Você está na página 1de 2

Mapa Conceitual

Como uma das habilidades a agregar valor ao aprendizado, utilizaremos a ferramenta de Mapa
Conceitual. Um mapa conceitual é uma ferramenta de ensino à medida que, trabalhado de maneira
apropriada, vai facilitar o conhecimento e proporcionar uma aprendizagem significativa, na linha de
Ausubel (2003). Além de facilitar o ensino, o Mapa Conceitual (MC) também pode ser empregado como
técnica de estudo e meio de avaliação. O MC é eficaz porque valoriza a visualização de conceitos, seus
significados e associações a partir de uma percepção pessoal do aprendizado.

Como primeira atividade de MC, cada aluno deve ler o capítulo 2 - seção 2.1, do livro de Baltzan e
Phillips, que está disponível na Turma Virtual/SIGAA. Em seguida, deve esboçar um mapa conceitual que
resumirá os conceitos principais e suas relações. O mais recomendado é primeiro fazer o mapa em
papel para depois desenhá-lo no computador.

Como fazer um Mapa Conceitual?


Segundo Moreira (2012), o mapa conceitual deve ser capaz de evidenciar significados atribuídos a
conceitos e relações entre conceitos no contexto de um corpo de conhecimentos, de uma disciplina, ou
de uma matéria de ensino. Por exemplo, se o indivíduo que faz um mapa une dois conceitos, ele deve ser
capaz de explicar o significado da relação que vê entre esses conceitos.

Um mapa conceitual deve ser explicado por quem o faz; ao explicá-lo, a pessoa externa significados.
Para Silva, Neves e Silva (2014), a externalização de conceitos por meio de mapas conceituais constitui-
se um eficaz meio instrucional e de avaliação, priorizando a construção ou reestruturação de conceitos e
significados, elementos imprescindíveis no processo de ensino-aprendizagem.

O que deverá ter em um MC?


A partir de conhecimento prévio, obtido através de leitura do material indicado, o aluno estrutura um
mapa que reflete seu entendimento em determinado assunto. A estrutura desse recurso consta de
diagramas que classificam e relacionam conceitos ligados por linhas e/ou setas, organizados
normalmente de forma hierárquica. A organização e o modo de divisão dos níveis hierárquicos são
dispostos de modo a mostrar visualmente como o aluno percebe o nível de importância que este dá a
determinado assunto. Em essência, faz-se a união de conceitos e os transformam em estrutura
cognitiva. Um exemplo de Mapa Conceitual - sobre o que é um Mapa - pode ser visto aqui:
Utilizando um software para desenhar o mapa conceitual
Para facilitar o desenho do MC, escolhemos o software livre Cmap Tools que é um dos mais utilizados no
mundo todo. O CMAP foi desenvolvido pelo Institute for Human Machine Cognition da University of West
Florida, Estados Unidos. Esse programa é gratuito e pode ser baixado e instalado em um PC. Porém,
para simplificar o acesso, o mapa também pode ser desenhado via navegador, no próprio site, sem a
necessidade de instalar na sua máquina. Acesse a versão do software na nuvem (CMap Cloud):
https://cmapcloud.ihmc.us.

Para ter acesso, é necessário se inscrever no site, validar a inscrição no email enviado e depois entrar
com o login e senha cadastrado. Se não chegar o email, verifique se está no Spam. As instruções para
utilização do CMap Cloud são obtidas no próprio site.

Quando finalizar o seu Mapa no site do Cmap Cloud, o aluno deve gravá-lo para poder acessar
posteriormente e realizar edições, caso seja necessário. Antes de aprender a usar o software, tente
primeiro fazer o mapa em papel para depois desenhá-lo no computador.

Na próxima aula, cada aluno deve trazer uma cópia impressa do seu mapa ou pode acessar pelo
computador do laboratório para receber meu feedback. Esse processo de aprendizagem antes da aula
propriamente dita chama-se “sala de aula invertida”.

Materiais instrucionais para ajuda

• Leia a apostila "Como criar Mapas Conceituais utilizando o CmapTools" (link:


http://docplayer.com.br/5582550-Como-criar-mapas-conceituais-utilizando-o-
cmaptools.html) que tem em detalhes como deve ser feito um mapa e vai ajudar bastante na
compreensão da tarefa. Depois assista o tutorial de como utilizar esse software:
https://www.youtube.com/playlist?list=PLghUHnYQFtN9T9xP29ZMcGextDwa3db5F

• Vale muito a pena assistir um tutorial no YouTube que ensina a fazer Mapa Conceitual:
https://youtu.be/7yUNpAOvew8

Dicas
Faça uma leitura cuidadosa do material estudado para ter ideia do conteúdo e aí você pode vai
destacando os principais assuntos/conceitos encontrados no texto. Anote-os em um papel. Depois, você
vai tentando descobrir o que ligar e onde, desenhando o mapa no papel.
Depois do rascunho a mão, você faz uma segunda leitura diagonal, revisa o mapa conceitual e só então
vai desenhá-lo no Cmap Cloud para ficar mais organizado e fácil de ser avaliado.
Use cores para destacar assuntos do mesmo tópico, destaque com negrito os conceitos principais,
enfim, incremente o seu mapa para ele ficar visualmente bem atraente.
Não se esqueça de salvar o seu mapa na função “Save” para enviar posteriormente a Tarefa no Sigaa.

Tenham paciência no início. Todo começo é difícil, mas depois se pega o jeito rapidinho. Um Mapa
Conceitual bem feito é muito útil e eficaz para aprender e estudar!

Referências
AUSUBEL, D. Aquisição e Retenção de Conhecimentos -uma perspectiva cognitiva. Lisboa: Ed. Plátano, 2003.
MOREIRA, M. A. Mapas Conceituais e Aprendizagem Significativa.
URL: http://www.if.ufrgs.br/~moreira/mapasport.pdf.
SILVA, P. F. Z. O.; NEVES, M. C. D.; SILVA, S. C. R. Análise de Mapas Conceituais: uma perspectiva
fenomenológica. Aprendizagem Significativa em Revista, v.4, n.3, pp. 1-10, 2014.
URL: http://www.if.ufrgs.br/asr/artigos/Artigo_ID64/v4_n3_a2014.pdf
Saiba mais:
A teoria que está por trás do Mapa Conceitual é a Teoria Cognitiva de Aprendizagem e a Teoria da Aprendizagem Significativa, de Ausubel, na
teoria da Educação de Novak, na Teoria da interação pessoal mediadora de Vygotsky e no Modelo Triádico de Gowin.