Você está na página 1de 34

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE FEIRA DE SANTANA

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL


DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA
MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO I – E (TEC 156)

AULA 6: MATERIAIS METÁLICOS

Profª. Cintia Maria Ariani Fontes

1
MATERIAIS METÁLICOS – Ferros
fundidos
 Ferro fundido

• Ligas de Fe-C-Si, com teor de carbono > 2,14%  geralmente


contém entre 3,0 e 4,5%

• Deve resultar teor de carbono parcialmente livre, na forma de


veios ou lamelas de grafita

• Fase líquida obtida entre 1150 e 1300ºC  facilidade de fusão


da liga

2
MATERIAIS METÁLICOS – Ferros
fundidos
 Ferro fundido cinzento
 Ligas de carbono (2,5 a
4,0%) e silício (1,0 e 3,0%)
 Possui veios de grafita Ferrita Grafita
interconectada
 São os mais utilizados e os
mais baratos
 Fraco e frágil à tração devido
à sua microestrutura
 Concentrações de tensões

3
MATERIAIS METÁLICOS – Ferros
fundidos
 Ferro fundido cinzento
 Características
 Boa resistência sob compressão (resistência e ductilidade)
 Boa usinabilidade
 Alta fluidez em sua temperatura de fundição (conformação de peças
complexas)
 Boa resistência à fadiga térmica
 Boa capacidade de amortecimento de vibrações
 Elevada resistência ao desgaste
 Baixo custo
 Aplicações
 Amortecimento de energia vibracional (máquinas e equipamentos)

4
MATERIAIS METÁLICOS – Ferros
fundidos
 Ferro fundido dúctil ( ou
nodular)
 Adição de pequena quantidade
de magnésio e/ou de cério ao
ferro fundido cinzento antes da
fundição altera toda a
microestrutura do material
 Possui 4,3% de carbono
equivalente
 Formação da grafita na forma
de nódulos esféricos, devido a
presença do Mg

5
MATERIAIS METÁLICOS – Ferros
fundidos
 Ferro fundido dúctil ( ou nodular)
 Esses materiais são mais resistentes e muito mais dúcteis que o
ferro fundido cinzento
 Limite de Res. Tração de 380 e 480 MPa, próxima do aço
 Alongamento entre 10 e 20%
 Aplicações
 Válvulas, corpos de bomba; virabrequins, engrenagens e outros
componentes automotivos
 Ferro fundido branco
 Baixo teor de silício (< 1,0%) e carbono está na forma de
cementita (Fe3C) para resfriamento rápido
 Extremamente duro, porém frágil devido a grandes quantidades
6 de cementita  impossibilita a usinagem
MATERIAIS METÁLICOS – Ferros
fundidos Ferro Fundido Branco

 Ferro fundido branco


 Aplicações
 Materiais que exigem
superfície dura e muito
resistente à abrasão, baixa
ductilidade
 Ferro fundido maleável Ferro Fundido Maleável
 O aquecimento do ferro
fundido branco entre 800 e
900ºC durante um tempo
prolongado, altera a sua
microestrutura, formando
o ferro fundido maleável
7
MATERIAIS METÁLICOS – Ferros
fundidos
 Ferro fundido maleável
 Estrutura semelhante ao ferro fundido nodular
 Resistência relativamente alta e ductilidade considerável
 Aplicações
 Barras de ligação, engrenagens de transmissão, flanges, conexões de
tubulações, etc.

8
MATERIAIS METÁLICOS –
Tratamentos térmicos
 Consistem em aquecer os produtos siderúrgicos a determinadas
temperaturas e esfriá-los de modo específico, de modo a melhorar
certas propriedades dos materiais

 Objetivos
 remoção de tensões oriundas do resfriamento ou do trabalho mecânico
 aumento ou diminuição da dureza
 aumento da resistência mecânica
 melhoria da ductilidade e da resistência ao desgaste
 melhoria da resistência à corrosão e ao calor
 melhoria das propriedades elétricas e magnéticas

9
MATERIAIS METÁLICOS –
Tratamentos térmicos
 Tipos
 Normalização
 Têmpera
 Recozimento
 Revenido
 Tratamentos isotérmicos

 Normalização
 Aquecer o aço a uma temperatura superior a temperatura crítica, até a
formação de austenita, esfriando posterioremente ao ar livre

10
MATERIAIS METÁLICOS –
Tratamentos térmicos
 Sistema Ferro-carbono

 Linha de transformação
 São linhas que ao serem atingidas representam o início ou fim de
importantes transformações estruturais no estado sólido

 Zona crítica
 Zona limitada pelas linhas de transformação

11
MATERIAIS METÁLICOS –
Tratamentos térmicos
 Normalização
 Usado para eliminar tensões internas em peças que sofreram deformação
plástica, de modo a obter uma estrutura homogênea

 Têmpera
 Aquecer o aço a uma temperatura superior a crítica, até a formação de
austenita, e resfriar bruscamente
 A austenita transforma-se em martensita, troostita, sorbita ou bainita, a
depender da temperatura de resfriamento
 Formas de resfriamento
 Água gelada e salmoura fornecem as maiores velocidades de resfriamento
 Banho de óleo , banho de chumbo e ar

12
MATERIAIS METÁLICOS –
Tratamentos térmicos
 Têmpera
 Ocorre aumento da dureza, do limite de elasticidade e da resistência à tração
 Ocorre redução da tenacidade e da ductilidade
 Recozimento
 Elevar a temperatura do aço a valores maiores ou menores que a crítica e
resfriar lentamente
 Tem por objetivo aliviar tensões, tornar o material mais dúctil e tenaz e
produzir estrutura específica
 Revenido
 Utilizado para melhorar a resiliência do material
 Aquece o material a temperaturas menores que a crítica e resfria lentamente
ao ar ou água

13
MATERIAIS METÁLICOS –
Encruamento
 O material dúctil é submetido a uma deformação plástica em
temperatura abaixo da zona crítica, tornando-o mais duro e
mais resistente

 Benefícios
 Aumento da resistência, escoamento, dureza
 Redução do alongamento, estricção, ductilidade, resistência à
corrosão

14
MATERIAIS METÁLICOS – Aços para
construção
 Padronização
 Siglas
 CA  Concreto Armado
 CP  Concreto Protendido
 Numeração
 Caracteriza a tensão de escoamento, em kgf/mm²

 Tipos de Aços para Concreto Armado


CA25
CA60
CA50

Barras – produtos com Fios – produtos com


diâmetro nominal ≥ 6,3 mm diâmetro nominal ≤ 10,0 mm

Produção por Produção por trefilação


15 laminação à quente ou laminação a frio
MATERIAIS METÁLICOS – Aços para
construção
 Trefilação: conformação mecânica a frio responsável pela
redução em fio-máquina pela passagem do aço laminado por
orifícios (CA-60)
MATERIAIS METÁLICOS – Aços para
construção
 Aplicações

 Barras e fios
 Telas soldadas nervuradas
 Arames recozidos
 Treliças para concreto armado
 Aço para protensão
 Barras de transferência
MATERIAIS METÁLICOS – Aços para
construção
 Aços para Concreto Armado
 Requisitos da NBR 7480 (2008)

18
MATERIAIS METÁLICOS – Aços para
construção
 CP
 Apresentam elevadas resistências à tração (>1000MPa)
 Boa ductilidade  permite a dobra sem fragilização do material
 Tipos
 Fios
 Cordoalhas

19
MATERIAIS METÁLICOS – Aços para
construção
 Tipos

Fio entalhado Cordoalha Cordoalha engraxada

Graxa e bainha
20 3 ou 7 fios plástica
MATERIAIS METÁLICOS – Aços para
construção
 Treliças
 Forma duas treliças unidas pelo vértice. As diagonais
proporcionam rigidez ao conjunto e excelentes condições de
transporte e manuseio.
 São confeccionadas com fios CA-60, trefilado ou laminado a
frio, com baixo teor de carbono e, portanto, soldáveis, podendo
a armadura ser lisa ou nervurada
 Pode também ser utilizado o aço CA-50 a partir de diâmetro
12,5 mm

21
MATERIAIS METÁLICOS – Aços para
construção
 Treliças

22
MATERIAIS METÁLICOS – Aços para
construção
 Telas soldadas
 Armadura pré-fabricada,  É um material cujas
destinada a armar características, limites e
concreto, em forma de exigências estão definidos
rede de malhas, constituída pela norma: NBR 7481
de fios de aço CA60 (ABNT, 1990)
nervurados, longitudinais e
transversais, sobrepostos e
soldados em todos os
pontos de contato (nós).

23
MATERIAIS METÁLICOS – Aços para
construção
 Telas soldadas
 A tela soldada é produzida a partir do fio máquina, com baixo
teor de carbono, submetido ao processo de trefilação, no qual,
na prática, ocorrerá o encruamento a frio do aço, tornando-o
mais resistente

24
MATERIAIS METÁLICOS – Aços para
construção
 Telas soldadas
 As bitolas dos  Nomenclatura dos elementos de uma tela
fios CA-60 soldada
empregados nas
telas soldadas vão
desde 3,4 mm
até 12,0 mm,
com grande
quantidade de
valores
intermediários

25
MATERIAIS METÁLICOS – Aços para
construção
 Telas soldadas
 Largura – em metro (m), corresponde ao comprimento total do
fio transversal com relação ao sentido de fabricação.
 Comprimento – em metro (m), corresponde ao comprimento
total do fio longitudinal com relação ao sentido de fabricação.
 Espaçamento Longitudinal – em centímetro (cm), é a distância
medida entre os eixos de dois fios longitudinais.
 Espaçamento Transversal – em centímetro (cm), é a distância
medida entre os eixos de dois fios transversais.

26
MATERIAIS METÁLICOS – Aços para
construção
 Telas soldadas
 Franja Longitudinal – em centímetro (cm), é a extremidade que
sobra após o último fio transversal soldado, com comprimento
igual à metade do espaçamento transversal.
 Franja Transversal – em centímetro (cm), é a extremidade que
sobra após o último fio longitudinal soldado, com comprimento
igual a 2,5 cm.
 Malha – em centímetro (cm), é a figura geométrica (retângulo
ou quadrado) formada pela interseção de pares de fios
ortogonais.

27
MATERIAIS METÁLICOS – Aços para
construção
 Telas soldadas

Armação de lajes
de edifícios,
pisos, pontes,
tubos de seções
circulares e
retangulares

28
MATERIAIS METÁLICOS – Aços para
construção
 Treliças planas e telas eletrosoldadas

29
MATERIAIS METÁLICOS – Aplicações
MATERIAIS METÁLICOS – Aplicações
MATERIAIS METÁLICOS – Aplicações
MATERIAIS METÁLICOS – Aplicações
MATERIAIS METÁLICOS – Aplicações