Você está na página 1de 5

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE

CENTRO DE HUMANIDADES
UNIDADE ACADÊMICA EM ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE
DISCIPLINA: PESQUISA OPERACIONAL
PROFESSORA: FÁTIMA MARTINS, Dra.

Lista 4 - FORMULAÇÃO DE PROBLEMAS DE PROGRAMAÇÃO LINEAR

1. A Cat Withot fat S.A é uma empresa fabricante de comida enlatada para gatos, cujo
principal diferencial competitivo é o baixo nível de gordura de seus produtos. A empresa
utiliza, na produção, uma mistura de frango (75% de proteína e 25% de gordura) que custa
R$ 3,00 por quilo e/ou uma mistura de peixe (90% de proteína e 10% de gordura) que
custa R$ 5,00 por quilo. Que combinação de matérias-primas a empresa deve utilizar, a
fim de preparar uma comida para gatos com, no máximo, 15% de gordura ao menor custo
possível por quilo?

2. Os Óleos Unidos S.A é uma empresa do ramo de derivado de petróleo que manufatura
três combustíveis especiais com base na mistura de dois insumos: um extrato mineral e
um solvente. No processo de produção não existe perda de material, de forma que a
quantidade de litros de extrato mineral somada à quantidade de litros de solvente utilizada
para a fabricação de um tipo de combustível resulta no total de litros daquele combustível.
A proporção da mistura está descrita na tabela a seguir:
Combustível A Combustível B Combustível C
Extrato mineral 8 litros 5 litros 4 litros
Solvente 5 litros 4 litros 2 litros

Suponha que a Óleos Unidos tenha disponíveis 120 litros de extrato mineral e 200 litros
de solvente, e que os lucros esperados para os três combustíveis sejam de R$ 20,00; R$
18,00 e R$ 18,00, respectivamente.
Estabeleça um modelo de programação linear que determine a quantidade de cada
combustível a ser fabricada, dadas as restrições de matéria-prima.

3. Uma indústria vende dois produtos em conserva, ervilha e milho, ao preço por tonelada
de R$ 70,00 e R$ 60,00, respectivamente. A fabricação dos produtos é feita em toneladas
e utiliza duas células de produção: limpeza e mistura. As duas células de produção estão
disponíveis diariamente. Devido a quebras eventuais, o tempo disponível varia
diariamente. Por meio de um levantamento de dados passados, o departamento de
produção determinou que as duas células estivessem operacionais em no mínimo 10 e em
no máximo 16 horas por dia. A produção de 1 tonelada de ervilha consome 5 horas de
limpeza e 2 horas de mistura, e a produção de 1 tonelada de milho consome 4 horas de
limpeza e 5 horas de mistura. Formule um problema de programação linear para
determinar quantas toneladas de cada produto devem ser fabricadas diariamente para se
obter maior faturamento.

4. A Empresa Golmobile, do setor de eletrodomésticos, está revendo seu mix de produção


referente aos principais equipamentos domésticos utilizados na cozinha: geladeira,
freezer, fogão, lava-louças e micro-ondas. A fabricação de cada um desses produtos se
inicia no processo de prensagem, que molda, fura, ajusta e recorta cada componente. A
próxima etapa consiste na pintura, seguida pelo processo de liquidificação, que dá a forma
final ao produto. A tabela 1 apresenta o tempo requerido (em horas-máquina) para a
fabricação de uma unidade de cada componente em cada processo de fabricação, além do
tempo total disponível para cada setor.
Tabela 1: tempo necessário (em horas-máquina) para fabricar uma unidade de cada componente em cada
setor
Setor Tempo necessário (h-máquina) para fabricar 1 unidade Tempo disponível(h-
Geladeira freezer fogão Lava- Micro- máquina/semana)
louça ondas
Prensagem 0,2 0,2 0,4 0,4 0,3 400
Pintura 0,2 0,3 0,3 0,3 0,2 350
Liquidificação 0,4 0,3 0,3 0,3 0,2 250
Montagem 0,2 0,4 0,4 0,4 0,4 200
Embalagem 0,1 0,2 0,2 0,2 0,3 200

A tabela 2 apresenta o total de horas de mão de obra (horas-homem) necessários para a


fabricação de uma unidade de cada componente em cada processo de fabricação, além do
número total de funcionários disponíveis que trabalham em cada setor. É importante
mencionar que cada funcionário trabalha oito horas por dia, de segunda a sexta-feira.
Tabela 2: Total de horas de mão de obra necessárias pra produzir uma unidade de cada produto em cada
setor, além do total de mão de obra disponível.

Setor Total e horas de mão de obra para fabricar 1 unidade Funcionários


Geladeira freezer fogão Lava- Micro- disponíveis
louça ondas
Prensagem 0,5 0,4 0,5 0,4 0,2 12
Pintura 0,3 0,4 0,4 0,4 0,3 10
Liquidificação 0,5 0,5 0,3 0,4 0,3 8
Montagem 0,6 0,5 0,4 0,5 0,6 10
Embalagem 0,4 0,4 0,4 0,3 0,2 8

Em função das limitações de estocagem, há uma capacidade máxima de produção por


produto, conforme especificado na Tabela 3. A mesma tabela apresenta a demanda
mínima de cada produto que deve ser atendida, além do lucro líquido por unidade
vendida.
Tabela 3: Capacidade máxima, demanda mínima e lucro unitário por produto

Produto Capacidade Demanda mínima Lucro unitário


máxima(unid/semana) (unid/semana) (R$/ unidade)
Geladeira 1.000 200 52
Freezer 800 50 37
Fogão 500 50 35
Lava-louças 500 50 40
Micro-ondas 200 40 29

Formular o problema de programação linear que maximiza o lucro líquido total.

5. Uma fábrica produz dois produtos, A e B. Cada um deles deve ser processados por
duas máquinas, M1 e M2. Devido à programação de outros produtos, que também
utilizam essas máquinas, a máquina M1 tem 24 horas de tempo disponível para os
produtos A e B, enquanto a M2 tem 16 horas de tempo disponível. Para produzir uma
unidade do produto A, gastam-se 4 horas em cada uma das máquinas M1 e M2. Para
produzir uma unidade do produto B, gastam-se 6 horas na máquina M1 e 2 horas na
máquina M2. Cada unidade vendida do produto A gera um lucro de R$ 80 e cada unidade
do produto B, um lucro de R$ 60. Existe uma previsão máxima de demanda para o
produto B de 3 unidades, não havendo restrição quanto a demanda do produto A. Deseja-
se saber quantas unidades de A e B devem ser produzidas, de forma a maximizar o lucro
e, ao mesmo tempo, obedecer a todas as restrições desse enunciado.

6. A Granja Cocoró quer misturar dois tipos de alimentos para criar um tipo especial de
ração para galinhas poedeiras. A primeira característica a ser atingida com a nova ração
é o menor preço possível por unidade de peso. Cada um dos alimentos contém os
nutrientes necessários à ração final (aqui chamamos de X, Y e Z), porém em proporções
variáveis. Cada 100 g do alimento 1, por exemplo, possuem 10g do nutriente X, 50g do
nutriente Y e 40g do nutriente Z. O alimento 2, por sua vez, para cada 100g, possui 20g
do nutriente X, 60g do nutriente Y e 20 g do nutriente Z. Cada 100g do alimento 1 custam,
para a Granja Corocó, R$ 0,60 e cada 100g do alimento 2 custam R$ 0,60. Sabe-se que a
ração final deve conter, no mínimo, 2g do nutriente X, 64g do nutriente Y e 34g do
nutriente Z. É preciso obedecer a essa composição, minimizando ao mesmo tempo o custo
por peso da nova ração.

Questão 1:

Variáveis de decisão
X1 – percentual de mistura de frango em um quilo do produto
X2 – percentual de mistura de peixe em um quilo do produto

Função objetivo
Min Z = 3X1 + 5X2

Restrições
0,25X1 + 0,1X2 ≤ 15
X1 + X2 ≤ 100
X1, X2 ≥ 0

Questão 2:
Variáveis de decisão
X1 – Quantidade de litros de combustível A a ser fabricado
X2 - Quantidade de litros de combustível B a ser fabricado
X3 - Quantidade de litros de combustível C a ser fabricado

Função objetivo
Max Z = 20X1 + 22X2 + 18X3

Restrições
8 5 4
X1 + 𝑋2 + 𝑋3 ≤ 120
13 9 6

5 4 2
X1 + 𝑋2 + 𝑋3 ≤ 200
13 9 6

X1, X2, X3 ≥ 0

Questão 3:
Variáveis de decisão
X1 – Quantidade de ervilha produzida por dia
X2 - Quantidade de milho produzida por dia

Função objetivo
Max Z = 70X1 + 60X2

Restrições
5X1 + 4X2 ≤ 16
5X1 + 4X2 ≥ 10
2X1 + 5X2 ≤ 16
2X1 + 5X2 ≥ 10
X1, X2 ≥ 0

Questão 4:
Variáveis de decisão
X1 – Quantidade de geladeiras a serem produzidas por semana
X2 - Quantidade de freegers a serem produzidas por semana
X3 - Quantidade de fogões a serem produzidas por semana
X4 - Quantidade de lava-louças a serem produzidas por semana
X5 - Quantidade de micro-ondas a serem produzidas por semana

Função objetivo
Max Z = 52X1 + 37X2 + 35X3 + 40X4 + 29X5

Restrições

0,2X1 + 0,2X2 + 0,4X3 + 0,4X4 + 0,3X5 ≤ 400


0,2X1 + 0,3X2 + 0,3X3 + 0,3X4 + 0,2X5 ≤ 350
0,4X1 + 0,3X2 + 0,3X3 + 0,3X4 + 0,2X5 ≤ 250
0,2X1 + 0,4X2 + 0,4X3 + 0,4X4 + 0,4X5 ≤ 200
0,1X1 + 0,2X2 + 0,2X3 + 0,2X4 + 0,3X5 ≤ 200
0,5X1 + 0,4X2 + 0,5X3 + 0,4X4 + 0,2X5 ≤ 480
0,3X1 + 0,4X2 + 0,4X3 + 0,4X4 + 0,3X5 ≤ 400
0,5X1 + 0,5X2 + 0,3X3 + 0,4X4 + 0,3X5 ≤ 320
0,6X1 + 0,5X2 + 0,4X3 + 0,5X4 + 0,6X5 ≤ 400
0,4X1 + 0,4X2 + 0,4X3 + 0,3X4 + 0,2X5 ≤ 1.280
X1 ≤ 1.000
X2 ≤ 800
X3 ≤ 500
X4 ≤ 500
X5 ≤ 200
X1 ≥ 200
X2 ≥ 50
X3 ≥ 50
X4 ≥ 50
X5 ≥ 40
X1, X2, X3, X4, X5 ≥ 0

Questão 5:
Variáveis de decisão
X1 – quantidade de produtos A a serem fabricados
X2 – quantidade de produtos B a serem fabricados

Função objetivo
Min Z = 80X1 + 60X2

Restrições
4X1 + 6X2 ≤ 24
4X1 + 2X2 ≤ 16
X2 ≤ 3
X1, X2 ≥ 0

Questão 6:
Variáveis de decisão
X1 – Quantidade do alimento 1 na ração especial
X2 – Quantidade do alimento 2 na ração especial

Função objetivo
Min Z = 0,006X1 + 0,006X2

Restrições
0,1X1 + 0,2X2 ≥ 2 Nutriente X
0,5X1 + 0,6X2 ≤ 64 Nutriente Y
0,4X1 + 0,2X2 ≤ 34 Nutriente Z
X1, X2 ≥ 0