Você está na página 1de 2

Lavagem das mãos

Importância: A lavagem das mãos tem por finalidade evitar a propagação de


Microrganismos patogênicos de um individuo para o outro, através das mãos. Deste
modo sempre antes de lavar as mãos devo retirar anéis, aliança, pulseira e relógio.

CUIDADOS COM PACIENTE INTUBADO


DEFINIÇÃO: É um procedimento que consiste em substituir, durante certo tempo, as
vias respiratórias superiores do paciente por um tubo de borracha ou plástico, provido
ou não de um balão que se insufla a partir do exterior.

INDICAÇÕES:

Diminuição do nível de consciência, trauma facial ou oral, secreção respiratória


intensa, falência respiratória, obstrução (fechamento) da via aérea superior (fossas
nasais, faringe e laringe) secundária: trauma, edema, hemorragia.
Tumores, patologias, cirurgias, Apneia (completa obstrução do fluxo de ar para os
pulmões), insuficiência respiratória.

TIPOS

a) Orotraqueal (intubação oral)

Vantagem: Oferece um trajeto mais curto para chegar a traquéia, apresenta uma
abertura maior para a introdução do tubo, é mais rápida, menos traumática e de
primeira escolha em caso de urgência.

Desvantagem: É mais penosa ao paciente, pode ser necessário colocar juntamente


uma cânula de Guedel (somente em pacientes inconscientes), tendo o risco de
extubação.

b) Nasotraqueal (intubação nasal)

Vantagem: Facilita a higiene bucal do paciente, oferece maior conforto ao paciente e


consegue melhor fixação do tubo endotraqueal.

Desvantagem: Devido o orifício nasal ser menor é mais traumática e é mais propenso
que as secreções formem um tampão mucoso com mais facilidade.

RISCOS

Fratura por técnica inadequada, lesões nasais (intubação nasotraqueal), intubação


seletiva dos brônquios, hemorragias, infecção, lesão da pele e mucosa traqueal e
desconforto.

CUIDADOS

Fixar corretamente o tubo na marcação, realizar higiene diariamente em volta da


fixação, retirar prótese dentárias antes da intubação, observar lesões, sangramentos
ou quaisquer outras intercorrências, observar e anotar aspecto das secreções
drenadas, nunca desligar o alarme do respirador, manter os parâmetros do respirador
de acordo com o prescrito ao paciente, realizar no paciente mudança de decúbito
(posição).

CUIDADOS COM PACIENTE TRAQUEOSTOMIZADO


DEFINIÇÃO: É a introdução de uma cânula própria através de uma abertura cirúrgica
da traquéia.

INDICAÇÕES

Neoplasias (alterações celulares que causam proliferação e crescimento anormal de


um grupo de células), edema (obstrução das Vias Aéreas Superiores), tempo
prolongado de intubação (não prejudicar as cordas vocais), patologias,aspiração de
corpos estranhos.

COMPLICAÇÕES

Hemorragia, infecção, lesão da mucosa da traquéia, obstrução da cânula.

CUIDADOS DE ENFERMAGEM

Limpeza da pele ao redor do local de inserção da cânula e colocação de gaze


protetora, higiene e proteção ao redor do pescoço, aspiração da traqueostomia
sempre que necessário, manter o dispositivo de chamada da equipe de enfermagem
ao alcance do paciente, estabelecer uma forma de comunicação (papel, lápis), manter
o balonete insuflado.