Você está na página 1de 26

Compreensão literal

A compreensão é a finalidade esperada do ato de ler.


Quando há uma conexão entre leitor e texto, ela
ocorre sem apresentar dificuldades.
Além disso, o conhecimento prévio do leitor também
se mostra essencial à compreensão. Aquilo que o
leitor já conhece interage com as novas
informações e assim o conhecimento se constrói.
Compreender algo literalmente pressupõe excluir
qualquer possibilidade de uso do sentido figurado,
ou seja, o entendimento se constrói exatamente de
acordo com o sentido próprio de cada palavra.
Isso significa que o processo envolve as informações
explícitas e se divide em reconhecimento e
lembrança.
Isso significa que o processo envolve as informações
explícitas e se divide em reconhecimento e
lembrança.
O reconhecimento é a localização e identificação de
elementos no texto, como detalhes, ideias principais,
sequência, relações de causa e efeito e traços de
personagens.
.
Detalhes: fatos como nome de personagens,
incidentes, tempo e lugar da história.
Ideias principais: localizar e identificar uma oração do
texto que seja a ideia principal de um parágrafo ou de
um trecho mais extenso do texto.
Sequência: ordem de incidentes ou ações
explicitamente colocadas no texto.
Relações de causa e efeito: localizar ou identificar as
razões que, estabelecidas com clareza, determinam um
efeito.
Traços de personagens: colocações explícitas sobre
um personagem que ajudem a destacar o tipo de
pessoa em questão.
As lembranças como fatos, épocas, lugares da história,
fatos minuciosos, ideias ou informações colocadas
claramente no texto surgem a partir do
reconhecimento.
A compreensão literal abre a possibilidade para a
reorganização das ideias, informações ou outros
elementos do texto, a partir da classificação,
esboço, resumo e síntese.
A classificação é localizar em categorias pessoas,
lugares e ações mencionadas no texto.
O esboço é a reprodução do texto de forma
esquemática, fazendo uso de frases,
representações ou disposições gráficas.
O resumo é a condensação do texto, utilizando frases
que reproduzam os fatos ou elementos principais.
E a síntese converte diversas ideias, fatos ou alguns
elementos do texto por meio de formulações mais
amplas.
Importante elemento para a compreensão de um texto,
a coerência textual é construída pelos conhecimentos
prévios de cada leitor.
A coerência não está na superfície do texto e é
necessário ao leitor interagir com o texto para poder
compreender o que está escrito.
Há alguns elementos importantes para a construção do
sentido de um texto. O efeito de causalidade presente
em um texto, por exemplo, revela a relação entre
duas ideias: uma é a causa, outra, a consequência.
A sequência temporal e espacial visa estabelecer, entre
termos e partes de um texto, relações de tempo e
espaço. Entenda-se, aqui, o uso de partículas
sequenciadoras.
Tais partículas podem ser indicativas de tempo, se
ordenarem as informações estabelecendo uma relação
temporal, ou seja, a partir do uso de elementos como
“no dia seguinte”, “após duas semanas” ou ainda
“mais tarde”.
Também podem ser indicativas de espaço, se
ordenarem as informações estabelecendo uma relação
de lugar, ou seja, a partir do uso de elementos como “à
esquerda”, “nos fundos do quintal” ou ainda “naquele
lugar”.
É importante ressaltar que nem todo advérbio de tempo
ou lugar é uma partícula sequenciadora. A condição é
estar encadeada em um texto.