Você está na página 1de 64

N OVE M B R O DE 2 0 18

34567

ARTIGOS DE ESTUDO PARA: LETRAS


31 DE DEZEMBRO DE 2018 A GRANDES
3 DE FEVEREIRO DE 2019
FOTO DA CAPA:

SU ÉCIA
No verão de Estocolmo, os publicadores
aproveitam as horas a mais de claridade
para pregar à noite. Eles conversam com
taxistas, balconistas de lojas, funcionários
de postos de gasolina e outras pessoas
que trabalham à noite.

ARTIGOS
_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________
4 SEMANA DE 31 DE DEZEMBRO
A 6 DE JANEIRO
“Compre a verdade e nunca a venda”

16 SEMANA DE 7 A 13 DE JANEIRO
“Andarei na tua verdade”
Estes dois estudos vão mostrar que a verdade que vem de Jeová é a
coisa mais valiosa que existe. Qualquer sacrifício que façamos por ela
realmente vale a pena. Os artigos também vão nos ensinar o que fazer
para sempre encarar a verdade como um tesouro. Vamos aprender como
nunca abrir mão dela e como nunca tentar recuperar parte do preço que
pagamos por ela.

2
PUBLICADORES 34567 ˙
November 2018
Vol. 139, No. 14 PORTUGUESE (Brazilian Edition)

22.418 ´ ´
A Sentinela, n umero 14, novembro de 2018. A Sentinela e publicada
mensalmente pela Watchtower Bible and Tract Society of New York, Inc.,
˜ ´
Wallkill, New York, U.S.A., e pela Associaçao Torre de Vigia de Bıblias
ESTUDOS B ÍBLICOS ´ ˜
e Tratados, Cesario Lange, Sao Paulo, Brasil. 5 2018 Watch Tower Bible
˜ ´
and Tract Society of Pennsylvania e Associaçao Torre de Vigia de Bıblias e
10.027 Tratados. Todos os direitos reservados. Impressa no Brasil.

PESSOAS PRESENTES Esta revista não é vendida. Ela faz Se não houver nenhuma
À CELEBRAÇ ÃO ( 2017) parte de um trabalho voluntário para observação, os textos
ajudar pessoas no mundo todo a bíblicos citados nesta revista
34.966 entender a Bíblia. As despesas desse
trabalho são cobertas por donativos.
são da Tradução do Novo
Mundo da Bíblia Sagrada.
Para fazer um donativo, acesse
www.jw.org.

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________
28 SEMANA DE 14 A 20 DE JANEIRO
Confie em Jeová e viva!
O livro de Habacuque nos mostra como não perder a confiança em
Jeová quando passamos por problemas. Este estudo vai mostrar que,
mesmo que nossas ansiedades, provações e dores aumentem, Deus vai
nos livrar de tudo isso se continuarmos confiando nele.

_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________
40 SEMANA DE 21 A 27 DE JANEIRO
Quem está moldando seu modo de pensar?

52 SEMANA DE 28 DE JANEIRO
A 3 DE FEVEREIRO
Você pensa como Jeová?
Quanto mais crescemos em sentido espiritual, mais entendemos que o
modo de pensar de Jeová é muito melhor. Nestes dois estudos, vamos
saber como não deixar o mundo nos moldar e como aprender a pensar
como Jeová.

3
CÂNTICOS:
94 e 96 “Compre a verdade
e nunca a venda”
SABE EXPLICAR?
______________________________________________________________________________________________________________________________

O que significa “Compre a verdade e nunca a venda,


‘comprar a verdade’ também a sabedoria, a disciplina e
de Jeová? o entendimento.” — PRO. 23:23.

______________________________________________________________________________________________________________________________
QUAL é a coisa mais valiosa que
Fale cinco coisas
que fazem parte do você tem? Você a trocaria por
preço que pagamos algo que valesse menos? Para
para ‘comprar a
verdade’. os servos dedicados de Jeová,
as respostas são simples. O bem
______________________________________________________________________________________________________________________________

Que valor a verdade 1, 2. (a) Qual é o bem mais valioso que te-
deve ter para nós? mos? (b) Que verdades são valiosas para
nós, e por quê? (Veja a imagem no começo
do estudo.)

4
mais valioso que temos é a nossa amizade com
Jeová, e isso é algo que não trocamos por nada. A
verdade da Bíblia também é muito preciosa. Foi por
meio dela que conseguimos desenvolver a amizade
com nosso Pai, Jeová. — Col. 1:9, 10.
2 Pense em tudo o que nosso Grandioso Instrutor
nos ensina por meio da Bíblia! Ele nos ensina o que
o nome dele significa e como suas qualidades são
maravilhosas. Jeová nos explica o que é o resgate e
como ele foi pago com muito amor por meio de seu
Filho, Jesus. Ele também nos ensina sobre o Reino
Messiânico e nos dá uma esperança para o futuro:
a vida no céu para os ungidos e a vida no Paraíso na
Terra para os das “outras ovelhas”. (João 10:16)
Jeová também diz como nós devemos viver. Essas
verdades são valiosas, não acha? Elas aumentam
nosso amor por Deus e fazem nossa vida ter sen-
tido.
3 Jeová é um Deus generoso. Ele tem prazer em
dar coisas boas para os que procuram a verdade. Ele
até mesmo deu como presente a vida de seu queri-
do Filho. Com certeza, Jeová jamais vai pedir que
paguemos pela verdade com dinheiro. Isso ficou evi-
dente quando um homem chamado Simão tentou
3. Será que Jeová espera que ‘compremos a verdade’ com di-
nheiro?

NOVEMBRO DE 2018 5
comprar do apóstolo Pedro a autoridade de dar es-
pírito santo. Pedro o repreendeu, dizendo: “Pereça
com você a sua prata, porque você pensou que po-
deria obter a dádiva gratuita de Deus com dinhei-
ro.” (Atos 8:18-20; nota) Então, o que a Bíblia quer
dizer com a expressão “compre a verdade”?
O QUE SIGNIFICA ‘COMPRAR A VERDADE’?
4
Leia Provérbios 23:23. Encontrar a verdade da
Palavra de Deus exige esforço. Temos que estar dis-
postos a fazer qualquer sacrifício para ‘comprá-la’,
ou seja, para consegui-la. E, como diz esse provér-
bio, depois de ‘comprarmos’ a verdade, temos que
tomar cuidado para não ‘vendê-la’, ou seja, perdê-la.
Mas como podemos ‘comprar a verdade’? Qual é o
“preço” dela? Isso é o que vamos ver neste estudo.
Se a verdade for realmente valiosa para nós, nunca
vamos querer ‘vendê-la’. E, como veremos, ‘comprar
a verdade’ é o melhor investimento que existe.
5
Mesmo algo grátis pode ter um custo. A palavra
hebraica traduzida como “compre” em Provérbios
23:23 também significa “adquira”. Essas duas pala-
vras passam a ideia de se esforçar para obter um ob-
4. O que vamos aprender sobre a verdade neste estudo?
5, 6. (a) Como é possível ‘comprar a verdade’ sem dinheiro? Dê
um exemplo. (b) De que modos a verdade nos faz bem?

6 A SENTINELA
jeto valioso ou dar algo em troca dele. Pense neste
exemplo: um mercado anuncia “Bananas grátis”.
Será que as bananas vão aparecer do nada em cima
da sua mesa? Não. Você tem que fazer o esforço de
ir até o mercado e pegar as bananas. Mesmo que
elas sejam de graça, você deu em troca delas o seu
tempo e o seu esforço. ‘Comprar a verdade’ é algo
parecido. Você não dá dinheiro em troca dela, mas
você vai ter que se esforçar para consegui-la.
6 Leia Isaías 55:1-3 e a nota no versículo 1. Esse
texto esclarece um pouco mais o que significa ‘com-
prar a verdade’. Aqui, Jeová compara sua palavra
com água, leite e vinho. Assim como um copo de
água fria é refrescante, as palavras de Deus refres-
cam o íntimo da pessoa. E, assim como o leite dá
energia e ajuda a criança a crescer, as palavras de
Jeová nos dão força e nos ajudam a crescer em sen-
tido espiritual. Mas o que as palavras de Jeová têm
a ver com o vinho? A Bíblia associa vinho com ale-
gria. (Sal. 104:15) Então, quando Jeová nos diz para
‘comprar vinho’, ele está dizendo que obedecer às
palavras dele dá alegria. (Sal. 19:8) Jeová usou es-
sas belas ilustrações para mostrar que aprender as
suas verdades e colocá-las em prática faz bem para
nós. Agora, vamos ver cinco preços que talvez te-
nhamos que pagar para ‘comprar a verdade’.
NOVEMBRO DE 2018 7
QUE PREÇO VOCÊ PAGOU PARA
‘COMPRAR A VERDADE’?
7
Tempo. Esse é um preço que todo aquele que
‘compra a verdade’ deve pagar. Escutar a mensagem
do Reino, ler a Bíblia e as publicações, fazer estudo
pessoal, preparar as reuniões e assistir a elas são
atividades que exigem tempo. Para fazer tudo isso,
temos que ‘comprar o tempo’, ou seja, tirar o tem-
po de outras coisas menos importantes. (Leia Efé-
sios 5:15, 16 e a nota.) Quanto tempo leva para al-
guém aprender os ensinos básicos da Bíblia? Isso vai
depender de cada um. Nunca vai haver fim para o
que podemos aprender sobre a sabedoria de Jeová
e as coisas que ele faz. (Rom. 11:33) O primeiro nú-
mero de A Sentinela, em inglês, comparou a verdade
com “uma florzinha modesta” e disse: “Não fique
contente com apenas uma única flor da verdade. Se
uma só tivesse sido suficiente, não haveria outras.
Junte-as sempre, procure outras mais.” Por isso, te-
mos que nos perguntar: ‘Quantas flores há no meu
buquê?’ Mesmo quando tivermos vida eterna, sem-
pre teremos algo novo para aprender sobre Jeová.
Hoje, o mais importante é usarmos bem o nosso
tempo e ‘comprarmos’ o máximo de verdades que
7, 8. (a) Por que ‘comprar a verdade’ exige tempo? (b) Que sacri-
fícios uma jovem estudante fez, e qual foi o resultado?

8 A SENTINELA
nossas circunstâncias permitem. Veja o exemplo de
uma pessoa que estava procurando pela verdade.
8 Mariko,1 uma jovem do Japão, se mudou para os
Estados Unidos para cursar uma escola. Um dia,
uma pioneira a encontrou na pregação de casa em
casa. Embora Mariko já tivesse uma religião, ela
aceitou um estudo bíblico. Ela começou a gostar
tanto das verdades que estava aprendendo que pe-
diu para estudar duas vezes por semana. Mesmo
cursando a escola e trabalhando por meio período,
Mariko começou logo a assistir às reuniões. Para ter
mais tempo de aprender a verdade, ela diminuiu o
tempo que gastava com algumas diversões. Esses sa-
crifícios a ajudaram a progredir em sentido espiri-
tual. Em menos de um ano, Mariko se batizou. Seis
meses depois, em 2006, ela se tornou pioneira re-
gular, e continua nesse serviço até hoje.
9Coisas materiais. Às vezes, ‘comprar a verdade’
envolve abrir mão de um bom emprego ou de uma
carreira. Quando Jesus convidou os pescadores Pe-
dro e André para serem seus seguidores, eles “aban-
donaram imediatamente as redes”. (Mat. 4:18-20)
 Alguns nomes neste artigo foram mudados.

9, 10. (a) Como a verdade muda nosso ponto de vista sobre coi-
sas materiais? (b) Do que uma jovem abriu mão para ‘comprar a
verdade’, e como ela se sente por causa disso?

NOVEMBRO DE 2018 9
É claro que hoje a maioria das pessoas que aprende
a verdade não pode largar seus empregos de uma
hora para outra. Afinal, a pessoa precisa trabalhar
e cuidar de sua família. (1 Tim. 5:8) Mas muitas de-
las precisam mudar o modo de encarar as coisas ma-
teriais e reorganizar suas prioridades. Jesus deixou
isso claro quando disse: ‘Parem de acumular para
vocês tesouros na terra. Em vez disso, acumulem
para vocês tesouros no céu.’ (Mat. 6:19, 20) Veja o
exemplo de outra jovem.
10 Maria gostava muito de jogar golfe desde que
era bem pequena. Durante seus anos de escola, ela
foi se tornando cada vez melhor no golfe, e até ga-
nhou uma bolsa de estudos na universidade. A vida
de Maria era o golfe. O que ela mais queria era ser
jogadora profissional e ganhar muito dinheiro com
isso. Então, Maria começou a estudar a Bíblia. O
amor pelas verdades que estava aprendendo a aju-
dou a fazer mudanças na vida. Ela disse: “Quanto
mais minha vida e minha atitude entravam nos pa-
drões da Bíblia, mais feliz eu me sentia.” Maria per-
cebeu que seria impossível servir a Jeová e, ao mes-
mo tempo, se concentrar em uma carreira no golfe.
(Mat. 6:24) Para ‘comprar a verdade’, ela abriu mão
do sonho de se tornar jogadora profissional de gol-
fe e de ganhar dinheiro. Hoje, ela serve como pio-
10 A SENTINELA
neira e diz: “Agora minha vida é mais feliz e tem um
objetivo.”
11 Relações familiares e amizades. Seguir a ver-
dade da Bíblia pode afetar os laços que temos com
nossa família ou com nossos amigos. Por quê? Em
uma oração por seus seguidores, Jesus disse: “San-
tifica-os por meio da verdade; a tua palavra é a ver-
dade.” (João 17:17; nota) ‘Santificar’ também pode
significar ‘colocar à parte’. Quando aceitamos a ver-
dade, somos ‘colocados à parte’ do mundo. Não nos
encaixamos mais nele porque nossos valores são ou-
tros. Queremos viver de acordo com a verdade da
Bíblia. Mesmo que tentemos manter um bom rela-
cionamento com parentes e amigos, pode ser que al-
guns deles se afastem ou até mesmo fiquem contra
nós. Isso não é nenhuma novidade. Jesus já tinha
dito: “Os inimigos do homem serão os da sua pró-
pria casa.” (Mat. 10:36) Mas ele também nos garan-
tiu que as recompensas que recebemos por ‘com-
prar a verdade’ são bem maiores que o preço que
pagamos por ela. — Leia Marcos 10:28-30.
12
Aaron, um empresário judeu, tinha aprendi-
do na infância que o nome de Deus nunca deve
11. Como nossas relações familiares e amizades podem ser afeta-
das quando ‘compramos a verdade’?
12. Que preço um judeu pagou pela verdade?

NOVEMBRO DE 2018 11
ser pronunciado. Mas Aaron queria muito aprender
sobre Deus. Um dia, uma Testemunha de Jeová mos-
trou para ele que, juntando as quatro consoantes
hebraicas do nome de Deus com vogais, o resultado
seria a pronúncia “Jeová”. Aaron ficou tão empol-
gado que foi para a sinagoga contar isso para os ra-
binos. Mas a reação deles não foi o que Aaron espe-
rava. Em vez de ficarem alegres, eles cuspiram em
Aaron e o expulsaram da comunidade judaica. Até a
própria família ficou contra ele. Mas isso não impe-
diu Aaron de ‘comprar a verdade’. Ele foi uma cora-
josa Testemunha de Jeová pelo resto de sua vida. Se
nós também queremos ‘comprar a verdade’, temos
que estar preparados. Isso pode custar mudanças
no relacionamento que temos com a família e com
outras pessoas.
13 Ações e pensamentos errados. Para ‘comprar
a verdade’ e viver de acordo com a Bíblia, temos que
fazer mudanças no modo como pensamos e nos
comportamos. Pedro escreveu sobre essas mudan-
ças: ‘Como filhos obedientes, parem de se amol-
dar aos desejos que tinham antes na sua ignorân-
cia, mas tornem-se santos em toda a sua conduta.’
(1 Ped. 1:14, 15) Na antiga cidade de Corinto, as pes-
13, 14. Que mudanças em nosso modo de vida temos que fazer
para ‘comprar a verdade’? Dê um exemplo.

12 A SENTINELA
soas tinham uma vida imoral. Quando elas ‘compra-
ram a verdade’, tiveram que fazer grandes mudan-
ças. (1 Cor. 6:9-11) Hoje, muitos que ‘compram a
verdade’ também precisam deixar para trás o que é
errado. Pedro lembrou os cristãos da sua época:
“No passado vocês gastaram tempo suficiente fa-
zendo a vontade das nações, quando vocês viviam
em conduta insolente, em paixões desenfreadas, em
embriaguez, em festas descontroladas, em bebedei-
ras e em idolatrias ilícitas.” — 1 Ped. 4:3.
14 Por muitos anos, Devin e Jasmine tiveram pro-
blemas com a bebida. Embora fosse ótimo em con-
tabilidade, Devin nunca conseguia um emprego fixo
porque bebia demais. E Jasmine ficou conhecida
por ser agressiva e violenta. Um dia, ela estava an-
dando bêbada pela estrada quando encontrou dois
missionários Testemunhas de Jeová. Eles combina-
ram começar um estudo da Bíblia na semana seguin-
te. Quando os missionários chegaram na casa de
Devin, tanto Devin quanto Jasmine estavam bêba-
dos. Eles tinham achado que os missionários nunca
iam se importar em visitá-los. Na revisita seguinte,
a situação era outra. Jasmine e Devin estavam an-
siosos para estudar a Bíblia, e logo começaram a
pôr em prática tudo o que aprendiam. Uns três me-
ses depois, eles largaram o álcool e se casaram
NOVEMBRO DE 2018 13
legalmente. Muitas pessoas que conheciam Jasmine
e Devin notaram as mudanças que eles fizeram e
também quiseram estudar a Bíblia.
15Práticas e costumes errados. Para algumas
pessoas, é fácil deixar para trás práticas e costumes
que não agradam a Jeová. Mas, para outras, esse
pode ser um dos preços mais difíceis de pagar pela
verdade. Elas se preocupam com o que parentes, co-
legas de trabalho e amigos vão achar. A situação
pode ser ainda mais complicada em culturas onde é
comum fazer rituais em honra de parentes faleci-
dos. (Deut. 14:1) O que pode nos ajudar a ter a co-
ragem necessária para fazer mudanças? Lembre do
exemplo daqueles que passaram pela mesma situa-
ção, como os primeiros cristãos em Éfeso.
16Éfeso era uma cidade conhecida por praticar a
magia. Aqueles que aceitaram as boas novas enten-
deram que, para ‘comprar a verdade’, não podiam
mais se envolver com magia. O que eles fizeram? A
Bíblia diz: “Um bom número dos que haviam prati-
cado artes mágicas juntaram seus livros e os quei-
maram diante de todos. Ao calcularem o valor deles,
viram que valiam 50.000 moedas de prata. Assim,
15. Qual pode ser um dos preços mais difíceis de pagar pela ver-
dade, e por quê?
16. O que alguns em Éfeso fizeram para ‘comprar a verdade’?

14 A SENTINELA
de modo poderoso, a palavra de Jeová crescia e pre-
valecia.” (Atos 19:19, 20) Aqueles cristãos fiéis abri-
ram mão de seus livros caros, mas Jeová os aben-
çoou muito por causa disso.
17 Que preço você pagou pela verdade? Todos nós
tivemos que dar do nosso tempo, e ainda damos. Al-
guns tiveram que deixar para trás coisas materiais.
Outros tiveram que lidar com mudanças no relacio-
namento com parentes e amigos. Há também os que
tiveram que se livrar de ações e pensamentos erra-
dos. E ainda outros abandonaram práticas e costu-
mes que não agradam a Deus. Não importa qual te-
nha sido o preço que pagamos, nada se compara
com o valor da verdade que está na Bíblia. Sem ela,
nunca teríamos nosso bem mais valioso: a amizade
com Jeová. Isso é algo que jamais queremos ‘ven-
der’. Mas, infelizmente, é o que alguns acabam fa-
zendo. Como uma pessoa pode ‘vender a verdade’?
O que pode nos ajudar a nunca cometer esse erro?
Vamos descobrir no próximo estudo.
17. (a) Quais são algumas das coisas que abrimos mão para ‘com-
prar a verdade’? (b) Que perguntas vamos ver no próximo estudo?

NOVEMBRO DE 2018 15
CÂNTICOS:
31 e 72 “Andarei na tua
QUAL É A SUA verdade”
RESPOSTA?
______________________________________________________________________________________________________________________________

“Instrui-me, ó Jeová, no teu caminho.


De que modo
um cristão poderia Andarei na tua verdade.” — SAL. 86:11.
‘vender a verdade’?
______________________________________________________________________________________________________________________________
DEVOLVER algo que foi compra-
O que temos que do é uma prática comum. Pesqui-
fazer para não sas dizem que, em alguns países,
nos afastar da
verdade nem quase 10% das mercadorias com-
perder o rumo? pradas em lojas acabam sendo
______________________________________________________________________________________________________________________________
devolvidas. E, se a compra foi fei-
Que três coisas ta pela internet, a quantidade de
vão nos ajudar
a manter nossa 1-3. (a) Que sentimento devemos ter pela
determinação de verdade? Ilustre. (Veja a imagem no come-
andar na verdade? ço do estudo.) (b) Que perguntas vamos
considerar neste estudo?

16
devoluções pode passar de 30%. Talvez a mercado-
ria não fosse o que o comprador esperava, tenha
vindo com algum defeito ou o comprador simples-
mente não gostou dela. Então, o comprador decide
trocar o produto ou pedir o dinheiro de volta.
2 Embora seja possível pedir o dinheiro de volta
quando compramos um objeto, nós jamais vamos
querer devolver, ou ‘vender’, o “conhecimento exa-
to da verdade”. (Leia Provérbios 23:23; 1 Tim. 2:4)
No estudo anterior, vimos que o preço de ‘comprar
a verdade’ inclui o tempo que levamos para apren-
dê-la. Além disso, talvez tivemos que abrir mão de
uma carreira de sucesso, de relacionamentos com
parentes e amigos, de ações e pensamentos errados
e de costumes ou práticas que não agradam a Deus.
Mas, quando pensamos em todas as bênçãos que
recebemos, vimos que o investimento valeu a pena.
3 O sentimento que temos pela verdade é pareci-
do com o que Jesus mencionou na curta ilustração
sobre o comerciante viajante. Esse comerciante
procurava por pérolas de boa qualidade. Quando
achou uma pérola de grande valor, ele “vendeu
prontamente” tudo o que tinha para comprá-la.
(Mat. 13:45, 46) É assim que nos sentimos sobre a
verdade — a verdade do Reino e todas as outras
verdades da Palavra de Deus. Elas são tão valiosas
NOVEMBRO DE 2018 17
que fazemos imediatamente o que for necessário
para obtê-las. Enquanto as verdades forem precio-
sas para nós, jamais iremos ‘vendê-las’. Mas, infe-
lizmente, a verdade perdeu o valor para alguns cris-
tãos, e eles até a ‘venderam’. Não podemos deixar
que isso aconteça com a gente. Se queremos mos-
trar que a verdade ainda é valiosa para nós, temos
que seguir a ordem da Bíblia de ‘continuar andan-
do na verdade’. (Leia 3 João 2-4.) ‘Andar na verda-
de’ é viver a verdade, ou seja, colocá-la em primei-
ro lugar na vida e viver de acordo com ela. Neste
estudo, vamos considerar as seguintes perguntas:
Por que e como alguns ‘vendem’ a verdade? Como
evitar cometer o mesmo erro? Como manter nos-
sa determinação de ‘continuar andando na verda-
de’?
POR QUE E COMO ALGUNS ‘VENDEM’
A VERDADE
4 No primeiro século, algumas pessoas que acei-
taram a verdade não continuaram andando nela.
Por exemplo, depois de Jesus fazer o milagre de ali-
mentar uma multidão, muitos foram atrás dele até
o outro lado do mar da Galileia. Então, Jesus disse
algo que os deixou surpresos: “A menos que comam
4. Como alguns no primeiro século ‘venderam’ a verdade?

18 A SENTINELA
a carne do Filho do Homem e bebam o seu sangue,
vocês não têm vida em si mesmos.” Em vez de pe-
direm para Jesus explicar o que ele queria dizer, al-
guns seguidores falaram: “Essas palavras são cho-
cantes. Quem pode escutar isso?” Por causa disso,
“muitos dos seus discípulos foram embora para as
coisas deixadas atrás e não andavam mais com ele”.
— João 6:53-66.
5 Infelizmente, alguns em nossos dias também
abandonaram a verdade. Eles talvez não aceitaram
a mudança de explicação de um texto bíblico ou se
incomodaram com o que um irmão bem conhecido
disse ou fez. Outros ficaram ofendidos quando re-
ceberam conselho baseado na Bíblia ou quando se
desentenderam com outros irmãos. Há também os
que ficaram do lado de apóstatas e de outros inimi-
gos da verdade. Então, eles decidiram ‘se afastar’ de
Jeová e da congregação. (Heb. 3:12-14) Que pena
que eles não tiveram a fé e a confiança que o após-
tolo Pedro tinha. Quando Jesus perguntou aos
apóstolos se eles também queriam ir embora, Pe-
dro imediatamente respondeu: “Senhor, para quem
iremos? O senhor tem declarações de vida eterna.”
— João 6:67-69.
5, 6. (a) Por que alguns em nossos dias se afastaram da verdade?
(b) Como uma pessoa pode ‘perder o rumo’ da verdade?

NOVEMBRO DE 2018 19
6 Há também aqueles que deixaram a verdade pou-
co a pouco, sem nem perceberem. Eles são como um
barco que, bem devagarzinho, vai se afastando da
margem do rio. A Bíblia chama esse processo de
‘perder o rumo’. (Heb. 2:1) Geralmente, a pessoa
que ‘perde o rumo’ não faz isso de propósito. O pro-
blema é que ela deixa sua amizade com Jeová enfra-
quecer aos poucos, e corre o risco de perdê-la. O
que podemos fazer para não cair nesse erro?
NUNCA ‘VENDA’ A VERDADE
7 Andar na verdade significa obedecer a tudo o
que Jeová diz. A verdade deve estar em primeiro lu-
gar em nossa vida, e temos que seguir os princípios
da Bíblia em tudo o que fazemos. O rei Davi orou
a Jeová: “Andarei na tua verdade.” (Sal. 86:11)
Note que ele não disse: ‘Talvez eu andarei.’ Davi es-
tava determinado. E é a determinação que vai nos
ajudar a nunca vender a verdade. Sem determina-
ção, corremos o risco de querer recuperar o que
pagamos pela verdade. Mas sabemos que não pode-
mos escolher que verdades aceitamos e que verda-
des deixamos de lado. Nós temos que andar em
“toda a verdade”. (João 16:13) Agora, vamos pen-
sar em cinco coisas que fazem parte do preço que
7. O que vai nos ajudar a nunca querer ‘vender’ a verdade?

20 A SENTINELA
pagamos pela verdade. Isso vai nos ajudar a não
cair na armadilha de tentar recuperar nem mesmo
parte do que pagamos. — Mat. 6:19.
8 Tempo. Para não perder o rumo da verdade, te-
mos que usar bem o tempo. Se não tomarmos
cuidado, podemos gastar tempo demais com di-
versões, passatempos, internet ou televisão. Essas
coisas não são erradas. O problema é que elas po-
dem roubar o tempo que antes usávamos para o es-
tudo pessoal e outras atividades espirituais. Veja o
que aconteceu com uma irmã chamada Emma.1
Desde a infância, Emma tinha paixão por cavalos.
Sempre que possível, ela saía para andar de cavalo.
Mas ela começou a ficar de consciência pesada por
causa do tempo que gastava com isso. Então, Emma
decidiu fazer algumas mudanças. Ela gostou bas-
tante da entrevista com Cory Wells, uma irmã que
andava de cavalo em rodeios.2 Agora, Emma gasta
mais tempo no serviço de Jeová e com sua família
e seus amigos, que também são cristãos. Além
de se sentir mais amiga de Jeová, ela está de
 O nome foi mudado.
 No JW Broadcasting, acesse ENTREVISTAS E CASOS REAIS ˛ A
VERDADE TRANSFORMA VIDAS.

8. Como um cristão pode perder o rumo da verdade se não souber


usar bem o tempo? Dê um exemplo.

NOVEMBRO DE 2018 21
consciência tranquila, porque sabe que está usando
bem o seu tempo.
9 Coisas materiais. Se queremos continuar an-
dando na verdade, as coisas materiais devem ficar
no devido lugar. Nós sabemos que servir a Jeová
deve ser a nossa prioridade, e já fizemos mui-
tos sacrifícios materiais para andar na verdade.
Mas, com o tempo, talvez notemos pessoas com-
prando os eletrônicos mais modernos ou aprovei-
tando tudo o que o dinheiro pode comprar. Isso
pode nos dar a sensação de que estamos perdendo
algo. Aquilo que temos já não nos deixa conten-
tes. Então, começamos a nos concentrar em com-
prar coisas, em vez de nos concentrar em servir a
Jeová. Foi algo assim que aconteceu com Demas.
Ele “amava este mundo”, e por isso abandonou o
serviço que fazia com o apóstolo Paulo. (2 Tim.
4:10) Será que Demas amava mais os bens mate-
riais do que servir a Deus? Será que ele cansou de
abrir mão das coisas que ele queria para trabalhar
com Paulo? A Bíblia não diz. Mas nós não quere-
mos ser como ele. Não queremos reacender o amor
pelas coisas materiais, porque isso pode sufocar
nosso amor pela verdade.
9. O que o esforço de conseguir coisas materiais pode fazer com
um cristão?

22 A SENTINELA
10Relações familiares e amizades. Para conti-
nuarmos andando na verdade, não podemos nos
deixar influenciar pela pressão de outros. O nos-
so relacionamento com parentes e amigos mudou
quando ‘compramos a verdade’. Alguns respeitam
nossas crenças, mas outros se opõem. (1 Ped. 4:4)
É verdade que queremos manter um bom relaciona-
mento com nossa família e tratá-la com bondade.
Mas devemos tomar cuidado para não desobedecer
ao que Jeová diz só para agradar os parentes. E,
lembrando do aviso claro que está em 1 Coríntios
15:33, nossos amigos mais próximos devem ser
apenas aqueles que servem a Jeová.
11Ações e pensamentos errados. Toda pessoa
que anda na verdade deve ser santa, ou seja, limpa.
(Isa. 35:8; leia 1 Pedro 1:14-16.) Todos nós, quan-
do aprendemos a verdade, tivemos que fazer mu-
danças na vida para seguir os padrões da Bíblia. E,
para alguns de nós, as mudanças foram enormes.
Mas temos que ter cuidado para nunca trocar a vida
pura e santa que temos pela vida imoral deste mun-
do. O que pode nos ajudar a resistir à tentação de
fazer algo imoral? Pense no preço que Jeová pagou
10. O que não podemos permitir se queremos andar na verdade?
11. O que pode nos ajudar a rejeitar ações e pensamentos erra-
dos?

NOVEMBRO DE 2018 23
para que nós fôssemos santos. Ele deu a vida pre-
ciosa de seu Filho, Jesus Cristo. (1 Ped. 1:18, 19)
Se queremos continuar limpos do ponto de vista de
Jeová, temos que sempre lembrar do enorme valor
do sacrifício de Jesus.
12 Práticas e costumes errados. Pode ser que pa-
rentes e colegas de trabalho ou escola tentem nos
convencer a participar de alguma celebração que
não agrada a Deus. O que pode nos ajudar a não ce-
der à pressão? Devemos sempre lembrar por que
Jeová não gosta dessas celebrações. Podemos pes-
quisar publicações que explicam a origem desses
feriados. Quando relembramos os motivos que a
Bíblia dá para não participarmos desses eventos, fi-
camos mais convencidos de que estamos andando
no caminho “que agrada ao Senhor”. (Efé. 5:10) Se
confiarmos em Jeová e em sua Palavra, não vamos
“tremer diante de homens”. — Pro. 29:25.
13Andar na verdade não é algo que fazemos uma
única vez. É um modo de vida, um caminho que
queremos seguir para sempre. O que pode nos aju-
dar a continuar decididos a andar na verdade? Va-
mos ver três coisas.
12, 13. (a) Por que devemos sempre lembrar os motivos de Jeová
não gostar de algumas celebrações? (b) O que vamos ver agora?

24 A SENTINELA
CONTINUE DETERMINADO A ANDAR
NA VERDADE
14 Primeiro: continue a estudar a Bíblia e medite
no que lê. Programe um tempo para isso. Quanto
mais você estudar, mais a verdade será preciosa
para você. Isso, por sua vez, vai deixar você mais
determinado a nunca ‘vender’ a verdade. Provér-
bios 23:23 nos diz que, além da verdade, devemos
‘comprar a sabedoria, a disciplina e o entendimen-
to’. Só que conhecer a verdade não basta. Temos
que colocá-la em prática em nossa vida. O entendi-
mento nos ajuda a ver que todas as verdades de
Jeová se encaixam. A sabedoria nos motiva a agir.
E a disciplina mostra onde devemos melhorar. Se
notar que precisa fazer alguma mudança, não per-
ca tempo. A disciplina vale muito mais que a prata.
— Pro. 8:10.
15Segundo: esteja decidido a viver cada dia de
acordo com a verdade. Use o “cinturão da ver-
dade”. (Efé. 6:14) Nos tempos bíblicos, o cintu-
rão de um soldado protegia a cintura e os órgãos
14. (a) Como o estudo da Bíblia nos ajuda a continuar andando na
verdade? (b) Por que precisamos também da sabedoria, da disci-
plina e do entendimento?
15. Como o cinturão da verdade nos protege?

NOVEMBRO DE 2018 25
internos. Mas o cinturão só seria útil se estivesse
bem apertado. Se estivesse frouxo, daria pouca
proteção. Com o nosso cinturão da verdade é a
mesma coisa. Se estiver bem preso em nós, ele vai
nos proteger de pensamentos errados e nos ajuda-
rá a tomar boas decisões. Se enfrentarmos alguma
provação ou tentação, a verdade da Bíblia vai nos
deixar mais determinados a fazer o que é certo. Um
soldado jamais iria para a guerra sem o cinturão.
Nós também nunca devemos tirar o nosso cinturão
da verdade. Para que ele esteja bem preso ao nos-
so corpo, devemos viver de acordo com a verdade
em todas as áreas da vida. O cinturão de um solda-
do também servia para carregar sua espada. Isso
nos leva para a terceira coisa que vai nos ajudar a
continuar determinados a andar na verdade.

Aprenda a verdade.
Viva a verdade.
Ensine a verdade.
(Veja os parágrafos 14 a 16.)

26 A SENTINELA
16Terceiro: participe o máximo possível em ensi-
nar a verdade da Bíblia a outros. Isso vai fazer você
estar sempre em contato com a nossa espada espi-
ritual, que é “a palavra de Deus”. (Efé. 6:17) Todos
nós podemos nos tornar instrutores melhores e
aprender a ‘manejar corretamente a palavra da ver-
dade’. (2 Tim. 2:15) Quando usamos a Bíblia para
ensinar outros, a verdade fica gravada em nossa
mente e em nosso coração. Isso aumenta nossa de-
terminação de continuar andando na verdade.
17A verdade é um presente precioso de Jeová. É
ela que torna possível termos nosso bem mais va-
lioso: a amizade com nosso Pai, Jeová. Tudo o que
aprendemos com ele até agora é só o começo! Deus
nos prometeu uma vida eterna de novas verdades
que ainda vamos descobrir. Por isso, trate a verda-
de como uma pérola preciosa. Continue a ‘comprar
a verdade e nunca a venda’. Você poderá, assim
como Davi, cumprir o que prometeu a Jeová: “An-
darei na tua verdade.” — Sal. 86:11.
16. Por que ensinar a Bíblia a outros nos ajuda a continuar andan-
do na verdade?
17. Por que a verdade é preciosa para você?

NOVEMBRO DE 2018 27
CÂNTICOS:
3e8 Confie em Jeová
e viva!
VOCÊ SE LEMBRA?
______________________________________________________________________________________________________________________________

“Confie em Jeová de todo o seu


Por que podemos
contar nossas coração; não confie no seu próprio
preocupações entendimento.” — PRO. 3:5.
para Jeová?
TODOS nós precisamos de con-
______________________________________________________________________________________________________________________________
solo. Pode ser que preocupa-
Que coisas po-
demos incluir em ções, decepções e dificuldades
nossas orações? façam parte de nossa vida. Tal-
vez estejamos sofrendo com o
______________________________________________________________________________________________________________________________

Por que é tão


envelhecimento, com doenças
importante esperar ou com a morte de alguém que-
Jeová agir?
1. Por que todos nós precisamos de con-
solo?

28
rido. Alguns são maltratados por outros. E o mun-
do está cada vez mais violento. É verdade que es-
tes “tempos críticos, difíceis de suportar” são uma
prova de que estamos “nos últimos dias”, e que
cada dia que passa é um dia mais perto do novo
mundo. (2 Tim. 3:1) Mesmo assim, já faz tempo
que alguns de nós estão esperando para ver as pro-
messas de Jeová se cumprirem. E as dificuldades
não param de aumentar. Então, o que pode nos dar
consolo?
2 O livro de Habacuque pode nos dar a resposta.
A Bíblia não dá muitos detalhes sobre esse profe-
ta, mas o livro que ele escreveu dá muito encora-
jamento. O nome Habacuque significa “forte abra-
ço”. Isso pode ser uma referência de como Jeová
nos consola, como se nos desse um abraço. Ou
pode passar a ideia de nós segurando bem firme
em Jeová, como um filho segurando firme no pai.
Habacuque fez algumas perguntas bem interessan-
tes a Deus. E já que Jeová fez questão de deixar a
conversa entre eles registrada na Bíblia, é porque
ela também pode nos ajudar. — Hab. 2:2.
3 A conversa entre Jeová e esse profeta aflito é
2, 3. (a) O que sabemos sobre Habacuque? (b) Por que é bom es-
tudarmos o livro de Habacuque?

NOVEMBRO DE 2018 29
tudo o que a Bíblia nos diz sobre Habacuque. Mas
o seu livro faz parte ‘de todas as coisas escritas an-
teriormente’ e que foram registradas na Palavra de
Deus, a Bíblia, “a fim de que, por meio da nos-
sa perseverança e por meio do consolo das Es-
crituras, tivéssemos esperança”. (Rom. 15:4) Por
que é bom estudarmos o livro de Habacuque? Ele
nos mostra o que realmente significa confiar em
Jeová. Também nos garante que podemos conti-
nuar calmos, mesmo passando por dificuldades e
problemas. Vamos ver agora alguns detalhes inte-
ressantes sobre o livro de Habacuque.
FALE COM JEOVÁ
4 Leia Habacuque 1:2, 3. A época em que Haba-
cuque vivia era bem complicada. Ele estava cerca-
do de pessoas más e violentas, e isso o deixava
muito triste. Quando será que toda aquela malda-
de ia acabar? Por que Jeová ainda não tinha feito
nada? Para onde Habacuque olhava, ele via os is-
raelitas tratando mal uns aos outros. Ele se sentia
sozinho. Então, no meio daquela fase difícil, ele
orou para que Jeová fizesse alguma coisa. Haba-
cuque talvez tivesse começado a achar que Jeová
não se importava. Parecia que Deus estava demo-
4. Por que Habacuque estava tão aflito?

30 A SENTINELA
rando para tomar uma atitude. Já se sentiu assim
como Habacuque?
5 Será que Habacuque já não confiava mais em
Jeová? Será que ele tinha perdido a fé nas promes-
sas de Deus? Claro que não! Se tivesse perdido de
vez as esperanças, ele não teria orado a Jeová so-
bre suas dúvidas. Na verdade, Habacuque não en-
tendia por que Jeová ainda não tinha feito nada ou
por que Jeová estava permitindo que ele sofresse.
O fato de Jeová deixar que Habacuque escrevesse
sobre suas dúvidas nos ensina uma lição importan-
te: não tenha medo de orar a Deus sobre suas preo-
cupações e dúvidas. Aliás, Jeová gosta quando
abrimos nosso coração a ele. (Sal. 50:15; 62:8)
Provérbios 3:5 ainda nos incentiva a ‘confiar em
Jeová de todo o coração e não confiar no próprio
entendimento’. É provável que Habacuque já co-
nhecesse essas palavras, e ele as colocou em prá-
tica.
6Habacuque confiava em Jeová como um amigo
e pai, e tomou a iniciativa de se abrir com ele.
Em vez de se preocupar ou ‘confiar no próprio
5. Que lição importante o livro de Habacuque nos ensina? (Veja a
foto no começo do estudo.)
6. Por que a oração é importante?

NOVEMBRO DE 2018 31
entendimento’, Habacuque orou a Jeová contando
como se sentia. Esse é um ótimo exemplo para nós.
Jeová é o “Ouvinte de oração”, e ele quer que
nós contemos nossas preocupações para ele. (Sal.
65:2) Se fizermos isso, poderemos ver como Jeová
vai responder nossas orações. Ele vai nos guiar e
nos consolar, como se estivesse nos dando um
abraço carinhoso. (Sal. 73:23, 24) Não importa
pelo que estejamos passando, Jeová vai nos ajudar
a ver nossas preocupações como ele vê. Por isso,
sempre ore a Jeová. Esse é um dos melhores mo-
dos de mostrar que confiamos nele.
ESCUTE A JEOVÁ
7 Leia Habacuque 1:5-7. Depois de contar para
Jeová como se sentia, Habacuque deve ter se per-
guntado: ‘O que Jeová vai achar do que eu disse?’
Por ser um Pai amoroso e compreensivo, Jeová
não repreendeu Habacuque. Ele sabia que Habacu-
que se sentia daquele jeito porque estava sofrendo.
Então, Deus contou para o profeta o que ele ia fa-
zer no futuro com aqueles judeus desobedientes. É
bem possível que Habacuque tenha sido a primei-
ra pessoa para quem Jeová contou sobre o fim da-
quele período violento.
7. O que Jeová achou das preocupações de Habacuque?

32 A SENTINELA
8 Jeová contou a Habacuque que estava pronto
para agir. Aquela geração má e violenta seria puni-
da. E Jeová disse que isso ia acontecer “nos seus
dias”, ou seja, enquanto Habacuque ou aqueles is-
raelitas maus ainda estivessem vivos. Mas algo na
resposta de Jeová pegou Habacuque de surpresa.
Jeová disse que usaria os caldeus, ou seja, os ba-
bilônios, para punir os israelitas. O profeta deve
ter pensado: ‘Como assim? Os caldeus são mais
cruéis e violentos que os israelitas. E os israelitas
pelo menos conhecem a Jeová. Por que Jeová vai
usar essa nação pagã? Isso só vai aumentar o sofri-
mento para todo o povo.’ Imagine que você esti-
vesse no lugar de Habacuque. O que acharia da res-
posta de Jeová?
9 Leia Habacuque 1:12-14, 17. Habacuque enten-
deu que Jeová ia usar Babilônia para punir as pes-
soas más de Judá, mas ainda estava confuso. Mes-
mo assim, foi humilde e continuou confiando em
Jeová. Ele até chamou Jeová de “minha Rocha”.
(Deut. 32:4; Isa. 26:4) Habacuque sabia que Jeová
é amoroso e bondoso, e isso deu a ele a confiança
de fazer mais perguntas: ‘Por que o Senhor vai dei-
xar a situação em Judá ficar pior? Por que não age
8. Por que a resposta de Jeová deixou Habacuque surpreso?
9. Que outras perguntas Habacuque fez?

NOVEMBRO DE 2018 33
agora? Por que o Senhor, que é todo-poderoso, vai
“tolerar a maldade”? Por que “se mantém calado”
enquanto a maldade se espalha? O Senhor é o San-
to, e “seus olhos são puros demais para ver o que
é mau”.’
10Às vezes, nós podemos sentir o mesmo que
Habacuque. Nós escutamos a Jeová, confiamos
nele, lemos e estudamos a Bíblia, e isso nos dá es-
perança. Também ouvimos tudo o que sua organi-
zação diz sobre as promessas para o futuro. Mas
uma pergunta talvez continue em nossa mente:
‘Será que vai demorar muito para o fim chegar e
acabar com todo esse sofrimento?’ O livro de Ha-
bacuque nos ensina como lidar com esse senti-
mento.
ESPERE POR JEOVÁ
11Leia Habacuque 2:1. Depois de conversar com
Jeová, Habacuque se sentiu mais calmo. Ele deci-
diu confiar em Jeová e esperar pelo momento de
Deus agir. Essa não foi uma decisão baseada na
emoção daquele momento, porque Habacuque dis-
se mais tarde: “Espero tranquilamente o dia da
10. Que sentimento igual ao de Habacuque às vezes podemos ter?
11. Depois de escutar a Jeová, que decisão Habacuque tomou?

34 A SENTINELA
aflição.” (Hab. 3:16) Outros servos fiéis de Jeová
também confiaram em Jeová e foram pacientes. E,
se eles conseguiram, nós também podemos conse-
guir. — Miq. 7:7; Tia. 5:7, 8.
12O que a decisão de Habacuque nos ensina?
Primeiro, nunca pare de orar a Jeová. Conte a ele
os seus problemas. Segundo, escute a Jeová. Ele
fala com a gente por meio da Bíblia e de sua or-
ganização. Terceiro, espere com paciência por
Jeová. Confie que no momento certo ele vai aca-
bar com nosso sofrimento. Se fizermos tudo o
que Habacuque fez, também vamos nos sentir cal-
mos e vamos conseguir perseverar. A esperança
de que Jeová vai agir em breve nos ajuda a ser pa-
cientes e a suportar os problemas com alegria.
— Rom. 12:12.
13Leia Habacuque 2:3. A atitude de Habacuque
deixou Jeová muito contente. O Todo-Poderoso
sabia bem do sofrimento que Habacuque estava
passando. Então, de modo amoroso e bondoso, ele
garantiu ao profeta que as perguntas dele seriam
respondidas. Em breve ele veria o fim de suas
12. Quais são algumas das lições que aprendemos com Habacu-
que?
13. Que garantia Jeová deu a Habacuque?

NOVEMBRO DE 2018 35
preocupações. Foi como se Deus estivesse dizendo
a Habacuque: “Confie em mim, espere só mais um
pouco. Pode parecer que está demorando, mas mi-
nha resposta vai chegar!” Jeová lembrou Habacu-
que de que suas promessas iam se cumprir no tem-
po certo. Então, incentivou o profeta a continuar
esperando com paciência. No final, ele não ficaria
decepcionado.
14 É bom esperar com paciência por Jeová e pres-
tar atenção ao que ele nos diz. Isso nos dá confian-
ça e calma, mesmo que nossa situação seja ruim.
Jesus nos garantiu que Jeová sabe o tempo certo
de agir. Então, não precisamos nos preocupar com
“os tempos ou as épocas” que Jeová ainda não re-
velou. (Atos 1:7) O que devemos fazer é não desis-
tir, mas ser humildes e ter fé em Deus. E, enquanto
esperamos, devemos usar bem o nosso tempo para
servir a Jeová o melhor que pudermos. — Mar.
13:35-37; Gál. 6:9.
CONFIE EM JEOVÁ PARA GANHAR A VIDA
15Jeová prometeu: “O justo viverá pela sua fide-
lidade.” E acrescentou: “A terra ficará cheia do co-
14. Mesmo que nossa situação seja difícil, o que devemos fazer?
15, 16. (a) Que promessas encontramos no livro de Habacuque?
(b) O que essas promessas nos ensinam?

36 A SENTINELA
Por que devemos servir a Jeová o melhor que pudermos?
(Veja o parágrafo 14.)

nhecimento da glória de Jeová.” (Hab. 2:4, 14) Es-


ses versículos mostram que aqueles que confiam
em Jeová e são pacientes vão ganhar a vida eterna.
16 Olhando por cima, parece que a promessa de
Habacuque 2:4 é só uma frase genérica, sem nada
de especial. Mas o apóstolo Paulo considerava essa
promessa tão importante que a mencionou em três
das suas cartas! (Rom. 1:17; Gál. 3:11; Heb. 10:38)
Não importa qual seja o sofrimento que o justo es-
teja enfrentando, ele vai ver as promessas de Deus
se cumprirem. Mas é preciso ter fé em Jeová e
NOVEMBRO DE 2018 37
confiar nele. Jeová quer que nós olhemos lá na
frente, para o nosso futuro.
17O livro de Habacuque ensina lições valiosas
para nós, que vivemos nos últimos dias. Jeová
quer dar vida para toda pessoa justa que tem fé e
confia nele. Por isso, mesmo que você esteja lidan-
do com ansiedades e problemas, continue alimen-
tando sua fé e confiança em Deus. Jeová garantiu
por meio de Habacuque que vai ajudar e salvar
você. Tudo o que ele pede é confiar nele e ter
paciência. No tempo certo, a Terra inteira será
governada pelo Reino de Deus, e o mundo será
formado por pessoas felizes e “de temperamento
brando”. — Mat. 5:5; Heb. 10:36-39.
CONFIE COM ALEGRIA
18 Leia Habacuque 3:16-19. As palavras de Jeová
tocaram fundo em Habacuque. Ele meditou em
como Jeová já tinha salvado seu povo no passado
de maneiras impressionantes. Agora, sua confian-
ça em Deus estava renovada. Ele sabia que Jeová
ia agir em breve. Isso foi um consolo para Habacu-
que, mesmo sabendo que ainda teria que sofrer
17. Que garantia Jeová nos deu por meio de Habacuque?
18. Como Habacuque se sentiu com as palavras de Jeová?

38 A SENTINELA
por um pouco mais de tempo. As dúvidas que ele
tinha se transformaram em confiança e alegria. O
que o profeta falou no versículo 18 pode ser con-
siderado uma das maiores expressões de confian-
ça registradas na Bíblia. De acordo com alguns es-
tudiosos, ela significa: “Vou saltar de alegria no
Senhor; vou bailar de alegria em Deus.” Que ga-
rantia maravilhosa os versículos 16 a 19 nos dão!
Além de nos dar promessas maravilhosas para o
futuro, Jeová garante que está trabalhando neste
momento para cumpri-las.
19Sem dúvida, a mensagem principal do livro de
Habacuque é: confie em Jeová. (Hab. 2:4) Este es-
tudo nos ensinou como continuar confiando nele.
Primeiro, sempre ore a Jeová e conte a ele todos
os seus problemas e ansiedades. Segundo, escute
o que a Palavra de Deus e sua organização dizem.
E terceiro, espere por Jeová com fé e paciência.
Foi isso o que Habacuque fez. Embora o seu livro
começasse de modo triste, ele termina com pala-
vras confiantes e alegres. Se imitarmos o exemplo
de Habacuque, vamos sentir o abraço carinhoso de
nosso Pai, Jeová. Nenhum consolo poderia ser me-
lhor do que esse, não é mesmo?
19. O que temos que fazer para receber de Jeová o consolo que Ha-
bacuque recebeu?

NOVEMBRO DE 2018 39
CÂNTICOS:
88 e 45 Quem está moldando
SABE RESPONDER? seu modo de pensar?
______________________________________________________________________________________________________________________________

Por que pensar “Parem de se amoldar a este mundo.”


como Jeová é bom
— ROM. 12:2.
para nós?
______________________________________________________________________________________________________________________________

Por que o modo QUANDO Jesus disse que logo


de Jeová pensar é ia sofrer e morrer, seus discí-
melhor do que as pulos não conseguiram acreditar.
ideias e valores
deste mundo? Afinal, eles achavam que Jesus
ia restaurar o reino de Israel. O
______________________________________________________________________________________________________________________________

O que devemos
1, 2. (a) O que Jesus respondeu quando
fazer para não
Pedro disse para ele ter compaixão dele
sermos moldados
mesmo? (Veja o desenho no começo do es-
pelo mundo?
tudo.) (b) Por que Jesus respondeu desse
jeito?

40
apóstolo Pedro se adiantou e disse: “Tenha compai-
xão de si mesmo, Senhor! Isso de modo algum lhe
acontecerá.” Virando as costas para Pedro, Jesus
falou: “Para trás de mim, Satanás! Você é uma pe-
dra de tropeço para mim, porque não tem os pensa-
mentos de Deus, mas os de homens.” — Mat. 16:21-
23; Atos 1:6.
2 A resposta de Jesus mostra que existe diferença
entre o modo de pensar de Deus e o modo de pen-
sar do mundo controlado por Satanás. (1 João 5:19)
O que Pedro disse a Jesus refletiu o egoísmo co-
mum deste mundo. Só que Jesus sabia que não era
assim que seu Pai pensava. Deus queria que ele es-
tivesse preparado para sofrer e morrer. Quando res-
pondeu a Pedro, Jesus deixou claro que não queria
pensar como o mundo, e sim como Jeová.
3 E nós? Como é o nosso modo de pensar? É como
o de Deus ou como o do mundo? É verdade que nos
esforçamos bastante para que nossas ações agra-
dem a Deus. Mas e nossos pensamentos? Estamos
tentando pensar como Jeová? Isso é algo que exige
muito esforço. Por outro lado, pensar como o mun-
do é bem mais fácil, porque estamos cercados pelo
espírito do mundo. (Efé. 2:2) E o espírito do mundo
3. Por que pensar como o mundo é bem mais fácil do que pensar
como Jeová?

NOVEMBRO DE 2018 41
incentiva bastante que a pessoa pense nos próprios
interesses, e isso pode ser tentador. Infelizmente,
pensar como Jeová pode ser um desafio, mas pen-
sar como o mundo não exige muito esforço.
4 Se deixarmos o mundo moldar nossos pensa-
mentos, corremos o risco de nos tornar egoístas.
Podemos até querer decidir sozinhos o que é certo
ou errado. (Mar. 7:21, 22) Por isso, é muito impor-
tante aprendermos a ter “os pensamentos de Deus”,
e não “os de homens”. Este estudo vai nos ajudar.
Ele vai mostrar por que pensar como Jeová não tira
a nossa liberdade, mas é para o nosso bem. Também
vai mostrar como não deixar o mundo moldar nos-
sos pensamentos. E o próximo estudo vai nos ensi-
nar a saber o que Jeová pensa de alguns assuntos e
como podemos pensar como ele.

PENSAR COMO JEOVÁ É BOM PARA NÓS


5Algumas pessoas dizem: “Ninguém tem o direito
de moldar ou influenciar meus pensamentos.” Mas
o que elas estão querendo dizer é que querem tomar
suas próprias decisões e que isso é um direito delas.
4. (a) O que vai acontecer se deixarmos o mundo moldar nossos
pensamentos? (b) Como este estudo vai nos ajudar?
5. Por que algumas pessoas não gostam da ideia de serem molda-
das por outros?

42 A SENTINELA
Elas não querem se sentir controladas por ninguém
nem abrir mão de sua identidade.1
6 Pensar como Jeová não significa abrir mão de
nossa identidade ou de nossas opiniões. O texto de
2 Coríntios 3:17 nos garante que “onde está o espí-
rito de Jeová, ali há liberdade”. Temos a liberdade
de ser quem nós queremos ser. Podemos ter as nos-
sas preferências e escolher as coisas que achamos
interessantes. Na verdade, Jeová criou os humanos
para serem assim. Mas isso não quer dizer que te-
mos liberdade sem limites. (Leia 1 Pedro 2:16.)
Quando precisamos tomar uma decisão, Jeová quer
que usemos a sua Palavra como guia do que é certo
ou errado. Mas será que isso tira nossa liberdade?
Ou será que é para o nosso bem?
7 Pense neste exemplo. Os pais se esforçam mui-
to para ensinar bons valores para os filhos. Eles tal-
vez os ensinem a ser honestos, trabalhadores e a se
 Na verdade, mesmo a pessoa que se acha independente sofre al-
guma influência dos outros. Desde assuntos profundos, como a ori-
gem da vida, até assuntos mais simples, como a escolha de roupas, as
pessoas são influenciadas pelos outros. Mas somos nós que escolhe-
mos quem pode nos influenciar.

6. (a) Que liberdade Jeová nos dá? (b) Será que essa liberdade é
sem limites?
7, 8. Será que pensar como Jeová tira a nossa liberdade? Dê um
exemplo.

NOVEMBRO DE 2018 43
importar com os outros. Você diria que isso é tirar
a liberdade dos filhos? Lógico que não. Os pais es-
tão preparando as crianças para serem adultos feli-
zes. Quando os filhos crescerem e saírem de casa,
eles terão a liberdade de fazer as próprias escolhas.
Se escolherem seguir os bons valores que aprende-
ram com os pais, é bem provável que tomem boas
decisões e que consigam evitar muitos problemas,
ansiedades ou arrependimentos.
8 Jeová é como um bom pai. Ele quer que seus fi-
lhos tenham uma vida muito feliz. (Isa. 48:17, 18)
Por isso, ele nos dá princípios sobre como nos com-
portar e como tratar os outros. Jeová quer que nós
pensemos como ele e tenhamos os mesmos valores
que ele. Mas isso não tira a nossa liberdade. Na ver-
dade, nos ensina a pensar do jeito certo e nos tor-
na mais inteligentes. (Sal. 92:5; Pro. 2:1-5; Isa.
55:9) Quando pensamos como Jeová, conseguimos
tomar boas decisões e, ao mesmo tempo, ter os nos-
sos gostos e preferências pessoais. (Sal. 1:2, 3) Sem
dúvida, pensar como Jeová é bom para nós!
O MODO DE JEOVÁ PENSAR É MELHOR
9Existe outro motivo para querermos pensar
como Jeová: os pensamentos dele são bem melho-
9, 10. O que prova que o modo de Jeová pensar é melhor que o do
mundo?

44 A SENTINELA
res que os do mundo. Muitas pessoas no mundo
dão conselhos sobre moral, família, felicidade no
trabalho e outras coisas. Mas muitos desses conse-
lhos são diferentes do modo de Jeová pensar. Por
exemplo, o mundo incentiva as pessoas a correr
atrás apenas dos próprios interesses. Ele também
diz que a imoralidade sexual é algo normal. E até
diz que, se um casal não for feliz, ele deve se sepa-
rar ou se divorciar. Conselhos assim vão contra o
que a Bíblia ensina. Mas será que hoje em dia
os conselhos do mundo são melhores que os da Bí-
blia?
10 Jesus disse: “A sabedoria se prova justa pelas
suas obras.” (Mat. 11:19) É verdade que o mun-
do avançou muito na área da tecnologia. Mas os
problemas que realmente atrapalham a felicidade,
como guerras, racismo e crime, continuam sem so-
lução. E muitos concordam que o ponto de vista do
mundo sobre a imoralidade sexual destrói famílias,
causa doenças e traz mais dificuldades. Por outro
lado, as pessoas que pensam como Deus têm famí-
lias mais felizes, são mais saudáveis e, no mundo
todo, vivem em paz com os outros servos de Jeová.
(Isa. 2:4; Atos 10:34, 35; 1 Cor. 6:9-11) Comparan-
do o modo de pensar de Jeová com o do mundo, fica
claro qual é o melhor, não é mesmo?
NOVEMBRO DE 2018 45
11Servos de Jeová dos tempos bíblicos também
achavam que o modo de Jeová pensar é melhor. Veja
o exemplo de Moisés. Ele “foi instruído em toda a
sabedoria dos egípcios”. Mas ele pedia que Deus o
ajudasse a ter “um coração sábio”. (Atos 7:22; Sal.
90:12) Ele também pediu a Jeová: “Faz-me saber os
teus caminhos.” (Êxo. 33:13) Moisés deixou Jeová
moldar seu modo de pensar, e Jeová o usou para um
trabalho especial. A Bíblia fala de Moisés como um
grande exemplo de fé. — Heb. 11:24-27.
12 O apóstolo Paulo também era um homem mui-
to inteligente e instruído. Ele falava pelo menos dois
idiomas. (Atos 5:34; 21:37, 39; 22:2, 3) Mas ele não
seguia o ponto de vista do mundo para saber o que
era certo ou errado. Ele se baseava na Palavra de
Deus. (Leia Atos 17:2; 1 Coríntios 2:6, 7, 13.) Por
causa disso, ele realizou um ótimo trabalho de pre-
gação e tinha a esperança de ganhar uma recom-
pensa eterna. — 2 Tim. 4:8.
13Não temos dúvida de que o modo de Jeová pen-
sar é muito melhor que o do mundo. Seguir os pa-
drões de Jeová vai nos dar uma vida feliz e produti-
11. Quem Moisés deixou moldar seu modo de pensar, e qual foi o
resultado?
12. No que Paulo se baseava para tomar decisões?
13. Quem tem a responsabilidade de nos fazer pensar como Jeová?

46 A SENTINELA
va. Mas ele não obriga ninguém a pensar como ele.
Nem o “escravo fiel e prudente” nem os anciãos
mandam nos pensamentos dos irmãos. (Mat. 24:45;
2 Cor. 1:24) Na verdade, aprender a pensar como
Deus é responsabilidade de cada um de nós. Mas
como conseguir isso?
NÃO DEIXE ESTE SISTEMA MOLDAR VOCÊ
14 Romanos 12:2 nos dá este conselho: “Parem de
se amoldar a este mundo, mas sejam transforma-
dos, renovando a sua mente, a fim de comprovar
por si mesmos a boa, aceitável e perfeita vontade de
Deus.” Essas palavras mostram que, mesmo que o
mundo tenha moldado nossa mente antes de apren-
dermos a verdade, ela ainda pode ser moldada por
Jeová. Embora a genética e as experiências que pas-
samos na vida possam ter alguma influência em nos-
so modo de pensar, a mente é flexível e está sempre
mudando. E o que faz a mente mudar? Muitas vezes,
são os pensamentos que deixamos entrar e ficar em
nossa cabeça. Se meditarmos nos pensamentos de
Jeová, vamos logo perceber que os pontos de vista
dele são sempre certos. Isso por sua vez vai nos mo-
tivar a querer pensar assim como ele.
14, 15. (a) Se queremos pensar como Jeová, em que temos que
meditar? (b) Por que não podemos deixar que ideias erradas en-
trem em nossa mente? Dê um exemplo.

NOVEMBRO DE 2018 47
15 Mas note que o texto diz que nossa mente só vai
ser ‘renovada’ se ‘pararmos de nos moldar a este
mundo’. Ou seja, não podemos mais deixar que as
ideias erradas deste sistema entrem em nossa men-
te. Para entender como isso é importante, pense
neste exemplo: Uma pessoa quer ter uma saúde me-
lhor. Então, ela decide comer comidas nutritivas. Só
que ao mesmo tempo ela come alimentos estraga-
dos. Será que vai adiantar alguma coisa? Do mesmo
modo, alimentar nossa mente com os pensamentos
de Jeová e ao mesmo tempo com as ideias do mun-
do vai ser esforço perdido.
16 Será que dá para cortar completamente o con-
tato com os pensamentos do mundo? Não. Só se nós
saíssemos dele, mas isso é impossível. De um jeito
ou de outro, vamos ser expostos às ideias deste sis-
tema. (1 Cor. 5:9, 10) Até mesmo a pregação nos co-
loca em contato com crenças erradas. Apesar disso,
não precisamos ficar pensando nas ideias deste
mundo ou concordar com elas. Temos que fazer
como Jesus. Se Satanás tentar colocar um pensa-
mento errado em nossa mente, vamos tirá-lo na
hora. Outra coisa que pode nos proteger é cortar
qualquer contato desnecessário com o modo de
pensar deste mundo. — Leia Provérbios 4:23.
16. Do que devemos nos proteger?

48 A SENTINELA
17Por exemplo, temos que tomar cuidado ao es-
colher nossos amigos. A Bíblia nos avisa que passar
tempo com pessoas que não adoram a Jeová pode
nos fazer pensar como elas. (Pro. 13:20; 1 Cor.
15:12, 32, 33) Também precisamos escolher bem
nossas diversões. Muitas delas promovem a teoria
da evolução, a violência e a imoralidade. Se não
queremos contaminar nosso modo de pensar com
ideias que vão “contra o conhecimento de Deus”,
precisamos cortar o contato com elas. — 2 Cor.
10:5.
18Às vezes, os pensamentos do mundo podem vir
de forma sutil, e temos que tomar cuidado com isso.
Por exemplo, alguns jornais podem apresentar uma
notícia que favoreça um lado político. Ou falar da
história de uma pessoa que, do ponto de vista do
mundo, teve sucesso na vida. Alguns livros e filmes
tentam fazer que ideias do tipo “eu em primeiro lu-
gar” ou “família acima de tudo” façam sentido e pa-
reçam certas. Mas eles ignoram o que a Bíblia diz,
que pessoas e famílias só serão felizes se ama-
rem a Jeová acima de tudo. (Mat. 22:36-39) Até
17. Quais são alguns modos de cortar qualquer contato desneces-
sário com o modo de pensar deste mundo?
18, 19. (a) Por que precisamos ter cuidado com as ideias erradas
do mundo? Dê exemplos. (b) Que perguntas precisamos fazer, e
por quê?

NOVEMBRO DE 2018 49
Estamos ajudando nossos filhos a escolher bem as diversões?
(Veja os parágrafos 18 e 19.)

mesmo com histórias infantis é preciso ter cuidado.


Muitas delas são inofensivas, mas algumas tentam
sutilmente fazer as crianças aceitar comportamen-
tos imorais.
19 Isso não significa que é errado se divertir. Mas
é preciso se perguntar: ‘Consigo perceber quando
uma ideia é errada, mesmo que ela seja apresenta-
da de forma sutil? Será que estou protegendo meus
filhos — e até a mim mesmo — de programas de TV
ou de leituras que defendem o pensamento do mun-
do? Estou ajudando meus filhos a ter o ponto de vis-
50 A SENTINELA
ta de Jeová quando eles se deparam com as ideias
do mundo?’ Quando percebemos a diferença entre
os pensamentos de Deus e os pensamentos deste
sistema, não somos ‘moldados a este mundo’.
QUEM ESTÁ MOLDANDO VOCÊ?
20 Sempre se lembre de que, na prática, só existem
duas fontes de informação: Jeová e o mundo con-
trolado por Satanás. Qual dessas fontes está mol-
dando você? Depende de onde você está buscando
informações. Se tivermos contato só com ideias do
mundo, é ele que vai nos moldar. Corremos o peri-
go de pensar e agir como as pessoas que fazem par-
te dele. Por isso, escolha bem o que você vai ouvir,
ver, ler ou pensar.
21 Como já foi mencionado, se quisermos pensar
como Jeová, temos que fazer mais do que rejeitar
as ideias do mundo. Temos que alimentar a mente
com os pensamentos de Jeová. Assim, vamos con-
seguir pensar mais como ele. Mas como fazer isso?
Vamos ver no próximo estudo.
20. O que vai determinar se somos moldados por Jeová ou pelo
mundo?
21. O que vamos ver no próximo estudo?

NOVEMBRO DE 2018 51
CÂNTICOS:
56 e 123 Você pensa
SABE EXPLICAR? como Jeová?
______________________________________________________________________________________________________________________________

Por que estudar a


Bíblia e meditar é “Sejam transformados, renovando
importante para a sua mente.” — ROM. 12:2.
pensarmos como
Jeová?
UMA criança ganha um pre-
______________________________________________________________________________________________________________________________

Se pensarmos sente. Daí, os pais falam para


como Jeová, como ela: “Diga ‘obrigado’.” A crian-
isso vai influenciar
o que fazemos? ça obedece e solta um “obriga-
______________________________________________________________________________________________________________________________
do” meio mecânico. Mas, quan-
Se tivermos que do vai ficando mais velha, ela
tomar alguma
decisão no futuro,
começa a entender por que seus
como a meditação pais acham importante agrade-
nos pensamentos
de Deus pode nos 1, 2. O que aprendemos a fazer quando
ajudar? crescemos em sentido espiritual? Dê um
exemplo.

52
cer quando alguém faz algo bondoso. Então, a
criança vai dizer “obrigado”, não porque seus pais
mandaram, mas sim porque ela começou a pensar
como eles.
2 Algo parecido acontece quando aprendemos a
verdade. No começo, nós aprendemos que é im-
portante obedecer às ordens básicas de Jeová.
Mas, quando vamos crescendo em sentido espiri-
tual, começamos a entender como Jeová pensa
— do que ele gosta, do que ele não gosta e o pon-
to de vista dele sobre vários assuntos. Daí, deixa-
mos que o modo de Jeová pensar influencie nos-
sas ações e nossas decisões, ou seja, começamos
a pensar como ele.
3 Aprender a pensar como Jeová é muito agra-
dável, mas também sabemos que não é fácil. Às
vezes, a imperfeição nos atrapalha. Por exemplo,
já aprendemos o que Jeová pensa da imoralidade
sexual, do materialismo, do uso do sangue, da
obra de pregação e de outros assuntos. Mas pode
ser difícil entender por que ele pensa assim. O que
pode nos ajudar a pensar cada vez mais como
Jeová? E como isso pode influenciar as decisões
que precisamos tomar hoje e no futuro?
3. Por que pensar como Jeová nem sempre é fácil?

NOVEMBRO DE 2018 53
APRENDENDO A PENSAR
COMO JEOVÁ
4 Leia Romanos 12:2. O apóstolo Paulo falou
aqui o que temos que fazer para pensar como
Jeová. No estudo anterior, vimos que se quiser-
mos ‘parar de nos amoldar a este mundo’ temos
que parar de alimentar nossa mente com as ideias
e opiniões que ele promove. Mas Paulo falou que
também precisamos ‘renovar a nossa mente’. Para
isso, temos que estudar a Bíblia e meditar nela. Só
assim conseguiremos entender o que Jeová pensa
e aprenderemos a pensar como ele.
5 Estudar é bem mais do que ler a matéria por
cima ou só sublinhar as respostas das perguntas.
Quando estudamos, devemos pensar no que a ma-
téria nos ensina sobre Jeová, sobre o modo de ele
fazer as coisas e sobre como ele pensa. Nós ten-
tamos entender por que Deus nos diz para fazer
algumas coisas e para não fazer outras. Também
pensamos em que mudanças devemos fazer na
vida e no modo de pensar. É claro que não vamos
conseguir meditar em tudo isso em cada estu-
do. Mas será muito bom separar parte de nosso
4. O que temos que fazer para ‘renovar a mente’?
5. O que é estudar?

54 A SENTINELA
estudo — talvez metade dele — para meditar.
— Sal. 119:97; 1 Tim. 4:15.
6 Quando sempre tiramos tempo para meditar
na Palavra de Deus, acontece algo incrível. Nós
‘comprovamos a nós mesmos’ que o modo de
Jeová pensar é perfeito. Começamos a ver as coi-
sas do ponto de vista dele e, no final, ficamos con-
vencidos de que ele está certo. Nossa mente é ‘re-
novada’ e aprendemos um novo modo de pensar.
Pouco a pouco, começamos a pensar como Jeová.
NOSSOS PENSAMENTOS INFLUENCIAM
NOSSAS AÇÕES
7 Não podemos achar que pensar é apenas
um exercício mental. Pensar e agir andam de
mãos dadas. (Mar. 7:21-23; Tia. 2:17) Vamos ver
três exemplos para entender melhor. O primeiro
exemplo tem a ver com o que Jeová pensa so-
bre coisas materiais. Os Evangelhos mostram que
Jeová escolheu José e Maria para criar seu Filho,
mesmo sabendo que eles eram pobres. (Lev. 12:8;
Luc. 2:24) Quando Jesus nasceu, Maria “o deitou
6. O que acontece quando meditamos na Palavra de Deus?
7, 8. (a) O que Jeová pensa sobre coisas materiais? (Veja os dese-
nhos no começo do estudo.) (b) Se pensarmos como Jeová, o que
vai ser mais importante para nós?

NOVEMBRO DE 2018 55
numa manjedoura, porque não havia lugar para
eles no alojamento”. (Luc. 2:7) Se Jeová quisesse,
Jesus poderia ter nascido num lugar muito me-
lhor. Mas o que realmente importava para Jeová
era que Jesus fosse criado numa família espiri-
tual.
8 O relato sobre o nascimento de Jesus nos aju-
da a ver o ponto de vista de Jeová sobre coisas
materiais. Alguns pais fazem questão de que os fi-
lhos tenham do bom e do melhor em sentido ma-
terial, mesmo que isso prejudique a amizade dos
filhos com Jeová. Mas, para Jeová, o mais impor-
tante é a nossa amizade com ele. E você? Também
pensa como Jeová? O que suas ações mostram?
— Leia Hebreus 13:5.
9 O segundo exemplo tem a ver com o que Deus
pensa sobre fazer alguém tropeçar, ou seja, fazer
alguém pecar ou abandonar a verdade. Jesus dis-
se: “Quem fizer tropeçar um destes pequenos que
têm fé, seria melhor para ele que pusessem no seu
pescoço uma pedra de moinho daquelas que o ju-
mento faz girar, e que fosse lançado no mar.”
(Mar. 9:42) Que palavras fortes! Se Jesus, que
9, 10. O que vai mostrar que realmente pensamos como Deus no
assunto de fazer outros tropeçar?

56 A SENTINELA
imitava perfeitamente a Jeová, se sentia assim,
imagine Jeová! Com certeza, ele sente a mesma
coisa quando uma pessoa não se importa de fazer
outros tropeçar. — João 14:9.
10Será que temos o mesmo ponto de vista de
Jeová e de Jesus? Nossas ações vão dizer se real-
mente pensamos como eles. Por exemplo, imagi-
ne que você gosta de se vestir ou de se arrumar
de certo jeito. Mas o seu jeito talvez incomo-
de alguns irmãos da congregação ou até mesmo
faça alguns terem pensamentos imorais. O que é
mais importante para você? Mostrar amor por
seus irmãos ou seguir suas preferências de estilo?
— 1 Tim. 2:9, 10.
11Um terceiro exemplo: Jeová odeia o que é er-
rado. (Pro. 15:9) Ele sabe que somos imperfeitos
e que temos a tendência de fazer o que é errado.
Mas ele espera que odiemos o que é mau assim
como ele odeia. (Leia Salmo 97:10.) Quando me-
ditamos em por que Jeová odeia o que é mau, nós
também começamos a pensar como ele. Isso nos
dá ainda mais força para não fazer o que é errado.
11, 12. Como o ódio pelo que é mau e o autodomínio podem nos
proteger?

NOVEMBRO DE 2018 57
12Se aprendermos a odiar o que é mau, vamos
conseguir identificar coisas que são erradas, mes-
mo que a Bíblia não fale especificamente delas.
Por exemplo, uma coisa imoral que se tornou mui-
to comum no mundo hoje é o lap dancing.1 Alguns
dizem que não há nada de errado com isso, afir-
mando que não é o mesmo que fazer sexo com al-
guém. Mas o que Deus pensa sobre isso? Ele odeia
todo tipo de coisa errada. Então, o melhor que
podemos fazer é ter autodomínio e sentir o mes-
mo ódio que ele sente por aquilo que é mau.
— Rom. 12:9.
PENSE COM ANTECEDÊNCIA
13Em seu estudo, tente entender o que Jeová
pensa sobre os assuntos. Isso vai ajudar você caso
seja pego de surpresa por uma situação que exija
uma decisão rápida. Se aprender a pensar nessas
 Lap dancing é um tipo de dança em que um dançarino ou dança-
rina, geralmente quase sem roupa, senta no colo de um cliente e faz
movimentos sensuais. Dependendo dos fatos, o lap dancing pode ser
considerado imoralidade sexual e pode levar a uma comissão judicati-
va. Um cristão que já participou disso deve procurar ajuda dos an-
ciãos. — Tia. 5:14, 15.

13. Como ter os pensamentos de Jeová nos ajudará a tomar boas


decisões no futuro?

58 A SENTINELA
situações com antecedência, você vai estar prepa-
rado e vai saber o que fazer. (Pro. 22:3) Veja al-
guns exemplos da Bíblia.
14 Quando a esposa de Potifar tentou seduzir
José, ele a rejeitou na hora. Com certeza, ele deve
ter pensado com antecedência no ponto de vista
de Jeová sobre ser fiel no casamento. (Leia Gê-
nesis 39:8, 9.) José pensava o mesmo que Jeová,
porque ele respondeu para a esposa de Potifar:
“Como eu poderia cometer essa grande maldade e
realmente pecar contra Deus?” E você? O que fa-
ria se um colega de trabalho começasse a mostrar
que tem interesse em você? Ou se você recebesse
pelo celular uma mensagem sexualmente explícita
ou um nude?1 Se nós já tivermos aprendido com
antecedência a pensar como Jeová, vai ser mais
fácil saber qual é a coisa certa a fazer.
 Usar um celular para mandar mensagens sexualmente explícitas,
para mandar fotos ou vídeos com nudes é chamado sexting. Depen-
dendo dos fatos, o sexting pode levar a uma comissão judicativa. Em
alguns casos, até menores de idade que se envolveram com isso foram
processados pelo crime de abuso sexual. Para mais informações, leia
no jw.org o artigo: “Os Jovens Perguntam — O que preciso saber so-
bre sexting?” (Acesse ENSINOS BÍBLICOS ˛ ADOLESCENTES.) Veja
também o artigo “Como conversar com seu filho sobre sexting”, na
Despertai! de novembro de 2013, pág. 4-5.

14. O que a resposta de José para a esposa de Potifar nos ensina?

NOVEMBRO DE 2018 59
15Pense também no exemplo dos três hebreus
conhecidos como Sadraque, Mesaque e Abedne-
go. Quando o rei Nabucodonosor mandou que
eles adorassem a imagem de ouro, eles foram fir-
mes e se recusaram a fazer isso. A resposta clara
dos três hebreus mostra que eles também pensa-
ram com antecedência no que significa ser leal a
Jeová. (Êxo. 20:4, 5; Dan. 3:4-6, 12, 16-18) E
você? O que faria se seu patrão pedisse para você
contribuir para uma festa ligada com a religião
falsa? Em vez de esperar até que situações como
essas aconteçam, é melhor aprender agora a pen-
15. Se passarmos por um teste como os três hebreus passaram, o
que vai nos ajudar a continuar leais?

60 A SENTINELA
Já pesquisou, preencheu
seu documento jurídico
e conversou com
seu médico?
(Veja o parágrafo 16.)

sar como Jeová. Daí, se uma situação assim acon-


tecer, você vai saber dizer e fazer a coisa certa,
assim como os três hebreus.
16Pensar com antecedência também é importan-
te em caso de emergências médicas. Nós já decidi-
mos rejeitar a transfusão de sangue total ou de
seus quatro componentes principais. (Atos 15:28,
29) Mas há procedimentos médicos relacionados
com o sangue que ficam a critério de cada cristão.
Cada um deve se basear nos princípios da Bíblia
para saber o que Jeová pensa e então tomar
uma decisão. Mas não deixe para pensar nisso só
16. Em caso de emergências médicas, por que é bom já sabermos
com antecedência o que Jeová pensa?

NOVEMBRO DE 2018 61
quando você já estiver no hospital, sofrendo dores
e sendo pressionado por outros. Agora é o mo-
mento de pesquisar, preencher o documento jurí-
dico que explica claramente os tratamentos que
você aceita e conversar com seu médico.1
17Por fim, lembre-se da conversa entre Jesus e
Pedro. Quando Pedro deu aquele conselho ruim,
dizendo: “Tenha compaixão de si mesmo, Se-
nhor!”, Jesus reagiu rapidamente. Pelo visto, ele
deve ter pensado com antecedência no trabalho
que Jeová queria que ele fizesse e nas profecias
da Bíblia sobre sua vida e morte na Terra. Isso deu
a Jesus a força para continuar fiel e para dar sua
vida como sacrifício. — Leia Mateus 16:21-23.
18Hoje, o que Jeová quer é que sejamos amigos
dele e que façamos nosso máximo na pregação.
(Mat. 6:33; 28:19, 20; Tia. 4:8) Mas, assim como
aconteceu com Jesus, pode ser que algumas pes-
soas bem-intencionadas tentem desviar o nosso
foco. Por exemplo, imagine que seu patrão quei-
 Nossas publicações já falaram de princípios bíblicos sobre esse as-
sunto. Por exemplo, veja o livro Continue a Amar a Deus, pág. 246-
249.

17-19. Por que é importante aprender a pensar como Jeová agora?


Dê um exemplo de situação em que é bom estarmos preparados.

62 A SENTINELA
ra dar a você um cargo melhor com um salário
bem maior. Mas o novo emprego vai atrapalhar
sua rotina espiritual. Ou imagine que você está na
escola e oferecem uma bolsa de estudos. Mas você
teria que se mudar para outro lugar longe de casa.
O que você faria? Será que deixaria para orar,
pesquisar, consultar a família ou os anciãos e to-
mar sua decisão só quando uma situação assim
surgisse? Na verdade, o melhor seria aprender
agora o que Jeová pensa sobre esses assuntos e
tentar pensar como ele. Daí, quando você receber
uma oferta como essas, ela não vai parecer tão
tentadora assim. Se você definir com antecedên-
cia os seus alvos espirituais, o seu único trabalho
será continuar com a decisão que você já tomou.
19 Talvez você se lembre de outras situações que
podem testar de uma hora para outra sua lealda-
de a Jeová. É claro que não temos como estar pre-
parados para tudo o que pode acontecer com a
gente. Mas, se meditarmos nos pensamentos de
Jeová durante nosso estudo pessoal, vai ser mais
fácil lembrar o que estudamos e então tomar uma
boa decisão. Por isso, se esforce para aprender a
pensar como Jeová. Deixe os pensamentos dele
influenciar as decisões que você precisa tomar
hoje e no futuro.
NOVEMBRO DE 2018 63
PENSAR COMO JEOVÁ NOS DÁ
UM FUTURO MARAVILHOSO
20Nós estamos ansiosos para que o novo mun-
do chegue. A maioria de nós espera viver para
sempre em um paraíso na Terra. O Reino de Deus
vai libertar a humanidade de todas as tristezas
que existem neste mundo. E, mesmo no novo
mundo, todos vão ter o direito de tomar suas pró-
prias decisões. Cada um poderá escolher o que fa-
zer com base no que gosta ou no que quer.
21Mas isso não quer dizer que nossa liberdade
não vai ter limite nenhum. Os “mansos” ainda vão
se guiar pelas leis e pelos pensamentos de Jeová
para saber o que é certo ou errado. O resultado é
que todos “terão grande alegria na abundância de
paz”. (Sal. 37:11) E, mesmo antes do novo mundo,
podemos sentir alegria se aprendermos a pensar
como Jeová pensa.
20, 21. (a) Que liberdade vamos ter no novo mundo? (b) Como po-
demos sentir alegria mesmo antes do novo mundo?

s
n Baixe de graça esta
p Você também pode ler Entre no site

o
revista e outras a Tradução do Novo www.jw.org
wlp18.11-T

publicações Mundo na internet ou capture


180807

o código

Você também pode gostar