Você está na página 1de 39

APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1

1 - As coincidências
Se sentindo perdido? Não é só você. Todos começam a procurar
mais sentido para a vida. Comece a prestar mais atenção às
coincidências que ocorrem a seu redor, elas são sincronizadas com
uma verdade maior, completamente espiritual. Devemos ter a
consciência de que não há coincidências. Vamos prestar atenção a
tudo o que acontece, todas as sincronicidades. Quantas vezes já não
exclamamos: "Que coincidência!" ? É como se estivéssemos em
determinada sintonia e, nela, ouvíssemos tudo o que estivesse
tocando. Não necessariamente com os ouvidos. Parece que quanto
mais tempo sintonizados, mais forte é a música que escutamos e
mais freqüentes se tornam as sincronicidades. Ao nos
conscientizarmos da coincidência estamos nos sintonizando com o
mistério do princípio fundamental da ordem no universo.
Contemplamos nossa vida e percebemos que existem mais
coisas acontecendo do que imaginávamos. Além das nossas rotinas e
desafios do dia-a-dia, podemos detectar a influência do elemento
divino: "coincidências significativas" que parecem estar nos enviando
mensagens e nos conduzindo a uma direção particular. No início
apenas vislumbramos essas coincidências enquanto passamos
rapidamente por elas, praticamente sem notá-las. Finalmente,
porém, começamos a diminuir a velocidade e examinar mais de perto
esses eventos. Receptivos e alertas, somos mais capazes de detectar
o evento sincronístico seguinte.
As coincidências parecem fluir e refluir, algumas vezes
avançando rapidamente numa rápida sucessão, outras nos deixando
quietos. Contudo, sabemos que descobrimos o processo da alma que
guia nossa vida para a frente.Observe nossa cultura de forma
histórica. Da preocupação com a origem da vida, passamos à
preocupação com o conforto material.
Agora, no século 21, estamos exaustos desta preocupação.
Estamos preparados para descobrir o propósito pelo qual estamos
aqui. Se observarmos dentro de um contexto histórico, as
coincidências querem nos mostrar algo. Devemos tomar consciência
de que nossa percepção das misteriosas coincidências da vida é uma
ocorrência histórica significativa. Depois do colapso da visão de
mundo medieval, perdemos a segurança oriunda da maneira como a
Igreja explicava o universo. Por conseguinte, há quinhentos anos,
decidimos coletivamente nos concentrarmos em dominar a natureza,
em usar nossa ciência e tecnologia para nos acomodarmos no
mundo. Pusemo-nos então a criar uma segurança secular destinada a
substituir a certeza espiritual que perdêramos. Para nos sentirmos
mais seguros, sistematicamente afastamos e negamos os aspectos

3
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
misteriosos de vida no planeta. Fabricamos a ilusão de que vivíamos
num universo totalmente explicável e previsível, no qual eventos
acidentais não tinham nenhum significado.
Para manter a ilusão, tendemos a negar qualquer indício do
contrário, a restringir a pesquisa científica dos eventos paranormais,
e a adotar uma atitude de absoluto ceticismo. Explorar as dimensões
místicas tornou-se quase um tabu. Aos poucos, contudo, um
despertar teve início. Nosso despertar não é nada menos do que nos
libertarmos da preocupação secular da era moderna, e abrirmos
nossa mente para uma visão nova e mais verdadeira do mundo.
2 - A energia espiritual
Perceba o quando todo o mundo está vibrando em uma energia
espiritual. Observe que tudo vibra energia e que você pode vibrar e
conectar energia positiva. Você pode projetar energia positiva em
você e ao seu redor. O Universo é pura energia. Tudo é energia e nós
somos co-criadores, mediante nossos pensamentos, dessa energia.
Ao admirarmos a beleza, seja na natureza ou pessoas, ao nos
esforçamos para ver o belo em tudo, elevamos nossa energia, como
se a consciência da energia a fizesse aumentar.
Quando nos transferimos para uma vibração mais alta, as
mensagens tendem a chegar mais rapidamente. Quando usamos
nossos dons e habilidades com a intenção correta, as coisas vêm até
nós. Ao contemplarmos o mundo que nos cerca, não mais podemos
pensar que tudo é composto de substância material.
A partir das inúmeras descobertas da física moderna e da
crescente síntese com a sabedoria do oriente, estamos começando a
perceber o universo como um vasto campo de energia, um mundo
quântico no qual todos os fenômenos estão interligados e respondem
uns aos outros.
A partir da sabedoria do pensamento oriental, sabemos que
temos acesso a essa energia universal. Podemos projetá-la para fora
com nossos pensamentos e intenções, influenciando nossa realidade
e a realidade dos outros. Vivemos em constante disputa por energia,
que pode vir dos outros que, inconscientemente dominamos com o
objetivo de sugar a energia que precisamos para nos sentir bem.
Temos que reconhecer a competição que há entre nós, pela
energia, mesmo inconscientemente. Os seres humanos, com
freqüência, rompem sua ligação interior com a energia cósmica. Em
decorrência disto, nos sentirmos fracos e inseguros, e com freqüência
procuramos nos reerguer sugando a energia de outros seres
humanos. Fazemos isso tentando manipular ou dominar a atenção
dos outros. Quando conseguimos conquistar à força a atenção de
uma pessoa, somos impulsionados pela energia dela, o que nos torna

4
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
mais fortes mas enfraquece a outra pessoa. Com freqüência os outros
se rebelam contra essa usurpação da sua força, gerando uma luta
pelo poder. Todos os conflitos do mundo têm origem nessa luta pela
energia humana. A chave para resolver esse conflito mundial por
energia é conseguir uma conexão mística com uma energia universal,
cuja fonte é inesgotável. Esta conexão se dá ao sentirmos amor por
nós mesmos e pela humanidade.

Dramas de Controle
Os dramas de controle são as artimanhas que podem ser usadas para
adquirir energia de outrem. São posturas adotadas pelas pessoas,
predominando, geralmente, uma dessas sobre as demais. Esses
dramas de controle se baseiam no medo - que é energia negativa - e,
quando nos conscientizamos do nosso, temos a chance de
transformá-lo, combatê-lo, fortalecendo a nossa ligação com a
energia universal. As nossas experiências traumáticas ao longo da
vida, principalmente na infância, bloqueiam nossa habilidade em nos
conectar com essa energia universal. Estas experiências geram nossa
tendência a lutar para absorver energia alheia através dos dramas de
controle, que convergem sempre pra um ou vários dos papéis citados
abaixo:
Intimidador – é aquela pessoa que faz ameaças, seja verbal ou
fisicamente, obrigando os outros, pelo medo, a prestar atenção nele,
em conseqüência dando energia. É um drama muito agressivo.
Interrogador – as pessoas que usam essa maneira de adquirir
energia encenam um drama de fazer perguntas e sondar o mundo de
outra pessoa, com o propósito específico de descobrir alguma coisa
errada. Assim que fazem isto, criticam esse aspecto da vida da outra
pessoa. Se essa estratégia der certo, a pessoa criticada é atraída
para o drama, se vê intimidade perto do interrogador, prestando
atenção ao que ele faz e pensando nisso, para não fazer nada errado
que o interrogador perceba. A deferência psíquica dá ao interrogador
a energia que ele precisa.
Distante – sua maneira de trazer energia para si, é criar na cabeça
um drama durante o qual se isola e parece misterioso e cheio de
segredos. Diz a si mesmo que está sendo cauteloso, mas o que faz na
verdade é esperar que alguém seja atraído para esse drama e tente
imaginar o que se passa com ele. Quando alguém faz isso, ele se
mantém vago, obrigando a pessoa a lutar e cavar para discernir seus
verdadeiros sentimentos. Quando a pessoa faz isso, dedica toda a
atenção a ele e lhe transmite a energia.

5
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
Coitadinho de Mim – é aquele que conta todas as coisas horríveis
que já aconteceram com ele, insinuando que talvez você seja o
responsável, e que se você se recusar a ajudá-lo essas coisas
horríveis vão continuar, ele busca controlar no nível mais passivo. (
Nunca se viu com alguém que o faz se sentir culpado quando está em
presença dele, mesmo sabendo que não existe nenhum motivo para
se sentir assim?).

Torne-se ciente da dinâmica familiar que criou seu drama de


controle e assim você poderá focar em suas questões essenciais,
tornando sua vida muito além de uma síntese da vida de seus pais.
Uma vez clareado os traumas, você pode conseguir energia através
da meditação, da contemplação e da conexão com a energia divina.
Compreendendo as questões básicas da sua vida, você começará
uma viagem para um mundo onde intuições, sonhos e coincidências
sincronizadas acontecerão para guiar sua própria evolução e
transformação pessoal.
Busque a conscientização de que as coincidências têm nos
conduzido o tempo todo à realização da nossa missão e à busca da
nossa questão vital básica. Devemos entrar na corrente, fazendo o
que gostamos, seguindo a intuição. Esta é a experiência da ligação
interior com a energia divina. Ao explorar e seguir nossa divindade
interior podemos estabelecer um contato pessoal com um tipo de
experiência mística.
Em nossa busca deste estado alterado, distinguimos entre a
descrição intelectual desta consciência e a consciência em si. Sob
este aspecto, aplicamos certas medidas experimentais que indicam
que estamos em conexão com esta energia espiritual. Por exemplo,
sentimos o corpo leve? Sentimos uma leveza nos pés?
Experimentamos uma intensificação da percepção como cores,
aromas, sabores, sons e um senso de beleza mais vívidos?
Experimentamos um senso de unidade, uma total segurança? E acima
de tudo, vivenciamos o estado de consciência que chamamos de
amor? Não em relação a alguém ou a alguma coisa, mas como uma
constante sensação que sustenta nossa vida. Não queremos mais
apenas falar a respeito da consciência mística. Temos a coragem de
pôr em prática essas medidas para realmente buscar esta união com
o divino. É esta conexão com a energia total que resolve todos os
conflitos. Não mais precisamos da energia dos outros.
Quanto mais permanecemos ligados, mais tomamos consciência
dos momentos em que perdemos a ligação, geralmente quando
estamos sob tensão. Nestes momentos, podemos perceber nossa
maneira particular de roubar energia dos outros. Tão logo nos

6
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
tornamos conscientes das nossas manipulações, nossa ligação torna-
se mais constante e podemos então descobrir nosso caminho de
crescimento na vida, bem como nossa missão espiritual, o modo
pessoal pelo qual podemos contribuir para o mundo.
3 - Os Grupos Espirituais
Esta evolução não pode ser feita de forma solitária, então
comece a praticar uma ética interpessoal de aproximação e troca de
experiências com aqueles que cruzam seu caminho. Converse com as
pessoas que cruzam olhares espontaneamente com você, evite
relacionamentos de co-dependência. Esteja presente na vida
daqueles que te cercam. Preste atenção nos dramas de controle das
pessoas. Em grupo, deixe falar a voz da intuição , do espírito,
atentando para não ouvir nem exteriorizar a voz do ego.
É o momento da descoberta de que a maior parte das
sincronicidades tem lugar através das mensagens que nos são
trazidas por outras pessoas, e que uma nova ética espiritual com
relação ao semelhante estimula essa sincronicidade. Se não
competirmos energeticamente com as outras pessoas, e
permanecermos ligados a energia mística interior, podemos elevar a
vibração dos outros com a nossa energia, focalizando a beleza em
cada rosto, enxergando o gênio superior de cada indivíduo com quem
entramos em contato.
A energia que transmitimos ao eu superior conduz a outra
pessoa a uma consciência mais plena de quem ela é e do que está
fazendo, aumentando a possibilidade de que uma mensagem
sincrônica possa ser comunicada. Elevar as vibrações dos outros é
especialmente importante quando interagirmos com um grupo, uma
vez que toda a energia do grupo penetra naqueles que se vejam
intuitivamente estimulados a falar. Também é importante usar esta
ética ao cuidarmos das crianças e interagirmos com elas. Para elevar
as vibrações das crianças, precisamos nos dirigir a sabedoria do seu
eu e tratá-las com integridade.
Precisamos tomar cuidado nos relacionamentos românticos para
que a ligação eufórica do amor não substitua nossa ligação com a
energia mística interior. Esta euforia amorosa sempre degenera numa
luta pelo poder pois as duas pessoas ficam viciadas uma na outra
pela obtenção de energia.Nosso propósito aqui é envolver de energia
todos que estão neste plano. Menos pessoas e mais florestas nos
ajudarão a sustentar a nossa energia e acelerar nossa evolução. A
tecnologia já faz boa parte do nosso trabalho. Quando mais
valorizarmos os insights espirituais, mais poderemos conectar a
energia divina e caminharmos estreitamente no contato com a
divindade.

7
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
4 - O Reiki e o Fluxo da energia.
A energia flui entre as pessoas e os psicólogos buscam um
motivo: dominar o outro faz o dominador se sentir poderoso e
esperto. Quando alguém domina fisicamente a gente, retira nossa
capacidade de pensar, ficamos sem energia e sem clareza mental
para combatê-la. É o resultado da sensação de insegurança e da
necessidade de roubar energia dos outros para se sentir bem. Assim
que os seres humanos compreenderem sua luta, começaremos
imediatamente a transcender este conflito. Começaremos a nos livrar
da disputa por simples energia humana, pois poderemos afinal,
receber a energia de outra fonte.
Receber o Reiki é uma alternativa poderosa e eficaz para
auxiliar neste processo. Através do Reiki, conectamos à energia
cósmica, universal, que chamamos de “ki”. E dela passamos a
absorver a energia necessária ao nosso equilíbrio. O tratamento com
o Reiki auxilia as pessoas a abandonar este processo de luta por
sugar a energia dos outros. Não devemos nos esforçar para amar.
Mas deixar que o amor nos penetre. Quando apreciamos a beleza e o
aspecto único das coisas, recebemos energia. Quando chegarmos a
um nível onde sentimos amor, podemos então mandar a energia de
volta.
O papel do amor foi mal compreendido durante muito tempo. O
amor não é algo que devemos fazer para ser bons ou tornar ou tornar
o mundo um lugar melhor, por alguma abstrata responsabilidade
moral, ou porque devemos desistir do nosso hedonismo. Se ligar na
energia provoca emoção, depois euforia, depois amor. Encontrar
bastante energia para conservar este estado de amor, sem dúvida,
faz bem ao mundo, porém, mais diretamente a nós. O Reiki é a
revelação de outra fonte de energia de onde podemos tirar tudo o
que necessitamos.
5 - O que é o Reiki?
O Reiki pode ser definido como a maneira de se conectar e
emitir o “ki” uma energia vital, espiritual e cósmica. O “ki” é uma
energia inteligente, presente no universo e que está disponível para
todos aqueles que o conectarem, basicamente é espiritual mas
desassociado de doutrinas ou práticas religiosas.
Nosso corpo é um sistema energético, e o fluxo de energia que
o envolve, quando é interrompido, afeta tanto a estrutura física
quanto a emocional e a espiritual. A bioenergia é conhecida em
diversos sistemas de tratamento holístico, como acupuntura,
quiroprática, reflexologia e yoga.
O Reiki é um sistema de cura descoberto por Mikao Usui. Ele
recebeu a intuição do Reiki durante uma reclusão meditativa no

8
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
monte Kurama, no Japão, em 1914. Hoje é considerado o melhor
sistema para canalizar energia para outras pessoas. O Reiki foi
sistematizado por Dr Chujiro Hayashi, que padronizou o sistema
conhecido por Usui Reiki Ryoho, abrindo uma clínica em Tókio e
usando um modelo guia de tratamento. A grande divulgadora do
Reiki no ocidente foi a Sr. Hawayo Takata, que recebeu o Reiki no
Japão em 1930 e começou a praticá-lo no Haway. Daí para frente, o
Reiki se espalhou pelo ocidente.
Os praticantes do Reiki recebem uma iniciação que os permite
canalizar a energia cósmica. Usando uma série de posturas com as
mãos, eles distribuem esta energia ao longo do corpo físico e
espiritual dos pacientes. Ajudando desbloquear, equilibrar e regular o
fluxo energético para otimizar a integração entre o paciente e a
energia cósmica. Intuições permitem aos Reikianos postar suas mãos
nos locais onde o paciente mais precisa de tratamento. A energia age
no corpo físico, emocional ou espiritual dependendo da necessidade
do ser que está em tratamento.
O Reiki ajuda ao seu corpo relaxar e equilibrar, melhorando as
funções respiratórias, digestivas, circulatórias, metabólicas, enfim,
todas as funções físicas que necessitam de ajuda. O Reiki limpa os
bloqueios que causam os desequilíbrios nos canais energéticos em
que nosso corpo opera. Se a energia central está bloqueada, seu
corpo manifestará o bloqueio através de sintomas físicos ou
emocionais.
O Reiki é um dos caminhos onde podemos conseguir nosso
equilíbrio físico e emocional, restaurando a saúde e controlando o
stress ou os sintomas de problemas físicos e crônicos. O Reiki é um
complemento ao tratamento médico tradicional ou homeopático, e é
atualmente praticado em diversos hospitais, clínicas médicas e
consultórios do Estados Unidos e em todo o mundo.

6 - O Despertar para Vida dentro o Reiki:


Despertar para a vida espiritual não é um processo intelectual,
que se realiza através de um curso, a leitura de um livro ou
determinada experiência física. O despertar para a vida espiritual é
um processo de coração, de alma, que nem sempre está vinculado
claramente a um fato específico na vida física, pois a relação entre
nossas atitudes e vivências físicas e o reflexo das mesmas no plano
espiritual é implícita e diversas vezes, incompreensível a um primeiro
momento.
A iniciação ao Reiki, apesar de ser tratada como curso em
diversos setores da prestação de serviços, não se limita a uma
explanação de técnicas de imposição de mãos e aulas sobre o

9
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
funcionamento dos chakras. O iniciado em Reiki não é um técnico, e
sim um canal. Como canal ele deve ser preparado, energizado,
sintonizado espiritualmente com a fonte energética cósmica (ki), para
aí sim poder emanar o Reiki para aqueles aos quais ele for tratar.
Trabalhando então com esse pressuposto, podemos perceber que
existe um processo que é puramente espiritual relacionado com a
iniciação ao Reiki, e a este processo está associado a preparação
intelectual, que se dá através do estudo sério e meticuloso dos
diversos aspectos esotéricos ao Reiki relacionado.
Apesar de haver toda uma estrutura temporal associada a
iniciação, relacionada a dias de duração do “curso”, palestras
preparatórias e estudo prévio de literatura, existe uma estrutura
atemporal e espiritual relacionada a iniciação, que percebemos como
uma iniciação no plano espiritual. Acreditamos que a pessoa iniciada
em qualquer caminho espiritual quer seja religioso, esotérico, ou
terapêutico é previamente preparada através de diversas situações
na vida para chegar ao nível energético adequado à recepção desta
iniciação.
Esta iniciação no plano espiritual acontece previamente à
iniciação no plano físico e pode ser sentida de diversas formas. Uma
delas é a exoneração: alguns tem seu corpo físico purificado das
energias densas através de diarréias, vômitos, enxaquecas que
certamente passado um período de 21 dias da iniciação tendem a
cessar. A exoneração é uma purificação, uma limpeza do corpo,
natural e espontânea. Outro grande indício da iniciação no plano
espiritual está relacionado à sincronicidade: observe as coincidências
ao seu redor. Mais pessoas falarão sobre Reiki com você, você verá
símbolos ( propagandas, imagens, divulgações da técnica)
relacionados ao Reiki ao seu redor.
É possível até que você tenha encontrado na turma que estará
se iniciando com você conhecidos de longa data, que você jamais
imaginava encontrar novamente. Mas o mais importante indício da
iniciação no plano espiritual é a conexão com o divino. Você já pode
perceber a conexão? Se sente mais alerta quanto à energia dos
ambientes? Percebe mais o humor e a situação emocional dos outros
ao seu redor? Consegue sentir mais a beleza das paisagens, das
pessoas e animais que visualiza? Faça o teste e perceberá que, caso
o Reiki for realmente sua escolha e caminho, algum destes sinais
estará acontecendo com você.
Ora então, vamos então pensar sobre o texto acima. Se
estamos tratando de uma energia espiritual para a qual seremos
preparados e purificados para canalizar, termos claramente
responsabilidades com a mesma, correto?

10
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
Toda iniciação traz muitos direitos, mas principalmente
deveres. Aquele que procura a iniciação deve ter essa consciência e
se preparar para exercer e cumprir as seguintes premissas
relacionadas:
6.1 - Morte do egoísmo:
O iniciado deve preparar-se para abandonar qualquer vestígio
de orgulho e vaidade no seu trabalho espiritual. Faz parte deste
comportamento evitar elogios desnecessários, auto-promoção,
relatos incessantes de quantas pessoas você já foi canal da cura, etc.
Os feitos de um iniciado são guardados no baú do silêncio, baú este
que deverá ser aberto apenas na sua prestação de contas com a
divindade, após sua estada na terra. O iniciado deve buscar a
simplicidade no vestir e na oralidade. Salvo em momentos de rituais
muito específicos, o iniciado não deve fazer do seu lugar de trabalho
ou de suas vestimentas rituais um ambiente de teatralidade e
ostentação.
6.2 - Amor Universal:
Por sermos seres encarnados somos susceptíveis a paixões. As
paixões têm morada no desejo sexual. Elas se iniciam com a
descoberta do outro como o nosso objeto de desejo e na completa
interdependência energética quando é ou não correspondida.
Algumas paixões, com o equilíbrio do desejo, se transformam em
amor sexual. O amor sexual é aquele sentimento de extremo carinho,
companheirismo, afeto e desejo sexual saudável que desenvolvemos
por alguém que nos apaixonamos. Mas nada disso é amor universal.
O amor universal é o que sentimos pelo nosso planeta, pela nossa
raça e por todo o ser vivente, entendendo que cada um deles é parte
de Deus e que, por existir, reflete a beleza do criador. É o sentimento
do amor universal que deve reinar e unir paciente e terapeuta.
Qualquer outro sentimento de amor pode confundir um pouco as
coisas e seria indicado que o paciente recebesse Reiki de outro
terapeuta.

6.3 - Pedir trabalho para ter merecimento


Normalmente as pessoas chegam ao trabalho espiritual
munidas de grandes expectativas. Porém o tempo, que é nosso maior
juiz, vai mostrando a realidade intrínseca a todos nós, a respeito da
expectativa da realização de nossos anseios como pagamento pelo
trabalho espiritual feito em prol do outro.
Este é um dos maiores erros do sensitivo. Primeiro vem o
trabalho, as responsabilidades espirituais e a dedicação. Depois vem
o merecimento para conquistar nossos anseios.

11
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
6.4 - Na impossibilidade da santidade, o caminho do meio
Nesta vida de encarnado, não adianta ser tão perfeito nem tão
imperfeito. Se você for demasiadamente bom a terra não será o seu
lugar, e se você for demasiadamente rui, a polícia te pegará. Sendo
assim, procure sempre o caminho médio, pois ele o conduz à
traquilidade.
6.5 - Hierarquia e respeito àquele que chegou antes
Devemos respeitar nossos superiores, nossos mestres e todos
os praticantes de Reiki dos níveis superiores ao nosso, com atenção
mútua sempre.
7 - Os mestres cósmicos e as fontes cósmicas de energia.
O nosso universo é repleto de seres espirituais responsáveis
pela harmoniosa evolução tanto da raça humana, quanto de outras
raças encarnadas em outras galáxias.
Estes seres conhecem nossa história evolutiva, e assistiram de
perto toda a nossa vitória na implantação da via, a criação de nossas
espécies, e a evolução das mesmas até a formação da humanidade.
Diversos destes seres, por diversas vezes estiveram no nosso planeta
para auxiliar como os grandes líderes espirituais direcionadores da
nossa evolução espiritual enquanto encarnados. Todos nos deixaram
o legado de agir, curar, fazer milagres através da força espiritual da
qual somos herdeiros. Todos, os mestres estavam falando da Energia
Cósmica, Universal. Uma energia que agora podemos conectar de
uma forma mais adaptada a nossa cultura ocidental. O Reiki é um
legado dos mestres superiores cósmicos.
Ao Receber a iniciação no Reiki devemos ter consciência que
todo o legado destes mestres, de acordo com o nosso proceder, será
passado. Nós poderemos e devemos ter respeito e carinho com a
experiência que qualquer um deles, sem exceção, tentou profetizar.
Lembrar que a toda boa nova existem repressões, distorções,
sacrifícios, martírios, dores e muita intuição para que a mesma torne-
se expressiva de forma coletiva. Todos os mestres cósmicos são
importantíssimos, independente se vieram de culturas européias,
gregas, asiáticas, africanas ou se nem sabemos de onde são ou se
sequer já estiveram na terra encarnados. Sabemos que um mestre
cósmico é importante pelo tamanho do amor que ele emite.
Um grande passo do iniciado é buscar esse mestre cósmico.
Buscar munido da consciência que os mestres superiores mandam
emissários menores para o representarem. Você não deve buscar o
contato de forma repentina e muito menos ritualística. O Mestre
aparecerá para você quando você estiver pronto. Um fora de preparar
o terreno é a meditação, chamada por nós do Reiki de meditação
Gassho.

12
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
Meditação Gassho: Ao fazer suas orações diárias, faça-as de
pernas cruzadas, com as costas apoiadas na parede, contraindo sua
musculatura abdominal de forma que as costas ( principalmente a
coluna lombar) estejam apoiadas. Nessa postura, você deve prestar a
atenção no seu chakra do esplênico, imaginando que o mesmo faz
uma união através de cordões de luz com toda a rede de Reikianos
existente no mundo. E nessa rede também estão conectados os
Mestres Cósmicos. Faça essa Meditação durante no mínimo 2
músicas. Deixe a energia trafegar entre os mestres cósmicos e você.
Sinta a energia fluir e vir.
Além da meditação, a prática da caridade através do Reiki, na
eterna rotina do dar e receber, faz com que recebamos sentimentos
de muita gratidão das pessoas, energias confortadoras que vão, com
o tempo nos preparando vibracionalmente para o contato com os
nossos mestres.

7.0 - O Reiki e o ato de cura

O dom de curar é algo sonhado e buscado em todas as cultuas


espirituais do planeta. O ato e processo de cura é o ápice da Fé, do
milagre, do encontro da criatura com o criador. Através da redenção,
prostração e entrega de seus males e doenças aos “cuidados” diretos
do criador, a criatura mantém em si apenas o de bom, o de limpo.
Este processo pode ser observado em diversos casos de curas
milagrosas existentes em diversas culturas religiosas.
O ato de cura pode ser então observado como um ato de
recepção, pelo terapeuta, da energia da doença, através de algum
processo de transmissão. Percebemos “recepção” e não absorção,
pois essa energia doente é trabalhada, convertida e sutilizada através
da transmutação, que é um processo que inverte a polaridade de
alguma energia, transformando fluídos doentes em saudáveis, por
exemplo.
A transmutação de uma energia pode ser feita de diversas
formas. O principio básico da transmutação é a queima pelo fogo : do
latim igne natura renovatur intrega – o fogo renova a natureza
inteira. Podemos conseguir a transmutação de energias aplicando-
lhes mentalmente, uma visualização clara de uma fogueira que as
queima, mentalizado em conjunto que tudo de ruim existente ali está
transformado em algo bom e positivo para ser devolvido ao paciente.
Para executarmos um processo de transmutação completamente,
precisamos do auxílio de nosso mestre cósmicos, que será a fonte de
energia transmutadora que precisamos.

13
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
Cada mestre cósmico tem cores e chamas próprias para lidar
com os processos transmutadores. Um grande mestre cósmico pode
ser Saint German, que emite a chama violeta, outro pode ser
Yemanjá, que emite a chama azul esverdeado. Perceba que a
conexão que existirá entre um iniciado e seu mestre é que definirá
por exemplo, a cor mais apropriada para ele. Até que o canal se
estabeleça entre mestre cósmico e discípulo para o recém iniciado,
ele deve usar a chama recomendada pelo mestre ( no caso do
Núcleo : Arcanjo Miguel – azul e amarelo ).
8.0 - O aprendizado e as iniciações:

O aprendizado de Reiki é feito em três níveis, sendo que é


realizada uma iniciação específica para cada um deles:

Reiki I
Os canais de energia são abertos e o iniciado aprende as posições
básicas do tratamento no corpo físico, permitindo o aplicar a energia
Reiki em si e nos outros.

Reiki II
É o momento em que o discípulo aprende os primeiros três símbolos
de cura:
a) o potencializador;
b) o símbolo para tratamento do emocional;
c) o símbolo para tratamento à distância e deslocamento no tempo e
no espaço

Reiki III
É o nível de mestrado, no qual o discípulo pode ingressar após
aprender e praticar extensivamente os ensinamentos recebidos nos
níveis anteriores. Recebe mais três símbolos ligados diretamente a
iniciação. Este nível costumeiramente é dividido em III-A – Mestre
Curador e III-B – Mestre Instrutor. A diferença está na autorização ou
não para fazer a sintonização, ou seja, ensinar as técnicas Reiki e
formar novos praticantes.

Em cada nível do Reiki recebe-se símbolos através de


sintonização específica, podendo,após, trabalhar com o aspecto da
energia Reiki que ele representa.

14
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
9.0 - O processo de iniciação

O processo de iniciação deve ser feito por um mestre


devidamente habilitado, é uma cerimônia sagrada. O contato com a
energia universal é restabelecido através da ativação dos centros
energéticos superiores (chakras), fazendo com que nossa vibração e
freqüência aumentem e transformem-se, passando a níveis mais
elevados.
Com a iniciação, as mãos irradiam vibrações que fluem a partir
da cabeça, quando estão em contato com áreas em desarmonia. As
mãos estão aptas para emanar energia Reiki. Este é o momento
sublime de renascimento das faculdades curadoras em um indivíduo.
A responsabilidade pela manutenção dessa perfeita harmonia
energética é de cada um de nós, para que possamos ser canais
adequados para essa energia.

10.0 - Os vinte e um dias

Depois de cada sintonização em cada um dos três níveis, o


estudante talvez perceba o processo de purificação psíquica, pois a
freqüência vibratória liberada do corpo físico e etérico causam um
certo desconforto, à medida que ocorre a liberação/depuração/
desbloqueio. Este processo pode levar cerca de vinte e um dias.
A sintonização do Reiki, em qualquer nível, harmoniza nossos
veículos da consciência, amplificando a freqüência vibratória que
acelera os processos depurativos das energias negativas,
transubstanciando-as para energias amorosas, que passam a tonificar
nossos sistemas orgânicos, gerando um certo desconforto psíquico,
inicialmente.
As mudanças vibracionais são rápidas, mas o ajuste leva de
três a sete dias, para que esta energia se mova por entre cada um
dos sete chakras principais, mesmo sabendo-se que a
concentração/abertura ocorra principalmente entre o cardíaco e o
coronário, os chakras inferiores se ajustam de forma simultânea.
Nos vinte e um dias posteriores a sintonização, recomenda-se a auto-
aplicação do Reiki para facilitar a circulação energética.
Alguns dos sintomas que podem ocorrer durante os vinte e um
dias de purificação incluem sonhos, sensações estranhas, mudanças
emocionais, mudanças físicas, desintoxicação, mudança de hábitos,
desarranjos intestinais, gástricos, urinários, deixar de fumar, de
beber, etc.

15
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
11.0 - O que o Reiki pode oferecer a você e os outros

 Realinhamento dos centros de energia (chakras)


 Maior clareza mental
 Redução do stress
 Assistência no equilíbrio das emoções
 Remoção das toxinas do sistema
 Remoção de bloqueios
 Aceleração de todos os processos biológicos da cura (ação
sobre a causa)
 Remoção de ligações espirituais "indesejadas" (obsessão
espiritual)
 Cirurgia psíquica
 Cura de vidas passadas
 Cura à distância
 Expansão da Consciência
 Para as mulheres, maior controle dos sintomas pré-mestruais e
combate a TPM

12.0 – Os Chakras

1- BÁSICO - MULADHARA CHAKRA - O nome muladhara significa,


em sânscrito, o suporte da raiz. Esse chakra, que possui a cor
vermelha, situa-se na base da coluna vertebral, entre os genitais e o
ânus. Corresponde ao plexo sacro, na base da coluna, e está ligado
às glândulas supra-renais, que segregam a adrenalina. É nele que
está armazenada a energia ígnea conhecida como kundalini, cujo
despertar e posterior caminho ascensional através dos chakras, leva
o ser humano ao estado de iluminação suprema, também conhecido
como nirvana (não é à toa que essa região é chamada sacra, que
significa sagrada em latim). Este lótus aparece circundado por quatro
pétalas e o bija mantra (som) que ativa este centro é LAM. Sua
função é a sobrevivência, sustentação e postura perante o mundo.
Seu elemento é a terra e rege as pernas, os pés, os ossos e o
intestino grosso. Equilibrando esse chakra, surge o desejo de
experiências e informações agindo como força motivadora, um
ímpeto básico para o desenvolvimento individual.

2 - ESPLÊNICO - SWADHISTHANA CHAKRA - O nome


swadhisthana significa, em sânscrito, o fundamento de si próprio.
Esse chakra, que possui a cor laranja, situa-se na raiz dos órgãos
genitais, quatro dedos abaixo do umbigo. Corresponde ao plexo
prostático e está ligado às gônadas (glândulas sexuais). Este lótus

16
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
aparece circundado por seis pétalas e o bija mantra (som) que ativa
este centro é VAM. Sua função é a sexualidade e a criatividade,
regendo nossas sensações, sentimentos e a aceitação do que o
Universo nos oferece. Seu elemento é a água e rege os rins, sistema
reprodutor, sistema circulatório e bexiga. Equilibrando esse chakra,
adquiri-se a capacidade de usar a energia criativa e sustentada para
elevar-se às artes refinadas e às relações puras, tornando-se livre da
luxúria, ira, ganância, insegurança e ciúme.

3 – PLEXO SOLAR – MANIPURA CHAKRA - O nome manipura


significa, em sânscrito, a cidade da jóia. Esse chakra, que possui a
cor amarela, situa-se na região lombar, acima do umbigo.
Corresponde ao plexo solar e está ligado ao pâncreas. Este lótus
aparece circundado por dez pétalas e o bija mantra (som) que ativa
este centro é RAM. Sua função é a vontade, poder e modo como
agimos e
nos colocamos no mundo. Seu elemento é o fogo e rege o sistema
digestivo, fígado, baço, estômago e intestino delgado. O equilíbrio
desse chakra trará a compreensão da fisiologia, do funcionamento
interno do corpo e do papel das glândulas de secreção interna em
relação às emoções humanas. A concentração no umbigo, centro de
gravidade do corpo, impede a indigestão, constipação e todos os
problemas da região intestinal. Consegue-se uma vida longa e
saudável. Perde-se o egoísmo. A fluidez vinda pelo segundo chakra
assume a forma de praticabilidade e organização. Atinge-se o
controle da fala, podendo expressar as idéias de maneira muito mais
eficaz. O equilíbrio do Chakra Manipura é o serviço abnegado, isto é
servir sem esperar recompensas.

4 - CARDÍACO - ANAHATA CHAKRA - O nome anahata significa,


em sânscrito, o som não produzido. Esse chakra, que possui a cor
verde, situa-se na região do tórax, entre a quarta e a quinta
vértebra. Corresponde ao plexo cardíaco e está ligado ao timo, que é
a glândula responsável pelo funcionamento do sistema imunológico.
Este lótus aparece circundado por doze pétalas e o bija mantra (som)
que ativa este centro é YAM. É nosso chakra de doação de AMOR ao
Universo. Seu elemento é o ar e rege o pulmão, coração, braços e
mãos. Evoluindo através do quarto chakra, domina-se a linguagem, a
poesia e todos os empreendimentos verbais, bem como os desejos e
funções físicas. A pessoa torna-se senhor de si mesmo, ganhando
sabedoria e força interior. As energias masculina e feminina ficam
equilibradas, e a resolução das duas interagindo fora do corpo
cessam como problema, pois todas as relações tornam-se puras. Os

17
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
sentidos são controlados, e a pessoa flui livremente, sua vida passa a
ser uma fonte de inspiração para os outros pois descobrem a paz e a
calma em sua presença

5 - LARÍNGEO - VISHUDDHA CHAKRA - O nome vishuddha


significa, em sânscrito, o grande purificador. Esse chakra, que possui
a cor azul, situa-se na garganta. Corresponde ao plexo laríngeo e
está ligado às glândulas tireóide e paratireóide, que regulam o
metabolismo do corpo. Este lótus aparece circundado por dezesseis
pétalas e o bija mantra (som) que ativa este centro é HAM. Sua
função é a inspiração, a criatividade e a comunicação. O seu avesso
está diretamente relacionado com nossa vida profissional. Seu
elemento é o éter, também conhecido pelo nome de akasha, e rege o
pescoço e os ombros. O equilíbrio desse chakra produz calma,
serenidade e pureza, voz melodiosa, comando da fala e dos mantras
e a capacidade de escrever poesias.

6 - FRONTAL - AJNA CHAKRA - O nome ajna significa, em


sânscrito, o chakra do comando. Esse chakra, que possui a cor anil
(azul escuro), situa-se no intercílio, que é a região localizada entre as
sobrancelhas (este é o famoso "terceiro olho", que os hindus
destacam através do uso de jóias ou tatuagens no meio da testa).
Corresponde ao plexo cavernoso e está ligado à glândula pituitária
(hipófise), que é responsável pela segregação da endorfina (hormônio
tranqüilizante que causa uma agradável sensação de bem-estar).
Este lótus aparece circundado por duas pétalas e o bija mantra (som)
que ativa este centro é OM. Sua função é a sabedoria interior,
controle, percepção, intuição e a clarividência. Não possui elemento
relacionado e rege os olhos e a memória. Equilibrando esse chakra a
pessoa torna-se unidirecionada .

7 - CORONÁRIO - SAHASRARA CHAKRA - O nome sahasrara


significa, em sânscrito, o lótus das mil pétalas. Esse chakra, que
possui a cor violeta, situa-se no alto da cabeça. Corresponde ao plexo
cerebral e está ligado à glândula pineal (epífise), que é responsável
pela produção de melatonina (substância que regula o sono e outros
ritmos biológicos). Este lótus aparece circundado por mil pétalas, o
que significa que para ele convergem mil nadis (dutos de energia).
Rege o cérebro e não possui nenhum bija mantra (som) e elemento
relacionado. Sua função é a espiritualidade e a iluminação. Este
chakra só é ativado quando a energia ígnea conhecida como kundalini
chega até ele, após ter atravessado e ativado os outros seis chakras,
fazendo com que a pessoa atinja o nirvana (iluminação e libertação).

18
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
Portanto, o equilíbrio deste chakra se dá somente após todos os
outros.

13.0 - OS CINCO PRINCÍPIOS

1- SOMENTE POR HOJE NÃO TE PREOCUPES


Deus a tudo provê nas nossas vidas, conforme nosso trabalho e
nosso merecimento. Devemos colocar nas mãos dele nossos
infortúnios, preocupações e dores, confiando na providência divina
que nos sonda, nos conhece. Seguir em frente com o trabalho a que
nos destinamos, não importa o tamanho do obstáculo.

2- SOMENTE POR HOJE NÃO TE ABORREÇAS


A paciência com o outro e com a vida é uma virtude dos sábios, uma
meta a ser conseguida por todos nós. Toda e qualquer situação
vivida, tanto nas limitações pessoais quanto nas limitações de
convivência com o outro, existe para a nossa evolução, resignação e
aprendizado. Devemos sempre ter discernimento para fazer nossas
escolhas sobre o que vamos permitir ou não para nossas vidas,
porém, nas situações de atrito de idéias, devemos procurar sempre a
resolução com calma, respeito e tranqüilidade.

3- HONRA TEUS PAIS, MESTRES E IDOSOS


Nossos pais, embora com defeitos e erros, visam (ou visaram) o
melhor para cada um. Em um último caso, se isto não ocorreu,
devemos olhar pelo lado kármico, e/ou entender que mesmo assim,
foi prometido em níveis sutis, que seria permitido sua vinda à este
mundo através da concepção deles. E mais, que fosse dado o ventre
de sua mãe para que tudo se processasse. Hoje você está envolvido
com o aprendizado do Reiki e com a vida, porque foi permitido que
você encarnasse através deles. Nunca esqueça desta importância
deles em sua vida. Portanto honre-os.
Os mestres espirituais estão encarregados da nossa evolução. Por
isto, honrá-los é uma honra. Os mestres Reiki também devem ser
honrados, embora o nome “mestre” seja sinônimo de: estar apto a
iniciar pessoas no Reiki. Nunca critique, para que não ser criticado.
Respeite todos os mestres, independentemente da linhagem.
Os idosos já viveram uma vida cheia de tudo e merecem o respeito
de todos. Rugas, cabelos brancos, significam marcas do aprendizado
da vida. Mesmo que não tenham aprendido nada, não julgue, para
que não seja julgado. Respeite-os e honre-os mesmo se não
evoluíram. Eles estão dando o exemplo vivo da possibilidade de não

19
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
crescer em uma vida... E isto, você não deve fazer, ou seja, eles
também estão ensinando-te. Honra teus pais, mestres e idosos.

4- GANHE TUA VIDA HONESTAMENTE


Tudo aquilo que conquistamos por mérito próprio, sem provocar mal
em nenhum ser vivente, nos vai ser benéfico tanto no retorno
material quando no crescimento espiritual. A honestidade deve ser
vivida em sua amplitude maior, com todo o esforço e
amadurecimento possível. O trabalho, qualquer que seja, deve ser
encarado como uma oportunidade abençoada e única de sustento.

5- TENHA AMOR POR TUDO QUE É VIVO


Tudo está vivo, porém vibrando em diferentes níveis de energia,
portanto, amar tudo que é vivo, é amar toda a criação de Deus, e
assim, amá-Lo.

13.0 - As posições para a aplicação do Reiki

Não há posições exatas na técnica Reiki, pois a energia "busca" o


desequilíbrio, porém há posições pré-definidas, próximas aos
chakras. Caso sinta vontade, mude as mãos para onde sua intuição
apontar, pois ela é seu maior mestre.

Particularmente recomendamos a seguinte seqüência: 1) olhos; 2)


têmporas; 3) parte posterior da cabeça; 4) garganta; 5) coração; 6)
rins; 7) plexo solar e 8) chakra sexual. Se achar conveniente
continue aplicando nos joelhos, tornozelos e nos pés.

Aplicar nas posições das costas é recomendável, mas opcional.

20
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1

Bibliografia:

Moreira,Plínio Ganzer e Mattos,Luis Franklin – Reiki Sistema Usui


Shiki Hyoho – Disponível em (reikibr.dataek.net/digo-
rs/reikibr/Reiki_I_05082003.pdf) acessado em 26/02/2009

Redfield,James - A Profecia Celestina – Editora Sextante,1996.

Assunção, Alexander – Apostila de Reiki – Impressão Própria, 2009.

21
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1

APENDICE A

A HISTÓRIA DO REIKI – (retirada na íntegra da Apostila de


Reiki do Mestre Alexander Assunção)

No final do século XIX, o Dr. Mikao Usui trabalhava na universidade


cristã de Doshisha, em Kyoto, Japão, como reitor. Era sacerdote e,
durante uma aula, um dos alunos o questionou:
- O senhor aceita tudo que está contido na Bíblia Sagrada?
- Sim, disse Mikao Usui.
- Na Bíblia consta que Jesus Cristo curava doentes e andava sobre
as águas. O senhor acredita porque viu acontecer ou porque
somente está escrito?
- Eu acredito, embora nunca ter visto.
- Para o senhor, esta fé cega é suficiente pois, o senhor já viu sua
vida e sente-se seguro. Para nós que estamos prestes a iniciar
nossa vida de adulto e que temos muitas dúvidas e preocupações
isto não é suficiente. É preciso que vejamos estas coisas com
nossos próprios olhos.
Havia uma tradição que falava que quando um professor não
soubesse responder a um questionamento de um aluno, teria que se
demitir, e assim o Dr. Usui o fez. Viajou para os Estados Unidos e fez
doutorado em Escrituras Sagradas (Chicago) onde buscava o segredo
das curas feitas por Jesus Cristo. Nada encontrou. Voltou ao Japão ao
descobrir que Buda também curava. Nos mosteiros budistas, os
monges diziam que estavam muito preocupados com a cura do
espírito, e não com a do corpo.
Enfim, encontrou um monge que também se interessava na cura do
corpo. Dr. Usui solicitou sua permanência no mosteiro zen budista,
pesquisando Sutras sagrados. Ainda não havia encontrado. Estudou
chinês, para pesquisar os Sutras chineses, também sem êxito.
Estudou sânscrito, para pesquisar escrituras sem tradução.
Localizou um documento escrito por um discípulo de Buda, os
símbolos e mantras, contendo as técnicas de cura de Buda. Faltava o
poder para usá-los.
Ao retornar ao mosteiro o monge sugeriu que meditasse para
descobrir como poderia adquirir o poder para usar os conhecimentos.

22
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
Dr. Usui subiu uma das montanhas sagradas, colocando vinte e uma
pedras ao seu redor. Cada dia que passava ele arremessava uma
pedra. Ao final dos vinte e um dias, já a noite, cansado e faminto, fez
uma oração veemente e atirou a última pedra. Uma luz veio dos céus
e o atingiu na testa arremessando-o ao chão. Dr. Usui, meio em
transe, viu bolas de luz com os símbolos vistos nos Sutras em
sânscrito.
Ao sair do estado de transe sentiu que não estava cansado, nem
faminto e que estava com muito vigor, ao contrário do que percebia
minutos atrás. Descendo a montanha, tropeçou numa pedra que
arrancou sua unha do dedão do pé. Ao sentir a dor e o sangramento,
segurou o pé e em minutos a dor passou e o sangramento foi parado.
Realmente possuía o dom de curar.
Continuando a descida, parou em um albergue para comer. O dono,
ao ver o estado de suas roupas e físico, notou que Dr. Usui havia
passado muitos dias em jejum. Fez uma sopa leve para que não o
fizesse mal. Quando a sua filha veio entregar-lhe o alimento notou
que estava com o rosto inchado. Então, ao questioná-la do porque do
inchaço, ela respondeu que era uma dor de dente que durava dias.
Dr. Usui perguntou-lhe se podia tocar seu rosto. Ao permitir, notou
que em alguns minutos a dor havia passado. Ao terminar a refeição
Dr. Usui foi pagar e o dono do albergue não aceitou, dizendo que
seria pelo que havia feito pela sua filha.
Ao chegar no mosteiro, o monge sentia dores de artrite que foram
eliminadas pelas mãos do Dr. Usui. Trabalhou durante sete anos na
favela curando pessoas. Fez viagens e, ao retornar ao Japão, notou
que haviam pessoas que ele ajudou com suas técnicas, que voltaram
para a favela. Ao perguntá-los porque estavam naquela vida,
responderam que eram menores as responsabilidades vivendo
naquela situação. Dr. Usui notou que a cura física ocorria, porém os
valores continuavam os mesmos.
Ao meditar, foram passados os cinco princípios do Reiki, para que se
processassem a cura da mente. Passou a ensinar somente aqueles
que se interessavam e que estavam dispostos a mudar seus
conceitos.
Um de seus alunos, um oficial aposentado da marinha,
comprometeu-se profundamente com os ensinamentos do Reiki. Ao
final de sua vida Dr. Usui o reconheceu mestre de Reiki, a quem lhe
confiou todos os princípios e a essência dos ensinamentos. Seu nome
era Chujiro Hayashi.

23
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
Sr. Hayashi fundou uma clínica em Tóquio, onde praticava e ensinava
Reiki. Em 1935, uma mulher havaiana que deveria ser operada de
tumor, visitou sua clínica, e ao receber diariamente sessões de Reiki
por alguns meses, notou que o tumor havia desaparecido. Ficou tão
interessada no Reiki que resolveu aprendê-lo. Seu nome era Hawayo
Takata. Ao sentir que Sra. Takata estava pronta, Sr. Hayashi liberou-
a para retornar ao Hawai.
Sr. Hayashi viajou para o Hawai, para visitá-la e intensificar os
treinamentos dela. Em 1938, Sra. Takata foi iniciada no mestrado no
Usui System of Natural Healing, e tornou-se sua sucessora. No
ocidente, difundiu o Reiki e iniciou sua neta Phyllis Lei Furumoto. Já
em 1979 era mestra. Após a morte de Hawayo Takata, em 1980, sua
neta se tornou sua sucessora.
A partir daí algumas associações foram criadas, porém com os
mesmos princípios e a essência do Reiki mantida intacta.

APENDICE B

HISTÓRIA DO REIKI (Retirada na íntegra da Apostila de Reiki


dos Mestres Plinio Moreira e Luis Mattos)

Desde sempre, todos os praticantes de Reiki nutrem uma enorme


simpatia e curiosidade sobre o fundador do sistema, Mikao Usui. Da
mesma forma, sempre houve uma grande curiosidade acerca da
história do Reiki, do seu desenvolvimento e da influência da vida de
Usui, nas práticas do Reiki.

Na seqüência desta crescente curiosidade, algumas pessoas


começaram a canalizar teorias acerca destas questões e, nesta
seqüência, o Reiki começou a ser descrito como oriundo do Tibete, da
Atlântida, do Egito ou da Lemúria. Já se fez constar também, que os
fundadores originais do Reiki, são mestres ascensos, seres de outras
galáxias, um chinês de tempos remotos chamado Wei Chi, e muitos
outros.

Embora estas canalizações sejam interessantes e algumas delas


façam bastante sentido, faltam- lhes as evidências históricas que lhes
possibilitem serem observadas de um ponto de vista sério e rigoroso.

Movidos pela curiosidade e confusos com tantas teorias, alguns


mestres Ocidentais foram ao Japão constatar se aquilo que se dizia

24
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
sobre o Reiki era verdadeiramente real, acendendo luzes muito
interessantes sobre a realidade dos fatos, através de documentos
escritos, entrevistas com familiares de Mikao Usui ou mesmo através
da pedra memorial erguida ao criador do Reiki.

História do Reiki – Mikao Usui

Mikao Usui era, entre outras coisas, um monge budista. Nasceu no


Japão em 15 de agosto de 1865, numa pequena Vila designada
Taniai, Distrito de Yamagata, prefeitura de Gifu.

Segundo as investigações de Frank Arjava Petter, reveladas no seu


livro em parceria com Walter Lubeck e William Rand, “The Spirit of
Reiki”, Usui estudou Kiko (a versão japonesa do Chi Kung – uma
arte oriunda da China para melhorar a saúde através de meditação,
exercícios de respiração e exercício em movimento) quando era
jovem, num templo de Budismo Tendai, no monte Kurama, Norte de
Kyoto.

Nas práticas do Kiko usa-se a própria energia vital para a cura de


outras pessoas, ficando o doador dessa energia, desvitalizado, algo
que não foi do agradado a Mikao Usui e que terá feito nascer a
semente daquilo que hoje conhecemos como Dr. MIKAO USUI Reiki.
O criador do Sistema Usui de Cura Natural. Segundo William Rand
(no mesmo livro), Usui viajou depois por todo o Japão, China e
Europa em busca de conhecimento nas áreas da medicina, psicologia,
religião e desenvolvimento espiritual. Numa dessas etapas, juntou-se
a um grupo designado Rei Jyutu Ka , onde a sua formação acerca do
mundo espiritual foi fortificada. Todo o intenso e continuado interesse
no conhecimento teriam criado as fundações da incrível bênção que
deixou à humanidade.

A sua formação e clareza mental ajudaram- no a conseguir um


emprego como secretário de Shinpei Goto, então responsável de um
Departamento de Saúde e Bem Estar e mais tarde Presidente de
Kyoto. Aqui, Usui conheceu muitas pessoas influentes de todo o
Japão tendo iniciado um negócio por conta própria com bastante
sucesso.

Em 1914, o negócio começou a correr mal e Usui decidiu tornar-se


monge budista. Voltou, anos mais tarde, ao Monte Kurama, onde
tinha estado a estudar Kiko quando era jovem.

25
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
Usui iniciou então um retiro de vinte e um dias, onde jejuou, cantou,
orou e meditou.

Uma dessas meditações poderá ter sido ficar debaixo de uma cascata
do Monte Kurama com a água a cair sobre a cabeça, para abrir e
purificar o chakra da coroa, uma prática que é efetuada ainda hoje
pelos monges do Templo Kurama.

No final do retiro em março de 1922, Mikao Usui teve a sua


experiência de Satori (Iluminação) onde ficou sabendo de que forma
utilizar energia para a cura sem ficar desvitalizado. Usui aplicou então
a energia em si próprio e depois na sua família. Criou em abril de
1922 a escola que ainda hoje existe, Usui Reiki Ryoho Gakkai em
Tókio.

Usui desencarnou em 9 de março de 1926 em Fukuyama. Seus


poucos discípulos passaram a difundir a técnica seletamente no
Japão, só chegando ao Ocidente através de uma havaiana chamada
Hawayo Takata (1900-1980) que se submeteu a um tratamento com
Reiki devido a graves problemas de saúde (câncer). Depois de curada
ela passou alguns anos no Japão para aprender a técnica com Chujiro
Hayashi, um dos discípulos diretos de Usui. Voltando para sua terra
natal passou a ensinar e divulgar o Reiki no Ocidente (1938).

História do Reiki – Chujiro Hayashi

Está escrito na última morada do Dr. Usui, na pedra memorial do


túmulo que os seus alunos mandaram erguer, que o criador do Reiki
terá ensinado mais de 2000 pessoas; tendo algumas delas chegado
ao Nível Shinpiden, aquilo que se conhece hoje como Mestrado de
Reiki. No entanto dizia-se até pouco tempo no Ocidente (e ainda se
conta em algumas escolas) que o sucessor de Mikao Usui teria sido
Chujiro Hayashi, um outro fato que viria a verificar-se como
incorrecto.

Chujiro Hayashi era um oficial aposentado da Marinha que recebeu de


Usui os ensinamentos de Mestre Reiki em 1925, com 47 anos,
afastando-se depois da escola Usui Reiki Ryoho Gakkai e criando o
seu próprio método “Reiki Hayashi Shiki Ryoho” que significa: Método
de Cura Natural Reiki de Hayashi.

Hayashi abriu uma clínica de cura em Tóquio, onde terapeutas Reiki


trabalhavam em grupo e iam também à casa de pessoas

26
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
incapacitadas de se deslocarem à clínica. Uma das pessoas que
recorreu à clínica de Hayashi para se curar, em Shina No Machi, foi
Hawayo Takata.

Faleceu com 63 anos, em 10 de maio de 1941.

SAIBAM:

Um dos modos de Hayashi adquirir terapeutas para sua clínica era


fornecer o grau de nível um de sintonização em troca de três meses
de ajuda não remunerada.

Depois deste tempo ele ofereceria para os melhores estudantes o


segundo nível em troca de um compromisso adicional de nove de
meses. Aqueles que completassem esse ciclo teriam a chance de
adquirir o 4º símbolo. Depois de um compromisso adicional de dois
anos (o qual envolvia auxiliar Hayashi na sala de aula) eles
aprendiam sintonizações e tinham permissão para ensinar.

Portanto, duvide de quem afirma que é obrigatória uma troca


financeira para receber iniciações ou tratamento Reiki.

História do Reiki – Hawayo Takata

Hawayo Kawamuru (Takata, mais tarde) nasceu em 24 de Dezembro


de 1900, numa família de cortadores de abacaxi, na Ilha de Kauai,
Havaí, em Hanamaulu.

Casou-se com o tesoureiro de uma plantação, Saichi Takata, em


1917; foram felizes e tiveram duas filhas. Saichi Takata morreu de
um ataque cardíaco aos 32 anos, em outubro de 1930. Durante os
cinco anos seguintes, Hawayo Takata, viúva e com duas crianças
pequenas, passou a ter graves problemas de saúde entre os quais,
esgotamentos nervosos. Diagnosticou-se também uma doença de
fígado que exigia uma cirurgia, mas devido a problemas respiratórios,
o uso de anestésicos era contra- indicado. A sua saúde deteriorou-se
tendo-lhe os médicos afirmado que sem uma cirurgia, ela não
sobreviveria, mas, se praticada, ela morreria.

Mais tarde foi para o hospital Maeda, em Akasaka onde ficou


internada por várias semanas. Foi marcada a cirurgia. A essa altura,
foi também diagnosticada apendicite, um tumor e cálculos biliares.

Na noite anterior à intervenção cirúrgica, Takata ouviu uma voz


interior que disse: “A operação não é necessária”.Quando estava já

27
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
na mesa de cirurgia, ouviu de novo a voz e questionou o cirurgião se
não haveria outro método para a sua cura. O médico respondeu-lhe:

“Sim, se puder permanecer no Japão o tempo necessário”. Falou-lhe


então, sobre a clínica de Reiki de Chujiro Hayashi; Takata dirigiu-se
logo para lá. Em quatro meses, estava completamente curada no
nível físico, mental e espiritual.

Takata ficou tão maravilhada, que pediu que lhe passassem os


ensinamentos. De início foi recusada, não porque fosse mulher, mas
porque era estrangeira. Hayashi não queria que o Reiki fosse
praticado fora do Japão, naquele tempo, mas com a insistência de
Takata, cedeu.

Hawayo Takata, recebeu os ensinamentos de Reiki I, na primavera de


1936 juntando-se aos terapeutas que trabalhavam na clínica e, em
1937, recebeu os ensinamentos do Reiki II, voltando de seguida ao
Havaí onde inaugurou a sua primeira clínica Reiki em Kapaa, sendo
bem sucedida no seu trabalho.

No inverno de 1938, Chujiro Hayashi visitou Takata e juntos


empreenderam uma digressão no ensinamento e divulgação o Reiki.
Ela recebeu os ensinamento do Shinpiden (Mestrado), em 21 de
Fevereiro de 1938, tendo apresentado Hayashi nessa ocasião, a Sr. ª
Takata como Mestre / Professora e sua sucessora. Em 1939, Takata
inaugurou o seu segundo centro de Reiki em Hilo.

Graças a Takata, o Reiki espalhou-se então pelo Ocidente; depois do


Hawai, o resto dos Estados Unidos da América e finalmente para o
Canadá e Europa. Viveu até aos 80 anos,apresentando sempre uma
aparência jovial. Consta que formou centenas de pessoas no Reiki,
homens e mulheres. Faleceu em 11 de dezembro de 1980 .

História do Reiki – deturpações

Quando o Reiki foi introduzido no Ocidente foram inseridas algumas


alterações na história; algumas foram alterações “cirúrgicas” e de
extrema utilidade para que o Reiki se espalhasse por todo o planeta,
tal como o Dr. Usui desejava, outras perfeitamente dispensáveis.

As principais alterações foram as seguintes:

1 – “O Reiki é oriundo do Tibete” – O Reiki tem como base o trabalho


com uma energia cósmica universal e ao longo dos tempos, muitas

28
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
culturas têm trabalhado com energias cósmicas. Isso não significa
que qualquer trabalho com energias cósmicas universais seja Reiki.

Reiki foi criado por Mikao Usui na segunda década do século XX e tal
como Usui escreveu no seu manual (descoberto por Frank Arjava
Petter): “O meu Usui Reiki Ryoho é original, não existe nada como
este método no mundo. Por isso gostaria de mostrá-lo ao público
para que todos possam beneficiar-se dele, para que todos alcancem a
felicidade. O meu Reiki Ryoho é um método original baseado no
poder intuitivo existente no universo. Através deste poder, o corpo
torna-se mais saudável, a vida torna-se mais feliz e atinge-se a paz
de espírito.

Atualmente as pessoas necessitam de progredir e de reconstruir a


sua vida exterior e interiormente. Deste modo, divulgo o meu método
para ajudar todas as pessoas com doenças do corpo e da mente” .

Parece-nos, que a introdução do Tibete terá nascido devido a uma


onda de simpatia por aquele povo, o que faz muito sentido porque o
povo tibetano é na realidade admirável, mas que em nada contribuiu
para um sistema que já era completo e original.

2 – “O Dr. Usui era Professor Universitário de Teologia” – Um dos


primeiros mestres a tomar a iniciativa de ir ao Japão para investigar
as origens do Reiki foi o norte- americano William Rand, o qual, não
encontrou registos sobre Mikao Usui nem na Universidade de
Doshisha no Japão, como diretor, professor ou aluno, nem da sua
presença na Universidade de Chicago, nem de Usui ter recebido
qualquer diploma de qualquer das universidades. Rand, no seu livro
“Reiki: The Healing Touch, First and Second Degree Manual,
Southfield, Vision Publications, 1991”, mostra documentos recebidos
por fax das duas universidades, a corroborar estes fatos.

Segundo se sabe, Usui não tinha qualquer grau universitário e o título


de “Doutor” ter-lhe-á sido atribuído pelos seus alunos de Reiki,
devido ao enorme respeito que lhe tinham e também pela bênção que
deixou à humanidade que já proporcionou tantas e tantas curas.

3 – “O Dr. Usui era um Padre Cristão” – Sabe-se hoje que Usui


teve diversas profissões e que as suas ligações com religiões terão
passado pelas duas mais representativas do Japão, o Xintoísmo e o
Budismo.

Frank Arjava Petter descobriu também que o aspecto cristão da


história foi introduzido no Ocidente pela Senhora Takata, para que os

29
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
americanos aceitassem o Reiki. Quando a Sr. ª Takata “trouxe” o
Reiki para o Ocidente vivia-se a 2ª Guerra Mundial, com o eminente
envolvimento dos E.U.A. e Japão na mesma. Introduzir um sistema
de cura japonês nos E.U.A. sem moldar determinados aspectos talvez
fosse complicado.

Contudo, hoje se entende a sua posição e sabe-se que Mikao Usui era
budista e foi sepultado no Templo Saihoji em Tóquio – um templo de
pura terra Budista – e não Cristã.

4 – “O Dr. Usui viu os símbolos no último dia do retiro de vinte e um


dias” – Conta- se histórias fantásticas acerca do aparecimento dos
símbolos ao Dr. Usui no seu retiro de vinte e um dias, como por
exemplo: “veio uma luz do céu que lhe bateu fortemente no terceiro
olho que o deixou a ver milhões de bolas de cores arco-íris; depois
veio uma luz branca e intensa e os símbolos surgiram-lhe à sua
frente, em dourado”.

Sabe-se hoje que tal não se passou assim; os símbolos foram dos
últimos elementos a serem introduzidos por Mikao Usui no seu
sistema, devido ao fato dos seus alunos terem alguma dificuldade em
conseguirem ser canais para a Reiki. Entretanto o misticismo criado à
volta dos símbolos serviu e serve muitos interesses, desvirtuando em
alguns casos a pureza do Reiki.

Hoje, vivemos no século XXI, num contexto político, econômico e


social completamente distinto de há cem anos atrás e não há
necessidade de ocultar ou inventar verdades, mas sim, apresentar o
Reiki tal como ele é: simples!

APENDICE C MANUAL DE TRATAMENTO – Extraído na íntegra


da Apostila de Reiki do Mestre Alexander Assunção

O AUTO-TRATAMENTO

É muito importante que o (a) reikiano (a) faça auto-tratamento, para


que os desbloqueios e os efeitos da resistência sejam dissolvidos e
eliminados. Quanto mais auto-tratamentos, mais preparado (a) e
equilibrado (a) ficará o (a) reikiano (a), pois os níveis de consciência
e a energia espiritual aumentam. Você harmoniza emoções, e se
torna forte contra os ataques energéticos. O auto-tratamento oferece
equilíbrio e saúde para corpo, mente e espírito. Os corpos sutis ficam
mais resistentes à entrada de energias que não nos pertence. A luz
interna (própria) começa a se expandir, já que somos a “imagem e
semelhança do Pai”.

30
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
Não só para o auto-tratamento, mas para o tratamento de outras
pessoas, o tempo de aplicação de Reiki em cada ponto varia de três a
cinco minutos, podendo ser mudado de acordo com a intuição do (a)
reikiano (a) ou com a necessidade do (a) colaborador (a).

Existem posições e técnicas básicas para o auto-tratamento, porém


saliento mais uma vez que devemos ouvir nossa intuição. Antes
devem-se adotar algumas atitudes de suma importância para o (a)
reikiano (a): a sua preparação e a do local para o auto-tratamento.

PROCEDIMENTOS ANTERIORES

1- O local deve estar limpo e bem organizado;

2- Retirar relógios, pulseiras, anéis e cintos;

3- Harmonizar o ambiente de acordo com sua preferência:


músicas calmas (não é recomendado colocar músicas de tambores),
essências ou incensos, mentalizando a energia circulando nos cantos,
portas, janelas, teto, chão e na maca ou cama;

4- Desligar telefones, rádios, e evitar ser incomodado durante o


auto-tratamento;

5- Pedir mentalmente a presença e a proteção de Deus, de seus


mentores, anjo de guarda, eu superior, elementais, mentores do
Reiki e outros de acordo com sua crença, para que zelem pelo
tratamento, fazendo de você um canal puro e um instrumento do Pai;

6- Agradecer à todos eles;

7- Conectar-se à energia Reiki. Sugestão: (mentalmente) Com a


permissão de Deus, neste instante conecto-me à energia Reiki. Que
este tratamento seja conduzido de acordo com a vontade divina e
meu merecimento.

8- Deitar-se confortavelmente em decúbito dorsal, e, ao se tocar,


sentir muito carinho e amor por você. Não é uma obrigatoriedade,
mas de preferência, deite-se com a cabeça posicionada para o norte;

9- Colocar a ponta da língua no palato durante todo o tempo.

31
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
PROCEDIMENTOS POSTERIORES

1- Dizer mentalmente: entrego este tratamento na luz. Que ele se


manifeste segundo a vontade divina e meu merecimento. Agradeço a
Deus e a meus mentores, anjo de guarda, meu eu superior,
elementais, mentores do Reiki, outros de acordo com sua crença, por
terem tratado-me e protegido-me durante este tempo. Agradeço à
energia Reiki. Eu vos saúdo;

2- Desconectar-se da energia Reiki, colocando as mãos em prece


sobre o chakra cardíaco, e logo em seguida, abrir os dedos mantendo
as digitais juntas;

3- Lavar as mãos e braços até os cotovelos.

ATENÇÃO:

• Não tente direcionar a energia, conforme já dito;

• Beba água após o auto-tratamento. A água é o fluido divino e


sem ela não há vida e ajuda a limpar os corpos sutis e eliminar
toxinas.

• O auto-tratamento não cansa. Se isto ocorrer algo errado está


acontecendo, cabendo a você estudar ou procurar informações com
uma pessoa mais experiente.

• Nunca decorar para que serve cada posição. Para sua


informação é ótimo mas não se prenda a isto. Deixe que a energia o
(a) guie, colocando suas mãos onde precisa. Nós não temos noção da
amplitude energética que o Reiki atinge, seja ela ao nível de tempo,
espaço, energético, psíquico, mental, etérico, emocional, mental e
físico.

AUTO TRATAMENTO – TÉCNICA I

1- Seguir os procedimentos anteriores ao auto-tratamento;

2- Mãos sobre os olhos: visa energizar e harmonizar problemas de


visão, memória, dores de cabeça, sinusites, problemas respiratórios,
glândulas pineal e hipófise, tensões e stress, alergias, cérebro e

32
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
sistema nervoso e chakra frontal. Clareia a visão interna e das coisas
da vida, intuição, meditação e concentração.

3- Mãos sobre as têmporas: visa energizar e harmonizar


problemas de visão, memória, dores de cabeça, sinusites, tensões e
stress, ATM, cérebro e sistema nervoso. Equilibra a emoção e a razão
e melhora concentração.

4- Mãos na nuca e região posterior do crânio: visa energizar e


harmonizar problemas de memória, dores de cabeça, tensões e
stress, cérebro e sistema nervoso, hemorragia nasal, estado de
choque, chakra coordenador e frontal. Trabalha medos, autocrítica,
depressão e visão interna.

5- Mãos na garganta: visa energizar e harmonizar problemas que


envolvem a compreensão das lições divinas, vontades superiores,
distúrbios vocais e respiratórios, laringites e faringites, angina, raiva,
frustrações, glândula tireóide, tensões e chakra laríngeo. Trabalha a
resistência à mudanças na vida, e é ligado ao sentir, ouvir e falar.

6- Mãos no coração: visa energizar e harmonizar problemas de


coração, pulmões, linfa, timo, emocionais, circulação e chakra
cardíaco. Trabalha fraquezas e depressão.

7- Mãos no plexo solar (boca do estômago): visa energizar e


harmonizar problemas de estômago e sistema digestivo, dores
abdominais, problemas respiratórios, anemia, leucemia e diabetes,
tensões nervosas, linfa, depressão, stress, sentimentos e vontades e
chakra do plexo solar. Trabalha complexos de superioridade e
inferioridade, ansiedade, orgulho, raiva, força de vontade, inveja e
ciúme.

8- Mãos em cima do umbigo: visa energizar e harmonizar


problemas de estômago e sistema digestivo, dores abdominais,
anemia, leucemia e diabetes, tensões nervosas, linfa, depressão,
stress, sentimentos e vontades e chakra do plexo solar.

9- Mãos abaixo do umbigo (bexiga): visa energizar e harmonizar


problemas intestinais e sistema excretor, dores, prisão de ventre,
tensões nervosas, gônadas, menopausa e chakra esplênico. Trabalha
traumas emocionais, sexuais, e materialismo.

10- Mãos na região genital: visa energizar e harmonizar problemas


genitais e sistema excretor e chakra básico. Trabalha o medo,

33
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
necessidades básicas de sobrevivência, insegurança e com a
capacidade de lidar com as coisas da Terra.

11- Mãos nas costas (rins): visa energizar e harmonizar problemas


renais e sistema excretor, dores abdominais e lombares, depressão,
medos, estado de choque, chakra do plexo solar e esplênico.
Trabalha a autocrítica e problemas com relacionamentos.

Posições extras:

1- Mãos nas orelhas: visa energizar e harmonizar problemas em


todos os órgãos do corpo.

2- Mãos nas escápulas: visa energizar e harmonizar problemas


relacionados com tristeza, sistema respiratório, torcicolo, cervicalgia
etc, chakra cardíaco. Traz a sensação de acalento para pessoas
inseguras, trabalha frustrações, inflexibilidade, medo e pessoas que
tem muito senso de responsabilidade (equilibrando).

3- Mãos nas costas (acima dos rins): visa energizar e harmonizar


problemas na região toráxica e lombar, chakras cardíaco e plexo
solar. Trabalha problemas do dia a dia, medos, relacionamentos, TPM
e stress.

4- Mãos nas nádegas: visa energizar e harmonizar problemas em


todos os órgãos do sistema gênito-urinário e excretor, ciatalgias,
chakra esplênico e básico.

5- Mãos no cóccix: visa energizar e harmonizar problemas de


dores nas costas, coluna, ciatalgias, próstata, órgãos genitais,
sistema gênito-urinário e excretor, chakra básico. Trabalha o medo, a
insegurança, e a capacidade de lidar com coisas materiais ou
necessidades básicas.

6- Mãos na nuca e cóccix: polarização e circulação de energia pela


coluna.

7- Mãos nas virilhas/coxas: visa energizar e harmonizar pessoas


com pouca alegria.

8- Mãos entre as pernas: visa energizar e harmonizar pessoas com


pouca alegria e segurança.

9- Mãos nos joelhos: visa energizar e harmonizar pessoas


inflexíveis, ou com medo de caminhar, em geral. Libera emoções,

34
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
aumenta o amor próprio e a estabilidade energética na vida. Ligados
ao coração, trabalha o medo da morte. Na parte posterior trata
problemas com a mãe e de orgulho. Na parte anterior é recomendado
para pessoas com problemas relacionados à humildade.

10- Mãos nas panturrilhas: visa energizar e harmonizar pessoas


materialistas, possessivas, convívio com semelhantes, e problemas
oriundos da parte interna (psique) que manifestam estes bloqueios.

11- Mãos nos pés: visa energizar e harmonizar problemas relativos


ao passado e à mãe, (calcanhar); com o presente e você (meio);
problemas com o pai e com o futuro (ponta dos pés). Aterra as
pessoas que são muito pensativas e que vivem muito o plano
espiritual, conectando-as à Terra. Nos tornozelos, trabalha conflitos
sexuais, a insegurança e a capacidade de caminhar na vida.

12- Mãos em pontos doloridos ou onde a intuição o orientar

13- Seguir os procedimentos posteriores ao auto-tratamento;.

AUTO-TRATAMENTO – TÉCNICA II

1- Seguir os procedimentos anteriores ao auto-tratamento;

2- Mão direita no fígado, até o final do tratamento;

3- Mão esquerda, mantendo até ocorrer a harmonização:

• Chakra coronário;

• Chakra esplênico;

• Chakra do plexo solar;

• Chakra cardíaco;

• Chakra laríngeo;

• Chakra frontal;

4- Mãos no Chakra cardíaco;

5- Seguir os procedimentos posteriores ao auto-tratamento.

35
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
TRATAMENTO EM OUTRAS PESSOAS

PROCEDIMENTOS ANTERIORES

1- O local deve estar limpo e bem organizado;

2- Deitar o (a) colaborador (a), confortavelmente, em decúbito


dorsal, e, ao tocá-lo (a), sentir muito carinho e amor por ele (a).
Lembre-se: você está evoluindo através dele (a). Não é uma
obrigatoriedade, mas de preferência, o (a) colaborador (a) deve
deitar-se com a cabeça posicionada para o norte;

3- Retirar seus relógios, pulseiras e anéis. Sugerir ao (à)


colaborador (a) que retire relógios, pulseiras, anéis e cintos ;

4- Harmonizar o ambiente de acordo com sua preferência:


músicas calmas (não é recomendado colocar músicas de tambores),
essências ou incensos, mentalizando a energia circulando nos cantos,
portas, janelas, teto, chão e na maca ou cama. Se estiver atendendo
fora de seu consultório, faça somente o trabalho mental e energético,
a não ser que o (a) colaborador (a) também goste da sua forma de
harmonizar o ambiente;

5- Desligar telefones, rádios, e evitar ser incomodado (a) durante


o tratamento. Se não estiver atendendo no seu consultório, sugerir
isto ao (à) colaborador (a);

6- Pedir mentalmente a presença e a proteção de Deus, de seus


mentores, anjo de guarda, eu superior, elementais, mentores do
Reiki e outros de acordo com sua crença, para que zelem pelo
tratamento, fazendo de você um canal puro e um instrumento do Pai;

7- Pedir mentalmente a permissão aos mentores do (a)


colaborador (a), para você possa canalizar a energia Reiki para ele.
Sugestão: Peço permissão a todos os mentores, mestres, guias, anjo
de guarda, eu superior e a todos os seres da hierarquia que (nome do
(a) colaborador (a)) pertence, para que juntos, meus mentores,
mestres, guias, anjo de guarda, meu eu superior, todos da minha
hierarquia e eu, possamos trabalhar para um bem comum: o
tratamento com a energia Reiki e a evolução de todos. Eu vos saúdo.

8- Agradecer à todos eles;

9- Conectar-se à energia Reiki. Sugestão: (mentalmente) Com a


permissão de Deus, neste instante conecto-me à energia Reiki. Que

36
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
este tratamento seja conduzido de acordo com a vontade divina, e o
merecimento de (nome do (a) colaborador (a)).

10- Colocar a ponta da língua no palato durante todo o tempo.

PROCEDIMENTOS POSTERIORES

1- Harmonizar a aura três vezes, mentalizando o fogo de cor


violeta aos pés do (a) colaborador (a). À medida que for
harmonizando a aura, mentalizar todos os possíveis resíduos sendo
conduzidos pelas suas mãos até este fogo, que irá consumi-los.

2- Dizer mentalmente: entrego este tratamento na luz. Que ele se


manifeste segundo a vontade divina e merecimento de (nome do (a)
colaborador (a)). Agradeço a Deus e a todos os mentores envolvidos
neste tratamento. Agradeço aos meus mentores por terem tratado de
(nome do (a) colaborador (a)) e me protegido durante este tempo.
Agradeço à energia Reiki. Eu vos saúdo.

3- Desconectar-se da energia Reiki, colocando as mãos em prece


sobre o chakra cardíaco, e logo em seguida, abrir os dedos mantendo
as digitais juntas;

4- Lavar as mãos e braços até os cotovelos.

TRATAMENTO COMPLETO

1- Seguir os procedimentos anteriores ao tratamento em outras


pessoas;

2- Mãos sobre os olhos;

3- Mãos sobre as têmporas;

4- Mãos região posterior do crânio;

5- Mãos na garganta;

6- Mãos no coração. Em caso de mulheres pode-se posicionar as


mãos em T;

7- Mãos no plexo solar (boca do estômago);

8- Mãos acima do umbigo;

37
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
9- Mãos abaixo do umbigo (bexiga);

10- Mãos na região genital (sem tocar);

Deve-se pedir ao (à) colaborador (a) para que deite-se de decúbito


ventral.

11- Mãos nas costas região das escápulas;

12- Mãos nas costas região toráxica;

13- Mãos nas costas região lombar;

14- Mãos nas costas região da cintura;

15- Mãos nas nádegas;

16- Mãos no cóccix, em T.

17- Seguir os procedimentos posteriores ao tratamento em outras


pessoas;

Posições extras:

1- Mãos nas orelhas.

2- Com o (a) colaborador (a) em decúbito dorsal: mão direita do


(a) reikiano (a) no pé direito do (a) colaborador (a) mão esquerda do
(a) reikiano (a) na mão direita do (a) colaborador (a): conecta as
energias vindas do céu e da terra (espiritual e terreno) e abertura do
coração. Deve-se aplicar também mão esquerda no pé esquerdo/mão
direita na mão esquerda.

3- Mãos nas virilhas/coxas.

4- Mãos entre as pernas.

5- Mãos nos joelhos.

6- Mãos nas panturrilhas.

7- Mãos nos pés.

8- Mãos na nuca e cóccix: polarização e circulação de energia pela


coluna.

9- Mãos em pontos doloridos ou onde a intuição o orientar.

38
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1

TRATAMENTO NO CORPO ETÉRICO/POLARIZAÇÃO

Este tratamento é bastante recomendado para pessoas que não


conseguem se desligar do mental/emocional, para pessoas com
stress, ansiedade, agitação e nervosismo. Duram poucos minutos e
deve-se fazer o tratamento completo após ele.

1- Seguir os procedimentos anteriores ao tratamento em outras


pessoas;

2- Contatar a energia do (a) colaborador (a) (aura), posicionando


a mão esquerda no chakra frontal e a direita no plexo solar.

3- Aproximar as mãos até a distância de uma polegada do corpo


do (a) colaborador (a);

4- Sentir a harmonização dos dois chakras;

5- A mão esquerda ficará no chakra frontal, enquanto que a mão


direita assume as posições abaixo. Somente após a harmonização
(normalização da sensação) deve-se mudar:

• Chakra esplênico;

• Chakra do plexo solar;

• Chakra cardíaco;

• Chakra laríngeo.

6- Esfregar as mãos (limpeza);

7- Mão esquerda no chakra laríngeo e a mão direita no chakra


esplênico;

8- Mão esquerda no chakra cardíaco e a mão direita no chakra do


plexo solar;

9- Mãos no chakra cardíaco;

10- Esfregar as mãos (limpeza);

11- Mão esquerda entre a orelha e ombro e a mão direita no joelho


direito (na aura);

39
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
12- Mão direita entre a orelha e ombro e a mão esquerda no joelho
esquerdo (na aura);

13- Seguir os procedimentos posteriores ao tratamento em outras


pessoas.

TRATAMENTO DE URGÊNCIA

Este tratamento é bastante recomendado para pessoas que não


dispõem de tempo, porém necessitam muito do tratamento com
Reiki.

1- Seguir os procedimentos anteriores ao tratamento em outras


pessoas, porém, o (a) colaborador (a) deve estar assentado (a) e de
preferência, com as costas voltadas para o norte;

2- Posicionar-se à frente do (a) colaborador (a) harmonizando a


aura (dele (a)) três vezes;

3- Posicionar-se atrás do (a) colaborador (a), colocando


suavemente as mãos em seus ombros. Os polegares devem
encontrar-se sobre a sétima vértebra cervical, mantendo-as por
alguns segundos;

4- Chakra coronário: mãos na cabeça, não colocando-as sobre o


chakra;

5- Posicionar-se na lateral direita do (a) colaborador (a);

6- Chakra frontal: mão direita na testa e mão esquerda na parte


posterior da cabeça, na mesma altura;

7- Chakra laríngeo: mão direita na garganta e mão esquerda na


nuca, na mesma altura;

8- Chakra cardíaco: mão direita no coração e mão esquerda nas


costas, na mesma altura;

9- Chakra do plexo solar: mão direita acima do umbigo e mão


esquerda nas costas, na mesma altura;

10- Chakra esplênico: mão direita abaixo do umbigo e mão


esquerda nas costas, na mesma altura;

40
APOSTILA DE REIKI NÍVEL 1
11- Chakra básico: mão direita, sem tocar, no baixo ventre
(genitálias) e mão esquerda na altura do cóccix;

12- Posicionar-se à frente do (a) colaborador (a) e colocar-se de


joelhos;

13- Mãos nos dois joelhos;

14- Mãos nos pés;

15- Harmonizar três vezes a aura do (a) colaborador (a), fazendo a


energia subir pelos chakras e seguir os procedimentos posteriores ao
tratamento em outras pessoas.

41

Você também pode gostar