Você está na página 1de 3

Com o crescimento da consciência ecológica, diversos âmbitos ganharam novos

aspectos, voltados para a sustentabilidade. A falta de água tratada e instalações


de esgoto precárias ocasionam doenças. Aproximadamente 75% das
internações hospitalares se dão por conta de intoxicação ou ingestão de água
contaminada. As ecofossas, como também são conhecidas as fossas ecológicas
são uma solução ambientalmente correta para tratamento de esgoto.

Solução tecnológica, de fácil instalação e baixo custo, ela trata o esgoto do vaso sanitário
(ou seja, somente a água com urina e fezes humanas) de forma eficiente, além de produzir
um efluente que pode ser utilizado no solo como fertilizante. O sistema básico, dimensionado
para uma residência com até 5 moradores, é composto por três caixas interligadas e a única
manutenção é adicionar mensalmente uma mistura de água e esterco bovino fresco (5 litros
de cada), que fornece as bactérias que estimulam a biodigestão dos dejetos, transformando-
os em um adubo orgânico, de comprovada eficácia e segurança. Não gera odores
desagradáveis, não procria ratos e baratas, não contamina o meio ambiente, gera
produtividade saudável e economia em insumos na agricultura familiar.

INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO
A rede de esgoto deverá separar o esgoto do banheiro e da cozinha, que deverá
passar por uma caixa de gordura (obrigatória), do esgoto de lavanderia e demais
águas servidas, que não contenham material orgânico e poderão ser conectados
diretamente no sumidouro. O sistema de fossa ecológica pode ser instalado tanto
a céu aberto quanto enterrado. Em ambos os casos, deverá ser construída base
de concreto com 7cm de espessura. É necessário a construção de caixa de
inspeção e limpeza, antes da entrada da fossa ecológica, para impedir a entrada
de materiais inorgânicos (fraldas, absorventes, plásticos, preservativos,
cotonetes, etc.) e permitir a retirada periódica dos mesmos, caso ocorra.
É uma técnica simples e muito eficaz, que se divide em três caixas d’água que
são conectadas entre si, e na seguinte sequencia:
-Caixa de entrada: Local onde se faz o carregamento com resíduos animais e
vegetais. Esses são triturados e adicionam água a eles.
-O biodigestor: Primeiramente através da fermentação aeróbica dos materiais os
açucares do mesmo são retirados. Após esse processo é que vem a fermentação
anaeróbica. É nesta fase em que ocorre a metanogênense, e ocorre juntamente
com a mesmo a formação do liquido fertilizante,
-Por fim o processo termina na caixa de saída: Onde o mesmo volume de
resíduos que entraram saem na forma de liquido fertilizante e na forma de
metano.

VANTAGENS
-Além de proteger os solos e o meio ambiente seu gasto é muito pequeno e pode
ser utilizada em apenas uma casa ou até mesmo em uma cidade inteira.
-É um sistema muito simples e possui uma instalação também bem simples.
-É uma brilhante solução também para o lixo orgânico’
-Juntamente com a degradação da parte orgânica de seu lixo e seu esgoto esse
sistema se sobressai, pois acaba funcionando também como um sistema de
saneamento básico.
-Diferente das fossas negras (como são conhecidas as usadas no campo) as
fossas ecológicas não poluem o lençol freatico.
É um sistema muito útil e bom para todos, além não ser agressivo ao meio
ambiente, ajuda a prevenir muitas doenças e por fim, ainda faz um adubo
orgânico de alta qualidade.