Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS

FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS - FCA

CURSO FG03 - ENGENHARIA DE PESCA

FGA 171 – FUNDAMENTOS DE ADMINISTRAÇÃO

CONCEITO GERAL SOBRE A ADMINISTRAÇÃO PUBLICA

MANAUS-AM

2018
Administração pública é um conceito da área do direito que descreve o
conjunto de agentes, serviços e órgãos instituídos pelo Estado com o objetivo
de fazer a gestão de certas áreas de uma sociedade, como Educação, Saúde,
Cultura, etc. Administração pública também representa o conjunto de ações
que compõem a função administrativa.
A administração pública tem como objetivo trabalhar a favor do
interesse público, e dos direitos e interesses dos cidadãos que administra. Na
maior parte das vezes, a administração pública está organizada de forma a
reduzir processos burocráticos. Também é comum existir a descentralização
administrativa, no caso da administração pública indireta, que significa que
alguns interessados podem participar de forma efetiva na gestão de serviços.
Um indivíduo que trabalha na administração pública é conhecido
como gestor público, e tem uma grande responsabilidade para com a
sociedade e nação, devendo fazer a gestão e administração de matérias
públicas, de forma transparente e ética, em concordância com as normas
legais estipuladas. Quando um agente público incorre em uma prática ilegal
contra os princípios da Administração Pública, ele pode ser julgado
por improbidade administrativa, conforme a lei nº 8.429 de 2 de Junho de
1992.
A administração pública no Brasil já passou por três fases: a
fase patrimonialista (durante a era do Império), burocrática (na era Vargas)
e gerencial (fase mais recente que está sendo implementada).
Muitas pessoas prestam concurso quando querem exercer um cargo na
administração pública.
Administração pública direta e indireta
A administração pública pode ser direta ou indireta. A administração
pública direta é desempenhada pelos Poderes da União, pelos Estados, Distrito
Federal e Municípios. Estes órgãos não são dotados de personalidade jurídica
própria. As despesas inerentes à administração são contempladas no
orçamento público e ocorre a desconcentração administrativa, que consiste na
delegação de tarefas.
A administração pública indireta é a transferência da administração por
parte do Estado a outras pessoas jurídicas, sendo que essas pessoas jurídicas
podem ser fundações, empresas públicas, organismos privados, etc. Neste
caso ocorre a descentralização administrativa, ou seja, a tarefa de
administração é transferida para outra pessoa jurídica.
Princípios da Administração Pública
De acordo com o artigo 37 da Constituição Federal, estão previstos os
seguintes princípios da administração
pública: legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade, eficiência.

PODER DA ADMINISTRAÇÃO PUBLICA

Poder Discricionário é aquele que o direito concede à Administração Pública


para a prática de atos administrativos com liberdade na escolha de sua
conveniência, oportunidade e conteúdo. Distingue-se do Poder Vinculado pela
maior liberdade de ação que é conferida ao administrador.26 de dez de 2016

Poder Discricionário é aquele que o direito concede à Administração Pública


para a prática de atos administrativos com liberdade na escolha de sua
conveniência, oportunidade e conteúdo. Distingue-se do Poder Vinculado pela
maior liberdade de ação que é conferida ao administrador.

Poder vinculado. Também denominado de "poder regrado", ocorre quando a


lei atribui determinada competência definindo todos os aspectos da conduta a
ser adotada pela Adminsitração Pública, sem atribuir margem de liberdade para
o agente público escolher a melhor forma de agir.9 de nov de 2014

Poder hierárquico.:Poder hierárquico é o de que dispõe o Executivo para


organizar e distribuir as funções de seus órgãos, estabelecendo a relação de
subordinação entre o servidores do seu quadro de pessoal.

Inexistente no Judiciário e no Legislativo, a hierarquia é privativa da função


executiva, sendo elemento típico da organização e ordenação dos serviços
administrativos.

O poder hierárquico tem como objetivo ordenar, coordenar, controlar e corrigir


as atividades administrativas, no âmbito interno da Administração Pública.
Ordena as atividades da administração ao repartir e escalonar as funções entre
os agentes do Poder, de modo que cada qual exerça eficientemente o seu
cargo, coordena na busca de harmonia entre todos os serviços do mesmo
órgão, controla ao fazer cumprir as leis e as ordens e acompanhar o
desempenho de cada servidor, corrige os erros administrativos dos seus
inferiores, além de agir como meio de responsabilização dos agentes ao impor-
lhes o dever de obediência.

Poder de polícia é a faculdade que tem o Estado de limitar, condicionar o


exercício dos direitos individuais, a liberdade, a propriedade, por exemplo,
tendo como objetivo a instauração do bem-estar coletivo, do interesse público
(Maria Sylvia Di Pietro, 2017,158).
Poder regulamentar é a prerrogativa conferida à Administração Pública de
editar atos gerais para complementar as leis e possibilitar sua efetiva aplicação.
Seu alcance é apenas de norma complementar à lei; não pode, pois, a
Administração, alterá-la a pretexto de estar regulamentando-a.

REFERENCIA:

Site:https://www.significados.com.br/administracao-publica/,acesso em
27/08/2018