região desmatada,
rante o uso do veneno.
c) As populações mudam o tipo de interação estabeleci- a) a espécie 8 é mais indicada que a 1, uma vez que
aquela possui melhor adaptação a regiões com maior
da ao longo do tempo.
incidência de luz.
d) As populações associadas mantêm um comporta-
b) recomenda-se a utilização de espécies pioneiras, isto
mento estável durante todo o período.
é, aquelas que suportam alta incidência de luz, como
e) Os efeitos das interações negativas diminuem ao as espécies 2, 3 e 5.
longo do tempo, estabilizando as populações. c) sugere-se o uso de espécies exóticas, pois somente
essas podem suportar a alta incidência luminosa ca-
racterística de regiões desmatadas.

SUCESSÃO ECOLÓGICA d) espécies de comunidade clímax, como as 4 e 7, são


as mais indicadas, uma vez que possuem boa capaci-
dade de aclimatação a diferentes ambientes.
Questão 131 2009
e) é recomendado o uso de espécies com melhor de-
Uma pesquisadora deseja reflorestar uma área de mata senvolvimento à sombra, como as plantas das espé-
ciliar quase que totalmente desmatada. Essa formação cies 4, 6, 7, 9 e 10, pois essa floresta, mesmo no está-
vegetal é um tipo de floresta muito comum nas mar- gio de degradação referido, possui dossel fechado, o
gens de rios dos cerrados no Brasil central e, em seu que impede a entrada de luz.
clímax, possui vegetação arbórea perene e apresenta
dossel fechado, com pouca incidência luminosa no solo
e nas plântulas. Sabe-se que a incidência de luz, a dis-
BIOMAS BRASILEIROS
ponibilidade de nutrientes e a umidade do solo são os
principais fatores do meio ambiente físico que influen- Questão 132 1998
ciam no desenvolvimento da planta. Para testar unica-
Alunos de uma escola no Rio de Janeiro são convidados
mente os efeitos da variação de luz, a pesquisadora
a participar de uma excursão ao Parque Nacional de Ju-
analisou, em casas de vegetação com condições con- rubatiba. Antes do passeio, eles leem o trecho de uma
troladas, o desenvolvimento de plantas de 10 espécies reportagem publicada em uma revista:
nativas da região desmatada sob quatro condições de
“Jurubatiba será o primeiro parque nacional em área de
luminosidade: uma sob sol pleno e as demais em dife- restinga, num braço de areia com 31 quilômetros de ex-
rentes níveis de sombreamento. Para cada tratamento tensão, formado entre o mar e dezoito lagoas. Numa área
experimental, a pesquisadora relatou se o desenvolvi- de 14 000 hectares, ali vivem jacarés, capivaras, lontras,
mento da planta foi bom, razoável ou ruim, de acordo tamanduás-mirins, além de milhares de aves e de peixes
com critérios específicos. Os resultados obtidos foram de água doce e salgada. Os peixes de água salgada, na
os seguintes: época das cheias, passam para as lagoas, onde encontram

173

43
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

abrigo, voltando ao mar na cheia seguinte. Nos terrenos O notável padrão de diversidade das florestas tropicais se
mais baixos, próximos aos lençóis freáticos, as plantas deve a vários fatores, entre os quais é possível citar
têm água suficiente para aguentar longas secas. Já nas
a) altitudes elevadas e solos profundos.
áreas planas, os cactos são um dos poucos vegetais que
proliferam, pintando o areal com um verde pálido.” b) a ainda pequena intervenção do ser humano.
Depois de ler o texto, os alunos podem supor que, em c) sua transformação em áreas de preservação.
Jurubatiba, os vegetais que sobrevivem nas áreas planas d) maior insolação e umidade e menor variação climática.
têm características tais como: e) alternância de períodos de chuvas com secas pro-
a) quantidade considerável de folhas, para aumentar a área longadas.
de contato com a umidade do ar nos dias chuvosos.
b) redução na velocidade da fotossíntese e realização Questão 135 2006
ininterrupta desse processo, durante as 24 horas.
A análise de esporos de samambaias e de pólen fossiliza-
c) caules e folhas cobertos por espessas cutículas que
dos contidos em sedimentos pode fornecer pistas sobre
impedem o ressecamento e a consequente perda
as formações vegetais de outras épocas. No esquema a
de água.
seguir, que ilustra a análise de uma amostra de camadas
d) redução do calibre dos vasos que conduzem a água contínuas de sedimentos, as camadas mais antigas en-
e os sais minerais da raiz aos centros produtores do contram-se mais distantes da superfície.
vegetal, para evitar perdas.
e) crescimento sob a copa de árvores frondosas, que im-
pede o ressecamento e consequente perda de água.

Questão 133 1999 camadas abundância de pólen


mais recentes de cactos
Apesar da riqueza das florestas tropicais, elas estão geral-
mente baseadas em solos inférteis e improdutivos. Grande
parte dos nutrientes é armazenada nas folhas que caem
sobre o solo, não no solo propriamente dito. Quando esse
ambiente é intensamente modificado pelo ser humano, a
vegetação desaparece, o ciclo dos nutrientes é alterado e predomínio de pólen
a terra se torna rapidamente infértil. de gramíneas e quase
(CORSON, Walter H. Manual Global de Ecologia, 1993) nenhum pólen de epífitas
No texto anterior, pode parecer uma contradição a exis-
tência de florestas tropicais exuberantes sobre solos po-
bres. No entanto, este fato é explicado pela
a) profundidade do solo, pois, embora pobre, sua es-
pessura garante a disponibilidade de nutrientes para camadas
muitos esporos de
a sustentação dos vegetais da região. samambaias e polén de
mais antigas
cipós e epífitas
b) boa iluminação das regiões tropicais, uma vez que a
duração regular do dia e da noite garante os ciclos dos
nutrientes nas folhas dos vegetais da região.
c) existência de grande diversidade animal, com número
expressivo de populações que, com seus dejetos, fer- Essa análise permite supor-se que o local em que foi colhi-
tilizam o solo. da a amostra deve ter sido ocupado, sucessivamente, por
d) capacidade de produção abundante de oxigênio pelas a) floresta úmida, campos cerrados e caatinga.
plantas das florestas tropicais, consideradas os “pul-
b) floresta úmida, floresta temperada e campos cerrados.
mões” do mundo.
e) rápida reciclagem dos nutrientes, potencializada pelo c) campos cerrados, caatinga e floresta úmida.
calor e umidade das florestas tropicais, o que favore- d) caatinga, floresta úmida e campos cerrados.
ce a vida dos decompositores. e) campos cerrados, caatinga e floresta temperada.

Questão 134 2003


Questão 136 2006
Sabe-se que uma área de quatro hectares de floresta,
na região tropical, pode conter cerca de 375 espécies A ocupação predatória associada à expansão da fronteira
de plantas enquanto uma área florestal do mesmo ta- agropecuária e acelerada pelo plantio da soja tem defla-
manho, em região temperada, pode apresentar entre 10 grado, com a perda da cobertura vegetal, a diminuição da
e 15 espécies. biodiversidade, a erosão do solo, a escassez e a contami-

174

44
Biologia
BIOLOGIA

nação dos recursos hídricos no bioma cerrado. Segundo Questão 138 2010
ambientalistas, o cerrado brasileiro corre o risco de se
transformar em um deserto.
A respeito desse assunto, analise as afirmações a seguir.
I. Considerando-se que, em 2006, restem apenas
25% da cobertura vegetal original do cerrado e que,
desse percentual, 3% sejam derrubados a cada ano,
estima-se que, em 2030, o cerrado brasileiro se
transformará em deserto.
II. Sabe-se que a eventual extinção do bioma cerrado,
dada a pobreza que o caracteriza, não causará im-
pacto sistêmico no conjunto dos biomas brasileiros.
III. A substituição de agrotóxicos por bioinseticidas re-
duz a contaminação dos recursos hídricos no bio-
ma cerrado.
É correto o que se afirma Dois pesquisadores percorreram os trajetos marcados
no mapa. A tarefa deles foi analisar os ecossistemas e,
a) apenas em I. encontrando problemas, relatar e propor medidas de re-
b) apenas em III. cuperação. A seguir, são reproduzidos trechos aleatórios
c) apenas em I e II. extraídos dos relatórios desses dois pesquisadores.
d) apenas em II e III. Trechos aleatórios extraídos do relatório do pesquisador P1:
e) em I, II e III.
I. “Por causa da diminuição drástica das espécies
vegetais deste ecossistema, como os pinheiros, a
gralha-azul também está em processo de extinção.”
Questão 137 2009
II. “As árvores de troncos tortuosos e cascas grossas
As mudanças climáticas e da vegetação ocorridas nos que predominam nesse ecossistema estão sendo
trópicos da América do Sul têm sido bem documentadas utilizadas em carvoarias.”
por diversos autores, existindo um grande acúmulo de Trechos aleatórios extraídos do relatório do pesquisador P2:
evidências geológicas ou paleoclimatológicas que eviden-
ciam essas mudanças ocorridas durante o Quaternário III. “Das palmeiras que predominam nesta região po-
nessa região. Essas mudanças resultaram em restrição dem ser extraídas substâncias importantes para a
da distribuição das florestas pluviais, com expansões economia regional.”
concomitantes de habitats não florestais durante perío- IV. “Apesar da aridez desta região, em que encontra-
dos áridos (glaciais), seguido da expansão das florestas mos muitas plantas espinhosas, não se pode des-
pluviais e restrição das áreas não florestais durante pe- prezar a sua biodiversidade.”
ríodos úmidos (interglaciais). Ecossistemas brasileiros: mapa da distribuição dos
Disponível em: http://zoo.bio.ufpr.br. ecossistemas. Disponível em: http://educacao.uol.com.br/
Acesso em: 1 maio 2009. ciencias/ult1686u52.jhtm. Acesso em: 20 abr. 2010 (adaptado).

Durante os períodos glaciais, Os trechos I, II, III e IV referem-se, pela ordem, aos se-
guintes ecossistemas:
a) as áreas não florestais ficam restritas a refúgios eco-
lógicos devido à baixa adaptabilidade de espécies não a) Caatinga, Cerrado, Zona dos cocais e Floresta Amazônia.
florestais a ambientes áridos. b) Mata de Araucárias, Cerrado, Zona dos cocais e Caatinga.
b) grande parte da diversidade de espécies vegetais é c) Manguezais, Zona dos cocais, Cerrado e Mata Atlântica.
reduzida, uma vez que necessitam de condições se-
d) Floresta Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica e Pampas.
melhantes a dos períodos interglaciais.
e) Mata Atlântica, Cerrado, Zona dos cocais e Pantanal.
c) a vegetação comum ao cerrado deve ter se limitado
a uma pequena região do centro do Brasil, da qual se
expandiu até atingir a atual distribuição.
Nesta questão foram trabalhadas:
d) plantas com adaptações ao clima árido, como o de-
senvolvimento de estruturas que reduzem a perda de Competência de área 8 – Apropriar-se de conhecimentos da
água, devem apresentar maior área de distribuição. biologia para, em situações-problema, interpretar, avaliar ou
planejar intervenções científico-tecnológicas.
e) florestas tropicais como a amazônica apresentam
distribuição geográfica mais ampla, uma vez que são Habilidade 28 – Associar características adaptativas dos organis-
mos com seu modo de vida ou com seus limites de distribuição
densas e diminuem a ação da radiação solar sobre o
em diferentes ambientes, em especial em ambientes brasileiros.
solo e reduzem os efeitos da aridez.

175

45
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

Questão 139 2012 II. o aumento da temperatura da água modifica o meta-


bolismo dos peixes.
Muitas espécies de plantas lenhosas são encontradas III. o aumento na temperatura da água diminui o cresci-
no cerrado brasileiro. Para a sobrevivência nas condições mento de bactérias e de algas, favorecendo o desen-
de longos períodos de seca e queimadas periódicas, pró- volvimento da vegetação.
prias desse ecossistema, essas plantas desenvolveram
estruturas muito peculiares. Das afirmativas anteriores, somente está(ão) correta(s):
As estruturas adaptativas mais apropriadas para a sobre- a) I.
vivência desse grupo de plantas nas condições ambien- b) II.
tais de referido ecossistema são: c) III.
a) Cascas finas e sem sulcos ou fendas. d) I e II.
b) Caules estreitos e retilíneos. e) II e III.
c) Folhas estreitas e membranosas.
d) Gemas apicais com densa pilosidade.
e) Raízes superficiais, em geral, aéreas. Questão 141 2000

O gráfico a seguir representa o fluxo (quantidade de água


em movimento) de um rio, em três regiões distintas,
após certo tempo de chuva.
IMPACTOS AMBIENTAIS

Questão 140 2000

A energia térmica liberada em processos de fissão nu-


clear pode ser utilizada na geração de vapor para produzir agrícola
energia mecânica que, por sua vez, será convertida em
Fluxo fluvial

floresta regenerada
energia elétrica. A seguir está representado um esquema
básico de uma usina de energia nuclear. floresta natural

Vapor

Gerador

0 30 60
Água Turbina Tempo depois que a chuva começa (min.)

Pilhas
nucleares  Condensador Comparando-se, nas três regiões, a interceptação da
Bomba- água da chuva pela cobertura vegetal, é correto afirmar
-d’água que tal interceptação:
Bomba-


-d’água a) é maior no ambiente natural preservado.


b) independe da densidade e do tipo de vegetação.
Rio c) é menor nas regiões de florestas.
d) aumenta quando aumenta o grau de intervenção
humana.
e) diminui à medida que aumenta a densidade da
vegetação.
Com relação ao impacto ambiental causado pela poluição
térmica no processo de refrigeração da usina nuclear, são
feitas as seguintes afirmações: Questão 142 2000
I. o aumento na temperatura reduz, na água do rio, a No ciclo da água, usado para produzir eletricidade, a água
quantidade de oxigênio nela dissolvido, que é essen- de lagos e oceanos, irradiada pelo Sol, evapora-se dan-
cial para a vida aquática e para a decomposição da do origem a nuvens e se precipita como chuva. É então
matéria orgânica. represada, corre de alto a baixo e move turbinas de uma

176

46
Biologia
BIOLOGIA

usina, acionando geradores. A eletricidade produzida é


transmitida através de cabos e fios e é utilizada em moto- AR transferência de sulfatos para a terra
res e outros aparelhos elétricos. Assim, para que o ciclo
seja aproveitado na geração de energia elétrica, constrói- SO2
-se uma barragem para represar a água. SO3
SO2 SO42
Entre os possíveis impactos ambientais causados por
H2S SO2
essa construção, devem ser destacados:
a) aumento do nível dos oceanos e chuva ácida. compostos compostos
orgânicos de chuva orgânicos de
b) chuva ácida e efeito estufa. enxofre ácida enxofre
H 2S H2S SO42
c) alagamentos e intensificação do efeito estufa.
vulcões seres vivos
d) alagamentos e desequilíbrio da fauna e da flora. TERRA sulfatos na seres vivos sulfatos na
litosfera MAR água do mar
e) alteração do curso natural dos rios e poluição atmos-
férica.
Adaptado de BRIMBLECOMBE, P. Air Composition and
Chemistry. Cambridge. Cambridge University Press, 1996.

Questão 143 2000 Algumas atividades humanas interferiram significativa-


mente no ciclo natural do enxofre, alterando as quantida-
Os esgotos domésticos constituem grande ameaça des das substâncias indicadas no esquema. Ainda hoje
aos ecossistemas de lagos ou represas, pois deles de- isso ocorre, apesar do grande controle por legislação.
correm graves desequilíbrios ambientais. Considere o
gráfico a seguir, no qual no intervalo de tempo entre Pode-se afirmar que duas dessas interferências são re-
t1 e t3, observou-se a estabilidade em ecossistema de sultantes da
lago, modificado a partir de t3 pelo maior despejo de a) queima de combustíveis em veículos pesados e da
esgoto. produção de metais a partir de sulfetos metálicos.
b) produção de metais a partir de óxidos metálicos e da
Nutrientes vulcanização da borracha.
c) queima de combustíveis em veículos leves e da pro-
Produção dução de metais a partir de óxidos metálicos.
primária
d) queima de combustíveis em indústria e da obtenção
Peixes de matérias-primas a partir da água do mar.
e) vulcanização da borracha e da obtenção de matérias-
Oxigênio -primas a partir da água do mar.
t1 t2 t3 t4 t5 t6 t7 t8 t9

Questão 145 2001


Assinale a interpretação que está de acordo com o gráfico.

a) Entre t3 e t6, a competição pelo oxigênio leva à multi- Numa região, originalmente ocupada por Mata Atlântica,
plicação de peixes, bactérias e outros produtores. havia, no passado, cinco espécies de pássaros de um
mesmo gênero. Nos dias atuais, essa região se reduz a
b) A partir de t3, a decomposição do esgoto é impossibi- uma reserva de floresta primária, onde ainda ocorrem as
litada pela diminuição do oxigênio disponível. cinco espécies, e a fragmentos de floresta degradada,
c) A partir de t6, a mortandade de peixes decorre da di- onde só se encontram duas das cinco espécies.
minuição da população de produtores. O desaparecimento das três espécies nas regiões degra-
dadas pode ser explicado pelo fato de que, nessas re-
d) A mortandade de peixes, a partir de t6, é devida à in-
giões, ocorreu
suficiência de oxigênio na água.
e) A partir de t3, a produção primária aumenta devido à a) aumento do volume e da frequência das chuvas.
diminuição dos consumidores. b) diminuição do número e da diversidade de hábitats.
c) diminuição da temperatura média anual.

Questão 144 2001 d) aumento dos níveis de gás carbônico e de oxigênio na


atmosfera.
O esquema representa o ciclo do enxofre na natureza, e) aumento do grau de isolamento reprodutivo interes-
sem considerar a intervenção humana. pecífico.

177

47
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

Questão 146 2002

A corvina é um peixe carnívoro que se alimenta de crustáceos, moluscos e pequenos peixes que vivem no fundo do mar. É
bastante utilizada na alimentação humana, sendo encontrada em toda a costa brasileira, embora seja mais abundante no sul
do País. A tabela registra a concentração média anual de mercúrio no tecido muscular de corvinas capturadas em quatro áreas.

Áreas de coleta Concentração média anual de mercúrio


Características da área
das corvinas em tecido muscular (nanogramas/grama)
Baía de Área de intensa atividade portuária, que recebe esgotos domésticos
193,6
Guanabara (RJ) não tratados e rejeitos industriais de cerca de 6 000 fontes.
Baía de Ilha Recebe rejeitos de parque industrial ainda em fase de crescimento
153,8
Grande (RJ) e é uma das principais fontes de pescado do estado.
Baía de Área sujeita a efeitos de maré e com baixa atividade pesqueira,
124,0
Sepetiba (RJ) sem fontes industriais de contaminação por mercúrio.
Lagoa da Importante fonte de pescado no litoral catarinense, na qual
90,6*
Conceição (SC) praticamente inexiste contaminação industrial por mercúrio.
*Concentração natural de mercúrio, característica de local não contaminado.

KEHRIG, H. A. & MALM, O. Mercúrio: uma avaliação na costa brasileira. Ciência Hoje, outubro, 1997.

Segundo a legislação brasileira, o limite máximo permitido para as concentrações de mercúrio total é de 500 nanogramas
por grama de peso úmido. Ainda levando em conta os dados da tabela e o tipo de circulação do mercúrio ao longo da cadeia
alimentar, pode-se considerar que a ingestão, pelo ser humano, de corvinas capturadas nessas regiões,
a) não compromete a sua saúde, uma vez que a concentração de mercúrio é sempre menor que o limite máximo permitido
pela legislação brasileira.
b) não compromete a sua saúde, uma vez que a concentração de poluentes diminui a cada novo consumidor que se acres-
centa à cadeia alimentar.
c) não compromete a sua saúde, pois a concentração de poluentes aumenta a cada novo consumidor que se acrescenta à
cadeia alimentar.
d) deve ser evitada, apenas quando entre as corvinas e eles se interponham outros consumidores, como, por exemplo,
peixes de maior porte.
e) deve ser evitada sempre, pois a concentração de mercúrio das corvinas ingeridas se soma à já armazenada no organismo
humano.

Questão 147 2004 Com base nas informações fornecidas pelo esquema,
são feitas as seguintes considerações sobre o processo
Um rio que é localmente degradado por dejetos orgâni- de depuração do rio:
cos nele lançados pode passar por um processo de au-
todepuração. No entanto, a recuperação depende, entre I. a vida aquática superior pode voltar a existir a par-
outros fatores, da carga de dejetos recebida, da extensão tir de uma certa distância do ponto de lançamento
e do volume do rio. Nesse processo, a distribuição das dos dejetos;
populações de organismos consumidores e decomposi-
tores varia, conforme mostra o esquema: II. os organismos decompositores são os que sobrevi-
vem onde a oferta de oxigênio é baixa ou inexistente
descarga de dejetos e a matéria orgânica é abundante;
III. as comunidades biológicas, apesar da poluição, não
Direção da água
do rio se alteram ao longo do processo de recuperação.
Zona de
águas limpas
Zona de
degradação
Zona de decom-
posição ativa
Zona de
recuperação
Zona de
águas limpas
Está correto o que se afirma em
a) I, apenas.
organismos
Tipos de

b) II, apenas.
Vida aquática Organismos Bactérias e fungos Organismos Vida aquática
superior mais resistentes (anaeróbicos) mais resistentes superior
c) III, apenas.
Tempo ou distância
d) I e II, apenas.
(B. Braga et aI. Introdução à Engenharia Ambiental) e) I, II e III.

178

48
Biologia
BIOLOGIA

Questão 148 2005 Questão 150 2007


Há quatro séculos alguns animais domésticos foram intro- A figura a seguir é parte de uma campanha publicitária.
duzidos na Ilha da Trindade como “reserva de alimento”.
Porcos e cabras soltos davam boa carne aos navegantes
de passagem, cansados de tanto peixe no cardápio.
Entretanto, as cabras consumiram toda a vegetação
rasteira e ainda comeram a casca dos arbustos sobre-
viventes.
Os porcos revolveram raízes e a terra na busca de semen-
te. Depois de consumir todo o verde, de volta ao estado
selvagem, os porcos passaram a devorar qualquer coisa:
ovos de tartarugas, de aves marinhas, caranguejos e até
cabritos pequenos.
Com base nos fatos anteriores, pode-se afirmar que

a) a introdução desses animais domésticos, trouxe, com


o passar dos anos, o equilíbrio ecológico.
b) o ecossistema da Ilha da Trindade foi alterado, pois Com Ciência Ambiental, no 10, abr./2007.
não houve uma interação equilibrada entre os se- Essa campanha publicitária relaciona-se diretamente com
res vivos. a seguinte afirmativa:
c) a principal alteração do ecossistema foi a presença a) O comércio ilícito da fauna silvestre, atividade de grande
dos homens, pois animais nunca geram desequilí- impacto, é uma ameaça para a biodiversidade nacional.
brios no ecossistema.
b) A manutenção do mico-leão-dourado em jaula é a me-
d) o desequilíbrio só apareceu quando os porcos come- dida que garante a preservação dessa espécie animal.
çaram a comer os cabritos pequenos. c) O Brasil, primeiro país a eliminar o tráfico do mico-
e) o aumento da biodiversidade, a longo prazo, foi favo- -leão-dourado, garantiu a preservação dessa espécie.
recido pela introdução de mais dois tipos de animais d) O aumento da biodiversidade em outros países de-
na ilha. pende do comércio ilegal da fauna silvestre brasileira.
e) O tráfico de animais silvestres é benéfico para a preser-
Questão 149 2006 vação das espécies, pois garante-lhes a sobrevivência.

As florestas tropicais úmidas contribuem muito para a


Questão 151 2007
manutenção da vida no planeta, por meio do chama-
do sequestro de carbono atmosférico. Resultados de Se a exploração descontrolada e predatória verificada atual-
observações sucessivas, nas últimas décadas, indicam mente continuar por mais alguns anos, pode-se antecipar
que a floresta amazônica é capaz de absorver até 300 a extinção do mogno. Essa madeira já desapareceu de
milhões de toneladas de carbono por ano. Conclui-se, extensas áreas do Pará, de Mato Grosso, de Rondônia,
portanto, que as florestas exercem importante papel e há indícios de que a diversidade e o número de indiví-
no controle duos existentes podem não ser suficientes para garantir
a sobrevivência da espécie a longo prazo. A diversidade é
a) das chuvas ácidas, que decorrem da liberação, na at- um elemento fundamental na sobrevivência de qualquer
mosfera, do dióxido de carbono resultante dos des- ser vivo. Sem ela, perde-se a capacidade de adaptação ao
matamentos por queimadas. ambiente, que muda tanto por interferência humana como
b) das inversões térmicas, causadas pelo acúmulo de por causas naturais.
dióxido de carbono resultante da não dispersão dos Internet: <www.greenpeace.org.br> (com adaptações).
poluentes para as regiões mais altas da atmosfera. Com relação ao problema descrito no texto, é correto afir-
c) da destruição da camada de ozônio, causada pela li- mar que
beração, na atmosfera, do dióxido de carbono contido
a) a baixa adaptação do mogno ao ambiente amazônico
nos gases do grupo dos clorofluorcarbonos.
é causa da extinção dessa madeira.
d) do efeito estufa provocado pelo acúmulo de carbono b) a extração predatória do mogno pode reduzir o núme-
na atmosfera, resultante da queima de combustíveis ro de indivíduos dessa espécie e prejudicar sua diver-
fósseis, como carvão mineral e petróleo. sidade genética.
e) da eutrofização das águas, decorrente da dissolução, c) as causas naturais decorrentes das mudanças climáti-
nos rios, do excesso de dióxido de carbono presente cas globais contribuem mais para a extinção do mog-
na atmosfera. no que a interferência humana.

179

49
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

d) a redução do número de árvores de mogno ocorre na d) introduziu uma espécie exógena na bacia Paraná-Pa-
mesma medida em que aumenta a diversidade bioló- raguai, que se disseminou até ser controlada por seus
gica dessa madeira na região amazônica. predadores naturais.
e) o desinteresse do mercado madeireiro internacional e) motivou a utilização de um agente químico na água
pelo mogno contribuiu para a redução da exploração como uma das estratégias para diminuir a reprodução
predatória dessa espécie. do mexilhão dourado.

Questão 152 2007 Questão 154 2009


Devido ao aquecimento global e à consequente diminui- A economia moderna depende da disponibilidade de muita
ção da cobertura de gelo no Ártico, aumenta a distân- energia em diferentes formas, para funcionar e crescer.
cia que os ursos-polares precisam nadar para encontrar No Brasil, o consumo total de energia pelas indústrias
alimentos. Apesar de exímios nadadores, eles acabam cresceu mais de quatro vezes no período entre 1970 e
morrendo afogados devido ao cansaço. 2005. Enquanto os investimentos em energias limpas e
A situação descrita anteriormente renováveis, como solar e eólica, ainda são incipientes, ao
se avaliar a possibilidade de instalação de usinas geradoras
a) enfoca o problema da interrupção da cadeia alimentar, de energia elétrica, diversos fatores devem ser levados
o qual decorre das variações climáticas.
em consideração, tais como os impactos causados ao
b) alerta para prejuízos que o aquecimento global pode ambiente e às populações locais.
acarretar à biodiversidade no Ártico.
Ricardo, B.; Campanili, M. Almanaque Brasil Socioambiental.
c) ressalta que o aumento da temperatura decorrente São Paulo: Instituto Socioambiental, 2007 (adaptado).
de mudanças climáticas permite o surgimento de no-
vas espécies. Em uma situação hipotética, optou-se por construir uma
d) mostra a importância das características das zonas usina hidrelétrica em região que abrange diversas que-
frias para a manutenção de outros biomas na Terra. das-d’água em rios cercados por mata, alegando-se que
causaria impacto ambiental muito menor que uma usina
e) evidencia a autonomia dos seres vivos em relação ao
termelétrica. Entre os possíveis impactos da instalação
habitat, visto que eles se adaptam rapidamente às
de uma usina hidrelétrica nessa região, inclui-se
mudanças nas condições climáticas.
a) a poluição da água por metais da usina.
Questão 153 2008 b) a destruição do habitat de animais terrestres.
c) o aumento expressivo na liberação de CO2 para
Usada para dar estabilidade aos navios, a água de lastro a atmosfera.
acarreta grave problema ambiental: ela introduz indevida-
mente, no país, espécies indesejáveis do ponto de vista d) o consumo não renovável de toda água que passa pe-
ecológico e sanitário, a exemplo do mexilhão dourado, las turbinas.
molusco originário da China. Trazido para o Brasil pelos e) o aprofundamento no leito do rio, com a menor depo-
navios mercantes, o mexilhão dourado foi encontrado sição de resíduos no trecho de rio anterior à represa.
na bacia Paraná-Paraguai em 1991. A disseminação des-
se molusco e a ausência de predadores para conter o
crescimento da população de moluscos causaram vários Questão 155 2009
problemas, como o que ocorreu na hidrelétrica de Itaipu,
onde o mexilhão alterou a rotina de manutenção das Cerca de 1% do lixo urbano é constituído por resíduos
turbinas, acarretando prejuízo de US$ 1 milhão por dia, sólidos contendo elementos tóxicos. Entre esses elemen-
devido à paralisação do sistema. Uma das estratégias tos estão metais pesados como o cádmio, o chumbo e
utilizadas para diminuir o problema é acrescentar gás o mercúrio, componentes de pilhas e baterias, que são
cloro à água, o que reduz em cerca de 50% a taxa de perigosos à saúde humana e ao meio ambiente. Quando
reprodução da espécie. descartadas em lixos comuns, pilhas e baterias vão para
aterros sanitários ou lixões a céu aberto, e o vazamento
GTÁGUAS, MPF, 4a CCR, ano 1, no 2, maio/2007
(com adaptações). de seus componentes contamina o solo, os rios e o lençol
freático, atingindo a flora e a fauna. Por serem bioacumu-
De acordo com as informações anteriores, o despejo da
lativos e não biodegradáveis, esses metais chegam de
água de lastro
forma acumulada aos seres humanos, por meio da cadeia
a) é ambientalmente benéfico por contribuir para a sele- alimentar. A legislação vigente (Resolução CONAMA no
ção natural das espécies e, consequentemente, para 257/1999) regulamenta o destino de pilhas e baterias após
a evolução delas. seu esgotamento energético e determina aos fabricantes
b) trouxe da China um molusco, que passou a compor a e/ou importadores a quantidade máxima permitida desses
flora aquática nativa do lago da hidrelétrica de Itaipu. metais em cada tipo de pilha/bateria, porém o problema
c) causou, na usina de Itaipu, por meio do microrganis- ainda persiste.
mo invasor, uma redução do suprimento de água para Disponível em: http://www.mma.gov.br.
as turbinas. Acesso em: 11 jul. 2009 (adaptado).

180

50
Biologia
BIOLOGIA

Uma medida que poderia contribuir para acabar definitiva- Questão 157 2010
mente com o problema da poluição ambiental por metais
pesados relatado no texto seria As cidades industrializadas produzem grandes proporções
de gases como o CO2, o principal gás causador do efeito
a) deixar de consumir aparelhos elétricos que utilizem estufa. Isso ocorre por causa da quantidade de combus-
pilha ou bateria como fonte de energia.
tíveis fósseis queimados, principalmente no transporte,
b) usar apenas pilhas ou baterias recarregáveis e de vida mas também em caldeiras industriais. Além disso, nessas
útil longa e evitar ingerir alimentos contaminados, es- cidades concentram-se as maiores áreas com solos asfal-
pecialmente peixes. tados e concretados, o que aumenta a retenção de calor,
c) devolver pilhas e baterias, após o esgotamento da formando o que se conhece por “ilhas de calor”. Tal fenô-
energia armazenada, à rede de assistência técnica meno ocorre porque esses materiais absorvem o calor e o
especializada para repasse a fabricantes e/ou impor- devolvem para o ar sob a forma de radiação térmica.
tadores. Em áreas urbanas, devido à atuação conjunta do efeito
d) criar nas cidades, especialmente naquelas com mais estufa e das “ilhas de calor”, espera-se que o consumo
de 100 mil habitantes, pontos estratégicos de coleta de energia elétrica
de baterias e pilhas, para posterior repasse a fabrican-
tes e/ou importadores. a) diminua devido à utilização de caldeiras por indústrias
metalúrgicas.
e) exigir que fabricantes invistam em pesquisa para a
substituição desses metais tóxicos por substâncias b) aumente devido ao bloqueio da luz do sol pelos gases
menos nocivas ao homem e ao ambiente, e que não do efeito estufa.
sejam bioacumulativas. c) diminua devido à não necessidade de aquecer a água
utilizada em indústrias.
Questão 156 2009 d) aumente devido à necessidade de maior refrigeração
de indústrias e residências.
O cultivo de camarões de água salgada vem se desen- e) diminua devido à grande quantidade de radiação tér-
volvendo muito nos últimos anos na região Nordeste do mica reutilizada.
Brasil e, em algumas localidades, passou a ser a principal
atividade econômica. Uma das grandes preocupações dos
impactos negativos dessa atividade está relacionada à Questão 158 2010
descarga, sem nenhum tipo de tratamento, dos efluen-
No ano de 2000, um vazamento em dutos de óleo na
tes dos viveiros diretamente no ambiente marinho, em
baía de Guanabara (RJ) causou um dos maiores acidentes
estuários ou em manguezais. Esses efluentes possuem
ambientais do Brasil. Além de afetar a fauna e a flora, o
matéria orgânica particulada e dissolvida, amônia, nitrito,
acidente abalou o equilíbrio da cadeia alimentar de toda a
nitrato, fosfatos, partículas de sólidos em suspensão e
baía. O petróleo forma uma película na superfície da água,
outras substâncias que podem ser consideradas conta-
o que prejudica as trocas gasosas da atmosfera com a água
minantes potenciais.
e desfavorece a realização de fotossíntese pelas algas, que
CASTRO, C. B.; ARAGÃO, J. S.; COSTA-LOTUFO, L. V.
estão na base da cadeia alimentar hídrica. Além disso, o
Monitoramento da toxicidade de efluentes de uma fazenda
derramamento de óleo contribuiu para o envenenamento
de cultivo de camarão marinho. Anais do IX Congresso
Brasileiro de Ecotoxicologia, 2006 (adaptado). das árvores e, consequentemente, para a intoxicação da
fauna e flora aquáticas, bem como conduziu à morte di-
Suponha que tenha sido construída uma fazenda de car-
versas espécies de animais, entre outras formas de vida,
cinicultura próximo a um manguezal. Entre as perturba-
afetando também a atividade pesqueira.
ções ambientais causadas pela fazenda, espera-se que
LAUBIER, L. Diversidade da Maré Negra. In: Scientific
a) a atividade microbiana se torne responsável pela re- American Brasil. 4(39), ago. 2005 (adaptado).
ciclagem do fósforo orgânico excedente no ambiente A situação exposta no texto e suas implicações
marinho.
b) a relativa instabilidade das condições marinhas torne a) indicam a independência da espécie humana com re-
as alterações de fatores físico-químicos pouco críticas lação ao ambiente marinho.
à vida no mar. b) alertam para a necessidade do controle da poluição
c) a amônia excedente seja convertida em nitrito, por ambiental para redução do efeito estufa.
meio do processo de nitrificação, e em nitrato, forma- c) ilustram a interdependência das diversas formas de
do como produto intermediário desse processo. vida (animal, vegetal e outras) e o seu habitat.
d) os efluentes promovam o crescimento excessivo de d) indicam a alta resistência do meio ambiente à ação
plantas aquáticas devido à alta diversidade de espé- do homem, além de evidenciar a sua sustentabilidade
cies vegetais permanentes no manguezal. mesmo em condições extremas de poluição.
e) o impedimento da penetração da luz pelas partículas e) evidenciam a grande capacidade animal de se adaptar
em suspensão venha a comprometer a produtividade às mudanças ambientais, em contraste com a baixa
primária do ambiente marinho, que resulta da ativida- capacidade das espécies vegetais, que estão na base
de metabólica do fitoplâncton. da cadeia alimentar hídrica.

181

51
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

Sem controle, esses animais podem invadir rios e lagos


Nesta questão foram trabalhadas: naturais, se reproduzir e

Competência de área 3 – Associar intervenções que resultam a) originar uma nova espécie poliploide.
em degradação ou conservação ambiental a processos produti- b) substituir geneticamente a espécie natural.
vos e sociais e a instrumentos ou ações científico-tecnológicos.
c) ocupar o primeiro nível trófico no habitat aquático.
Habilidade 12 – Avaliar impactos em ambientes naturais de-
correntes de atividades sociais ou econômicas, considerando d) impedir a interação biológica entre as espécies parentais.
interesses contraditórios. e) produzir descendentes com o código genético modificado.

Questão 161 2013


Questão 159 2011
Apesar de belos e impressionantes, corais exóticos encon-
trados na Ilha Grande podem ser uma ameaça ao equilíbrio
dos ecossistemas do litoral do Rio de Janeiro. Originários
do Oceano Pacífico, esses organismos foram trazidos por
plataformas de petróleo e outras embarcações, provavel-
mente na década de 1980, e disputam com as espécies
nativas elementos primordiais para a sobrevivência, como
espaço e alimento. Organismos invasores são a segunda
maior causa de perda de biodiversidade, superados somen-
te pela destruição direta de hábitats pela ação do homem.
As populações de espécies invasoras crescem indefinida-
mente e ocupam o espaço de organismos nativos.
LEVY, I. Disponível em: http://cienciahoje.uol.com.br.
Acesso em: 5 dez. 2011 (adaptado).
As populações de espécies invasoras crescem bastante
por terem a vantagem de
a) não apresentarem genes deletérios no seu pool gênico.
b) não possuírem parasitas e predadores naturais pre-
sentes no ambiente exótico.
De acordo com o relatório “A grande sombra da pecuá- c) apresentarem características genéticas para se adapta-
ria” (Livestock’s Long Shadow), feito pela Organização rem a qualquer clima ou condição ambiental.
das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação, d) apresentarem capacidade de consumir toda a variedade
o gado é responsável por cerca de 18% do aquecimen- de alimentos disponibilizados no ambiente exótico.
to global, uma contribuição maior que a do setor de e) apresentarem características fisiológicas que lhes
transportes. conferem maior tamanho corporal que o das espécies
Disponível em: www.conpet.gov.br. Acesso em: 22 jun. 2010. nativas.
A criação de gado em larga escala contribui para o aque-
cimento global por meio da emissão de
SUSTENTABILIDADE
a) metano durante o processo de digestão.
b) óxido nitroso durante o processo de ruminação. Questão 162 2001
c) clorofluorcarbono durante o transporte de carne.
Várias estratégias estão sendo consideradas para a recu-
d) óxido nitroso durante o processo respiratório. peração da diversidade biológica de um ambiente degra-
e) dióxido de enxofre durante o consumo de pastagens. dado, dentre elas, a criação de vertebrados em cativeiro.
Com esse objetivo, a iniciativa mais adequada, dentre as
alternativas abaixo, seria criar
Questão 160 2012
a) machos de umas espécies e fêmeas de outras, para
Não é de hoje que o homem cria, artificialmente, va- possibilitar o acasalamento entre elas e o surgimento
riedades de peixes por meio da hibridação. Esta é uma de novas espécies.
técnica muito usada pelos cientistas e pelos pisciculto- b) muitos indivíduos da espécie mais representativa,
res porque os híbridos resultantes, em geral, apresen- de forma a manter a identidade e a diversidade do
tam maior valor comercial do que a média de ambas as ecossistema.
espécies parentais, além de reduzir a sobrepesca no c) muitos indivíduos de uma única espécie, para ga-
ambiente natural. rantir uma população geneticamente heterogênea e
Terra da Gente, ano 4, n. 47, mar. 2008 (adaptado). mais resistente.

182

52
Biologia
BIOLOGIA

d) um número suficiente de indivíduos, do maior núme- (mercaptanas) que se formam durante a remoção da lig-
ro de espécies, que garanta a diversidade genética de nina da principal matéria-prima para a obtenção industrial
cada uma delas. das fibras celulósicas que formam o papel: a madeira. E
e) vários indivíduos de poucas espécies, de modo a nos estágios de branqueamento que se encontra um dos
garantir, para cada espécie, uma população genetica- principais problemas ambientais causados pelas indústrias
mente homogênea. de celulose. Reagentes como cloro e hipoclorito de sódio
reagem com a lignina residual, levando à formação de
compostos organoclorados. Esses compostos, presentes
Questão 163 2004
na água industrial, despejada em grande quantidade nos
Programas de reintrodução de animais consistem em sol- rios pelas indústrias de papel, não são biodegradáveis e
tar indivíduos, criados em cativeiro, em ambientes onde acumulam-se nos tecidos vegetais e animais, podendo
sua espécie se encontra ameaçada ou extinta. levar a alterações genéticas.
O mico-leão-dourado da Mata Atlântica faz parte de um Celênia P. Santos et al. Papel: como se fabrica? In: Química
desses programas. Como faltam aos micos criados em nova na escola, no 14, nov./2001, p. 3-7 (com adaptações).
cativeiro habilidades para sobreviver em seu habitat, são Para se diminuírem os problemas ambientais decorren-
formados grupos sociais desses micos com outros cap- tes da fabricação do papel, é recomendável
turados na natureza, antes de soltá-los coletivamente. O a) a criação de legislação mais branda, a fim de favorecer
gráfico mostra o número total de animais, em uma certa a fabricação de papel biodegradável.
região, a cada ano, ao longo de um programa de reintro-
b) a diminuição das áreas de reflorestamento, com o in-
dução desse tipo. tuito de reduzir o volume de madeira utilizado na ob-
tenção de fibras celulósicas.
200
Nascidos na natureza c) a distribuição de equipamentos de desodorização a
180
população que vive nas adjacências de indústrias de
160 produção de papel.
Número total de animais

Nascidos em cativeiro
140 d) o tratamento da água industrial, antes de retorná-la
120 aos cursos d’água, com o objetivo de promover a de-
100 gradação dos compostos orgânicos solúveis.
80 e) o recolhimento, por parte das famílias que habitam as
60
regiões circunvizinhas, dos resíduos sólidos gerados
pela indústria de papel, em um processo de coleta
40
seletiva de lixo.
20

Ano
Questão 165 2006
1985 1987 1989 1991 1993 1995
A montanha pulverizada
(Primack e Rodrigues, Biologia da Conservação)
A análise do gráfico permite concluir que o sucesso do Esta manhã acordo e
programa deveu-se não a encontro.
Britada em bilhões de lascas
a) à adaptação dos animais nascidos em cativeiro ao am-
biente natural, mostrada pelo aumento do número de deslizando em correia transportadora
nascidos na natureza. entupindo 150 vagões
b) ao aumento da população total, resultante da reintro- no trem-monstro de 5 locomotivas
dução de um número cada vez maior de animais. — trem maior do mundo, tomem nota —
c) à eliminação dos animais nascidos em cativeiro pelos foge minha serra, vai
nascidos na natureza, que são mais fortes e selvagens. deixando no meu corpo a paisagem
d) ao pequeno número de animais reintroduzidos, que mísero pó de ferro, e este não passa.
se mantiveram isolados da população de nascidos na Carlos Drummond de Andrade. Antologia poética.
natureza. Rio de Janeiro: Record, 2000.
e) à grande sobrevivência dos animais reintroduzidos, que A situação poeticamente descrita anteriormente sinaliza,
compensou a mortalidade dos nascidos na natureza. do ponto de vista ambiental, para a necessidade de
I. manter-se rigoroso controle sobre os processos de
Questão 164 2006 instalação de novas mineradoras.
II. criarem-se estratégias para reduzir o impacto am-
À produção industrial de celulose e de papel estão asso- biental no ambiente degradado.
ciados alguns problemas ambientais. Um exemplo são os III. reaproveitarem-se materiais, reduzindo-se a neces-
odores característicos dos compostos voláteis de enxofre sidade de extração de minérios.

183

53
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

É correto o que se afirma c) a produção de lixo é inversamente proporcional ao ní-


a) apenas em I. d) apenas em II e III. vel de desenvolvimento econômico das sociedades.
b) apenas em II. e) em I, II e III. d) o desenvolvimento sustentável requer controle e mo-
c) apenas em I e II. nitoramento dos efeitos do lixo sobre espécies exis-
tentes em cursos d’água, solo e vegetação.
e) o desenvolvimento tecnológico tem elevado a criação
Questão 166 2006
de produtos descartáveis, o que evita a geração de
Quando um macho do besouro-da-cana localiza uma plan- lixo e resíduos químicos.
tação de cana-de-açúcar, ele libera uma substância para
que outros besouros também localizem essa plantação, Questão 168 2009
o que causa sérios prejuízos ao agricultor.
A substância liberada pelo besouro foi sintetizada em la- A atmosfera terrestre é composta pelos gases nitrogênio
boratório por um químico brasileiro. Com essa substância (N2) e oxigênio (O2), que somam cerca de 99%, e por gases
sintética, o agricultor pode fazer o feitiço virar contra o traços, entre eles o gás carbônico (CO2), vapor de água
feiticeiro: usar a substância como isca e atrair os besouros (H2O), metano (CH4), ozônio (O3) e o óxido nitroso (N2O),
para longe das plantações de cana. que compõem o restante 1% do ar que respiramos. Os
Folha Ciência. In: Folha de S. Paulo, 25/5/2004 (com adaptações). gases traços, por serem constituídos por pelo menos três
átomos, conseguem absorver o calor irradiado pela Terra,
Assinale a opção que apresenta corretamente tanto a fi-
aquecendo o planeta. Esse fenômeno, que acontece há
nalidade quanto a vantagem ambiental da utilização da
bilhões de anos, é chamado de efeito estufa. A partir da
substância sintética mencionada.
Revolução Industrial (século XIX), a concentração de gases
Finalidade Vantagem ambiental traços na atmosfera, em particular o CO2, tem aumentado
Reduzir as espécies que se significativamente, o que resultou no aumento da tempe-
a) Eliminar os besouros ratura em escala global. Mais recentemente, outro fator
alimentam de cana-de-açúcar
tornou-se diretamente envolvido no aumento da concen-
Afastar os predadores Reduzir a necessidade
b) tração de CO2 na atmosfera: o desmatamento.
da plantação de uso de agrotóxicos
Exterminar os Eliminar o uso de BROWN, I. F.; ALECHANDRE, A. S. Conceitos básicos
c) sobre clima, carbono, florestas e comunidades.
besouros agrotóxicos
A. G. Moreira & S. Schwartzman. As mudanças climáticas
Evitar a incidência de globais e os ecossistemas brasileiros. Brasília: Instituto de
d) Dispersar os besouros
novas pragas Pesquisa Ambiental da Amazônia, 2000 (adaptado).
Afastar os predadores Aumentar a resistência Considerando o texto, uma alternativa viável para comba-
e)
da plantação dos canaviais ter o efeito estufa é
a) reduzir o calor irradiado pela Terra mediante a substi-
Questão 167 2007 tuição da produção primária pela industrialização refri-
gerada.
Quanto mais desenvolvida é uma nação, mais lixo cada um de b) promover a queima da biomassa vegetal, responsável
seus habitantes produz. Além de o progresso elevar o volume pelo aumento do efeito estufa devido à produção de
de lixo, ele também modifica a qualidade do material despeja- CH4.
do. Quando a sociedade progride, ela troca a televisão, o com- c) reduzir o desmatamento, mantendo-se, assim, o po-
putador, compra mais brinquedos e aparelhos eletrônicos. tencial da vegetação em absorver o CO2 da atmosfera.
Calcula-se que 700 milhões de aparelhos celulares já foram
d) aumentar a concentração atmosférica de H2O, molé-
jogados fora em todo o mundo. O novo lixo contém mais
cula capaz de absorver grande quantidade de calor.
mercúrio, chumbo, alumínio e bário. Abandonado nos lixões,
esse material se deteriora e vaza. As substâncias liberadas e) remover moléculas orgânicas polares da atmosfera,
infiltram-se no solo e podem chegar aos lençóis freáticos ou diminuindo a capacidade delas de reter calor.
a rios próximos, espalhando-se pela água.
Anuário Gestão Ambiental 2007, p. 47-8 (com adaptações). Questão 169 2009
A respeito da produção de lixo e de sua relação com o A abertura e a pavimentação de rodovias em zonas rurais
ambiente, é correto afirmar que e regiões afastadas dos centros urbanos, por um lado,
a) as substâncias químicas encontradas no lixo levam, possibilita melhor acesso e maior integração entre as co-
frequentemente, ao aumento da diversidade de espé- munidades, contribuindo com o desenvolvimento social e
cies e, portanto, ao aumento da produtividade agríco- urbano de populações isoladas. Por outro lado, a constru-
la do solo. ção de rodovias pode trazer impactos indesejáveis ao meio
b) o tipo e a quantidade de lixo produzido pela socieda- ambiente, visto que a abertura de estradas pode resultar na
de independem de políticas de educação que propo- fragmentação de habitats, comprometendo o fluxo gênico
nham mudanças no padrão de consumo. e as interações entre espécies silvestres, além de prejudi-

184

54
Biologia
BIOLOGIA

car o fluxo natural de rios e riachos, possibilitar o ingresso c) a falta de água no composto vai impedir que microrga-
de espécies exóticas em ambientes naturais e aumentar nismos decomponham a matéria orgânica.
a pressão antrópica sobre os ecossistemas nativos. d) a falta de água no composto iria elevar a temperatura
da mistura, o que resultaria na perda de nutrientes
BARBOSA, N. P. U.; FERNANDES, G. W. A destruição do jardim.
essenciais.
Scientific American Brasil. Ano 7, número 80, dez. 2008
e) apenas microrganismos que independem de oxigênio
(adaptado).
poderiam agir sobre a matéria orgânica e transformá-la
Nesse contexto, para conciliar os interesses aparente- em adubo.
mente contraditórios entre o progresso social e urbano e
a conservação do meio ambiente, seria razoável
Questão 171 2010
a) impedir a abertura e a pavimentação de rodovias em
áreas rurais e em regiões preservadas, pois a quali- O despejo de dejetos de esgotos domésticos e indus-
dade de vida e as tecnologias encontradas nos cen- triais vem causando sérios problemas aos rios brasileiros.
tros urbanos são prescindíveis às populações rurais. Esses poluentes são ricos em substâncias que contri-
b) impedir a abertura e a pavimentação de rodovias em buem para a eutrofização de ecossistemas, que é um en-
áreas rurais e em regiões preservadas, promovendo a riquecimento da água por nutrientes, o que provoca um
migração das populações rurais para os centros urba- grande crescimento bacteriano e, por fim, pode promover
nos, onde a qualidade de vida é melhor. escassez de oxigênio.
c) permitir a abertura e a pavimentação de rodovias ape-
nas em áreas rurais produtivas, haja vista que nas de- Uma maneira de evitar a diminuição da concentração de
mais áreas o retorno financeiro necessário para pro- oxigênio no ambiente é:
duzir uma melhoria na qualidade de vida da região não a) Aquecer as águas dos rios para aumentar a veloci-
é garantido. dade de decomposição dos dejetos.
d) permitir a abertura e a pavimentação de rodovias, des- b) Retirar do esgoto os materiais ricos em nutrientes
de que comprovada a sua real necessidade e após a para diminuir a sua concentração nos rios.
realização de estudos que demonstrem ser possível c) Adicionar bactérias anaeróbicas às águas dos rios
contornar ou compensar seus impactos ambientais. para que elas sobrevivam mesmo sem o oxigênio.
e) permitir a abertura e a pavimentação de rodovias, haja d) Substituir produtos não degradáveis por biodegradáveis
vista que os impactos ao meio ambiente são temporá- para que as bactérias possam utilizar os nutrientes.
rios e podem ser facilmente revertidos com as tecnolo- e) Aumentar a solubilidade dos dejetos no esgoto para
gias existentes para recuperação de áreas degradadas. que os nutrientes fiquem mais acessíveis às bactérias.

Questão 170 2009 Questão 172 2010


O lixo orgânico de casa – constituído de restos de verduras,
frutas, legumes, cascas de ovo, aparas de grama, entre 2 A água aquecida
gera vapor, que pode
outros –, se for depositado nos lixões, pode contribuir ser empregado para
impulsionar turbinas e

para o aparecimento de animais e de odores indesejáveis. gerar energia elétrica.

Entretanto, sua reciclagem gera um excelente adubo orgâ- A água subterrânea


escapa por quebras
nico, que pode ser usado no cultivo de hortaliças, frutíferas da superfície terrestre,
formando piscinas termais
e plantas ornamentais. A produção do adubo ou composto e gêiseres, a partir dos
quais pode ser canalizada
e usada em residências.
orgânico se dá por meio da compostagem, um processo
simples que requer alguns cuidados especiais. O mate-
rial que é acumulado diariamente em recipientes próprios
deve ser revirado com auxílio de ferramentas adequadas,
semanalmente, de forma a homogeneizá-lo. É preciso tam- ROCHA

bém umedecê-lo periodicamente. O material de restos de PERMEÁVEL


Nas regiões onde as placas tectônicas
se encontram, como na Islândia,
Ao escavar um quilômetro em direção
capina pode ser intercalado entre uma camada e outra de 1 ao centro da Terra, a temperatura pode
chegar até a 250 °C.
o magma está mais próximo da
superfície.
lixo da cozinha. Por meio desse método, o adubo orgânico
MAGMA
estará pronto em aproximadamente dois a três meses.
Como usar o lixo orgânico em casa? ZIEGLER, M.F. Energia Sustentável. Revista IstoÉ.
Ciência Hoje, v. 42, jun. 2008 (adaptado). 28 abr. 2010.
Suponha que uma pessoa, desejosa de fazer seu próprio A fonte de energia representada na figura, considerada
adubo orgânico, tenha seguido o procedimento descrito uma das mais limpas e sustentáveis do mundo, é extraída
no texto, exceto no que se refere ao umedecimento pe- do calor gerado
riódico do composto. Nessa situação, a) pela circulação do magma no subsolo.
a) o processo de compostagem iria produzir intenso b) pelas erupções constantes dos vulcões.
mau cheiro. c) pelo sol que aquece as águas com radiação ultravioleta.
b) o adubo formado seria pobre em matéria orgânica que d) pela queima do carvão e combustíveis fósseis.
não foi transformada em composto. e) pelos detritos e cinzas vulcânicas.

185

55
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

poradas ao solo, o que gera economia na aquisição


Nesta questão foram trabalhadas: de adubo.
e) a soja, o amendoim e o feijão, além de possibilitarem
Competência de área 6 – Apropriar-se de conhecimentos da
a incorporação ao solo de determinadas moléculas
física para, em situações-problema, interpretar, avaliar ou pla-
nejar intervenções científico-tecnológicas. disponíveis na atmosfera, são grãos comercializados
no mercado produtivo.
Habilidade 23 – Avaliar possibilidades de geração, uso ou
transformação de energia em ambientes específicos, conside-
rando implicações éticas, ambientais, sociais e/ou econômicas. Questão 175 2011
Segundo dados do Balanço Energético Nacional de 2008,
Questão 173 2010 do Ministério das Minas e Energia, a matriz energética
brasileira é composta por hidrelétrica (80%), termelétrica
Deseja-se instalar uma estação de geração de energia (19,9%) e eólica (0,1%). Nas termelétricas, esse percen-
elétrica em um município localizado no interior de um pe- tual é dividido conforme o combustível usado, sendo: gás
queno vale cercado de altas montanhas de difícil acesso. natural (6,6%), biomassa (5,3%), derivados de petróleo
A cidade é cruzada por um rio, que é fonte de água para (3,3%), energia nuclear (3,1%) e carvão mineral (1,6%).
consumo, irrigação das lavouras de subsistência e pesca. Com a geração de eletricidade da biomassa, pode-se consi-
Na região, que possui pequena extensão territorial, a inci- derar que ocorre uma compensação do carbono liberado na
dência solar é alta o ano todo. A estação em questão irá queima do material vegetal pela absorção desse elemento
abastecer apenas o município apresentado. no crescimento das plantas. Entretanto, estudos indicam
Qual forma de obtenção de energia, entre as apresenta- que as emissões de metano (CH4) das hidrelétricas podem
das, é a mais indicada para ser implantada nesse municí- ser comparáveis às emissões de CO2 das termelétricas.
pio de modo a causar o menor impacto ambiental? MORET, A. S.; FERREIRA, I. A. As hidrelétricas do Rio Madeira
e os impactos socioambientais da eletrificação no Brasil.
a) Termelétrica, pois é possível utilizar a água do rio no
Revista Ciência Hoje. V. 45, no 265, 2009 (adaptado).
sistema de refrigeração.
b) Eólica, pois a geografia do local é própria para a capta- No Brasil, em termos do impacto das fontes de energia no
ção desse tipo de energia. crescimento do efeito estufa, quanto à emissão de gases,
c) Nuclear, pois o modo de resfriamento de seus siste- as hidrelétricas seriam consideradas como uma fonte
mas não afetaria a população. a) limpa de energia, contribuindo para minimizar os efei-
d) Fotovoltaica, pois é possível aproveitar a energia solar tos deste fenômeno.
que chega à superfície do local. b) eficaz de energia, tomando-se o percentual de oferta
e) Hidrelétrica, pois o rio que corta o município é sufi- e os benefícios verificados.
ciente para abastecer a usina construída. c) limpa de energia, não afetando ou alterando os níveis
dos gases do efeito estufa.
Questão 174 2010 d) poluidora, colaborando com níveis altos de gases de
efeito estufa em função de seu potencial de oferta.
De 15% a 20% da área de um canavial precisa ser re- e) alternativa, tomando-se por referência a grande emissão
novada anualmente. Entre o período de corte e o de de gases de efeito estufa das demais fontes geradoras.
plantação de novas canas, os produtores estão optando
por plantar leguminosas, pois elas fixam nitrogênio no
Questão 176 2011
solo, um adubo natural para a cana. Essa opção de
rotação é agronomicamente favorável, de forma que Um dos processos usados no tratamento do lixo é a in-
municípios canavieiros são hoje grandes produtores de cineração, que apresenta vantagens e desvantagens.
soja, amendoim e feijão. Em São Paulo, por exemplo, o lixo é queimado a altas
As encruzilhadas da fome. Planeta. São Paulo, ano 36, temperaturas e parte da energia liberada é transformada
no 430, jul. 2008 (adaptado). em energia elétrica. No entanto, a incineração provoca a
A rotação de culturas citada no texto pode beneficiar eco- emissão de poluentes na atmosfera.
nomicamente os produtores de cana porque Uma forma de minimizar a desvantagem da incineração,
a) a decomposição da cobertura morta dessas culturas destacada no texto, é
resulta em economia na aquisição de adubos indus- a) aumentar o volume do lixo incinerado para aumentar
trializados. a produção de energia elétrica.
b) o plantio de cana-de-açúcar propicia um solo mais b) fomentar o uso de filtros nas chaminés dos incinera-
adequado para o cultivo posterior da soja, do amen- dores para diminuir a poluição do ar.
doim e do feijão. c) aumentar o volume do lixo para baratear os custos
c) as leguminosas absorvem do solo elementos quími- operacionais relacionados ao processo.
cos diferentes dos absorvidos pela cana, restabele- d) fomentar a coleta seletiva de lixo nas cidades para au-
cendo o equilíbrio do solo. mentar o volume de lixo incinerado.
d) a queima dos restos vegetais do cultivo da cana- e) diminuir a temperatura de incineração do lixo para pro-
-de-açúcar transforma-se em cinzas, sendo reincor- duzir maior quantidade de energia elétrica.

186

56
Biologia
BIOLOGIA

Questão 177 2012


SAÚDE
Pesticidas são contaminantes ambientais altamente tóxi-
cos aos seres vivos e, geralmente, com grande persistên- Questão 180 1998
cia ambiental. A busca por novas formas de eliminação Um dos índices de qualidade do ar diz respeito à concen-
dos pesticidas tem aumentado nos últimos anos, uma tração de monóxido de carbono (CO), pois esse gás pode
vez que as técnicas atuais são economicamente dispen-
causar vários danos à saúde. A tabela a seguir mostra a
diosas e paliativas. A biorremediação de pesticidas uti-
relação entre a qualidade do ar e a concentração de CO.
lizando microrganismos tem se mostrado uma técnica
muito promissora para essa finalidade, por apresentar Concentração de CO – ppm*
vantagens econômicas e ambientais. Qualidade do ar
Média de 8h
Para ser utilizado nesta técnica promissora, um microrga-
Inadequada 15 a 30
nismo deve ser capaz de
Péssima 30 a 40
a) transferir o contaminante do solo para a água.
Crítica Acima de 40
b) absorver o contaminante sem alterá-lo quimicamente.
c) apresentar alta taxa de mutação ao longo das gerações. *ppm (parte por milhão) = 1 micrograma de CO por grama de
d) estimular o sistema imunológico do homem contra o ar 10–6 g
contaminante. Para analisar os efeitos do CO sobre os seres humanos,
e) metabolizar o contaminante, liberando subprodutos dispõe-se dos seguintes dados:
menos tóxicos ou atóxicos.
Concentração de
Sintomas em seres humanos
CO (ppm)
Questão 178 2012
10 Nenhuma
Para diminuir o acúmulo de lixo e o desperdício de mate- 15 Diminuição da capacidade visual
riais de valor econômico e, assim, reduzir a exploração de
60 Dores de cabeça
recursos naturais, adotou-se, em escala internacional, a
política dos três erres: Redução, Reutilização e Reciclagem. 100 Tonturas, fraqueza muscular
Um exemplo de reciclagem é a utilização de 270 Inconsciência
a) garrafas de vidro retornáveis para cerveja ou refrigerante.
800 Morte
b) latas de alumínio como material para fabricação de lin-
gotes. Suponha que você tenha lido em um jornal que na cidade
c) sacos plásticos de supermercado como acondicionan- de São Paulo foi atingido um péssimo nível de qualidade do
tes de lixo caseiro. ar. Uma pessoa que estivesse nessa área poderia:
d) embalagens plásticas vazias e limpas para acondicio-
a) não apresentar nenhum sintoma.
nar outros alimentos.
e) garrafas PET recortadas em tiras para fabricação de b) ter sua capacidade visual alterada.
cerdas de vassouras. c) apresentar fraqueza muscular e tontura.
d) ficar inconsciente.
e) morrer.
Questão 179 2012
Questão 181 2006
Suponha que você seja um consultor e foi contratado
para assessorar a implantação de uma matriz energética
em um pequeno país com as seguintes características: Em 30 anos, a alimentação piorou muito

região plana, chuvosa e com ventos constantes, dispon- AUMENTO NO CONSUMO - POR FAMÍLIA
do de poucos recursos hídricos e sem reservatórios de biscoitos refrigerantes salsichas e
linguiças
refeições
prontas
combustíveis fósseis. 400% 400% 300% 80%
De acordo com as características desse país, a matriz
energética de menor impacto e risco ambientais é a ba-
seada na energia DIMINUIÇÃO NO CONSUMO - POR FAMÍLIA
a) dos biocombustíveis, pois tem menos impacto am- ovos peixes
feijão e
arroz
leguminosas
biental e maior disponibilidade. 84% 50% 30% 23%
b) solar, pelo seu baixo custo e pelas características do
feijão arroz
país favoráveis à sua implantação.
c) nuclear, por ter menos risco ambiental e ser adequada
Época, 8/5/2006 (com adaptações).
a locais com menor extensão territorial,
d) hidráulica, devido ao relevo, à extensão territorial do A partir desses dados, foram feitas as afirmações a seguir.
país e aos recursos naturais disponíveis. I. As famílias brasileiras, em 30 anos, aumentaram
e) eólica, pelas características do país e por não gerar muito o consumo de proteínas e grãos, que, por seu
gases do efeito estufa nem resíduos de operação. alto valor calórico, não são recomendáveis.

187

57
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

II. O aumento do consumo de alimentos muito calóri- A condição física apresentada pelo personagem da tirinha
cos deve ser considerado indicador de alerta para a é um fator de risco que pode desencadear doenças como
saúde, já que a obesidade pode reduzir a expectativa a) anemia. c) diabetes. e) fenilcetonúria.
de vida humana. b) beribéri. d) escorbuto.
III. Doenças cardiovasculares podem ser desencadea-
das pela obesidade decorrente das novas dietas
alimentares. EPIDEMIAS
É correto apenas o que se afirma em
a) I. b) II. c) III. d) I e II. e) II e III.
Questão 184 2013
Questão 182 2008 A contaminação pelo vírus da rubéola é especialmente
A figura a seguir apresenta dados percentuais que integram preocupante em grávidas, devido à síndrome da rubéola
os Indicadores Básicos para a Saúde, relativos às principais congênita (SRC), que pode levar ao risco de aborto e mal-
causas de mortalidade de pessoas do sexo masculino. formações congênitas. Devido a campanhas de vacinação
Mortalidade proporcional em relação às principais causas (%), específicas, nas últimas décadas houve uma grande dimi-
no sexo masculino, em faixas etárias selecionadas. Brasil, 2004.
60
nuição de casos de rubéola entre as mulheres, e, a partir
45
15 a 29 anos 30 a 59 anos 60 anos ou mais de 2008, as campanhas se intensificaram e têm dado maior
40
enfoque à vacinação de homens jovens.
35 BRASIL. Brasil livre da rubéola: campanha nacional de
30 vacinação para eliminação da rubéola. Brasília: Ministério
25
da Saúde, 2009 (adaptado).
20 Considerando a preocupação com a ocorrência da SRC,
15 as campanhas passaram a dar enfoque à vacinação dos
10 homens, porque eles
5 a) ficam mais expostos a esse vírus.
0
M1 M2 M3 M4 M5 M1 M6 M2 M7 M8 M8 M6 M9 M10 M11
b) transmitem o vírus a mulheres gestantes.
Fonte: Ministério da Saúde/SUS. c) passam a infecção diretamente para o feto.
Causas externas Doenças do aparelho
M1 agressões circulatório d) transferem imunidade às parceiras grávidas.
M2 acidentes de trânsito
M3 causas externas de
M6 doenças isquêmicas
do coração
e) são mais suscetíveis a esse vírus que as mulheres
intenção indeterminada M8 doenças cardiovasculares
M4 lesões autoprovocadas M9 outras doenças cardíacas
voluntariarmente
M5 afogamentos e submersões
acidentais
Doenças do aparelho digestivo
M7 doença do fígado PRINCIPAIS VIROSES
Doenças do aparelho respiratório
M10 doenças crônicas das vias
HUMANAS
aéreas inferiores
M11 pneumonia

Internet: <tabnet.datasus.gov.br> (com adaptações). Questão 185 2001


O limite de concentração de álcool etílico no sangue esta-
belecido para os motoristas revela que a nova legislação A partir do primeiro semestre de 2000, a ocorrência de
brasileira de trânsito é uma das mais rígidas do mundo. casos humanos de febre amarela silvestre extrapolou as
Apesar dos aspectos polêmicos, a “lei seca” pode mudar áreas endêmicas, com registro de casos em São Paulo e
substancialmente os indicadores de mortalidade, particu- na Bahia, onde os últimos casos tinham ocorrido em 1953
larmente no que se refere a e 1948. Para controlar a febre amarela silvestre e prevenir
a) gripe e pneumonia. o risco de uma reurbanização da doença, foram propostas
b) doenças do aparelho urinário. as seguintes ações:
c) acidentes vasculares cerebrais. I. Exterminar os animais que servem de reservatório
d) doenças sexualmente transmissíveis. do vírus causador da doença.
e) agressões e acidentes de trânsito. II. Combater a proliferação do mosquito transmissor.
III. Intensificar a vacinação nas áreas onde a febre ama-
Questão 183 2012 rela é endêmica e em suas regiões limítrofes.
É efetiva e possível de ser implementada uma estratégia
envolvendo
a) a ação II, apenas.
b) as ações I e II, apenas.
c) as ações I e III, apenas.
d) as ações II e III, apenas.
DAVIS. J. Garfield está de dieta. Porto Alegre: L&PM, 2006. e) as ações I, II e III.

188

58
Biologia
BIOLOGIA

Questão 186 2002 Com base nesses dados, analise as seguintes afirmações.
I. Ações educativas de prevenção da transmissão do
Uma nova preocupação atinge os profissionais que traba- vírus HIV poderão contribuir para a redução, em
lham na prevenção da AIDS no Brasil. Tem-se observado 2008, de mais de 20% dos novos casos de infecção
um aumento crescente, principalmente entre os jovens, entre os jovens, em relação ao ano de 2005.
de novos casos de AIDS, questionando-se, inclusive, se II. Ações educativas relativas à utilização de preservati-
a prevenção vem sendo ou não relaxada. Essa temática vos nas relações sexuais reduzirão em 25% ao ano
vem sendo abordada pela mídia: os novos casos de AIDS entre os jovens.
III. Sem o aumento de medidas de prevenção primária,
“Medicamentos já não fazem efeito em 20% dos
estima-se que, em 2010, o aumento de novos casos
infectados pelo vírus HIV
de infecção por HIV entre os jovens será, em relação
Análises revelam que um quinto das pessoas recém-infec- ao ano de 2005, 50% maior.
tadas não haviam sido submetidas a nenhum tratamento É correto apenas o que se afirma em
e, mesmo assim, não responderam às duas principais
a) I. b) II. c) III. d) I e II. e) II e III.
drogas anti-AIDS.
Dos pacientes estudados, 50% apresentavam o vírus
FB, uma combinação dos dois subtipos mais prevalentes Questão 188 2007
no país, F e B”. No mapa a seguir, descreve-se a disseminação do vírus
Adaptado do Jornal do Brasil, 02/10/2001. da gripe no Brasil, em 2007.
Dadas as afirmações anteriores, considerando o enfoque
da prevenção, e devido ao aumento de casos da doença O caminho do vírus
em adolescentes, afirma-se que Como o patógeno da gripe se espalha no Brasil

I. O sucesso inicial dos coquetéis anti-HIV talvez tenha


levado a população a se descuidar e não utilizar me- Norte
Nordeste
didas de proteção, pois se criou a ideia de que estes
remédios sempre funcionam. Centro-Oeste
II. Os vários tipos de vírus estão tão resistentes que Região Norte: pico em abril
não há nenhum tipo de tratamento eficaz e nem Região Nordeste: pico entre abril e maio
O tamanho dos
mesmo qualquer medida de prevenção adequada. círculos corresponde à Região Centro-Oeste: dados escassos
intensidade da epidemia
III. Os vírus estão cada vez mais resistentes e, para evitar no período de pico, Região Sudeste: pico entre junho e julho
em cada localidade. Sul
sua disseminação, os infectados também devem usar Região Sul: pico em julho

camisinhas e não apenas administrar coquetéis.


Está correto o que se afirma em Folha de S.Paulo, Caderno Ciência, 9/6/2007
a) I, apenas. d) II e III, apenas. (com adaptações).
b) II, apenas. e) I, II e III. No mapa, a unidade da escala de tempo que descreve o
c) I e III, apenas. movimento do vírus da gripe da região Norte para a região
Sul do Brasil é
Questão 187 2006 a) ano. d) minuto.
b) mês. e) segundo.
No primeiro semestre de 2006, o Movimento Global pela c) hora.
Criança, em parceria com o UNICEF, divulgou o relatório
Salvando vidas: o direito das crianças ao tratamento Questão 189 2011
de HIV e AIDS. Nesse relatório, conclui-se que o aumen-
to da prevenção primária ao vírus deverá reduzir o número Durante as estações chuvosas, aumentam no Brasil as
de novos casos de infecção entre jovens de 15 a 24 anos campanhas de prevenção à dengue, que têm como obje-
de idade, como mostra o gráfico a seguir. tivo a redução da proliferação do mosquito Aedes aegypti,
transmissor do vírus da dengue.
3.000 Que proposta preventiva poderia ser efetivada para dimi-
número de novas infecções

2.500 nuir a reprodução desse mosquito?


a) Colocação de telas nas portas e janelas, pois o mos-
2.000
(em milhares)

quito necessita de ambientes cobertos e fechados


1.500 para a sua reprodução.
b) Substituição das casas de barro por casas de alvena-
1.000
ria, haja vista que o mosquito se reproduz na parede
com maior prevenção
500 com a prevenção atual
das casas de barro.
c) Remoção dos recipientes que possam acumular
0
2005 2006 2007 2008 2009 2010 água, porque as larvas do mosquito se desenvol-
vem nesse meio.

189

59
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES

d) Higienização adequada de alimentos, visto que as A partir da leitura do texto, que discute as causas do apa-
larvas do mosquito se desenvolvem nesse tipo de recimento de cáries, e da sua relação com as informa-
substrato. ções do dicionário, conclui-se que a cárie dental resulta,
e) Colocação de filtros de água nas casas, visto que principalmente, de
a reprodução do mosquito acontece em águas a) falta de flúor e de cálcio na alimentação diária da po-
contaminadas. pulação brasileira.
b) consumo exagerado do xilitol, um açúcar, na dieta ali-
mentar diária do indivíduo.
PRINCIPAIS BACTERIOSES c) redução na proliferação bacteriana quando a saliva é
HUMANAS desbalanceada pela má alimentação.
d) uso exagerado do flúor, um agente que em alta quan-
tidade torna-se tóxico à formação dos dentes.
Questão 190 2004
e) consumo excessivo de açúcares na alimentação e má
O que têm em comum Noel Rosa, Castro Alves, Franz higienização bucal, que contribuem para a proliferação
Kafka, Álvares de Azevedo, José de Alencar e Frédéric de bactérias.
Chopin?
Todos eles morreram de tuberculose, doença que ao longo Questão 192 2012
dos séculos fez mais de 100 milhões de vítimas. Aparente-
mente controlada durante algumas décadas, a tuberculose Medidas de saneamento básico são fundamentais no proces-
voltou a matar. O principal obstáculo para seu controle é o so de promoção de saúde e qualidade de vida da população.
aumento do número de linhagens de bactérias resistentes Muitas vezes, a falta de saneamento está relacionada com o
aos antibióticos usados para combatê-la. Esse aumento do aparecimento de várias doenças. Nesse contexto, um pacien-
número de linhagens resistentes se deve a te dá entrada em um pronto atendimento relatando que há 30
a) modificações no metabolismo das bactérias, para dias teve contato com águas de enchente. Ainda informa que
neutralizar o efeito dos antibióticos e incorporá-los à nesta localidade não há rede de esgoto e drenagem de águas
sua nutrição.
pluviais e que a coleta de lixo é inadequada. Ele apresenta os
b) mutações selecionadas pelos antibióticos, que elimi-
seguintes sintomas: febre, dor de cabeça e dores musculares.
nam as bactérias sensíveis a eles, mas permitem que
as resistentes se multipliquem. Disponível em: http://portal.saude.gov.br.
c) mutações causadas pelos antibióticos, para que as Acesso em: 27 fev. 2012 (adaptado).
bactérias se adaptem e transmitam essa adaptação a Relacionando os sintomas apresentados com as condi-
seus descendentes. ções sanitárias da localidade, há indicações de que o pa-
d) modificações fisiológicas nas bactérias, para torná-las ciente apresenta um caso de
cada vez mais fortes e mais agressivas no desenvolvi-
mento da doença. a) difteria.
e) modificações na sensibilidade das bactérias, ocorri- b) botulismo.
das depois de passarem um longo tempo sem conta- c) tuberculose.
to com antibióticos. d) leptospirose.
e) meningite meningocócica.

Questão 191 2010


A cárie dental resulta da atividade de bactérias que degra- PRINCIPAIS PROTOZOOSES
dam os açúcares e os transformam em ácidos que corroem HUMANAS
a porção mineralizada dos dentes. O flúor, juntamente com
o cálcio e um açúcar chamado xilitol, agem inibindo esse
processo. Quando não se escovam os dentes corretamente Questão 193 1998
e neles acumulam-se restos de alimentos, as bactérias que
vivem na boca aderem aos dentes, formando a placa bacte- Em uma aula de Biologia, o seguinte texto é apresentado:
riana ou biofilme. Na placa, elas transformam o açúcar dos
restos de alimentos em ácidos, que corroem o esmalte do LAGOA AZUL ESTÁ DOENTE
dente formando uma cavidade, que é a cárie. Vale lembrar Os vereadores da pequena cidade de Lagoa Azul estavam
que a placa bacteriana se forma mesmo na ausência de discutindo a situação da Saúde no Município. A situação era
ingestão de carboidratos fermentáveis, pois as bactérias mais grave com relação a três doenças: doença de Chagas,
possuem polissacarídeos intracelulares de reserva. Esquistossomose e Ascaridíase (lombriga). Na tentativa de
Disponível em: http://www.diariodasaude.com.br.
prevenir novos casos, foram apresentadas várias propostas:
Acesso em: 11 ago. 2010 (adaptado).
Proposta 1: Promover uma campanha de vacinação.
cárie 1. destruição de um osso por corrosão progressiva.
*cárie dentária: efeito da destruição da estrutura dentária Proposta 2: Promover uma campanha de educação da
por bactérias. população com relação a noções básicas de
higiene, incluindo fervura de água.
HOUAISS, Antônio. Dicionário eletrônico. Versão 1.0. Proposta 3: Construir rede de saneamento básico.
Editora Objetiva, 2001 (adaptado).

190

60
Biologia
BIOLOGIA

Proposta 4: Melhorar as condições de edificação das mo- b) o estado de Mato Grosso apresentou diminuição do
radias e estimular o uso de telas nas portas índice de infecção por LTA devido às intensas campa-
e janelas e mosquiteiros de filó. nhas de saúde.
Proposta 5: Realizar campanha de esclarecimento sobre c) a expansão geográfica da LTA ocorreu no sentido
os perigos de banhos nas lagoas. norte-sul como resultado do processo predatório de
Proposta 6: Aconselhar o uso controlado de inseticidas. colonização.
d) o índice de infecção por LTA no Maranhão diminuiu
Proposta 7: Drenar e aterrar as lagoas do município.
em virtude das fortes secas que assolaram o estado
Você sabe que a doença de Chagas é causada por um pro- nesse período.
tozoário (Trypanosoma cruzi) transmitido por meio da picada e) o aumento da infecção por LTA no Rio Grande do Sul
de insetos hematófagos (barbeiros). Das medidas propostas resultou da proliferação do roedor que transmite essa
no texto, as mais efetivas na prevenção dessa doença são: enfermidade.
a) 1 e 2 c) 4 e 6 e) 2 e 3
b) 3 e 5 d) 1 e 3
Questão 196 2011
Questão 194 2003
A malária é uma doença típica de regiões tropicais. De
acordo com dados do Ministério da Saúde, no final do
século XX, foram registrados mais de 600 mil casos de
malária no Brasil, 99% dos quais na região amazônica.
Os altos índices de malária nessa região podem ser expli-
cados por várias razões, entre as quais:
a) as características genéticas das populações locais
facilitam a transmissão e dificultam o tratamento
da doença.
b) a falta de saneamento básico propicia o desenvolvi-
mento do mosquito transmissor da malária nos esgo-
tos não tratados. Áreas onde ocorre transmissão de malária
Áreas com risco limitado
c) a inexistência de predadores capazes de eliminar o
Sem malária
causador e o transmissor em seus focos impede o Fonte: OMS 2004
controle da doença. Disponível em: www.anvisa.gov.br.
d) a temperatura elevada e os altos índices de chuva na O mapa mostra a área de ocorrência da malária no mun-
floresta equatorial favorecem a proliferação do mos- do. Considerando-se sua distribuição na América do Sul,
quito transmissor. a malária pode ser classificada como
e) o Brasil é o único país do mundo que não implemen- a) endemia, pois se concentra em uma área geográfica
tou medidas concretas para interromper sua trans- restrita desse continente.
missão em núcleos urbanos. b) peste, já que ocorre nas regiões mais quentes
do continente.
Questão 195 2007 c) epidemia, já que ocorre na maior parte do continente.
d) surto, pois apresenta ocorrência em áreas pequenas.
Os mapas a seguir apresentam informações acerca dos e) pandemia, pois ocorre em todo o continente.
índices de infecção por leishmaniose tegumentar ameri-
cana (LTA) em 1985 e 1999.
Questão 197 2012
1985 1999
A doença de Chagas afeta mais de oito milhões de bra-
sileiros, sendo comum em áreas rurais. É uma doença
causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi e transmiti-
da por insetos conhecidos como barbeiros ou chupanças.
Uma ação do homem sobre o meio ambiente que tem
Índice de infecção contribuído para o aumento dessa doença é
caso não registrado a) o consumo de carnes de animais silvestres que são
baixo hospedeiros do vetor da doença.
médio b) a utilização de adubos químicos na agricultura que
alto aceleram o ciclo reprodutivo do barbeiro.
muito alto c) a ausência de saneamento básico que favorece a
proliferação do protozoário em regiões habitadas por
Ministério da Saúde. humanos.
A partir da leitura dos mapas anteriores, conclui-se que d) a poluição dos rios e lagos com pesticidas que exter-
a) o índice de infecção por LTA em Minas Gerais elevou- minam o predador das larvas do inseto transmissor
-se muito nesse período. da doença.

191

61
Ciências da Natureza e suas Tecnologias
QUESTÕES BIOLOGIA

e) o desmatamento que provoca a migração ou o desa- Questão 200 2005


parecimento dos animais silvestres dos quais o bar-
beiro se alimenta. Cândido Portinari (1903-1962), um dos mais importantes
artistas brasileiros do século XX, tratou de diferentes as-
pectos da nossa realidade em seus quadros.
PRINCIPAIS VERMINOSES
HUMANAS
Texto comum para as questões 198 e 199.
Em uma aula de Biologia, o seguinte texto é apresentado:
LAGOA AZUL ESTÁ DOENTE
Os vereadores da pequena cidade de Lagoa Azul estavam
discutindo a situação da Saúde no Município. A situação
era mais grave com relação a três doenças: doença de
Chagas, Esquistossomose e Ascaridíase (lombriga). Na
tentativa de prevenir novos casos, foram apresentadas
várias propostas:
Proposta 1: Promover uma campanha de vacinação.
Proposta 2: Promover uma campanha de educação da
população com relação a noções básicas de
higiene, incluindo fervura de água.
Proposta 3: Construir rede de saneamento básico.
Proposta 4: Melhorar as condições de edificação das
moradias e estimular o uso de telas nas por-
Sobre a temática dos “Retirantes”, Portinari também es-
tas e janelas e mosquiteiros de filó.
creveu o seguinte poema:
Proposta 5: Realizar campanha de esclarecimento sobre
(....)
os perigos de banhos nas lagoas.
Os retirantes vêm vindo com trouxas e embrulhos
Proposta 6: Aconselhar o uso controlado de inseticidas. Vêm das terras secas e escuras; pedregulhos
Proposta 7: Drenar e aterrar as lagoas do município. Doloridos como fagulhas de carvão aceso
Corpos disformes, uns panos sujos,
Questão 198 1998 Rasgados e sem cor, dependurados
Em relação à Esquistossomose, a situação é complexa, pois Homens de enorme ventre bojudo
o ciclo de vida do verme que causa a doença tem vários Mulheres com trouxas caídas para o lado
estágios, incluindo a existência de um hospedeiro interme-
Pançudas, carregando ao colo um garoto
diário, um caramujo aquático que é contaminado pelas fezes
Choramingando, remelento
das pessoas doentes. Analisando as medidas propostas, o
(....)
combate à doença terá sucesso se forem implementadas:
(Cândido Portinari. Poemas. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1964.)
a) 1 e 6, pois envolvem a eliminação do agente causador
da doença e de seu hospedeiro intermediário. No texto de Portinari, algumas das pessoas descritas pro-
b) 1 e 4, pois além de eliminar o agente causador da vavelmente estão infectadas com o verme Schistosoma
doença, também previne o contato do transmissor mansoni. Os “homens de enorme ventre bojudo” corres-
com as pessoas sãs. ponderiam aos doentes da chamada “barriga-d’água”. O
c) 4 e 6, pois envolvem o extermínio do transmissor da ciclo de vida do Schistosoma mansoni e as condições so-
doença. cioambientais de um local são fatores determinantes para
d) 1, 4 e 6, pois atingirão todas as fases do ciclo de vida maior ou menor incidência dessa doença. O aumento da
do agente causador da doença, incluindo o seu hos- incidência da esquistossomose deve-se à presença de
pedeiro intermediário.
a) roedores, ao alto índice pluvial e à inexistência de pro-
e) 3 e 5, pois prevenirão a contaminação do hospedeiro
gramas de vacinação.
intermediário pelas fezes das pessoas doentes e a con-
b) insetos hospedeiros e indivíduos infectados, à inexis-
taminação de pessoas sãs por águas contaminadas.
tência de programas de vacinação.
c) indivíduos infectados e de hospedeiros intermediários
Questão 199 1998 e à ausência de saneamento básico.
Para o combate da Ascaridíase, a proposta que trará maior d) mosquitos, a inexistência de programas de vacinação
benefício social, se implementada pela Prefeitura, será: e à ausência de controle de águas paradas.
e) gatos e de alimentos contaminados, e à ausência de
a) 1 b) 3 c) 4 d) 5 e) 6 precauções higiênicas.

192

62