Você está na página 1de 3

 

 
 
Plano de Ensino 
 
 

DISCIPLINA: ​Cálculo I 
CURSO: ​Engenharia   
CARGA HORÁRIA: ​80 horas 
CÓDIGO DA DISCIPLINA: ​MCA001 
 
 
EMENTA 
 
Introdução:  O  Que  é  o Cálculo?;  Funções (Noções Básicas, Operações com Funções, Construção e Definição de Novas 
Funções);  Limite  (Definição  de Limite,  Cálculo  de Limites  de Funções, Outras Técnicas de  Cálculo  de  Limites, Limites 
de  Sequências,  Somas  e  Séries  Numéricas);  Continuidade  (Conceito  e   Definição,  Teoremas  Básicos);  Derivada 
(Definição  de  Derivada e  Exemplos Simples,  Exemplos da Interpretação  da  Derivada como  Taxa  de  Variação,  Regras 
de  Derivação,  Derivadas  de  Funções  Inversas  e  Implícitas,  Teoremas  Importantes  e  Interpretação  Geométrica, 
Aplicações  de  Derivadas,  Cálculo  de  Máximos  e Mínimos  de  uma  Função,  O  Teorema de  Taylor);  Integral  (Definição  
de  Integral  segundo  Riemann,  Integração  de  Funções  Elementares,  Teorema  Fundamental  do Cálculo, Métodos de 
Integração,  Cálculo  do Volume  e  Área  de  Sólidos de  Revolução, Outras  Aplicações  Geométricas  (no  Plano), Técnicas  
de Integração, Integrais Impróprias; Aplicações de Limites, Derivadas e Integrais. 
 
OBJETIVOS DA DISCIPLINA 
 
Desenvolver  os  conceitos  e  apontar  aplicações  do  Cálculo  Diferencial  e  Integral  de  funções  de  uma  variável  real; 
Estimular  a  análise  em  torno  da  validade,  veracidade  e unicidade  ou  não  de  determinados  modelos  matemáticos  e 
suas  possíveis  aplicações;  Promover  o   raciocínio  matemático  para  procedimentos  específicos  de  Cálculo  e  refletir 
sobre possíveis generalizações; Entender as noções de infinitésimos e infinitos.  
 
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 
 
1. A importância do Cálculo na formação de um Engenheiro.  
2. Funções de uma variável e seus gráficos.  
3. Limites. 
4. Derivada.  
5. Reta tangente e aproximação linear.  
6. Regras de Derivação. 
7. Aplicações do Conceito de Derivada. Taxa de Variação.  
8. Derivadas de Ordem Superior.  
9. Regra da Cadeia.  
10. Regra de L'Hôpital.  
11. Crescimento de Funções.  
12. Pontos de Máximo e Pontos de Mínimo.  
13. Concavidade. Gráficos.  
14. Gráficos de funções.  
15. Polinômio de Taylor.  
16. Primitivas.  
17. Integral definida e o Teorema Fundamental do Cálculo.  
18. Aplicações.  
19. Técnicas de Integração.  
20. Aplicações de Integral Definida.  
21. Integrais Impróprias.  
22. Revisão dos conceitos estudados e exercícios. 
 
BIBLIOGRAFIA 
 
Bibliografia Básica 
  
GUIDORIZZI, H. L. ​Um curso de cálculo: volume 1.​ Rio de Janeiro: LTC, 2013. 652 p. ISBN 9788521612599. 
  
STEWART, J. ​Cálculo:​ volume 1. São Paulo: Cengage Learning, 2013. 664 p. ISBN 9788522112586. 
  
THOMAS, G. B. ​Cálculo:​ volume 1.​ ​São Paulo: Pearson, 2013. 656 p. ISBN 9788581430867. 
   
Bibliografia Complementar 
  
ÁVILA, G. S. S.; ARAÚJO, L. C. L. ​Cálculo: ​ilustrado, prático e descomplicado. 1ª ed. Rio de Janeiro: LTC, 2012. ISBN 
9788521620723. 
  
FRIEDLI, S. ​Cálculo 1.​ Belo Horizonte: UFMG, 2014. 259 p. Disponível em: 
<http://www.mat.ufmg.br/~sacha/textos/Calculo/Apostila_20140803.pdf>. 
  
LEITHOLD, L. ​O cálculo com geometria analítica: ​volume 1.​ ​São Paulo: Harbra, 1994. 684 p. ISBN 9788529400945. 
  
MARQUES, G.C. ​Fundamentos de matemática I. ​São Paulo: USP / UNIVESP / EDUSP, 2014. 
  
SIMMONS, G. F. ​Cálculo com geometria analítica: ​volume 1. São Paulo: Makron Books, 2010. 852 p. ISBN 
9780074504116. 
 
PRÉ­REQUISITOS 
 
Não possui. 
 
CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 
 
A  avaliação  da  disciplina  é  formativa*  e  somativa**.  Os  alunos  devem  entregar  as  resoluções  de  atividades  e/ou 
exercícios  no  Ambiente  Virtual  de  Aprendizagem  semanalmente  e  realizar,  ao  final  do  período  letivo, uma  prova 
presencial aplicada nos polos Univesp.  
__________________ 
 
*A  avaliação  formativa  ocorre  quando há o acompanhamento dos alunos, passo a passo,  nas atividades e trabalhos 
desenvolvidos,   de  modo  a  verificar  suas  facilidades  e  dificuldades  no  processo  de  aprendizagem  e,  se  necessário, 
adequar alguns aspectos do curso de acordo com as necessidades identificadas. 
 
**A avaliação  somativa  é  geralmente  aplicada  no  final  de  um curso  ou período  letivo.  Este tipo de avaliação busca 
quantificar  se  o  aluno  aprendeu  aquilo  que  estava  previsto  nos  objetivos  de  aprendizagem   do  curso.  Ou  seja,  a 
avaliação somativa quer comprovar se a meta educacional proposta e definida foi alcançada pelo aluno.  
 
DOCENTE RESPONSÁVEL 
 
Prof. Dr. ​Claudio Possani 
 
Possui graduação (1976), mestrado  (1979)  e doutorado (1989) em Matemática pela Universidade de São Paulo, onde 
atualmente   é  professor  assistente  MS­3.  Trabalhou  por  muitos anos com Educação  de  crianças e  adolescentes  nos 
níveis  de  Ensino   Fundamental  e  Médio.  Suas  áreas  de  interesse são: Geometria  e  Topologia,  Sistemas  Dinâmicos  e 
Aplicações e  História da  Matemática. Possui grande experiência na área de Administração Acadêmica, tendo exercido 
cargos  de  representação  em  órgãos colegiados,  Presidência  da  Comissão  de  Graduação do  Instituto  de Matemática 
da  USP  e  Assessoria  na  Pró­Reitoria  de  Graduação  da  USP  entre os  anos  de  1998  e  2002. É  empresário da área de 
Educação  com  experiência em Administração Escolar. Atualmente é Diretor Adjunto de Mobilidade da USP (Escritório 
de Relações Internacionais na USP) e Diretor do Centro Interunidade de História da Ciência da USP.