Você está na página 1de 2

ESCOLA MUNICIPAL NAPOLEÃO TEIXEIRA LIMA

Professor: Wirlan Pajeú. Data: ___/___/____

Estudante:_____________________________________________________________ NOTA: _________

ATIVIDADE AVALIATIVA DE HISTÓRIA 9° ANO – I BIMESTRE

1. Observe a imagem, leia o texto:

"O odor fétido nos penetra garganta adentro ao chegarmos a nossa nova trincheira, a direita dos Éparges. Chove
torrencialmente e nos protegemos com o que tem de lonas e tendas de campanha afiançadas nos muros da trincheira. Ao
amanhecer do dia seguinte constatamos estarrecidos que nossas trincheiras estavam feitas sobre um montão de cadáveres e que
as lonas que nossos predecessores haviam colocado estavam para ocultar da vista os corpos e restos humanos que ali haviam."
- memórias do veterano Raymond Naegelen, que lutou na região de Champagne

O trecho e a imagem acima retratam uma fase da primeira guerra mundial, que foi:

a) A guerra de trincheiras.
b) A guerra de movimento.
c) A guerra química.
d) A guerra fria.
2. "A queda da burguesia e a vitória do proletariado são igualmente inevitáveis (...). Os proletários nada têm a perder
com ela, a não ser as próprias cadeias. E têm um mundo a ganhar. Proletários de todos os países, univos". Assinale,
nas alternativas abaixo, o nome do grande personagem da história a que devemos este pensamento:
a) Napoleão Bonaparte.
b) Thomas Malthus.
c) David Ricardo.
d) Karl Marx.
3. Também chamado de Neocolonialismo, foi um movimento de expansão territorial, cultural e econômica de nações
europeias sobre outras, a partir do século XIX. Estamos falando do (a):
a) Imperialismo
b) Primeira Guerra Mundial
c) Unificação Italiana
d) Expansão Marítima
4. (Fgvrj 2013) Entre novembro de 1884 e fevereiro de 1885, representantes de países europeus, dos Estados Unidos e
do Império Otomano participaram de negociações sobre o continente africano. O conjunto de reuniões, que ficou
conhecido como a Conferência de Berlim, tratou da:
a) Incorporação da Libéria aos domínios norte-americanos, em troca do controle da África do Sul pela Inglaterra e
Holanda.
b) Independência de Angola e Moçambique e da incorporação do Congo ao império ultramarino português.
c) Ocupação e do controle do território africano de acordo com os interesses das diversas potências representadas.
d) Incorporação da Etiópia aos domínios italianos e à transformação do Egito em protetorado da Alemanha.
5. (Cesgranrio-1994) A industrialização acelerada de diversos países, ao longo do século XIX, alterou o equilíbrio e a
dinâmica das relações internacionais. Com a Segunda Revolução Industrial emergiu o Imperialismo, cuja
característica marcante foi o (a):
a) Substituição das intervenções militares pelo uso da diplomacia internacional.
b) Busca de novos mercados consumidores para as manufaturas e os capitais excedentes dos países industrializados.
c) Manutenção da autonomia administrativa e dos governos nativos nas áreas conquistadas.
d) Procura de especiarias, ouro e produtos tropicais inexistentes na Europa.
6. No contexto da Revolução Russa (1917), os Bolcheviques:
a) Uniram-se numa organização contrarrevolucionária para derrubar o poder conquistado pelos Mencheviques.
b) Defendiam a conquista do poder pelos trabalhadores participando normalmente de eleições.
c) Defendiam a posição segundo a qual os trabalhadores só chegariam ao poder pela luta revolucionária com a formação
de uma ditadura do proletariado.
d) Formaram o "Exército Vermelho" liderado pelos antigos militares.
7. As tiras são um importante instrumento linguístico em que a linguagem verbal e a não verbal combinam-se na
construção de um recurso comunicativo humorístico e, às vezes, crítico da realidade.

Nesse sentido, a tira citada é pertinente para se fazer uma leitura:

a) Adequada das lutas dos movimentos negros norte-americanos dos anos 1970, já que conseguiram significativos avanços
sociais.
b) Ingênua da Abolição da escravatura brasileira, já que persistiu a desigualdade social e econômica entre negros e
brancos.
c) Irônica da colonização europeia do continente africano, justificada ideologicamente pela ideia de “missão civilizadora”.
d) Negativa da democracia sul-africana, uma vez que o fim do Apartheid não garantiu igualdade econômica aos negros.
8. (UFJF) Sobre o contexto social da Rússia, anterior à Revolução Bolchevique de 1917, é INCORRETO dizer que:
a) A grande massa da população era camponesa, reflexo das condições econômicas e sociais anteriores, havendo grande
concentração fundiária nas mãos de poucos.
b) A industrialização estava restrita a poucas cidades, como Moscou e São Petersburgo, e fora financiada, em grande parte,
pelo capital europeu ocidental.
c) Apresentava uma burguesia forte e organizada, com um projeto revolucionário amadurecido, que defendia, entre outros
aspectos, a criação de uma República no lugar do governo czarista.
d) O proletariado enfrentava péssimas condições de vida nas cidades, fruto dos baixos salários, mas dispunha de um certo
grau de organização política, que possibilitava sua mobilização.
9. A Tríplice Aliança era um acordo em que cada um dos países garantia apoio aos demais no caso de algum ataque de
duas ou mais potências sobre uma das partes. A Tríplice Aliança foi o acordo militar entre:
a) Portugal, França e Inglaterra.
b) Os EUA, Alemanha e Itália.
c) A Alemanha, a Áustria-Hungria e a Itália,
d) A Itália, a França e a Alemanha.
10. Dentre as afirmativas abaixo, uma das penalidades impostas à Alemanha pelo Tratado de era:
a) Manter um exército com um total de 100 combatentes.
b) Repartir suas terras aos países vencedores.
c) Destruir toda sua frota naval.
d) A obrigação de pagar pesadas indenizações aos vencedores.

O conhecimento serve para encantar as pessoas, não para humilhá-las. – Mario Sergio Cortella

Boa Prova!