Você está na página 1de 291
Instalação Operação Manutenção Resfriadores a ar tipo Scroll Modelo CGAM 20 — 120 TR –
Instalação Operação Manutenção Resfriadores a ar tipo Scroll Modelo CGAM 20 — 120 TR –

Instalação

Operação

Manutenção

Instalação Operação Manutenção Resfriadores a ar tipo Scroll Modelo CGAM 20 — 120 TR – Fabricado

Resfriadores a ar tipo Scroll

Modelo CGAM 20 — 120 TR – Fabricado no Brasil

Resfriadores a ar tipo Scroll Modelo CGAM 20 — 120 TR – Fabricado no Brasil Agosto
Advertências e Avisos Advertências e avisos aparecem em loca is apropriados ao longo deste manual.

Advertências e Avisos

Advertências e avisos aparecem em locais apropriados ao longo deste manual. As advertências se destinam a alertar

os instaladores sobre possíveis riscos que podem resultar em lesões ou morte. As precauções são planejadas para

alertar sobre situações perigosas que podem resultar em lesões, enquanto os avisos indicam uma situação que pode

resultar em acidentes com danos ao equipamento e à propriedade.

Sua segurança pessoal e a operação correta dessa máquina dependem da observância rígida dessas precauções.

ATENÇÃO: Advertências, precauções e avisos aparecem em seções apropriadas ao longo deste documento. Leia-os com atenção.

ADVERTÊNCIA:Indica uma situação potencialmente perigosa que, se não for evitada, pode resultar em morte ou ferimentos graves.

CUIDADO:Indica uma situação potencialmente perigosa que, se não for evitada, pode resultar em ferimentos leves ou moderados. Também pode ser usado para alertar contra práticas inseguras.

AVISO: Indica uma situação que pode resultar em acidentes com danos ao equipamento ou à propriedade.

AVISO: Preocupações ambientais!

Pesquisas científicas comprovam que determinados produtos químicos artificiais, quando liberados na atmosfera, podem afetar a camada de ozônio estratosférico natural da Terra. Em particular, vários dos produtos químicos identificados que podem afetar a camada de ozônio são refrigerantes que contêm cloro, flúor e carbono (CFCs) e aqueles que contêm hidrogênio, cloro, flúor e carbono (HCFCs). Nem todos os refrigerantes que contêm esses compostos têm o mesmo impacto potencial sobre o meio ambiente. A Trane defende o manuseio responsável de todos os refrigerantes - inclusive os substitutos industriais para CFCs, como os HCFCs e HFCs.

AVISO: Práticas responsáveis com refrigerantes!

A Trane acredita que as práticas responsáveis com refrigerantes são importantes para o ambiente, para os nossos

clientes e para o setor de condicionamento de ar. Todos os técnicos que lidam com refrigerantes devem ser certificados. A FCAA (Federal Clean Air Act, lei federal dos Estados Unidos que regulamenta a pureza do ar) (seção

608) define as exigências para manuseio, reaproveitamento, recuperação e reciclagem de determinados refrigerantes, além do equipamento que é usado nesses procedimentos de serviço. Além disso, alguns estados ou municípios podem ter outras exigências que também devem ser obedecidas para o gerenciamento responsável de refrigerantes. Conheça as leis aplicáveis e as siga.

ADVERTÊNCIA: Informações de advertência sobre refrigerantes!

Os resfriadores Trane modelo CGAM usam o refrigerante R-410A, que é um refrigerante de alta pressão e requer atenção cuidadosa para a realização dos procedimentos corretos de armazegem e manuseio.

Use apenas manômetros projetados para uso com o refrigerante R-410A. Use apenas unidades de recuperação e cilindros de refrigerante projetados para as altas pressões do refrigerante R-410A e do óleo POE.

O

R-410A somente deve ser carregado na unidade no estado líquido!

O

refrigerante R-410A deve ser armazenado em uma área limpa, seca e sem luz solar direta. Jamais aqueça

ou permita que as temperaturas dos cilindros de armazenamento de refrigerante atinjam 125ºF (52ºC), nem armazene os cilindros em locais onde as temperaturas excedam 125ºF (52ºC). Mantenha as válvulas dos cilindros bem fechadas e as tampas das válvulas em suas posições quando os cilindros de refrigerante não estiverem em uso.

© 2010 Trane. Todos os direitos reservados.

CG-SVX17C-PT

ADVERTÊNCIA: Equipamento de pr oteção individual (EPI) necessário! Consulte sempre as orient ações das folhas
ADVERTÊNCIA: Equipamento de pr oteção individual (EPI) necessário! Consulte sempre as orient ações das folhas

ADVERTÊNCIA: Equipamento de proteção individual (EPI) necessário!

Consulte sempre as orientações das folhas de informação de segurança do material (MSDS) e da OSHA (Occupational Safety and Health Administration) apropriadas ao manipular refrigerantes. Use proteção respiratória, ocular e corporal adequada ao manusear refrigerantes. Não seguir as orientações sobre o manuseio apropriado pode resultar em ferimentos graves ou morte.

ADVERTÊNCIA: Componentes elétricos energizados!

Durante a instalação, testes, manutenção e solução de problemas deste produto, pode ser necessário trabalhar com componentes elétricos energizados. Deve-se solicitar que tais tarefas sejam realizadas por um eletricista licenciado qualificado ou outra pessoa que tenha sido treinada adequadamente no manuseio de componentes elétricos energizados. Não seguir todas as precauções de segurança elétrica quando estiver exposto a componentes elétricos energizados pode resultar em morte ou ferimentos graves.

AVISO: Marcas registradas

A marca Trane e seu logotipo são marcas registradas da Trane nos Estados Unidos e em outros países. Todas as marcas registradas mencionadas neste documento são propriedade de seus respectivos donos.

Índice
Índice

Descrição do número do modelo

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.9

Plaqueta de identificação da unidade Número de modelo da unidade Plaqueta de identificação do compressor Número do modelo do compressor

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.10

.12

.13

.9

Informações gerais

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.14

Descrição da unidade Informações sobre acessórios/opcionais Tabelas de dados gerais

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.14

.16

.18

Pré-instalação

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.22

Lista de verificação de inspeção Armazenamento da unidade Requisitos de instalação

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.22

.22

.23

Dimensões e pesos da unidade

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.24

Recuperação parcial de calor – conexões de água

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.30

.31

Pesos Instalação - Mecânica

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.32

Requisitos do local

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.32

 

Considerações acústicas

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.32

Fundação

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.32

Espaços livres

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.32

Amarração para manobras

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.32

 

Isolação e nivelamento da unidade

 

.35

Locais dos pontos de montagem e pesos

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.37

Tubulação do evaporador

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.38

 

. Componentes da tubulação do evaporador

Drenagem

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.39

.39

 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.40

 

Filtro de água Chave de fluxo

. Proteção anticongelamento

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.40

.43

Recomendações sobre corte por baixa temperatura no evaporador

 

e percentuais de glicol

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.44

Recuperação parcial de calor

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.46

Instalação - Elétrica

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.50

Recomendações gerais Tabelas de dados elétricos Componentes fornecidos pelo instalador

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.50

.51

.59

 

Fiação da alimentação elétrica

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.59

. Fonte de alimentação do aquecedor Alimentação elétrica de contro le . . . .
. Fonte de alimentação do aquecedor Alimentação elétrica de contro le . . . .

. Fonte de alimentação do aquecedor

Alimentação elétrica de controle

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.61

.62

Fonte de alimentação da recuperação parcial de calor

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.62

Fonte de alimentação da bomba de água

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.62

Fiação de interconexão

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.63

Intertravamento do fluxo de água gelada (bomba)

.63

Controle da bomba de água gelada

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.63

Controle da bomba de água gelada – bombas duplas fornecidas .

. Saídas dos relés de alarme e estado (relés programáveis)

em campo

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.64

.65

Fiação de baixa tensão

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.66

Parada de emergência

Automático/parada externo

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.66

.67

Opção de fabricação de gelo

Opção de setpoint externo de água gelada (ECWS)

Opção de setpoint externo de limite de demanda (ECLS)

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.67

.68

.69

Detalhes da fiação dos sinais de entrada analógicos para ECLS e EDLS:

.

.

.

.

.

.

.70

Reset de água gelada (CWR)

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.70

Opções de interface de comunicação

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.73

. Interface de comunicação LonTalk para resfriadores (LCI-C)

Interface de comunicação Tracer

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.73

.74

Princípios operacionais do CGAM

.76

Introdução Ciclo do resfrigerante Operação do sistema de óleo (CGAM)

.

.

.