Você está na página 1de 2

Avaliação para nota no curso de filosofia da religião

Nome: _____________________________________________________________

Turma: ________________ Nota: _________________

Questões:

1. Quais são em sua opinião, os impactos negativos do pós-modernismo no cristianismo?

R= Na era pós-moderna, nenhuma religião tem o direito de declarar-se como sendo a correta e
a verdadeira, e as demais falsa, nem ainda relativamente inferior. Mas, sim a regra de ouro do
pós-modernismo é: Atribua a todas as outras religiões a mesma presunção de verdade que
você atribui à sua própria religião. Todas as religiões foram criadas iguais. Para o pós-
modernismo, a única verdade é que não existe a verdade. Não existem absolutos, somente
escolhas. O pós-modernismo repudia qualquer conceito de verdade que pretenda ser universal.
A visão do homem na era pós-moderna foi redefinida e produziu o ambiente propício para a
negação da culpa e da responsabilidade pessoal.

2. Quais as diferenças que você encontra entre modernismo e pós-modernismo.

R= Na modernidade a razão erigiu-se imbatível, e o progresso apresentou-se otimista e


inevitável. A modernidade baseava-se em absolutos, em princípios inegociáveis que
conduziriam infalivelmente a um mundo sem problemas. A chegada do pós-modernismo
poderia ser descrita como a perda de entusiasmo pelas convicções básicas do modernismo. O
homem moderno é um ser integrado, otimista e com identidade definida. O sujeito pós-
moderno não tem nem identidade nem vontade individual, somente social.

3. Qual a visão de Karl Marx de religião?

R= Para Marx a religião aliena o homem. A alienação religiosa deve ser esclarecida a partir
da situação histórico-social concreta. Mas a religião pe a expressão da alienação do homem e
não seu fundamento. Antes, é o resultado. A essência da alienação do homem encontra-se no
contexto econômico, no tipo de relações de produção geradas no mundo capitalista. Ai há
duas classes sociais: os proprietários dos meios de produção e os não-proprietários.
Destruindo essa estrutura econômica também se destrói a religião que é seu produto. São as
estruturas econômicas que, segundo Marx, geram a falsa consciência, que é a religião. A
religião é a manifestação da humanidade sofredora em busca de consolo. É o ópio do povo,
um calmante para as massas que sofrem a miséria produzida pela exploração econômica. Para
eliminar a alienação religiosa é preciso eliminar todas as condições de miséria que a originam.
A religião é para Marx a superestrutura. Mudando a infraestrutura econômica, a
superestrutura mudará automaticamente, ou seja, a religião desaparecera.

4. Defina:
a) Pluralismo
R= É a perspectiva que afirma a aceitação plena da diversidade. O conceito é usado em
muitas áreas do conhecimento. Geralmente, o pluralismo reforça a legitimidade e
plausibilidade de vários pontos de vista sobre um determinado tema, inclusive a religião.
b) Dogmatismo religioso

R= Dogmatismo é a tendência de um indivíduo, de afirmar ou crer em algo como verdadeiro e


indiscutível, é um termo muito utilizado pela religião e pela filosofia. O dogmatismo ocorre
quando uma pessoa considera uma verdade absoluta e indiscutível, o que é muito debatido nas
religiões.

c) Relativismo

R= É a perspectiva que afirma a aceitação plena da diversidade. É a doutrina que afirma não
existirem verdades absolutas. A verdade é sempre relativa a algum aspecto particular, como a
língua e a cultura, sua referência ou padrão de avaliação.

5. Em sua opinião, de que modo o pluralismo influência a igreja?


R= Na religião, o pluralismo é a doutrina de que a salvação, ou qualquer coisa que se entenda
por salvação, é alcançada pelas pessoas através de uma quantidade enorme de condições e de
meios, em várias religiões. Este pluralismo, então outorga a todas as religiões o mesmo valor
soteriológico, moral e espiritual. Dessa forma o pluralismo influencia de uma forma negativa
a igreja, fazendo as pessoas pensarem que existem muitas formas e muitos meios de se
alcança a salvação, quando só se tem um que é Jesus.