Você está na página 1de 194

CADERNO DE PSICOLOGIA

FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

Caderno de Psicologia
SECRIA/2015

FUNIVERSA - GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL - SECRETARIA DE ESTADO DE


SAÚDE DO DISTRITO – 2009 ..................................................................... 2
FUNIVERSA - MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE GOIÁS PROCURADORIA-
GERAL DE JUSTIÇA CONCURSO PÚBLICO – TÉCNICO EM PSICOLOGIA – 2010 20
FUNIVERSA – CEB – PSICÓLOGO – 2010 .................................................. 34
FUNIVERSA – GDF – SEJUS – PSICÓLOGO - 2010 ..................................... 50
FUNIVERSA – SESI/DF - PSICÓLOGO ESCOLAR – 2010 ............................. 75
FUNIVERSA – SEPLAG – PSICOLOGIA – 2010 ............................................. 88
FUNIVERSA – SEPLAG – PROFESSOR DE EDUCAÇÃO BÁSICA – PSICÓLOGO –
2010 ...................................................................................................... 99
FUNIVERSA – SESI/DF – PROFESSOR DE PSICOLOGIA – 2010 ..................... 109
FUNIVERSA – SEED/AP – ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO – 2012 ................... 126
FUNIVERSA – IFB – PSICÓLOGO – 2012 ................................................... 140
FUNIVERSA – SESA/AP – PSICÓLOGO CLÍNICO – 2012 .............................. 152
FUNIVERSA – IFB – TÉCNICO ADMINISTRATIVO – PSICÓLOGO – 2012 ........ 163
FUNIVERSA – SEGPLAN – GOIÁS – PSICOLOGIA – 2014 .............................. 179
FUNIVERSA – UEG - ANALISTA DE GESTÃO ADMINISTRATIVA – PSICOLOGIA –
2015 ...................................................................................................... 187

www psicologianova com br 1


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

FUNIVERSA - Governo do Distrito Federal -


Secretaria de Estado de Saúde do Distrito –
2009

QUESTÃO 21
Considerando as distintas unidades de um Hospital, as condições de
atendimento, a demanda médica e da família, os locais de atuação do
Psicólogo são
(A) Pronto-socorro, Ambulatório e Centro Cirúrgico.
(B) Pronto-socorro, Enfermaria e Centro Cirúrgico.
(C) Recepção, Pronto-socorro e Administração.
(D) Hospital-Dia, Centro Cirúrgico e Unidade de Terapia Intensiva.
(E) Pronto-socorro, Enfermaria e Unidade de Terapia Intensiva.

QUESTÃO 22
Uma das formas de acompanhamento e controle do tratamento é o
prontuário do paciente, que é de responsabilidade de alguns dos profissionais
envolvidos. O registro de atendimentos psicológicos no prontuário de
pacientes hospitalizados
(A) é antiético, uma vez que quebra o sigilo indispensável a um
acompanhamento psicológico e expõe o paciente de forma indevida.
(B) é desnecessário, pois a equipe não compreenderia os processos de
atendimento e deve ser levado apenas ao pessoal da saúde mental.
(C) tem de ser escrito, evitando terminologias desconhecidas, e deve
informar a forma como o paciente lida com o adoecimento e a hospitalização.
(D) não deve ser feito, pois o prontuário é privativo para os membros da
equipe médica e de enfermagem partilharem de informações.
(E) pode ser escrito condicionado à autorização do paciente para o registro
dos procedimentos.

QUESTÃO 23
O prontuário é instrumento de registro de procedimentos e de histórico da
situação hospitalar de um paciente. Assinale a alternativa que apresenta o
procedimento que o psicólogo hospitalar deve ter quanto ao prontuário do
paciente e a justificativa para esse procedimento.
(A) Ler para saber a quais procedimentos o paciente será submetido e,
assim, prepará-lo psicologicamente para cada um.

www psicologianova com br 2


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) Ler para confrontar informações: a percepção da doença, a medicação,
sintomas psíquicos e necessidade de atendimento.
(C) Ler para saber a previsão de alta do paciente e, assim, planejar o
acompanhamento psicológico visando antecipar o desligamento.
(D) Não deve ler, pois seria antiético, visto que a leitura cabe somente à
equipe médica e a de enfermagem.
(E) Embora a leitura possa auxiliar na compreensão do paciente, é
desnecessária, pois o importante é o que o paciente trás em seu discurso.

QUESTÃO 24
Alguns espaços hospitalares são inadequados ao atendimento psicológico,
dada as condições desfavoráveis, a urgência, o risco, a pouca utilidade desses
procedimentos de saúde. Um local crítico nos hospitais é o pronto-socorro,
em que o atendimento e do psicólogo hospitalar
(A) favorece continência à desorganização emocional do paciente frente a
hospitalização e a expressão dos sentimentos para sua elaboração.
(B) não é dirigido aos pacientes, em virtude das especificidades da unidade,
mas aos acompanhantes para acolhê-los pela imprevisibilidade da situação.
(C) é inviabilizado pela desorganização emocional do paciente pela
hospitalização inesperada que prejudica a simbolização dos conflitos.
(D) objetiva dar apoio apenas aos profissionais, em virtude das
especificidades da unidade, para diminuir a ansiedade e a angústia do
trabalho.
(E) é inviável, em virtude das especificidades da unidade, tanto para os
pacientes quanto para seus familiares ou para os profissionais.

QUESTÃO 25
O psicólogo hospitalar precisa priorizar e organizar sua atuação no ambiente
hospitalar, para oferecer a melhor colaboração ao trabalho de saúde que está
em desenvolvimento. A compreensão da psicologia hospitalar, acerca da
relação entre a hospitalização da pessoa e o sistema familiar, compreende e
justifica que o psicólogo
(A) deve atender à família por conta das repercussões financeiras quando o
membro hospitalizado for o provedor da família.
(B) não tem de investigar repercussões na família, pois o objetivo é obter
brevidade e solução para a situação de hospitalização do paciente.
(C) deve intervir junto à família quando há óbito, trabalhar a perda e a
reorganização dos membros da família.

www psicologianova com br 3


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(D) deve compreender o sistema familiar, avaliar a necessidade de apoio
para elaborar a situação hospitalar e resgatar o equilíbrio perdido.
(E) deve diminuir a ingerência familiar no tratamento, auxiliando o médico
nas autorizações necessárias aos procedimentos.

QUESTÃO 26
Uma das referências teóricas para a psicologia hospitalar é dada por Elizabeth
Kübler Ross, que conceitua o paciente terminal, em geral, passando por cinco
fases no processo de enfrentamento de sua condição, que inicia com a
negação. Segundo a autora, as fases no processo de enfrentamento do
adoecimento e da morte eminente compreendem
(A) negação, inversão, raiva, medo, desistência.
(B) negação, dissociação, antevisão, religiosidade, aceitação.
(C) negação, raiva, barganha, depressão, aceitação.
(D) negação, luta, questionamento, desistência, religiosidade.
(E) negação, surpresa, revolta, desespero, esperança.

QUESTÃO 27
No meio hospitalar, muitos profissionais de outras categorias utilizam a
definição e conhecem superficialmente a teoria do stress e o conceito de
Coping. Na área da Psicologia Hospitalar, a teoria mais conhecida é a de
Folkman e Lazarus que partem de uma mesma perspectiva associada às
teorias do stress dentro dessa linha teórica. Coping são os esforços
(A) cognitivos e comportamentais, mobilizados pelo ambiente para repetir
as condições que favorecem a cura.
(B) físicos e inconscientes, mobilizados para lidar com demandas internas ou
externas, em adaptação à situação de leito e de pouca mobilidade.
(C) cognitivos e comportamentais, mobilizados para administrar a
convivência com o stress minimizando o impacto e os prejuízos sobre a vida
da pessoa.
(D) físicos e emocionais, mobilizados pelo tratamento e pela medicação,
superando e evitando a situação de stress orgânico.
(E) neuro-hormonais, mobilizados a partir da reação à medicação que
provoca a cópia de situações críticas em outras áreas do organismo.

QUESTÃO 28
Paciente do sexo feminino, 30 anos de idade, separada há um mês, sem
antecedentes psiquiátricos, internada na Clínica Médica por desmaio e dor
generalizada nos membros Exames clínicos e neurológicos não evidenciaram

www psicologianova com br 4


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
problema orgânico e o médico solicitou avaliação psicológica. Com o
psicólogo, mostrou-se colaborativa, orientada, chorosa e comportamento
pueril. Disse ter desmaiado após ter almoçado costela que era o prato
preferido do ex-marido. Reservadamente, a mãe diz que foi quando ela soube
que o ex-marido estava vivendo com outra mulher, porém ela não assume
isso.
Diante desse caso, assinale a alternativa que apresenta a hipótese
diagnóstica a ser discutida entre o psicólogo e o médico.
(A) Transtorno dissociativo ou de conversão.
(B) Transtorno de stress pós-traumático ou melancolia.
(C) Síndrome do pânico ou psicose.
(D) Síndrome adaptativa ou fobia.
(E) Síndrome de fibromialgia- somática ou digestiva.

QUESTÃO 29
Paciente do sexo feminino, 48 anos de idade, sem antecedentes psiquiátricos,
em pós-operatório cardíaco eletivo com cirurgia sem incidentes, está na
Unidade de Terapia Intensiva (UTI) há três dias, aguarda leito para ser
transferida para enfermaria, mas começa a apresentar desorientação auto e
alopsíquica, pensamentos delirantes e fuga de ideias.
Diante desse quadro, assinale a alternativa que apresenta a hipótese
diagnóstica mais provável e a conduta correspondente a ser adotada pelo
psicólogo, respectivamente.
(A) Transtorno de stress pós-traumático, iniciar atendimento psicológico
visando a ressignificação do trauma.
(B) Síndrome da UTI, iniciar atendimento psicológico visando dar referências
diárias de tempo, espaço e situação vivenciada.
(C) Surto psicótico de início tardio, solicitar atendimento psiquiátrico e dar
suporte psicológico para manter contato com a realidade.
(D) Delirium medicamentoso, solicitar revisão de medicação e sugerir
encaminhamento para enfermaria psiquiátrica.
(E) Transtorno somatoforme, solicitar atendimento psiquiátrico e dar suporte
psicológico para reverter quadro conversivo.

QUESTÃO 30
O médico da equipe de uma UTI, após óbito de mais um paciente, procura o
psicólogo da unidade chorando e diz não mais suportar o sentimento de
impotência suscitado pelo óbito dos pacientes. Diante do caso, o psicólogo
reage balizado pela psicologia hospitalar, levando-o a

www psicologianova com br 5


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(A) dar acolhimento e, se necessário, iniciar acompanhamento psicológico
marcando sessões em horários antes ou após trabalho do médico.
(B) dar acolhimento e, se necessário, encaminhar para colega de fora, pois
fazem parte da mesma equipe o que torna o acompanhamento inadequado.
(C) avaliar a solicitação e fazer a avaliação psicológica para dar suporte,
visando solucionar a crise momentânea.
(D) intermediar com o psiquiatra uma medicação para diminuir a ansiedade e
acompanhar eventualmente a evolução da situação do médico.
(E) explicar que não pode atendê-lo no hospital, mas que esse atendimento
pode ser feito, por ele, na clínica particular mesmo sem cobrar honorários.

QUESTÃO 31
Delírio e alucinação são, respectivamente,
(A) alteração do pensamento e alteração da audição.
(B) Alteração do pensamento e alteração da visão.
(C) alteração da senso-percepção e alteração do pensamento.
(D) alteração do pensamento e alteração da senso-percepção.
(E) alteração da senso-percepção e um dos sinais do delírio.

QUESTÃO 32
Paciente masculino, 38 anos de idade, internado por pneumonia, recebe
diagnóstico de sorologia positiva para o HIV. Por não aceirar o diagnóstico, é
encaminhado para o psicólogo. No primeiro contato, o paciente é receptivo;
no entanto, não deseja o acompanhamento psicológico dizendo "só eu posso
resolver os meus problemas, mais ninguém".
Diante do caso, referenciado pela psicologia hospitalar, assinale a
alternativa correta quanto à conduta do psicólogo.
(A) Comunicar o caso à equipe, não procurar o paciente respeitando sua
autonomia e buscar a família para discutir a situação.
(B) Explicar o objetivo, funcionamento e possíveis benefícios do
acompanhamento psicológico, pedir para ele pensar e retornar após um dia.
(C) Falar que respeitará a decisão, mas retornar algumas vezes visando ao
início de um acompanhamento sem que o paciente perceba.
(D) Solicitar atendimento psiquiátrico ao paciente, pois apresenta negação
patológica e a medicação para ansiedade pode ajudar.
(E) Mostrar que ele não possui recursos psíquicos para lidar sozinho com o
sofrimento e insistir ne , acompanhamento especializado.

QUESTÃO 33

www psicologianova com br 6


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
A psicóloga Mathilda Neder tem um percurso profissional que confunde-se
com a evolução da psicologia hospitalar no Brasil. Esse percurso e a evolução
da psicologia hospitalar buscam aproximação com os referenciais em
psicologia. Assinale a alternativa que apresenta essa aproximação.
(A) Aproximam-se da psicanálise freudiana como referencial básico, depois a
contribuição de Lacan para chegar a Winnicott.
(B) Descrevem a psicologia humanista como referência mais relevante e
recentemente a gestalt-terapia.
(C) Inicia no referencial psicanalítico, a psicoterapia breve amplia para
psicoterapia familiar e chega à psicossomática.
(D) Aproxima-se da perspectiva médica, acrescenta uma leitura
comportamental, depois neuropsicológica para aderir à psiquiatria.
(E) Desenvolve o referencial organizacional de gestão de pessoas em do
hospital.

QUESTÃO 34
Teste psicológico pode ser definido como procedimento sistemático para
observar, descrever e prever comportamentos com a ajuda de escalas ou
categorias fixas, gerando uma mensuração objetiva e padronizada de uma
amostra de comportamento. Testes são utilizados para avaliação psicológica,
por isso a importância do psicólogo dominar esses instrumentos.
Qual é o instrumento específico para avaliar depressão, desesperança e
humor?
(A) Escala Beck.
(B) Escala de Holmes.
(C) Teste Zulliger.
(D) Teste de Rorschach.
(E) Teste de Apercepção Temática (TAT).

QUESTÃO 35
Experiências infantis são fundamentais para a estruturação da personalidade,
segundo a maioria das teorias em psicologia. Essas experiências determinam
a capacidade de reação a dor e a disposição que atua na supressão da dor. A
relação entre dor e sua percepção varia entre pessoas e
(A) a capacidade de supressão da dor é variável e sujeita à influência interna
(da personalidade) e à externa (das condições do ambiente).
(B) não há capacidade de supressão da dor, e o controle da reação depende da
idade: quanto mais velho, melhor suprime-se a dor.

www psicologianova com br 7


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(C) a supressão da dor tem relação com a alimentação, a maturidade do
organismo adulto e a tolerância orgânica em relação à serotonina.
(D) a supressão ocorre quando a dor é periférica e não tem relação com o
desenvolvimento, mas com a fonte do estímulo doloroso.
(E) a capacidade de supressão é ampliada com o conhecimento e o
tratamento do inconsciente simultâneo ao tratamento médico.

QUESTÃO 36
Grandes médicos como o obstetra Frédérick Leboyer iniciaram mudanças em
suas práticas que influenciaram instituições e gerações posteriores de
profissionais. As mudanças realizadas por Leboyer que referenciam
movimento semelhante na instituição hospitalar da obstetrícia e de toda a
visão médica acerca do tratamento humano é identificada como
(A) apoio tecnológico de intervenção diagnóstica, mais processos virtuais e
menos risco de infecção.
(B) antevisão de problemas, exames digitais e possibilidade de cirurgia
intrauterina corretiva.
(C) cuidado pré-natal com exames intrauterinos complexos e nutrição
materna diferenciada.

(D) desmedicalização de processos naturais, personalização e humanização


dos procedimentos.
(E) apoio médico em anestesia pré e pós-procedimento cirúrgico, atenção
pediátrica padronizada.

QUESTÃO 37
A classificação de Hospital Amigo da Criança foi idealizada em 1990 pela
OMS e pela UNICEF para melhorar o atendimento à maternidade e à
infância, sendo adotada pelo Ministério da Saúde como ação prioritária em
1992. Desde essa época, a rede de saúde capacita profissionais, realiza
avaliações, estimula o credenciamento e a classificação traduz que o hospital
(A) medica preventivamente para inibir processos abortivos no pré-natal.
(B) usa intensivamente recursos tecnológicos e diminui riscos de infecção.
(C) cuida do pós-natal com nutrição polivitamínica evitando desnutrição.
(D) oferece exames para diagnosticar necessidades cirúrgicas intrauterinas.
(E) apoia amamentação exclusiva desde o pré-natal e evita desmame precoce.

QUESTÃO 38

www psicologianova com br 8


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Uma das consequências pessoais do adoecimento e da internação hospitalar é
o prejuízo sobre a autoestima e a noção de si mesmo, sujeitando a pessoa a
pensamentos de menos valia, culpa, impotência e negativismo em geral.
Segundo a psicologia hospitalar, referenciada pelo cognitivismo, a situação
exige orientação para que a atitude da família seja
(A) de concordância com a visão negativa da pessoa, ressaltando a ajuda para
ela sentir-se confirmada, conformada e receptiva aos cuidados.
(B) dando pouca importância aos problemas e negativismos apontados,
distraindo a pessoa com outras coisas de que gosta.
(C) cuidando da doença para não dar razão aos reclames, sem rebater as
lamentações, desviando a atenção para as recomendações médicas.
(D) ouvir, com atenção, compreender as razões, ampliar a perspectiva para a
pessoa perceber a situação de forma diferente, em que ela é ativa.
(E) solicitar apoio médico em anestesia e medicação antidepressiva para
atenuar os negativismo enquanto em tratamento.

QUESTÃO 39
A literatura em psicologia hospitalar aponta que a maioria dos pacientes, em
atendimento hospitalar, não apresenta quadros graves do ponto de vista
psiquiátrico, mas tem prejuízos na qualidade de vida que podem ser
pesquisados por
(A) exames internos com recursos tecnológicos e técnicas de feedback ativo.
(B) análise de sonhos, associação livre e interpretação do inconsciente.
(C) análise da tensão muscular por exames fisioterápicos e ortopédicos.
(D) aplicação de testes projetivos validados para identificar e provar
prejuízos.
(E) entrevista para pesquisar rotinas e hábitos desde a alimentação ao sono.

QUESTÃO 40
Durante um treinamento, ao trabalhar um assunto a partir dos manuais de
saúde pública, a respeito da atualidade da matéria. Um participante explica
que viu na Internet novas informações acerca do tema que contrariam o
manual usado. Diante da situação, o educador, que tem referência no
cognitivismo e valoriza a construção do conhecimento pelos treinandos,
(A) acata a informação do participante como verdadeira e indica à turma que
esse conhecimento será revisto nos manuais.
(B) impõe-se ao participante, recomenda à turma que estude pelo manual
adotado, explica que é a fonte adequada e não a Internet.

www psicologianova com br 9


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(C) diz à turma que vai pesquisar acerca do assunto para trazer novas
informações corretas deslocando a discussão para a próxima aula.
(D) desqualifica a Internet como meio de transmissão do conhecimento e
informa a respeito da existência de muitos sites não confiáveis.
(E) explora outras possibilidades com a turma, hipóteses, crenças e orienta a
pesquisa do tema para desenvolver o aprender a aprender.

QUESTÃO 41
Como tema relevante para a área pediátrica, a atividade física e o
desenvolvimento psicomotor devem ser preocupação do psicólogo
hospitalar. As teorias de desenvolvimento infantil esclarecem que a
psicomotricidade define-se como
(A) entendimento de que as características corporais são genéticas e o corpo
resulta do DNA, as quais o educador deve moldar ao educar a criança.
(B) habilidade corporal para a coordenação motora fina apoiar a escrita e na
escola está sob responsabilidade da educação física.
(C) percepção corporal que depende da cognição, revelando uma realidade
subjetiva que a educação
(D) compreensão de que atividades corporais que mobilizam a criança
coordena dimensões sensório-motora, simbólica, afetiva e cognitiva.
(E) expressão como atividade pensada, programada, proposta pelos adultos,
utilizando técnicas e formas padronizadas para obter resultados.

QUESTÃO 42
Crianças internadas e liberadas para brincar na brinquedoteca, após disputa
de brinquedos, podem brigar e chorar. A auxiliar de enfermagem e o
profissional educador que consideram o sentimento, preocupam-se em
escutar e aprender com a criança, entendem que o choro, a raiva ou a tristeza
exigem
(A) repreensão suave e imediata, pois emoções provocam conflito e
agressividade entre as crianças e, portanto, devem ser impedidas.
(B) que sejam estimuladas para fortalecer a criança ao
(C) enfrentar situações de medo, raiva, violência e reagir. reação suave e
entendimento de que necessitam ser vivenciadas da mesma forma que as
relacionadas à alegria, à curiosidade, ao medo e ao prazer.
(D) que devem ser evitadas e reduzidas nas situações hospitalares, pois
fazem sofrer, não fazem bem à saúde indicando preferência pela brincadeira
individual.

www psicologianova com br 10


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) a intervenção imediata do profissional para acalmar a ansiedade da
criança, consolando-a e reparando a frustração.

QUESTÃO 43
Na relação dos profissionais com crianças internadas, considerando a
dimensão social, afetiva e psicomotora do desenvolvimento, exige-se do
profissional atenção e atitude específicas. Assinale a alternativa que apresenta
essa atenção e atitude.
(A) Ter constância afetiva disponível, apesar da defesa natural e espontânea
da criança de afastar-se e resistir ao contato com esse adulto.
(B) Relacionar com firmeza científica nas comunicações, frieza profissional e
postura séria para um vínculo de confiança no tratamento.
(C) Evitar o vínculo por meio de contato físico, pois há possível dependência
para com o profissional, podendo prejudicar a atenção ao tratamento.
(D) Conversar pouco e não responder a respeito de experiências trazidas
pelos pacientes, pois causam distração para os procedimentos e os
profissionais.
(E) Observar se a criança participa do tratamento e, ao senti-la incomodada,
o profissional deve ignorar até que ela se acostume.

Questão 44
A compreensão das teorias psicodinâmicas a respeito do funcionamento
psíquico apoia a ideia de que uma pessoa pode, em situação crítica, regredir a
uma situação anterior do desenvolvimento. Quando a avaliação profissional
indica essa regressão à fase oral, compreende que
(A) há um funcionamento em torno de sensações e de músculos orais, por
isso os controles musculares periféricos estão diminuídos.
(B) estão envolvidos mecanismos neurofisiológicos que são associados ao
processo corporal que favorecem linguagem.
(C) condições atuais remetem a carências nutricionais e físicas da fase oral e
causam efeitos neurológicos por carência dessas substâncias nutritivas.
(D) existe um jogo de forças psíquicas que colocam a pessoa em uma
situação de dependência do outro e de falta de referência pessoal.
(E) sensações corporais que levam à necessidade de consumir alimentos em
excesso e a consumir alimentos infantis.

QUESTÃO 45
A avaliação psicomotora deve ser útil para o profissional e para a criança
hospitalizada, permitindo a ambos dimensionar os avanços e as dificuldades

www psicologianova com br 11


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
dentro do tratamento. Tradicionalmente, na educação, essas avaliações têm
sido resumidas a alguns testes de força, velocidade, forma de escrita, para
medir a aptidão. Entretanto, um profissional de saúde que utiliza o
conhecimento de psicomotricidade em crianças sem patologia ortopédica
considera que
(A) esses aspectos biofisiológicos devem ser avaliados por testes
neuropsicológicos disponíveis no hospital.
(B) a avaliação possibilita uma compreensão da maturidade motora, afetiva e
sensitiva da criança, que pode vir através de brincadeiras e ações normais.
(C) a avaliação, por meio de exames ortopédicos em imagens, deve mapear as
condições físicas para complementar a atenção fisioterápica.
(D) a avaliação em testes deve verificar o que falta no domínio de habilidades
motoras e ao profissional cabe oferecer exercícios compensatórios.
(E) a avaliação psicomotora confirma a maior ou menor inteligência cognitiva
e os menos favorecidos devem fazer os exercícios para melhorar.

Questão 46
As teorias psicodinâmicas definem o fenômeno da transferência nas relações
pessoais, que devem ser observadas pelo profissional de saúde, pois
(A) é uma situação passageira que pode enganar médicos e enfermeiros a
respeito do real estado fisiológico e autoimune da pessoa.
(B) pode ter sentido de amor ou ódio pelo profissional, sendo necessário
compreendê-la de forma técnica, não emotiva ou romântica.
(C) a transferência vai ser diagnosticada e interpretada pelos profissionais
médicos, psicólogos e de enfermagem.
(D) a transferência refere-se a uma distorção neurológica e a medicação
psiquiátrica pode ser alterada quando a confusão for identificada.
(E) o psicólogo sabe promover e suprimir a transferência, sendo necessária
no auxílio dos profissionais quando identificam o fenômeno.

Questão 47
Segundo a psicanálise, as pessoas podem reproduzir o inconsciente em
situações diversas, como no sonho, no ato falho e na relação transferencial,
que devem ser observadas pelo profissional de saúde, pois
(A) conteúdos inconscientes devem ser diagnosticados e interpretados pelos
profissionais médicos, psicólogos e de enfermagem para que as intervenções
tenham o efeito esperado.

www psicologianova com br 12


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) essas manifestações são atuação intencional e causam prejuízo na
recuperação do paciente, se ele exagerar em alguma direção, sendo desejável
evitá-las.
(C) emoções e ideias rejeitadas pelo ego interferem em todo o funcionamento
da pessoa sendo necessária a compreensão dessas possibilidades.
(D) o inconsciente refere-se a uma confusão e o profissional não pode deixar-
se enganar por sintomas inconscientes privilegiando os exames conscientes.
(E) a manifestação do inconsciente precisa ser reconhecida e contida para não
interferir nos procedimentos da pessoa em tratamento.

QUESTÃO 48
A compreensão das teorias psicodinâmicas acerca do funcionamento psíquico
relativo à depressão compreende que
(A) há um funcionamento em torno de ideias que são evocadas por estímulos
exteriores que devem ser mapeados e isolados.
(B) estão envolvidos mecanismos neurofisiológicos cujo tratamento via
medicação libera de maiores preocupações.
(C) a pessoa tem vivências atuais que a remetem a carências nutricionais e
físicas do passado, e situações semelhantes causam efeitos neurológicos.
(D) existiu aprendizado anterior em que estiveram presentes reforçadores
para a condição depressiva ou estiveram ausentes para situações contrárias.
(E) existe um jogo de forças psíquicas em que algum aspecto da experiência
ou da relação da pessoa com o mundo é rejeitado.

QUESTÃO 49
A situação hospitalar exige a compreensão a respeito da história e do
desenvolvimento da pessoa na sua totalidade. A teoria psicanalítica, nas
postulações acerca do desenvolvimento e da personalidade, parte do
pressuposto de que
(A) reflete o funcionamento de uma estrutura psicodinâmica subjetiva e
inconsciente, sendo possível explicar os comportamentos por ela.
(B) a personalidade psicológica resulta da ação dos fatores reforçadores e
compensadores do ambiente em que estruturam a pessoa.
(C) reações biológicas e fatores genéticos são determinantes e a teoria
descreve seus efeitos subliminares na personalidade.
(D) a personalidade resulta de tipos personalógicos determinados pelas
experiências uterinas em interação com a carga genética.
(E) a pessoa é livre para fazer escolhas, mesmo que parte mal resolvida do
desenvolvimento infantil possa marcar a personalidade.

www psicologianova com br 13


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

QUESTÃO 50
Situações críticas e intensamente emocionais podem desencadear processos
depressivos, como reação da pessoa, à semelhança do que ocorre no parto,
como fenômenos nomeados de blues puerperal, psicose puerperal, depressão
pós-parto. A respeito dessa dificuldade, a compreensão da teoria psicanalítica
é de que
(A) existe um funcionamento anterior que escondia ou controlava a
depressividade sendo que a experiência desorganiza essa estrutura e expõe a
fragilidade.
(B) há relações que estão por traz da depressão, como uma sogra muito
competitiva e um pai frágil diante da mãe, que são incapazes de apoiar a
parturiente.
(C) há experiência pessoais de ritmo, força física, atividade física, hábitos
alimentares que promovem ou impedem a depressão de acontecer, exigindo
atendimento multiprofissional.
(D) pacientes com especial preocupação acerca da aparência física é que
deprimem; por isso, evitar os espelhos e a valorização de estética exigente no
pré-natal são preventivos.
(E) as condições ambientais são determinantes e o controle sobre a atitude
do pai, da família e a recepção no ambiente hospitalar podem evitar o
episódio depressivo.

QUESTÃO 51
A avaliação psicológica refere-se ao modo de conhecer fenômenos e processos
psicológicos por meio de procedimentos de diagnóstico e prognóstico. Muitos
autores em psicologia sugerem que testes gráficos simples e rápidos ão mais
adequados para começar um exame ou avaliação psicológica, pois
(A) revelam o inconsciente de uma forma mais clara e fidedigna para a
compreensão da personalidade em relação à patologia.
(B) transmitem informações que podem ser confirmadas por exames
neurológicos relacionados à visão e à psicomotricidade.
(C) os desenhos podem ser coletados mesmo sem a pessoa saber e, como
dispensam a autorização, sua realização é mais difundida.
(D) refletem aspectos mais estáveis da personalidade, mais difíceis de serem
modificados ou disfarçados, dada a simplicidade de sua utilização.
(E) podem ser escaneados, submetidos à interpretação por softwares que
favorecem melhor e rapidez na emissão de resultados.

www psicologianova com br 14


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

QUESTÃO 52
Há necessidade do profissional de saúde conhecer aspectos psicológicos da
relação entre pais e filhos ligados à situação médica. O referencial da
psicoterapia familiar sistêmica permite ao psicólogo hospitalar entender
(A) como manter a família ocupada para não atrapalhar e não interferir nos
procedimentos necessários.
(B) como ajudar a criança a ignorar familiares que prejudicam sua relação
com o mundo, consigo mesmo ou com a sociedade.
(C) quando as vontades não realizadas vão provocar traumas que aparecerão
na idade adulta.
(D) o lugar e a função que a doença e o doente ocupam na rede familiar e
quem perde e quem ganha com isso.
(E) as rotinas e costumes familiares para orientar os profissionais e facilitar
adaptação do filho ao hospital.

Questão 53
Referenciado pelo teste HTP, todos os componentes de um desenho realizado
durante o processo, com o propósito de avaliação, são analisáveis. Figuras
estereotipadas — a exemplo de coqueiro, bananeira e pessoa feita de "palitos"
— devem receber orientação e justificativa do avaliador. Assinale a alternativa
que apresenta a orientação e a justificativa, respectivamente, que o avaliador
deve passar.
(A) Pede para refazer a pessoa, pois ninguém é de palito, mas aceita o
coqueiro.
(B) Pede para refazer todos os desenhos, pois desse jeito não oferecem
material suficiente para análise.
(C) Diz que as figuras são aceitas para análise, pois no teste não tem resposta
certa nem errada, apenas o jeito particular.
(D) Diz que esses desenhos, quando feitos no hospital, traduzem
depressividade e necessidade de tratamento.
(E) Diz que a pessoa está infantilizada e que precisa reagir para ter uma
atitude mais colaborativa e madura.

QUESTÃO 54
Em uma situação hospitalar de primeiro contato para avaliação no momento
da testagem através do HTP, um adolescente alega que não sabe desenhar,
sugerindo uma preocupação com a plástica do desenho. Na verdade, a atitude
representa uma defesa ou uma resistência à comunicação com o profissional

www psicologianova com br 15


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
e de contato com a realidade externa e interna. O psicólogo, nessa situação,
assume uma atitude técnica reconhecidamente adequada e justificada para
lidar com a situação quando
(A) aceita a preocupação plástica, oferece de imediato outro teste sem
desenho, em substituição ao anterior, pois adolescentes gostam de desafio.
(B) compreende e interpreta para o adolescente que é a maneira de ele lidar
com a realidade, interna ou externa, com alto nível de exigência que veio de
seus pais.
(C) se interessa em conhecer quais os perigos fantasiados que ele tenta
evitar, no que acredita que possa ocorrer de ruim caso relaxe essa conduta
defensiva.
(D) entende que se trata de uma defesa que precisa ser superada, então o
profissional deve ser firme, não aceitar a desculpa, explicar que é parte do
tratamento até que ele ceda.
(E) solicita apoio dos pais e parentes para pedir o desenho, fazendo com que
a família colabore com o processo de tratamento convencendo-o a fazer.

QUESTÃO 55
O estresse pode ser definido como conjunto de reações físicas, químicas e
mentais decorrentes de dificuldade de administrar estímulos ou estressores,
ambientais ou internos. A compreensão atual da psicologia acerca do estresse
e do sofrimento no trabalho afirma que
(A) há um estado patológico de estresse no trabalho quando há discussão
entre colegas, sofrimento e conflitos
(B) o conflito e o estresse precisam ser eliminados do trabalho, pois não há
como eliminá-los da vida pessoal.
(C) as personalidades das pessoas são, às vezes, incompatíveis e deve-se
reunir equipes com afinidade testada para eliminar o estresse.
(D) formas da gestão de pessoas eliminar o estresse no trabalho é
intermediar discussões, administrar conflitos e suprimir cobranças.
(E) boa dose de estresse é necessária também para manutenção da saúde das
pessoas no trabalho ou na vida.

QUESTÃO 56
A avaliação psicológica é atividade pericial cuja qualidade pode ser cobrada
judicialmente, por isso a exigência de profissional psicólogo na testagem. Os
direitos do testando em situação de hospitalização, que devem ser
observados, segundo normas para Testagem Educacional e Psicológica da

www psicologianova com br 16


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
American Psychological Association (APA), observa alguns aspectos.
Assinale a alternativa que apresenta esses aspectos.
(A) São necessários consentimento do próprio ou responsáveis antes (com
exceções), bem como (s) informação dos escores e da interpretação depois.
(B) O solicitante da testagem, médico, justiça ou direção, tem acesso sem
sigilo e as características personalógicas passam ao domínio dos
profissionais.
(C) São exigidas solicitação institucional, informação de que será testado e
divulgação pública dos escores para justificar decisões de tratamento,
julgamentos ou seleção.
(D) São necessários atendimento personalizado, divulgação pública sem
nomes, destruição de arquivo, no caso de pessoas cujo tratamento tenha
finalizado.
(E) O solicitante, médico, justiça ou direção, acessa os escores sem nomes
para julgamento impessoal, a pessoa não pode ser avisada do tipo de teste;
apenas que será testada.

QUESTÃO 57
O paradigma existencial/humanista a respeito da personalidade trabalha com
categorias conceituais diferentes da psicodinâmica como a fenomenologia e a
compreensão holística. Tal enfoque afirma que
(A) o sofrimento da pessoa depende de como é vivenciada a relação com a
sombra, que é inconsciente e referencia a autenticidade, a anima e o animus.
(B) a discussão teórica humanista explica a natureza do sofrimento, mas não
ajuda na supressão da dor humana que é objetivo do existencialismo.
(C) o sofrimento da pessoa pode ser evitado pela qualidade da relação com as
pessoas através da transferência positiva, da reorganização do inconsciente.
(D) o desenvolvimento é o foco do trabalho terapêutico, pois o passado reúne
as causas para o sofrimento existencial da pessoa.
(E) o sofrimento da pessoa denuncia situações limites, permite e obriga a
pessoa rever suas escolhas, mudar aspectos da vida e é existencialmente
positivo.

QUESTÃO 58
Testes psicológicos são utilizados para fins de avaliação da personalidade, de
diagnóstico e de seleção de pessoal e, em geral, a psicologia hospitalar tem a
compreensão sobre testes psicológicos de que
(A) são utilizados em pacientes em atendimento ambulatorial, pois a
dinâmica de funcionamento de uma enfermaria inviabiliza sua aplicação.

www psicologianova com br 17


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) auxiliam na avaliação psicológica, são privativos de profissionais
habilitados e devem ser associados a outras fontes de informações.
(C) não devem ser utilizados em pacientes hospitalizados, pois não foram
elaborados nem validados nesse contexto.
(D) fornecem uma avaliação psicológica confiável e de fácil manuseio por
psicólogos, médicos ou enfermeiras no contexto de hospitalização.
(E) respondem pela avaliação psicológica e são fontes para discriminar
diagnóstico, separando situações de somatização e adoecimento fisiológico.

QUESTÃO 59
A psicanálise explica as atitudes negativas motivadas pela pulsão de morte,
pela resistência ou pela transferência negativa. A psicologia cognitivista
observa crenças e pensamentos negativos que são encadeados
automaticamente influenciando o comportamento. A psicologia analítica
sugere que há um depositário das emoções e pensamentos rejeitados que
sustentam a atitude negativa. Essa noção de negatividade está presente em
todas as abordagens em psicologia, inclusive nas psicologias fenomenológicas
como a gestalt terapia que considera a respeito do fenômeno
(A) a formação da autopercepção negativa que inicia e se sustenta na
autopiedade que resulta do medo da própria agressividade que fui suprimida
na infância.
(B) os vínculos infantis na fase edípica, bem sucedidos ou fracassados, que
determinam a atitude negativa adulta, pois depende de como a pessoa se
identifica em relação ao outro.
(C) a relação com o mundo que se estrutura a partir de processos negativos
percebidos desde cedo e condicionados pelo ambiente levando à rigidez
perceptiva que precisa ser analisada.
(D) que, quando não há paz interior, há perda da experiência do aqui e agora
que gera distanciamento de si mesmo e a respectiva reação de raiva
provocada pela autoalienação.
(E) a agressividade, quando não é experienciada de forma responsável e
espontânea, que vai transformar-se em violência e hostilidade dissimulada ou
disfarçada.

Questão 60
A capacitação de profissionais da área da saúde exige planejamento e uma
escolha entre concepções pedagógicas, adequando o processo educativo ao

www psicologianova com br 18


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
contexto hospitalar ou de saúde. Na abordagem em educação orientada pelas
melhores práticas pedagógicas, que podem ser referenciadas no cognitivismo,
(A) define-se ensino e aprendizagem como resultado de estímulos e reforços
que o educador planeja para obter os resultados.
(B) prioriza-se o processo de memorização, repetindo os exercícios e o
conteúdo até obter o desempenho ,esperado na situação planejada.
(C) o processo desloca-se para a cooperação na construção do aprendizado
coletivo em situações planejadas pelo educador.
(D) define-se conteúdos teóricos com textos de apoio que devem ser
estudados e verificados em exercícios.
(E) prepara quem vai transmitir as informações científicas e diminui os
estímulos no ambiente para favorecer a assimilação.

www psicologianova com br 19


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

FUNIVERSA - Ministério Público do Estado de


Goiás Procuradoria-Geral de Justiça
Concurso Público – Técnico Em Psicologia –
2010

QUESTÃO 21
A Lei n.º 8.842/1994 dispõe sobre a política nacional do idoso. Tal lei
delimita, em seu artigo 10, como competências dos órgãos e entidades
públicos na área de promoção e assistência social
(A) prestar serviços e desenvolver ações voltadas para o atendimento das
necessidades básicas do idoso, mediante a participação das famílias, da
sociedade e de entidades governamentais e não governamentais.
(B) adotar e aplicar normas de funcionamento às instituições geriátricas e
similares, com fiscalização pelos gestores do Sistema Único de Saúde.
(C) desenvolver programas educativos, especialmente nos meios de
comunicação, a fim de informar a população acerca do processo de
envelhecimento.
(D) criar e estimular a manutenção de programas de preparação para
aposentadoria nos setores público e privado com antecedência mínima de
dois anos em relação ao afastamento.
(E) propiciar ao idoso o acesso aos locais e aos eventos culturais, mediante
preços reduzidos, em âmbito nacional.

QUESTÃO 22
De acordo com o Estatuto do Idoso, comete crime a ser punido com reclusão
de seis meses a um ano e multa aquele que discriminar pessoa idosa,
impedindo ou dificultando seu acesso a operações bancárias, aos meios de
transporte, ao direito de contratar ou por qualquer outro meio ou
instrumento necessário ao exercício da cidadania, por motivo de idade
(Capítulo II, artigo 96). Na mesma pena, incorre quem
(A) abandonar o idoso em hospitais, casas de saúde, entidades de longa
permanência, ou congêneres, ou não prover suas necessidades básicas,
quando obrigado por lei ou mandado.
(B) exibir ou veicular, por qualquer meio de comunicação, informações ou
imagens depreciativas ou injuriosas à pessoa do idoso.
(C) apropriar-se de ou desviar bens, proventos, pensão ou qualquer outro
rendimento do idoso, dando-lhes aplicação diversa da de sua finalidade

www psicologianova com br 20


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(D) desdenhar, humilhar, menosprezar ou discriminar pessoa idosa, por
qualquer motivo.
(E) coagir, de qualquer modo, o idoso a doar, contratar, testar ou outorgar
procuração.

QUESTÃO 23
O Estatuto do Idoso (Lei n.º 10.741/2003) delineia como medidas de
proteção ao idoso, a serem aplicadas isoladas e cumulativamente,
(A) abrigo em entidade e abrigo permanente.
(B) encaminhamento a órgão responsável pelo tratamento de usuários de
drogas ilícitas.
(C) inclusão no mercado de trabalho e apoio ao empreendedorismo na
terceira idade.
(D) repreensão à família ou ao curador, que deverá assinar termo de
responsabilidade pelo idoso.
(E) orientação, apoio e acompanhamento temporários e abrigo em
entidade.

QUESTÃO 24
O teste das matrizes progressivas de Raven foi desenvolvido por John C.
Raven, em 1938. A forma original, denominada Matrizes Progressivas
Standard (Standard Progressive Matrices – SPM), é conhecida no Brasil como
Escala Geral. Em 1947, foram desenvolvidas mais duas escalas, as Matrizes
Progressivas Coloridas (Coloured Progressive Matrices – CPM) e as Matrizes
Progressivas Avançadas (Advanced Progressive Matrices – APM). Dessas
duas escalas, a primeira destina-se a
(A) universitários e idosos, enquanto que a segunda é voltada para
crianças de 5 a 7 anos de idade e deficientes mentais.
(B) crianças pequenas (5 a 11 anos de idade), pessoas idosas e deficientes
mentais, e a segunda testa pessoas com capacidade intelectual superior à
média (mais usada para pessoas com escolaridade universitária).
(C) crianças na pré-adolescência, de 10 e 12 anos de idade, e idosos,
enquanto que a segunda testa pessoas com escolaridade universitária e
deficientes mentais.
(D) idosos, pré-adolescentes e deficientes mentais. Já a segunda testa
pessoas em classes de alfabetização e aquelas que têm inteligência superior à
média, geralmente universitárias.

www psicologianova com br 21


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) pessoas com inteligência superior em qualquer idade e também idosos.
A segunda testa deficientes mentais e crianças pequenas, entre 3 e 6 anos de
idade.

QUESTÃO 25
O teste de Rorschach é um dos mais aplicados no mundo. É um teste
projetivo, conhecido por sua capacidade descritiva. Assinale a alternativa que
apresenta uma situação em que ele deve ser aplicado.
(A) Obtenção de um inventário das principais características de
personalidade do sujeito, a partir de sua história pregressa.
(B) Necessidade de uma descrição detalhada da capacidade cognitiva do
sujeito diante de situações traumáticas.
(C) Determinação da capacidade elaborativa da pessoa ao longo de sua
vida, bem como dos meios cognitivos envolvidos na resolução de problemas.
(D) Obtenção de um perfil multidimensional dos traços mais marcantes da
personalidade do sujeito.
(E) Definição de perfil unidimensional das capacidades cognitivas do
sujeito.

QUESTÃO 26
A entrevista clínica tem-se mostrado um instrumento valioso em processos
de abuso sexual cometidos contra crianças e adolescentes. Os dados
levantados na entrevista propiciam apoio no acompanhamento em situações
legais e judiciais, bem como um melhor encaminhamento para outros
serviços. A escuta dessas crianças e adolescentes requer que o entrevistador
tenha qualidades que são importantes para o oferecimento de uma escuta
diferenciada desses sujeitos. Entre essas qualidades, destacam-se
(A) envolver-se pessoalmente com o problema da criança, ter
autoconhecimento, propiciar a emergência de fantasia e ser sincero.
(B) discernir entre seus problemas e os da criança, ter postura de dúvida
em relação ao que é contado e estimular a capacidade criativa da criança.
(C) envolver-se de maneira significativa com a criança, fortalecer o vínculo
a partir da indignação da criança e ser honesto.
(D) discernir entre seus problemas pessoais e os da criança, ter
autoconhecimento, ser sincero e honesto, aceitar e compreender a criança e
estar seguro de si.
(E) estimular a catarse como meio de elaboração do problema, agir com
segurança e tomar o relato da criança como um problema em que deve se
envolver pessoalmente.

www psicologianova com br 22


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

QUESTÃO 27
A Síndrome de Alienação Parental tem sido tema recorrente em disputa de
guarda de filhos em processos de separação e divórcio. Essa síndrome foi
descrita por Gardner, psiquiatra norte-americano, como
(A) o processo que consiste em fazer uma criança esquecer-se de um de
seus genitores.
(B) o recurso utilizado pelos pais de uma criança para que ela passe a odiar
seus avós maternos ou paternos.
(C) o meio pelo qual um adulto passe a odiar seus filhos, abrindo mão de
sua guarda.
(D) o processo que consiste em “programar” uma criança para que odeie
um de seus genitores, sem justificativa.
(E) o processo que consiste em manipular um dos genitores para que ele
escolha ficar com apenas um filho.

QUESTÃO 28
A violência contra crianças e adolescentes no Brasil não é uma prática
recente. Nas últimas décadas, esse fenômeno tem sido muito discutido,
sobretudo após a promulgação do Estatuto da Criança e do Adolescente
(ECA). Entre as várias causas que mantêm essa prática, incluem-se
(A) as características do agressor e da vítima e questões culturais.
(B) as novas tecnologias da educação e da transmissão de
valores.
(C) os avanços dos estudos em psicologia do desenvolvimento e da
educação.
(D) a vida cotidiana e a transmissão de valores feita de pais para filhos.
(E) o novo paradigma de vida pautado na Internet e as relações
cristalizadas e profundas que ele traz.

QUESTÃO 29
Para Piaget, o juízo moral, assim como o desenvolvimento, é permeado por
fases distintas e diretamente ligado ao modo pelo qual o sujeito relaciona-se
com as outras pessoas. Na heteronomia, que vai dos 6 até 10/11 anos de
idade, a criança internaliza as regras, toma consciência delas, pois já pode
separar físico de psíquico. A isso, Piaget denomina realismo moral. Assinale a
alternativa que apresenta exemplo de realismo moral.

www psicologianova com br 23


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(A) A reciprocidade, pois a noção de justiça supera a fase do estrito
igualitarismo para basear-se na equidade. Os castigos convertem-se, assim,
em algo motivado, não necessário e recíproco.
(B) A criança não segue regras coletivas. Quando se depara com crianças
dessa idade, percebe-se o que se chama de monólogo coletivo, pois estas
estão na fase de egocentrismo.
(C) A criança passa a tomar decisões por si mesma, analisando e
compreendendo as regras de cunho universal. Autonomia
(D) A criança prefere brincadeiras individuais, analisa as regras de cunho
universal e passa a segui-las, tomando decisões por si mesma, sem o
referendo dos pais. Autonomia
(E) A consideração da responsabilidade centrando-se unicamente nas
consequências materiais da ação, sem levar em conta a intenção que move a
ação nem as circunstâncias que a rodeiam. "Certo/errado inerentemente"

QUESTÃO 30
Um dos transtornos psicopatológicos mais comuns em crianças e
adolescentes vítimas de abuso sexual é o transtorno de estresse pós-
traumático (TEPT), que pode ser identificado a partir de uma série de
sintomas, entre os quais se incluem
(A) excitação diminuída, verificada por meio de ausência de transtorno do
sono, comportamento amável, apatia, alta concentração, hipervigilância,
resposta exagerada de sobressalto e resposta autônoma a lembranças
traumáticas.
(B) excitação aumentada, irritabilidade, amabilidade, sedução, dificuldade
de concentração, hipovigilância, resposta exagerada de sobressalto e resposta
autônoma a lembranças traumáticas.
(C) excitação diminuída, verificada por meio de transtorno de alimentação,
irritabilidade, raiva, dificuldade de concentração, hipervigilância, resposta
exagerada de sobressalto e resposta autônoma a lembranças traumáticas.
(D) excitação aumentada, verificada por meio de transtorno de
alimentação, amabilidade, raiva, alta concentração, hipervigilância, resposta
exagerada de sobressalto e resposta autônoma a lembranças traumáticas.
(E) excitação aumentada, verificada por meio de transtorno do sono,
irritabilidade, raiva, dificuldade de concentração, hipervigilância, resposta
exagerada de sobressalto e resposta autônoma a lembranças traumáticas.

Texto III, para responder às questões 31 e 32.

www psicologianova com br 24


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
A ruptura conjugal cria a família monoparental, e a autoridade
parental, até então exercida pelo pai e pela mãe, acompanha a crise e
concentra-se em um só dos genitores, ficando o outro reduzido a um papel
verdadeiramente secundário (visita, alimentos, fiscalização). Quer isso dizer
que um dos genitores exerce a guarda no âmbito da atuação prática, no
cuidado diário, e o outro conserva as faculdades potenciais de atuação.
Assim, com o crescente número de rupturas, surgem, também, os
conflitos em relação à guarda de filhos de pais que não mais convivem,
fossem casados ou não. Cumpre à doutrina e à jurisprudência estabelecer as
soluções que privilegiem a manutenção dos laços que vinculam os pais a seus
filhos, eliminando a dissimetria dos papéis parentais que o texto
constitucional definitivamente expurgou, como se vê pelo artigo 226, § 5.º.
A ruptura afeta diretamente a vida dos menores, porque modifica a
estrutura da família e atinge a organização de um de seus subsistemas, o
parental. Diante de tal situação, aparece uma corrente que questiona a
necessidade de se manterem todos os personagens da família envolvidos,
mesmo após a ruptura da vida em comum, a partir de noções de outras
disciplinas, como a psicologia, a sociologia, a psiquiatria, a pediatria e a
assistência social, tentando, assim, atenuar as consequências injustas que
essa ruptura provoca.
In: Revista Âmbito Jurídico (com adaptações).

QUESTÃO 31
Como destaca o texto III, correntes teóricas questionam a necessidade da
manutenção da presença de todos os personagens da família, mesmo depois
da ruptura da vida em comum. Tal questionamento fez surgir um novo tipo
de guarda de filhos, visando manter uma adequada comunicação entre os
pais. Esse tipo de guarda é denominada
(A) compartilhada.
(B) alternada.
(C) definitiva.
(D) exclusiva.
(E) inclusiva.

QUESTÃO 32
Segundo o texto III, “Cumpre à doutrina e à jurisprudência estabelecer as
soluções que privilegiem a manutenção dos laços que vinculam os pais a seus
filhos, eliminando a dissimetria dos papéis parentais que o texto
constitucional definitivamente expurgou, como se vê pelo artigo 226, § 5.º. Já

www psicologianova com br 25


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
o fundamento psicológico para o tipo de guarda em Questão, no qual a
presença dos personagens familiares é mantida, mesmo depois da separação,
reside no fato de que a separação e o divórcio acarretam uma série de perdas
para a criança.” A partir do exposto, conclui-se que o tipo de guarda em que a
presença dos personagens familiares é mantida tem como objetivo
(A) mascarar os sentimentos depressivos das crianças, o que lhes traz
benefícios para sua vida futura.
(B) descartar a guarda exclusiva, visto que esta mostra-se
ineficiente e prejudicial aos filhos.
(C) complementar a guarda exclusiva, sobretudo nos casos em que a
criança apresenta problemas de fundo emocional.
(D) amenizar o sentimento de perda, pois os filhos se beneficiam ao
reconhecerem que têm dois pais envolvidos em sua criação e educação.
(E) manter o bem-estar da criança a ser adotada, devido ao aumento dos
casos de adoção.

QUESTÃO 33
As modalidades de violência doméstica praticadas contra crianças e
adolescentes são classificadas em
(A) violência sexual (negligência) e violência escolar.
(B) violência física e educativa.
(C) violência física, violência sexual, negligência e violência psicológica.
(D) violência física, violência sexual ou negligência e violência educativa.
(E) violência física ou negligência, violência sexual e abandono.

QUESTÃO 34
Segundo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), verificada a prática
de ato infracional, a autoridade competente poderá aplicar ao adolescente
várias medidas, entre as quais se incluem
(A) prisão e internação em estabelecimento correcional.
(B) liberdade assistida e inserção em regime de semiliberdade.
(C) internação em estabelecimento prisional e advertência.
(D) pagamento pelo dano causado e internação.
(E) pagamento pelo dano causado e internação em estabelecimento
prisional.

QUESTÃO 35
A teoria de desenvolvimento infantil de Vygotsky dá destaque ao papel da
linguagem. Para esse autor, a linguagem tem papel relevante no

www psicologianova com br 26


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
desenvolvimento do sujeito, pois é o sistema simbólico básico. Assinale a
alternativa que apresenta duas funções da linguagem, conforme Vygotsky.
(A) desenvolvimento sensório-motor e pensamento egocêntrico
(B) pensamento egocêntrico e fala generalizante
(C) intercâmbio social e fala individual
(D) intercâmbio social e pensamento generalizante
(E) pensamento generalizante e pensamento egocêntrico

QUESTÃO 36
O adolescente N., de 13 anos de idade, é apreendido após tentativa de roubo
a uma padaria. Na entrevista com o psicólogo, N. conta que lhe dá prazer
tirar as coisas das outras pessoas e que muitas vezes só consegue ficar feliz
roubando ou quebrando coisas (orelhões, bancos de praça, pontos de ônibus,
por exemplo). Esse comportamento é recorrente, e N. já foi apreendido 9
vezes nos últimos 6 meses. Relatórios anteriores, feitos por psicólogos e por
psiquiatras, apontam corretamente para o diagnóstico de transtorno de
(A) personalidade antissocial.
(B) conduta.
(C) personalidade histriônica.
(D) personalidade esquizoide.
(E) personalidade depressiva.

QUESTÃO 37
As alterações emocionais às quais crianças e adolescentes vítimas de abuso
sexual estão sujeitas incluem
(A) abusos de substâncias e fugas do lar.
(B) sentimentos de medo, vergonha, culpa, ansiedade, tristeza, raiva e
irritabilidade.
(C) dissociação, baixo rendimento escolar e crenças distorcidas.
(D) enurese noturna, vergonha e fugas do lar.
(E) conduta hipersexualizada e mudanças nos padrões de alimentação e
sono.

Texto IV, para responder às questões 38 e 39.


A dependência química constitui hoje problema de saúde
experienciado por um contingente significativo da população. Considerando
esse contexto, os municípios precisam organizar-se para atender a pessoas
acometidas por essa patologia, indo ao encontro dos pressupostos da
Reforma Psiquiátrica Brasileira.

www psicologianova com br 27


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Uma das drogas de ampla ingestão é o álcool. O consumo desse é um dos
hábitos sociais mais antigos e difundidos entre as populações, já que está
correlacionado a ritos religiosos, valores sociais e culturais, além de lhe
serem conferidos efeitos como calmante, afrodisíaco, estimulante de apetite,
desinibidor, entre outros. Além do mais, “a cultura pode influenciar o padrão
e o contexto, assim como a quantidade do consumo de álcool e o padrão
desse consumo pode, por sua vez, ser um determinante importante dos
problemas com bebida”.
Cerca de 15% das pessoas que consomem álcool progridem para o
alcoolismo. Esse é um dado realmente preocupante, já que tal patologia pode
prejudicar tanto a qualidade de vida dos sujeitos alcoolistas, como do seu
meio familiar e social.
Cíntia Nasi e Leila Mariza Hildebrandt. Ser un adicto en la voz de
sujetos dependientes del alcohol. SMAD, Rev. Eletrônica Saúde Mental
Álcool Drog. Ed. port. [online] ago./2007, vol.3, n.º 2. Internet:
<http://pepsic.bvs-psi.org.br> (com adaptações). Acesso em 17/5/2010.

QUESTÃO 38
De acordo com o texto IV, a família do alcoolista também é atingida
pelos malefícios do álcool, já que é ela que convive com esse sujeito
dependente. O alcoolismo interfere nos papéis dos membros do grupo
familiar, fazendo que necessitem alterar sua dinâmica. A família também
pode adotar regras que possam contribuir para o alcoolista continuar com o
uso de bebidas, como não falar a respeito do abuso do álcool. Esse tipo de
regra criada pela família pode ser considerado como uma
(A) estratégia para proteger seus membros da dor emocional que
experimenta e, ao mesmo tempo, para esses membros aceitarem sem
resistência esse padrão familiar.
(B) estratégia para manter a família em consonância com seus segredos
familiares, encarando o problema como algo normal.
(C) solução possível ao conflito familiar que poderia ser causado se se
tocasse nesse assunto, obrigando o alcoolista a buscar ajuda.
(D) negação da realidade, na qual a família exclui o membro dependente,
deixando-o à margem da organização familiar.
(E) aceitação da realidade familiar, na qual o problema é enfrentado por
todos os membros da família, e cada um toma para si a responsabilidade pelo
fato.

QUESTÃO 39

www psicologianova com br 28


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
A respeito do assunto abordado no texto IV, assinale a alternativa que
apresenta o encaminhamento a ser dado por um psicólogo, caso constate a
dependência química em um paciente dele.
(A) Fazer o acompanhamento psicoterápico por algum tempo e, depois, se
necessário, encaminhar o paciente para a manutenção, cujo objetivo é
reorganizar a vida do paciente.
(B) Entrar em contato com a família e sugerir a interdição temporária do
dependente, bem como encaminhá-lo para uma clínica de desintoxicação,
visando à reorganização de seus hábitos.
(C) Encaminhar o paciente para a desintoxicação, que visa à retirada das
drogas, e, em seguida, para a manutenção, que tem por objetivo reorganizar a
vida do paciente sem o uso delas.
(D) Sugerir ao paciente que se afaste de suas atividades profissionais
visando deixar a dependência.
(E) Encaminhar o paciente para uma terapia comunitária e recomendar
terapia familiar ao restante do núcleo familiar do paciente.

QUESTÃO 40
Em um processo de separação judicial, a mãe requer a guarda exclusiva
de seu filho. Em entrevista com a criança, o psicólogo relata as seguintes
características: a criança diz odiar o pai e também seus tios e avós, conta que
o pai sempre foi ausente e que sempre sentiu falta de amor por parte dele. A
mãe foi considerada pelo psicólogo como superprotetora e vitimizada em
relação ao pai, por quem nutre muito ódio e desejo de vingança. Com base
nessa situação, assinale a alternativa que apresenta uma conclusão correta do
psicólogo.
(A) O relato da criança aponta para um transtorno de estresse pós-
traumático, provocado por provável abuso sexual. A guarda exclusiva é
recomendada.
(B) Trata-se de um caso de Síndrome de Alienação Parental.
Recomendam-se entrevistas conjuntas com os pais da criança, para o
diagnóstico da síndrome e futuros encaminhamentos.
(C) Trata-se de uma manipulação da criança que, na verdade, quer ficar
com pai em detrimento da convivência com a mãe.
(D) A guarda exclusiva deve ser deferida, tendo em vista que a criança
aparenta ter dificuldades em discernir fantasia de realidade.
(E) Trata-se de um caso de abuso moral contra a criança; assim, a guarda
deve ser dada exclusivamente à mãe e seus familiares diretos.

www psicologianova com br 29


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
QUESTÃO 41
Segundo a Lei n.º 8.842/1994, todo cidadão tem o dever de denunciar
à autoridade competente qualquer forma de negligência ou de desrespeito ao
idoso. Assim, cabe à justiça, como autoridade competente, de acordo com o
que é delimitado pela citada lei,
(A) direcionar ao Poder Executivo as demandas de proteção e defesa dos
direitos da pessoa idosa.
(B) trabalhar junto ao Poder Legislativo para que ações que visem evitar
abusos sejam regulamentadas.
(C) zelar pela aplicação das normas sobre o idoso, determinando ações
para evitar abusos e lesões a seus direitos.
(D) promover a capacitação de recursos para o atendimento de idosos.
(E) promover as articulações intraministeriais e interministeriais
necessárias à implementação da política nacional do idoso.

Texto V, para responder às questões 42 e 43.


Uma menina de 12 anos chega para entrevista com o psicólogo,
encaminhada pelo Conselho Tutelar. O relatório do Conselho traz como
informações importantes: a criança trabalha desde os 7 anos de idade na casa
de vizinhos. A mãe (alcoólatra) a obriga a trabalhar para que ela traga
dinheiro para casa. A menina fugiu de casa e conta que não quer mais
trabalhar. Foi recolhida em uma praça da cidade, depois de ter sido pega
jogando pedras nos carros que passavam. A criança apresenta aparentes
maus-tratos, marcas de queimaduras e instabilidade emocional.

QUESTÃO 42
Com base no texto V, é correto afirmar que, via de regra, a violência
(A) psicológica é sempre a mais evidente, ocorrendo com maior frequência.
(B) sexual, explícita no texto, revela um aglomerado de situações complexas.
(C) tanto física quanto psicológica podem ocorrer de modo isolado ou em
conjunto.
(D) física é a única que congrega todas as demais.
(E) psicológica é a que mais se pode perceber no texto: bastaria uma
entrevista com a criança para comprová-la.

QUESTÃO 43
De acordo com o ECA, o trabalho exercido pela criança mencionada no texto
V é considerado
(A) inviolável.

www psicologianova com br 30


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) importante.
(C) autorizado.
(D) legal.
(E) ilegal.

Texto VI, para responder às questões 44 e 45.


Para Winnicott (2000), a agressividade pode tomar vários caminhos, e
estes estarão em estreita relação com a resposta ambiental: o
desenvolvimento normal da capacidade de inquietude e duas alternativas
patológicas que seriam a não capacidade para a inquietude e a formação do
falso-self, ligado à Questão da tendência antissocial.
Araujo (2001) nos lembra que a necessidade de um guia estaria
presente não só no psiquismo individual, mas também nos fenômenos
coletivos. Ele completa que esse mecanismo psíquico, individual ou coletivo,
guarda uma ambivalência estrutural: queremos ser livres e queremos ser
protegidos.
Segundo Selosse (1997), a justiça para os menores, além do poder de
sancionar uma conduta repreensível, dispõe de uma autoridade legal, aquela
que diz a lei, para lembrar ao jovem delinquente a existência de uma
autoridade referente, o respeito à realidade externa e a dar conta dos direitos
individuais.
Sandra Maria Baccara Araújo. A ausência da função paterna no
contexto da violência juvenil. In: Simpósio Internacional do Adolescente,
2005, São Paulo. Internet: <www.proceedings.scielo.br> (com adaptações).
Acesso em 20/5/2010.
QUESTÃO 44
Como base no texto VI, a partir do conceito de tendência antissocial e
conforme Winnicott, a transgressão do adolescente é
(A) um desafio às normas vigentes.
(B) um gesto de esperança.
(C) um abandono de valores.
(D) uma valorização do crime.
(E) uma inversão de valores culturais.

QUESTÃO 45
Segundo o texto VI, a justiça lembra ao jovem transgressor que há uma
autoridade. O lugar de autoridade ocupado pela justiça remete ao conceito
winnicottiano de
(A) função materna.

www psicologianova com br 31


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) objeto transicional.
(C) objeto reparador.
(D) falso self.
(E) função paterna.

QUESTÃO 46
O registro de atendimentos individuais ou em grupo é de responsabilidade do
psicólogo. Quando se tratar de trabalho em equipe multiprofissional, o
registro deve ser realizado em
(A) prontuário exclusivo para atendimento psicológico, devendo ser
registradas apenas as informações necessárias ao cumprimento do trabalho.
(B) prontuário individual, devendo ser registradas todas as informações
fornecidas pelo paciente.
(C) prontuário único, devendo ser registradas apenas as informações
necessárias ao cumprimento do trabalho.
(D) ficha de acompanhamento, devendo ser registradas apenas as
informações necessárias ao cumprimento do trabalho.
(E) relatório de estudo de caso, devendo ser registradas todas as informações
fornecidas pelo paciente e seus familiares.

QUESTÃO 47
De acordo com a Resolução n.º 007/2003 do Conselho Federal de Psicologia,
o psicólogo, ao elaborar um documento decorrente de um processo de
avaliação psicológica, deverá
(A) elaborar ficha de acompanhamento, a fim de delimitar seu objeto de
estudo.
(B) considerar o perfil estático do instrumento, colocando o objeto de estudo
em lugar pré-definido.
(C) arrolar os fatores quantitativos que apontam para uma única hipótese
diagnóstica.
(D) registrar seu parecer em prontuário único, bem como sua hipótese
diagnóstica.
(E) considerar a natureza dinâmica, não definitiva e não cristalizada de seu
objeto de estudo.

QUESTÃO 48
O atestado psicológico é um documento que
(A) informa a ocorrência de fatos ou situações objetivas relacionados ao
atendimento psicológico.

www psicologianova com br 32


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) apresenta os procedimentos e conclusões gerados pelo processo da
avaliação psicológica, limitando-se a fornecer somente as informações
necessárias relacionadas à demanda, à solicitação ou à petição.
(C) certifica uma determinada situação ou estado psicológico, tendo como
finalidade afirmar sobre as condições psicológicas de quem, por
requerimento, o solicita.
(D) apresenta resposta esclarecedora, no campo do conhecimento
psicológico, para dirimir dúvidas que estão interferindo na decisão, sendo,
portanto, uma resposta a uma consulta.
(E) analisa o problema apresentado, destacando os aspectos relevantes e
opiniões a respeito, considerando os quesitos apontados e com fundamento
em referencial teórico-científico.

QUESTÃO 49
Se um psicólogo for requisitado para depor em juízo, ele deverá, de acordo
com o código de ética profissional,
(A) prestar informações, considerando o previsto no código.
(B) negar todas as informações, considerando o previsto no código.
(C) alterar informações, considerando o previsto no código.
(D) negar informações, considerando suas convicções pessoais.
(E) alterar informações, considerando suas convicções pessoais.

QUESTÃO 50
Segundo o ECA, a colocação de uma criança em família substituta deverá ser
feita mediante
(A) guarda, tutela ou adoção.
(B) tutela e guarda.
(C) guarda ou adoção, somente.
(D) tutela, guarda ou convivência.
(E) convivência, guarda ou adoção.

TÉCNICO EM PSICOLOGIA (CÓDIGO 108)

CONHECIMENTOS
ESPECÍFICOS
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
A D E B D D D A E E A D C B D B B A C B

41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
C C E B E C E C A A

www psicologianova com br 33


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
FUNIVERSA – CEB – Psicólogo – 2010

QUESTÃO 31
Na literatura científica, há um razoável consenso sobre as transformações que
o mundo do trabalho atravessa no limiar do século XXI. Tais transformações
caracterizam-se por: interdependência dos mercados; aceleração das
inovações tecnológicas; redução do ciclo de vida dos produtos; mundialização
da produção, distribuição e comercialização; redes globais de comunicação e
informação; crescente conhecimento agregado na produção;
redimensionamento das corporações, empresas lights, enxutas; incremento
da terceirização de serviços e do trabalho autônomo. Acerca de outros
aspectos que também caracterizam o processo contemporâneo de
transformações no mundo do trabalho e mudanças nas organizações, assinale
a alternativa correta.
(A) Observa-se um crescimento significativo do contingente tradicional
dos trabalhadores na indústria e uma redução da terceirização da economia.
(B) Observa-se o aumento significativo do trabalho masculino em
detrimento do feminino, absorvido pelo capital, preferencialmente, nas
modalidades de trabalho part-time, precarizado e desregulamentado.
(C) A ultraespecialização vem evoluindo para a multiqualificação e a
especialização flexível na execução de novas tarefas, criando condições
operacionais para a flexibilidade funcional (rodízio de atividades,
polivalência) no âmbito das corporações.
(D) A formação profissional orienta-se, cada vez mais, para
o desenvolvimento de competências que não necessitam de fluência
tecnológica para lidar com os novos instrumentos de trabalho.
(E) Há uma crescente expansão do terceiro setor que se caracteriza por
empresas de perfil mais comunitário e trabalho voluntário, leque
diversificado de atividades com fins lucrativos.

QUESTÃO 32
A literatura especializada em comportamento organizacional tem considerado
o conceito de suporte organizacional muito importante na compreensão do
desempenho no trabalho, do comprometimento, da cidadania e da
rotatividade. Com base na temática suporte organizacional, assinale a
alternativa correta.
(A) Suporte organizacional refere-se às percepções do trabalhador acerca
das relações estabelecidas com os clientes/usuários de dado serviço.

www psicologianova com br 34


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) A frequência, a intensidade e a sinceridade das manifestações
organizacionais de aprovação, elogio, retribuição material e social ao esforço
dos empregados não podem ser consideradas modalidades de suporte
organizacional.
(C) Os conceitos de suporte organizacional, de clima, de cultura e de
qualidade de vida no trabalho são semelhantes no estudo do comportamento
organizacional.
(D) Desenvolvimento e carreira constituem uma modalidade de suporte
organizacional, pois se referem às ações organizacionais que indicam
preocupação organizacional com o futuro profissional dos funcionários.
(E) Pesquisas vêm mostrando que não existem correlações positivas entre
percepções favoráveis de suporte organizacional e medidas de desempenho
no trabalho, comportamentos de cidadania organizacional, criatividade e
inovação.

QUESTÃO 33
As condições, a organização e as relações sociais de trabalho constituem
dimensões fundamentais para a análise da gênese, da ocorrência e das
consequências de indicadores críticos no trabalho: retrabalho, erros, panes,
insatisfação, mal-estar, doenças ocupacionais. A adaptação dos ambientes
organizacionais aos seus usuários, visando ao conforto, à segurança e à
produtividade, requer respeitar e aplicar orientações básicas acerca das
características do funcionamento psicofisiológico do ser humano. Assinale a
alternativa incorreta.
(A) Estudos e pesquisas têm mostrado que os indivíduos não toleram bem
tarefas fragmentadas com tempo exíguo para execução, principalmente,
quando esse tempo é imposto por uma máquina.
(B) Os indivíduos preferem escolher livremente sua postura, dependendo
das exigências da tarefa e da avaliação do estado de seu meio interno,
utilizando alternadamente toda a musculatura corporal e não apenas
determinados segmentos corporais.
(C) Quando estimulados pecuniariamente ou por outros meios, os
indivíduos são compelidos a acelerar sua cadência, não levando em conta os
limites de resistência de seu sistema musculoesquelético.
(D) Os trabalhadores tendem a se sentir melhor quando solicitados a
realizar tarefas que lhe exigem pouca criatividade.
(E) As capacidades sensorio-motoras modificam-se com o processo de
envelhecimento e de perdas eventuais e não podem ser compensadas por
melhores estratégias de percepção e de resolução de problemas.

www psicologianova com br 35


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

QUESTÃO 34
As Lesões por Esforços Repetitivos (LER), também conhecidas como
Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT), ou ainda,
como patologias por hipersolicitação, tornaram-se uma epidemia com o
advento da reestruturação produtiva e da terceirização. Elas são afecções
ocupacionais que expressam um dos sofrimentos advindos da relação do
trabalhador com o trabalho. Com base na temática DORT, assinale a
alternativa incorreta.
(A) Os DORT abrangem quadros clínicos que afetam o sistema
musculoesquelético adquiridos pelo trabalhador submetido a determinadas
condições de trabalho, para os quais não há uma causa única de ocorrências.
(B) Alguns dos principais fatores predisponentes na incidência de DORT
são a repetitividade de movimentos, a manutenção de posturas inadequadas
por tempo prolongado, o esforço físico, a invariabilidade de tarefas, a pressão
mecânica sobre determinados segmentos do corpo.
(C) É sabido que as lesões que caracterizam o quadro clínico de DORT
estão relacionadas às condições de trabalho, porém alguns trabalhadores
desenvolvem essas afecções e outros, que realizam as mesmas atividades sob
as mesmas condições organizacionais, não as desenvolvem.
(D) A prevenção dos casos de DORT deve ser focada nos fatores relativos à
vida social dos acometidos, pois a origem dos agravos é de natureza
multicausal.
(E) O estado de contração muscular excessivo é devido, principalmente, a
fatores psicossociais do trabalho e apresentam-se principalmente na região
dos ombros e pescoço, predispondo o indivíduo ao desenvolvimento de
lesões.

QUESTÃO 35
Para os profissionais que atuam no mundo do trabalho, a formação
metodológica é um requisito fundamental de competência profissional. O
planejamento da intervenção e o manejo de instrumentos e procedimentos
para atuação em psicologia organizacional constituem componentes
essenciais de qualificação profissional. Com base nessa temática, assinale a
alternativa correta.
(A) A entrevista como instrumento de diagnóstico organizacional é uma
técnica de baixa confiabilidade; portanto, é recomendável sua não utilização.

www psicologianova com br 36


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) O questionário com questões fechadas é um instrumento fortemente
recomendado para aplicação em grupos restritos de trabalhadores, por
exemplo, quando o “N” não ultrapassa seis pessoas.
(C) A atuação do profissional em gestão de pessoas nas organizações deve
ser pautada mais pelo bom senso e pelo improviso do que por procedimentos
criteriosos e de natureza científica, pois cada caso é um caso.
(D) A escolha dos instrumentos adequados para pesquisa em psicologia
organizacional não precisa estar subordinada à natureza do problema a ser
investigado.
(E) As informações coletadas em entrevista devem ser protegidas por
sigilo profissional e divulgadas somente com expresso consentimento dos
entrevistados.

QUESTÃO 36
A organização do trabalho deve ser adequada às características
psicofisiológicas dos trabalhadores e à natureza do trabalho a ser executado.
Ela tem um papel hierárquico importante no processo saúde-doença dos
trabalhadores. Acerca da temática organização do trabalho, assinale a
alternativa incorreta.
(A) Alguns dos fatores importantes da organização do trabalho são: as
normas de produção; a exigência de tempo; a determinação do conteúdo de
tempo; o ritmo de trabalho; o conteúdo das tarefas.
(B) Nas atividades que exijam sobrecarga muscular estática ou dinâmica
do pescoço, ombros, dorso e membros superiores e inferiores, a adoção de
pausa para descanso é apenas uma medida alternativa.
(C) Todo e qualquer sistema de avaliação de desempenho para efeito de
remuneração e vantagens de qualquer espécie deve levar em consideração as
repercussões sobre a saúde dos trabalhadores.
(D) Quando do retorno do trabalho, após qualquer tipo de afastamento
igual ou superior a quinze dias, a exigência de produção deverá permitir um
retorno gradativo aos níveis de produção vigentes na época anterior ao
afastamento.
(E) A empresa não deve promover qualquer sistema de avaliação dos
trabalhadores envolvidos nas atividades de digitação, baseado no número
individual de toques sobre o teclado, inclusive o automatizado, para efeito de
remuneração e vantagens de qualquer espécie.

QUESTÃO 37

www psicologianova com br 37


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Acerca da temática análise de tarefa e desenho do trabalho, assinale a
alternativa incorreta.
(A) A tarefa designa aquilo que deve ser executado pelo trabalhador. Nas
empresas, uma das principais fontes de referência das tarefas é o documento
“Descrição de Cargos e Funções”.
(B) O desenho do trabalho dos empregados deve, sempre que possível e
pertinente, investigar o que pensam os usuários dos serviços.
(C) A participação dos empregados no processo de reconcepção das tarefas
é um requisito fundamental no redesenho do trabalho.
(D) O processo de desenho do trabalho deve ser, preferencialmente, uma
tarefa multiprofissional.
(E) A distinção entre trabalho prescrito (tarefa) e trabalho real (atividade)
é irrelevante no desenho do trabalho.

QUESTÃO 38
Na CEB, muitos trabalhadores executam atividades externas à empresa, a céu
aberto. Acerca das temáticas segurança no trabalho e saúde ocupacional,
assinale a alternativa incorreta.
(A) A empresa só tem obrigações em segurança no trabalho e saúde
ocupacional quanto aos trabalhadores que atuam em sua sede e em unidades
administrativas.
(B) Nos trabalhos realizados a céu aberto, é obrigatória a existência de
abrigos, ainda que rústicos, capazes de proteger os trabalhadores contra
intempéries.
(C) São exigidas medidas especiais que protejam os trabalhadores contra a
insolação excessiva, o calor, o frio, a umidade e os ventos inconvenientes.
(D) Os locais de trabalho devem ser mantidos em condições sanitárias
compatíveis com o gênero de atividade.
(E) Aos trabalhadores que residirem no local do trabalho deverão ser
oferecidos alojamentos que apresentem adequadas condições sanitárias.

QUESTÃO 39
Antes que a comunicação se realize, é necessário um propósito expresso na
forma de mensagem a ser transmitida. Ela vai passar de uma fonte (o
emissor) para um receptor. A mensagem é codificada (convertida em um
formato simbólico) e transmitida mediante uma mídia (canal) até o receptor,
que traduz (decodifica) a mensagem iniciada pelo emissor. O resultado é a
transferência de um significado de uma pessoa para outra.

www psicologianova com br 38


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
S. P. Robbins. Comportamento Organizacional. 11ª ed. São Paulo: Pearson
Prentice Hall, 2005, p. 233 (com adaptações).
Com base no texto, assinale a alternativa correta.
(A) O texto trata de transferência de aprendizagem.
(B) O texto apresenta o fluxo que uma informação segue dentro de uma
emissora de TV.
(C) A fonte é a última etapa de um processo de comunicação.
(D) A comunicação entre duas pessoas pode ocorrer sem um propósito
específico.
(E) O texto descreve o processo de comunicação entre indivíduos.

QUESTÃO 40
Suponhamos que você tenha convidado uma conhecida para jantar e queira
planejar o cardápio. Você sabe que ela é descendente de italianos, portanto,
provavelmente, deve gostar de comida italiana. Mas será que você tem como
prever, com certeza, se ela gosta de massa com molho vermelho? Uma
atitude favorável em relação a um tipo de comida não quer dizer,
necessariamente, que a pessoa comerá qualquer tipo de prato.
Michener, H. A.; DeLamater, J. D. & Myers, D. J. Psicologia Social. São Paulo:
Pioneira Thomson Learning, 2005, p. 190-1 (com adaptações).
Com base no enfoque da Psicologia Social, o texto aborda a relação entre
atitude e comportamento. De acordo com o texto, assinale a alternativa
correta.
(A) A atitude de um sujeito em relação a determinado objeto indica apenas
uma predisposição para agir.
(B) A atitude de um sujeito em relação a determinado objeto prevê com
precisão seu comportamento.
(C) A atitude de um sujeito em relação a comidas italianas só pode ser
mensurada por meio de um jantar informal.
(D) A atitude favorável de uma pessoa em relação a um tipo de comida nos
diz, com certeza, o tipo de prato que ela comerá.
(E) O comportamento de um sujeito não tem nenhuma relação com sua
atitude.

QUESTÃO 41

www psicologianova com br 39


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

J. E. Borges-Andrade. Treinamento de Pessoal: em busca de conhecimento e


tecnologia relevantes para as organizações. In: A. Tamayo et al (Orgs).
Trabalho, Organizações e Cultura. São Paulo: Cooperativa de Autores
Associados, 1996.
Observação: imagem ampliada na página 17.
A figura acima apresenta um sistema de treinamento de uma empresa. Com
relação a esse sistema, assinale a alternativa correta.
(A) A etapa de planejamento e execução do treinamento é o input do
sistema.
(B) A etapa de avaliação do treinamento tem o objetivo de aferir a
efetividade da organização em escolher o treinamento correto.
(C) A etapa de avaliação de necessidades de treinamento não gera
subsídios para as outras etapas e é independente do sistema como um todo.
(D) Para avaliar um treinamento em todos os níveis possíveis, basta
mensurar a reação dos participantes quanto ao domínio do assunto pelo
instrutor e às instalações.
(E) Na etapa de avaliação de necessidades de treinamento, identifica-se “o
quê”, “onde” e “quem” precisa ser treinado em uma organização.

QUESTÃO 42
O estudo do clima organizacional é uma área em franca expansão. O
incremento do interesse pela adequada compreensão desse fenômeno está
acompanhado da necessidade de desenvolvimento de instrumentos de
avaliação adequados que permitam ao profissional coletar dados confiáveis.
J. A. Laros e K. E. Puente-Palacios. Validação cruzada de uma escala de clima
organizacional. Estudos de Psicologia, 2004, p. 113-9 (com adaptações).
Para empreender uma pesquisa de clima organizacional, pode-se adotar
vários instrumentos de coleta de dados, exceto o(a)
(A) questionário aberto.
(B) entrevista.
(C) observação direta.
www psicologianova com br 40
CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(D) balanced Scorecard.
(E) questionário fechado.

QUESTÃO 43
O Modelo de Contingência de Eficácia da Liderança, proposto por Fiedler
(1978, 1981), é composto por quatro dimensões. Entre elas existe a que
indica dois tipos de liderança: aqueles que avaliam os outros
consistentemente de modo negativo ou positivo tendem a ser orientados para
tarefa e aqueles que combinam avaliações positivas e negativas tendem a ser
orientados para o relacionamento. Essas características se referem à
dimensão de liderança denominada
(A) fatores situacionais.
(B) prognósticos.
(C) estilo de liderança.
(D) líder instável.
(E) relações pessoais do líder.

QUESTÃO 44
Quanto às estratégias metodológicas para seleção de pessoal, assinale a
alternativa incorreta.
(A) Testes escritos.
(B) Levantamento do histórico familiar do candidato.
(C) Testes práticos.
(D) Dinâmicas de grupo.
(E) Entrevistas.

QUESTÃO 45
A avaliação de desempenho serve a diversos propósitos dentro das
organizações. Um dos principais é subsidiar as tomadas de decisões acerca da
gestão de pessoas no que se refere a: promoções, contratações,
movimentações de pessoal, remuneração, entre outros. Porém, as avaliações
de desempenho estão sujeitas a uma série de limites que devem ser levados
em conta no momento de empreendê-las, entre os quais é correto destacar
(A) o efeito Halo.
(B) a avaliação 360º.
(C) a dissonância psicomotora.
(D) a síndrome do comportamento latente.
(E) a desejabilidade organizacional.

www psicologianova com br 41


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
QUESTÃO 46

H. P. Brandão e T. de A. Guimarães. Gestão de competências e gestão de


desempenho: tecnologias distintas ou instrumentos de um mesmo construto?
Revista de Administração de Empresas, jan./mar./2001, p. 8-5 (com
adaptações).
Com base na figura acima, assinale a alternativa correta.
(A) A figura apresenta a filosofia de uma empresa com relação ao seu
planejamento.
(B) Trata-se dos componentes da esfera cognitiva do indivíduo.
(C) São apresentadas as três dimensões do conceito de competências.
(D) A figura demonstra a direção que os CHAs podem adquirir dentro do
planejamento estratégico de uma empresa.
(E) São descritas as principais dimensões do processo de aprendizagem
humana no trabalho.

QUESTÃO 47
Considere a figura a seguir para responder à Questão que segue.
CARGO → FUNÇÃO → TAREFA
Todos esses elementos fazem parte de uma análise de cargos. No tocante às
diferenças entre cargo, função e tarefa, assinale a alternativa correta.
(A) Cargo é um conjunto de funções definidas em determinada estrutura
organizacional. Função é um conjunto de atribuições ou tarefas exercidas
pelo ocupante do cargo. Tarefas são atividades executadas por um ocupante
de cargo.
(B) Cargo é um conjunto de funções que seu ocupante escolhe ocupar no
momento da contratação. Função é um conjunto de atribuições ou tarefas
exercidas pelo ocupante do cargo. Tarefas dizem respeito ao trabalho
executado em casa pelo profissional.

www psicologianova com br 42


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(C) Cargo é a descrição das atividades mensais de um profissional. Função
é a descrição das atividades extras de um ocupante de cargo. Tarefas são
atividades executadas por um ocupante de cargo.
(D) Cargo é a descrição da quantidade de carga que um profissional deve
carregar durante seu trabalho. Função são os destinos específicos de cada
carga. Tarefas são atividades executadas para a logística de cargas.
(E) Cargo é um conjunto de funções definidas e seus ocupantes são
definidos apenas por eleição. Função é um conjunto de atribuições ou tarefas
exercidas pelo ocupante do cargo. Tarefas são atividades executadas por um
ocupante de cargo.

QUESTÃO 48
Durante as décadas de 60 e 70 do século XX, ocorreram alterações
significativas na compreensão de variáveis individuais capazes de influenciar
resultados da organização. Atualmente, estudos de comportamento
organizacional dão grande ênfase à Questão do comprometimento no
trabalho.
Com base nessas informações, assinale a alternativa que apresenta o conceito
cognitivo utilizado para representar o pensamento do empregado acerca de
sua relação de permuta econômica com a empresa, uma vez que tal conceito
compreende crenças relativas a perdas ou custos associados ao rompimento
da relação de troca com a organização.
(A) Conceito de equidade
(B) Conceito de comprometimento normativo
(C) Conceito de remuneração
(D) Conceito de comprometimento calculativo
(E) Conceito de altruísmo

QUESTÃO 49
A cultura organizacional pode ser estudada por meio de diversas abordagens;
entre elas, destacam-se as teorias interpretacionistas, estruturalistas e
funcionalistas. Com bases nos pressupostos de cada uma delas, assinale a
alternativa correta.
(A) A abordagem funcionalista considera a cultura organizacional como
construções sociais, simbólicas e políticas.
(B) A abordagem interpretacionista pressupõe o estudo das relações de
causa e efeito entre os diversos fatores que compõem a cultura de uma
organização.

www psicologianova com br 43


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(C) A abordagem estruturalista parte do princípio de que a cultura é uma
construção mental dos indivíduos.
(D) Todas as abordagens consideram a cultura um elemento fundamental
da identidade organizacional.
(E) Para essas abordagens, a cultura imprime padrões de comportamento
que podem ser prejudiciais à subjetividade dos trabalhadores.

QUESTÃO 50
Para desenvolver uma análise organizacional, é necessário considerar como
princípio essencial
(A) o aumento da produtividade e da competitividade da empresa.
(B) a realização profissional dos empregados.
(C) a análise dos processos de trabalho.
(D) as estratégias para potencializar a satisfação com o trabalho.
(E) os indicadores críticos para o desenvolvimento da saúde e da qualidade
de vida no trabalho.

QUESTÃO 51
A depressão é uma das maiores doenças do século. O trabalho tem sido
apontado como uma das suas causas, e ela se manifesta por meio de diversos
sintomas. Entre eles, são menos frequentes
(A) isolamento e embotamento afetivo.
(B) tristeza e derrotismo.
(C) ideias persecutórias.
(D) ansiedade e frustração.
(E) medo e insegurança.

Texto V, para responder às questões de 52 a 54.


O trabalho na sociedade capitalista contemporânea tem assumido
diversos sentidos para os trabalhadores, ora oferecendo condições
emancipadoras, ora escravizantes. Nesse contexto, muitas vezes, o psíquico é
envolvido no jogo e na trama da dominação social, associada às leis da
racionalidade econômica, refletidas nos princípios da produtividade, da
flexibilidade e do consumo, levando os trabalhadores a não ter saídas,
prevalecendo a sujeição no lugar da resistência e da emancipação.
A sobrevivência, a segurança, o poder, como dimensões da condição
humana, influenciam fortemente essa sujeição. Dessa condição também faz
parte a busca pelo prazer e pelo reconhecimento, uma vez que esses fatores
se articulam com a estruturação psíquica e social dos sujeitos. Tais fatores

www psicologianova com br 44


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
também são importantes para a conquista da emancipação, experiência que
tem sido bloqueada em função das atuais condições de precariedade
oferecidas pelo mundo do trabalho flexibilizado.
Utilizando a psicodinâmica do trabalho como abordagem teórica para
explicar o prazer e o reconhecimento, torna-se central considerar a
organização do trabalho. É a organização do trabalho que coloca em evidência
e em risco essas dimensões da condição humana, patrocinando o jogo entre a
servidão e a emancipação do sujeito.
A organização do trabalho produz um jogo de forças contraditórias que
operam sobre o trabalhador, levando-o às mais diversas soluções de
compromissos. Essas contradições são vivenciadas quando entram em
confronto o desejo do sujeito, expresso nas necessidades, aspirações e
interesses e a realidade de trabalho, geralmente, marcada pelo produtivismo,
desempenho e excelência. Um exemplo de contradições muito presente nas
relações de trabalho hoje é o “fazer mais versus fazer bem”. As exigências das
organizações, muitas vezes, sem as condições necessárias à execução das
tarefas, levam os trabalhadores a negligenciar a qualidade em nome da
quantidade. Outros exemplos são “trabalhar em equipe versus trabalhar
sozinho”; “atender a normas em que não se acredita versus perder o
emprego”; “cooperar versus sobrecarregar-se”; “denunciar práticas das quais
se discorda versus silenciar”.
Essas contradições, na maioria das vezes, favorecem a rivalidade entre
os colegas, a competição e o individualismo, tendo em vista as estratégias de
gestão utilizadas, como os sistemas individualizados de avaliação de
desempenho. Especificamente, podem ser consideradas modos perversos de
organização do trabalho, expressos em situações provocadoras de
contradições, tais como a gestão pelo controle, medo, pressão, desconfiança,
insegurança e pela sedução e promessa do “paraíso perdido”, usando a busca
pelo prazer e pelo reconhecimento como armas para essa sedução; normas
sem limites ou muito padronizadas; poder autocrático ou permissivo;
comunicação sem visibilidade, paradoxal, restrita; discurso de transparência,
ética e responsabilidade social, foco na produção, ideologia da excelência;
metas inatingíveis, desqualificando o sentido psíquico e social do trabalho.
Quando a organização do trabalho é saudável, oferecendo
oportunidades para negociação, ou seja, se existe uma margem de liberdade
para o trabalhador ajustar a realidade de trabalho aos seus desejos e
necessidades e as relações socioprofissionais são abertas, democráticas e
justas, é possível o processo de reconhecimento, prazer e transformação do
sofrimento.

www psicologianova com br 45


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Entretanto, quando impera a impossibilidade de negociação, tornam-
se mais problemáticas a superação do sofrimento e a resistência dos
trabalhadores. A evolução, frequência e características desse sofrimento mal
enfrentado, com o passar do tempo, podem traduzir-se em comportamentos
patológicos, como a violência no trabalho e as práticas de assédio moral.
Nesse sentido, é necessário que o sofrimento provocado nos trabalhadores
em decorrência das contradições da organização do trabalho seja desvelado,
com o objetivo de identificar-se o mal que o gerou, à medida que foi
disfarçado até o momento em que se transformou em sofrimento.
A. M. Mendes. Trabalho e saúde: o sujeito entre emancipação e servidão.
Curitiba: Juruá, 2008, p 13-4. (com adaptações).

QUESTÃO 52
O texto V permite identificar que
(A) a única maneira de resgatar a emancipação é por meio da intervenção
nas equipes de trabalho de alto desempenho.
(B) a servidão é uma categoria relacionada ao poder organizacional.
(C) a emancipação é essencialmente um processo subjetivo e relacionado
aos grupos de trabalho.
(D) não é possível realizar intervenção organizacional nas dimensões da
subjetividade, uma vez que ela cria heterogeneidade das percepções dos
membros.
(E) poder, grupo e equipe são variáveis organizacionais mais facilmente
estudadas quando não se considera a subjetividade dos trabalhadores.

QUESTÃO 53
Em relação ao sofrimento, de acordo com o texto V, é correto afirmar que
(A) o sofrimento no trabalho é enfrentado por defesas individuais e
coletivas.
(B) a negociação é um modo patogênico de resistência ao sofrimento.
(C) o sofrimento é patológico.
(D) a elaboração do sofrimento pela fala não transforma a organização do
trabalho.
(E) a competição e o individualismo são fontes de sofrimento no trabalho
e dificilmente enfrentadas.

QUESTÃO 54
De acordo com o texto V, é correto concluir que

www psicologianova com br 46


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(A) a psicodinâmica do trabalho estuda fundamentalmente as relações de
poder organizacional.
(B) a psicodinâmica estuda o prazer e o sofrimento no trabalho.
(C) a organização do trabalho será sempre provocadora de sofrimento.
(D) o prazer e o reconhecimento são opostos do sofrimento no trabalho.
(E) a falta de reconhecimento é fundamental para a servidão.

QUESTÃO 55
Assinale a alternativa que não se aplica aos processos de orientação,
acompanhamento e readaptação funcional.
(A) O funcionamento ótimo de uma equipe multiprofissinal encontra-se
nas condições de heterogeneidade dos papéis.
(B) A ética na equipe interdisciplinar garante a segurança psicológica do
trabalhador e o bom funcionamento das relações interpessoais entre os
membros da equipe.
(C) Na equipe interdisciplinar, é fundamental o espaço de discussão e
deliberações.
(D) O acompanhamento exige conhecimentos profundos sobre os
processos de trabalho do empregado.
(E) O psicólogo que realiza orientação profissional precisa se filiar a uma
escola teórica como uma estratégia defensiva para atuar em equipe
interdisciplinar.

QUESTÃO 56
A comunicação é um dos elementos fundamentais para as teorias e as
técnicas psicoterápicas, razão pela qual o clínico deve ser capacitado para
identificar as dificuldades na linguagem que interferem na relação com o
paciente. Acerca dessa problemática, assinale a alternativa correta.
(A) As condições sociopsicológicas e socioculturais do indivíduo afetam
negativamente suas formas de comunicação.
(B) A linguagem e os modos de comunicação humana são determinados
pelas estruturas de personalidade.
(C) A autoimagem negativa define padrões específicos de linguagem entre
as pessoas.
(D) O paciente sempre buscará o controle do setting pela linguagem,
visando ao poder pessoal na comunicação.
(E) A transferência é uma Questão derivada dos códigos de linguagem
utilizados pelo paciente.

www psicologianova com br 47


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
QUESTÃO 57
Os fatores psicopatológicos das doenças mentais dependem do sofrimento
psíquico. Com base nessa afirmativa, assinale a alternativa correta.
(A) O sofrimento é um modo de resistência e torna-se grave quando se
esgotam as defesas utilizadas pelos sujeitos.
(B) Para superar o sofrimento, são necessários recursos cognitivos e
afetivos que mobilizem o princípio do prazer.
(C) A defesa contra o sofrimento será sempre um sintoma.
(D) A ansiedade gerada no sofrimento é a causa da neurose.
(E) Dificilmente o sofrimento é elaborado pela linguagem.

QUESTÃO 58
Assinale a alternativa que não se aplica aos transtornos obsessivo-
compulsivos e fóbicos.
(A) A obesidade mórbida tem sua origem em uma compulsão.
(B) A síndrome do pânico é um tipo de fobia.
(C) O medo e a ansiedade estão na base de qualquer neurose.
(D) A estrutura obsessivo-compulsiva facilita o uso abusivo de álcool.
(E) A fobia é um tipo de psicose.

QUESTÃO 59
O psicólogo, em uma organização, pode deparar com diversos problemas de
transtornos psicológicos ao fazer acompanhamento psicossocial. Esses
transtornos podem ser provocados pela relação do trabalhador com seu
trabalho. São transtornos relacionados à depressão, fobias, compulsões e
outros. Manifestam-se em sintomas sociopsíquicos que interferem na
realização das tarefas e nas relações com as equipes de trabalho. É papel do
psicólogo prestar assistência aos casos, mas — sobretudo — desenvolver
diagnósticos para intervenções preventivas. Para isso, precisa ter
conhecimento técnico e clínico desses transtornos.
Em relação ao acompanhamento dos empregados que fazem uso abusivo de
álcool, a primeira iniciativa para uma intervenção é realizar
(A) entrevistas com a equipe na qual o empregado está inserido.
(B) entrevistas individuais de psicodiagnóstico.
(C) entrevista com os familiares, para identificar os fatores
potencializadores do transtorno.
(D) observação do empregado no posto de trabalho.
(E) avaliação psicológica, para verificar o comprometimento dos recursos
cognitivos.

www psicologianova com br 48


ESTATÍSTICO (CÓDIGO 114)

CADERNO DE PSICOLOGIA
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

FUNIVERSA – 2015
E A A B B E A D A C C E D D D B E B C C

51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
D C A A E C B B Professor
D B Alyson Barros
!
! GEÓGRAFO (CÓDIGO 115)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

QUESTÃO B 60
31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
E B E A E E D E D B B D A A B C A C D

O51estresse
52 53 pós-traumático
54 55 56 57 e os
58 transtornos
59 60 de personalidade podem acometer
o empregado após vivência de situações de violência extrema, como o assédio
C D C A C A E C D B

moral, assaltos com sequestros, MÉDICOmortes


DO TRABALHO e suicídios
(CÓDIGO 116) no local de trabalho. São
inúmeros os fatores do trabalho que podem
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS contribuir para o desencadear

desses E transtornos. Entre D asE modalidades de tais transtornos, A pode(m) ser


31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
A C E E B C D E B C E D D A C B

destacada(s)
51 52 53 prioritariamente
54 55 56 57 58 59 60

(A) sobrecarga e servidão voluntária.


A C C D A B A B B D

(B) precarização das condições de trabalho.


NUTRICIONISTA (CÓDIGO 117)

(C) estrutura de personalidade. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

(D) E dissonância C entre oC perfil psicológico eA o profissional.


31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
B D B D E D D B E C C E A C A B

(E)
51 52normopatia
53 54 55 social.
56 57 58 59 60
D D C A B C E A B E

PSICÓLOGO (CÓDIGO 118)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
C D D D E B E A E A E D C B A C A D D C

51 52 53 54 55 56 57 58 59 60
C B A B E C A E B B

QUÍMICO (CÓDIGO 119)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
Página 3 de 5
E B D D E E A A B B C A D C E D D C C E

w ww.pciconcursos.com.br

www psicologianova com br 49


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

FUNIVERSA – GDF – SEJUS – Psicólogo - 2010

QUESTÃO 21
Acerca da Declaração Universal dos Direitos Humanos, assinale a alternativa
correta.
(A) A Declaração é documento fortemente inspirado pela doutrina
religiosa da Igreja Católica e baseia-se na crença em um deus único e no amor
ao próximo.
(B) A Declaração pressupõe as diferenças culturais entre os povos, mas
adota determinados princípios e regras com caráter absoluto e pretensão de
universalidade, como a proscrição da escravidão e da tortura e a igualdade de
todos perante a lei.
(C) A fim de garantir o direito à imagem e a privacidade dos cidadãos, a
Declaração estabelece que, no caso de alguém ser processado criminalmente,
deverá ser julgado pelo órgão competente em processo sigiloso; o sigilo
somente deverá ser levantado na hipótese de condenação transitada em
julgado.
(D) Pelo fato de reconhecer o direito à liberdade de locomoção e a
relevância do intercâmbio cultural entre os povos, a Declaração propugna a
possibilidade de livre entrada e saída dos indivíduos em qualquer país, em
tempo de paz.
(E) Devido à inspiração de natureza socialista vigente na época de sua
aprovação, a Declaração não menciona de forma expressa o direito à
propriedade privada.

QUESTÃO 22
Assinale a alternativa correta quanto à Lei Orgânica da Assistência Social
(LOAS).
(A) É competência precípua do Distrito Federal e dos municípios, mas não
dos estados, efetuar o pagamento dos auxílios natalidade e funeral e criar
programas de amparo para crianças e adolescentes em situação de risco
pessoal e social e para pessoas que vivam em situação de rua.
(B) As prestações oferecidas pelo poder público com base na LOAS são
dirigidas eminentemente às populações urbanas, pois as rurais são atendidas
por meio dos benefícios específicos previstos no Plano de Benefícios da
Previdência Social, objeto da Lei n.º 8.213, de 24/7/1991.

www psicologianova com br 50


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(C) Compete de forma concorrente à União, aos estados, ao Distrito
Federal e aos municípios o custeio dos benefícios de prestação continuada a
que se refere o art. 203 da Constituição brasileira.
(D) O Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS) é composto por 18
membros e presidido pelo Presidente da República; seus integrantes possuem
mandato de dois anos; é competência do Conselho aprovar a Política
Nacional de Assistência Social e aprovar critérios de transferência de recursos
para os estados, municípios e Distrito Federal.
(E) O benefício de prestação continuada previsto na LOAS consiste no
pagamento de um salário mínimo mensal à pessoa portadora de qualquer
deficiência e ao idoso com 70 anos ou mais que comprovem não possuir
meios de prover a própria manutenção nem de tê-la provida pela família,
independentemente da percepção de benefício previdenciário.

QUESTÃO 23
Com referência à Convenção Internacional a respeito dos Direitos da Criança,
assinale a alternativa correta.
(A) No Brasil, a despeito de a capacidade eleitoral ativa (isto é, o direito de
votar) ser estabelecida pela Constituição da República em 16 anos, criança,
para os fins da Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança, será o
indivíduo com menos de 18 anos de idade.
(B) De acordo com a Convenção, a criança possui, em qualquer caso, o
direito de conhecer seus pais biológicos.
(C) Os Estados signatários da Convenção devem agir para proteger o
interesse da criança, até, se for o caso, para separá-la de seus pais. Isso pode
ocorrer devido à pobreza e a maus tratos, entre outros fundamentos.
(D) O direito de visita e de convivência dos pais em relação à criança que
tenha necessitado ser deles separada é inalienável da condição parental e a
satisfação desse direito deve ser garantida pelos Estados signatários da
Convenção.
(E) As crianças, por sua pouca idade, decorrente de definição legal, não
têm direito à cobertura da previdência social oficial, uma vez que esta se
baseia na contribuição econômica dos participantes, por determinados
prazos, para a formação de um fundo.

QUESTÃO 24
A respeito das Regras de Beijing, assinale a alternativa correta.
(A) Em face do princípio da individualização da pena, previsto de forma
expressa na Constituição brasileira, a aplicação das sanções apropriadas aos

www psicologianova com br 51


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
atos infracionais, de acordo com as Regras de Beijing, deve necessariamente
levar em conta fatores como raça, cor, sexo, religião, opinião política, origem
social e posição econômica do adolescente.
(B) Existe conflito jurídico entre as Regras de Beijing e as normas do
Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) que estabelecem a aplicação de
medidas socioeducativas a adolescentes infratores, porquanto aquelas regras
não permitem a responsabilização do jovem infrator.
(C) Exclusivamente do ponto de vista das Regras de Beijing, sem levar em
conta o ECA, é possível a divulgação da identidade de jovens infratores, em
razão do princípio da liberdade de imprensa, desde que os veículos de
imprensa adotem medidas para respeitar a dignidade do indivíduo.
(D) Mesmo quando submetido a tratamento institucional, o jovem infrator
tem direito, sempre que possível, ao acesso de pais e tutores.
(E) No processo judicial decorrente da prática de ato infracional, embora o
jovem tenha direito à aplicação do princípio do devido processo legal, não há
necessidade de advogado para a sua defesa, a qual pode ser realizada por
meio de servidores para tanto devidamente treinados.

QUESTÃO 25
No que se refere às Diretrizes de Riad, assinale a alternativa correta.
(A) De forma simplificada, o princípio da insignificância, no Direito Penal,
significa que não devem ser punidas condutas que resultem em lesão
irrelevante à vítima e aos valores protegidos pela lei. Esse princípio é
incompatível com as Diretrizes de Riad, no que diz respeito aos jovens
infratores.
(B) As Diretrizes de Riad são incompatíveis com instituições estatais
formais de internamento de jovens infratores.
(C) De acordo com as Diretrizes de Riad, o sistema de educação dos jovens
deve ser exclusivamente oficial e público.
(D) As Diretrizes de Riad, em respeito à liberdade de comunicação social
como direito fundamental no mundo contemporâneo, não admitem ação
estatal que busque influenciar o conteúdo dos veículos de comunicação.
(E) As políticas estatais de prevenção da delinquência juvenil devem
considerar que o comportamento dos jovens que não se ajustem aos valores e
normas gerais da sociedade é, frequentemente, etapa do processo de
amadurecimento destes, de modo que tal comportamento não redunde em
tratamento indevidamente severo do jovem.

QUESTÃO 26

www psicologianova com br 52


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Em relação às Regras de Tóquio, assinale a alternativa correta.
(A) As Regras de Tóquio, em virtude do princípio da presunção de
inocência, são aplicáveis apenas a cidadãos com condenação criminal
transitada em julgado, a fim de estimular a conversão das penas privativas de
liberdade em restritivas de direitos.
(B) Estritamente de acordo com as Regras de Tóquio, os processos de
natureza criminal devem ser públicos, a fim de reduzir o risco da aplicação de
sanções ilegais e abusivas por parte dos órgãos estatais.
(C) As Regras de Tóquio estimulam, à luz da legislação de cada país, a
negociação entre o investigado e o Ministério Público, com a finalidade de
evitar o ajuizamento de ação penal e, no caso de infrações de menor potencial
ofensivo, de aplicar medidas não privativas da liberdade.
(D) No caso de a medida não privativa de liberdade resultar em insucesso,
a consequência deve ser, em conformidade com as Regras de Tóquio, a
decretação da prisão do delinquente, após decisão judicial e desde que
respeitado o princípio do contraditório.
(E) Consoante as Regras de Tóquio, há diversas medidas possíveis de
caráter não restritivo da liberdade, tais como a pena pecuniária, a indenização
da vítima, a vigilância judiciária e a prestação de serviços à comunidade, mas
não é permitida a aplicação cumulativa dessas medidas, a fim de evitar sanção
desproporcional do réu.

QUESTÃO 27
Com relação à Política Nacional da Assistência Social — Norma Operacional
Básica/Sistema Único de Assistência Social (NOB/SUAS) —, assinale a
alternativa correta.
(A) Devido à norma constitucional que impõe o equilíbrio da gestão
orçamentária, o SUAS baseia-se no caráter contributivo da participação de
seus beneficiários.
(B) Na proteção social de assistência social, a família é considerada o
núcleo social básico de acolhida, convívio, autonomia, sustentabilidade e
protagonismo social. Esse conceito corresponde ao princípio de
matricialidade sociofamiliar.
(C) Em face da dimensão territorial do país e da necessidade de visão
global de seus problemas, aplica-se na gestão compartilhada de serviços de
assistência social o princípio da concentração, de forma que os serviços
devem ser preferencialmente prestados pela União e pelos estados.
(D) No SUAS, os projetos de enfrentamento da pobreza devem ser
custeados com verbas orçamentárias específicas da União, estados, Distrito

www psicologianova com br 53


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Federal e municípios e não por meio do Fundo Nacional de Assistência
Social.
(E) As ações de enfrentamento do abuso e da exploração sexual de
crianças e adolescentes são prioridade do SUAS e devem ocorrer em todo o
país de modo uniforme, independentemente de determinado município
encontrar-se em região portuária, turística, ribeirinha, litorânea ou de
garimpo.

QUESTÃO 28
O Brasil prepara-se para viver, neste ano de 2010, a Conferência Nacional de
Saúde Mental, tendo como temática de destaque redes e intersetorialidade. A
respeito das características das redes como forma de coordenação política,
assinale a alternativa correta.
(A) As redes tendem a criar processos decisórios com maior nível de
centralização, operando por meio da votação em maioria absoluta entre os
participantes e da centralização da informação como recurso estratégico para
as decisões.
(B) Ao contrário das hierarquias em que uma falha de desempenho em
uma instância hierárquica pode bloquear a organização, as redes conseguem
lidar melhor com possíveis falhas nos centros de gestão porque a diversidade
de conexões possibilita a substituição de funções.
(C) Os membros da rede são beneficiados pela diversidade nela presente, a
qual é propícia para propostas ou ideias individuais. Por esse motivo, as redes
são desfavoráveis a casos de calamidade pública, desastres, epidemias ou
outras situações de elevado risco social.
(D) As redes são ambientes pouco favoráveis à manifestação da pluralidade
de valores e interesses; portanto, impedem a construção da cidadania plural.
(E) As redes não apresentam versatilidade em termos de aproveitamento
de atores e recursos.

Texto IV, para responder às questões de 29 a 31.


1 Wellington é um adolescente que inicia sua trajetória de
delinquência e de acompanhamento da justiça aos 15 anos, por porte de
arma, recebendo medida cautelar de
4 internação provisória por 45 dias. Logo após, é encaminhado aos pais.
Um ano e meio depois, reincide praticando roubo de veículo e tentativa de
latrocínio, permanecendo 45 dias

www psicologianova com br 54


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
7 interno, em medida provisória, seguida de sentença de medida
socioeducativa de semiliberdade. Transcorridos três meses, evadiu-se da casa
de semiliberdade, teve nova
10 entrada na instituição de internação, de onde retornou à
semiliberdade. Dois meses depois, com nova infração (roubo), retorna à
internação, sendo, então, sentenciado a
13 permanecer nela por tempo indeterminado, condição em que se
encontra até o momento deste estudo.
Sua família é composta por seus pais, casados há
16 dezenove anos, com cinco filhos, dos quais Wellington é o mais velho.
Os pais afirmam que, desde pequeno, o jovem apresenta comportamento
rebelde, desobediente e resistente
19 à colocação de limites. Face a isso, desabafam sobre as intermináveis
brigas do casal, que sempre teve formas opostas de lidar com o filho, que, a
cada dia, se tornava mais
22 rebelde e agressivo em casa (enquanto a mãe buscava o diálogo,
tentando trazê-lo de volta da rua, o pai usava de força e de castigos físicos).
Nesse clima de confusão e
25 discórdias familiares em torno de sua pessoa, o adolescente saiu de
casa aos quinze anos, morando um período com a avó, depois indo para uma
casa alugada e, por último, junto a
28 colegas. Desde então, faz uso abusivo de drogas, tendo preferência pela
cocaína em todas as suas modalidades, especialmente de uso injetável e de
crack. Tanto no período
31 em que residia com a avó quanto no que passou a morar com amigos,
os pais o ajudavam financeiramente, mas o jovem continuava a cometer
furtos e assaltos e, mais
34 recentemente, tráfico de drogas, para conseguir satisfazer seus desejos
de consumo (roupas, drogas, lazer).
Desde sua última entrada na instituição de
37 internação, Wellington permanece em uma ala reservada a
adolescentes que sofrem ameaça a sua integridade física.
Quando inquirido sobre sua história de vida, o
40 adolescente fala sem restrições, contando detalhes dos crimes que já
cometeu. Fala em arrependimento, no entanto vinculando este à figura de
Deus. Informou ter realizado um
43 ritual de “pacto com o capeta” e que prometeu dar a este “algumas
almas em troca de dinheiro”. Disse que, enquanto cumpriu seu prometido —
matando as vítimas de seus

www psicologianova com br 55


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
46 assaltos bem como seus desafetos — conseguiu o que quis, sem
maiores problemas. Afirmou ter realizado assaltos a empresas que renderam
muito dinheiro. Nunca teve
49 problemas com a polícia. Entretanto, afirma que, quando começou a
duvidar da ação do demônio em sua vida, suas ações passaram a dar errado, e
ele acabou sendo preso.

QUESTÃO 29
A complexidade do caso levou a diferentes diagnósticos e encaminhamentos,
descritos nos itens a seguir. Considerando os diversos olhares dos
profissionais da equipe atribuídos ao caso e seus respectivos
encaminhamentos, julgue se cada um dos itens a seguir está certo na
perspectiva do atendimento integrado multidisciplinar que propõe o Plano
Individualizado de Atendimento (PIA)/SINASE.
I Parecer do terapeuta de famílias: adolescente dependente de drogas,
triangulado na dinâmica conjugal, vivendo situação de duplo vínculo pelas
contradições nas mensagens que recebe do pai e da mãe. Encaminhar para
terapia familiar e para instituição especializada para dependentes químicos.
II Parecer do psiquiatra: Personalidade psicopática em consolidação, com
conduta maníaca, tendência manipulativa e postura dissimuladora no
ambiente onde se coloca como vítima de forças externas para justificar seus
crimes e atos, comprovando diagnóstico de patologia estrutural de
personalidade. Encaminhar para internação por tempo indeterminado, com
contenção medicamentosa e física (sem saídas e visitas) para o controle da
periculosidade.
III Parecer do psicanalista: Estrutura borderline marcada por história de
traumas infantis que impediram evolução de sua estruturação egoica. Reage
com surtos psicóticos à condição de internação, apresentando episódios
delirantes associados ao controle de “forças do mal”, às quais se submete
pelo medo do castigo, anulando-se completamente. Por sua vez, revela total
negação e repressão de seu sofrimento psíquico grave (ameaças paranoides),
pode eclodir em episódios de descontrole, colocando em risco a si mesmo e
aos demais — pela comprovada inadequação da medida socioeducativa
privativa de liberdade que se mostra desestruturante. Encaminhar para
atendimento em hospital-dia para diminuir sua sensação de controle externo,
na origem do delírio paranoide.
IV Parecer do assistente social: Configura-se típico “caso social” porque,
apesar de ter família em condições de sustentá-lo, vive há muito tempo
excluído dela pelos conflitos com os pais, que nunca exerceram autoridade

www psicologianova com br 56


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
sobre o filho, que perambula pelas ruas, conduzido por “maus elementos”,
caracterizando isso condição de abandono, seguido de dependência de drogas.
Família desestruturada e sofre ameaças na instituição. Encaminhar para
medida protetiva de internação em comunidade terapêutica para dependentes
químicos.
A quantidade de itens certos é igual a
(A) 0. (B) 1. (C) 2. (D) 3. (E) 4.

QUESTÃO 30
Como membro da equipe interdisciplinar da instituição de internação onde
Wellington se encontra internado, o psicólogo deverá apresentar, em reunião
de equipe, um estudo de caso completo sobre o adolescente. O estudo de
caso, em psicologia, apresenta-se estruturado a partir dos seguintes tópicos:
(A) identificação do adolescente, história familiar, diagnóstico,
encaminhamento.
(B) identificação do adolescente, impressões pessoais sobre o entrevistado,
fator desencadeante, histórico infracional, parecer conclusivo sobre a medida
socioeducativa indicada.
(C) apresentação do adolescente, história de internação, avaliação da
periculosidade, prognóstico.
(D) genograma, contexto familiar atual, histórico infracional, fatores de
risco e fatores de proteção no contexto sociofamiliar.
(E) identificação do adolescente, impressões pessoais do entrevistador,
situações de coleta de informações, histórico infracional, histórico familiar,
evolução do caso, compreensão diagnóstica, conclusão, encaminhamento.

QUESTÃO 31
O aprofundamento do estudo de caso de Wellington permitiu vislumbrar
novas possibilidades para o jovem, que, em contexto de confiança, se
mostrou capaz de maior autocrítica, revelando-se reflexivo e reticente quanto
à sua trajetória na marginalidade. A família, por sua vez, com a ajuda do
terapeuta de famílias, começou a perceber sua importância na recuperação do
filho. Ao finalizar a avaliação familiar, os pais se comprometem a retomar e
assumir a tutela e a proteção do filho, desde que ele prometa deixar essa vida
da rua e a delinquência. A equipe começa a elaborar o PIA, destacando-se as
estratégias de orientação familiar.
Julgue os itens que se seguem quanto à coerência com um hipotético plano
de trabalho junto à família de Wellington.

www psicologianova com br 57


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
I O fato de existirem discórdias entre os pais na forma de educar o filho
justifica que apenas seja ouvida a mãe, que é mais próxima e compreensiva.
II O atendimento familiar deve criar espaços para que possam ser
amadurecidas as posições dos pais, entendidas como estratégias educativas
no exercício da autoridade sobre o filho.
III Caso seja percebido que o pai de Wellington é um pai ausente, não é
necessário investir em sua mobilização para ajudar o filho.
IV A responsabilização de Wellington sobre os atos infracionais praticados
em nada se relaciona com sua vida familiar.
V O fato de que o comportamento delinquente de Wellington coincide
com sua saída de casa, aos 15 anos de idade, revela a importância da presença
educativa dos pais e da permanência do filho junto a ele, em melhores
condições de convivência, tanto entre o casal quanto na relação parental.

QUESTÃO 32
As substâncias psicoativas, em particular o álcool, são conhecidas como
importantes fatores causais nos acidentes de trânsito, que envolvem
especialmente a população jovem. Acerca da relação entre drogas e acidentes
no trânsito, assinale a alternativa correta.
(A) O uso de maconha não reduz significativamente a capacidade de
dirigir, com efeitos irrisórios e passageiros.
(B) A campanha Se beber, não dirija tem alcance nacional, é inspirada na
política americana da tolerância zero e mostrou-se sem efetividade para a
realidade brasileira pela repressão ao usuário.
(C) A campanha Se beber, não dirija é um exemplo de política de redução
de danos.
(D) A redução de danos não é aplicável ao alcoolismo; portanto,
campanhas como Se beber, não dirija são dirigidas aos usuários de drogas
injetáveis.
(E) Não seria válido incluir no controle da lei seca no trânsito usuários da
canabis sativa (maconha), pois seus efeitos são comprovadamente diferentes
daqueles gerados pelas bebidas alcoólicas.

QUESTÃO 33
A respeito do trabalho multidisciplinar para a responsabilização do
adolescente, seguindo as diretrizes do SINASE quanto à medida
socioeducativa, julgue os itens que se seguem.

www psicologianova com br 58


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
I A responsabilização da criança pelos seus atos é consequência
inerente do processo de desenvolvimento, e não resulta apenas da
aplicação de sanções.
II A introjeção das normas, dos limites e do respeito ao outro é
fundamental no processo de socialização. Não se trata de colocar em
Questão se a criança e o adolescente devem, ou não, responsabilizar-se
por seus atos, mas de investigar acerca de quais são as experiências ou
as condições necessárias para o processo da interdição ao interdito.
III A apenação de crianças e adolescentes e a consequente condição
criminal atingem profundamente a construção identitária desses
sujeitos. Além dos aspectos jurídicos assistenciais, cabe considerar a
vulnerabilidade do adolescente às expectativas sociais a seu respeito,
caracterizando-se a delinquência juvenil como temática
multidisciplinar.
IV Medidas sancionatórias são favoráveis ao processo de
responsabilização do adolescente pelos seus atos infracionais,
independentemente da forma como são aplicadas.
A quantidade de itens certos é igual a
(A) 0. (B) 1. (C) 2. (D) 3. (E) 4.

QUESTÃO 34
As inovações do Estatuto da Criança e do Adolescente, por força de lei,
impulsionaram mudanças na prática profissional do psicólogo, no âmbito da
justiça na Vara da Infância e Juventude, exercendo também forte influência
nas outras áreas de trabalho do psicólogo junto ao Poder Judiciário, ou seja,
na Vara de Família e junto ao sistema penal. Surgiu um rico debate e
despontaram novos posicionamentos dos psicólogos que, questionando uma
prática que era prioritariamente voltada para a elaboração do
psicodiagnóstico, ou, como diz Jacó-Vilela (1999), para uma atuação de
“estrito avaliador da intimidade” das pessoas, buscaram novas formas de
atuação junto ao Poder Judiciário. Isso influenciou também o ensino
universitário. Acerca das atribuições profissionais do psicólogo jurídico no
Brasil, descritas no catálogo brasileiro de ocupações e corroboradas na
Resolução n.° 2/2001 do Conselho Federal de Psicologia (CFP), assinale a
alternativa incorreta.
(A) O psicólogo jurídico atua no âmbito da justiça, em planejamento e
execução de políticas de cidadania, direitos humanos e prevenção da
violência.

www psicologianova com br 59


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) O psicólogo jurídico avalia condições emocionais de crianças,
adolescentes e adultos, em conexão com processos jurídicos para determinar
a responsabilidade legal por atos criminosos.
(C) É vedado ao psicólogo participar de audiências, prestando informações
para esclarecer aspectos técnicos em psicologia a leigos ou leitores do
trabalho pericial psicológico.
(D) O psicólogo jurídico atua em pesquisas e programas socioeducativos e
de prevenção à violência.
(E) A psicologia jurídica é uma especialidade da psicologia aprovada pelo
CFP somente após a aprovação do SINASE (2006).

QUESTÃO 35
Com relação aos aspectos clínicos da atuação do psicólogo no atendimento
dos adolescentes em conflito com a lei, assinale a alternativa incorreta.
(A) Os adolescentes em conflito com a lei sofrem considerável abalo em sua
imagem e autoestima, uma vez que são estigmatizados como infratores,
marginais, criminosos, delinquentes, drogados, entre outros.
(B) Quando a tendência da sociedade e dos próprios profissionais é de
reduzir esses sujeitos ao aspecto negativo do ato infracional cometido, em um
processo de pouca tolerância e baixa compreensão com relação às
circunstâncias de tais acontecimentos, há a caracterização do paradigma
redutor da culpabilização individual.
(C) Grande parte dos crimes cometidos pelos adolescentes brasileiros ocorre
no contexto da violência estrutural. Obviamente, o crime não deixa de ser
crime, mas, se o adolescente deve ser responsabilizado, isso não pode ocorrer
sem a contextualização de seu comportamento, especialmente em suas
características de adolescente em desenvolvimento, que necessita de limites e
de um controle, em um processo educativo e no contexto de uma vinculação
afetiva, em que esse adolescente reconheça a proteção da figura da
autoridade.
(D) Os adolescentes que infringem não conhecem a lei em sua dimensão
protetora que lhes asseguraria a pertença social. Sentindo-se sem os direitos
da proteção da justiça, não se percebem como cidadãos, o que lhes confere,
pelo SINASE, a condição de isentos das sanções para a responsabilização
pelos seus atos.
(E) Quanto à estrutura psíquica dos adolescentes infratores, pode-se afirmar
que não se trata de personalidades, necessariamente, psicopáticas ou de
pessoas de índole violenta. Em sua maioria, são jovens com características
depressivas, sofrendo imensamente pelo descrédito social e familiar, mas que

www psicologianova com br 60


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
estão em busca de referências positivas e de espaços de vinculação
construtivos.

QUESTÃO 36
Considerando que a intervenção do psicólogo junto a adolescentes, em
cumprimento de medida socioeducativa, não pode prescindir de uma
contextualização da Questão em sua dimensão política, social e ética, assinale
a alternativa incorreta.
(A) A intervenção do psicólogo insere-se em uma incursão para reconhecer
e compreender o sofrimento do adolescente, promovendo contextos de
possibilidades para sua legitimação e ressignificação.
(B) Concerne ao psicólogo, antes de tudo, o resgate do adolescente em
conflito com a lei encarado como um sujeito com voz e vez diante da cena na
qual situa sua atual condição de vida, e, portanto, alvo de uma intervenção
judicial.
(C) A intervenção psicológica na justiça implica o reconhecimento de um
sujeito que porta uma demanda que cabe decodificar e compreender.
(D) O propósito do psicólogo é o resgate do sujeito adolescente que sofre
de algo que só com ele pode-se conhecer.
(E) O psicólogo, no contexto da justiça, fica impedido de atender a
demandas clínicas do sujeito, devendo seguir a rigor sua função primordial de
assessorar o juiz na definição da sentença.

QUESTÃO 37
Na perspectiva ético-psicossociológica, a exclusão social é analisada como
(...) processo complexo que não é, em si, nem subjetivo, nem objetivo,
individual nem coletivo, racional nem emocional. É processo sócio-histórico,
que se configura pelos recalcamentos em todas as esferas da vida social, mas
é vivido como necessidade do eu, como sentimentos, significados e ações
(SAWAIA, 1999, p.8). (...) o descrédito atormenta os excluídos tanto quanto
a fome. Paugam. In: Sawaia, 1999, p.10 (com adaptações).

Seguindo essa linha teórica, assinale a alternativa incorreta.


(A) A exclusão implica diferentes dimensões: a dimensão objetiva da
desigualdade social, a dimensão ética da injustiça e a dimensão subjetiva do
sofrimento.
(B) Os autores incluem a dimensão da ética e a da subjetividade na análise
sociológica da desigualdade, ampliando as interpretações legalistas e

www psicologianova com br 61


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
minimalistas de inclusão como as baseadas em justiça social e restritas às
crises do Estado e do sistema de empregabilidade.
(C) A exclusão passa a ser compreendida como descompromisso político
com relação ao sofrimento do outro.
(D) A natureza subjetiva da ciência psicológica, em sua aplicação ao
contexto jurídico, não abrange a dimensão da exclusão social do adolescente
em conflito com a lei.
(E) A Questão de adolescentes em conflito com a lei remete
necessariamente à perspectiva de exclusão social.

QUESTÃO 38
A prática de atos infracionais na adolescência e as condutas judiciais em
relação a essa prática são, ainda hoje, muito discutidas e polemizadas, tendo
sofrido, ao longo da história das políticas de atendimento às crianças e aos
adolescentes, graduais modificações nos vários setores da sociedade. Assinale
a alternativa que traduz a perspectiva das políticas públicas atuais,
contempladas pelo SINASE (2006).
(A) As diretrizes pedagógicas do SINASE consolidam a visão marxista de
que os adolescentes vitimizados pela sociedade capitalista precisam ser
isolados do convívio social para que possam se recuperar.
(B) Os adolescentes autores de atos infracionais que não apresentam um
projeto de vida fora da marginalidade não encontram respaldo no SINASE
para a defesa de seus direitos, pois não se colocam como cidadãos e
protagonistas de suas histórias.
(C) A ação do governo e da sociedade não deve ser direcionada
exclusivamente para o controle à repressão dessa parcela da população, mas
para a garantia de condições de vida com dignidade.
(D) Pelas marcas da desigualdade social em sua identidade marginal, o
adolescente delinquente não tem recuperação.
(E) Cabe ao psicólogo justificar a delinquência juvenil como problema
centrado na psicopatologia do indivíduo, em consonância com essa dimensão
do imaginário social, que ainda persiste na sociedade brasileira, como legado
da nossa herança histórica, cultural e política.

Texto V, para responder às questões 39 e 40.


1 CASO JONILSON: trata-se de um adolescente que
deu entrada nesta instituição aos treze anos, com uma passagem por roubo.
Sete meses depois, fez sua segunda

www psicologianova com br 62


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
4 passagem, pelo mesmo motivo. Após 45 dias, é registrada outra
entrada, desta vez sem especificação, pela qual ele foi sentenciado a
permanecer na instituição por tempo
7 indeterminado. Cinco meses após a primeira sentença, é deferida outra
de igual teor, relativa a outro processo. Após um ano e cinco meses de
cumprimento de medida, o
10 adolescente evade da instituição, aproveitando-se do benefício de saída
semanal. Apenas dez dias após a evasão, Jonilson retorna à instituição, em
outra ocorrência que
13 envolveu assalto a mão armada e sequestro. Passados quatro dias do
seu retorno, o jovem evadiu novamente, dessa vez pulando as cercas da
instituição. Após vinte dias, é
16 registrada outra entrada dele, dessa vez por mandado de busca e
apreensão.
A família de Jonilson é composta pela mãe e por
19 quatro irmãos, três homens e uma mulher, dos quais dois não residem
na mesma residência por já estarem casados. O jovem é o caçula da prole e
não chegou a conviver com o pai,
22 que foi assassinado quando ele tinha um mês de idade e sua irmã,
apenas um ano de idade. A renda familiar é pequena, dependendo a família
de benefícios sociais oferecidos pelo
25 governo. A mãe demonstra comumente certa incapacidade de controle
sobre o comportamento do filho, bem como de impor-lhe limites. Apesar
disso, a relação entre os dois é de
28 profunda afeição, expressando ambos saudade e sofrimento pela falta
de perspectivas de retorno à convivência. Jonilson também mantém bom
relacionamento com sua irmã.
31 Entretanto, tanto mãe quanto irmã, que são os familiares que visitam
o jovem na instituição, afirmaram recentemente ao menor que, diante das
últimas ocorrências envolvendo o
34 adolescente, elas encontram-se desmotivadas a acompanhar seu
processo socioeducativo. Nesse momento, Jonilson levanta e, nervoso, pede
que a mãe e a irmã não deixem de
37 ir às visitas, argumentando: “... quando vejo vocês, parece que tudo
pode mudar, ainda ...”
Pelo fato de estar sob ameaça de sua integridade 40 física, Jonilson não
está frequentando a escola. Esse fato é
motivo de revolta e decepção com a instituição, reclamando

www psicologianova com br 63


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
todos os dias: “queria tanto me adiantar na vida estudando, 43 ainda nem sei
escrever direito...”
A sua situação institucional lhe gera revolta, não aceitando a reclusão
que lhe é imposta sem nenhuma
46 perspectiva. Ao ser questionado sobre sua conduta, não revela senso
crítico ou de responsabilização por seus atos, atribuindo a Deus a
responsabilidade sobre o que já fez,
49 justificando: “... afinal, se Deus quisesse, já teria me impedido”. Da
mesma forma, se desresponsabiliza pelas mudanças que possam vir a ocorrer
em sua vida: “... se Deus
52 quiser, ele dá um jeito pra eu mudar”. Esse pensamento denota, entre
outras coisas, imaturidade por parte do jovem, que não aparenta demandas
pessoais e tampouco confia em
55 suas próprias condições de assumir e mudar sua trajetória no mundo
da marginaldidade. (parecer de um psicólogo da equipe técnica)

QUESTÃO 39
Avaliando fatores de risco e fatores de proteção relativos ao caso apresentado
no texto V, assinale a alternativa correta.
(A) Pela tragédia na história familiar (filho de pai assassinado) e pelo
descaso atual da mãe e da irmã em acompanhar a medida, pode-se concluir
que não existe nenhum fator de proteção no contexto da família.
(B) Os fatores de risco são imensos em todos os aspectos da vida do
adolescente, especialmente o descrédito do adolescente em si mesmo. Tal
situação é impeditiva de qualquer intervenção psicossocial ou pedagógica
efetiva.
(C) As tantas reincidências no cometimento de atos infracionais revelam
uma trajetória sem volta para o adolescente, que agrava cada vez mais sua
situação judicial, sem possibilidade alguma de investimento e de
aproveitamento da medida.
(D) Um fator de proteção inerente à prolongada medida de internação
seria a motivação pela retomada dos estudos. Essa oportunidade fica
totalmente desperdiçada por dificuldades de gestão pedagógica da instituição.
(E) A religiosidade do adolescente é um fator de risco definitivo em
virtude da alienação, que impede a responsabilização.

QUESTÃO 40

www psicologianova com br 64


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Ainda explorando o texto V, assinale a alternativa correta, considerando a
natureza e as possibilidades da intervenção junto à família, no contexto do
atendimento psicossocial do adolescente.
(A) O plano individualizado de atendimento (PIA) deveria conter
estratégias da equipe multidisciplinar para o resgate da convivência familiar
do adolescente, fortalecendo o potencial dos vínculos afetivos preservados
com sua mãe e com sua irmã.
(B) A orientação familiar não faz parte do atendimento psicossocial na
medida de internação, sendo priorizado o processo de autonomia do
adolescente. Para tanto, nem as visitas devem ser estimuladas.
(C) Além da mãe e da irmã, Jonilson tem dois irmãos casados. No entanto,
pelo fato de estes não residirem mais na mesma casa, deixaram de constituir
a rede primária do adolescente, não cabendo ser incluídos no atendimento.
(D) A irmã de Jonilson, sendo menor de idade, em nada pode ajudar. Não
deve ser mobilizada, tampouco incluída no atendimento.
(E) A intervenção junto à família é importante, mas foge às atribuições da
medida de privação de liberdade, cabendo apenas ao CRAS e CREAS da
cidade de origem do adolescente tomar esta iniciativa.

QUESTÃO 41
A tese de que o excluído não está à margem da sociedade, mas repõe e
sustenta a ordem social, sofrendo muito com as vicissitudes que esse lugar
ambíguo lhe reserva, na qualidade de incluído na exclusão, aponta para o
conceito de inclusão marginal.
Martins, 1997 (com adaptações).
Na perspectiva do conceito de inclusão marginal, quanto à função do
psicólogo junto aos adolescentes em conflito com a lei, assinale a alternativa
correta.
(A) A diversidade de necessidades, de conflitos e de sofrimentos da
condição de inclusão marginal não exige uma intervenção multidisciplinar no
atendimento psicológico.
(B) Cabe ao psicólogo promover espaços de revalorização da autoestima
para que o adolescente possa descobrir novos referenciais e modelos
identitários, rumo a um projeto de vida com perspectivas de uma inserção
cidadã.
(C) Nos casos de adolescentes envolvidos com o tráfico de drogas, torna-se
impossível a aplicação do conceito de inclusão marginal, pois estar-se-ia
justificando este grave delito.

www psicologianova com br 65


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(D) O contexto da justiça é impeditivo de uma perspectiva sistêmica sobre
a medida socioeducativa que considera, ao mesmo tempo, a ordem social e as
necessidades éticas e afetivas, singulares e legítimas de cada um dos sujeitos
implicados.
(E) O código de ética do psicólogo estaria sendo infringido se ele avaliasse
os aspectos sociais da Questão, devendo cumprir sua função estrita de
elaboração de laudo pericial psicológico que assessore o magistrado na
definição da sentença jurídica.

QUESTÃO 42
À medida que o tempo passa e com um trabalho em rede, o
adolescente poderá adquirir uma visão crítica a respeito dos caminhos que
tenha escolhido para trilhar sua vida, como bem ilustra o seguinte trecho de
um rap:
“Pular o muro é só atraso, o que dá lucro é os estudos Vantagem de
verdade é liberdade, livre arbítrio. Não sinto nenhum orgulho por ter fama de
bandido Montado no dinheiro, drogas, armas, bem vestido. Quando se está
por cima, tem mulher e tem amigo Mas dentro do presídio, no domingo, é
esquecido Sem visita, sem Cobal, sem notícia, sem sorriso ...”
O trabalho em rede é uma prerrogativa de destaque nas diretrizes
pedagógicas do SINASE. Com base nos aspectos conceituais e metodológicos
do trabalho em rede, julgue os itens que se seguem.
I A literatura aponta a prática de redes sociais como uma metodologia
que se tem mostrado efetiva no resgate da convivência familiar e comunitária
de adolescentes envolvidos com drogas e atos infracionais.
II O trabalho em rede com adolescentes em situação de vulnerabilidade
social e familiar exige intervenção junto à rede primária, dispensando-se a
rede secundária pela fragilidade das políticas públicas locais.
III O conceito de redes é polissêmico. A literatura aponta para uma
diversidade de concepções diferenciadas, uma vez que o trabalho em rede
contempla diferentes contextos da intervenção.
IV No âmbito da gestão governamental, a rede é vista como tópico oriundo
da junção de disciplinas de política e administração, ou como um modelo
estratégico de gestão de políticas ou, ainda, como um novo modelo de
governança centrado no nível local.
V A conceituação de redes integra contribuições de diversas áreas do
conhecimento, tais como: a psicologia social, a sociologia, a terapia familiar
sistêmica, a administração de empresas, a antropologia.
A quantidade de itens certos é igual a

www psicologianova com br 66


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(A) 1. (B) 2. (C) 3. (D) 4. (E) 5.

QUESTÃO 43
O uso abusivo de drogas lícitas e ilícitas constitui um dos problemas que
pode trazer danos à saúde mental. O diagnóstico precoce pode ajudar no
tratamento e prognóstico. No entanto, esse diagnóstico é difícil, uma vez que
é difuso o conceito do alcoolismo e sua existência coabita com outros
transtornos psíquicos, tendo, assim, uma etiologia diversificada. Diante desse
contexto, o psicólogo deve, inicialmente,
(A) buscar dados junto a uma equipe multiprofissional.
(B) realizar um psicodiagnóstico com base, exclusivamente, em testes de
personalidade.
(C) fazer entrevista com os familiares.
(D) apoiar-se nos dados do DMS-III para fazer o diagnóstico, pois é o
método mais confiável.
(E) diagnosticar a etapa da doença para avaliar a gravidade do transtorno e
seu prognóstico.

QUESTÃO 44
Leia a seguinte afirmativa: as instituições para jovens em situação de
vulnerabilidade social e psicológica enfrentam dificuldades em atender, de
modo mais qualificado, seus objetivos e missão, o que repercute no
comprometimento do resgate da identidade e cidadania desses jovens. Essa
situação poderia ser melhorada se o psicólogo tivesse respaldo normativo e
prático para desenvolver ações que minimizem o problema. Entre essas
ações, não seria eficiente
(A) a necessidade de treinamento constante para as pessoas recém-
contratadas.
(B) o desenvolvimento de estratégias de gerenciamento baseado na
centralização das decisões.
(C) a redefinição dos perfis profissiográficos.
(D) a análise detalhada das funções ocupacionais a serem preenchidas.
(E) a criação de um plano de carreira.
QUESTÃO 45
Não é característica de uma boa orientação familiar
(A) discutir o significado dos conflitos e seus efeitos para todos os
membros da família.
(B) oferecer suporte para administrar a precariedade afetiva que acomete
muitas famílias.

www psicologianova com br 67


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(C) refletir acerca da sobrecarga de trabalho nos diferentes papéis
familiares.
(D) desenvolver a assertividade para evitar problemas de violência
doméstica.
(E) instrumentalizar os jovens para tolerar frustração e debater os
conflitos nas relações interpessoais.

QUESTÃO 46
O estudo de caso tem como um dos objetivos descrever em profundidade o
perfil psicológico do indivíduo e seu contexto social, de modo a diagnosticar
um problema e fazer os encaminhamentos necessários para sua solução. Para
isso, aplica técnicas de entrevista, observações e simulação. Nessa direção, as
consequências diretas dessa intervenção para o indivíduo é
(A) a melhoria de suas condições de saúde.
(B) o enriquecimento da sua vida social e cultural.
(C) a melhoria de sua avaliação de desempenho.
(D) a potencialização de sua percepção para provocar mudanças.
(E) a redefinição do seu posto de trabalho.

Texto VI, para responder às questões 47 e 48.


1 Para melhor entendimento do processo de reforma psiquiátrica
brasileira e do atual panorama da atenção em saúde mental, destacam-se
relevantes aspectos
4 apresentados no relatório de Gestão 2003 – 2006 da Coordenação
Geral de Saúde Mental do Ministério da Saúde. Esse relatório intitulado
“Saúde mental no SUS: acesso ao
7 tratamento e mudanças do modelo de atenção”, foi organizado e
construído pelo colegiado formado em 2003, a partir das orientações da III
Conferência Nacional de Saúde
10 Mental (III CNSM), realizada em 2001.

QUESTÃO 47
Acerca dos efeitos do relatório citado no texto VI nas políticas de saúde e nos
novos modos de atendimento em saúde mental, assinale a alternativa correta.
(A) Os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) tornam-se estratégicos
para a organização de uma rede complexa, diversificada e de base territorial.
(B) O mais importante para o funcionamento da política de saúde mental é
o financiamento do Ministério da Saúde para criação, expansão, consolidação
e fortalecimento da rede de atenção em saúde mental.

www psicologianova com br 68


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(C) Sem treinamento, desenvolvido pelas secretarias de saúde, os
profissionais em saúde mental não conseguem prestar a assistência eficaz aos
pacientes do CAPS.
(D) A família dos pacientes no CAPS participam ativamente do
tratamento.
(E) A reforma psiquiátrica deve ter sustentabilidade cultural harmonizada
com as ações terapêuticas oferecidas aos pacientes no atendimento
domiciliar.

QUESTÃO 48
O CAPS integra-se à reforma psiquiátrica. Acerca desse fato, assinale a
alternativa incorreta.
(A) A sustentabilidade social do CAPS baseia-se no princípio da equidade,
no desenvolvimento de dispositivos inclusivos, como moradia, trabalho,
renda, convivência, locomoção e escolarização.
(B) CAPS I deve prover atenção a uma população de 50.000 habitantes.
(C) CAPS III deve prover a atenção a uma população de 150.000
habitantes.
(D) CAPSad (álcool e outras drogas) e CAPSi (infanto-juvenil) devem
prover a atenção a uma população de 100.000 habitantes.
(E) CAPS especiais devem atender a qualquer caso, sem considerar o
número de habitantes da comunidade.

QUESTÃO 49
As equipes multiprofissionais apresentam diversas dificuldades em atingir
seus objetivos, quando as questões institucionais se sobrepõem às dimensões
técnicas. Por isso, uma intervenção psicossocial nessa equipe deve ser guiada
prioritariamente por princípios que valorizam
(A) a competição e os conflitos entre as equipes de trabalho.
(B) a inovação organizacional.
(C) o fortalecimento do coletivo e da cooperação.
(D) os índices de satisfação no trabalho.
(E) as estratégias de gestão de pessoas.

QUESTÃO 50
O psicodiagnóstico de patologias relacionadas à saúde mental deve ser
realizado por meio de diferentes técnicas. Assinale a alternativa que não se
aplica a essa intervenção.
(A) entrevistas em profundidade

www psicologianova com br 69


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) análise biográfica
(C) análise ergonômica
(D) avaliação clínica psicossocial
(E) testes projetivos

QUESTÃO 51
As teorias de personalidade são fundamentais para a compreensão do
desenvolvimento psicológico, do comportamento humano. Na perspectiva
das teorias psicodinâmicas, é fator essencial para a construção do sujeito o(a)
(A) motivação.
(B) desejo e a diversidade.
(C) autocontrole e a disciplina.
(D) identidade social.
(E) inconsciente e os vínculos afetivos infantis.

QUESTÃO 52
Quanto à problemática da saúde mental, assinale a alternativa incorreta.
(A) O estresse pode causar doença mental.
(B) As doenças psicossomáticas são sintomas de doença mental.
(C) A saúde mental depende da eficácia das defesas do ego.
(D) O esgotamento emocional é um sintoma de sofrimento psíquico grave.
(E) A organização familiar é uma variável antecedente das doenças
mentais.

QUESTÃO 53
O desenvolvimento de política e programas de prevenção de saúde mental
requer do psicólogo a realização de
(A) pesquisas epidemiológicas.
(B) atendimento das equipes de saúde multiprofissionais.
(C) atendimento psicológico e acompanhamento da família.
(D) realização de psicoterapia breve.
(E) atendimentos psicossociais à comunidade.

QUESTÃO 54
Quanto ao sofrimento psíquico e suas relações com a intersubjetividade no
contexto de saúde mental, assinale a alternativa incorreta.
(A) As teorias psicodinâmicas consideram o sofrimento como estruturante
da personalidade; logo, não é patológico em si mesmo.

www psicologianova com br 70


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) O adoecimento mental depende do modo pelo qual o sujeito usa
estratégias de mobilização psíquica e social para suportar e superar o
sofrimento.
(C) A frustração é um dos fatores que desencadeiam sofrimento; ela ocorre
em função das dificuldades em se aceitarem as diferenças individuais mais do
que da realidade imposta pelo contexto sociocultural.
(D) A racionalização é um mecanismo de defesa apropriado ao
enfrentamento do sofrimento psíquico.
(E) O sofrimento grave é típico das psicoses.

QUESTÃO 55
O psicólogo que atua em uma instituição pode fazer psicoterapia breve para
intervir no sofrimento originado em causas psicossociais, como ocorre no
alcoolismo, no uso abusivo de drogas, na violência doméstica, no HIV e nas
separações familiares. Para isso, deve considerar como principais
pressupostos para sua atuação
(A) o desenvolvimento de habilidades específicas voltadas para a
necessidade de diagnósticos constantes, para, assim, ter controle sobre o
prognóstico dos problemas identificados.
(B) a ênfase no indivíduo, e não nos grupos sociais.
(C) a realização de exames psicodiagnósticos como caminho mais eficaz
para o estudo aprofundado da personalidade do indivíduo, sua trajetória de
vida e antecedentes familiares.
(D) a compreensão das defesas e de seus efeitos para minimizar o
sofrimento e melhorar as condições de cura.
(E) a diversidade dos atendimentos psicológicos que variam de acordo
com a situação e a abordagem teórica adotada pelo profissional.

QUESTÃO 56
Assinale a alternativa que não considera a importância da ética na atuação do
psicólogo.
(A) O psicólogo deve aceitar pacientes encaminhados por colegas que
deixaram o exercício de sua profissão.
(B) O psicólogo deve garantir condições ambientais favoráveis às
entrevistas psicológicas, mantendo a privacidade e o sigilo profissional.
(C) O psicólogo pode avaliar o atendimento efetuado por um colega,
quando solicitado.
(D) O psicólogo deve se desligar do caso, quando diante de situações que
contrariam sua consciência profissional.

www psicologianova com br 71


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) O psicólogo deve interferir nos resultados do psicodiagnóstico, para
proteger o paciente.

QUESTÃO 57
Definimos Psicologia Social como o estudo sistemático da natureza e das
causas do comportamento social humano. Os temas que os psicólogos sociais
investigam versam, é claro, sobre o comportamento humano, mas sua
preocupação primária é o comportamento humano em um contexto social.
H. A. Michener, J. D. DeLamater, & D. J. Myers. Psicologia Social. São Paulo:
Pioneira Thomson Learning, 2005, p. 3-4 (com adaptações).
Segundo o texto acima, as principais preocupações da Psicologia Social, não
incluem o(a)
(A) impacto de um indivíduo no comportamento e nas crenças de outro
indivíduo.
(B) impacto de um grupo no comportamento e nas crenças de um
indivíduo.
(C) influência do comportamento de um indivíduo sobre sua própria saúde
mental.
(D) impacto de um integrante nas atividades e na estrutura de um grupo.
(E) influência de um grupo nas atividades e na estrutura de outro grupo.

QUESTÃO 58
Segunda-feira, 5 de março de 2001, um garoto de quinze anos foi para a
escola carregando uma arma do pai. Ao chegar à escola, abriu fogo. Nos seis
minutos seguintes, matou Bryan Zuckor, de catorze anos, e Randy Gordon,
também de catorze, além de ferir treze outros colegas, incluindo onze
estudantes e dois professores. Quando a polícia chegou, ele se entregou.
A história hipotética descrita acima relata um episódio de agressão. Com base
no enfoque da Psicologia Social, assinale a alternativa que melhor expressa o
conceito de agressão.
(A) Qualquer comportamento com intenção de prejudicar outra pessoa,
que deseja evitar tal comportamento.
(B) Qualquer comportamento por meio do qual se machuca outra pessoa.
(C) Comportamento humano destinado a causar uma descarga de
adrenalina em um grupo específico de pessoas.
(D) Conduta humana caracterizada por um intuito destrutivo e que só
ocorre com a anuência da pessoa à qual tal conduta se dirige.
(E) Qualquer comportamento que tenha o objetivo de extrair sangue de
outra pessoa ou então causar-lhe distúrbios psicológicos.

www psicologianova com br 72


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

QUESTÃO 59
As fontes são basicamente duas: as emocionais e as substantivas. As
emocionais são relacionadas, principalmente, às diferenças (culturais, de
formação, de origem social etc.) de uma pessoa para outra, às expectativas
que elas têm em relação aos outros e ao mundo circundante e às deficiências
de comunicação entre as pessoas. Já as fontes substantivas são aquelas reais,
palpáveis, como escassez de recursos, forte discrepância de posses materiais
ou algumas características da estrutura organizacional. Essas informações
referem-se às fontes de
(A) inflação.
(B) desequilíbrio psicológico.
(C) suporte organizacional.
(D) necessidades de treinamento.
(E) conflito nas organizações.

QUESTÃO 60
Disputas de certos tipos — como uma discussão entre trabalhadores
organizados e patrões, ou um conflito entre grupos comunitários — algumas
vezes são resolvidos mais facilmente com a intervenção de terceiros, como,
por exemplo, mediadores. Com relação a esse tema, é correto afirmar que o
mediador de conflitos é
(A) qualquer terceiro com poder de decidir como o conflito deve ser
resolvido.
(B) qualquer terceiro que serve como intermediário e que auxilia os
grupos em conflito a identificar os problemas e a concordar com uma
solução.
(C) um membro neutro em relação às partes conflitantes que tem o
objetivo de apenas ouvir as possíveis causas de discordância.
(D) um agente organizacional que tem o papel de chegar a uma média
ponderada dos ganhos e perdas que cada parte discordante teve ao final de
um conflito.
(E) um membro neutro que oferece suporte psicológico à parte que não
teve seus desejos contemplados na decisão final de um conflito.

PSICOLOGIA (CÓDIGO 108)

CONHECIMENTOS
ESPECÍFICOS

www psicologianova com br 73


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

B A A D E C B B B E B C A * * E D C * A

41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60

B C A B D D A E C C E B A C E E C * E B

www psicologianova com br 74


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

FUNIVERSA – SESI/DF - Psicólogo Escolar –


2010

QUESTÃO 21
Jean Piaget divide os períodos do desenvolvimento humano de acordo com o
aparecimento de novas qualidades do pensamento, o que, por sua vez,
interfere no desenvolvimento global do indivíduo. Acerca desse tema,
assinale a alternativa correta.
(A) No período pré-operatório, o adolescente domina progressivamente a
capacidade de abstração e generalização, elaborando teorias a respeito do
mundo.
(B) No período das operações formais, a criança alcança a capacidade de
estabelecer relações que permitem a coordenação de pontos de vista
diferentes.
(C) No período das operações concretas, acontece o aparecimento da
linguagem, interferindo no desenvolvimento intelectual, afetivo e social da
criança.
(D) No período operatório, ocorre a passagem do pensamento concreto
para o pensamento formal.
(E) No período sensório-motor, a criança é capaz de usar um instrumento
como meio de atingir um objeto.

QUESTÃO 22
Acerca das teorias de aprendizagem e desenvolvimento, assinale a alternativa
correta.
(A) A construção do eu, na teoria de Piaget, depende essencialmente do
outro, seja para ser referência, seja para ser negado. Isso ocorre
principalmente a partir do instante em que a criança começa a viver a
chamada crise de oposição, em que a negação do outro funciona como uma
espécie de instrumento de descoberta de si própria. Tal fato se dá aos 3 anos
de idade.
(B) Estudos realizados por Vygotski com crianças entre 6 e 9 anos de
idade em diversas escolas francesas mostram que o desenvolvimento da
inteligência depende essencialmente de como cada uma faz as diferenciações
com a realidade exterior.
(C) Segundo a teoria de Wallon, as emoções dependem fundamentalmente
da organização dos espaços para se manifestarem. A motricidade, portanto,

www psicologianova com br 75


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
tem caráter pedagógico tanto pela qualidade do gesto e do movimento quanto
por sua representação.
(D) Diferentemente dos métodos tradicionais (que priorizam a inteligência
e o desempenho em sala de aula), a proposta de Piaget põe o
desenvolvimento intelectual dentro de uma cultura mais humanizada. A
abordagem é sempre a de considerar a pessoa como um todo. Elementos
como afetividade, emoções, movimento e espaço físico encontram-se em um
mesmo plano. Assim, as atividades pedagógicas e os objetos devem ser
trabalhados de formas variadas.
(E) O conflito entre situações antagônicas é prejudicial ao
desenvolvimento da criança. A inteligência não evolui na solução dos
confrontos. Wallon diz que o sincretismo (mistura de ideias em um mesmo
plano), bastante comum na vida da criança, é fator prejudicial ao
desenvolvimento intelectual.

QUESTÃO 23
Na década de 20 e início dos anos 30 do século XX, um teórico criticou as
experiências psicológicas realizadas com animais, assim como as concepções
que afirmavam que as propriedades intelectuais dos seres humanos são
resultados da maturação do organismo. Para ele, as origens sociais estavam
relacionadas com as capacidades humanas; por isso, utilizou as teorias de
Marx como fonte para solução de grandes paradoxos da psicologia. Alguns
pontos fortes de sua concepção psicológica são os seguintes: os fenômenos
psicológicos devem ser estudados em sua origem e no curso de seu
desenvolvimento; o fenômeno psicológico transforma-se no decorrer da
história; o sistema de signos (a linguagem, a escrita, o sistema de números) é
pensado como um sistema de instrumentos, criados pela sociedade ao longo
de sua história. O teórico ao qual esse enunciado se refere é
(A) Wallon.
(B) Piaget.
(C) Freud.
(D) Vygotski.
(E) Perrenoud.

QUESTÃO 24
Julgue os itens a seguir acerca dos mecanismos de fortalecimento da relação
escola-família na educação das crianças e dos jovens.

www psicologianova com br 76


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
I Os conselhos escolares são os meios mais efetivos da
participação da família na elaboração do projeto pedagógico da
escola.
II Participar da vida escolar das crianças resume-se a
participar do conselho escolar.
III A integração da família com a escola deve ser realizada
por meio de diversas ações de aproximação que não dependem
exclusivamente da escola.
IV Cada escola precisa encontrar os caminhos de aproximação
com a comunidade, escutando o que os pais de alunos têm a
dizer.
V As crianças que não encontram apoio dos pais nas
atividades escolares estão fadadas ao fracasso na vida
profissional.
A quantidade de itens certos é igual a
(A) 1. (B) 2. (C) 3. (D) 4. (E) 5.

QUESTÃO 25
Os tipos de violência mais comuns que ocorrem nas escolas são: física;
verbal; ofensa, desobediência e desacato ao professor; atitudes de
discriminação; ameaças; violência simbólica; baixos salários e más condições
de trabalho; exigências da legislação, em especial do Estatuto da Criança e do
Adolescente. A respeito desse tema, assinale a alternativa correta.
(A) As vítimas e os causadores das violências escolares podem ser os
professores, alunos e(ou) os funcionários.
(B) Apenas os alunos são vítimas da violência escolar.
(C) Apenas os professores e funcionários são vítimas da violência escolar.
(D) Apenas os alunos são os causadores da violência escolar.
(E) As causas da violência escolar são sociais e não se reportam ao
ambiente educacional.

QUESTÃO 26
Hoje em dia, há a necessidade de a escola estar em perfeita sintonia com a
família. A escola é uma instituição que complementa a família, e elas, juntas,
criam espaços agradáveis para a convivência. A respeito desse tema, assinale
a alternativa correta.
(A) A parceria família-escola pode ser estabelecida por meio de uma
conversa franca dos professores com os pais, em reuniões simples,

www psicologianova com br 77


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
organizadas, nas quais é permitido aos pais falarem e opinarem sobre todos
os assuntos.
(B) Muitas funções que eram das famílias, como educação sexual,
definição política, formação religiosa, entre outras, têm sido transferidas para
a escola, mas isso não interfere nas relações humanas desses dois grupos
sociais.
(C) A escola deve ser um lugar de aprendizagem, e não um campo de ação
no qual haverá continuidade da vida afetiva. A escola que funciona como
quintal da casa perde sua função primordial na educação das crianças e dos
adolescentes.
(D) As crianças e os jovens precisam sentir que pertencem a uma família.
Sabe-se que a família de sangue é a base para qualquer ser. Por sua vez, as
famílias construídas com base em laços de afeto não atendem às necessidades
fundamentais que tornam as pessoas mais humanas e afetuosas.
(E) A construção da parceria família-escola é responsabilidade exclusiva
dos professores, pois, com a proximidade dos pais à escola, tal parceria cria
meios de que a família esteja cada vez mais preparada para ajudar seus filhos.
É necessária uma conscientização muito grande para que todos se sintam
envolvidos nesse processo de educação contínua dos filhos.

QUESTÃO 27
De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), “É direito dos
pais ou responsáveis ter ciência do processo pedagógico, bem como participar
da definição das propostas educacionais.” Acerca desse tema, assinale a
alternativa incorreta.
(A) A necessidade de se construir uma relação entre escola e família é
justificável para se planejar, estabelecer compromissos e acordos mínimos
para que o educando/filho tenha uma educação com qualidade tanto em casa
quanto na escola.
(B) O direito à participação é garantido por meio da Lei de Diretrizes e
Bases, que estipula a gestão democrática como forma de organização da
escola para todos os estabelecimentos de ensino, independentemente de sua
origem pública ou privada.
(C) A relação escola-família resume-se ao respeito mútuo, o que significa
tornar paralelos os papéis de pais e professores, para que os pais garantam as
possibilidades de exporem suas opiniões, ouvirem os professores, sem receio
de serem avaliados, criticados.
(D) A intervenção pedagógica deve ocorrer no sentido de considerar a
necessidade da família de vivenciar reflexões que lhes possibilitem a

www psicologianova com br 78


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
reconstrução da autoestima, a fim de que se sintam primeiramente
compreendidos, aceitos, e não rejeitados, pela instituição escolar.
(E) O único espaço para que os pais possam participar do
processo de definição das propostas educacionais deve ser o do conselho de
escola. Só nele concretizam-se as ações da relação da família com a escola.

QUESTÃO 28
De acordo com alguns teóricos que discutem a problemática das drogas para
as crianças e os adolescentes, os fatores de risco e proteção podem estar
presentes neles mesmos, por meio de mecanismos ainda não totalmente
esclarecidos e vinculados à singularidade de cada fase da vida e de cada um;
ou na sociedade como um todo, dentro dos variados grupos de referência,
entre os quais se destacam a família, a escola, o grupo de amigos, as áreas de
saúde, a mídia, as políticas governamentais. Acerca desse tema, assinale a
alternativa correta.
(A) O modelo familiar funciona como fator decisivo de proteção, em que
estão presentes o amor, o compromisso, o respeito e também os limites que
devem ser impostos por meio do autoritarismo.
(B) No processo de construção do ser humano, outros grupos de
referência vão se tornando importantes, destacando-se a escola dentro da
proposta preventiva. Nesse sentido, a escola não pode acolher o aluno
usuário de drogas, pois ele influencia negativamente os outros.
(C) Em relação à adolescência, não há risco de vulnerabilidade, pois essa
fase está muito ligada às características próprias do desenvolvimento
psicoemocional.
(D) A resposta do adolescente aos riscos da dependência será mais ou
menos adequada à sua história de vida e ao seu grau de adaptação à sociedade
em transformação.
(E) A condição de risco nunca é pluricausal, e os desdobramentos para a
sua prevenção também não o são. Portanto, o problema está na família ou
está na sociedade.

QUESTÃO 29
No que diz respeito à violência, um dos aspectos mais ressaltados pelos
profissionais da educação é a falta de preparo para atuar frente ao fenômeno:
ao serem questionados se sabem como enfrentar a violência em sua prática
pedagógica, apontam a necessidade de formação para discutir a violência na
escola. Acerca desse assunto, assinale a alternativa correta.

www psicologianova com br 79


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(A) O trabalho de prevenção da violência não necessita ser programado e
dirigido, ou seja, deve ocorrer de forma intuitiva, uma vez que se realiza em
muitas escolas.
(B) A formação de professores e dos profissionais que atuam na educação
deve ser repensada, de modo que eles possam ter subsídios para enfrentar o
novo momento social.
(C) A atitude informal e intuitiva das conversas com os alunos a respeito
da violência é o melhor caminho de prevenção realizado pelos psicólogos e
orientadores educacionais nas escolas.
(D) O fato de os professores não terem uma formação adequada pode
abalar a relação de confiança dos alunos com os professores, caso estes façam
referência a alguma informação equivocada; por isso, o melhor caminho é
estar preparado para depois executar algum tipo de ação.
(E) A Questão da violência não é um problema da escola, e sim da
sociedade como um todo; por isso, a escola não deve perder seu tempo com
questões que não serão solucionadas nesse espaço.

QUESTÃO 30
Já foram realizadas muitas pesquisas a respeito de ações de prevenção de
doenças sexualmente transmissíveis. Os professores apontam, entre as
maiores dificuldades encontradas nesse trabalho, o desinteresse dos alunos.
Acerca desse tema, assinale a alternativa correta.
(A) O papel da escola restringe-se a informar os alunos dos riscos que tais
doenças apresentam, independentemente de seus interesses.
(B) Não é papel da escola trabalhar com as motivações acerca da prevenção
de doenças; esse é um trabalho que deve ser feito pela área de saúde.
(C) Os pais são os responsáveis pelas informações relativas à saúde de
seus filhos; a escola deve ter outras preocupações.
(D) Por questões éticas, é muito difícil para os professores tratarem de
assuntos de sexualidade; por isso, esse assunto deve ser conteúdo exclusivo
dos professores de biologia.
(E) Os alunos, em sua maioria, apresentam desinteresse por não ter
consciência do risco que as doenças podem trazer para a vida deles.

QUESTÃO 31
Para que o processo de mediação ocorra sem grandes oscilações, algumas
normas devem ser estabelecidas, como: intimidade, confidencialidade,
liberdade de expressão, compromisso com o diálogo e imparcialidade.

www psicologianova com br 80


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Assinale a alternativa que apresenta esclarecimento correto a respeito de uma
dessas normas.
(A) Intimidade: o mediador compromete-se, diante das pessoas às quais
presta ajuda, a guardar sigilo sobre o conteúdo das conversações.
(B) Confidencialidade: os protagonistas do conflito não serão forçados a
falar mais do que considerarem parte de sua intimidade.
(C) Liberdade de expressão: os protagonistas comprometem-se a
expressar-se com liberdade, mas assumindo que, nos diálogos, estão
proibidos os insultos e os ataques verbais, físicos ou psicológicos.
(D) Compromisso de diálogo: o mediador compromete-se a
não tomar partido de nenhuma das partes em conflito.
(E) Imparcialidade: os protagonistas devem comprometer-se a falar de
suas dificuldades e conflitos nas sessões de trabalho.

QUESTÃO 32
A motivação é um elemento essencial para uma aprendizagem eficiente. Um
aluno motivado sempre aprende melhor. Com relação a esse assunto, assinale
a alternativa correta.
(A) Há casos em que a motivação existe de forma fácil e natural no aluno.
Ela pode surgir pela própria curiosidade ou pela vontade de se progredir na
vida.
(B) Manter contato com pessoas com os mesmos sonhos e ideais não é
uma forma de obter motivação.
(C) A motivação é algo natural, por isso não necessita de ser trabalhada
diariamente.
(D) Quando há motivação, os momentos de crise, desânimo e cansaço não
aparecerem.
(E) Motivação sempre é algo muito difícil, pelo fato de exigir consciência
daquilo que se deseja; por isso, é individual e intransferível.

QUESTÃO 33
Diante dos conflitos cotidianos, é necessário que a escola desenvolva ações
preventivas e curativas, no intuito de tornar as relações e o ambiente escolar
harmoniosos, por meio da prática do diálogo e da mediação de conflitos.
Acerca desse tema, assinale a alternativa correta.
(A) A mediação é definida como um processo adversarial, confidencial e
voluntário, no qual um terceiro parcial facilita a negociação entre duas ou
mais partes, propondo um acordo mutuamente aceitável, que poderá ser um
dos desenlaces possíveis.

www psicologianova com br 81


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) A ideia de mediação de conflitos como método formal para resolver ou
solucionar controvérsias difundiu-se a partir da década de 60 do século XX,
como a intervenção de uma terceira pessoa para ajudar na negociação de
interesses.
(C) O método de mediação é exclusivo da área de Direito, já que, junto
com a arbitragem e a conciliação, ele se tornou uma forma de resolver
impasses, em que os envolvidos chegam a um acordo mútuo que satisfaça às
suas necessidades.
(D) A proposta de mediação apresenta-se à escola como a única alternativa
democrática para prevenir situações em torno dos diversos tipos de violência.
(E) No Brasil, existe uma legislação que regula a prática da mediação na
escola. Essa lei contribui para a convivência mais saudável, a construção da
cidadania e o enfrentamento da violência escolar.

QUESTÃO 34
De acordo com as teorias da motivação, assinale a alternativa correta.
(A) Para os cognitivistas, são as representações externas que impulsionam
as motivações.
(B) A psicanálise afirma que a libido não interfere nas motivações.
(C) Segundo os behavioristas, o que motiva o comportamento são as
consequências produzidas por comportamentos passados.
(D) De acordo com a Teoria das Necessidades, as motivações são
essencialmente sociais.
(E) Para a fenomenologia, a motivação é um fenômeno inatingível.

QUESTÃO 35
Muitos teóricos afirmam que a motivação é uma força que se encontra no
interior de cada indivíduo. Uma pessoa não consegue jamais motivar
ninguém, o que ela pode fazer é estimular. A respeito desse tema, é correto
afirmar que
(A) a noção de necessidade não permeia os conceitos de motivação; a
maioria das teorias enfoca o reconhecimento e a responsabilidade, entre
outras coisas.
(B) a aprendizagem independe das motivações, acontece por tentativa e
erro; assim, o mais importante é o treinamento.
(C) as crianças têm muitas motivações provocadas pela curiosidade; por
isso, não necessitam de ambientes estimulantes.
(D) a tarefa da escola não é a de motivar seus alunos, mas sobretudo
induzir comportamentos positivos por parte deles em relação aos estudos.

www psicologianova com br 82


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) o orientador educacional e o psicólogo escolar são os únicos
responsáveis pela motivação no ambiente escolar.

QUESTÃO 36
A prática da mediação envolve mudanças na conjuntura escolar. Essas
transformações podem ser inovadoras, se buscarem modificar as estruturas
de resolução de conflitos, ou podem ser destrutivas, quando ignoram as
práticas desenvolvidas pela escola, para alterá-las radicalmente. Acerca desse
tema, assinale a alternativa correta.
(A) A eficiência de um processo de mediação não está relacionada com a
aceitação dele pelo grupo ao qual é destinado.
(B) A mediação na escola deve ser desenvolvida desde os primeiros anos
de escolaridade do aluno, por meio da vivência dos valores humanos e do
resgate da solidariedade e do respeito para com o outro.
(C) A mediação escolar elimina a autoridade dos métodos empregados
pela escola na resolução de conflitos; por isso, é uma forma democrática de
tomada de decisões.
(D) Ao término das sessões de mediação, os envolvidos sempre encontram
alternativas mutuamente viáveis para solucionar o conflito; criam, assim, um
pacto de amizade entre eles.
(E) A mediação é uma atividade utilizada, exclusivamente, para a solução
de problemas dos funcionários da escola.

QUESTÃO 37
O uso abusivo de drogas e a delinquência resultam de experiências
desfavoráveis. Alguns fatores que ocasionam esses comportamentos são a
relação inapropriada entre pais e filhos, punições parentais excessivas,
ambiguidade na aplicação da disciplina e sensação de insegurança. Assinale a
alternativa incorreta para a prevenção dessas condutas.
(A) Tratamento terapêutico.
(B) Educação social.
(C) Diálogo entre educadores-familiares.
(D) Punição física.
(E) Orientação acerca da mudança de atitudes e valores.

QUESTÃO 38
A inclusão social de pessoas portadoras de deficiência apóia-se nos princípios
de normalização e de igualdade de oportunidades. Ambos têm sido alavancas
de importantes transformações nas políticas de atenção a essas pessoas, como

www psicologianova com br 83


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
educação, saúde e serviços sociais. Assinale a alternativa que apresenta o
conceito de normalização.
(A) Desenvolvimento da vida de forma tão igual quanto possível.
(B) Atenção igual para todas as pessoas.
(C) Apelo à caridade.
(D) Adoção de medidas de discriminação negativa.
(E) Desenvolvimento da dependência.

QUESTÃO 39
Um grupo de alunos encontra-se fora da escola, para fumar maconha. Nessa
situação, assinale a alternativa correta a ser desempenhada por um psicólogo
escolar ao surpreender esses alunos.
(A) Não interferir, pois os alunos estão fora da escola.
(B) Propor um seminário a respeito do tema e convidar os pais e alunos.
(C) Comunicar à delegacia, para reforçar o policiamento.
(D) Exigir que os alunos joguem fora o cigarro de maconha.
(E) Fazer um discurso moral em sala de aula e citar o exemplo dos alunos.

QUESTÃO 40
A Educação para Jovens e Adultos (EJA) é uma das prioridades de ensino da
rede pública no Brasil. Assinale a alternativa que não descreve o objetivo da
EJA.
(A) Criar oportunidades de estudo para pessoas que não têm a idade
escolar.
(B) Aumentar as taxas de escolarização.
(C) Descumprir a função de equalizar.
(D) Exercitar a autonomia.
(E) Construir a cidadania.

QUESTÃO 41
No processo de inclusão de alunos com necessidades especiais, assinale o
tipo de relação que não propicia a troca entre as diferenças.
(A) Assimétrica
(B) Interacionista
(C) Simétrica
(D) Meta-interação
(E) Cooperativa

QUESTÃO 42

www psicologianova com br 84


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
No processo grupal, diversos tipos de linguagem são utilizados. Assinale a
alternativa que não se refere à vida do grupo.
(A) Linguagem da emoção.
(B) Linguagem simbólica.
(C) Linguagem da ação física.
(D) Linguagem das estruturas racionais.
(E) Linguagem narcísica.

QUESTÃO 43
Na abordagem de Vygotski, a motivação para a aprendizagem contempla
(A) a atividade da criança no processo de desenvolvimento cognitivo.
(B) a punição e o reforço.
(C) apenas os processos inconscientes.
(D) a dinâmica da ação infantil, seu imaginário e suas representações.
(E) o desenvolvimento do meio ecológico.

QUESTÃO 44
Um trabalho em equipe, no qual sejam estimuladas as capacitações e a
autonomia dos indivíduos, necessita da participação das pessoas. Assinale a
alternativa que apresenta o tipo de participação que privilegia o
desenvolvimento dos membros do grupo.
(A) passiva
(B) participativa
(C) consultiva
(D) barganha
(E) por pedidos

QUESTÃO 45
A formação continuada para os professores é uma forma de ressignificar a
identidade profissional e as atuações exigidas no contexto escolar. Assinale a
alternativa que não se relaciona às atribuições do docente na
contemporaneidade.
(A) Promover a cidadania.
(B) Participar da elaboração de projetos coletivos.
(C) Agir de forma reflexiva, sem o abuso do poder.
(D) Enfatizar a expressão de valores individualistas.
(E) Valorizar a diversidade em sala de aula.

QUESTÃO 46

www psicologianova com br 85


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
O clima grupal é embasado em vetores de cooperação, comunicação,
pertinência, aprendizagem e pertencimento. Pichón-Riviére utiliza um
modelo para exemplificar a paralisia nos grupos. Assinale a alternativa que
nomeia esse modelo.
(A) subcepção
(B) espiral dialética
(C) servidão
(D) paradigma perdido
(E) cone invertido

QUESTÃO 47
Assinale a alternativa que estimula o desenvolvimento do sujeito no processo
ensino aprendizagem.
(A) Exigir um padrão no desempenho da tarefa solicitada.
(B) Disciplinar comportamentos.
(C) Determinar rapidez na explicitação dos trabalhos.
(D) Demonstrar o poder do docente no processo de ensinar e aprender.
(E) Construir coletivamente novas expressões do que é aprendido.

QUESTÃO 48
As possibilidades de mudança nas ações pedagógicas devem ocorrer nas
transformações realizadas nas concepções de desenvolvimento e de
aprendizagem. Assinale a alternativa que deve ser considerada nessa
transformação.
(A) Adequar as situações didáticas às diferentes realidades apresentadas.
(B) Os alunos aprendem da mesma forma.
(C) Somos controlados a partir do que aprendemos.
(D) As pessoas amadurecem na mesma fase da vida.
(E) Só aprendemos quando acertamos.

QUESTÃO 49
As experiências individuais ou as partilhadas pela cultura e por novas
descobertas e informações da ciência são exemplos de construção de
conceitos cotidianos e científicos, que encontram um espaço comum de
articulação na escola. Assinale a alternativa que não remete a essa afirmação.
(A) Sentimentos vivenciados
(B) Desintegração das diversas áreas do conhecimento
(C) Habilidades estimuladas
(D) Relação ação-reflexão

www psicologianova com br 86


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) Reações emocionais

QUESTÃO 50
O papel do psicólogo escolar na ultima década tem sido revisado. Assinale a
alternativa que aponta mudanças para esse papel.
(A) Reforçar o modelo maniqueísta.
(B) Naturalizar o instituído.
(C) Permitir uma relação possível entre professor-aluno.
(D) Legitimar uma posição social de curar e educar.
(E) Regular e normatizar comportamentos.

CONHECIMENTOS BÁSICOS
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
C E D D A C E B C E E B A B D B D A C A

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
E C D E B B D C A A E B C E A D B B A C

41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
C D D E E B A A D C

www psicologianova com br 87


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

FUNIVERSA – SEPLAG – Psicologia – 2010

QUESTÃO 31
Em casos de queixas escolares, uma abordagem que leve em consideração a
natureza escolar da queixa prioriza, além da escuta da criança e de sua
família,
(A) o diagnóstico e a medicalização por parte da psiquiatria.
(B) a execução de psicodiagnóstico e psicoterapia com familiares.
(C) o encaminhamento da criança a escolas de reforço.
(D) o contato com professores e coordenadores pedagógicos.
(E) a indicação de terapias alternativas para a criança e sua família.

QUESTÃO 32
Há uma tendência a se medicalizar e a se patologizar o fracasso escolar. Para
esse tipo de abordagem, as dificuldades de aprendizagem e os problemas de
comportamento do aluno decorrem
(A) do sistema escolar público, que não oferece um local ideal para a
formação das crianças.
(B) da convivência familiar e de sua influência no sistema educacional
brasileiro.
(C) de conflitos vividos internamente pela criança, como consequência,
por exemplo, da pobreza, da desestrutura familiar e(ou) da carência afetiva.
(D) de conflitos da criança com seus professores que desvinculam o
processo de ensino de seu público-alvo, desconsiderando as potencialidades
da criança.
(E) dos poucos investimentos em educação e em políticas públicas de
atendimento psicoterápico para escolas e hospitais.

Texto III, para responder às questões 33 e 34.


Na interface entre a Psicologia e a Educação, “partimos da ideia de que o
atendimento deve priorizar o trabalho com as questões relacionadas aos
problemas escolares, assinalando e encaminhando os casos em que a
problemática é mais diversificada e complexa.”
Freller et cols. Orientação à queixa escolar. In: Psicologia em estudo.
Maringá, jul.-dez./2001, v. 6, n.º 2, p. 129-34 (com adaptações).

QUESTÃO 33
www psicologianova com br 88
CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Para atender à postura recomendada no texto III, é necessário que o psicólogo
(A) encaminhe seus pacientes à equipe multidisciplinar, com o intuito de
obter várias possibilidades de diagnóstico e de ações efetivas.
(B) considere as necessidades de cada caso, propondo um setting e uma
metodologia de trabalho específicos para cada dinâmica e singularidade que
se apresente.
(C) tenha formação em Pedagogia, em virtude da especificidade do
ambiente escolar, facilitando, assim, sua prática diagnóstica.
(D) possua conhecimento razoável de Psiquiatria e de áreas afins ao
diagnóstico, para que ele proporcione um setting multidisciplinar em sua
prática.
(E) utilize abordagem teórica consistente, em uma tentativa de generalizar
seus casos e obter indicações próprias às patologias que se apresentem.

QUESTÃO 34
No texto III, não é especificado um procedimento a ser adotado pelo
psicólogo. Porém, em qualquer atendimento, o profissional deve levar em
consideração o seguinte objetivo:
(A) dar escuta aos diversos envolvidos no caso e também à criança.
(B) focar seu atendimento nos pais e nos professores, deixando a criança
para outro momento.
(C) encaminhar a criança para diversos profissionais, em busca de
distintos diagnósticos.
(D) deixar a escola de lado e centrar-se na escuta da criança.
(E) orientar a mudança de escola como tentativa de cura para a queixa
apresentada.

QUESTÃO 35
No diagnóstico de transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH),
a abordagem terapêutica inclui
(A) a intervenção psicossocial e o acompanhamento psicoterápico da
criança em casos de comorbidade.
(B) a psicoterapia de família e a mudança de escola da criança.
(C) o diagnóstico psiquiátrico e o encaminhamento da família à terapia de
casal.
(D) o tratamento medicamentoso e a inserção da criança em classes
especiais.
(E) a inserção da criança em classes especiais e o acompanhamento
psicopedagógico.

www psicologianova com br 89


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

Texto IV, para responder às questões 36 e 37.


Uma criança de seis anos de idade é encaminhada para a unidade básica de
saúde, com as seguintes queixas: os professores reclamam que, no último
ano, a criança não tem conseguido ficar sentada em sua cadeira e não
consegue se concentrar nas atividades em sala de aula. A mãe relata que o
filho não tem concentração, é desatento e desorganizado, que sua mochila
sempre está desarranjada e que os cadernos são todos rabiscados e com
folhas rasgadas. Enquanto aguardava atendimento, a criança ficou correndo
pelos corredores. Sua mãe queixou-se ao psicólogo, dizendo que estava
esperando atendimento durante quatro horas e que seria normal uma criança
ficar impaciente.

QUESTÃO 36
Com base nos sintomas relatados no texto IV, o psicólogo aventa como
hipótese diagnóstica tratar-se de transtorno de deficit de atenção e
hiperatividade (TDAH). Para confirmar seu diagnóstico, o psicólogo
necessita, além da observação dos sintomas citados,
(A) aplicar testes e encaminhar a criança ao psiquiatra.
(B) acompanhar a criança em sua escola e aplicar testes aos pais dela.
(C) ouvir os pais da criança e diagnosticar o transtorno apenas com base
nesses relatos.
(D) verificar os sintomas no DSM-IV para certificar o diagnóstico.
(E) coletar informações com os pais e professores e fazer testagem
psicológica com a criança.

QUESTÃO 37
Considerando o texto IV, é correto concluir que a atuação do psicólogo em
unidades básicas de saúde é dificultada por limitações, tais como o(a)
(A) destaque dado ao profissional no contexto de saúde.
(B) grande número de pacientes encaminhados aos serviços de
atendimento.
(C) falta de queixas claras, o que deve levar a diagnósticos adequados.
(D) trabalho em equipes que garantam uma intervenção multidisciplinar e
complexa.
(E) concepção da psicologia como intervenção inadequada.

QUESTÃO 38

www psicologianova com br 90


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
A definição do conceito de personalidade é ampla e complexa. Entre as
diferentes maneiras de se explicar e abordar esse conceito, existem as teorias
psicodinâmicas, que valorizam os componentes motivacionais da
personalidade, e também as teorias dos traços, que definem a personalidade
como construção gradativa com base na aprendizagem. Entre os autores que
adotaram a teoria dos traços, destaca-se
(A) Freud.
(B) Szondi.
(C) Bolwby.
(D) Dorsh.
(E) Cattel.

QUESTÃO 39
Allport propôs-se estudar a personalidade com enfoque nos traços que a
compõe. Para esse autor, um traço pode ser definido como
(A) formas distintas e duradouras de se reagir ao meio.
(B) expressões diferentes ao mesmo estímulo ambiental.
(C) formas constantes e duradouras de se reagir ao ambiente.
(D) expressões alternadas diante de situações complexas do meio.
(E) formas aleatórias de reação a estímulos do meio ambiente.

QUESTÃO 40
Nos últimos anos, a prática psicológica tem revisado seus paradigmas. Um
modelo que entrou em Questão foi o do psicodiagnóstico como simples etapa
do processo psicoterápico. Pesquisas recentes apontam para novas formas de
psicodiagnóstico; entre elas, o denominado psicodiagnóstico interventivo,
que é entendido como
(A) uma bateria de testes, entre os quais, escalas de habilidades sociais,
com vistas ao diagnóstico psiquiátrico e à indicação de encaminhamentos a
outros profissionais.
(B) uma forma de avaliação psicomotora, de origem pedagógica, que
apreende distúrbios do desenvolvimento visando a uma intervenção eficaz.
(C) um conjunto de técnicas psicopedagógicas, originadas na Psicologia da
Aprendizagem, que apreendem conflitos e incertezas do sujeito, buscando
seu encaminhamento a serviços psiquiátricos.
(D) uma forma de avaliação psicológica, subordinada ao pensamento
clínico, para apreensão da dinâmica intrapsíquica, dos conflitos e dos
desajustamentos, visando a uma intervenção eficaz.

www psicologianova com br 91


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) um modo de intervenção de reforço das habilidades sociais do sujeito
objetivando a melhoria de seu desempenho escolar e social.

QUESTÃO 41
Na atividade diária com os pacientes, os profissionais da área da saúde
mental enfrentam situações que suscitam dúvidas acerca de qual atitude
tomar em seus atendimentos, não só do ponto de vista de condutas técnicas,
mas, principalmente, no campo dos valores e da ética. Essas questões estão
no contexto de reflexões da bioética.
Hericka Zogbi Jorge Dias et al. Psicologia e bioética: diálogos. In: Psicologia
clínica. v. 19, n.º 1, Rio de Janeiro, 2007.
Aspectos da ética profissional do psicólogo relacionam-se diretamente com os
princípios da bioética. O psicólogo deve sempre visar ao bem-estar do
paciente, dando-lhe todas as informações que lhe permitam decidir acerca das
intervenções adequadas ao seu próprio problema, na busca pela autonomia.
Esse processo é conhecido como
(A) sensibilização.
(B) treinamento de habilidades.
(C) esclarecimento.
(D) concordância adequada.
(E) consentimento informado.

QUESTÃO 42
Assinale a alternativa que se refere à dimensão ideológica que compõe o
mundo do trabalho.
(A) É o modo pelo qual o trabalho é gerido, segundo o exercício das
funções de planejamento, organização e direção do trabalho.
(B) Consiste no discurso elaborado e articulado, no nível coletivo e
societal.
(C) Refere-se à tecnologia para a realização do trabalho, incluindo
segurança física e conforto.
(D) É a articulação entre o modo de realizar o trabalho e as
estruturas sociais, econômicas e políticas, no plano macro da sociedade.
(E) Abrange os aspectos subjetivos da relação do sujeito com o trabalho.

QUESTÃO 43
Assinale a alternativa que conceitua o poder nas organizações.
(A) É a capacidade de intervir na vontade dos trabalhadores ou nos seus
interesses.

www psicologianova com br 92


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) É uma posse unilateral.
(C) É uma capacidade que possui legitimidade e está institucionalizada.
(D) É uma capacidade que se tem e que requer a compatibilidade de metas
entre os envolvidos.
(E) É uma habilidade soberana que não possibilita resistência.

QUESTÃO 44
Assinale a alternativa que apresenta o limite apontado nas teorias da
motivação que dificulta a sua aplicação à realidade organizacional.
(A) Não diagnosticar os problemas que imobilizam os trabalhadores.
(B) Só agir por reforçamento.
(C) Realizar pesquisas excessivas a respeito do tema, que impedem a
emergência de problemas contemporâneos.
(D) Relacionar diretamente motivação e desempenho.
(E) Haver descompasso entre os achados teóricos e as práticas.

QUESTÃO 45
A padronização é o mecanismo de coordenação que se baseia em padrões e
procedimentos estáveis. Assinale a alternativa que caracteriza a padronização
de normas comportamentais.
(A) É a especificação dos comportamentos dos trabalhadores ou das ações
a serem executadas.
(B) É a discriminação de aptidões que os trabalhadores devem ter para
executar as tarefas com competência.
(C) Refere-se aos resultados a serem alcançados.
(D) Resulta do compartilhamento, entre os trabalhadores, da
aceitabilidade de comportamentos.
(E) Desenvolve padrões necessários para a coordenação.

QUESTÃO 46
Assinale a alternativa que caracteriza um trabalho sadio na abordagem da
psicodinâmica do trabalho.
(A) Quanto menos conflito, melhor.
(B) O sujeito controla a direção em que sua autotransformação ocorre.
(C) O trabalho permite a sublimação.
(D) A cognição é privilegiada nessa abordagem.
(E) As ambiguidades não são trabalhadas.

QUESTÃO 47

www psicologianova com br 93


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Assinale a alternativa que apresenta apenas consequência(s) de um
comprometimento organizacional calculativo.
(A) melhor desempenho e menor rotatividade
(B) baixa motivação, baixo desempenho e moderado envolvimento com o
trabalho
(C) maior satisfação com o trabalho e comportamentos de cidadania
organizacional
(D) disposição para se esforçar a favor da organização
(E) desempenho em longo prazo e envolvimento com a tarefa

QUESTÃO 48
Um modelo de avaliação em treinamento, desenvolvimento e educação
(TD&E) deve seguir um método de formulação de questões e levantamento
de dados. Assinale a alternativa que contempla exemplo(s) de variável(eis) de
insumo.
(A) Apresentação dos objetivos aos participantes e uso desses objetivos
como organizadores durante o evento.
(B) Resultados de testes intermediários ou exercícios práticos.
(C) Instalações fornecidas para realização de TD&E.
(D) Atividades de treinamento dirigidas aos instrutores e à equipe de
implementação.
(E) Nível de escolaridade dos participantes, locus de controle e
comprometimento com a carreira.

QUESTÃO 49
Assinale a alternativa que apresenta apenas característica(s) de um grupo de
trabalho.
(A) responsabilidade compartilhada
(B) unidades de trabalho semiautônomas ou autônomas
(C) esforço e objetivo de trabalho individual
(D) esforço coletivo
(E) relações próximas entre os membros

QUESTÃO 50
A cultura é um conjunto de mecanismos de controle, planos, receitas, regras,
instruções, cujo objetivo é orientar o comportamento das pessoas. Assinale a
alternativa que apresenta o sistema cultural a que se refere essa afirmação.
(A) sistema cognitivo
(B) sistema estrutural

www psicologianova com br 94


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(C) sistema adaptativo
(D) sistema simbólico
(E) sistema corporativo

QUESTÃO 51
O trabalho influencia na saúde física, psíquica e social do trabalhador. A Lei
n.º 1.261/2010, no artigo 2.º, parágrafo único, inclui, na promoção da saúde,
a prevenção de agravos, entendida como ação antecipada que objetiva evitar
danos à saúde do servidor em decorrência de fatores comportamentais, do
ambiente e(ou) do processo de trabalho. No que se refere ao tema saúde-
trabalho, assinale a alternativa correta.
(A) A variabilidade interindividual torna difícil a interpretação de certos
sofrimentos, pois a mesma causa pode produzir efeitos diferentes.
(B) A saúde dos trabalhadores não é o foco principal, pois o mais
importante é o desempenho individual.
(C) Para analisar a saúde do trabalhador, o uso de entrevistas
semiestruturadas é suficiente na realização do diagnóstico.
(D) Os estudos da epidemiologia ocupacional demonstram a inexistência
de nexo causal entre a tarefa e a incidência de doenças.
(E) Para pesquisar as doenças somáticas, a abordagem quantitativa é a
mais recomendável.

QUESTÃO 52
Acerca das recomendações voltadas para aumentar o conforto dos
trabalhadores no seu ambiente profissional, assinale a alternativa correta.
(A) Para a execução do trabalho em pé, a escolha da superfície de trabalho
é apenas um requisito metodológico secundário.
(B) As cadeiras para todos os tipos de atividades não precisam ser
compatíveis com as características antropométricas dos trabalhadores.
(C) O mais importante é a produtividade do trabalhador, sendo o conforto
físico um fator coadjuvante.
(D) Para o alívio da posição desconfortável, não há necessidade de
diagnóstico da tarefa desempenhada: bastam pausas no horário de trabalho.
(E) A posição confortável proporciona o bem-estar do sujeito,
possibilitando melhor desempenho.

QUESTÃO 53
Assinale a alternativa que apresenta uma tarefa do psicólogo no desempenho
de suas atividades dentro de uma organização.

www psicologianova com br 95


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(A) Manter neutralidade nas relações de opressão entre gestores e
trabalhadores.
(B) Interferir na fidedignidade dos resultados de instrumentos
psicológicos pela simpatia a determinado trabalhador.
(C) Atuar na prevenção de doenças psíquicas relacionadas ao ambiente de
trabalho.
(D) Desviar pacientes para atendimento em seu consultório particular com
finalidade lucrativa.
(E) Apresentar soluções conclusivas de situações problemáticas.

QUESTÃO 54
A rotatividade de pessoal e o alto índice de absenteísmo nas organizações
indicam um sinal de alerta na administração do contexto de trabalho.
Assinale a alternativa que apresenta variável para análises que se refere à
organização do trabalho.
(A) Os funcionários são excluídos das decisões.
(B) Existem dificuldades de comunicação entre os pares.
(C) O ambiente físico é desconfortável.
(D) Os resultados esperados estão fora da realidade de trabalho.
(E) Existe excesso de barulho no ambiente profissional.

QUESTÃO 55
A avaliação de desempenho tornou-se uma ferramenta fundamental na área
de gestão de pessoas, porque dela decorre a motivação e a progressão na
carreira dos funcionários. Assinale a alternativa que apresenta apenas
consequência(s) desse processo.
(A) Manipular o comportamento dos trabalhadores.
(B) Identificar a necessidade de qualificação, determinar o potencial e a
gestão de remuneração do funcionário.
(C) Punir os trabalhadores que possuem deficits no desempenho de suas
tarefas.
(D) Empregar estratégias que aumentem a produtividade, utilizando a
chantagem.
(E) Criar falsas expectativas acerca do processo.

QUESTÃO 56
Assinale a alternativa que se refere à visão da organização como um processo.
(A) As organizações aprendem e possuem culturas.
(B) As organizações moldam as ações individuais.

www psicologianova com br 96


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(C) As organizações subsistem no tempo, independentemente das pessoas.
(D) Ações ditas organizacionais podem ser individuais.
(E) As organizações possuem políticas.

QUESTÃO 57
A área de gestão de pessoas pode contribuir de forma eficiente para a
identificação, a escolha e a manutenção das fontes de recrutamento. Assinale
a alternativa que apresenta um objetivo das ações da área de gestão de
pessoas.
(A) Diminuir o tempo do processamento de recrutamento.
(B) Aumentar custos operacionais com o uso da variabilidade de técnicas.
(C) Alimentar o banco de dados somente do período da necessidade de
seleção.
(D) Desconsiderar as políticas da organização na seleção.
(E) Descartar o recrutamento interno para renovar o perfil do quadro de
pessoal.

QUESTÃO 58
A emoção cumpre um papel significativo no bem-estar e na saúde dos
trabalhadores. A abordagem psicossocial que foca a análise da emoção pelas
expressões verbais, gestuais e faciais é a
(A) clínica.
(B) social.
(C) comportamental.
(D) cognitiva.
(E) fenomenológica.

QUESTÃO 59
O conhecimento do cargo, nas suas partes integrantes, possibilita recrutar e
selecionar adequadamente o candidato ao emprego oferecido. Assinale a
alternativa que apresenta requisito(s) mental(ais) a ser(em) analisado(s)
nesse contexto.
(A) experiência anterior e adaptabilidade ao cargo
(B) habilidade nas relações humanas
(C) bom desempenho da inteligência emocional
(D) distúrbios emocionais
(E) elevada auto-estima

QUESTÃO 60

www psicologianova com br 97


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
O poder organizacional pode ser configurado de diferentes formas. Assinale a
alternativa que apresenta a configuração organizacional em que a atividade
política é significativamente aumentada por haver diminuição das forças de
integração.
(A) instrumento
(B) missionária
(C) arena política
(D) meritocracia
(E) sistema autônomo

www psicologianova com br 98


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

FUNIVERSA – SEPLAG – Professor de


Educação Básica – Psicólogo – 2010

QUESTÃO 25
De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, os sistemas
municipais de ensino compreendem a educação básica pública e as
instituições de educação infantil mantidas pela iniciativa privada. Acerca
desse tema, assinale a alternativa correta.
(A) As instituições de educação superior mantidas pelo poder público
municipal integram o sistema de ensino federal.
(B) As instituições de ensino fundamental e médio criadas pela iniciativa
privada integram o sistema municipal de ensino.
(C) As instituições de ensino mantidas pela União são supervisionadas
pelos sistemas de ensino dos estados e do Distrito Federal onde estão
instaladas.
(D) No Distrito Federal, as instituições de educação infantil, criadas e
mantidas pela iniciativa privada, integram seu sistema de ensino.
(E) Os conselhos estaduais de educação são responsáveis pela
regulamentação de todas as escolas de educação básica.

QUESTÃO 26
No campo organizacional, assim como em outras áreas, não se pode deixar de
lado a existência de sofrimento emocional, muitas vezes causador de todo
tipo de patologias. O sofrimento mental pode evoluir de um simples mal-
estar até um grave quadro psiquiátrico. Segundo Dejours, o sofrimento
mental deve ser entendido como
(A) a experiência relacional do sujeito com seu meio e consigo mesmo,
sendo inevitável a todos.
(B) o primeiro indício de doença psiquiátrica grave relacionada a fatores
estressantes.
(C) o estado de consciência pura do sujeito acerca de sua realidade e o
processo de adoecimento, com a necessidade de intervenção.
(D) a experiência subjetiva intermediária entre doença mental
descompensada e conforto (ou bem-estar) psíquico.

www psicologianova com br 99


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) a relação existente entre processos de subjetivação singulares e
formações ideológicas decorrentes da luta de classes.

QUESTÃO 27
A entrevista clínica contempla momentos distintos: inicial, intermediário e
final. Um processo característico do momento inicial de entrevista é
(A) o encaminhamento para equipe multiprofissional.
(B) a indicação diagnóstica posterior à aplicação de teste.
(C) a aplicação de testes projetivos.
(D) a devolução diagnóstica.
(E) o estabelecimento do rapport.

QUESTÃO 28
Entre as principais escolas psicopatológicas, estão a Psicopatologia Descritiva
e a Psicopatologia Dinâmica. A Psicopatologia Descritiva interessa-se,
fundamentalmente, pelo estudo
(A) do conteúdo das vivências, dos movimentos internos dos afetos, dos
desejos e dos temores do indivíduo.
(B) das dificuldades do sujeito perante demandas do cotidiano, bem como
das situações de estresse e da solução de conflitos.
(C) dos sintomas e do conteúdo das vivências conflituosas do sujeito com
o meio em que vive.
(D) do conteúdo inconsciente e sintomas latentes que caracterizam
quadros de patologia classificados por meio do DSM-IV.
(E) das alterações psíquicas e daquilo que caracteriza a vivência patológica
como sintoma mais ou menos típico.

Texto V, para responder às questões 29 e 30.


Estudos nacionais e internacionais situam a prevalência do transtorno de
déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) entre 3% e 6%. O impacto desse
transtorno na sociedade é enorme, considerando-se seu alto custo financeiro,
o estresse nas famílias, o prejuízo nas atividades acadêmicas e vocacionais,
bem como efeitos negativos na autoestima das crianças e dos adolescentes.
Luis Augusto Rohde et al. Transtorno de déficit de atenção/hiperatividade.
In: Rev. Bras. Psiquiatr, São Paulo, 2010. Internet: <www.scielo.br>
(com adaptações). Acesso em 3/8/2010.

QUESTÃO 29
O DSM IV classifica o TDAH em três diferentes tipos, entre os quais o

www psicologianova com br 100


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(A) TDAH com predomínio de sintomas de depressão.
(B) TDAH combinado.
(C) TDAH isolado.
(D) TDAH com ausência de sintomas de estresse.
(E) TDAH misto.

QUESTÃO 30
O tratamento do TDAH requer uma abordagem múltipla, englobando
intervenções psicossociais e, também, psicofarmacológicas. A respeito da
intervenção psicossocial, o primeiro passo a tomar deve ser dirigido ao
âmbito
(A) educacional, por meio de informações claras e precisas
à família a respeito do transtorno.
(B) clínico, com aplicação de escalas que diagnostiquem depressão.
(C) psiquiátrico, a fim de se encaminhar tratamento farmacológico
adequado.
(D) psicopedagógico, por meio de exercícios de reforço escolar.
(E) psicomotor, com aplicação de técnicas de relaxamento e redução de
estresse.

QUESTÃO 31
Para o diagnóstico de distúrbios mentais, é necessária a avaliação de
alterações, tais como: da atenção, da percepção do tempo e sensoperceptivas.
Um exemplo de alteração da sensopercepção é
(A) o sopor e o estado onírico.
(B) a presença de alucinações.
(C) o estado crepuscular.
(D) a hipoprossexia.
(E) a atomização do tempo.

QUESTÃO 32
Para Freud, a infância é um período de esquecimento e, ao mesmo tempo, é
determinante para a estruturação psíquica do sujeito. No livro Três ensaios
sobre a teoria da sexualidade, publicado em 1905, Freud traz suas ideias
acerca do(a)
(A) desenvolvimento psicossexual da criança.
(B) teoria das pulsões de vida e de morte.
(C) introdução à segunda tópica: pré-consciente, inconsciente e
consciência.

www psicologianova com br 101


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(D) postulado de que o eu é fruto da interação do sujeito com seu
inconsciente.
(E) teoria sobre o desenvolvimento do pensamento sincrético.

QUESTÃO 33
Para Piaget, o desenvolvimento infantil compreende vários estágios. O
estágio no qual há a aquisição das primeiras noções — de eu, de permanência
dos objetos, de espaço, de causalidade e primeiras séries temporais — é
denominado de
(A) pré-operacional. Sensório motor
(B) operacional concreto. Pré operatório
Operatório concreto
(C) impulsivo-emocional. Operatório abstrato Formal ????
(D) operacional formal.
(E) sensório motor ou prático.

QUESTÃO 34
Os testes, tanto de inteligência quanto de personalidade, são importantes
instrumentos para a prática clínica e diagnóstica do psicólogo. No processo
de psicodiagnóstico, os testes devem
(A) ser compilados e retomados como decisivos ao processo de
diagnóstico.
(B) traduzir os sintomas do sujeito, a fim de facilitar o encaminhamento.
(C) ser entendidos como instrumentos auxiliares na coleta de dados.
(D) compor o material de base para a intervenção psiquiátrica, se
necessário.
(E) traduzir os processos de subjetivação oriundos da patologia
apresentada.

QUESTÃO 35
Uma criança é encaminhada ao serviço de atendimento psicológico; porém, a
instituição não relaciona nenhum responsável legal por ela. De acordo com o
Código de Ética Profissional do Psicólogo, este deverá
(A) deixar de atender à criança e esperar que seja encontrado seu
representante legal, para autorizar o atendimento.
(B) atender à criança e não realizar comunicado, visto que
a criança não possui um representante legal.
(C) atender à criança sempre acompanhada de um representante do
conselho tutelar que testemunhe as sessões.

www psicologianova com br 102


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(D) atender à criança e comunicar às autoridades competentes a ausência
de seu representante legal.
(E) não atender à criança e encaminhá-la a abrigos ou a instituições que
possam acolhê-la até a localização de seu representante legal.

QUESTÃO 36
As punições que podem ser aplicadas ad referendum do Conselho Federal de
Psicologia (CFP) ao psicólogo transgressor do Código de Ética Profissional
compreendem
(A) suspensão e cassação do exercício profissional.
(B) suspensão do exercício profissional e multa.
(C) multa e censura pública.
(D) advertência e cassação do exercício profissional.
(E) censura pública e advertência.

QUESTÃO 37
Existem vários testes que podem ser utilizados para orientação profissional;
entre eles, o Inventário de Interesses Angelini, que
(A) arrola 128 itens acerca de atividades profissionais em oito áreas do
conhecimento.
(B) consiste em uma medida de um fator geral de inteligência.
(C) avalia os interesses profissionais em nove áreas de conhecimento.
(D) avalia aptidões cognitivas por meio de cinco provas diferentes.
(E) avalia aptidões cognitivas em seis áreas de conhecimento.

QUESTÃO 38
A psicometria tradicional, baseada na Teoria Clássica dos Testes, define a
qualidade de um teste psicológico em termos de um critério. Esse critério é
representado por
(A) narrativas acerca de situações estressantes.
(B) comportamentos presentes ou futuros.
(C) depoimentos coletados antes do teste.
(D) aptidões que avaliam a qualidade do teste.
(E) concepção dualista do ser humano.

Texto VI, para responder às questões 39 e 40.


Uma criança com 4 anos de idade está brincando, e sua mãe observa a
seguinte cena: a criança tenta encaixar peças em um jogo de montar. Em uma
primeira tentativa, ela não consegue encaixar todas as peças em seus devidos

www psicologianova com br 103


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
lugares. Após algumas tentativas, a criança finalmente consegue fazer todos
os encaixes e sorri satisfeita para a mãe.

QUESTÃO 39
Segundo Piaget, a criança, ao aprender a fazer todos os encaixes
corretamente, realizou um processo de
(A) acomodação.
CAPTA O AMBIENTE E O ORGANIZA , AMPLIANDO ESQUEMAS. USA
(B) assimilação. ESTRUTURAS QUE JÁ POSSUI.
(C) sincretismo.
Criança Olha cavalo. Assimila que é cachorro. É corrigida . Cria novo
(D) aperfeiçoamento. esquema "cavalo"-acomodação
(E) composição.

QUESTÃO 40
Se a mãe tivesse ajudado a criança a realizar os encaixes, ensinando-lhe os
lugares corretos, estaria caracterizado, nessa situação prática, outro conceito
importante sobre o desenvolvimento infantil. Esse conceito é o de
(A) Inatismo, de acordo com a teoria de Wallon.
(B) Esquema, de acordo com a teoria de Vygotsky.
(C) Inatismo, de acordo com a teoria de Piaget.
(D) Zona de desenvolvimento proximal, de acordo com a teoria de
Vygotsky.
(E) Zona de desenvolvimento real, de acordo com a teoria de Wallon.

QUESTÃO 41
Wallon, ao abordar o desenvolvimento infantil, divide-o em diferentes
estágios. A transição entre esses estágios dá-se por mecanismos de
alternância e preponderância funcional dos aspectos
(A) emocionais e cognitivos.
(B) psicomotores e estressores.
(C) sociais e psíquicos.
(D) psicossociais e sexuais.
(E) psicossexuais e cognitivos.

QUESTÃO 42
Considere a seguinte situação hipotética.
Um paciente do sexo masculino, com 45 anos de idade, é internado após
tentar suicídio. Dizia que estava conectado telepaticamente com um sistema
superior de comunicação e que sua morte salvaria o emprego de todos os

www psicologianova com br 104


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
seus colegas de trabalho. O paciente encontra-se nesta situação há cerca de 8
meses.
Segundo os critérios do DSM-IV, o diagnóstico possível para o caso
apresentado seria o de
(A) transtorno de personalidade histriônica.
(B) transtorno bipolar do humor do tipo I.
(C) parafilia.
(D) esquizofrenia paranoide.
(E) transtorno de personalidade antissocial.

QUESTÃO 43
Nos últimos tempos, no Brasil e no exterior, tornou-se frequente a veiculação
na mídia de matérias referentes a casos de agressões sofridas por professores
e alunos dentro de sala. Com relação à prevenção desse tipo de atitude na
escola, assinale a alternativa correta.
(A) O psicólogo deve punir com suspensão/expulsão professores e alunos
que atuam dessa forma.
(B) A atitude do professor, em alguns casos, é justificada, pois ele precisa
ser respeitado e reconhecido como a figura de autoridade em sala de aula.
(C) O psicólogo atuará analisando o contexto histórico na relação
professor-aluno.
(D) O psicólogo deve utilizar práticas psicológicas como instrumentos de
castigo.
(E) A conivência do psicólogo com esse tipo de prática justifica-se, uma
vez que a palavra muitas vezes é ineficiente no exercício da profissão.

QUESTÃO 44
No caso de atendimento a crianças e adolescentes, assinale a alternativa
correta.
(A) O psicólogo deve comunicar aos responsáveis o estritamente essencial
para promoverem medidas em benefício da criança ou do adolescente.
(B) Não é tarefa do psicólogo responsabilizar-se pelos encaminhamentos
necessários.
(C) Os arquivos de atendimento deverão estar disponíveis para professores
e gestores da escola.
(D) Nas reuniões com a equipe multiprofissional, o psicólogo deverá
relatar o atendimento com o aluno/adolescente em dificuldade.
(E) O atendimento não necessita de um representante legal nesses casos.

www psicologianova com br 105


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
QUESTÃO 45
A metodologia de projetos envolve união entre teoria e prática, adaptada à
realidade social. Para que isso ocorra, é necessária uma capacitação
profissional continuada, que deve se pautar
(A) na obediência do regimento escolar, tolhendo-se a autonomia das
pessoas envolvidas.
(B) no cumprimento exclusivo de metas e objetivos definidos pelos
gestores.
(C) na prática exclusiva da atividade profissional, sem a articulação com a
gestão pedagógica, a área de saúde, o corpo técnico, os pais, os alunos e a
comunidade.
(D) no ensino do conteúdo pragmático, desconsiderando-se a realidade dos
alunos.
(E) na formação acadêmica, na qualidade das instituições de ensino e nos
recursos para a execução dos projetos.

QUESTÃO 46
Na concepção de Vygotsky, as bases psicológicas da aprendizagem ocorrem
(A) primeiro no nível individual e, depois, no social.
(B) na relação exclusiva entre professor-aluno.
(C) no mundo exterior, sem a interiorização de atividades abstratas.
(D) por meio de dialéticas externas de adaptação entre o organismo
psicológico do indivíduo e seu mundo circundante ou contexto.
(E) entre a combinação das curvas do aprendizado com as do
desenvolvimento.

QUESTÃO 47
Assinale a alternativa que apresenta apenas características de um
planejamento de ensino adequado.
(A) Considerar estritamente questões objetivas em que o processo de
ensino ocorrerá; avaliar métodos e técnicas globais, sem individualidades.
(B) Planejar, descartar atitudes científicas do fazer didático-pedagógico;
considerar apenas questões objetivas relacionadas ao processo de ensino.
(C) Decidir, prever, selecionar, escolher, redimensionar, refletir sobre o
processo, antes, durante e depois da ação concluída.
(D) Avaliar métodos e técnicas de forma global, desconsiderando as
individualidades; redimensionar o processo após a conclusão das ações.
(E) Não arriscar a trabalhar de diferentes formas, percorrendo trajetos já
conhecidos em sala de aula; prever as ações.

www psicologianova com br 106


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

QUESTÃO 48
Assinale a alternativa que descreve corretamente a função dos psicólogos
escolares.
(A) Focar a sua ação apenas nas necessidades da criança e da escola.
(B) Desenvolver o seu trabalho em conjunto com os educadores, de forma
a tornar o processo de aprendizagem mais efetivo e significativo para o
educando.
(C) Centrar exclusivamente o seu trabalho no desenvolvimento das
capacidades e nas necessidades das crianças com dificuldades de
aprendizagem.
(D) Atuar em questões que foquem a saúde do aluno, deixando as
questões educacionais para os docentes.
(E) Descartar a participação de professores, técnicos e equipes de apoio,
para garantir o sigilo de sua ação.

QUESTÃO 49
Assinale a alternativa que apresenta apenas característica(s) adequada(s) às
práticas de formação continuada.
(A) Foco nas teorias, com exclusão das experiências empíricas.
(B) Descarte das pesquisas, pois são demoradas, e cabe ao professor
cumprir tarefas.
(C) Rejeição de mudanças, adaptações, atualização e aperfeiçoamento, já
que confundem e dificultam o processo de aprendizagem.
(D) Adesão à teoria de que a formação termina na universidade, que
fornece conceitos e ideias, a matéria-prima para o desempenho da atividade
profissional.
(E) Combate à fragmentação do conhecimento, na busca da
interdisciplinaridade, no domínio, na valorização e no uso dos novos recursos
tecnológicos de acesso ao conhecimento.

QUESTÃO 50
Assinale a alternativa que caracteriza o processo de educação segundo Paulo
Freire.
(A) Ocorre de uma forma passiva e acrítica.
(B) É estabelecido com conteúdos prontos e imutáveis.
(C) Aponta para uma educação problematizadora, libertadora em uma
relação dialógica mediatizada pelo mundo.

www psicologianova com br 107


CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO CARGO DE PROFESSOR DE
EDUCAÇÃO BÁSICA - SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E
GESTÃO DO DISTRITO FEDERAL - SEPLAG

CADERNO DE PSICOLOGIA
PROVA OBJETIVA REALIZADA EM 19/9/2010.
GABARITO OFICIAL PRELIMINAR EM 20/9/2010.

FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(D) Pauta-se no saber teóricoODONTOLOGIA
desconectado
(CARGO 118) da realidade concreta em que
os alunos vivem. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45
(E)D ADissocia
C C osD contextos
B A da
E escola,
B B com
D relação
E A àE vida
A e Bà sociedade.
E D A E

46 47 48 49 50
D C B C C

PSICOLOGIA (CARGO 119)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45
D E E B A B A E C D A C B B D A D C A E

46 47 48 49 50
D C B E C

SOCIOLOGIA (CARGO 120)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45
E D D B C D B A B E C E E B C A D B A D

46 47 48 49 50
E A C C A

TELECOMUNICAÇÕES (CARGO 121)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45
B D C D E E A C C B B C E A E A D B A A

46 47 48 49 50
D C B E D

QUÍMICA (CARGO 122)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45
B D E D B A A B D C E C C B A D B C E A

46 47 48 49 50
E D A E C

FÍSICA (CARGO 123)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45
B E D C D A B C A C B A E D E E E B B C

46 47 48 49 50
A D D A C

Página 4 de 4

www.pciconcursos.com.br

www psicologianova com br 108


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

FUNIVERSA – SESI/DF – Professor de


Psicologia – 2010

QUESTÃO 21
Jean Piaget divide os períodos do desenvolvimento humano de acordo com o
aparecimento de novas qualidades do pensamento, o que, por sua vez,
interfere no desenvolvimento global do indivíduo. Acerca desse tema,
assinale a alternativa correta.
(A) No período pré-operatório, o adolescente domina progressivamente a
capacidade de abstração e generalização, elaborando teorias a respeito do
mundo. Operacional abstrato apenas ou =operacional ? Descrição específica do operatório abstrato.
Generalizou
(B) No período das operações formais, a criança alcança a
capacidade de estabelecer relações que permitem a coordenação de pontos de
vista diferentes.
Pré operacional
(C) No período das operações concretas, acontece o aparecimento da
linguagem, interferindo no desenvolvimento intelectual, afetivo e social da
criança.
(D) No período operatório, ocorre a passagem do pensamento concreto
para o pensamento formal. Visto pela banca como = operacional (concreto +abstrato)
(E) No período sensório-motor, a criança é capaz de usar um instrumento
como meio de atingir um objeto.

QUESTÃO 22
Acerca das teorias de aprendizagem e desenvolvimento, assinale a alternativa
correta.
(A) A construção do eu, na teoria de Piaget, depende essencialmente do
outro, seja para ser referência, seja para ser negado. Isso ocorre
principalmente a partir do instante em que a criança começa a viver a
chamada crise de oposição, em que a negação do outro funciona como uma
espécie de instrumento de descoberta de si própria. Tal fato se dá aos 3 anos
de idade.
(B) Estudos realizados por Vygotski com crianças entre 6 e
9 anos de idade em diversas escolas francesas mostram que o
desenvolvimento da inteligência depende essencialmente de como cada uma
faz as diferenciações com a realidade exterior.
(C) Segundo a teoria de Wallon, as emoções dependem fundamentalmente
da organização dos espaços para se manifestarem. A motricidade, portanto,

www psicologianova com br 109


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
tem caráter pedagógico tanto pela qualidade do gesto e do movimento quanto
por sua representação.
(D) Diferentemente dos métodos tradicionais (que priorizam a inteligência
e o desempenho em sala de aula), a proposta de Piaget põe o
desenvolvimento intelectual dentro de uma cultura mais humanizada. A
abordagem é sempre a de considerar a pessoa como um todo. Elementos
como afetividade, emoções, movimento e espaço físico encontram-se em um
mesmo plano. Assim, as atividades pedagógicas e os objetos devem ser
trabalhados de formas variadas.
(E) O conflito entre situações antagônicas é prejudicial ao
desenvolvimento da criança. A inteligência não evolui na solução dos
confrontos. Wallon diz que o sincretismo (mistura de ideias em um mesmo
plano), bastante comum na vida da criança, é fator prejudicial ao
desenvolvimento intelectual.

QUESTÃO 23
Na década de 20 e início dos anos 30 do século XX, um teórico criticou as
experiências psicológicas realizadas com animais, assim como as concepções
que afirmavam que as propriedades intelectuais dos seres humanos são
resultados da maturação do organismo. Para ele, as origens sociais estavam
relacionadas com as capacidades humanas; por isso, utilizou as teorias de
Marx como fonte para solução de grandes paradoxos da psicologia. Alguns
pontos fortes de sua concepção psicológica são os seguintes: os fenômenos
psicológicos devem ser estudados em sua origem e no curso de seu
desenvolvimento; o fenômeno psicológico transforma-se no decorrer da
história; o sistema de signos (a linguagem, a escrita, o sistema de números) é
pensado como um sistema de instrumentos, criados pela sociedade ao longo
de sua história. O teórico ao qual esse enunciado se refere é
(A) Wallon.
(B) Piaget.
(C) Freud.
(D) Vygotski.
(E) Perrenoud.

QUESTÃO 24
A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei n.º 9.394/1996 (LDB),
estabelece as diretrizes e as bases da educação brasileira; assim, expressa
componentes do currículo escolar que devem ser respeitados nas instituições
de ensino. De acordo com a LDB, assinale a alternativa correta.

www psicologianova com br 110


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(A) Sabendo que o art. 26 da LDB prescreve que os “currículos do ensino
fundamental e médio devem ter uma base nacional comum a ser
complementada, em cada sistema de ensino e estabelecimento escolar, por
uma parte diversificada, exigida pelas características regionais e locais da
sociedade, da cultura, da economia e da clientela.”, é correto afirmar que esse
é
o único artigo da LDB que se refere ao currículo escolar.
(B) A LDB, quando estabelece os princípios e os fins da educação nacional,
esclarece a forma como o ensino deve ser ministrado, levando em
consideração vários itens, entre os quais está o da valorização da experiência
extraescolar. Nesse ponto do documento,
o que se pode notar é o discurso explícito da lei em favor da formação de
um currículo escolar pautado exclusivamente nas experiências do corpo
docente.
(C) A LDB chama de parte diversificada do currículo os conteúdos
específicos que foram regulamentados nas diretrizes curriculares. Desse
modo, o que se conclui é que a LDB manifesta-se desfavoravelmente acerca
da educação que respeite e valide os saberes populares para a formação do
currículo escolar.
(D) Sabendo que o art. 1.º da LDB afirma que a “educação abrange os
processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência
humana, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos
sociais e organização da sociedade civil e nas manifestações culturais.”, é
correto afirmar que, ao definir a educação, a LDB não apresenta diretrizes a
respeito do conceito de currículo escolar.
(E) De acordo com a LDB, a cultura constitui-se em mais um relevante
recurso pedagógico que auxilia no desenvolvimento das atividades de cunho
educativo. A tarefa do educador seria a da manipulação (pedagógica)
adequada da vivência cultural das crianças.

QUESTÃO 25
De acordo com as novas teorias de currículo escolar, pode-se dizer que, na
era da tecnologia, o currículo escolar forma-se a partir das necessidades de
cada escola e de cada aluno. Nesse sentido, o currículo escolar passa a ser
definido como sendo todas as situações vividas pelo aluno em seu cotidiano,
ao longo de sua existência. A respeito desse assunto, assinale a alternativa
correta.
(A) O currículo escolar não pode ser entendido como um processo de
socialização das crianças, pois visa enquadrá-las ou ajustá-las às estruturas da

www psicologianova com br 111


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
sociedade. Nesse sentido, acredita-se que as relações sociais, as trocas de
experiência e o cotidiano formam um conjunto de fatores que não afetam o
currículo escolar.
(B) É importante dizer que, para a formação do currículo escolar
individual de cada aluno, a organização da vida particular de cada um
constitui-se no principal instrumento de trabalho a ser explorado pelo
professor, no desenvolvimento de suas atividades.
(C) A escola deve ignorar a história de vida dos alunos. Eles recebem
frequentemente influências fora da escola, apresentam um comportamento
individual social e uma vivência sociocultural específicos ao ambiente de
origem de cada um deles. Se a escola considerar todas essas características
individuais dos alunos, não conseguirá integralizar o currículo escolar.
(D) O currículo ideal para o desenvolvimento de habilidades necessárias ao
desempenho educacional dos alunos deve privilegiar exclusivamente as
atividades de cunho educativo que venham a ser exploradas pela escola,
constituindo-se em elementos essenciais na formação do currículo escolar,
pois este é o único elemento que interferirá na formação do caráter e da
personalidade dos alunos.
(E) Sendo o currículo uma construção social, ele não deve
ser entendido como construção cultural. São entendidas como construção
cultural as práticas educativas assimiladas e repassadas às futuras gerações,
com a perpetuação da cultura como marca da presença do homem em
sociedade.

QUESTÃO 26
A expressão projeto vem do latim projectu, que significa aquilo que é lançado
para diante; ideia que se forma de executar ou realizar algo, no futuro: plano,
intento, desígnio; empreendimento a ser realizado dentro de determinado
esquema. A respeito da construção de projetos pedagógicos na escola, é
correto afirmar que
(A) o projeto político-pedagógico é a sistematização definitiva de um
planejamento.
(B) toda ação pedagógica é, também, uma ação política, não no sentido de
uma doutrina ou partido, mas no sentido da busca do bem comum e coletivo.
(C) os projetos escolares são documentos oficiais que devem ser
executados pelos docentes pelo fato de terem sido elaborados pelos
representantes legais da instituição.
(D) cabe a cada professor, isoladamente, elaborar projetos de ação para
execução em sua sala de aula.

www psicologianova com br 112


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) os planos de aula, planos de ensino e planos de curso não podem ser
considerados projetos pedagógicos.

QUESTÃO 27
Acerca da construção de projetos pedagógicos, assinale a alternativa
incorreta.
(A) O projeto político-pedagógico da escola deve ser construído e
vivenciado por todos os envolvidos no processo educativo da escola. É uma
ação intencional e um compromisso definido coletivamente.
(B) O projeto pedagógico visa reorganizar formalmente a escola e dar certa
qualidade a todo processo vivido. Relaciona-se com organização social,
devido ao fato de a escola ser uma instituição social.
(C) Considera-se o projeto pedagógico como um processo permanente de
reflexão e discussão de problemas escolares, na busca de alternativas viáveis à
efetivação de sua intencionalidade, propiciando a vivência democrática
necessária para a participação de todos os membros da comunidade escolar e
o exercício da cidadania.
(D) A abordagem do projeto político-pedagógico fundamenta-se em
princípios que norteiam a escola democrática e exclui a ampla participação
dos representantes dos diferentes segmentos da escola nas decisões/ações
administrativo-pedagógicas ali desenvolvidas.
(E) Para que o projeto seja possível, devem-se propiciar situações que
permitam que os professores, a equipe escolar e os funcionários aprendam a
pensar e a realizar o fazer pedagógico de modo coerente. Assim, a construção
do projeto é a própria organização do trabalho pedagógico da escola.

QUESTÃO 28
A LDB concedeu à escola progressivos graus de autonomia pedagógica,
administrativa e de gestão financeira. Ter autonomia significa construir um
espaço de liberdade e de responsabilidade para elaborar seu próprio plano de
trabalho, definindo seus rumos e planejando suas atividades de modo a
responder às demandas da sociedade. A respeito da autonomia na elaboração
do projeto escolar, assinale a alternativa correta.
(A) O projeto pedagógico é uma exigência legal que precisa ser
transformada em realidade por todas as escolas do país. Trata-se apenas de
assegurar o cumprimento da legislação vigente, ou seja, é mais uma atividade
burocrática e formal a ser cumprida.
(B) A exigência de um projeto político-pedagógico já existia

www psicologianova com br 113


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
na antiga Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n.º
5.692/1971), que detalhava aspectos pedagógicos da autonomia na
organização escolar, o que mostra bem o valor atribuído a essa Questão pela
legislação educacional.
(C) O projeto pedagógico reflete a autonomia que permite à escola a
construção de sua identidade e à equipe escolar uma atuação que a torna
sujeito histórico de sua própria prática.
(D) O projeto político-pedagógico reduz-se à dimensão pedagógica, não
englobando a gestão financeira e administrativa, ou seja, os recursos
necessários à sua implementação e as formas de gerenciamento.
(E) O projeto orienta a prática de produzir uma realidade. Por isso, não é
preciso primeiro conhecer a realidade na qual se insere a escola para planejar
as ações para a construção da realidade desejada.

QUESTÃO 29
Acredita-se que a expressão currículo oculto tenha sido utilizada pela
primeira vez por Philip Jackson, em 1968, em um livro intitulado Life in
classrooms. Vários teóricos brasileiros, nos últimos tempos, discutem esse
conceito e sua relação com a educação escolar. A esse respeito, é correto
afirmar que
(A) o currículo oculto é constituído por todos aqueles aspectos que, sem
fazer parte do currículo oficial, explícito, contribuem, de forma nítida e
transparente, para aprendizagens sociais relevantes.
(B) o currículo oculto reproduz, por meio da cultura escolar, as estruturas
sociais e a ideologia dominante do capitalismo. Por isso, o currículo oculto
não interfere na subjetividade dos alunos.
(C) a disposição das carteiras em filas indianas, em que cada aluno tem
sua atenção voltada sempre para a frente, com o fim único de interromper
toda e qualquer forma de comunicação entre os alunos, não pode ser
considerada um exemplo de aspecto do currículo oculto.
(D) o currículo oculto surge como forma de consolidação dos valores das
classes economicamente desprivilegiadas da sociedade.
(E) o conceito de currículo oculto ignora as teorias reprodutivistas e suas
explicações a respeito de a escola ser um espaço de transmissão da doutrina
capitalista.

QUESTÃO 30
Muitos sistemas educacionais brasileiros, nos últimos anos, implantaram os
ciclos plurianuais de aprendizagem escolar. O maior desafio da nova

www psicologianova com br 114


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
sistemática está na adesão dos professores às novas exigências dessa prática.
Acerca desse tema, assinale a alternativa correta.
(A) A condição de sucesso para a aprendizagem em ciclos plurianuais
passa pelo desenvolvimento profissional do professor, que deve perceber a
pertinência de uma organização diferenciada que não se trata de um fim em
si, mas de um meio de tornar a escola mais justa e mais eficaz.
(B) Os sistemas colocam à disposição enormes recursos de pesquisa, de
formação ou de controle, que proporcionam a construção dos ciclos
plurianuais, e o sucesso dessa ação pedagógica independe do envolvimento
dos professores.
(C) Planejar as aprendizagens para vários anos no sistema de ciclos
plurianuais é um exercício completamente diferente do de planejar para um
ano.
(D) A verdadeira ruptura com os programas anuais consiste em fazer o
contrário do que se fazia até agora. Ela consiste antes em afastar-se
rapidamente das práticas anteriores, não aproveitando as experiências
pedagógicas tradicionais.
(E) A aprendizagem por competência nos ciclos de aprendizagem
incorpora uma sistemática de ensino que independe do envolvimento
pedagógico do professor no processo escolar, que é individualizado,
respeitando o aluno em seu tempo e em seu espaço próprios.

QUESTÃO 31
Com relação ao entendimento de Philippe Perrenoud acerca do conceito de
competência, assinale a alternativa incorreta.
(A) Faculdade de mobilizar um conjunto de recursos cognitivos, tais como
saberes, capacidades e informações, para solucionar, com pertinência e
eficácia, uma série de situações.
(B) Saber orientar-se em um lugar desconhecido mobiliza as capacidades
de ler um mapa, localizar-se, pedir informações ou conselhos, assim como os
seguintes saberes: ter noção de escala, elementos da topografia ou referências
geográficas. Uma pessoa que consegue realizar essa ação é competente.
(C) As competências estão ligadas a contextos culturais, profissionais e
condições sociais.
(D) Quando um profissional de saúde consegue identificar patologias e
sintomas, terapias, riscos, remédios, serviços médicos e farmacêuticos e
aplicá-los para curar uma pessoa doente, ele mobiliza as capacidades de
observar sinais fisiológicos, medir a temperatura, administrar um
medicamento; por isso, pode ser considerado um profissional competente.

www psicologianova com br 115


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) As competências profissionais desenvolvem-se exclusivamente na
escola.

QUESTÃO 32
Os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) constituem o primeiro nível de
concretização curricular. São uma referência nacional para o ensino;
estabelecem uma meta educacional para a qual devem convergir as ações
políticas do Ministério da Educação (MEC), assim como as ações educativas
de cada sistema de ensino brasileiro. Acerca desse tema, assinale a alternativa
correta.
(A) Os PCN apresentam uma estrutura curricular completa e inflexível que
impede adaptações para a construção do currículo de um sistema ou mesmo
de uma escola, uma vez que, por sua natureza, se impõem como uma diretriz
obrigatória.
(B) Os PCN têm como função subsidiar a elaboração ou a revisão
curricular dos estados e dos municípios, dialogando com as propostas e
experiências já existentes, incentivando a discussão pedagógica interna das
escolas e a elaboração de projetos educativos, assim como servir de material
de reflexão para a prática de professores.
(C) Os PCN estão situados historicamente na educação brasileira e são
princípios atemporais. Sua validade depende de estarem em consonância com
a realidade social, não necessitando, portanto, de um processo periódico de
avaliação e revisão a ser coordenado pelo MEC.
(D) Os PCN e as propostas dos sistemas de ensino são materiais
específicos que subsidiarão a escola na constituição de sua proposta
educacional, sem que a mesma explicite os valores e propósitos que orientam
o trabalho educacional que se quer desenvolver.
(E) De acordo com os PCN, a programação desenvolvida em sala de aula
deve garantir uma distribuição planejada de aulas. Essa responsabilidade é
essencialmente de cada professor e não deve ser compartilhada com a equipe
da escola por meio da co-responsabilidade estabelecida no projeto educativo.

QUESTÃO 33
A concepção de avaliação dos PCN vai além da visão tradicional, que focaliza
o controle externo do aluno, mediante notas ou conceitos para ser
compreendida como parte integrante e intrínseca ao processo educacional. A
respeito desse assunto, assinale a alternativa correta.

www psicologianova com br 116


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(A) A avaliação restringe-se ao julgamento acerca de sucessos ou fracassos
do aluno e tem a função de medir o rendimento escolar do aluno, do
professor e das instituições de ensino.
(B) É importante ter claro que a avaliação diagnóstica implica a
instauração de um longo período de avaliação no início do ano, que acabe por
se destacar do processo de aprendizagem que está em curso, no qual o
professor avança em suas propostas.
(C) A avaliação subsidia o professor com elementos para uma reflexão
contínua a respeito da sua prática, da criação de novos instrumentos de
trabalho e da retomada de aspectos que devem ser revistos, ajustados ou
reconhecidos como adequados para o processo de aprendizagem individual
ou de todo o grupo.
(D) Os processos avaliativos propostos pelos PCN não devem contemplar a
observação dos avanços e da qualidade da aprendizagem alcançada pelos
alunos ao final de um período de trabalho, seja este determinado pelo fim de
um bimestre ou de um ano.
(E) Um sistema educacional comprometido com o desenvolvimento das
capacidades dos alunos, que se expressam pela qualidade das relações que
estabelecem e pela profundidade dos saberes constituídos, não encontra, na
avaliação, uma referência para análise de seus propósitos.

QUESTÃO 34
Tão importante quanto o quê e como avaliar, são as decisões pedagógicas
decorrentes dos resultados da avaliação. Com relação a esse tema, assinale a
alternativa correta.
(A) Se a avaliação está a serviço do processo de ensino e aprendizagem, a
decisão de aprovar ou reprovar deve ser a expressão de um castigo pautada
no quanto se aprendeu ou se deixou de aprender dos conteúdos propostos.
(B) A repetência não deve ser um recurso extremo; deve ser estudada caso
a caso, ser exercitada sempre que se adequar, estando a serviço da
escolaridade com sucesso.
(C) Ao se reprovarem os alunos que não realizam as aprendizagens
esperadas, conclui-se que o problema é dos alunos e não do sistema
educacional.
(D) Os únicos resultados de avaliações que devem ser levados em
consideração para tomadas de decisões administrativas são os das avaliações
institucionais externas.
(E) A aprovação ou a reprovação é uma decisão pedagógica que visa
garantir as melhores condições de aprendizagem para os alunos. Para tal,

www psicologianova com br 117


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
requer-se uma análise dos professores a respeito das diferentes capacidades
do aluno, que permitirão o aproveitamento do ensino na próxima série ou
ciclo.

QUESTÃO 35
De acordo com Philippe Perrenoud, as competências não dão as costas para
os saberes, mas não se pode pretender desenvolvê-las sem se dedicar o tempo
necessário para colocá-las em prática. Acerca desse tema, assinale a
alternativa correta.
(A) Para desenvolver competências, é preciso, antes de tudo, trabalhar por
problemas e por projetos, propor tarefas complexas e desafios que incitem os
alunos a mobilizar seus conhecimentos e, em certa medida, completá-los.
(B) Os professores devem pensar que, para fazer um curso por
competências, não é mais preciso encaixar e regular situações de
aprendizagem, pois os princípios pedagógicos construtivistas não condizem
com o trabalho por competências.
(C) Para gerar aprendizagens fundamentais e significativas, os
professores desenvolverão competências específicas, independentemente de
se perceberem como organizadores de situações didáticas e de atividades que
têm sentido para os alunos.
(D) Para que um sistema mude, basta a reformulação de seus programas
em termos de desenvolvimento de competências; isso independe do
abandono das disciplinas e da implantação dos ciclos de aprendizagem
plurianuais.
(E) Para os adeptos da visão construtivista e interativa da aprendizagem,
trabalhar no desenvolvimento de competências é uma ruptura do processo de
construção da aprendizagem.

QUESTÃO 36
Quando a avaliação é, para o aluno, um instrumento de tomada de
consciência de suas conquistas, dificuldades e possibilidades para
reorganização de sua tarefa de aprender e, para a escola, é uma possibilidade
de definição de prioridades, ela é concebida como
(A) perspectiva autoritária, com o caráter de terminalidade e de medição
de conteúdos aprendidos arraigados nas práticas escolares.
(B) instrumento de repressão e controle das ações dos alunos.
(C) instrumento de medida aplicado em momento distinto do processo
educativo, com o fim de averiguar resultados do processo.

www psicologianova com br 118


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(D) contínua e sistemática, por meio da interpretação qualitativa do
conhecimento construído pelo aluno.
(E) elemento dispensável no processo de ensino e aprendizagem, uma vez
que não é possível averiguar aprendizagem em curto prazo.

QUESTÃO 37
Os teóricos da pedagogia histórico-crítica afirmam que a dialética é a essência
dessa proposta didática. Acerca desse tema, assinale a alternativa correta.
(A) Nessa concepção didática, há um entendimento idealista da dialética,
que se resume no ato de transformar as questões sociais em diálogo, no qual
todos têm espaço para expor suas ideias, sem haver uma reordenação teórica
destas.
(B) Não é possível a emancipação do sujeito sem que ele se aproprie de
conhecimentos historicamente construídos e sistematizados socialmente,
tendo como ponto de partida e de chegada a prática social vivida pelo
educando, respeitando as três fases do método dialético — prática, teoria,
prática.
(C) A ideia de práxis, defendida pelos marxistas, não se aplica aqui pelo
fato de transformar a educação em um ato político. Essa concepção está mais
preocupada com as questões histórico-críticas que com as políticas.
(D) Essa concepção defende a emancipação do educando por meio da
retrospectiva histórico-crítica. Por isso, tem como fundamento psicológico as
teorias da aprendizagem focadas no estímulo e na resposta.
(E) A emancipação do sujeito ocorre de diferentes formas: a educação é
um importante instrumento; mas, sem ela, é possível se apropriar dos
conhecimentos
historicamente construídos e socialmente
sistematizados.

QUESTÃO 38
Acerca do plano de aula, assinale a alternativa correta.
(A) O plano de ensino pode, perfeitamente, substituir o plano de aula.
(B) É um documento utilizado pelo professor para elaborar
o seu dia letivo, abordando o que ele pensa fazer, como fazer, quando
fazer, com o que fazer.
(C) Para existir plano de aula, não é necessária a existência de plano de
ensino.
(D) É um documento que apresenta todo o conteúdo a ser trabalhado em
diversas unidades de ensino.

www psicologianova com br 119


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) Deve ser elaborado no início do ano, englobando todo
o conteúdo do componente curricular, antes mesmo de se conhecerem
os alunos.

QUESTÃO 39
Ao planejar sua aula, o professor escolheu os seguintes itens de um roteiro de
plano de aula: disciplina, conteúdo, ano de ensino, tema, avaliação, objetivo,
conhecimento prévio, atividade motivacional,material,
encaminhamento metodológico. Assinale a alternativa em que os
itens em um plano de aula são apresentados em sequência lógica.
(A) objetivo, material, conhecimento prévio, atividade motivacional,
encaminhamento metodológico e avaliação
(B) avaliação, objetivo, conhecimento prévio, atividade motivacional,
material e encaminhamento metodológico
(C) objetivo, conhecimento prévio, atividade motivacional, avaliação,
material e encaminhamento metodológico
(D) encaminhamento metodológico, avaliação, objetivo, conhecimento
prévio, atividade motivacional e material
(E) conhecimento prévio, atividade motivacional, avaliação, material,
encaminhamento metodológico e objetivo

QUESTÃO 40
Na execução de um plano de aula, têm-se distintos momentos, de acordo
com o que foi planejado. Acerca desse tema, assinale a alternativa correta na
perspectiva sócio-histórica.
(A) Cada momento terá duração de acordo com o que foi programado,
independentemente da assimilação dos alunos.
(B) Os momentos devem ser programados de modo desvinculado do
tempo de duração da aula.
(C) Os momentos didáticos de desenvolvimento metodológico devem ser
adequados ao rendimento da turma.
(D) Os exercícios de fixação nunca devem ser previstos no tempo de
duração da aula.
(E) A avaliação do que foi aprendido em cada aula só pode ser realizada na
aula seguinte.

QUESTÃO 41
Os teóricos da concepção sócio-histórica afirmam que a cultura da
excludência se instalou na organização escolar e que a nova Lei de Diretrizes

www psicologianova com br 120


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
e Bases pouco avançou na direção de exclusão dessa cultura. Com base nessas
informações, assinale a alternativa correta.
(A) Essa linha de pensamento concorda que as ênfases da educação devam
ser a avaliação, a reprovação e a repetência; por isso, não avança além da
cultura da exclusão.
(B) O fracasso escolar e o processo disciplinar e seriado de ensino-
aprendizagem não tem relação com a redução do direito à educação básica.
(C) O direito à educação básica continua entendido como ensino com
todas as conotações disciplinares seriadas, escalonadas, avaliativas e seletivas
que esse conceito adquiriu ao longo da história da educação brasileira.
(D) A superação da cultura do fracasso não passa pela retomada de uma
discussão política acerca dos componentes do direito à formação básica e
universal.
(E) Os termos sistema de educação ou de ensino colocados na LDB
deixam de ser uma Questão semântica para ser uma Questão política, mas
não expressam os conflitos em torno do conteúdo dado ao direito à educação
básica.

QUESTÃO 42
A didática, na perspectiva sócio-histórica, tem a prática social como ponto de
partida de todo o processo pedagógico. A esse respeito, assinale a alternativa
correta.
(A) A prática social imediata do aluno não é tema relevante para o
professor.
(B) A relação do conteúdo com a vivência dos alunos está ausente no
cotidiano dessa prática pedagógica.
(C) A preparação do aluno ocorre por meio de uma mobilização para a
construção do conhecimento escolar, partindo-se do princípio de que ele nada
conhece.
(D) O conteúdo a ser desenvolvido deve estar vinculado à realidade, uma
vez que é socialmente necessário.
(E) Devem ser trazidos para a sala de aula apenas as vivências e as
experiências que o educador tem sobre o conteúdo a ser trabalhado.

QUESTÃO 43
De acordo com os teóricos da pedagogia histórico-crítica, é possível realizar
um trabalho pedagógico significativo para o aluno, por meio de uma
metodologia de trabalho que venha ao encontro de seus interesses,

www psicologianova com br 121


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
confrontando-os com a realidade em que vivem. A respeito desse assunto,
assinale a alternativa incorreta.
(A) Uma proposta de trabalho crítico e transformador da realidade vivida
pelo aluno, que aponte caminhos e ações didático-pedagógicas de mediação
entre aluno e objeto de conhecimento, pode tornar as aulas mais
interessantes e significativas para os alunos.
(B) É necessário que cada educador realize uma avaliação de sua prática
docente, visando atender às necessidades de transformação social por meio
de uma prática educativa significativa.
(C) Além das ferramentas convencionais de mediação utilizadas em sala de
aula, os educadores precisam lançar mão das novas tecnologias, que os
auxiliam no processo de ensino e de mediação da aprendizagem dos
conteúdos escolares.
(D) O confronto com a realidade dá-se por meio da tomada de consciência
de suas limitações. O melhor instrumento do professor para tornar isso
significativo para o aluno é a avaliação somativa.
(E) O compromisso da escola e dos educadores, nesse momento, é ensinar
de forma significativa, lançando mão de metodologias que instiguem o aluno
para a aprendizagem, tendo a certeza de que estes farão um novo uso social
dos conteúdos científicos aprendidos na escola para a transformação da
sociedade.

QUESTÃO 44
De acordo com José Carlos Libâneo, o professor é um profissional cuja
atividade principal é o ensino. Sua formação inicial visa propiciar ao aluno os
conhecimentos, as habilidades e as atitudes requeridas para levarem adiante
o processo de ensino e aprendizagem nas escolas. Acerca desse assunto,
julgue os itens que se seguem.
I O conjunto de requisitos profissionais que tornam alguém um professor ou
uma professora é denominado profissionalidade.
II A conquista da profissionalidade supõe a profissionalização e o
profissionalismo.
III A profissionalização refere-se às condições ideais que garantam o exercício
profissional de qualidade.
IV O profissionalismo refere-se ao desempenho competente e comprometido
dos deveres e das responsabilidades, que constituem a especificidade de ser
professor e refere-se, ainda, ao comportamento ético e político expresso nas
atitudes relacionadas à prática profissional.

www psicologianova com br 122


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
V Um professor despreparado profissionalmente, recebendo salários baixos e
trabalhando em precárias condições terá dificuldades de atuar com
profissionalismo. Por outro lado, um professor muito dedicado, que ama sua
profissão e respeita os alunos, é assíduo ao trabalho, terá muito pouco êxito
na sua atividade profissional se não apresentar as qualidades e competências
consideradas ideais a um profissional, isto é, os requisitos da
profissionalização.
A quantidade de itens certos é igual a
(A) 1. (B) 2. (C) 3. (D) 4. (E) 5.

QUESTÃO 45
A problematização é um dos elementos essenciais da didática na perspectiva
sócio-histórica. É o momento no qual ocorre a discussão de questões
inerentes ao conteúdo proposto. A respeito da problematização, assinale a
alternativa correta.
(A) É o momento de superação da teoria sobre a prática social dos
indivíduos.
(B) Um conteúdo problematizado deverá mostrar-se exclusivamente nas
dimensões histórica, social e política.
(C) É o espaço para desligar a vivência do conteúdo, percebida no
momento da prática social do conteúdo em sua teoria.
(D) O processo de investigação para solucionar as questões em estudo
nega a aprendizagem significativa.
(E) É momento no qual se aproximam conhecimentos espontâneos dos
conhecimentos científicos.

QUESTÃO 46
De acordo com a didática de ensino, na perspectiva sócio-histórica, entende-
se por instrumentalização o(a)
(A) momento em que a criança é capaz de realizar sozinha
o processo de aprendizagem. Dessa maneira, o nível de desenvolvimento
de uma criança resulta daquilo que ela consegue realizar sem a ajuda dos
outros.
(B) etapa na qual o professor deve desenvolver o conteúdo, de modo
sistematizado, buscando equacionar, conceitualmente, os problemas
levantados na etapa anterior.
(C) processo no qual se parte do conhecimento complexo e abrangente a
que se tem chegado para um conhecimento mais ampliado (sincrético).

www psicologianova com br 123


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(D) momento em que o educando vai se apropriar de instrumentos
culturais e científicos necessários para transformar sua vida, pois ela não traz
nenhum conhecimento aproveitável.
(E) etapa final na qual o docente modifica o discente, por meio da
transferência dos conhecimentos científicos.

QUESTÃO 47
Quando se faz referência ao fracasso escolar, além de se tentar analisar os
fatores que contribuem para seu surgimento, é necessário conceituar aquilo
que viria a ser seu oposto: a aprendizagem. Acerca dessas informações,
assinale a alternativa correta.
(A) A aprendizagem é um processo de vinculação que se dá na relação
entre o ensinante e o aprendente; ocorre, portanto, entre subjetividades.
(B) A aprendizagem tem um caráter objetivo e não implica desejo por
parte do aprendente.
(C) O conhecimento é o resultado de uma construção do sujeito na
interação com os objetos; por isso, independe da atuação do ensinante.
(D) Aprendizagem é uma construção singular em que o sujeito se envolve
e que independe de seus conhecimentos anteriores, pois basta transformar as
informações em conhecimento.
(E) O problema de aprendizagem não pode ser um sintoma de outros
conflitos ou ainda uma inibição cognitiva.

QUESTÃO 48
Uma pedagogia que se coloca a serviço da transformação social requer novas
posturas em sala de aula. A respeito desse tema, assinale a alternativa
correta.
(A) Espera-se do professor maior conhecimento dos conteúdos e domínio
das formas de transmissão.
(B) Espera-se dos alunos uma postura de indiferença diante dos novos
conhecimentos.
(C) As salas de aula devem se transformar em ambientes políticos nos
quais prevalecem as ideologias do professor.
(D) A relação professor-aluno deve ser de distanciamento, pois a
aproximação impede o exercício correto do magistério, provocando o
desrespeito e a falta de autoridade.
(E) Para que o espírito de transformação se instaure, o professor precisa
priorizar as relações pessoais em detrimento de sua competência técnica.

www psicologianova com br 124


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
QUESTÃO 49
Quando se pensa o sucesso ou o fracasso escolar, geralmente se fala no papel
das famílias como possibilitadoras de aprendizagem. A esse respeito, assinale
a alternativa correta.
(A) As famílias de classes baixas não podem fornecer qualidade de vida
satisfatória, alimentação adequada e acesso a diversas formas de cultura; por
isso, seus filhos estão fadados ao fracasso escolar.
(B) A falta de estrutura familiar é um sintoma que deve ser considerado de
forma única, isolado, na análise sobre
o sucesso ou fracasso escolar.
(C) São consideradas famílias produtoras de problemas de aprendizagem
somente aquelas que estão em situação de risco e de pobreza.
(D) A família também é responsável pela aprendizagem da criança, já que
os pais são os primeiros ensinantes e suas atitudes irão determinar a
modalidade de aprendizagem dos filhos.
(E) Para identificar os problemas de aprendizagem, não é preciso
distinguir aquilo que é próprio da criança, em termos de dificuldades, daquilo
que ela reflete em termos do sistema em que se insere.

QUESTÃO 50
Na perspectiva sócio-histórica, a gestão da sala de aula deve levar em conta o
papel de mediação assumido pelo professor no processo de ensino e
aprendizagem. Acerca desse tema, assinale a alternativa correta.
(A) O professor é o único que colabora para que o conhecimento ocorra de
forma mediada.
(B) A mediação pressupõe a não-diretividade como forma de orientação do
trabalho escolar.
(C) O papel do adulto é insubstituível sem, no entanto, desvalorizar a
participação do aluno nesse processo.
(D) O professor se contentará em satisfazer as necessidades e as carências
dos alunos.
(E) As tendências espontâneas são suficientes para que os alunos desejem
estudar mais e progredir.
CONHECIMENTOS BÁSICOS
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20
C E D D A C E B C E E B A B D B D A C A
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
E C D E B B D C A A E B C E A D B B A C
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
C D D E E B A A D C
www psicologianova com br 125
CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

FUNIVERSA – SEED/AP – Especialista em


Educação – 2012

QUESTÃO 25
Considerando os elevados índices de fracasso escolar identificados na
realidade educacional brasileira, que geram preocupações a respeito da
qualidade do ensino oferecido aos estudantes, há que se discutir acerca da
atividade de ensino como elemento fundamental à efetiva promoção do
desenvolvimento mental, pois, como lembra Vygotsky, o bom ensino é aquele
que se adianta ao desenvolvimento. A respeito dos processos de ensino e
aprendizagem e suas relações com o desenvolvimento humano, assinale a
alternativa incorreta.
(A) A aprendizagem refere-se ao processo de apropriação da experiência
historicamente produzida pela humanidade, a qual possibilita, a cada sujeito
singular, o desenvolvimento das funções psicológicas mais complexas.
(B) A função da escola é a de socialização dos conhecimentos científico,
filosófico e artístico que foram historicamente produzidos pelos homens ao
longo do tempo.
(C) A aprendizagem escolar envolve um processo de mediação
sociocultural por meio do qual as produções da humanidade vão sendo
transmitidas e apropriadas pelos estudantes.
(D) À medida que a aprendizagem impulsiona o desenvolvimento, a escola
deve dirigir o ensino para processos de desenvolvimento ainda não
adquiridos pelos alunos, impulsionando assim novas conquistas intelectuais.
(E) Mesmo considerada a interação do organismo com o meio físico e
social em que a criança vive, o processo de maturação do organismo segue
etapas sequenciais que levam ao domínio de determinadas formas de
pensamento, típicas da idade adulta. Dessa forma, as situações de
aprendizagem pouco, ou nada, influenciam os rumos do desenvolvimento.

QUESTÃO 26
Considerando que a psicologia do desenvolvimento se interessa pela análise e
estudo a respeito dos processos de nascimento e desenvolvimento das

www psicologianova com br 126


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
funções psicológicas que distinguem o homem de outras espécies, assinale a
alternativa correta.
(A) A compreensão do homem e do mundo que o cerca revela que a
criança é uma folha em branco que será escrita pela vida.
(B) Pode-se considerar que, tendo em vista a importância das relações
sociais na constituição do sujeito, o homem é, inevitavelmente, o resultado
do meio social ao qual pertence.
(C) Os fatores biológicos representam uma condição determinante no
desenvolvimento humano, uma vez que as informações genéticas e os
caracteres hereditários é que ditam como o comportamento humano irá
desenvolver-se.
(D) O processo de desenvolvimento humano é dinâmico e histórico e
ocorre por meio das relações que o sujeito estabelece com o ambiente físico e
social. Ou seja, o homem constrói-se ativamente pelas transformações que
empreende sobre o meio e sobre si mesmo.
(E) As tendências, qualidades e aptidões básicas do homem encontram-se
prontas desde o nascimento, e o meio não deve interferir no desenvolvimento
espontâneo e programado de cada sujeito.

QUESTÃO 27
Nas sociedades escolarizadas, a instituição escolar é a maior responsável pela
construção das bases que possibilitam o desenvolvimento das potencialidades
humanas e, portanto, tem papel fundamental no que diz respeito às
possibilidades de inserção ativa, crítica e transformadora do homem na vida
social e coletiva. Por essa razão, entende-se que a correta organização da
aprendizagem do aluno é um meio de conduzir ao desenvolvimento de tais
potencialidades. Em relação à interação entre os processos de ensino,
aprendizagem e desenvolvimento, assinale a alternativa correta.
(A) O conteúdo e a forma de aprendizagem do conhecimento científico
possibilitam diferentes modos de participação na vida em sociedade. Assim, o
processo de ensino deve ser planejado de forma a impulsionar a apropriação
crítica e reflexiva dos conhecimentos.
(B) O ensino deve ser organizado com base nas necessidades imediatas e
concretas dos estudantes, não tendo como meta, portanto, ampliar seus
horizontes culturais e intelectuais.
(C) Os conhecimentos ensinados na escola devem visar à preparação das
pessoas para as relações sociais de produção; em outras palavras, para se
adequarem à alienação característica da sociedade capitalista.

www psicologianova com br 127


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(D) A formação de novas estruturas mentais é produto do
amadurecimento orgânico e, por essa razão, as práticas de ensino devem ser
organizadas com base nos estágios de desenvolvimento já alcançados pelos
estudantes.
(E) Para que exerça uma influência positiva no
desenvolvimento das funções psicológicas
especificamente humanas, o ensino deve ser planejado com base nos saberes
do senso comum, os quais estão intimamente relacionados ao cotidiano dos
alunos, em detrimento do conhecimento científico.

QUESTÃO 28
Nos dias atuais, em nome de um suposto respeito à individualidade e à
cultura particular dos alunos e do seu grupo familiar, têm-se visto defesas de
que o ensino deve adequar-se aos interesses e às necessidades imediatas e
práticas dos estudantes. Considerando uma perspectiva crítica e
emancipatória da educação, assinale a alternativa correta no que se refere à
relação dos processos educativos com a sociedade.
(A) O ensino escolar deve focalizar principalmente saberes e experiências
que os alunos trazem de seu dia a dia, para que o aprendizado lhes possa
fazer algum sentido.
(B) A relevância da escola para os alunos advindos das classes sociais mais
baixas decorre da possibilidade de aprenderem um mínimo de hábitos e
habilidades necessárias à qualificação profissional.
(C) Em sua intricada relação com a sociedade capitalista, a escola tem
como objetivo principal transmitir conhecimentos práticos que permitam ao
sujeito adquirir as habilidades necessárias para comporem a engrenagem
social já estabelecida.
(D) O aprendizado de conhecimentos científicos permite ao estudante a
apropriação de uma ampla experiência humano-social que, por sua vez,
amplia seus horizontes e perspectivas de inserção social.
(E) O verdadeiro papel social da escola decorre de sua capacidade de
oferecer uma educação centrada na realidade imediata e concreta dos alunos.

QUESTÃO 29
Conforme preconiza a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, a
educação básica tem como objetivos a formação para o exercício da cidadania
e para a progressão no trabalho e em estudos posteriores. Nessa direção, uma
análise histórica da educação no Brasil aponta para um importante processo
de democratização do acesso à escola. Entretanto, além do número de alunos

www psicologianova com br 128


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
matriculados, um complexo conjunto de indicadores relacionado à qualidade
do ensino e ao rendimento dos estudantes sinaliza que a educação ainda tem
muitos desafios a serem enfrentados. A respeito de dificuldades, problemas e
potencialidades da educação e sua relação com a sociedade, assinale a
alternativa correta.
(A) A importância da aquisição pela criança da leitura, da escrita, do
cálculo e dos fundamentos das ciências é permitir que ela adquira hábitos,
aptidões e valores considerados adequados pelo grupo social no qual está
inserida.
(B) Mais do que abrir oportunidades ao ingresso da população na escola,
as políticas públicas educacionais devem garantir que a aprendizagem escolar
impulsione avanços qualitativos no desenvolvimento de cada sujeito e,
consequentemente, da sociedade em geral.
(C) A relevância secundária do ensino e do aprendizado do conhecimento
científico, decorrente das alienantes relações sociais de produção, é
impulsionar o máximo desenvolvimento de uma sociedade.
(D) As dificuldades de aprendizagem identificadas no contexto escolar
decorrem, em grande medida, da origem social e cultural dos alunos, sendo
difícil para a escola superar as deficiências que os estudantes apresentam.
(E) A maior contribuição potencial da educação para a sociedade é sua
capacidade de introduzir nas novas gerações valores, normas e padrões de
conduta estabelecidos pelo capitalismo.

QUESTÃO 30
No que se refere aos fatores envolvidos no desenvolvimento do processo de
ensino e aprendizagem, é correto afirmar que
(A) a única finalidade da ação escolar é o desenvolvimento intelectual dos
alunos.
(B) para uma prática educativa significativa, o conhecimento deve ser
construído individualmente pelo aluno, de forma isolada.
(C) situações educativas que propiciem a participação interativa, em sala
de aula, e que enfatizem a construção compartilhada de conhecimentos são
práticas que enriquecem o processo de ensino e aprendizagem.
(D) os processos de ensino devem ser orientados pelos níveis de
maturação dos alunos, uma vez que o aprendizado só se realiza quando o
sujeito está pronto para recebê-lo.
(E) as atividades de pesquisa e de reflexão mediadas pelo professor devem
ser encaradas como estratégias promotoras de avanços afetivos e sociais, mas
não de progressos cognitivos dos alunos.

www psicologianova com br 129


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

QUESTÃO 31
O processo de ensino-aprendizagem, nos diferentes contextos e níveis
educativos, envolve um conjunto interdependente de fatores que lhe
conferem complexidade e dinamicidade. Nessa perspectiva, diferentes fatores
que vão desde características individuais a práticas institucionais, e de
aspectos subjetivos a objetivos, permeiam o referido processo. Considerando
que a atuação da psicologia junto ao processo de ensino-aprendizagem,
motivo frequente de encaminhamentos ao psicólogo, deve coadunar-se com
práticas voltadas à construção da cidadania, da paz e da cultura de sucesso,
assinale a alternativa correta.
(A) O processo de ensino-aprendizagem pode contribuir tanto para a
formação de cidadãos críticos, cientes de seu papel social e comprometidos
com a superação das relações de desigualdade, injustiça e opressão, quanto
para a manutenção das relações alienantes, cabendo ao psicólogo contribuir
para desvelá-las.
(B) No contexto escolar, é recorrente encontrar situações nas quais se
atribui ao professor a causa das dificuldades de aprendizagem, entretanto,
não aprender é uma resposta insuficiente do aluno a uma exigência ou
demanda da escola. Nesse contexto, cabe ao psicólogo, sobretudo, avaliar,
diagnosticar e encaminhar o aluno que apresenta dificuldades no processo de
ensino-aprendizagem.
(C) O fato de os problemas de aprendizagem terem sido tratados,
historicamente, do ponto de vista patológico ocasionou um fenômeno
conhecido como patologização da educação. Esse fenômeno contribui para
explicar as causas das dificuldades de aprendizagem, as quais se centram
principalmente em deficits cognitivos.
(D) A queixa pelo não aprendizado do aluno é motivo frequente de
encaminhamento de crianças para os serviços de atendimento psicológico.
Por essa razão, cabe ao psicólogo investigar, de forma prioritária, as causas
neurológicas e sensoriais que explicam o não aprender.
(E) No trabalho relacionado ao processo de ensino-aprendizagem, não
compete ao psicólogo subsidiar os professores na promoção de situações
didáticas que apoiem a aprendizagem do aluno, pois assim ele estaria
adotando um modelo clínico de atuação.

QUESTÃO 32
Com base nas discussões contemporâneas acerca da psicologia do
desenvolvimento, assinale a alternativa correta.

www psicologianova com br 130


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(A) O desenvolvimento humano deve ser compreendido e analisado a
partir do estudo dos inúmeros fatores e aspectos envolvidos em seu processo
(físico-motores, intelectuais, afetivo-emocionais, sociais e outros).
(B) O estudo e a análise dos vários aspectos do desenvolvimento humano
devem ocorrer desde o nascimento até a maioridade do homem, uma vez que,
na fase adulta, o processo de desenvolvimento dos sujeitos torna-se
completo.
(C) O desenvolvimento normal humano deve subordinar-se a
determinados condicionamentos caracterizados pela existência de normas e
modelos adequados, cujo objetivo visa ao controle e à padronização do
comportamento dos sujeitos.
(D) Os estudos acerca da psicologia do desenvolvimento defendem a
importância do estabelecimento de um modelo-padrão de ensino, visando ao
acúmulo de informações e à reprodução mecânica e descontextualizada dos
conteúdos.
(E) O desenvolvimento humano pode ser influenciado por diversos fatores
(orgânicos, neurofisiológicos, sociais), desde que todos eles estejam de
acordo, de forma invariável, com as leis da hereditariedade que determinam
as características que serão desenvolvidas por cada um.

QUESTÃO 33
Considerando as características e a importância do processo de ensino e
aprendizagem, assinale a alternativa correta.
(A) O processo de ensino e aprendizagem é algo natural e
inerente aos seres humanos, ocorrendo, portanto, de maneira espontânea,
sem a necessidade de uma intencionalidade.
(B) Para que o processo de ensino e aprendizagem tenha êxito, os
conteúdos devem ser apresentados e desenvolvidos de uma única forma,
visando simplificar e facilitar a apreensão das informações.
(C) As dificuldades e insucessos que podem ocorrer no processo de ensino
e aprendizagem relacionam-se, exclusivamente, à falta de pré-requisitos dos
alunos ou a deficits intelectuais que eles possuam.
(D) Para que o processo de ensino e aprendizagem seja contextualizado,
ele deve ser planejado somente com dados da realidade dos alunos e deve
abordar apenas as informações que sejam do interesse imediato dos
estudantes.
(E) Considerando que desenvolvimento e aprendizagem são processos
dinâmicos, complementares, articulados e interdependentes, as estratégias
didáticas e metodológicas de ensino devem valorizar as relações sociais

www psicologianova com br 131


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
visando à participação ativa dos sujeitos envolvidos, tanto no ato de ensinar
como no de aprender.

QUESTÃO 34
Com relação ao papel e à importância do processo de educação continuada
dos profissionais que atuam no contexto escolar, assinale a alternativa
correta.
(A) A educação continuada é um processo criado unicamente para corrigir
falhas em programas anteriores de formação profissional.
(B) Para uma atuação profissional consciente e competente, os
profissionais da escola necessitam participar de um contínuo processo de
educação continuada, visando ao seu constante aprimoramento técnico,
teórico e reflexivo, à ampliação e ao progresso de suas práticas cotidianas.
(C) Os programas de educação continuada devem ser orientados com base
em conceitos generalistas e situações hipotéticas, evitando abordar as
questões que compõem a realidade de cada contexto escolar, as quais devem
permanecer ignoradas.
(D) A educação continuada deve visar somente à ampliação das discussões
teóricas dos profissionais da escola, sem objetivar a melhoria de suas práticas
de atuação.
(E) Somente necessitam participar de um programa de educação
continuada os profissionais que não desempenharam adequada e
satisfatoriamente as suas funções.

QUESTÃO 35
A importância, a qualidade e as características das relações sociais
estabelecidas no contexto escolar, especialmente a relação entre o professor e
o aluno, são foco de interesse e atenção de estudiosos e profissionais das
áreas de psicologia e educação. Com base nessa informação, assinale a
alternativa correta.
(A) É desejável o estabelecimento de uma satisfatória relação
professor/aluno, de forma que o clima social em sala de aula seja leve e
agradável. Contudo, é um exagero considerar que essa relação possa interferir
positiva ou negativamente no processo de ensino e aprendizagem.
(B) Na relação professor/aluno, as interações que acontecem provocam
transformações somente nos alunos, uma vez que eles ainda estão em
processo de formação de suas personalidades.
(C) Para que o processo de ensino e aprendizagem tenha êxito, a relação
professor/aluno deve estar baseada em uma relação de poder, que ocorre

www psicologianova com br 132


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
entre um indivíduo mais capaz e maduro (professor) e outros indivíduos que
ainda são incapazes e imaturos (alunos).
(D) No contexto escolar, a qualidade das relações sociais que são
estabelecidas, principalmente a relação professor/aluno, pode colaborar tanto
para o sucesso quanto para o fracasso do processo de ensino e aprendizagem.
(E) Por definição, as relações que se estabelecem entre professores e
alunos são sempre de confiança, pois a afetividade está associada à
aprendizagem.

QUESTÃO 36
Em cada uma das alternativas a seguir são apresentados depoimentos
hipotéticos considerando o papel e a importância da relação entre professor e
aluno. Assinale aquela que exemplifica uma relação capaz de promover o
sucesso escolar.
(A) Sou Mariana, professora há 12 anos, e me esforço para manter uma
relação saudável com meus alunos. Considero que o respeito é a chave de
todo o processo, assim procuro respeitá-los, mas exijo que façam o mesmo
comigo. Não posso forçar ninguém a gostar de mim e nem das minhas aulas,
mas posso obrigar os alunos a terem respeito em sala de aula.
(B) Meu nome é Carlos, sou professor há 16 anos e sempre tive uma
relação de confiança com meus alunos. Acredito que eles devem controlar o
processo de ensino e aprendizagem, escolhendo como e quais conteúdos
serão abordados. Só assim eles terão vontade de aprender.
(C) Meu nome é Francisco e sou professor há 23 anos. Considero ser
professor um grande desafio que exige de mim uma constante articulação
entre o meu conhecimento e a minha atitude em sala de aula. Digo isso, pois
percebi que o que faz diferença para o aprendizado dos alunos não é só o
professor saber o conteúdo, mas principalmente saber interagir com os
alunos.
(D) Chamo-me Adriana e, nos 17 anos em que sou professora, sempre tive
uma relação ótima com meus alunos. Considero que meu sucesso vem
justamente de minha posição frente a eles: para mim, os alunos devem ter
total liberdade no processo de ensino e aprendizagem e o professor deve
interferir o mínimo possível, deixando que eles se regulem e se controlem.
(E) Sou o professor Paulo Fonseca e, em meus 25 anos de magistério, já vi
um pouco de tudo. Hoje, como um profissional experiente, considero que o
êxito do processo de ensino e aprendizagem está no profissionalismo. O
professor tem que dar a sua aula, ministrar o conteúdo que foi planejado,
aplicar a prova, corrigir os exercícios, tirar as dúvidas de quem está

www psicologianova com br 133


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
interessado e pronto. Sem diversificar muito, sem querer ser engraçado e
nem pensar que é amiguinho dos alunos.

QUESTÃO 37
Com relação às técnicas de entrevista, assinale a alternativa correta.
(A) A entrevista psicológica, também conhecida por anamnese, implica
obter uma síntese tanto da situação presente quanto da história do indivíduo
entrevistado.
(B) A entrevista psicológica é influenciada unicamente por conhecimentos
provenientes do behaviorismo (comportamentalismo).
(C) Uma boa entrevista psicológica deve eliminar a ansiedade por parte de
todos os envolvidos.
(D) A entrevista psicológica deve sempre ser feita individualmente, a fim
de evitar constrangimentos entre entrevistados.
(E) A entrevista é uma técnica de investigação científica fundamental em
intervenções e pesquisas em psicologia.

QUESTÃO 38
Acerca da avaliação psicológica, assinale a alternativa correta.
(A) Testes psicológicos podem ser aplicados por profissionais de qualquer
área, desde que o laudo seja feito por psicólogos.
(B) Testes psicológicos objetivam descrever e(ou) mensurar características
e processos psicológicos.
(C) Avaliação psicológica é feita exclusivamente com técnicas
quantitativas.
(D) Testes psicológicos mensuram apenas processos cognitivos, como a
memória.
(E) Testes psicológicos são sempre a melhor técnica para
realizar avaliação psicológica.

QUESTÃO 39
A respeito da psicopatologia, assinale a alternativa correta.
(A) As psicopatologias são estudadas apenas por psicólogos clínicos.
(B) As categorias de classificação das psicopatologias contemplam apenas
aspectos mensuráveis.
(C) As investigações em psicopatologia devem levar em consideração o
contexto em que o indivíduo está inserido, não se atendo somente aos
sintomas.

www psicologianova com br 134


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(D) A Classificação estatística internacional de doenças e problemas
relacionados com a saúde (CID) é a única classificação que contempla as
psicopatologias.
(E) A psicopatologia geral é mais bem estudada com fundamento no
referencial psicanalítico.

QUESTÃO 40
No que se refere aos princípios previstos no código de ética profissional do
psicólogo, assinale a alternativa correta.
(A) O psicólogo atuará com responsabilidade social, analisando crítica e
historicamente a realidade política, econômica, social e cultural.
(B) Após a conclusão do curso de graduação, o avanço do conhecimento
científico deixa de ser preocupação para o profissional de psicologia.
(C) A promoção da qualidade de vida e saúde para os indivíduos é uma
preocupação exclusiva do campo da psicologia da saúde.
(D) Os interesses da instituição em que o psicólogo atua devem ser
priorizados em detrimento do código de ética profissional.
(E) As relações de poder nos contextos em que o psicólogo atua devem ser
desconsideradas, a fim de gerar uma prática menos intrincada.

QUESTÃO 41
No que se refere às responsabilidades previstas no código de ética
profissional do psicólogo, assinale a alternativa correta.
(A) O valor cobrado por sua atividade profissional deverá ser comunicado
ao usuário após o início dos trabalhos.
(B) O psicólogo nunca deve intervir na prestação de serviços psicológicos
que estejam sendo efetuados por outro colega.
(C) O psicólogo pode utilizar o preço de seu serviço como forma de
propaganda.
(D) O psicólogo deve prestar serviços profissionais em situações de
calamidade pública ou de emergência, sem visar ao benefício pessoal.
(E) A atuação do psicólogo deverá centrar-se unicamente em aspectos do
indivíduo a ser atendido.

QUESTÃO 42
Ainda sobre o código de ética, assinale a alternativa correta.
(A) Desde que não envolva sua atuação direta, o psicólogo poderá ser
conivente com atos de discriminação no contexto em que trabalha.

www psicologianova com br 135


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) O psicólogo poderá induzir uma organização a recorrer a seus serviços,
desde que acredite estar capacitado para tal.
(C) O psicólogo poderá cobrar taxas por encaminhamento de serviços.
(D) O código de ética profissional do psicólogo não prevê situações em que
o sigilo profissional possa ser quebrado.
(E) O psicólogo, quando participar de greves ou paralisações, garantirá
que as atividades de emergência não sejam interrompidas.

QUESTÃO 43
Acerca do delineamento de projetos, assinale a alternativa correta.
(A) É importante que o psicólogo, ao pensar uma intervenção, leve em
consideração os benefícios que esta pode trazer à população-alvo.
(B) Todo delineamento de projetos de intervenção inicia-se com uma
demanda explícita dos diretores da instituição onde o psicólogo trabalha.
(C) A escolha das técnicas a serem utilizadas em um projeto dá-se
unicamente pela avaliação do tempo disponível para sua execução.
(D) A formação do psicólogo deve ser interdisciplinar e, por isso, ele deve
estar preparado para atender a demandas que digam respeito a qualquer
campo de atuação profissional.
(E) Ao surgir uma demanda de intervenção em uma instituição, o
psicólogo deverá delinear seu projeto, levando em consideração apenas o que
foi pedido.

QUESTÃO 44
Com relação a projetos de intervenção, assinale a alternativa correta.
(A) O psicólogo utilizará somente as técnicas de intervenção previstas no
projeto, ainda que estas não estejam produzindo benefícios.
(B) O psicólogo somente deve executar seus projetos com outros
psicólogos, evitando os trabalhos interdisciplinares.
(C) Ao longo da execução de uma intervenção, o psicólogo somente deve
estar atento aos objetivos pensados durante o delineamento do projeto.
(D) O psicólogo deve estar preparado para enfrentar, no decorrer das
intervenções, situações que não estavam previstas em seus projetos.
(E) O psicólogo nunca deve solicitar auxílio de outros profissionais em
seus projetos, a fim de garantir o sigilo dos participantes.

QUESTÃO 45
No que diz respeito a impacto diagnóstico e adesão a tratamento, assinale a
alternativa correta.

www psicologianova com br 136


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(A) A adesão ao tratamento é responsabilidade exclusiva do paciente.
(B) Cabe ao profissional de saúde, ao dar um diagnóstico, sempre
esconder informações que possam causar ansiedade a um paciente.
(C) Quando o comportamento do paciente corresponde à opinião, à
informação ou ao cuidado médico, seguindo instruções para medicações,
dietas e(ou) fisioterapia, pode-se dizer que houve adesão ao tratamento.
(D) A única preocupação na organização das atividades dos serviços de
saúde deve ser a facilitação à adesão dos usuários ao tratamento.
(E) A adesão é sempre estável e, uma vez que o paciente tenha aderido ao
tratamento, o profissional de saúde não mais precisa preocupar-se com essa
Questão.

QUESTÃO 46
Acerca da avaliação de projetos, assinale a alternativa correta.
(A) Caso os objetivos não tenham sido cumpridos, cabe à equipe repetir o
projeto da mesma maneira até que esses sejam satisfeitos.
(B) O impacto de um projeto pode sempre ser avaliado imediatamente
após o seu término.
(C) A avaliação de um projeto objetiva exclusivamente detectar problemas
que possam ter ocorrido.
(D) Um projeto só pode ser avaliado por meio de instrumentos
quantitativos.
(E) Projetos podem ser avaliados de forma contínua, ao longo de sua
execução, e não apenas após seu término.

QUESTÃO 47
Acerca das técnicas de entrevistas grupais, assinale a alternativa correta.
(A) As entrevistas em grupos são sempre mais indicadas que as
individuais, pois permitem uma visão mais plural do que se pretende
investigar.
(B) O entrevistador deve estar preparado para lidar com possíveis conflitos
entre os entrevistados.
(C) Toda entrevista grupal deve ser gravada para ajudar o entrevistador a
retomar as informações após o seu término.
(D) Deve-se sempre eleger um porta-voz do grupo, que irá falar mais que
os outros entrevistados.
(E) Diferentemente da entrevista individual, nas entrevistas grupais a
condução centra-se nos entrevistados.

www psicologianova com br 137


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
QUESTÃO 48
Os objetivos de ensino devem expressar aquilo que o aluno deve saber e pode
fazer depois da ministração de uma aula ou curso. Os objetivos são uma
evidência observável, elaborada no sentido de averiguar se o aluno chegou
aonde deveria chegar. Com relação aos objetivos de ensino, é correto afirmar
que
(A) os objetivos de ensino aumentam a possibilidade de fracasso do aluno.
(B) a falta de objetivos ajuda a verificar se um aluno ou professor atingiu
os resultados desejados.
(C) os objetivos de ensino orientam o professor e o aluno para o que é
importante no processo de aprendizagem.
(D) os objetivos de ensino devem ser gerais, em uma tentativa de
padronização dos alunos, dos professores e dos processos de ensino.
(E) os alunos são os atores que decidem se os objetivos são adequados ou
não para o ensino.

QUESTÃO 49
Benjamin Samuel Bloom, na década de 50 do século XX, elaborou a
Taxonomia dos objetivos educacionais ou instrucionais, que também é
conhecida como a Taxonomia de Bloom. Ele dividiu as possibilidades de
aprendizagem em três domínios: cognitivo (aprendizagem intelectual),
afetivo (aspectos valorativos e de sensibilidade) e motor ou psicomotor
(habilidades organicomusculares). Assinale a alternativa que apresenta
exclusivamente subcategorias do domínio cognitivo.
(A) recepção, resposta, valorização, organização e internalização de valores
(B) conhecimento, compreensão, aplicação, análise, síntese e avaliação
(C) percepção, resposta conduzida, automatismos, respostas complexas e
adaptação
(D) resposta, valorização, conhecimento e adaptação
(E) automatismos, compreensão, aplicação, análise, síntese e avaliação

QUESTÃO 50
A intervenção psicológica deve ser exercida de maneira preventiva,
compartilhada e fundamentada em teorias psicológicas. Nesse sentido, deve
ter como foco principal as relações sociais vivenciadas no contexto em que o
indivíduo está inserido. Com relação à intervenção psicológica preventiva no
contexto escolar, é incorreto afirmar que

www psicologianova com br 138


CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44
C C E B C D A E E A D B C E D A D B E A

CADERNO DE PSICOLOGIA
45 46 47 48 49 50
B C D A B B

FUNIVERSA – 2015
ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO - TECNÓLOGO EM INFORMÁTICA EDUCATIVA (CÓDIGO 102)
Professor Alyson Barros
! 25 26 27 28 29 30 31 32 CONHECIMENTOS 33 34
ESPECÍFICOS
35 36 37 38 39 40 41 42 43 44
! B D A C E C A B A E B E C B D E B C A D
(A)
45 46o psicólogo
47 48 49 deve
50 articular os aspectos teórico-metodológicos que
envolvem os processos de desenvolvimento humano e a aprendizagem em
B D E C D A

sua práxis. ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO - NUTRICIONISTA (CÓDIGO 103)

(B) é necessário analisar osCONHECIMENTOS processos e discursos escolares em suas


ESPECÍFICOS

dimensões: D institucional, Apedagógica Ae relacional.


25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44
D E C D E A C D B B B D A B B C A

(C)
45 46deve
47 ser
48 priorizada
49 50 a busca do enfrentamento dos desafios e das
demandas produzidos na escola.
E A C E C E

(D) os instrumentos psicológicos


ESPECIALISTA devemSOCIALauxiliar
EM EDUCAÇÃO - ASSISTENTE (CÓDIGO 104) na compreensão da
simplicidade dos fenômenos educativos. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

(E)A Bdevem B ser E proporcionados reformulações, Ctransformações D e E saltos


25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44
C D A C E B B C D B C A D

qualitativos
45 46 47 no
48 desenvolvimento
49 50 de todos os atores envolvidos nos processos
escolares.
D D E E A A

ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO - PSICÓLOGO (CÓDIGO 105)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44
E D A D B C A A E B D C E B C A D E A D

45 46 47 48 49 50
C E B C B D

Página 1 de 2

www.pciconcursos.com.br

www psicologianova com br 139


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

FUNIVERSA – IFB – Psicólogo – 2012

QUESTÃO 25
A psicologia trabalha atualmente com diferentes abordagens metodológicas
para a realização de psicodiagnóstico. Uma delas é o psicodiagnóstico
interventivo. Apesar de possuir metodologia semelhante à das consultas
terapêuticas, o psicodiagnóstico interventivo difere delas por
(A) tratar da queixa e das resistências do cliente previamente à aplicação
de testes projetivos.
(B) dispensar o uso de testes psicológicos em detrimento de entrevistas de
anamnese.
(C) dispor das vantagens do uso de testes psicológicos ao lado da
intervenção, desde as primeiras entrevistas.
(D) proporcionar uma visão integrada do sujeito em virtude da aplicação
de testes cognitivos.
(E) caracterizar o paciente a partir de entrevistas estruturadas em paralelo
à observação participante.

QUESTÃO 26
A prática do psicodiagnóstico compõe-se de diferentes etapas. Uma dessas
etapas é a entrevista inicial, que pode ser sintetizada como etapa de
(A) sintetização de informações acerca do paciente a partir do uso de
testes psicológicos.
(B) formulação de hipóteses para planejamento da bateria de testes a ser
aplicada.
(C) coleta e devolução, ao cliente, das hipóteses diagnósticas.
(D) encaminhamento do cliente para psicoterapia tendo em vista as
hipóteses levantadas.
(E) reorganização psíquica para o cliente a partir de bateria de técnicas
projetivas.

QUESTÃO 27
Durante o século XX, o prestígio do psicodiagnóstico e a prática concreta das
estratégias de avaliação psicodiagnósticas refletiram o debate teórico que vem
marcando o campo da saúde mental desde seus primórdios.

www psicologianova com br 140


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Ari Pedro BALIEIRO JUNIOR. Psicodiagnóstico e psicoterapia dimensões e
paradoxos. In: Psicol. cienc. prof Brasília. 2005 v. 25, n.º 2.
<http://pepsic.bvsalud.org>. Acesso em 13/2/2012.
Tais debates, no campo da saúde mental, levaram a comunidade científica, na
prática do psicodiagnóstico, a
(A) criar uma tipologia dos tipos de caráter por traços de fisionomia.
(B) sistematizar os parâmetros para a prática psicoterápica breve.
(C) padronizar testes cognitivos individualizados de acordo com raça e
gênero.
(D) buscar um sistema de classificação diagnóstica unificada.
(E) pesquisar os diferentes tipos de patologias mentais de origem genética.

QUESTÃO 28
Segundo Vygotsky, a mediação é essencial para a prática pedagógica, pois
possibilita à criança o acesso à zona de desenvolvimento proximal. Um
exemplo de mediação na prática pedagógica, com vistas a atingir a zona de
desenvolvimento proximal do aluno, é o(a)
(A) estímulo aos trabalhos individuais em sala de aula.
(B) exclusão dos alunos com dificuldades.
(C) prática, em sala de aula, de trabalhos em dupla.
(D) reforço escolar para alunos com dificuldades.
(E) sinalização à direção dos alunos que têm sucesso.

QUESTÃO 29
A teoria de Vygotsky contribui para que a educação mude radicalmente sua
percepção frente aos alunos com necessidades especiais. A defectologia
proposta por Vygotsky aponta para a adoção de uma pedagogia prospectiva
que visa ao desenvolvimento do aluno, pois, para este autor,
(A) a deficiência não constitui em si um obstáculo ao desenvolvimento.
(B) a mediação pode ser universal, independentemente da deficiência.
(C) o desenvolvimento não ocorre mesmo com o uso correto de
mediadores.
(D) a dificuldade é inerente ao tipo de deficiência do aluno e não do
mediador.
(E) a aprendizagem constitui uma etapa para o desenvolvimento.

QUESTÃO 30
Para a teoria de Piaget, o processo de construção do conhecimento é uma
busca constante por equilíbrio, a partir da assimilação e acomodação de

www psicologianova com br 141


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
esquemas cognitivos. No ambiente escolar, com base nos pressupostos de
Piaget, o professor tem como papel
(A) favorecer, ao aluno, o ajustamento de conceitos da cultura.
(B) ampliar a dimensão afetiva do aprendizado do aluno por meio de
desafios.
(C) estimular o reforço positivo quando o aluno obtém respostas corretas.
(D) mediar o conhecimento do aluno por meio de instrumentos
semióticos.
(E) prover desafios cognitivos ao aluno visando ao desequilíbrio.

QUESTÃO 31
O desenvolvimento do ciclo vital divide-se em oito períodos. Um deles é a
primeira infância, que vai do nascimento aos três anos de idade. De acordo
com o ciclo vital, na primeira infância, o desenvolvimento psicossocial tem
como característica o(a)
(A) desenvolvimento da identidade de gênero.
(B) aumento do interesse por outras crianças.
(C) autoestima relacionada ao autoconceito.
(D) influência dos grupos de amigos.
(E) surgimento da dependência absoluta.

QUESTÃO 32
Um dos grandes teóricos da psicologia do desenvolvimento foi o francês
Henry Wallon. Para Wallon, a motricidade é um conceito fundamental para
compreender o desenvolvimento humano, porque
(A) todo ato motor deve passar a ser ato mental (psicomotor) durante o
desenvolvimento da criança.
(B) a motricidade guiará a exploração e o desenvolvimento do ser humano.
(C) o meio não provê instrumentos mediadores para que a criança possa
explorá-lo.
(D) a criança assimila e acomoda todos os seus atos na forma de esquemas
cognitivos.
(E) qualquer ato correto em relação ao meio é reforçador de atos futuros.

QUESTÃO 33
Em relação aos métodos e às técnicas de avaliação psicológica, assinale a
alternativa correta.
(A) O uso sistemático de técnicas psicológicas é o único caminho para a
produção do conhecimento científico.

www psicologianova com br 142


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) O rigor metodológico é avaliado por meio do uso de técnicas validadas
psicometricamente.
(C) Os testes projetivos têm validade inferior aos índices de significância
exigidos pela psicometria.
(D) A avaliação psicológica reúne um conjunto de técnicas válidas e
fidedignas.
(E) A entrevista clínica é um método científico.

QUESTÃO 34
O comportamento humano é guiado por valores sociais, que refletem a
cultura de uma sociedade e expressam a subjetividade produzida a partir da
ética da convivência. Com relação a esse assunto, assinale a alternativa
correta.
(A) É no âmbito das relações interpessoais que os valores,
as normas, as regras de relacionamento e a ética são engendrados e podem
ser modificados.
(B) Atitude e comportamento são coerentes quando do exercício das
práticas de cidadania.
(C) Os valores humanos são construídos para atender principalmente aos
interesses individuais.
(D) Os valores negativos são responsáveis pela exclusão social e pela
exclusão moral.
(E) O sistema de valores permite a comunicação entre os membros de
uma determinada sociedade ao possibilitar a expressão do modo de ser
particular do indivíduo.

QUESTÃO 35
Assinale a alternativa correta quanto aos grupos sociais.
(A) O preconceito pode ter a função de construção de autoimagem do
grupo e fortalecer a identidade.
(B) A competição é o inverso da cooperação; por isso, não deve existir nos
grupos que desejam alto desempenho.
(C) A comunicação horizontal é a mais indicada para as lideranças
situacionais.
(D) Os grupos minoritários são mais fortes porque têm uma identidade
grupal singularizada.
(E) Todo grupo precisa de liderança para cumprir suas metas.

QUESTÃO 36

www psicologianova com br 143


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Quanto às relações de poder institucionais, assinale a alternativa incorreta.
(A) O jogo do poder em uma organização se caracterizaria por
reciprocidade e por relações de dependência, como controle de recursos,
habilidade técnica e corpo de conhecimento crítico.
(B) Estando dentro ou fora da organização, qualquer pessoa tem o direito
de exercer o poder, desde que tenha prerrogativas legais e acesso aos
poderosos, elemento que se constitui em uma das bases do poder.
(C) O exercício do poder implica a elaboração e(ou) manutenção de
estratégias para atingir metas pessoais e da organização; demanda, portanto,
vontade e habilidade política.
(D) O poder é concebido como uma força mobilizadora, um fenômeno
pulsante e definido como a capacidade de afetar os resultados.
(E) A Teoria do Poder Organizacional propõe uma tipologia das
configurações de poder decorrente das relações entre coalizões internas e
externas e dos sistemas de influência e de metas.

QUESTÃO 37
Acerca da atuação do psicólogo nas instituições, assinale a alternativa correta.
(A) A dinâmica de grupo é uma técnica para desenvolver as relações
interpessoais e os processos de comunicação e de identificação com a missão
organizacional.
(B) Na intervenção psicológica, deve ser considerado o narcisismo das
pequenas diferenças como colaborador do desempenho das equipes
interdisciplinares.
(C) A resolução dos conflitos pelo uso de técnicas psicológicas é
fundamental para a construção da cooperação nas equipes.
(D) A aplicação de testes projetivos e entrevistas clínicas é imprescindível
para o diagnóstico de disfunções cognitivas relacionadas à aprendizagem
social.
(E) O psicólogo deve aplicar técnicas de dinâmica de grupo para
intervenção nas situações de violência intragrupos.

QUESTÃO 38
Com relação às técnicas psicológicas aplicadas em instituições como escolas,
empresas e hospitais, assinale a alternativa correta.
(A) A psicoterapia breve pode ser aplicada aos casos de histeria social.
(B) A psicanálise é uma técnica apropriada para tratar os transtornos do
pânico.

www psicologianova com br 144


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(C) A psicoterapia cognitivo-comportamental tem efeitos positivos na
prevenção do estresse pós-traumático.
(D) As abordagens sistêmicas são mais apropriadas no tratamento da
hiperaceleração.
(E) Os transtornos psicossomáticos, quando tratados em equipes
multiprofissionais, apresentam resultados mais bem sucedidos.

QUESTÃO 39
Assinale a alternativa correta acerca das relações interpessoais no contexto
dos processos de aprendizagem.
(A) Na sala de aula, devem ser estimulados a afetividade,
o respeito pelo outro e o reconhecimento das diferenças individuais
como estratégias cognitivas para a construção do conhecimento.
(B) A motivação é uma condição interna do indivíduo e ocorre de forma
independente das relações interpessoais.
(C) O inconsciente afeta negativamente as relações interpessoais em que
impera o preconceito moral.
(D) Carl Rogers é o único defensor da relação interpessoal
na aprendizagem social.
(E) Os significados atribuídos à comunicação docente-discente no ensino
são influenciados diretamente pela empatia.

QUESTÃO 40
Assinale a alternativa correta quanto ao uso da entrevista nas instituições.
(A) A entrevista diagnóstica visa apreender e compreender
o funcionamento psicológico de um grupo, centrando-se nas
experiências vividas.
(B) A entrevista cognitivo-comportamental constitui um dos melhores
meios de coleta de informações a respeito do sofrimento do sujeito, das suas
dificuldades de vida, dos acontecimentos vividos, da sua história, da maneira
como ele vivencia as suas relações com os outros, da sua vida íntima, dos
seus sonhos e dos seus fantasmas.
(C) A entrevista clínica terá sempre um efeito terapêutico.
(D) A empatia é dispensável para o sucesso de uma entrevista de pesquisa.
(E) O acesso ao sofrimento coletivo será possível por meio da escuta e
análise da história pessoal do sujeito, da sua história familiar e da sua
personalidade.

QUESTÃO 41

www psicologianova com br 145


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Assinale a alternativa correta a respeito da elaboração de um laudo
psicológico.
(A) O chefe deve ter acesso ao laudo quanto se trata de um processo de
avaliação de perfil psicológico do candidato a determinado cargo.
(B) Um laudo com o diagnóstico final de um caso clínico deve se basear
em testes de personalidade.
(C) Para ser tratado do estresse pós-traumático, o paciente
precisa ser submetido a uma avaliação psicológica e ter um laudo
confirmando o seu diagnóstico.
(D) Um laudo psicológico pode contribuir para a indicação do melhor
tratamento e do prognóstico.
(E) Um laudo descreve em detalhes a história de vida do indivíduo e suas
relações com a queixa que originou a demanda do parecer psicológico.

QUESTÃO 42
Assinale a alternativa incorreta a respeito da violência urbana e da degradação
de valores de vida.
(A) Em muitos casos, a prática de violência é um meio pelo
qual os indivíduos instauram o direito, a lei e a justiça.
(B) A degradação dos valores de vida é um reprodutor de relações de força
de uma cultura que impõe, de forma violenta, os modos de conduta.
(C) Nas escolas, apesar do impacto que tem, o bullying é um mero ato de
indisciplina e deve ser punido como tal.
(D) Os valores morais devem ser transmitidos pelos exemplos e pela
persuasão e não impostos, colaborando assim para evitar a prática do
bullying.
(E) Os preconceitos são responsáveis pela maioria dos juízos cotidianos e
podem ser uma das causas da violência nas instituições.

QUESTÃO 43
Em conformidade com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei
n.º 9.394/1996) e com o Plano Nacional de Educação (Lei n.º 10.172/2001),
regidos pela Constituição da República Federativa do Brasil, o Ministério da
Educação, especialmente a partir dos anos 90 do século XX, elaborou e
distribuiu Referenciais Curriculares Nacionais para a Educação Infantil
(RCNEI), Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN) para o Ensino
Fundamental e Referenciais Curriculares para o Ensino Médio.
Posteriormente, o Conselho Nacional de Educação definiu as Diretrizes
Curriculares para a Educação Básica. Estudos contemporâneos no campo da

www psicologianova com br 146


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
psicologia escolar vêm influenciando tais documentos. Assinale a alternativa
que apresenta apenas contribuições atuais da psicologia para a educação.
(A) Diagnóstico clínico diferencial, testes de inteligência e grupos focais.
(B) Processos de desenvolvimento no curso de vida e processos de
aprendizagem.
(C) Desenvolvimento infantil, didáticas da aprendizagem, construção de
currículo e grupos focais.
(D) Desenvolvimento anormal, teorias de resposta ao item e dinâmicas de
grupo.
(E) Desenvolvimento infantil, testes psicomotores, grupos operativos e
psicoterapia breve e analítica.

QUESTÃO 44
Entre as formas de atuação em psicologia escolar, as estratégias de
intervenção institucional vêm se apresentando como prática emergente no
cenário nacional. Mapear, analisar e refletir sobre os aspectos coletivos,
relacionais e institucionais, de forma ampla, sistemática e contínua ao longo
de todo o trabalho, constitui-se em etapa básica do processo de intervenção
institucional. Participação na formação continuada de professores e demais
atores educativos; assessoria ao trabalho coletivo docente e às relações
interpessoais; acompanhamento ao processo de ensino e de aprendizagem;
observação sistemática da dinâmica de sala de aula e de outros contextos
educativos; análise coparticipativa do professor sobre a produção escolar são
algumas das dimensões da intervenção institucional. Com relação a esse
assunto, assinale a alternativa que apresenta ações adequadas do psicólogo
escolar junto aos professores.
(A) Parceria na investigação do fracasso escolar com o foco da atribuição
de causalidade nas condições e relações econômicas e sociais das famílias dos
estudantes com dificuldades.
(B) Assessoria aos mapeamentos das salas de aula para separação
adequada de alunos a partir de seu amadurecimento biológico e psicológico.
(C) Promoção da conscientização de concepções de
escola,educação, ensino, desenvolvimento,
aprendizagem, avaliação e das mediações intersubjetivas presentes nas
práticas educacionais.
(D) Validação dos diagnósticos das queixas escolares realizadas pelos
professores na sua prática cotidiana.

www psicologianova com br 147


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) Acompanhamento do atendimento educacional especializado com
vistas à educação inclusiva, orientando os professores para a valorização da
dependência do aluno e da utilização de medidas socioeducativas.

QUESTÃO 45
Assinale a alternativa que apresenta ações da psicologia escolar que
contribuem na formação continuada de professores.
(A) Desenvolvimento de competências do professor visando à elaboração
de estratégias para o trabalho pedagógico na direção do sucesso escolar.
(B) Entrega, para o professor, de provas e avaliações com vistas à inserção
adequada dos estudantes na sociedade competitiva.
(C) Utilização de dinâmicas de grupo para o professor usar
com alunos para punição de conflitos e preconceitos.
(D) Aplicação de exercícios psicológicos coletivos entre professores para
relaxamento e socialização de queixas comuns.
(E) Ensino de técnicas psicológicas para que o professor realize o
diagnóstico seguro das dificuldades de aprendizagem.

QUESTÃO 46
A participação das famílias na vida escolar dos filhos é evidenciada, em
publicações técnicas, cartas e declarações internacionais, resultados de
pesquisas, reuniões e conferências, especialmente a partir dos anos 80 do
século passado, como importante apoio aos processos de aprendizagem.
Com base nesse pressuposto, assinale a alternativa correta.
(A) O acompanhamento familiar só é importante nos primeiros anos de
escolaridade, especificamente na educação infantil, sendo dispensável em
anos posteriores.
(B) A relação entre a família e a escola é muito complexa e, por isso, não
deve ser prioritária no trabalho do psicólogo escolar.
(C) A família deve ser chamada à escola sempre que acontecer um
problema na aprendizagem do aluno, para ser orientada a trabalhar com ele
as tarefas escolares, reforçando o ensino dos temas tratados em sala de aula.
(D) A interação família-escola deve ser trabalhada pela psicologia escolar
com base na ideia de reciprocidade e de influência mútua, considerando as
especificidades e as assimetrias existentes nessa relação.
(E) É da competência do psicólogo escolar criar e aprovar políticas nas
escolas tornando obrigatória a interação com as famílias e apoiando o
processo de ensino desenvolvido pelos professores.

www psicologianova com br 148


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
QUESTÃO 47
O professor de uma escola do ensino fundamental, ao receber em sua turma
de 2.º ano um aluno de 10 anos de idade com deficiência mental, pede ao
psicólogo orientações para a implementação de práticas docentes que
favoreçam a inclusão do aluno em sala de aula. Assinale a alternativa que
apresenta, nesse caso, ação(ões) adequada(s) do psicólogo escolar.
(A) Avisar o professor da existência do documento do MEC intitulado
Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva,
deixando-o realizar as demais ações, todas de responsabilidade dele.
(B) Auxiliar o professor na identificação, elaboração e organização de
recursos pedagógicos e de acessibilidade que eliminem as barreiras para a
plena participação do aluno, considerando suas necessidades específicas.
(C) Esclarecer que o objetivo da Política Nacional de Educação Especial na
Perspectiva da Educação Inclusiva prevê a inclusão, nas escolas regulares,
apenas de alunos com transtornos globais do desenvolvimento.
(D) Informar ao professor que a educação especial é uma modalidade de
ensino que se constitui como oferta voluntária aos sistemas e modalidades de
ensino.
(E) Sugerir o encaminhamento do aluno para avaliação psicológica e
posterior atendimento educacional especializado em sala de aula diferenciada,
substituindo a escolarização regular.

QUESTÃO 48
Assinale a alternativa que apresenta as áreas da psicologia de maior impacto
na formação de professores.
(A) Psicometria, psicologia clínica e psicologia da personalidade.
(B) Psicologia clínica, psicologia do esporte e psicologia da
aprendizagem.
(C) Psicologia comunitária e psicologia do trabalho e das organizações.
(D) Psicologia social, psicologia do desenvolvimento e psicologia
ambiental.
(E) Psicologia do desenvolvimento e psicologia da aprendizagem.

QUESTÃO 49
O psicólogo escolar de uma instituição pública de ensino superior tem
observado práticas de preconceito por parte de alguns estudantes
universitários contra aqueles que entraram na instituição via sistema de cotas
de vagas, em decorrência de ações afirmativas. Preocupado com a ampliação
desse quadro de exclusão social dentro da universidade, o psicólogo buscou

www psicologianova com br 149


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
formação continuada e passou a pesquisar a respeito do tema da educação
inclusiva. Nessa pesquisa, ele pode ter aprendido corretamente que
(A) o desenvolvimento de estudos no campo da educação e dos direitos
humanos vem modificando os conceitos, as legislações, as práticas
educacionais e de gestão visando à obrigatoriedade da inclusão unicamente
dos alunos portadores de necessidade especiais.
(B) a inclusão escolar, apesar de constituir-se em grande preocupação de
governantes com um grupo de cidadãos com alguma diferença, ainda não se
tornou uma política educacional.
(C) a inclusão social e escolar é um paradigma contemporâneo que garante
práticas igualitárias exclusivamente à educação básica, sem atingir o ensino
superior.
(D) a política de educação inclusiva prevê a educação especial dirigida
unicamente aos estudantes universitários participantes de ações afirmativas e
selecionados pelo sistema de cotas.
(E) a educação inclusiva expressa um paradigma educacional
fundamentado na concepção de direitos humanos que conjuga igualdade e
diferença como valores indissociáveis.

QUESTÃO 50
Uma psicóloga clínica infantil recebeu, em seu consultório, uma criança de
sete anos de idade, encaminhada por apresentar um quadro de dificuldades
escolares. A criança morava em um abrigo público e foi adotada por seus pais
com dois anos de idade. Ela frequenta uma escola particular bilíngue, desde
os quatro anos, e está socialmente bem adaptada, demonstrando gostar
muito da escola. No entanto, ao final do ano escolar, não conseguiu
alfabetizar-se em português nem na língua estrangeira.
Considerando os estudos contemporâneos da Psicologia Escolar, assinale a
alternativa que apresenta o(s) procedimento(s) que a psicóloga deveria
realizar no caso.
(A) Não atender a criança e encaminhá-la para uma avaliação médica para
identificar disfunções, pois a adoção apenas aos dois anos de idade indica
privações anteriores que afetaram seu
desenvolvimento orgânico e psíquico, repercutindo em suas habilidades
escolares atuais.
(B) Iniciar uma psicoterapia de base analítica com a criança, pois o fato de
ela ter morado em um abrigo público representou uma ruptura das funções
parentais arcaicas, desencadeando um processo de negação às ações formais,
entre elas, a alfabetização.

www psicologianova com br 150


A D D A C A E C B B E B E C B C D B D E

45 46 47 48 49 50
A E A C A D

CADERNO DE PSICOLOGIA
PRODUÇÃO DE VESTUÁRIO (CÓDIGO 130)

FUNIVERSA – 2015
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
25 26 27 28 29 30 31 32
Professor
33 34 35 36
Alyson
37 38
Barros
39 40 41 42 43 44

!
D D E B A E C B E A E A D A C D E B A C

! 45B 46D 47A 48B 49C 50C


(C) Não atender a criança e orientar os pais a: tirá-la da escola bilíngue,
que representa um contexto adverso diante de suas vivências precoces;
PRODUÇÃO EM GASTRONOMIA (CÓDIGO 131)

buscar
25 26 27
um28 29professor
30 31 32
particular
33 34 35 36
especialista
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
37 38 39 40
em41 42disfunções
43 44

biopsicolinguísticas; e deixar a criança repetir o ano escolar para


A A D C D A B E E C D B B D B A C
favorecer
E A C
o
amadurecimento
45
D
46
E
47
E
48
B
psíquico.
49
C
50
A

(D) Realizar uma avaliação psicológica com a criança por meio de


atividades lúdicas e de aplicação de instrumentos psicológicos específicos nas
PRODUÇÃO MOVELEIRA (CÓDIGO 132)

áreas
25
cognitiva,
26 27 28
psicomotora,
29 30 31 32
perceptiva
33 34
e afetiva,
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
35 36 37
com
38
o39 objetivo
40 41
de42
conhecê-
43 44

la melhor e às suas potencialidades escolares.


D B C A B C B E A C A B A E C C D D D E

(E)
45
E
46
E
Aplicar
47
A
48
D
treinamento
49
B
50
A
para aquisição da leitura e da escrita com base na
psicogenética e na teoria psicodinâmica.
PSICOLOGIA (CÓDIGO 133)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44
C B D C A E B A D A A B A E E C D C B C

45 46 47 48 49 50
A D B E E D

QUÍMICA (CÓDIGO 134)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44
A D B B D C A C C E D A B E A E C E B D

45 46 47 48 49 50
A C D E A B

Página 6 de 7

www.pciconcursos.com.br

www psicologianova com br 151


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

FUNIVERSA – SESA/AP – Psicólogo Clínico –


2012

QUESTÃO 21
Wundt é considerado, juntamente com James, o pai da psicologia moderna.
Para Wundt, a psicologia, entendida como ciência, é
(A) psicologia metafísica.
(B) psicologia teórica.
(C) psicofisiologia clínica.
(D) psicofísica abstrata.
(E) psicologia empírica.

QUESTÃO 22
A psicologia clínica, além de ser considerada campo de intervenção, também
se configura como campo de pesquisa. Seu objeto de estudo, advindo de toda
intervenção, será(ão)
(A) a própria intervenção e sua episteme.
(B) a abordagem teórica do pesquisador.
(C) o conteúdo epistêmico da prática.
(D) o discurso e a sua análise.
(E) o campo de aplicação da prática.

QUESTÃO 23
Uma maneira eficaz de intervenção no contexto hospitalar diz respeito ao uso
de informações psicoeducativas para o paciente. Essa técnica busca esclarecer
ao paciente assuntos referentes a seu tratamento. Com isso, tem-se como
resultado positivo, entre outros, o(a)
(A) fortalecimento do vínculo com a equipe médica.
(B) manutenção do lugar do saber da equipe médica.
(C) aumento da ansiedade do cuidador.
(D) uso de termos médicos pelo paciente.
(E) aplicação de exercícios de relaxamento.

QUESTÃO 24

www psicologianova com br 152


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
A terapia breve tem sido amplamente utilizada no contexto hospitalar e
ambulatorial. Independentemente da abordagem teórica que as orienta, as
terapias breves têm como princípios orientadores gerais o(a)
(A) técnica e a entrevista.
(B) teoria e a episteme.
(C) longa duração e o foco.
(D) foco e a temporalidade.
(E) temporalidade e a técnica.

QUESTÃO 25
Em contextos de saúde, o trabalho do psicólogo é permeado pelas mais
diferentes queixas. Um instrumento orientador para lidar com tal variedade
de queixas é a entrevista, porém o entrevistador deve apresentar algumas
características, entre as quais,
(A) ser diretivo e ter dúvida sobre as informações.
(B) ser provocador da fala do paciente e ser empático.
(C) ter autoconhecimento e ser empático.
(D) ter acesso ao paciente e ser diretivo.
(E) ser empático e inquirir o paciente.

QUESTÃO 26
O psicodiagnóstico é uma ferramenta útil, pois permite direcionar o trabalho
do psicólogo em diferentes contextos. O psicodiagnóstico colaborativo é uma
modalidade utilizada, por exemplo, no psicodiagnóstico infantil. Uma
característica básica dessa modalidade de psicodiagnóstico compreende
(A) a intervenção solitária do psicólogo, que deve voltar-se apenas para a
criança.
(B) o uso de técnicas que busquem isolar a criança de sua família.
(C) a escuta da criança, visando rever a informação dada pelos pais.
(D) o prognóstico médico, visando orientar o trabalho do psicólogo.
(E) o trabalho, que deve ser realizado com os pais da criança.

QUESTÃO 27
O grupo de qualidade de vida da Organização Mundial de Saúde (grupo
WHOQOL) define qualidade de vida como a percepção que um sujeito tem
de sua posição na vida, considerando-se a cultura e o contexto nos quais esse
sujeito está inserido. Vários estudos apontam que essa percepção muda nas
diferentes faixas etárias. Estudos recentes em psicologia demonstram que, na
terceira idade, a qualidade de vida relaciona-se, principalmente, com

www psicologianova com br 153


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(A) as questões relacionadas à saúde e à mobilidade.
(B) o mundo do trabalho e finanças.
(C) a educação dos filhos e saúde.
(D) a mobilidade e o sucesso profissional.
(E) a ascensão profissional e a saúde.

QUESTÃO 28
A velhice é habitada por transtornos mentais como qualquer outra faixa
etária. Um dos transtornos mentais mais comuns na velhice é a depressão,
que tem causas sociais, cognitivas e neurobiológicas. Do ponto de vista
neurobiológico, ao envelhecer, tem-se, por exemplo,
(A) aumento de transmissão sináptica.
(B) diminuição da plasticidade e de sinapses.
(C) perda de peso e tamanho cerebral.
(D) aumento de neurotransmissores colinérgicos.
(E) queda de monoaminas e catecolaminas.

QUESTÃO 29
A demência em idosos pode ser avaliada com vários instrumentos, entre eles
o miniexame de estado mental (MEEM), que verifica as funções cognitivas do
sujeito em onze tarefas diferentes. Cada tarefa avalia distintas funções
cognitivas, entre as quais,
(A) orientação temporoespacial e cálculo.
(B) relações afetivas e linguagem.
(C) memória e relações de trabalho.
(D) objetivos de vida e atenção.
(E) fobias e práxia construtiva.

Texto para responder às questões 30 e 31.


Maria era uma senhora de 42 anos, migrante do Ceará, residente em
Campinas há 5 anos. Foi indicada para o centro de atendimento psicológico
pelo Núcleo de Práticas Jurídicas. A paciente apresentou-se com queixas de
que estava sendo perseguida por um psicopata. Segundo ela, a razão para tal
perseguição era sua intenção de fazer sexo com ela, pois ele estava
perdidamente apaixonado. Narrou que ele havia “comprado” todos os órgãos
públicos federais, com propina, para que lhe fosse impossível fugir da sua
pressão. Exemplos foram fornecidos pela própria paciente: ao tentar dar
queixa em uma delegacia, um policial olhou para o outro e piscou o olho,
levando a paciente a acreditar que este era um sinal do complô com o

www psicologianova com br 154


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
psicopata. “É uma máfia!”, afirmou. Outra vez, foi acampar em frente ao STF,
pois já havia começado sete processos contra o psicopata, os quais “não
tiveram fim e foram arquivados”. Ao ser “encaminhada” por um policial para
que saísse dali, teve certeza de que o psicopata havia-lhe ofertado dinheiro.
“Vou escrever para a Anistia Internacional”, afirmou. Em uma das sessões,
aproximou-se da janela do consultório, e mostrou um carro “espião”, que
pertencia ao psicopata. Mas o estacionamento estava vazio. Em outra sessão,
queixou-se do caminhão com abacaxis que parou em frente a sua casa
“somente para colocar uma música, enviada pelo psicopata”. Começou então
a cantar a música, do compositor Seu Jorge: “Neguinha, faço tudo pelo seu
amor,...” Sua irmã relatou que a paciente nesse dia (do caminhão) quebrou
vários objetos de seu quarto.

QUESTÃO 30
Com base no caso clínico, assinale a alternativa que apresenta o sintoma que
não é encontrado na descrição.
(A) delírio de autorreferência
(B) anedonia
(C) alucinação visual
(D) erotomania
(E) frangofilia

QUESTÃO 31
Em relação ao caso a que o texto se refere e em acordo com uma abordagem
psicanalítica, assinale a alternativa correta.
(A) No delírio, há um esvaziamento do Eu. Nesse caso, grande parte da
libido é investida nos objetos.
(B) É possível, nesse caso, considerar a esquizofrenia, pois o Eu da
paciente está cindido.
(C) O recalque é um mecanismo de defesa fundamental nas psicoses.
(D) Na psicose, o fantasma originário é a sedução.
(E) O delírio, para a psicanálise, é uma tentativa de cura.

QUESTÃO 32
A tanatologia é uma área de conhecimento e de aplicação que envolve
(A) a delimitação de processos de adoecimento de equipes
médicas.
(B) a articulação entre o saber médico e o psicológico no âmbito das
instituições.

www psicologianova com br 155


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(C) o uso de instrumentos de avaliação psicológica no caso de perdas.
(D) o cuidado a pessoas que vivenciam o processo de morte por meio da
perda de pessoas significativas.
(E) o estudo da morte nas diferentes sociedades medievais e clássicas.

QUESTÃO 33
O luto é um processo doloroso e permeado por tristeza. Bolwby afirma que
podemos dividir o processo de luto em fases distintas, de acordo com o
momento psíquico do enlutado (pessoa que está vivenciando o processo do
luto). Assim, para esse autor, o luto apresenta as seguintes fases:
(A) aceitação, rememoração da pessoa perdida, depressão e consolação.
(B) desespero, resgate da pessoa perdida, raiva e reorganização.
(C) entorpecimento, anseio e busca pela pessoa perdida, desorganização,
desespero e reorganização.
(D) depressão, nostalgia, aceitação e consolação.
(E) desorganização, lembrança da pessoa perdida, raiva e reorganização.

QUESTÃO 34
Frederick Perls é considerado o precursor da gestalt-terapia. Essa corrente da
psicologia sofreu diversas influências teóricas, tais como as da psicanálise, da
psicologia da gestalt, do existencialismo e da fenomenologia. Acerca dos
pressupostos fundamentais dessa abordagem, assinale a alternativa correta.
(A) Há uma visão fragmentada do organismo, tanto no sentido
intraorgânico, quanto no que se refere à sua participação no meio.
(B) Há uma ênfase no aqui e no agora, isto é, valoriza-se a autopercepção
presente e imediata do sujeito em relação a seu meio.
(C) Enfatiza-se o passado do sujeito, ou seja, o “porquê” ganha mais
importância que o “como”, pois os neuróticos são justamente aqueles
sujeitos que carregam cronicamente consigo situações inacabadas (gestalten
incompletas).
(D) Um dos fatores que inibe o crescimento psicológico é a
conscientização.
(E) Introjeção, projeção e idealização reativa fazem parte dos mecanismos
neuróticos básicos que impedem o crescimento psicológico.

QUESTÃO 35
A respeito da abordagem comportamental, assinale a alternativa correta.

www psicologianova com br 156


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(A) O reforço positivo é um condicionamento operante. Nele, a
apresentação de um estímulo aversivo após a emissão de um comportamento
diminui a probabilidade de esse comportamento ocorrer novamente.
(B) A punição é mais eficaz para a mudança comportamental que o
reforço.
(C) Essa abordagem apresenta uma concepção humanista e subjetiva do
comportamento humano.
(D) No condicionamento respondente, busca-se emparelhar um estímulo
neutro a um estímulo incondicionado repetidamente, até que o estímulo
neutro torne-se um estímulo condicionado.
(E) A dessensibilização sistemática é um método pouco eficaz no
tratamento de fobias.

QUESTÃO 36
Ana, uma mulher de 62 anos, procura o ambulatório psiquiátrico, queixando-
se de vários sintomas, tais como tristeza, choro incontido, perda de prazer na
vida, insônia, irritabilidade e solidão. Relata que sua vida tornou-se “pobre” e
“sem cor” depois da perda do marido, há 3 meses. A paciente não tem filhos,
nem família por perto. O psiquiatra dá o diagnóstico de depressão, prescreve-
lhe um antidepressivo e um ansiolítico e encaminha-a ao serviço de
acompanhamento psicológico. Com base nessa situação, assinale a alternativa
correta.
(A) Os sintomas de um transtorno não variam com a idade.
(B) Não há a necessidade de desenvolver critérios diagnósticos
apropriados para o envelhecimento em caso de transtornos psiquiátricos
maiores.
(C) Numa perspectiva psicanalítica, a paciente estaria realizando um
trabalho de luto.
(D) A falta de suporte emocional não é um fator de risco para a depressão.
(E) A relação médico-paciente deve ser uma relação apenas técnica, pouco
importando os aspectos subjetivos e o sofrimento afetivo do paciente.

QUESTÃO 37
Acerca da abordagem analítica, assinale a alternativa correta.
(A) A libido é compreendida como uma energia sexual.
(B) O inconsciente pessoal é semelhante ao inconsciente da teoria
psicanalítica.
(C) O inconsciente coletivo só contém materiais que provêm da
experiência pessoal.

www psicologianova com br 157


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(D) Os arquétipos encontram-se no nível do inconsciente pessoal.
(E) A persona possui apenas aspectos positivos.

QUESTÃO 38
No que se refere à terapia centrada no cliente, de Carl Rogers, assinale a
alternativa correta.
(A) O self é uma entidade fixa, ou seja, não se modifica no sujeito.
(B) Quanto maior a distância entre o self e o self ideal do sujeito, menor a
insatisfação e o desconforto do sujeito consigo mesmo.
(C) Incongruência é o grau de exatidão entre a experiência, a comunicação
e a tomada de consciência.
(D) Há uma tendência no ser humano à rigidez e à não mudança.
(E) As condições de valor, em geral, são atitudes que negam partes do self
do sujeito, levando-o a evitá-las, pois as percebe como indignas.

QUESTÃO 39
A abordagem cognitivo-comportamental é uma abordagem ativa, diretiva,
psicoeducativa e breve que oferece várias técnicas de intervenção. Assinale a
alternativa que apresenta uma das técnicas fundamentais por ela utilizada.
(A) rolfing
(B) questionamento socrático
(C) associação livre
(D) atenção flutuante
(E) transferência

QUESTÃO 40
Um dos aspectos fundamentais para a psicanálise em qualquer tratamento é o
estabelecimento da transferência. No que diz respeito a esse fenômeno,
assinale a alternativa correta.
(A) Trata-se de uma repetição de modelos infantis com a figura do
terapeuta.
(B) O requisito técnico por parte do analista para lidar com a transferência
deve ser a atuação.
(C) O analista deve responder à inatualidade da transferência do paciente,
com a atualidade de sua pessoa. Trata-se de uma exigência técnica.
(D) A transferência coloca o terapeuta em lugares que não são fornecidos
pelo inconsciente do paciente e, sim, apenas, pelas características reais do
terapeuta.

www psicologianova com br 158


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) A transferência é um fenômeno que deve ser conhecido e evitado em
um tratamento analítico.

QUESTÃO 41
Assinale a alternativa que apresenta o delírio que não será encontrado em um
caso de transtorno delirante.
(A) delírio de culpa
(B) delírio erotomaníaco
(C) delírio persecutório
(D) delírio megalomaníaco
(E) delírio de reivindicação

QUESTÃO 42
Wilhelm Wundt (1832-1920) foi o psicólogo alemão a quem se creditou a
fundação da psicologia experimental. É correto afirmar que
(A) desenvolveu uma teoria intrigante da personalidade, que se baseava na
descoberta das causas do comportamento que eram inconscientes ou que
estavam escondidas do consciente do indivíduo.
(B) sua teoria enfatiza a importância da autodeterminação, do livre-
arbítrio e do potencial humano.
(C) definiu a psicologia como o estudo do consciente, enfatizando o uso
dos métodos experimentais.
(D) desenvolveu uma abordagem teórica que enfatiza o
estudode comportamentos observáveis,
especialmente ao se referirem ao processo de aprendizagem.
(E) fundou uma das principais escolas de psicologia, que enfatizava a
importância de o comportamento funcionar de modo a permitir que pessoas e
animais se adaptem aos seus meios.

QUESTÃO 43
O fator que é deliberadamente manipulado e que pode produzir mudanças
em um experimento é chamado de
(A) variável dependente.
(B) meta-análise.
(C) variável independente.
(D) hipótese.
(E) evidência empírica.

QUESTÃO 44

www psicologianova com br 159


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Nossos olhos e outros sistemas sensoriais processam informações
provenientes de todos os campos sensoriais simultaneamente. Entretanto,
um dos fatos fundamentais da cognição humana é que esse paralelismo não
se estende por todo o sistema, havendo evidências de um gargalo nos
sistemas auditivo e visual. De acordo com essa afirmação, assinale a
alternativa incorreta.
(A) Os psicólogos propuseram a existência de um gargalo serial no
processamento humano da informação, isto é, ponto em que não é mais
possível continuar processando tudo em paralelo.
(B) As teorias a respeito de quando ocorre a seleção são chamadas de
seleção precoce ou seleção tardia, dependendo de quão precoce ou tardio elas
consideram ser o gargalo; essa é uma das questões estudadas pelos
psicólogos interessados na atenção.
(C) Muitas das pesquisas a respeito da atenção auditiva são centralizadas
na tarefa de escuta dicótica.
(D) No processamento da informação existem gargalos. Nossos processos
cognitivos precisam selecionar quais fragmentos de informação devem ser
atendidos e quais devem ser ignorados.
(E) Broadbent (1958) propôs uma teoria de seleção precoce conhecida
como teoria da atenuação.

QUESTÃO 45
De acordo com a literatura especializada, a capacidade de fazer uso da
linguagem é certamente uma das mais incríveis de todas as nossas
habilidades cognitivas. Com pouco esforço, podemos produzir centenas de
sentenças todos os dias e somos capazes de entender milhares de palavras
sem consultar um dicionário. Com relação a essa informação, assinale a
alternativa incorreta.
(A) A linguagem humana é um sistema de combinação de símbolos
arbitrários para produzir um número infinito de enunciados com significados.
(B) O objetivo da linguagem é a comunicação, ou seja, expressar
informações significativas de forma a serem entendidas por outros.
(C) O pensamento é a manipulação de representações mentais de
informações para chegar a inferências e conclusões.
(D) Todas as habilidades cognitivas estão relacionadas com a compreensão
e a produção da linguagem. Ao utilizar aprendizagem e memória, adquire-se
o significado das palavras; sendo assim, a linguagem não pode influenciar o
pensamento.

www psicologianova com br 160


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) A imagem mental é uma representação de objetos ou eventos
fisicamente ausentes e está diretamente ligada ao pensamento.

QUESTÃO 46
O processo básico de aprendizagem que envolve o pareamento de um
estímulo neutro com um estímulo que produz uma resposta, até o estímulo
neutro desencadear a mesma resposta, e que foi muito estudado por Ivan
Pavlov (1904) é chamado de
(A) recuperação espontânea.
(B) condicionamento clássico.
(C) reforço intermitente.
(D) punição.
(E) condicionamento operante.

QUESTÃO 47
A informação, ou conhecimento, que afeta o comportamento ou o
desempenho de tarefas, mas não pode ser conscientemente lembrada,
também chamada de memória não declarativa, é conhecida como
(A) memória implícita.
(B) memória explícita.
(C) informação semântica.
(D) dica de recuperação.
(E) efeito da posição sequencial.

QUESTÃO 48
A área da psicologia que reúne os conhecimentos educacionais, científicos e
profissionais para utilizá-los na promoção e na manutenção da saúde; na
prevenção e no tratamento da doença; na identificação da etiologia e no
diagnóstico relacionado à saúde, à doença e às disfunções, bem como no
aperfeiçoamento do sistema de políticas da saúde (Matarazzo, 1980) é a
(A) behaviorista.
(B) psicologia social.
(C) psicobiologia humanista.
(D) psicologia da saúde.
(E) psicanálise.

QUESTÃO 49

www psicologianova com br 161


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
! CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS E FORMAÇÃO DE
CADASTRO-RESERVA PARA OS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO

De acordo com a literatura, DA a SECRETARIA


NÍVELpsicologia
SUPERIOR hospitalar tem como objetivo
DE ESTADO DA SAÚDE DO ESTADO DO AMAPÁ - CARGOS DE

principal
PROVA OBJETIVA REALIZADA EM 23/6/2012.
GABARITO OFICIAL PRELIMINAR EM 26/6/2012.

(A) a gestão do hospital. FISIOTERAPEUTA (CÓDIGO 152)

(B) a seleção de pessoal para CONHECIMENTOS


trabalharESPECÍFICOS
no hospital.
(C)
21
B
22
A
a minimização
23
D
24
C
25
A D
do sofrimento
26 27
B
28
C
29
E
provocado
30
C
31
D
32
E
pela
33
A
hospitalização.
34
A
35
E
36
C
37
E
38
B
39
C
40
A

(D)
41 42
o diagnóstico
43 44 45
da
46
doença.
47 48 49 50

(E)D B
estudar como as pessoas pensam,
D E B D A C B D
sentem-se e comportam-se em
situações sociais. FONOAUDIÓLOGO (CÓDIGO 153)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

QUESTÃO D 50D
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
B C C A E C D B E E A D A C E B A D

O 41estado
42 psicológico
43 44 45 único
46 47 que
48 envolve
49 50 experiência subjetiva, excitação física
e resposta comportamental ou expressiva é chamado de
C B E C A E B D B A

(A) motivação de competência. NUTRICIONISTA (CÓDIGO 154)

(B) excitação sensorial. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

(C) Cdistúrbio sexual.


21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
B D E D A A B D C C D E B D E A C C A

(D)
41 42motivação.
43 44 45 46 47 48 49 50

(E) emoção.
D E B C A A E E B B

PSICÓLOGO CLÍNICO (CÓDIGO 155)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
E D A D C E A B A B E D C B D C B E B A

41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
A C C E D B A D C E

FARMACÊUTICO-BIOQUÍMICO (CÓDIGO 156)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
A B C A E D C C E E B C D B E A D A D A

41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
B E E C D A B D B C

BIÓLOGO (CÓDIGO 157)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
E A B D B C D B D C C D A A B C C A D E

41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
B A D C E A E E B E

BIOMÉDICO (CÓDIGO 158)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
E A A E C D B C A E B B D A C A E D B B

41 42 43 44 45 46 47 48 49 50
E C C B D A D C D E

Página 3 de 4

www.pciconcursos.com.br

www psicologianova com br 162


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

FUNIVERSA – IFB – Técnico Administrativo –


Psicólogo – 2012

QUESTÃO 25
As teorias contemporâneas sobre a aprendizagem humana apontam a
preponderância do papel do sujeito nos processos de desenvolvimento
psicológico, de ensino e de aprendizagem escolar. Entre as inúmeras
contribuições da psicologia escolar aos contextos educacionais, está a
promoção da reflexão crítica acerca das concepções teóricas de aprendizagem
e desenvolvimento que fundamentam as práticas pedagógicas. Assinale a
alternativa que exemplifica adequada atuação do psicólogo escolar com base
nas teorias contemporâneas relacionadas a aprendizagem e desenvolvimento.
(A) Orientação ao professor para separar os estudantes por turmas
considerando, apenas, seu amadurecimento biológico, pois eles só devem ser
promovidos para uma série posterior quando apresentarem amadurecimento
mental e neurológico comprovado por testes psicológicos.
(B) Aplicação de tratamento psicoterápico ao estudante com dificuldade de
aprendizagem, pois as teorias modernas apontam que a aprendizagem é
localizada nele e, se existe algum problema nessa aprendizagem, o estudante
é o responsável e tem de ser tratado.
(C) Apresentação de palestras aos professores e especialistas educacionais
evidenciando, principalmente à luz das teorias psicológicas de aprendizagem,
que não adianta pensar em novas formas de ensinar quando o problema é no
aprender.
(D) Criação de uma rotina cotidiana de entrevistas com as famílias dos
estudantes com dificuldade de aprendizagem, para ensiná-las a usar
metodologias e didáticas na ajuda ao estudante em todas as tarefas, fazendo a
parte delas, pois o professor já fez a parte dele ao ensinar.
(E) Mediação, junto aos profissionais no cotidiano da escola, de processos
que favoreçam a reflexão e a tomada de consciência acerca de papéis e
responsabilidades, especialmente quanto às concepções de ensino,
aprendizagem, desenvolvimento e avaliação expressas na dinâmica do
trabalho pedagógico e que podem evidenciar o sucesso escolar.

QUESTÃO 26

www psicologianova com br 163


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Em alguns sistemas de ensino do país, o processo de avaliação e de
diagnóstico de crianças e jovens que apresentam alguma dificuldade escolar é
uma das atribuições do psicólogo escolar. Nesses casos, o registro formal
dessa avaliação, em forma de relatório ou parecer, sintetiza informações e
indicações para que o estudante seja encaminhado e acompanhado em suas
dificuldades pelos diversos programas e serviços do sistema de ensino.
Considerando, com base na perspectiva crítica atual da atuação da psicologia
escolar, que o conteúdo informativo do relatório do psicodiagnóstico orienta
o atendimento educacional e pedagógico mais adequado para o estudante
avaliado, assinale a alternativa que apresenta corretamente os aspectos mais
importantes a serem relatados para que o psicodiagnóstico seja bem
compreendido.
(A) Detalhamento da anamnese com foco em doenças pregressas, perdas,
tombos, traumas e antecedentes familiares que irão comprovar a origem das
causas das dificuldades atualmente apresentadas.
(B) Caracterização dos avanços e dos sucessos nos processos de
desenvolvimento e de aprendizagem do estudante, indicando as
potencialidades a serem desenvolvidas na sua aprendizagem formal.
(C) Minuciosa descrição dos resultados nos testes de avaliação
psicomotora e psiquiátrica realizados, evidenciando as limitações do
estudante como causa principal das falhas na aprendizagem.
(D) Histórico das disfunções e dos distúrbios psicológicos ocorridos
durante a vida escolar pregressa do estudante para orientar a aplicação de
programas compensatórios de habilidades disfuncionais e psicoterapia escolar
mais adequada.
(E) Evidência da deficiência neurológica comprovada nos testes
psicológicos e psiquiátricos aplicados para avaliar a etiologia do distúrbio e da
disfunção da aprendizagem do estudante.

QUESTÃO 27
Estudos contemporâneos vêm apontando a área da psicologia escolar como
campo de produção de conhecimentos, de pesquisa e de intervenção, visando
à construção de uma cultura de sucesso escolar. As estratégias de atuação
institucional apresentam-se como prática emergente, e o psicólogo escolar,
frequentemente, agrega suas contribuições aos grupos de profissionais que
trabalham nos meios educacionais. Considerando esse contexto, a
especificidade do conhecimento psicológico e a literatura atual sobre a
atuação crítica da psicologia escolar, assinale a alternativa que apresenta

www psicologianova com br 164


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
ação(ões) do psicólogo escolar como membro de uma equipe
multiprofissional.
(A) Mapeamento e análise dos diversificados aspectos institucionais, de
forma ampla, sistemática e contínua ao longo de todo o trabalho, visando à
elaboração coletiva de estratégias e ações na direção do sucesso escolar.
(B) Planejamento e execução de didáticas de ensino adequadas aos
processos de alfabetização precoce.
(C) Aplicação de terapias psicológicas coletivas, visando capacitar a equipe
para o diagnóstico seguro das dificuldades de aprendizagem, para o adequado
mapeamento das salas de aula e para o desenvolvimento de posturas
imparciais nas entrevistas com as famílias dos estudantes.
(D) Elaboração e aplicação de avaliações e provas pautadas em temas
preparatórios à inserção progressiva dos estudantes na sociedade competitiva
e à elevação do desempenho nas provas governamentais.
(E) Ensino de técnicas terapêuticas aos membros da equipe, visando à
multiplicação de bem-estar e ao relaxamento coletivo.

QUESTÃO 28
Durante o processo de ensino e de aprendizagem, o lúdico contribui para a
construção de várias funções no desenvolvimento psicológico da criança. Em
relação ao papel do lúdico no desenvolvimento infantil, especialmente na
educação infantil e no ensino fundamental, assinale a alternativa correta.
(A) Atividades lúdicas são desaconselháveis dentro da sala de aula, pois
promovem a indisciplina e o descontrole da organização do trabalho
pedagógico.
(B) São prejudiciais ao desenvolvimento mental da criança atividades que
promovem fantasia e fuga da realidade durante as brincadeiras.
(C) Para estimular, condicionar e controlar processos psicológicos
complexos, as atividades lúdicas adequadas são exclusivamente as que usam
brinquedos pedagógicos.
(D) Atividades lúdicas devem fazer parte dos processos de ensino e de
aprendizagem para favorecerem a mediação simbólica entre a realidade e o
desenvolvimento da subjetividade da criança.
(E) As brincadeiras de imitação, por não interferirem nos
desenvolvimentos afetivo, cognitivo e psicanalítico, são as mais importantes
para a aprendizagem da criança, pois determinam como ela irá se adaptar aos
limites do mundo e dos papéis sociais das suas relações parentais.

QUESTÃO 29

www psicologianova com br 165


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Acerca de modalidades de intervenções grupais, assinale a alternativa correta.
(A) A estrutura de um campo grupal resulta da articulação entre
elementos intra e intersubjetivos de seus componentes.
(B) Todas as intervenções grupais são classificadas, dentro do critério de
finalidade, como grupos operativos.
(C) A atividade de um coordenador de grupo operativo é centralizada em
intervenções interpretativas.
(D) Os grupos operativos jamais propiciam benefícios psicoterápicos, visto
que este não é seu objetivo.
(E) Diferente da modalidade individual, o setting não é uma
preocupação nas terapias grupais.

QUESTÃO 30
Com relação às políticas públicas de saúde mental, assinale a alternativa
correta.
(A) As novas políticas públicas de saúde mental baseiam-se em um
modelo que isola o usuário do convívio com a família e a sociedade.
(B) Os centros de atenção psicossocial (CAPS) só estão presentes em
cidades com até cem mil habitantes.
(C) As políticas públicas de saúde mental interagem apenas com ações de
atenção a drogadictos e a pessoas com transtornos mentais que cometem
crime.
(D) O CAPS é um serviço de atendimento de saúde mental
criado para substituir as internações em hospitais psiquiátricos.
(E) Todas as ações dos CAPS são realizadas exclusivamente com os
pacientes.

QUESTÃO 31
Acerca de intervenções grupais e individuais, assinale a alternativa correta.
(A) É unanimidade entre os teóricos que a grupoterapia não pode ser
considerada como uma técnica verdadeiramente psicanalítica.
(B) As intervenções grupais são recomendadas somente quando há grupos
homogêneos.
(C) O psicólogo somente pode prestar serviços cujos procedimentos,
técnicas e meios estejam regulamentados ou reconhecidos pela profissão.
(D) A escolha entre intervenções grupais ou intervenções individuais
levará em consideração apenas a familiaridade do psicólogo com a técnica a
ser utilizada.

www psicologianova com br 166


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) O psicodrama é uma técnica aplicada essencialmente em intervenções
grupais.

QUESTÃO 32
A respeito dos métodos de pesquisa em psicologia, assinale a alternativa
correta.
(A) As técnicas (qualitativas e quantitativas) de coleta de dados são
excludentes, não podendo ser utilizadas em uma mesma pesquisa.
(B) A pesquisa realizada com métodos quantitativos traz resultados mais
fidedignos ao pesquisador.
(C) Os resultados obtidos na pesquisa quantitativa independem de
interpretação.
(D) A generalização dos resultados só ocorre em pesquisas de natureza
quantitativa.
(E) A escolha das técnicas de coleta e análise de dados deve ser realizada
levando-se em consideração o objetivo da pesquisa e os recursos — materiais,
temporais e pessoais — disponíveis para o pesquisador.

QUESTÃO 33
Com relação a delineamento de pesquisas qualitativas, assinale a alternativa
correta.
(A) O instrumento de pesquisa não está presente em investigações de
natureza qualitativa.
(B) Em situações em que a pesquisa aborda assuntos de sensibilidade
particular que podem provocar ansiedade, as entrevistas individuais são mais
indicadas que as grupais.
(C) A elaboração de um roteiro de entrevista deve levar em consideração
apenas o objetivo da pesquisa.
(D) Entende-se a entrevista de pesquisa, seja individual ou grupal, como
única técnica de coleta de dados na pesquisa de natureza qualitativa.
(E) Entende-se que, em todas as pesquisas de natureza qualitativa, o
pesquisador é uma figura neutra, que apenas recebe a informação do
entrevistado.

QUESTÃO 34
Acerca da avaliação psicológica, assinale a alternativa correta.
(A) A aplicação de testes psicológicos pode ser feita por profissionais de
outras áreas, desde que autorizada por um psicólogo responsável.

www psicologianova com br 167


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) O teste psicológico é uma técnica de intervenção importante para
alunos com dificuldade de aprendizagem.
(C) A avaliação psicológica vale-se exclusivamente dos testes psicológicos
para coleta de dados que visam descrever e classificar comportamentos dos
indivíduos.
(D) Por permitir uma atuação mais neutra do psicólogo, o teste psicológico
sempre resulta em dados mais fidedignos quando da avaliação psicológica.
(E) O processo de avaliação psicológica envolve, para além dos resultados,
a análise de seus objetivos, sua finalidade e as consequências para os
envolvidos na avaliação.

QUESTÃO 35
Considerando a pesquisa e a intervenção psicológicas em instituições,
assinale a alternativa incorreta.
(A) Quando contratado, o psicólogo deverá fornecer todos os dados
demandados pela instituição, independentemente da natureza do serviço
prestado.
(B) O atendimento não-eventual a crianças deverá ser realizado sob
autorização de, pelo menos, um de seus responsáveis.
(C) No caso de atendimento a adolescentes, somente deverá ser
comunicado aos responsáveis o essencial para garantir benefícios ao atendido.
(D) Antes de realizar uma pesquisa em um contexto institucional, o
psicólogo deverá avaliar os riscos envolvidos tanto nos procedimentos quanto
na divulgação dos resultados.
(E) O psicólogo somente deverá assumir atividades para as quais esteja
capacitado pessoal, teórico e tecnicamente, independentemente da demanda
institucional.

QUESTÃO 36
Acerca da análise comportamental clínica, assinale a alternativa incorreta.
(A) O foco de intervenção nessa clínica são as contingências aversivas que
levaram o paciente a buscar a terapia.
(B) Por fornecer parâmetros para a avaliação da terapia e
orientar o terapeuta no processo de intervenção, o estabelecimento de
objetivos clínicos é um elemento indispensável no processo terapêutico.
(C) Uma vez estabelecidos, os objetivos clínicos não podem ser
modificados até o final do processo terapêutico.
(D) Os processos psicológicos não são atribuídos a dinâmicas mentais
internas.

www psicologianova com br 168


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) O relato de pensamentos e sentimentos, por parte do cliente, é de
extrema importância para que o terapeuta tenha condições de avaliar o efeito
das contingências que controlaram e(ou) controlam esses relatos.

QUESTÃO 37
Com relação a grupos operativos, assinale a alternativa correta.
(A) Precisam preencher três requisitos: motivação para a tarefa;
disponibilidade para mudanças que se fazem necessárias; e definição
estanque dos papéis a serem desempenhados.
(B) São grupos sempre centrados na tarefa proposta.
(C) O membro do grupo que se encarrega de levar adiante as tarefas,
arriscando-se diante do novo, assume o papel de bode expiatório.
(D) A capacidade que os membros têm de centrar-se na tarefa explícita e
implícita é chamada de pertença.
(E) A capacidade dos membros de se ajudarem mutuamente é chamada de
afiliação.

QUESTÃO 38
O sujeito psicológico visado nas orientações culturalistas da pesquisa
cognitivista é constituído na densa espessura dos contextos abrangentes que
criam e transmitem significados.
R. C. Monteiro. Cognição, cultura e subjetividade: domínios da psicologia no
processo ensino-aprendizagem. In: H.C. Vasconcelos, (Org.). Docência no
ensino superior: singularidades de uma experiência interdisciplinar.
Seropédica: UFRJ, 2008, v. 1, p. 60-70.
A respeito do tema abordado no texto, assinale a alternativa correta.
(A) Todas as teorias de estudo da cognição humana consideram a cultura
como dimensão indispensável desta cognição.
(B) A cultura é totalmente explicada pela condição biológica do ser
humano, sendo a soma dos processos cognitivos individuais.
(C) O processo de ensino-aprendizagem estrutura-se apenas na dimensão
cognitiva do aluno.
(D) A relação entre cultura e cognição tem importante impacto na
constituição subjetiva de cada indivíduo.
(E) Os processos cognitivos dos indivíduos não têm relação com sua
história de vida, sendo uma dimensão meramente biológica.

QUESTÃO 39

www psicologianova com br 169


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Conflito é toda opinião divergente ou maneira diferente de ver ou interpretar
algum acontecimento.
A. Chrispino. Gestão do conflito escolar: da classificação dos conflitos aos
modelos de mediação. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 15, n.º
54, p. 11-28, jan.-mar./2007.
A respeito dessa afirmação, assinale a alternativa correta.
(A) Em situações de conflitos, sempre há um lado certo e um errado.
(B) O conflito deve ser sempre evitado pela sociedade.
(C) Uma maneira adequada de gerir conflitos no contexto educacional é
reconhecê-los e trabalhá-los visando à regulação das relações sociais e ao
reconhecimento das diferenças.
(D) O conflito só pode ser percebido quando de sua manifestação violenta.
(E) Em situações de conflitos no ambiente escolar, é fundamental que a
instituição puna os envolvidos.

QUESTÃO 40
Lev Semenovitch Vygotsky é um dos grandes nomes da psicologia histórico-
cultural. Para o autor, o desenvolvimento humano segue um curso contínuo,
mediado pelos processos de aprendizagem e deles dependente. Nesse
sentido, assinale a alternativa correta.
(A) O desenvolvimento acompanha uma sequência predeterminada de
eventos mediados e socioculturalmente organizados.
(B) Os processos de aprendizagem ocorrem em planos complementares de
interação e participação, nos quais a escolarização tem função secundária.
(C) O homem é criado pelo homem, o que significa que o ser humano vai
se tornando homem à medida que se transforma em produto do ambiente em
que está inserido.
(D) A peça mais importante a ser estabelecida para a compreensão do
desenvolvimento humano é como o indivíduo apropria-se dos instrumentos
construídos pela ciência.
(E) A participação em atividades e interações organizadas
socioculturalmente deve progressivamente ampliar as competências do
indivíduo que inicialmente é guiado até conseguir uma participação
autônoma e autorregulada.

QUESTÃO 41
As dificuldades de aprendizagem são um fenômeno multideterminado, daí a
importância de um olhar mais acurado sobre as relações do sujeito que
aprende com o seu contexto sócio-histórico-cultural. Considerando que

www psicologianova com br 170


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
vários fatores podem desencadear as dificuldades de aprendizagem, assinale a
alternativa que apresenta apenas fatores psicológicos que podem impedir ou
prejudicar os processos de aprendizagem.
(A) Exposição a agentes teratogênicos, deficits psicomotores e baixo peso.
(B) Avaliação punitiva, relações interpessoais conflituosas, exposição a
fatores teratogênicos e exposição à irradiação e(ou) à poluição.
(C) Distúrbios emocionais e psicomotores, dinâmica familiar conflituosa e
alto nível de ansiedade relacionado aos processos escolares.
(D) Baixa autoestima, distúrbios comportamentais,
autoconceito negativo e transtornos
afetivo-emocionais.
(E) Deficit de crescimento, pouca estimulação cognitiva, ausência de uma
rede de apoio e fraca interação sociolinguística.

QUESTÃO 42
A prática da violência no ambiente escolar não é um fenômeno recente.
Apesar de parecer mais frequente, precisa ser percebida como um reflexo das
interações sociais mais amplas que envolvem a família, a escola e a sociedade
como um todo. Entre as várias formas de violência que acontecem no seio da
escola, o bullying tem-se destacado. Acerca dessa forma de violência, assinale
a alternativa incorreta.
(A) O bullying envolve atitudes agressivas, repetidas e intencionais.
(B) Pode abranger agressão de natureza física, psicológica
ou sexual.
(C) Aparecem, entre as ações típicas, xingamentos, elogios, intimidação,
humilhação e discriminação.
(D) Identificam-se agressores, vítimas e espectadores como participantes
do bullying.
(E) Acontece sem uma motivação aparente em uma relação desigual de
força.

QUESTÃO 43
O psicólogo, em vez de somente sugerir mudanças, deve estar preocupado em
incitar nos próprios professores essa necessidade.
M. M. B. J. Neves e A. C. A. Machado. Psicologia escolar e educação inclusiva:
novas práticas de atendimento às queixas escolares. In: A. M. Martínez
(Org.). Psicologia escolar e compromisso social: novos discursos, novas
práticas. Campinas: Alínea, 2005, p. 137.

www psicologianova com br 171


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Com base nessa perspectiva, o professor passa a ser coparticipante do
processo de ressignificação e modificação das queixas escolares. Em relação à
atuação do psicólogo escolar no processo de intervenção e avaliação das
queixas escolares, assinale a alternativa correta.
(A) Em virtude de sua validade científica, os instrumentos e
procedimentos técnicos empregados na avaliação psicológica são os mais
adequados para a identificação e a avaliação das dificuldades de
aprendizagem.
(B) Na avaliação das dificuldades de aprendizagem, é preciso considerar,
sobretudo, as causas orgânicas, especialmente as disfunções do sistema
nervoso central que são determinantes no processo de ensino-aprendizagem.
Outras variáveis têm função secundária na compreensão e na intervenção das
dificuldades de aprendizagem.
(C) A motivação de alunos e professores, as relações intersubjetivas, as
práticas pedagógicas e o clima organizacional favorável à ação educativa são
elementos que influenciam a produção das dificuldades de aprendizagem e,
dessa maneira, podem ser objeto de avaliação e intervenção por parte do
psicólogo escolar.
(D) A avaliação e o diagnóstico das dificuldades de aprendizagem dos
alunos é um processo criterioso, sigiloso e muito específico, que deve ser
preferencialmente desenvolvido fora do ambiente escolar, de modo a evitar
possíveis interferências dos profissionais da escola, especialmente a dos
professores.
(E) A avaliação é um processo contínuo e permanente de análise das
diferentes variáveis que intervêm no processo de ensino-aprendizagem e,
portanto, deve ser realizada com base somente nos aspectos orgânicos,
emocionais e cognitivos dos alunos.

QUESTÃO 44
A queixa escolar é o motivo mais frequente de encaminhamento de crianças e
adolescentes para os serviços de atendimento psicológico. Baseando-se em
reflexões e produções contemporâneas em psicologia escolar que defendem a
intervenção e a avaliação das dificuldades de aprendizagem como um
processo que engloba variáveis individuais, relacionais, intersubjetivas,
sociais e ideológicas, assinale a alternativa correta.
(A) Assim como compete ao psicólogo avaliar as causas da dificuldade de
aprendizagem relacionadas ao aluno, cabe-lhe, também, auxiliar os
professores a pensar e a desenvolver estratégias pedagógicas que favoreçam a
aprendizagem e o desenvolvimento potencial dos estudantes.

www psicologianova com br 172


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) Em virtude da complexidade do processo educativo e da diversidade de
condicionantes a ele relacionados, as ações que caracterizam o trabalho do
psicólogo nos diferentes espaços educativos devem concentrar-se na
intervenção direta com os estudantes, uma vez que é inviável trabalhar em
conjunto com os outros profissionais.
(C) Em atenção à dificuldade de aprendizagem do estudante encaminhado
por um professor, o diagnóstico e a avaliação psicológica do referido
estudante configuram-se como as principais ações a serem desencadeadas
pelo psicólogo no contexto escolar.
(D) Considerando que o professor tem importante papel no
processo de apropriação do conhecimento e na superação das dificuldades
apresentadas pelos alunos, cabe ao psicólogo escolar inspecionar e fiscalizar
as rotinas estabelecidas em sala de aula e a prática pedagógica dos
professores como forma de garantir a qualidade do ensino.
(E) Mobilizado pela intenção de ampliar a compreensão dos diferentes
atores escolares acerca das múltiplas dimensões envolvidas na não-
aprendizagem, o psicólogo escolar deve direcionar sua intervenção para as
fragilidades emocionais e intelectuais do aluno e da sua família.

QUESTÃO 45
O fracasso escolar, representado pelos altos índices de dificuldades de
aprendizagem, reprovação e abandono, é motivo recorrente de preocupação
dos diferentes profissionais que trabalham com a educação. Nesse contexto,
as causas da não-aprendizagem têm sido objeto de estudo, avaliação e
intervenção dos psicólogos escolares. A respeito dessa temática, julgue os
itens a seguir.
I A complexidade das demandas dirigidas aos profissionais de psicologia no
contexto educativo indica a necessidade de serem formulados modelos de
atuação que compreendam a aprendizagem escolar tanto como expressão de
aspectos relacionados ao aluno quanto de aspectos sociais, históricos e
intersubjetivos.
II A principal estratégia do psicólogo escolar para lidar com as demandas
emergenciais que lhe são direcionadas é o modelo clínico de intervenção
orientado para o diagnóstico do problema individual apresentado pelo aluno.
III As intervenções psicológicas realizadas com alunos com dificuldades
de aprendizagem devem sempre levar em conta que o problema individual do
aluno, ou o do seu meio familiar, é o mais relevante para se entender e
modificar o quadro de dificuldades.

www psicologianova com br 173


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
IV O processo de avaliação e intervenção psicológica, diante de uma
queixa de dificuldade de aprendizagem, deve privilegiar inicialmente a
dinâmica escolar, as práticas pedagógicas e as relações interpessoais,
reforçando a importância da escola como espaço privilegiado de
aprendizagem e de desenvolvimento humano.
V No processo de avaliação das dificuldades de aprendizagem, ancorado em
uma perspectiva crítica, preventiva e relacional de intervenção em psicologia,
a escuta ao professor configura-se como uma ação eventual que pode ser
desencadeada pelo psicólogo caso o atendimento ao aluno e à sua família não
tenha sido suficiente para compreender ou modificar o quadro.
A quantidade de itens certos é igual a
(A) 1. (B) 2. (C) 3. (D) 4. (E) 5.

Texto para responder às questões 46 e 47.


Sabe-se que a avaliação psicológica é uma habilidade primordial do
profissional psicólogo. Sua utilidade e exigência estão fundamentadas na
necessidade de que a atividade do ser humano deve dar conta do que faz, no
sentido de poder afirmar que seus atos são legítimos, benéficos e condizentes
com o investimento da natureza e da sociedade de que ele faz uso. Para a
aferição psicológica, devem ser utilizadas as técnicas apropriadas de
avaliação, que precisam ser variadas conforme a enorme gama de tipos de
atividades e de processos psicológicos envolvidos nelas. Por isso, o uso dos
testes psicológicos devem ser válidos e fidedignos. Assim, nessa dimensão, os
testes psicológicos têm cinco finalidades: classificação, intervenção
psicoterápica e psicopedagógica, promoção de autodesenvolvimento,
avaliação de programas e pesquisa científica.
Luiz Pasquali. Fundamentos das técnicas psicológicas. In: Técnicas de exame
psicológico (TEP). São Paulo: Casa do Psicólogo/Conselho Federal de
Psicologia, 2001, p. 33-7 (com adaptações).

QUESTÃO 46
Acerca de validade e fidedignidade, assinale a alternativa correta.
(A) Fidedignidade refere-se ao grau no qual evidência e teoria sustentam
as interpretações dos escores dos testes vinculados pelo propósito do uso dos
testes.
(B) Validade de critério refere-se à hipótese da legitimidade da
representação comportamental dos traços latentes, evidentes nos testes
psicológicos.
(C) Validade de construto refere-se ao grau de eficácia que

www psicologianova com br 174


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
ele tem para predizer um desempenho específico de um indivíduo, podendo
ser medido por vários instrumentos.
(D) Validade do teste pode ser indicada por meio de correlação teste-
reteste, análise fatorial, formas alternativas, consistência interna e precisão
na apuração dos escores.
(E) Validade de conteúdo é realizada por meio da especificação da
definição do conteúdo, da explicitação dos processos psicológicos a serem
avaliados e da proporção de conteúdos representada no teste.

QUESTÃO 47
Com base no texto, assinale a alternativa correta a respeito dos testes
psicológicos.
(A) Para fins de classificação, são utilizados para definir o problema
mental de pessoas, algumas patologias e certos problemas de aprendizagem.
(B) Para fins de intervenção psicoterápica e psicopedagógica, visam
orientar um tratamento e caracterizar em detalhes o problema apresentado
pela pessoa.
(C) Para fins de promoção de autodesenvolvimento, são usados para
instaurar uma investigação mais rápida da pessoa e verificar se ela encontra-
se apta para entrar em uma categoria.
(D) Para fins de avaliação de programas, objetivam a tomada de decisões,
em geral acerca da vida das pessoas, tais como em educação, profissão, saúde,
entre outros.
(E) Para fins de pesquisa científica, são usados para fazer uso útil do
autoconhecimento a fim de melhorar a condição de existência, de interesses e
aptidões próprias.

QUESTÃO 48
Segundo Saviani (1983), o eixo central do projeto pedagógico é ser
instrumento de luta contra a seletividade, a discriminação, a exclusão e o
rebaixamento do ensino das camadas populares. Para Libâneo (2003), o
projeto pedagógico representa a oportunidade de a direção, a coordenação
pedagógica, os professores e a comunidade tomarem sua escola nas mãos,
definirem seu papel estratégico na educação das crianças e dos jovens e
organizarem suas ações, visando atingir os objetivos a que se propõem. Ele é
o ordenador, o norteador da vida escolar. Nessa perspectiva, o projeto
pedagógico da escola deve
(A) estar limitado exclusivamente aos aspectos relacionados ao processo
de ensino e aprendizagem do aluno.

www psicologianova com br 175


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(B) ser flexível e alterado a cada gestão, pois expressa o pensamento do
gestor a respeito do que se espera da escola.
(C) contemplar intenções de realizações fundamentadas, sobretudo, na
reflexão sistemática de ações que provocam impactos na função social da
escola.
(D) ser constituído das pessoas que terão poder de decisão na escola,
selecionando aquelas que demonstrem maior compromisso com ela.
(E) abordar de maneira específica o trabalho pedagógico dos professores
que acreditam que os alunos podem mobilizar-se das camadas inferiores para
as superiores.

QUESTÃO 49
A psicanálise refere-se a uma teoria, a um método de investigação e a uma
prática profissional. Como teoria, trata-se de um conjunto de conhecimentos
sistemáticos a respeito do funcionamento da vida psíquica; como método de
investigação, refere-se ao método interpretativo, que busca o significado
oculto do que é manifestado por meio de ações e palavras ou pelas produções
imaginárias, como sonhos, delírios, associações livres e atos falhos; e, como
prática de tratamento, está relacionada à busca do autoconhecimento.
A base de sustentação da corrente psicanalítica está na descoberta do
inconsciente. Os adeptos dessa teoria acreditam que aí está constituída a base
principal das neuroses e, a partir dessa descoberta, foi imposta uma
modificação do trabalho terapêutico. Assim, a base dos tratamentos passou a
ser descobrir as repressões e suprimi-las por meio de um juízo que aceitasse
ou condenasse definitivamente o que deveria ser excluído. Foi esse método
que originou a prática profissional chamada psicanálise, em substituição ao
método catártico.
A. M. B. Bock, O. Furtado e M. L. T. Teixeira. Psicologias: uma introdução ao
estudo de psicologia. São Paulo: Saraiva, 2008 (com adaptações).
A esse respeito, assinale a alternativa correta quanto à estrutura do aparelho
psíquico referente à existência de três instâncias psíquicas.
(A) Os conteúdos do inconsciente têm sua origem apenas nas experiências
de caráter traumático, reprimidas.
(B) O inconsciente é constituído por conteúdos reprimidos que têm acesso
ao sistema pré-consciente e ao consciente.
(C) O pré-consciente refere-se ao sistema em que ficam armazenados os
conteúdos acessíveis ao inconsciente.
(D) O consciente é o sistema que recebe, ao mesmo tempo, as informações
do mundo exterior e as do mundo interior.

www psicologianova com br 176


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) No pré-consciente, armazenam-se os conteúdos reprimidos e destaca-
se o fenômeno da percepção, da atenção e do raciocínio.

QUESTÃO 50
Os estudos de Goleman (1995) a respeito de inteligência emocional foram
fundamentados em pesquisas da área da neurologia. Na sua obra Inteligência
emocional, Goleman discorre acerca da existência de duas mentes: a racional,
objeto tradicional de estudo, e a emocional. Ambas são faculdades semi-
independentes, que refletem o funcionamento de circuitos interligados, mas
distintos do cérebro. “Os sentimentos são essenciais para o pensamento e
vice-versa”. A inteligência emocional está relacionada a habilidades, tais
como motivar a si mesmo e persistir mediante frustações; controlar impulsos,
canalizando emoções para situações apropriadas; praticar gratificação
prorrogada; motivar pessoas, ajudando-as a liberarem seus melhores talentos
e conseguirem seu engajamento a objetivos de interesses comuns. Goleman,
em seu livro, mapeia a inteligência emocional em cinco áreas de habilidades
relacionadas a dois tipos de inteligências: a intrapessoal e a interpessoal.
Acerca dessa organização, assinale a alternativa que apresenta corretamente
um tipo de inteligência e uma área de habilidade.
(A) Inteligência intrapessoal é a habilidade de se entender e se formar um
modelo verdadeiro e preciso de si mesmo e usá-lo de forma efetiva e
construtiva. Uma habilidade a ela relacionada é o controle emocional, em que
se lida com seus próprios sentimentos, adequando-os à situação.
(B) Inteligência intrapessoal é a habilidade de entender o que motiva as
pessoas, como trabalham e como trabalhar cooperativamente com outras
pessoas. Uma habilidade relacionada a ela é a automotivação, que é a
capacidade de dirigir emoções a serviço de um objetivo essencial.
(C) Inteligência interpessoal é a habilidade de entender outras pessoas, e o
que as motiva é como trabalhar cooperativamente com elas. Uma habilidade a
ela relacionada é a de reconhecer emoções enquanto ela ocorre.
(D) Inteligência interpessoal é a habilidade de entender outras pessoas, e o
que as motiva é como trabalhar cooperativamente com elas. Uma habilidade a
ela relacionada é a automotivação, ou seja, dirigir as próprias emoções a
serviço de um objetivo.
(E) Inteligência interpessoal é a habilidade de se entender e de formar um
modelo verdadeiro e preciso de si mesmo e usá-lo de forma efetiva e
construtiva. Uma habilidade a ela relacionada é o controle emocional, em que
se lida com seus próprios sentimentos, adequando-os à situação.

www psicologianova com br 177


45 46 47 48 49 50
E B A D C D

CADERNO DE PSICOLOGIA
PROGRAMADOR VISUAL (CÓDIGO 108)

FUNIVERSA – 2015
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44
D A A D E C E A A B E A D C D B E * A D
Professor Alyson Barros
! 45
E
46
B
47
C
48
C
49
B
50
*

!
PSICÓLOGO (CÓDIGO 109)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44
E B A D A D C E B E A C B D C E D C * A

45 46 47 48 49 50
B E B C D A

TÉCNICO EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS (CÓDIGO 110)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44
D C D E B A D C E A C B D E E B C A A E

45 46 47 48 49 50
C B C A B D

ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (CÓDIGO 111)

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44
E D B D C D A C B A E D B A C D A C E B

45 46 47 48 49 50
C A E E B C

Página 2 de 5

www.pciconcursos.com.br

www psicologianova com br 178


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
FUNIVERSA – SEGPLAN – Goiás – Psicologia
– 2014

Texto para responder às questões de 21 a 26.


Um código de ética profissional, ao estabelecer padrões esperados quanto às
práticas referendadas pela respectiva categoria profissional e pela sociedade,
procura fomentar a autorreflexão exigida de cada indivíduo acerca da sua
práxis, de modo a responsabilizá-lo, pessoal e coletivamente, por ações e suas
consequências no exercício profissional. A missão primordial de um código
de ética profissional não é normatizar a natureza técnica do trabalho, e, sim,
assegurar, dentro de valores relevantes para a sociedade e para as práticas
desenvolvidas, um padrão de conduta que fortaleça o reconhecimento social
daquela categoria.
Código de ética profissional do psicólogo. 2014. p. 5 (com adaptações).

QUESTÃO 21
De acordo com o texto, o código de ética profissional do psicólogo tem a
missão de
(A) assegurar a técnica dos trabalhos em psicologia.
(B) estabelecer padrões que permitam responsabilizar o psicólogo por
ações e respectivas consequências no exercício profissional.
(C) normatizar a natureza técnica do trabalho do psicólogo.
(D) fomentar o julgamento acerca da prática de cada profissional.
(E) servir como manual prático da profissão.

QUESTÃO 22
O código de ética profissional do psicólogo
(A) responde ao contexto organizativo dos psicólogos, ao momento do
país e ao estágio de desenvolvimento da psicologia enquanto campo científico
e profissional.
(B) foi feito para atender demandas dos profissionais de psicologia.
(C) corresponde às novas diretrizes legais estabelecidas no país.
(D) foi formulado com a participação exclusiva de psicólogos.
(E) foi feita para proteger os usuários de serviços de psicologia.

QUESTÃO 23

www psicologianova com br 179


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Um psicólogo contratado por uma empresa para realizar processos de
recrutamento e seleção para uma vaga de psicólogo notou que um dos
candidatos esteve realizando a prática da profissão de maneira irregular.
Com base nesse caso hipotético, assinale a alternativa que apresenta a
conduta a ser adotada pelo psicólogo responsável pelo processo de
recrutamento e seleção.
(A) Comunicar aos antigos contratantes do candidato.
(B) Ter, para com o trabalho do psicólogo, respeito, consideração e
solidariedade, e, quando solicitado, colaborar com estes, salvo impedimento
por motivo relevante.
(C) Levar ao conhecimento das instâncias competentes o exercício ilegal
ou irregular da profissão e as transgressões a princípios e diretrizes do código
ou da legislação profissional.
(D) Realizar denúncia nos meios de comunicação.
(E) Buscar estabelecer diálogo com o outro psicólogo.

QUESTÃO 24
Um psicólogo observou uma irregularidade na contratação de um funcionário
em uma mesma empresa, além de situações que poderiam configurar assédio
moral no trabalho.
Considerando esse caso hipotético, é dever do psicólogo
(A) basear o seu trabalho nos interesses de seu contratante a fim de
prestar serviços de qualidade.
(B) trabalhar visando promover a saúde e a qualidade de vida das pessoas
e das coletividades e contribuir para a eliminação de quaisquer formas de
negligência e discriminação.
(C) não se envolver.
(D) afastar os envolvidos do trabalho.
(E) realizar denúncia no Conselho Regional de Psicologia.

QUESTÃO 25
O contrato terapêutico é o acordo entre terapeuta e outra(s) parte(s) que se
refere à definição de horários, honorários, assunção da responsabilidade em
caso de faltas, tempo de duração da sessão, plano de férias, entre outros
aspectos da terapia. Em uma psicoterapia com crianças, o contrato
terapêutico deve ser feito com
(A) a criança.
(B) aquele que demandou a psicoterapia.
(C) o pai e mãe da criança.

www psicologianova com br 180


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(D) o psicoterapeuta.
(E) o(s) responsável(is) legal(is) pela criança.

QUESTÃO 26
Em uma situação de calamidade pública fora do local de atuação do
psicólogo, envolvendo pessoas que não são contempladas pelo vínculo
empregatício desse, caso haja sobreviventes, parentes de vítimas e outros
necessitando de apoio psicológico, o psicólogo deve
(A) aproveitar a ocasião para oferecer seus serviços particulares.
(B) atender à demanda de seu empregador e somente realizar assistência
caso permitido por seu chefe.
(C) ser omisso.
(D) encaminhá-los para seu consultório ou para outros consultórios
particulares dos quais esteja encarregado.
(E) prestar serviços profissionais sem visar a benefício pessoal.

Texto para responder às questões de 27 a 30.


A avaliação psicológica é entendida como o processo técnico-científico de
coleta de dados, estudos e interpretação de informações a respeito dos
fenômenos psicológicos, que são resultantes da relação do indivíduo com a
sociedade, utilizando-se, para tanto, de estratégias psicológicas – métodos,
técnicas e instrumentos. Os resultados das avaliações devem considerar e
analisar os condicionantes históricos e sociais e seus efeitos no psiquismo,
com a finalidade de servirem como instrumentos para atuar não somente
sobre o indivíduo, mas na modificação desses condicionantes que operam
desde a formulação da demanda até a conclusão do processo de avaliação
psicológica.
Resolução CFP n.º 007/2003 que institui o Manual de Elaboração de
Documentos Escritos.

QUESTÃO 27
Com relação à avaliação psicológica e ao psicodiagnóstico, o psicólogo pode
(A) ser avaliador em qualquer situação para a qual esteja capacitado
tecnicamente.
(B) fornecer, a quem lhe solicitar, na prestação de serviços psicológicos,
informações concernentes ao trabalho a ser realizado e ao seu objetivo
profissional.

www psicologianova com br 181


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(C) zelar para que a comercialização, a aquisição, a doação, o empréstimo,
a guarda e a forma de divulgação do material privativo do psicólogo sejam
feitos conforme os princípios éticos da profissão.
(D) interferir na validade e fidedignidade de instrumentos psicológicos.
(E) receber porcentagem de pagamento por utilizar um determinado
instrumento.

QUESTÃO 28
Nos documentos que embasam as atividades em equipe multiprofissional, o
psicólogo registrará
(A) apenas as informações necessárias para o cumprimento dos objetivos
do trabalho.
(B) todas as informações a que tiver acesso.
(C) todas as informações que lhe interessarem.
(D) as informações que os outros profissionais lhe solicitarem.
(E) as informações com as quais todos os profissionais concordarem.

QUESTÃO 29
De acordo com a Resolução CFP n.º 007/2003, que institui o manual de
elaboração de documentos escritos produzidos pelo psicólogo, são
modalidades de documentos decorrentes de avaliação psicológica:
(A) declaração; atestado psicológico; relatório psicológico; e parecer
psicológico.
(B) atestado psicológico; relatório/laudo psicológico; e parecer psicológico.
(C) declaração; atestado psicológico; e relatório/laudo psicológico.
(D) relatório/laudo psicológico; e parecer psicológico.
(E) atestado psicológico; e relatório/laudo psicológico.

QUESTÃO 30
Assinale a alternativa que apresenta a finalidade de um relatório ou laudo
psicológico.
(A) Informar a ocorrência de situações objetivas relacionadas ao
atendimento psicológico.
(B) Descrever situações e(ou) condições psicológicas e suas determinações
históricas, sociais, políticas e culturais, pesquisadas no processo de avaliação
psicológica.
(C) Apresentar resposta esclarecedora, no campo do conhecimento
psicológico, por meio de uma avaliação especializada de uma “Questão-
problema”, visando a dirimir dúvidas que estão interferindo na decisão,

www psicologianova com br 182


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
sendo, portanto, uma resposta a uma consulta, que exige de quem responde
competência no assunto.
(D) Afirmar acerca das condições psicológicas de quem, por requerimento,
solicita.
(E) Solicitar afastamento e(ou) dispensa do solicitante.

Texto para responder às questões de 31 a 33.


Todos nós acabamos nos acostumando com uma coisa extraordinária: esta
conversa esquisita que denominamos psicanálise, funciona. É inacreditável,
mas ela funciona.
D. W. Bion. Conversando com Bion. p. 127.

QUESTÃO 31
No que se refere à primeira tópica de Sigmund Freud, assinale a alternativa
correta.
(A) Introduz os conceitos de id, ego e superego.
(B) Descreve as pulsões de vida e de morte.
(C) Apresenta os conceitos de inconsciente, pré-consciente e consciente.
(D) Discorre sobre recordar, repetir e elaborar.
(E) Fala dos conceitos de transferência e resistência.

QUESTÃO 32
À Melanie Klein, pode ser creditado o(a)
(A) criação da associação livre.
(B) releitura da obra completa de Freud.
(C) estudo sobre o desejo.
(D) surgimento da grupoterapia de base analítica.
(E) início da análise de psicóticos, conservando a técnica aplicada para
pacientes neuróticos.

QUESTÃO 33
Assinale a alternativa que apresenta os três registros psíquicos de acordo com
Jacques Lacan (1901-1981).
(A) id, eu e super-eu
(B) posição esquizoparanoide, posição depressiva e inveja
(C) consciente, inconsciente e pré-consciente
(D) imaginário, simbólico e real
(E) símbolo, sombra e persona

www psicologianova com br 183


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Texto para responder às questões 34 e 35.
A transferência é um fenômeno original no qual o presente dá forma ao
passado, a um mesmo tempo em que este dá forma àquele. O que é, era; e o
que era, é! O conceito de transferência vem sofrendo sucessivas
transformações e renovados questionamentos, como, por exemplo, se a figura
do analista é uma mera pantalha para uma repetição de antigas relações
objetais introjetadas ou se ele também se comporta como uma nova pessoa,
real.
Zimmerman. 2004. p. 127.
QUESTÃO 34
Sigmund Freud dividiu as transferências em
(A) boa e má.
(B) neuróticas, perversas e psicóticas.
(C) positivas e negativas.
(D) simbólicas, reais e imaginárias.
(E) primárias e secundárias.

QUESTÃO 35
De acordo com a psicoterapia e seus processos, o fenômeno transferencial
ocorrerá
(A) somente na psicoterapia.
(B) somente em situação analítica.
(C) se houver intenção do psicoterapeuta.
(D) se houver domínio técnico por parte do psicoterapeuta.
(E) em qualquer contexto apropriado, mesmo não terapêutico.
Texto para responder às questões 36 e 37.
A psicologia individual e a social não diferem em sua essência [...] O êxito
que a terapia passa a ter no individuo haverá de obtê-lo na coletividade. No
futuro, os estudiosos da sociologia e da psicologia se perguntarão, perplexos:
como é que há mais tempo nós não nos interessamos por grupos se vivemos
e convivemos, a maior parte do tempo de nossa vida, em uma permanente,
intensa, extraordinária e complexa relação do indivíduo com o seu mundo?
Sigmund Freud

QUESTÃO 36
Segundo a grupoterapia, um grupo é
(A) apenas o somatório de indivíduos.
(B) uma reunião de pessoas.
(C) o somatório de indivíduos e suas tarefas e objetivos particulares.

www psicologianova com br 184


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(D) uma unidade que se manifesta como uma totalidade.
(E) uma reunião de pessoas e suas tarefas particulares.

QUESTÃO 37
A psicologia comunitária surgiu com a proposta de
(A) construir propostas de transformação social a partir de maior
aproximação do psicólogo com as dinâmicas do cotidiano da maioria da
população.
(B) criticar o viés humanista da Psicologia Social.
(C) criar políticas públicas.
(D) estudar grupos.
(E) popularizar e trazer reconhecimento à psicologia clínica.

Texto para responder às questões de 38 a 40.


A Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde
(CID 10) é publicada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e tem o
objetivo de padronizar a codificação de doenças e outros problemas
relacionados à saúde. A CID 10 fornece códigos relativos à classificação de
doenças e de uma grande variedade de sinais, sintomas, aspectos anormais,
queixas, circunstâncias sociais e causas externas para ferimentos ou doenças.
A cada estado de saúde é atribuída uma categoria única à qual corresponde
um código CID 10.

QUESTÃO 38
O transtorno misto ansioso e depressivo está incluído entre os transtornos
(A) de humor.
(B) fóbicos-ansiosos.
(C) afetivos.
(D) alimentícios.
(E) diferenciados.

QUESTÃO 39
Assinale a alternativa que apresenta transtornos do humor (F30-39).
(A) reação aguda ao estresse e hipomania
(B) transtorno esquizoide e transtorno bipolar do humor
(C) anorexia nervosa e bulimia nervosa
(D) ciclotimia e distimia
(E) depressão e transtorno somatoforme

www psicologianova com br 185


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
QUESTÃO 40
A síndrome de Burn-Out é classificada, na CID 10, como
(A) problema relacionado à organização de seu modo de vida.
(B) transtorno de humor.
(C) transtorno de ansiedade.
(D) transtorno somatoforme.
(E) problema relacionado ao estilo de vida.

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30
B A C B E E C A D B
31 32 33 34 35 36 37 38 39 40
C E D C E D A B D A

www psicologianova com br 186


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
FUNIVERSA – UEG - Analista de Gestão
Administrativa – Psicologia – 2015

Texto para responder às questões de 21 a 26.


Um código de ética profissional, ao estabelecer padrões esperados
quanto às práticas referendadas pela respectiva categoria profissional e pela
sociedade, procura fomentar a autorreflexão exigida de cada indivíduo acerca
da sua práxis, de modo a responsabilizá-lo, pessoal e coletivamente, por ações
e suas consequências no exercício profissional. A missão primordial de um
código de ética profissional não é normatizar a natureza técnica do trabalho,
e, sim, assegurar, dentro de valores relevantes para a sociedade e para as
práticas desenvolvidas, um padrão de conduta que fortaleça o
reconhecimento social daquela categoria.
Código de ética profissional do psicólogo. 2014. p. 5 (com adaptações).

QUESTÃO 21
De acordo com o texto, o código de ética profissional do psicólogo tem a
missão de
(A) assegurar a técnica dos trabalhos em psicologia.
(B) estabelecer padrões que permitam responsabilizar o psicólogo por
ações e respectivas consequências no exercício profissional.
(C) normatizar a natureza técnica do trabalho do psicólogo.
(D) fomentar o julgamento acerca da prática de cada profissional.
(E) servir como manual prático da profissão.

QUESTÃO 22
O código de ética profissional do psicólogo
(A) responde ao contexto organizativo dos psicólogos, ao momento do
país e ao estágio de desenvolvimento da psicologia enquanto campo científico
e profissional.
(B) foi feito para atender demandas dos profissionais de psicologia.
(C) corresponde às novas diretrizes legais estabelecidas no país.
(D) foi formulado com a participação exclusiva de psicólogos.
(E) foi feita para proteger os usuários de serviços de psicologia.

QUESTÃO 23

www psicologianova com br 187


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
Um psicólogo contratado por uma empresa para realizar processos de
recrutamento e seleção para uma vaga de psicólogo notou que um dos
candidatos esteve realizando a prática da profissão de maneira irregular.
Com base nesse caso hipotético, assinale a alternativa que apresenta a
conduta a ser adotada pelo psicólogo responsável pelo processo de
recrutamento e seleção.
(A) Comunicar aos antigos contratantes do candidato.
(B) Ter, para com o trabalho do psicólogo, respeito, consideração e
solidariedade, e, quando solicitado, colaborar com estes, salvo impedimento
por motivo relevante.
(C) Levar ao conhecimento das instâncias competentes o exercício ilegal
ou irregular da profissão e as transgressões a princípios e diretrizes do código
ou da legislação profissional.
(D) Realizar denúncia nos meios de comunicação.
(E) Buscar estabelecer diálogo com o outro psicólogo.

QUESTÃO 24
Um psicólogo observou uma irregularidade na contratação de um funcionário
em uma mesma empresa, além de situações que poderiam configurar assédio
moral no trabalho.
Considerando esse caso hipotético, é dever do psicólogo
(A) basear o seu trabalho nos interesses de seu contratante a fim de
prestar serviços de qualidade.
(B) trabalhar visando promover a saúde e a qualidade de vida das pessoas
e das coletividades e contribuir para a eliminação de quaisquer formas de
negligência e discriminação.
(C) não se envolver.
(D) afastar os envolvidos do trabalho.
(E) realizar denúncia no Conselho Regional de Psicologia.

QUESTÃO 25
O contrato terapêutico é o acordo entre terapeuta e outra(s) parte(s) que se
refere à definição de horários, honorários, assunção da responsabilidade em
caso de faltas, tempo de duração da sessão, plano de férias, entre outros
aspectos da terapia. Em uma psicoterapia com crianças, o contrato
terapêutico deve ser feito com
(A) a criança.
(B) aquele que demandou a psicoterapia.
(C) o pai e mãe da criança.

www psicologianova com br 188


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(D) o psicoterapeuta.
(E) o(s) responsável(is) legal(is) pela criança.

QUESTÃO 26
Em uma situação de calamidade pública fora do local de atuação do
psicólogo, envolvendo pessoas que não são contempladas pelo vínculo
empregatício desse, caso haja sobreviventes, parentes de vítimas e outros
necessitando de apoio psicológico, o psicólogo deve
(A) aproveitar a ocasião para oferecer seus serviços particulares.
(B) atender à demanda de seu empregador e somente realizar assistência
caso permitido por seu chefe.
(C) ser omisso.
(D) encaminhá-los para seu consultório ou para outros consultórios
particulares dos quais esteja encarregado.
(E) prestar serviços profissionais sem visar a benefício pessoal.

Texto para responder às questões de 27 a 30.


A avaliação psicológica é entendida como o processo técnico-científico de
coleta de dados, estudos e interpretação de informações a respeito dos
fenômenos psicológicos, que são resultantes da relação do indivíduo com a
sociedade, utilizando-se, para tanto, de estratégias psicológicas – métodos,
técnicas e instrumentos. Os resultados das avaliações devem considerar e
analisar os condicionantes históricos e sociais e seus efeitos no psiquismo,
com a finalidade de servirem como instrumentos para atuar não somente
sobre o indivíduo, mas na modificação desses condicionantes que operam
desde a formulação da demanda até a conclusão do processo de avaliação
psicológica.
Resolução CFP n.º 007/2003 que institui o Manual de Elaboração de
Documentos Escritos.

QUESTÃO 27
Com relação à avaliação psicológica e ao psicodiagnóstico, o psicólogo pode
(A) ser avaliador em qualquer situação para a qual esteja capacitado
tecnicamente.
(B) fornecer, a quem lhe solicitar, na prestação de serviços psicológicos,
informações concernentes ao trabalho a ser realizado e ao seu objetivo
profissional.

www psicologianova com br 189


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(C) zelar para que a comercialização, a aquisição, a doação, o empréstimo,
a guarda e a forma de divulgação do material privativo do psicólogo sejam
feitos conforme os princípios éticos da profissão.
(D) interferir na validade e fidedignidade de instrumentos psicológicos.
(E) receber porcentagem de pagamento por utilizar um determinado
instrumento.

QUESTÃO 28
Nos documentos que embasam as atividades em equipe multiprofissional, o
psicólogo registrará
(A) apenas as informações necessárias para o cumprimento dos objetivos
do trabalho.
(B) todas as informações a que tiver acesso.
(C) todas as informações que lhe interessarem.
(D) as informações que os outros profissionais lhe solicitarem.
(E) as informações com as quais todos os profissionais concordarem.

QUESTÃO 29
De acordo com a Resolução CFP n.º 007/2003, que institui o manual de
elaboração de documentos escritos produzidos pelo psicólogo, são
modalidades de documentos decorrentes de avaliação psicológica:
(A) declaração; atestado psicológico; relatório psicológico; e parecer
psicológico.
(B) atestado psicológico; relatório/laudo psicológico; e parecer psicológico.
(C) declaração; atestado psicológico; e relatório/laudo psicológico.
(D) relatório/laudo psicológico; e parecer psicológico.
(E) atestado psicológico; e relatório/laudo psicológico.

QUESTÃO 30
Assinale a alternativa que apresenta a finalidade de um relatório ou laudo
psicológico.
(A) Informar a ocorrência de situações objetivas relacionadas ao
atendimento psicológico.
(B) Descrever situações e(ou) condições psicológicas e suas determinações
históricas, sociais, políticas e culturais, pesquisadas no processo de avaliação
psicológica.
(C) Apresentar resposta esclarecedora, no campo do conhecimento
psicológico, por meio de uma avaliação especializada de uma “Questão-
problema”, visando a dirimir dúvidas que estão interferindo na decisão,

www psicologianova com br 190


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
sendo, portanto, uma resposta a uma consulta, que exige de quem responde
competência no assunto.
(D) Afirmar acerca das condições psicológicas de quem, por requerimento,
solicita.
(E) Solicitar afastamento e(ou) dispensa do solicitante.

Texto para responder às questões de 31 a 33.


Todos nós acabamos nos acostumando com uma coisa extraordinária: esta
conversa esquisita que denominamos psicanálise, funciona. É inacreditável,
mas ela funciona.
D. W. Bion. Conversando com Bion. p. 127.

QUESTÃO 31
No que se refere à primeira tópica de Sigmund Freud, assinale a alternativa
correta.
(A) Introduz os conceitos de id, ego e superego.
(B) Descreve as pulsões de vida e de morte.
(C) Apresenta os conceitos de inconsciente, pré-consciente e consciente.
(D) Discorre sobre recordar, repetir e elaborar.
(E) Fala dos conceitos de transferência e resistência.

QUESTÃO 32
À Melanie Klein, pode ser creditado o(a)
(A) criação da associação livre.
(B) releitura da obra completa de Freud.
(C) estudo sobre o desejo.
(D) surgimento da grupoterapia de base analítica.
(E) início da análise de psicóticos, conservando a técnica aplicada para
pacientes neuróticos.

QUESTÃO 33
Assinale a alternativa que apresenta os três registros psíquicos de acordo com
Jacques Lacan (1901-1981).
(A) id, eu e super-eu
(B) posição esquizoparanoide, posição depressiva e inveja
(C) consciente, inconsciente e pré-consciente
(D) imaginário, simbólico e real
(E) símbolo, sombra e persona

www psicologianova com br 191


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!

Texto para responder às questões 34 e 35.


A transferência é um fenômeno original no qual o presente dá forma ao
passado, a um mesmo tempo em que este dá forma àquele. O que é, era; e o
que era, é! O conceito de transferência vem sofrendo sucessivas
transformações e renovados questionamentos, como, por exemplo, se a figura
do analista é uma mera pantalha para uma repetição de antigas relações
objetais introjetadas ou se ele também se comporta como uma nova pessoa,
real.
Zimmerman. 2004. p. 127.
QUESTÃO 34
Sigmund Freud dividiu as transferências em
(A) boa e má.
(B) neuróticas, perversas e psicóticas.
(C) positivas e negativas.
(D) simbólicas, reais e imaginárias.
(E) primárias e secundárias.

QUESTÃO 35
De acordo com a psicoterapia e seus processos, o fenômeno transferencial
ocorrerá
(A) somente na psicoterapia.
(B) somente em situação analítica.
(C) se houver intenção do psicoterapeuta.
(D) se houver domínio técnico por parte do psicoterapeuta.
(E) em qualquer contexto apropriado, mesmo não terapêutico.

Texto para responder às questões 36 e 37.


A psicologia individual e a social não diferem em sua essência [...] O
êxito que a terapia passa a ter no individuo haverá de obtê-lo na coletividade.
No futuro, os estudiosos da sociologia e da psicologia se perguntarão,
perplexos: como é que há mais tempo nós não nos interessamos por grupos
se vivemos e convivemos, a maior parte do tempo de nossa vida, em uma
permanente, intensa, extraordinária e complexa relação do indivíduo com o
seu mundo?
Sigmund Freud

QUESTÃO 36
Segundo a grupoterapia, um grupo é

www psicologianova com br 192


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(A) apenas o somatório de indivíduos.
(B) uma reunião de pessoas.
(C) o somatório de indivíduos e suas tarefas e objetivos particulares.
(D) uma unidade que se manifesta como uma totalidade.
(E) uma reunião de pessoas e suas tarefas particulares.

QUESTÃO 37
A psicologia comunitária surgiu com a proposta de
(A) construir propostas de transformação social a partir de maior
aproximação do psicólogo com as dinâmicas do cotidiano da maioria da
população.
(B) criticar o viés humanista da Psicologia Social.
(C) criar políticas públicas.
(D) estudar grupos.
(E) popularizar e trazer reconhecimento à psicologia clínica.

Texto para responder às questões de 38 a 40.


A Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à
Saúde (CID 10) é publicada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e tem
o objetivo de padronizar a codificação de doenças e outros problemas
relacionados à saúde. A CID 10 fornece códigos relativos à classificação de
doenças e de uma grande variedade de sinais, sintomas, aspectos anormais,
queixas, circunstâncias sociais e causas externas para ferimentos ou doenças.
A cada estado de saúde é atribuída uma categoria única à qual corresponde
um código CID 10.
QUESTÃO 38
O transtorno misto ansioso e depressivo está incluído entre os transtornos
(A) de humor.
(B) fóbicos-ansiosos.
(C) afetivos.
(D) alimentícios.
(E) diferenciados.

QUESTÃO 39
Assinale a alternativa que apresenta transtornos do humor (F30-39).
(A) reação aguda ao estresse e hipomania
(B) transtorno esquizoide e transtorno bipolar do humor
(C) anorexia nervosa e bulimia nervosa
(D) ciclotimia e distimia

www psicologianova com br 193


CADERNO DE PSICOLOGIA
FUNIVERSA – 2015
Professor Alyson Barros
!
!
(E) depressão e transtorno somatoforme

QUESTÃO 40
A síndrome de Burn-Out é classificada, na CID 10, como
(A) problema relacionado à organização de seu modo de vida.
(B) transtorno de humor.
(C) transtorno de ansiedade.
(D) transtorno somatoforme.
(E) problema relacionado ao estilo de vida.

www psicologianova com br 194

Você também pode gostar