Você está na página 1de 26

A UNIPAR CARBOCLORO S.A.

(B3: UNIP3, UNIP5 e UNIP6), (Fitch Ratings: AA-(bra)), Companhia com atividades
preponderantes na fabricação de cloro, derivados de cloro e soda cáustica e acionista controlador da Unipar Indupa
S.A.I.C. ("Indupa Argentina, Controlada"), empresa argentina produtora de PVC (policloreto de vinila), soda cáustica e
cloro na Argentina e no Brasil, apresenta os resultados individuais e consolidados do segundo trimestre de 2018 (2T18
e 1S18).

Destaques
CONSOLIDADO

 RECEITA LÍQUIDA Consolidada em 1S18 de R$ 1.755,3 milhões, 20% superior ao 1S17.


No 2T18 foi de R$ 880,3 milhões, 19% superior ao 2T17.

 LUCRO LÍQUIDO Consolidado em 1S18 de R$ 235,3 milhões, 295% superior ao 1S17.


No 2T18 foi de R$ 70,8 milhões, 164% superior ao 2T17.

 EBITDA¹ Consolidado em 1S18 de R$ 585,3 milhões, 157% superior ao 1S17. No 2T18


foi de 276,4 milhões, 108% superior ao 2T17.

 ALAVANCAGEM FINANCEIRA dívida líquida/EBITDA 12 meses¹ de 0,37x.

CONTROLADORA

 RECEITA LÍQUIDA da Controladora em 1S18 de R$ 582,8 milhões, 22% superior ao


1S17. No 2T18 foi de R$ 286,2 milhões, 20% superior ao 2T17.

 LUCRO LÍQUIDO da Controladora em 1S18 de R$ 229,6 milhões, 284% superior ao


1S17. No 2T18 foi de R$ 71,1 milhões, 180% superior ao 2T17.

 EBITDA¹ da Controladora em 1S18 de R$ 388,2 milhões, 140% superior ao 1S17. No


2T18 foi de R$ 142,7 milhões, 101% superior ao 2T17.

 ALAVANCAGEM FINANCEIRA dívida líquida/EBITDA 12 meses ¹ de 0,39x.

¹ (calculado de acordo com a instrução CVM nº 527/12)

1
RELAÇÕES COM INVESTIDORES

Diogo Espellet Dockhorn BANCO CUSTODIANTE DAS AÇÕES


Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Banco Itaú Unibanco S.A.
Investfone: (11) 3003-9285
Christian Eduard Carraresi Schnitzlein
Gerente Financeiro COTAÇÕES DE FECHAMENTO
EM 29/06/18:
Carlos José de Oliveira UNIP3 ON = R$ 36,17
Gerente de RI e de Tesouraria UNIP5 PREF “A”= R$ 37,40
UNIP6 PREF “B” = R$ 39,10
Tel.: (11) 3704-4200
E-mail: ri@uniparcarbocloro.com.br VALOR DE MERCADO B3
EX-AÇÕES EM TESOURARIA
EM 29/06/18:
R$ 3.066,9 milhões
1. CENÁRIO ECONÔMICO
No primeiro semestre de 2018, a economia brasileira mostrou que ainda continua com dificuldades de entrar no
caminho do crescimento. Mesmo com alguns sinais de recuperação, fatos como a paralisação dos caminhoneiros em
maio, incertezas sobre as eleições presidenciais que ditarão o rumo das reformas políticas e econômicas nos
próximos 4 anos, bem como o aumento das taxas de juros nos mercados globais, potencializaram as incertezas em
relação a economia brasileira.

Recentes projeções para o PIB em 2018 (registradas no Boletim Focus) indicam um crescimento em torno de 1,5%.
Para a atividade industrial no ano, a projeção é que cresça em torno de 1,8% de acordo com projeções da CNI
(Confederação Nacional da Indústria).

O IPCA acumulado no primeiro semestre atingiu uma inflação de 2,6%, com uma expressiva alta de 1,26% no mês de
junho refletindo, principalmente, a alta do preço da energia elétrica e a greve dos caminhoneiros. A taxa de
desemprego encerrou o semestre em 12,4%, índice inferior ao reportado no primeiro semestre do ano passado, de
13%.

A taxa média de câmbio R$/US$ no primeiro semestre de 2018 posicionou-se em R$ 3,425, superior em 7,7% a
registrada no mesmo período no ano de 2017, fruto das incertezas econômicas no cenário interno, aumento dos
juros nos EUA, permanência de tensões comerciais e geopolíticas e diferenciação dos preços dos ativos entre os
países emergentes.

Na Argentina, a economia vinha demonstrando sinais de recuperação no governo Mauricio Macri, porém, a
valorização do dólar no mercado internacional e o aumento da taxa de juros americana, fizeram com que o Peso
argentino perdesse seu valor e a economia sofresse com a fuga de capitais. Para conter esse movimento, o governo
subiu suas taxas de juros de 27% para 40% e captou um empréstimo junto ao FMI, conseguindo momentaneamente
conter a alta do dólar. A expectativa para o PIB argentino está em um crescimento de 0,5% e inflação de 31% no ano
de 2018.

2. MERCADO DE ATUAÇÃO
Com relação à indústria de cloro/soda, dados divulgados pela ABICLOR (Associação Brasileira da Indústria Química)
mostraram um índice de utilização média da capacidade instalada de 68% no primeiro semestre de 2018, inferior ao
índice de 73% registrado no mesmo período do ano anterior.

No mercado internacional, o primeiro semestre de 2018 foi marcado pela busca do equilíbrio entre oferta e demanda
entre os produtores de cloro/soda e os seus clientes. Em agosto de 2017, com a chegada do Furacão Harvey,
observou-se um movimento de paralisação das operações das principais plantas de cloro/soda nos EUA, além de
dificuldades logísticas para escoamento dos produtos. Fatos como paradas programadas para manutenção de
fábricas nos EUA e a greve dos caminhoneiros no Brasil também influenciaram no desequilíbrio entre a oferta e
demanda de cloro/soda.

Como a atividade do mercado spot de soda cáustica continuou aquecida e a oferta ainda restrita, observou-se uma
elevação do preço médio no 1S18 na Costa do Golfo da ordem de 45% em relação ao mesmo período no ano anterior,
fortemente impactado pelos desdobramentos do Furacão Harvey, incluindo restrições logísticas para transporte dos
produtos.

Para o PVC, o preço FOB US Gulf Coast médio do 2T18 apresentou recuo de 5% frente ao 1T18. No acumulado do
ano, o preço médio manteve-se praticamente inalterado frente ao 1º semestre de 2017.

1
3. DESEMPENHO OPERACIONAL
3.1. RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA
CONSOLIDADO

A Receita Operacional Líquida Consolidada no 2T18 foi de R$ 880,3 milhões em linha com o 1T18. Quando comparado
ao 2T17 a receita foi 19% superior, variação explicada principalmente pelo aumento de 44% no preço da soda. No 1S18
foi registrada a receita de R$ 1.755,3 milhões, 20% superior ao 1ST17, variação explicada principalmente pelo aumento
de 51% no preço da soda, o preço do PVC permaneceu em linha nos dois períodos.

Receita Líquida Consolidada Receita Líquida Consolidada


Por País Por Produto

Argentina Soda
26% 42%
Cloro e
Brasil Derivados
PVC
74% 14%
44%

CONTROLADORA

A Receita Operacional Líquida da Controladora no 2T18 foi de R$ 286,2 milhões, 3,5% inferior ao 1T18, explicada pela
redução de 9% no volume de vendas, impactado pela greve dos caminhoneiros em maio de 2018 e minimizado pela
valorização do dólar americano de 11% no trimestre. Quando comparado ao 2T17 a receita foi 20% superior, variação
explicada principalmente pelo aumento de 44% no preço da soda. No 1S18 foi registrada a receita de R$ 582,8 milhões,
22% superior ao 1S17, influenciada sobretudo pelo aumento de 51% no preço de soda.

Receita Líquida (R$ milhões)


Controladora Consolidado
799,5 875,0 880,3
741,6 755,8

239,2 247,5 259,2 296,7 286,2

2T17 3T17 4T17 1T18 2T18

2
3.2. CAPACIDADE INSTALADA
UNIPAR CARBOCLORO

A utilização da capacidade instalada para produção de cloro e soda cáustica (SCL) no 2T18 foi de 77%, versus 81% no
1T18. Tal redução seguiu a tendência verificada no desempenho da receita liquida da Controladora que foi afetada
pela greve dos caminhoneiros.

Utilização da Capacidade Instalada


da Planta (%)

81%
78% 77% 76% 77%

2T17 3T17 4T17 1T18 2T18

NIPA

UNIPAR INDUPA ARGENTINA


R INDUPA ARGENTINA

A utilização da capacidade instalada para produção de cloro e soda cáustica (SCL), sendo cloro fundamentalmente
destinado à produção de PVC (consumo cativo), no 2T18 foi de 80% em linha com o 1T18. A utilização da capacidade
instalada para produção de PVC no 2T18 foi de 89%, versus 83% no 1T18. Tal variação é explicada pela necessidade de
formação de estoque de produtos para consumo cativo, devido a parada do fornecedor de Etileno programada para
julho de 2018.

Utilização da Capacidade Instalada


da Planta (%)

93%
84% 82% 84%
64%

2T17 3T17 4T17 1T18 2T18

UNIPAR INDUPA DO BRASIL

A utilização da capacidade instalada para produção de cloro e soda cáustica (SCL), sendo cloro fundamentalmente
destinado à produção de PVC (consumo cativo), no 2T18 foi de 88% versus 96% no 1T18. A utilização da capacidade

3
instalada para produção de PVC no 2T18 foi de 77%, versus 88% no 1T18. Essa redução é explicada pela greve dos
caminhoneiros no Brasil em maio de 2018 e a parada programada da Fábrica no mês de junho de 2018.

Utilização da Capacidade Instalada


da Planta (%)

89% 94% 93%


83%
65%

2T17 3T17 4T17 1T18 2T18

3.3. CPV (CUSTO DOS PRODUTOS VENDIDOS)


CONSOLIDADO

No 2T18, o CPV Consolidado foi de R$ 553,7 milhões em linha com o 1T18. Quando comparado ao 2T17 o CPV foi 9%
superior. No 1S18 foi de R$ 1.110,3 milhões, 8% superior ao 1S17. Variações explicadas principalmente pelo aumento
no preço médio dos insumos de produção.

CONTROLADORA

No 2T18, o CPV da Controladora foi de R$ 126,6 milhões em linha com o 1T18. Quando comparado ao 2T17, o CPV foi
2% superior. No 1S18 foi de R$ 254,0 milhões, 3% superior ao 1S17. Variações explicadas pelo aumento no preço médio
dos insumos de produção.

3.4. LUCRO BRUTO E MARGEM BRUTA


CONSOLIDADO

No 2T18, o Lucro Bruto Consolidado foi de R$ 326,6 milhões, 3% superior ao 1T18, representando uma margem bruta
de 37%, 1 p.p. superior ao 1T18 (36%). Quando comparado ao 2T17, o lucro bruto foi 41% superior e a margem bruta
teve um aumento de 6 p.p superior ao 2T17 (31%). No 1S18 o lucro bruto consolidado foi de R$ 644,9 milhões, 46%
superior ao 1S17, representando uma margem bruta de 37%, 7 p.p superior ao 1S17 (30%). Estas variações refletiram
principalmente o desempenho positivo da receita líquida.

CONTROLADORA

No 2T18, o Lucro Bruto da Controladora foi de R$ 159,6 milhões, 6% inferior ao 1T18, representando uma margem
bruta de 56%, 1 p.p. inferior ao 1T18 (57%). Quando comparado ao 2T17, o lucro bruto foi 39% superior e a margem
bruta teve um aumento de 8 p.p. No 1S18 o lucro bruto totalizou R$ 328,8 milhões, 42% superior ao 1S17,
representando uma margem bruta de 56%, 8 p.p superior ao 1S17(48%). Estas variações refletiram principalmente o

4
desempenho positivo da receita líquida. Os gráficos a seguir demonstram a evolução do lucro bruto e da margem
bruta.

Lucro Bruto (R$ milhões)


Controladora Consolidado
318,3 326,6
231,4 227,7 237,1

143,7 169,2 159,6


114,7 123,2

2T17 3T17 4T17 1T18 2T18

Margem Bruta (%)

Controladora Consolidado
55% 57% 56%
48% 50%

36% 37%
31% 28% 31%

2T17 3T17 4T17 1T18 2T18

3.5. DESPESAS COM VENDAS


CONSOLIDADO

As Despesas com Vendas Consolidadas no 2T18 somaram R$ 36,1 milhões, 7% inferiores ao 1T18 e 16% inferior ao
2T17. No 1S18 totalizou R$ 75,0 milhões, 13% inferior ao 1S17, variações essas explicadas pelo menor volume de
vendas na modalidade CIF (Custo, Seguros e Frete).

CONTROLADORA

As Despesas com Vendas da Controladora no 2T18 somaram R$ 10,9 milhões, 14% inferior ao 1T18 e 24% inferior ao
2T17. No 1S18 totalizou R$ 23,6 milhões, 20% inferior ao 1S17, variação essa explicada principalmente pelo menor
volume de vendas na modalidade CIF (Custo, Seguros e Frete).

5
3.6. DESPESAS GERAIS E ADMINISTRATIVAS
CONSOLIDADO

As Despesas Gerais e Administrativas Consolidadas totalizaram R$ 49,5 milhões no 2T18, 8% superior ao 1T18 e 4%
superior ao 2T17. No 1S18 totalizou R$ 95,2 milhões, em linha com o mesmo período de 2017, 1% inferior.

CONTROLADORA

As Despesas Gerais e Administrativas da Controladora totalizaram R$ 25,6 milhões no 2T18, 4% superior ao montante
reportado em 1T18 e 5% inferior ao 2T17. No 1S18 totalizou R$ 50,2 milhões, 10% inferior ao 1S17. Variações
explicadas pelo início do compartilhamento das despesas (cost sharing) com as Controladas.

3.7. RESULTADO DE EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL


CONSOLIDADO

O Resultado de Equivalência Patrimonial Consolidado foi negativo no valor de R$ 194 mil no 2T18, versus resultado
positivo no valor de R$ 483 mil no 1T18 e resultado negativo de R$ 34.6 milhões no 2T17. No 1S18 totalizou R$ 289
mil. A evolução é demonstrada conforme abaixo:

Consolidado (Valores em R$ mil) 2T18 1T18 2T17 1S18 1S17


Resultado de Equivalência Patrimonial do Período (194) 483 (34.585) 289 (44.517)
Equivalência Patrimonial (Reportado Tecsis) 0 0 (34.847) 0 (44.651)
Equivalência Patrimonial (Reportado Solalban) (194) 483 262 289 1.132

CONTROLADORA

O Resultado de Equivalência Patrimonial da Controladora foi positivo no valor de R$ 2,1 milhões no 2T18, versus
resultado positivo de R$ 47,9 milhões no 1T18 e resultado negativo de R$ 20,1 milhões no 2T17. A evolução é
demonstrada conforme abaixo:

Controladora (Valores em R$ mil) 2T18 1T18 2T17 1S18 1S17


Resultado de Equivalência Patrimonial do Período 2.139 47.915 (20.138) 50.054 (37.751)
Equivalência Patrimonial (Reportado Tecsis) 0 0 (34.847) 0 (45.651)
Equivalência Patrimonial (Reportado Indupa) 2.139 47.915 14.709 50.054 7.900

6
3.8. OUTRAS RECEITAS (DESPESAS) OPERACIONAIS LÍQUIDAS
CONSOLIDADO
Apurou-se uma despesa de R$ 977 mil na linha de Outras Receitas (Despesas) Operacionais Líquidas Consolidadas no
2T18, versus uma despesa de R$ 11,0 milhões no 1T18 e R$ 9,6 milhões no 2T17, variações explicadas principalmente
por menores provisões referentes a contingências trabalhistas. No 1S18 a despesa foi de R$ 12,0 milhões versus R$
57,8 milhões no 1S17, a variação explicada principalmente pela provisão de despesas de reestruturação compensada
pela reversão da provisão atuarial devido a mudança de política interna da Companhia, ambas realizadas no 1T17.

CONTROLADORA

Apurou-se uma despesa de R$ 98 mil na linha de Outras Receitas (Despesas) Operacionais Líquidas da Controladora
no 2T18, versus R$ 831 mil no 1T18 e uma receita de R$ 461 mil no 2T17. No 1S18 a despesas foi de R$ 929 mil versus
uma receita R$ 20,2 milhões. Variação explicada pela reversão da provisão atuarial, no 1T17, devido mudança de
política interna da Companhia no valor de R$ 19,8 milhões.

3.9. RESULTADO FINANCEIRO LÍQUIDO


CONSOLIDADO

O Resultado Financeiro Líquido Consolidado foi negativo no valor de R$ 104,9 milhões no 2T18 versus resultado
negativo de R$ 27,5 milhões no 1T18 e resultado negativo de R$ 33,0 milhões no 2T17. No 1S18 o resultado foi negativo
em R$ 132,4 milhões, versus R$ 44,7 milhões no 1S17. Tais variações são explicadas principalmente pela variação
cambial sobre débitos com terceiros.

(Valores em R$ mil) 2T18 1T18 2T17 Var. (%) Var. (%) 1S18 1S17 Var. (%)
Consolidado (A) (B) (C) (A)/(B) (A)/(C) (D) (E) (D)/(E)
Resultado financeiro líquido (104.943) (27.487) (33.004) 282% 218% (132.430) (44.684) 196%
Despesa financeira (178.353) (49.972) (46.975) 257% 280% (228.325) (81.657) 180%
Receita Financeira 73.410 22.485 13.971 226% 425% 95.895 36.973 159%

CONTROLADORA

O Resultado Financeiro Líquido da Controladora foi negativo no valor de R$ 15,4 milhões no 2T18 versus resultado
negativo de R$ 11,1 milhões no 1T18. No 1S18 o resultado foi negativo em R$ 26,6 milhões, versus R$ 12,7 milhões no
1S17.

(Valores em R$ mil) 2T18 1T18 2T17 Var. (%) Var. (%) 1S18 1S17 Var. (%)
Controladora (A) (B) (C) (A)/(B) (A)/(C) (D) (E) (D)/(E)
Resultado financeiro líquido (15.455) (11.104) (3.139) 39% 392% (26.559) (12.727) 109%
Despesa financeira (27.711) (17.697) (10.819) 57% 156% (45.408) (29.579) 54%
Receita Financeira 12.256 6.593 7.680 86% 60% 18.849 16.852 12%

7
3.10. LUCRO (PREJUÍZO) LÍQUIDO
CONSOLIDADO
O Lucro Líquido Consolidado foi de R$ 70,8 milhões no 2T18, 57% inferior ao 1T18, variação explicada principalmente
pela variação cambial negativa sobre o saldo de débitos com terceiros das controladas no 2T18 e pela receita não
recorrente de R$ 48,9 milhões da Controladora referente ajuste final de preço de aquisição da Controlada Indupa no
1T18. Quando comparado ao 2T17 o lucro foi superior em 164%, explicado principalmente pelo melhor desempenho
operacional da Companhia. No 1S18 foi apurado R$ 235,3 milhões, 295% superior ao 1S17, variações explicadas
principalmente pelo melhor desempenho operacional e pelo recebimento do valor referente ao ajuste final de preço
de aquisição da Controlada Indupa.

CONTROLADORA

O Lucro Líquido da Controladora foi de R$ 71,1 milhões no 2T18, 55% inferior ao 1T18 e 180% superior ao 2T17,
variação explicada principalmente pela menor receita com equivalência patrimonial no 2T18 e pelo recebimento de
R$ 48,9 milhões pela Controladora referente ajuste final de preço de aquisição da Controlada Indupa no 1T18. O lucro
registrado no 1S18 foi de R$ 229,6 milhões, 284% superior ao 1S17, variação explicada principalmente pelo melhor
desempenho operacional e pela receita do ajuste final de preço de aquisição da Controlada Indupa.

3.11. EBITDA (calculado de acordo com a instrução CVM Nº 527/12)


CONSOLIDADO

No 2T18, registrou-se um EBITDA Consolidado de R$ 276,4 milhões, 11% inferior ao 1T18, variação explicada
principalmente pela receita de R$ 48,9 milhões da Controladora referente ajuste final de preço de aquisição da
Controlada Indupa no 1T18. Quando comparado ao 2T17 a variação foi 108% superior. No 1S18 foi registrado R$ 585,3,
157% superior ao 1S17. Tais variações são explicadas principalmente pelo melhor desempenho operacional da
Companhia.

Cálculo LAJIDA (EBITDA) 2T18 1T18 2T17 Var.(%) Var.(%) 1S18 1S17 Var.(%)
Consolidado (valores em R$ mil) (A) (B) (C) (A)/(B) (A)/(C) (D) (E) (D)/(E)
Lucro Líquido 70.750 164.518 26.755 (57%) 164% 235.268 59.602 295%
Imposto de Renda / Contribuição
64.122 80.111 36.824 (20%) 74% 144.233 50.559 185%
Social
Resultado Financeiro Líquido 104.943 27.487 33.004 282% 218% 132.430 44.684 196%
Depreciação e amortização 36.589 36.821 36.291 (1%) 1% 73.409 72.601 1%
EBITDA 276.404 308.937 132.874 (11%) 108% 585.340 227.446 157%

CONTROLADORA

No 2T18, registrou-se um EBITDA da Controladora de R$ 142,7 milhões, 42% inferior ao registrado no 1T18 variação
explicada principalmente pela receita de R$ 48,9 milhões referente ajuste final de preço de aquisição da Controlada
Indupa no 1T18 e pela menor receita com equivalência patrimonial no 2T18. Quando comparado ao 2T17 a variação

8
foi 101% superior. No 1S18 foi registrado R$ 388,2 milhões, 140% superior ao 1S17. Tais variações são explicadas
principalmente pelo melhor desempenho operacional da Controladora.

Cálculo LAJIDA (EBITDA) 2T18 1T18 2T17 Var.(%) Var.(%) 1S18 1S17 Var.(%)

Controladora (valores em R$
(A) (B) (C) (A)/(B) (A)/(C) (D) (E) (D)/(E)
mil)

Lucro Líquido 71.123 158.506 25.376 (55%) 180% 229.629 59.842 284%

Imposto de Renda /
38.544 58.301 25.217 (34%) 53% 96.845 55.253 75%
Contribuição Social

Resultado Financeiro Líquido 15.455 11.104 3.139 39% 393% 26.559 12.727 109%

Depreciação e amortização 17.628 17.540 17.144 0% 3% 35.167 34.257 3%

EBITDA 142.750 245.451 70.876 (42%) 101% 388.200 162.079 140%

4. ENDIVIDAMENTO E FLUXO DE AMORTIZAÇÃO


CONSOLIDADO
Em 30 de junho de 2018, o saldo de Dívida Líquida Consolidado era de R$ 365,4 milhões, 4% superior a 31 de março
de 2018 e 204% superior 30 de junho de 2017. Estas variações refletem especialmente o pagamento de dividendos e
início das operações de compror e capital de giro de curto prazo das Controladas para balanceamento do prazo de
pagamento a fornecedores.
30/06/2018 31/03/2018 30/06/2017 Var. (%) Var. (%)
Consolidado – Valores em R$ mil Moeda
(A) (B) (C) (A)/(B) (A)/(C)
Financiamentos em moeda nacional³ 1.217.756 1.369.176 549.462 (11%) 122%
Capital de Giro – Carbocloro (CDI + 2,98% a.a.) R$ 389.594 466.122 148.107 (16%) 163%
Debêntures - Carbocloro (CDI + 2,14% a.a.) R$ 353.263 344.304 0 3% -
Debêntures Investimentos - Carbocloro (CDI + 2,00% a.a.) R$ 202.349 257.887 306.299 (22%) (34%)
Capital de Giro Taxa Fixa - Indupa BR (8,76% a.a.) R$ 161.254 196.961 0 (18%) -
Capital de Giro Taxa Fixa - Indupa AR (25,29%a.a.) AR$ 50.728 58.438 29.829 (13%) 70%
Capital de Giro CDI - Indupa BR (CDI + 3,65% a.a.) R$ 18.454 18.008 36.790 2% (50%)
BNDES - Carbocloro (TJLP + 2,23% a.a.) R$ 8.468 10.176 13.319 (17%) (36%)
BNDES - Carbocloro (SELIC + 2,36% a.a.) R$ 8.251 8.749 8.488 (6%) (3%)
BNDES - Indupa BR (2,50% a.a.) R$ 0 0 788 - -
BNDES - Indupa BR (TJLP + 1,40% a.a.) R$ 25.395 8.531 5.842 198% 335%
Financiamentos em moeda estrangeira 60.960 57.988 49.649 5% 23%
BNDES - Carbocloro (2,56% a.a.) US$ 941 1.421 3.231 (34%) (71%)
Capital de Giro – Indupa AR (3,00% a.a.) US$ 60.019 56.567 46.418 6% 29%
Dívida bruta ² 1.278.716 1.427.164 599.111 (10%) 113%
Caixa e equivalentes de caixa e Aplicações financeiras 913.273 1.074.916 478.844 (15%) 91%
Caixa e equivalentes de caixa 140.834 230.275 299.058 (39%) (53%)
Aplicações financeiras 772.439 844.641 179.786 (9%) 330%
Dívida líquida 365.443 352.248 120.267 4% 204%
EBITDA 12 Meses ¹ 988.697 845.169 771.523 17% 28%
Dívida líquida / EBITDA 12 Meses ¹ 0,37x 0,42x 0,16x (11%) 137%
Débito com Terceiros 536.614 458.958 461.630 17% 16%

9
Dívida bruta + Débito com Terceiros 1.815.330 1.886.122 1.060.741 (4%) 71%
Dívida líquida + Débito com Terceiros 902.057 811.206 581.897 11% 55%
Dívida líquida + Débito com Terceiros / EBITDA 12 Meses ¹ 0,91x 0,96x 0,75x (5%) 21%
¹ Calculado de acordo com a instrução CVM Nº 527/12. ² não inclui débito com terceiros, com a Solvay Vinyls Holding A.G.
relacionada com a aquisição da Solvay Indupa S.A.I.C, no montante de US$ 136 milhões sobre a qual incide encargos de 3%
a.a.com duration de 6,5 anos. ³ Indexadores referente ao último trimestre apresentado.

Dívida Bruta + Débito com Terceiros


Consolidado

US$
R$
32,9%
64,3%

AR$
2,8%

CONTROLADORA

Em 30 de junho de 2018, o saldo da Dívida Líquida da Controladora era de R$ 273,6 milhões, 8% superior quando
comparado ao saldo de 31 de março de 2018 e 130% superior ao saldo de 30 de junho de 2018. Estas variações
refletem, principalmente, o pagamento dos dividendos compensados, em parte, pela geração de caixa. Apresentamos,
a seguir, a abertura dos empréstimos e financiamentos da Companhia.

30/06/2018 31/03/2018 30/06/2017 Var. (%) Var. (%)


Controladora – Valores em R$ mil Moeda
(A) (B) (C) (A)/(B) (A)/(C)
Financiamentos em moeda nacional 961.925 1.087.238 476.213 (12%) 102%
Capital de Giro (CDI + 2,98% a.a..) R$ 389.594 466.122 148.107 (16%) 163%
Debêntures (CDI + 2,14% a.a.) R$ 353.263 344.304 3%
Debêntures Investimentos (CDI + 2,00% a.a.) R$ 202.349 257.887 306.299 (22%) (34%)
BNDES (TJLP + 2,23% a.a.) R$ 8.468 10.176 13.319 (17%) (36%)
BNDES (SELIC + 2,36% a.a.) R$ 8.251 8.749 8.488 (6%) (3%)
Financiamentos em moeda estrangeira 941 1.421 3.231 (34%) (71%)
BNDES (2,56% a.a.) US$ 941 1.421 3.231 (34%) (71%)
Dívida bruta ² 962.866 1.088.659 479.444 (12%) 101%
Caixa e equivalentes de caixa e Aplicações financeiras 689.214 834.277 360.665 (17%) 91%
Caixa e equivalentes de caixa 89.419 199.807 249.869 (55%) (64%)
Aplicações financeiras 599.795 634.470 110.796 (5%) 441%
Dívida líquida 273.652 254.382 118.779 8% 130%
EBITDA 12 Meses ¹ 700.333 628.459 706.156 11% (1%)
Dívida líquida / EBITDA 12 Meses ¹ 0,39x 0,40x 0,17x (2%) 132%
¹ Calculado de acordo com a instrução CVM Nº 527/12.

No gráfico a seguir, é apresentada a agenda de amortização da dívida bruta da Companhia a partir de julho de 2018
frente ao saldo de caixa em 30 de junho de 2018.

10
Posição de Caixa frente ao fluxo Amortização da Dívida Bruta jun/18 (R$ milhões)

Controladora Consolidado
913,3

689,2 391,3 385,3


354,5

329,0 376,9 77,7 69,9


113,6
73,5 69,9

Posição de Caixa 2018 2019 2020 2021 2022


2T18

Os financiamentos de curto prazo referem-se principalmente aos instrumentos de gestão de capital de giro por parte
das Controladas.
A posição de caixa e endividamento da Companhia é conservadora em razão do cenário externo e do pleito eleitoral,
a Companhia antecipou algumas captações, a exemplo da quarta emissão de debêntures realizada a mercado no início
deste ano com intuito de evitar tomada de recursos em momento adverso de mercado.

4.1. ALAVANCAGEM FINANCEIRA


Os gráficos a seguir demonstram a evolução trimestral dos indicadores Dívida líquida/EBITDA 12 meses e do Dívida
líquida + Débito com Terceiros/EBITDA 12 meses que refletem o cumprimento do fluxo de amortizações da dívida.

Evolução do Indicador Dívida Líquida / EBITDA 12 meses - Consolidado


988,7
898,0 845,2
771,5 0,70x
630,8

0,44x 0,42x
0,37x

0,16x

30-jun-17 30-set-17 31-dez-17 31-mar-18 30-jun-18


Consolidado – EBITDA 12 meses (R$ milhões) Consolidado – Dívida líquida/EBITDA 12 meses

11
Evolução do Indicador Dívida Líquida + Débito com Terceiros / EBITDA 12 meses

898,0 1,41x 988,7


771,5 845,2
0,96x
630,8
0,91x
0,94x

0,75x

30-jun-17 30-set-17 31-dez-17 31-mar-18 30-jun-18

Consolidado – EBITDA 12 meses (R$ milhões) Consolidado – Dívida líquida + Débito com
Terceiros/EBITDA 12 meses (x)

5. FLUXO DE CAIXA
CONSOLIDADO

Em 30 de junho de 2018, os saldos das contas Caixa e Equivalentes de Caixa e Aplicações Financeiras foram,
respectivamente, de R$ 140,8 milhões e R$ 772,4 milhões. (R$ 78,6 milhões e R$ 323,2 milhões respectivamente em
31 de dezembro de 2017).

As principais variações do caixa no acumulado até 30 de junho de 2018 foram:


 Caixa líquido gerado pelas atividades operacionais de R$ 354,3 milhões;
 Consumo de caixa pela compra de imobilizado no valor de R$ 59,3 milhões;
 Pagamento de dividendos no montante de R$ 89,1 milhões da Controladora;
 Geração de caixa na Captação de empréstimos liquida de Pagamento de juros e principal da dívida financeira
no montante de R$ 314,2 milhões.

Fluxo de Caixa Consolidado


Em 30 de junho de 2018

Variação de R$ 511,5 milhões

225,1 913,3
354,3 (8,6)
401,8 (59,3)

Aplic. Financ. + Operacional CAPEX Financiamento Var. Cambial Aplic. Financ. +


Caixa e Eq. sobre Caixa e Eq.
Inicial - Dez/17 Caixa e Eq. Final - Jun/18

12
ORA
CONTROLADORA

Em 30 de junho de 2018, os saldos das contas Caixa e Equivalentes de Caixa e Aplicações Financeiras foram,
respectivamente, de R$ 89,4 milhões e R$ 599,8 milhões. (R$ 49,5 milhões e R$ 181,5 milhões respectivamente em
31 de dezembro de 2017).

As principais variações do caixa no período foram:


 Caixa líquido gerado pelas atividades operacionais de R$ 265,6 milhões;
 Consumo de caixa pela compra de imobilizado no valor de R$ 10,5 milhões;
 Pagamento de dividendos no valor de R$ 89,1 milhões;
 Geração de caixa na Captação de empréstimos liquida de Pagamento de juros e principal da dívida financeira
no montante de R$ 292,4 milhões.

Fluxo de Caixa Controladora


Em 30 de junho de 2018

Variação de R$ 458,2 milhões

203,3 689,2
265,5

231,0 (10,6)

Aplic. Financ. + Operacional CAPEX Financiamento Aplic. Financ. +


Caixa e Eq. Caixa e Eq.
Inicial - Dez/17 Final - Jun/18

6. EBITDA Ajustado (calculado de acordo aditamento da escritura da


2ª emissão de debentures)
Conforme 1º aditamento ao instrumento particular de escritura da 2ª emissão das debêntures simples, não
conversíveis em ações, da Companhia, de 15 de junho de 2016, o cálculo do EBITDA foi ajustado para excluir também
os efeitos de (i) baixas de itens do ativo imobilizado; (ii) baixas de investimento; (iii) unidades operacionais
descontinuadas; (iv) provisões para processos judiciais e / ou suas reversões e o (v) resultado de equivalência
patrimonial. E será apurado com base nos últimos 12 (doze) meses.

A Companhia assumiu certos compromissos (“covenants”) relacionados a contratos de financiamentos, estabelecendo


obrigações quanto à manutenção de índices financeiros. Esses compromissos são usuais em operações de mesma
natureza e não limitam a capacidade de condução dos negócios.

(i) Dívida líquida/EBITDA ajustado máximo em 2016: 3,5x e a partir de 2017: 3,25x;
13
(ii) EBITDA/resultado financeiro líquido: mínimo de 2x;
(iii) Capex e/ou novos investimentos máximo anual de R$ 100 milhões, enquanto o índice dívida
líquida/EBITDA for superior a 3,5x.

O indicador dívida líquida consolidada/EBITDA ajustado 12 meses individual foi de 0,63x e o indicador EBITDA ajustado
12 meses individual/resultado financeiro líquido 12 meses individual foi de 12,19x.

Apresentamos o EBITDA (calculado de acordo com a instrução CVM Nº 527/12) e EBITDA ajustado para fins de
apuração dos covenants conforme a escritura das debêntures:
Cálculo LAJIDA (EBITDA ) - Individual 12 meses
1S18 2017 1S17
(valores em R$ mil) em 1S18

Lucro Líquido 472.444 229.629 302.657 59.842


Imposto de Renda/Contribuição Social 55.806 96.845 14.214 55.253
Resultado Financeiro Líquido 47.292 26.559 33.460 12.727
Depreciação e amortização 124.791 35.168 123.880 34.257

EBITDA 12 meses ¹ 700.333 388.201 474.211 162.079


¹ Calculado de acordo com a instrução CVM Nº 527/12.

Cálculo ajustado LAJIDA (EBITDA ) - Individual 12 meses


1S18 2017 1S17
para fins de "covenants" (valores em R$ mil) em 1S18

EBITDA 12 meses ¹ 700.333 388.201 474.211 162.079


(+) Baixa de itens do ativo imobilizado 27 13 285 271
(+) Baixa de investimentos - - - -
(+) Unidades operacionais descontinuadas - - - -
(+) Provisão para Demandas Judiciais 8.857 2.680 6.444 267
(-) Equivalência Patrimonial 132.916 50.054 45.111 (37.751)

EBITDA ajustado 12 meses ² 576.301 340.840 435.829 200.368

Até o presente momento, a Companhia está adimplente com os compromissos assumidos.


12 meses
Índices Financeiros
em 1S18
Dívida líquida consolidada - R$ 365.442
EBITDA ajustado 12 meses individual - R$ 576.301
Resultado financeiro líquido 12 meses individual - R$ 47.292
Dívida líquida consolidada / EBITDA ajustado 12 Meses individual ¹ 0,63x
EBITDA ajustado 12 Meses individual ¹ / Resultado financeiro líquido 12 meses individual 12,19x
Capex e/ou novos investimentos ² n/a

14
7. DESEMPENHO DAS AÇÕES
UNIPAR CARBOCLORO

Em 29 de junho de 2018, as ações ordinárias (UNIP3), preferenciais “A” (UNIP5) e preferenciais “B” (UNIP6) estavam
cotadas respectivamente em R$ 36,17, R$ 37,40 e R$ 39,10, apresentando variações de 24%, 28% e 35% em relação a
30 de março de 2018. Quando comparado a 30 de junho de 2017, as ações ordinárias (UNIP3), preferenciais “A”
(UNIP5) e preferenciais “B” (UNIP6) apresentaram variações de 253%, 231% e 292% respectivamente.

Índice de Evolução nos Preços (base 100: 30/06/2017): UNIP3, UNIP5, UNIP6 e IBOV
580
530
UNIP6; Jun-18; 353
480
430 UNIP3; Jun-18; 331
380 UNIP5; Jun-18; 392
330 IBOV; Jun-18; 116
280
230
180
130
80
jun-17 jul-17 ago-17 set-17 out-17 nov-17 dez-17 jan-18 fev-18 mar-18 abr-18 mai-18 jun-18

2T18 1T18 Var. (%) 2T17 Var. (%)


Desempenho das Ações ¹
(A) (B) (A)/(B) (C) (A)/(C)
Quantidade de Ações (mil) ² 80.629 80.629 0% 80.629 0%
UNIP3 ON 27.752 27.752 0% 27.752 0%
UNIP5 Pref"A" 2.591 2.591 0% 2.591 0%
UNIP6 Pref"B" 50.286 50.286 0% 50.286 0%
Valor de Fechamento (R$)
UNIP3 ON 36,17 29,09 24% 10,24 253%
UNIP5 Pref "A" 37,40 29,32 28% 11,30 231%
UNIP6 Pref "B" 39,10 28,86 35% 9,98 292%
Volume médio diário negociado (R$) 7.390.235 5.419.421 36% 469.037 1476%
UNIP3 ON 456.258 202.717 125% 19.170 2280%
UNIP5 Pref "A" 82.461 90.387 -9% 5.865 1306%
UNIP6 Pref "B" 6.851.516 5.126.317 34% 444.002 1443%
Valor de Mercado (R$ mil) ² 3.066.876 2.334.528 31% 815.313 276%
UNIP3 ON 1.003.790 807.306 24% 284.180 253%
UNIP5 Pref"A" 96.903 75.968 28% 29.278 231%
UNIP6 Pref"B" 1.966.183 1.451.254 35% 501.854 292%

¹ ajustado por proventos


² ex-tesouraria
Fonte: Bloomberg e B3

15
UNIPAR INDUPA ARGENTINA

Em 29 de junho de 2018, a ação (INDU AR) estava cotada na Bolsa de Comércio de Buenos Aires em AR$ 13,20,
apresentando variação de -14% em relação a 30 de março de 2018. Quando comparado a 30 de junho de 2017, a ação
apresentou variação de 334%.

Índice de Evolução nos Preços (base 100: 30/06/17): INDU AR


720
680
640
600
560
520 INDU; jun-18; 434
480
440
400
360
320
280
240
200
160
120
80
jun-17 jul-17 ago-17 set-17 out-17 nov-17 dez-17 jan-18 fev-18 mar-18 abr-18 mai-18 jun-18

7.1. PROVENTOS DISTRIBUÍDOS EM DINHEIRO E DIVIDEND YIELD


Apresentamos, a seguir, os dividendos distribuídos pela Controladora em 2017 e 2018. Dividend yield = Retorno do
dividendo: É o resultado da divisão dos proventos (dividendos + juros sobre o capital próprio) por ação, distribuídos
durante o exercício (base: data do pagamento), pela cotação de fechamento no exercício anterior.

Em 18 de abril de 2018, foi realizada a Assembleia Geral Ordinária da Companhia, onde foi também deliberada e
aprovada proposta de pagamento de dividendos referente ao ano base de 2017, ao qual foi apurado um dividendo
mínimo obrigatório de R$ 71.881.143,97 que foi adicionado à realização da reserva de lucros a realizar, no montante
de R$ 19.229.315,40, gerando dividendos da ordem de R$ 91.110.459,36.

Os dividendos foram pagos por meio de crédito em conta corrente, a partir do dia 30 de abril 2018, distribuídos entre
as diferentes espécies e classes de ações de emissão da Companhia, nos termos do art. 33 do Estatuto Social, e sem
retenção de Imposto de Renda na Fonte, conforme legislação em vigor, da seguinte forma:
• Montante de R$ 29.430.185,70 às ações ordinárias, correspondente a um dividendo de R$ 1,0604562053 por ação
ordinária;
• Montante de R$ 3.021.953,63 às ações preferenciais classe “A”, correspondente a R$ 1,1665018258 por ação
preferencial classe “A”;
• Montante de R$ 58.658.320,03 às ações preferenciais classe “B”, correspondente a R$ 1,1665018258 por ação
preferencial classe “B”.

16
Data da Início do Valor por Cotação Dividend
UNIP3
aprovação pagamento ação R$ fechamento Yield
18/04/2018 ⁵ 30/04/2018 1,0604562053 28,95 3,66%
01/08/2017 ¹ 11/08/2017 0,0344637276 9,41 0,37%
24/07/2017 ² 20/12/2017 1,1727272700 11,00 10,66%
24/07/2017 ³ 08/08/2017 3,0499821600 11,00 27,73%
28/04/2017 ⁴ 12/05/2017 0,3265590400 9,49 3,44%

Data da Início do Valor por Cotação Dividend


UNIP5
aprovação pagamento ação R$ fechamento Yield
18/04/2018 ⁵ 30/04/2018 1,1665018258 28,58 4,08%
24/07/2017 ² 20/12/2017 1,2900000000 10,51 12,27%
24/07/2017 ³ 08/08/2017 3,3549803800 10,51 31,92%
28/04/2017 ⁴ 12/05/2017 0,4600000100 8,50 5,41%

Data da Início do Valor por Cotação Dividend


UNIP6
aprovação pagamento ação R$ fechamento Yield
18/04/2018 ⁵ 30/04/2018 1,1665018258 28,42 4,10%
01/08/2017 ¹ 11/08/2017 0,0379101004 8,86 0,43%
24/07/2017 ² 20/12/2017 1,2900000000 10,00 12,90%
24/07/2017 ³ 08/08/2017 3,3549803800 10,00 33,55%
28/04/2017 ⁴ 12/05/2017 0,3592149400 12,60 2,85%

¹ Relativo a destinação de lucros de 2016 complementar.


² Relativo a distribuição de reserva de lucros anteriores.
³ Relativo a distribuição de reserva de lucros anteriores.
⁴ Relativo a destinação de lucros de 2016.
⁵ Relativo a destinação de lucros de 2017.

17
8. ESTRUTURA ACIONÁRIA

Em 30 de junho de 2018

G5 Adm. de Vila Velha S.A. Fundos Geridos


Outros¹ Recursos LTDA Adm. e Participações e Luiz Barsi Filho
outros controladores
pela Verde

15,33% - ON 1,04% - ON 62,76% - ON 12,18% - ON 8,69% - ON


71,62% - PN 7,71% - PN 0,77% - PN 19,90% - PN 0,0% - PN
52,86% - Total 5,49% - Total 21,43% - Total 17,32% - Total 2,90% - Total
Total Total

Unipar
Carbocloro
S.A.

87,8% Total
Outros
12,2% Total (Free Float)

Unipar
Indupa
S.A.I.C

99,99% Total 58,0% Total 42,0% Total Albanesi

Unipar Solalban
Indupa do Brasil
S.A. Energia S.A.

18
ANEXO I – Demonstrações dos Resultados
Demonstrações dos Resultados - Consolidado 1S18 1S17 Var. (%)
AV (%) AV (%)
(em milhares de Reais) (A) (B) (A)/(B)
Receita operacional líquida 1.775.263 100% 1.464.330 100% 20%
Custo dos produtos vendidos (1.110.329) -63% (1.024.097) -70% 8%
Lucro bruto 644.934 36% 440.233 30% 46%
Despesas com vendas (75.014) -4% (86.604) -6% -13%
Despesas administrativas (95.223) -5% (96.449) -7% -1%
Outras receitas (despesas) operacionais, líquidas (11.990) -1% (57.818) -4% -79%
Ajuste de preço de aquisição 48.935 3% - 0% -
Resultado de equivalência patrimonial 289 0% (44.517) -3% -101%
Lucro antes do resultado financeiro, imposto de renda e 511.931 29% 154.844 11% 231%
contribuição social
Receitas (Despesas) financeiras líquidas (132.430) -7% (44.684) -3% 196%
Receitas financeiras 95.895 5% 36.973 3% 159%
Despesas financeiras (228.325) -13% (81.657) -6% 180%
Lucro antes do impostos de renda e da contribuição social 379.501 21% 110.161 8% 244%
Imposto de renda e contribuição social (corrente) diferido (144.233) -8% (50.559) -3% 185%
Lucro líquido do exercício 235.268 13% 59.602 4% 295%

Demonstrações dos Resultados - Controladora 1S18 1S17 Var. (%)


AV (%) AV (%)
(em milhares de Reais) (A) (B) (A)/(B)
Receita operacional líquida 582.800 100% 477.462 100% 22%
Custo dos produtos vendidos (253.992) -44% (246.558) -52% 3%
Lucro bruto 328.808 56% 230.904 48% 42%
Despesas com vendas (23.606) -4% (29.496) -6% -20%
Despesas administrativas (50.229) -9% (56.039) -12% -10%
Outras receitas (despesas) operacionais, líquidas (929) 0% 20.204 4% -
Ajuste de preço de aquisição 48.935 - - - -
Resultado de equivalência patrimonial 50.054 9% (37.751) -8% -233%
Lucro antes do resultado financeiro, imposto de renda e 353.033 61% 127.822 27% 176%
contribuição social
Receitas (Despesas) financeiras líquidas (26.559) -5% (12.727) -3% 109%
Receitas financeiras 18.849 3% 16.852 4% 12%
Despesas financeiras (45.408) -8% (29.579) -6% 54%
Lucro antes do impostos de renda e da contribuição social 326.474 56% 115.095 24% 184%
Imposto de renda e contribuição social (corrente) diferido (96.845) -17% (55.253) -12% 75%
Lucro líquido do exercício 229.629 39% 59.842 13% 284%

19
ANEXO II – Balanços Patrimoniais
Ativo – Consolidado 30/06/2018 AV 31/03/2018 AV 31/12/2017 AV Var. (%) Var. (%)
(em milhares de Reais) (A) (%) (B) (%) (C) (%) (A)/(B) (A)/(C)
Ativo total 4.094.219 100% 4.273.966 100% 3.466.377 100% -4% 18%
Ativo circulante 1.850.045 45% 1.957.546 46% 1.109.867 32% -5% 67%
Caixa e equivalentes de caixa 140.834 3% 230.275 5% 78.559 2% -39% 79%
Aplicações financeiras 772.439 19% 844.641 20% 323.243 9% -9% 139%
Contas a receber de clientes 642.138 16% 613.590 14% 459.758 13% 5% 40%
Impostos a recuperar 52.278 1% 52.578 1% 48.701 1% -1% 7%
Estoques 215.968 5% 185.580 4% 180.668 5% 16% 20%
Despesas antecipadas 10.649 0% 13.492 0% 1.663 0% -21% 540%
Outros ativos circulantes 15.739 0% 17.390 0% 17.275 0% -9% -9%
Ativo não circulante 2.244.174 55% 2.316.420 54% 2.356.510 68% -3% -5%
Ativo realizável a longo prazo 141.511 3% 150.948 4% 157.426 5% -6% -10%
Impostos a recuperar 13.087 0% 17.212 0% 21.675 1% -24% -40%
Estoques 42.350 1% 41.774 1% 40.812 1% 1% 4%
Depósitos judiciais 42.383 1% 42.383 1% 43.164 1% 0% -2%
Imposto de renda e contribuição social diferidos 10.806 0% 17.757 0% 19.773 1% -39% -45%
Outros ativos não circulantes 32.885 1% 31.822 1% 32.002 1% 3% 3%
Investimentos 15.379 0% 20.861 0% 21.817 1% -26% -30%
Imobilizado 1.803.469 44% 1.859.384 44% 1.890.682 55% -3% -5%
Intangível 283.815 7% 285.227 7% 286.585 8% 0% -1%

Passivo – Consolidado 30/06/2018 AV 31/03/2018 AV 31/12/2017 AV Var. (%) Var. (%)


(em milhares de Reais) (A) (%) (B) (%) (C) (%) (A)/(B) (A)/(C)
Passivo total 4.094.219 100% 4.273.966 100% 3.466.377 100% -4% 18%
Passivo circulante 1.240.696 30% 1.357.655 32% 1.151.821 33% -9% 8%
Fornecedores 179.136 4% 200.036 5% 212.142 6% -10% -16%
Empréstimos e Financiamentos 584.342 14% 598.254 14% 437.279 13% -2% 34%
Salários e encargos sociais 74.452 2% 98.801 2% 96.850 3% -25% -23%
Imposto de renda e contribuição social 51.365 1% 32.714 1% 7.903 0% 57% 550%
Outros impostos e contribuições a pagar 62.387 2% 55.597 1% 32.040 1% 12% 95%
Dividendos a pagar 10.616 0% 100.042 2% 100.148 3% -89% -89%
Demandas judiciais 154 0% 319 0% 329 0% -52% -53%
Energia elétrica 200.947 5% 197.605 5% 186.253 5% 2% 8%
Débito com terceiros 9.136 0% 4.003 0% 170 0% 128% 5.274%
Passivo ambiental 9.844 0% 14.597 0% 17.889 1% -33% -45%
Outros passivos circulantes 58.317 1% 55.687 1% 60.818 2% 5% -4%
Passivo não circulante 1.625.006 40% 1.697.503 40% 1.241.725 36% -4% 31%
Empréstimos e Financiamentos 694.374 17% 828.910 19% 403.089 12% -16% 72%
Imposto de renda e contribuição social 743 0% 11.210 0% 4.089 0% -93% -82%
Imposto de renda e contribuição social diferidos 243.426 6% 235.592 6% 207.127 6% 3% 18%
Obrigações com benefícios de aposentadoria 41.570 1% 44.462 1% 44.522 1% -7% -7%
Demandas judiciais 90.153 2% 96.812 2% 105.360 3% -7% -14%
Débito com terceiros 527.478 13% 454.955 11% 452.660 13% 16% 17%
Passivo ambiental 27.262 1% 25.562 1% 24.878 1% 7% 10%
Patrimônio Líquido 1.228.517 30% 1.218.808 29% 1.072.831 31% 1% 15%
Capital social 384.331 9% 384.331 9% 384.331 11% 0% 0%
Ações em tesouraria (14.879) 0% (14.879) 0% (14.879) 0% 0% 0%
Reservas de lucros 580.224 14% 579.807 14% 579.807 17% 0% 0%
Lucros acumulados 229.629 0% 158.506 0% - 0% 0% 0%
Outros resultados abrangentes no período (27.323) -1% 25.717 1% 41.666 1% 0% -166%
Participação dos acionistas não controladores 76.535 2% 85.326 2% 81.906 2% -10% -7%

20
Ativo – Controladora 30/06/2018 AV 31/03/2017 AV 31/12/2017 AV Var. (%) Var. (%)
(em milhares de Reais) (A) (%) (B) (%) (C) (%) (A)/(B) (A)/(C)
Ativo total 2.667.636 100% 2.851.709 100% 2.206.223 100% -6% 21%
Ativo circulante 905.583 34% 1.019.144 36% 390.326 18% -11% 132%
Caixa e equivalentes de caixa 89.419 3% 199.807 7% 49.474 2% -55% 81%
Aplicações financeiras 599.795 22% 634.470 22% 181.454 8% -5% 231%
Contas a receber de clientes 137.636 5% 127.493 4% 102.960 5% 8% 34%
Impostos a recuperar 26.402 1% 23.997 1% 23.371 1% 10% 13%
Estoques 37.871 1% 24.036 1% 31.375 1% 58% 21%
Despesas antecipadas 3.985 0% 3.754 0% 627 0% 6% 536%
Outros ativos circulantes 10.475 0% 5.587 0% 1.065 0% 87% 884%
Ativo não circulante 1.762.053 66% 1.832.565 64% 1.815.897 82% -4% -3%
Ativo realizável a longo prazo 63.461 2% 63.367 2% 63.806 3% 0% -1%
Impostos a recuperar 3.655 0% 3.978 0% 4.442 0% -8% -18%
Estoques 17.423 1% 17.006 1% 16.200 1% 2% 8%
Depósitos judiciais 42.383 2% 42.383 1% 43.164 2% 0% -2%
Investimentos 548.760 21% 611.792 21% 587.274 27% -10% -7%
Imobilizado 872.805 33% 879.553 31% 886.133 40% -1% -2%
Intangível 277.027 10% 277.853 10% 278.684 13% 0% -1%

Passivo – Controladora 30/06/2018 AV 31/03/2018 AV 31/12/2017 AV Var. (%) Var. (%)


(em milhares de Reais) (A) (%) (B) (%) (C) (%) (A)/(B) (A)/(C)
Passivo total 2.667.636 100% 2.851.709 100% 2.206.223 100% -6% 21%
Passivo circulante 522.325 20% 584.311 20% 535.036 24% -11% -2%
Fornecedores 26.625 1% 23.458 1% 34.714 2% 14% -23%
Empréstimos e Financiamentos 285.372 11% 265.604 9% 239.403 11% 7% 19%
Salários e encargos sociais 23.203 1% 33.822 1% 29.606 1% -31% -22%
Imposto de renda e contribuição social 31.965 1% 20.320 1% - 0% 57% 0%
Outros impostos e contribuições a pagar 25.544 1% 23.795 1% 18.018 1% 7% 42%
Dividendos a pagar 10.616 0% 100.042 4% 100.148 5% -89% -89%
Energia elétrica 108.919 4% 108.487 4% 107.322 5% 0% 1%
Outros passivos circulantes 10.081 0% 8.783 0% 5.825 0% 15% 73%
Passivo não circulante 993.329 37% 1.133.916 40% 680.262 31% -12% 46%
Empréstimos e Financiamentos 677.494 25% 823.055 29% 387.504 18% -18% 75%
Imposto de renda e contribuição social diferidos 243.426 9% 235.592 8% 207.127 9% 3% 18%
Obrigações com benefícios de aposentadoria 2.926 0% 3.229 0% 3.334 0% -9% -12%
Demandas judiciais 69.483 3% 72.040 3% 82.297 4% -4% -16%
Patrimônio Líquido 1.151.982 43% 1.133.482 40% 990.925 45% 2% 16%
Capital social 384.331 14% 384.331 13% 384.331 17% 0% 0%
Ações em tesouraria (14.879) -1% (14.879) -1% (14.879) -1% 0% 0%
Reservas de lucros 580.224 22% 579.807 20% 579.807 26% 0% 0%
Lucros acumulados 229.629 9% 158.506 6% - 0% 45% 0%
Outros resultados abrangentes no período (27.323) -1% 25.717 1% 41.666 2% -206% -166%
Participação dos acionistas não controladores - 0% - 0% - 0% - -

21
ANEXO III – Capacidade de Produção
Unipar Unipar Unipar
Produtos / Serviços Total
Carbocloro Indupa Brasil Indupa Argentina
Cloro Líquido 355 mil t/a 160 mil t/a 165 mil t/a 670 mil t/a
Soda Cáustica Líquida e em Escamas 400 mil t/a 180 mil t/a 186 mil t/a 756 mil t/a
PVC (policloreto de vinila) - 300 mil t/a 240 mil t/a 540 mil t/a
VCM (MVC – cloreto de vinila) - 317 mil t/a 248 mil t/a 565 mil t/a
Dicloroetano EDC 140 mil t/a 406 mil t/a 431 mil t/a 977 mil t/a
Ácido Clorídrico 630 mil t/a 37 mil t/a - 667 mil t/a
Hipoclorito de Sódio 400 mil t/a 60 mil t/a 12 mil t/a 472 mil t/a

22
ANEXO IV – Demonstrações dos Fluxos de Caixa
Demonstrações dos Fluxos do Caixa Controladora Consolidado
(em milhares de Reais) 1S18 1S17 1S18 1S17
Fluxo de caixa das atividades operacionais
Lucro líquido do exercício 229.629 59.842 235.268 59.602
Ajustes ao lucro líquido
Depreciação e Amortização 35.167 34.257 73.409 72.601
Resultado de Ativos 13 271 14 228
Provisão para Demandas Judiciais 2.680 267 112 4.790
Provisão de Juros e Outros Encargos sobre Empréstimos 42.794 22.480 155.323 52.140
Rendimentos de Aplicações Financeiras - Mantidas até o Vencimento - - - -
Provisão para Crédito de Liquidação Duvidosa (140) (57) 3.842 (731)
Provisão para Ajuste de Estoque - - (4.039) (589)
Resultado Equivalência Patrimonial (50.054) 37.751 (289) 44.517
Impostos de Renda e Contribuição Social Diferidos 44.841 24.245 49.271 5.618
Reversão da provisão atuarial - Multa FGTS e Aviso Prévio - (19.765) - (19.765)
Provisão de Encargos de Energia Elétrica 2.010 15.136 6.380 24.707
Provisão para reestruturação - - - 65.774
306.940 174.427 519.291 308.892
Variações nos ativos e passivos
Contas a Receber de Clientes (34.537) (14.146) (152.446) (69.601)
Impostos a Recuperar (2.244) 3.884 5.011 10.629
Estoques (6.558) (2.552) (31.639) (49.209)
Outros Ativos (13.230) (1.873) 45.072 (29.183)
Fornecedores (8.056) (9.221) (67.492) (24.399)
Salários e Encargos Sociais (6.402) (6.976) (22.397) (18.338)
Impostos, Taxas e Contribuições 7.526 845 30.347 (251)
Imposto de Renda e Contribuição Social 53.478 24.779 82.879 36.984
Obrigações de Benefícios aos Empregados (483) (669) (3.027) (311)
Outros Passivos (10.870) (22.952) (14.559) (35.062)
(21.376) (28.881) (128.251) (178.741)

Caixa gerado pelas atividades operacionais 285.564 145.546 391.040 130.151


Imposto de renda e contribuição social pagos (20.014) (19.427) (36.727) (31.386)
Caixa liquido gerado pelas atividades operacionais 265.550 126.119 354.313 98.765
Fluxo de caixa das atividades investimentos
Aplicações Financeiras Líquidas de Resgates (418.342) (21.536) (449.197) (86.323)
Caixa na aquisição de ações de minoritário - 11.668 - 11.668
Compras de Imobilizado e Intangível (10.597) (15.900) (59.332) (40.505)
Caixa gerado (aplicado) nas atividades de investimentos (428.939) (25.768) (508.529) (113.503)
Fluxo de caixa das atividades de financiamento
(131.188) (349.943) (285.805)
Pagamento de Empréstimos/Debêntures
(135.350)
Pagamento de Juros e Outros Encargos (38.139) (33.765) (61.286) (44.044)
Dividendos Pagos (89.115) (29.199) (89.115) (29.199)
Obtenção de Empréstimos 461.776 150.000 725.480 291.215
Caixa líquido gerado pelas (aplicado nas) atividades de financiamento 203.334 (48.314) 225.136 (67.833)

Variação Cambial s/ Caixa e Equivalentes - - (8.645) (1.717)


Aumento (redução) de caixa e equivalentes de caixa, líquidos 39.945 52.037 62.275 (84.288)
Caixa e equivalente de caixa no início do exercício 49.474 197.832 78.559 383.346
Caixa e equivalente de caixa no final do exercício 89.419 249.869 140.834 299.058

23