Você está na página 1de 5

A ENTREGA DA MONOGRAFIA É SEMPRE

AO FINAL DO CURSO ATÉ O PRAZO MÁXIMO DE 45 DIAS,


IMPRETERIVELMENTE.
O PROJETO CORRIGIDO PELO PROFESSOR (ANTES DA
APRESENTAÇÃO) DEVE VIR NA FRENTE DA MONOGRAFIA NA
ESPIRAL, SEM ESTE PROJETO A MONOGRAFIA NÃO É
CONSIDERADA ENTREGUE. A MESMA DEVE SER ENTREGUE NA
SECRETARIA DA FACIS E PROTOCOLADA ANTES DO PRAZO
FINAL.

Normas Para Elaboração do Projeto


Monografia é falar quase tudo sobre quase nada.

1. Não esquecer que o que caracteriza um projeto são: 10 PASSOS OU


PONTOS FUNDAMENTAIS.

2. O projeto deverá ser entregue 2 meses depois da aula teórica de em


mãos, no sábado de aulas, para o coordenador ou na ausência deste
o professor responsável.

3. A devolução será feita 2 meses depois da entrega, em sala de aula.


Caberá ao aluno (a) atender as recomendações e sugestões feitas
pelos professores para a versão final.
10 PASSOS OU PASSOS FUNDAMENTAIS

1. TEMA: O título deve seguir a linha de pesquisa da instituição em que


o aluno ingressa. Deve ser possível, de acordo com as exigências da
coordenação do curso.

 Deve ser factível, isto é, ter campo acessível, bibliografia disponível.


 Não deve ser compilação.
 Não deve ser panorâmico.
 Deve ser MONOGRÁFICO: fundamentação histórica, tratamento
teórico do objeto estudado de forma aprofundada.

2. APRESENTAÇÃO E JUSTIFICATIVA: gênese do trabalho e sua


importância na conjuntura atual, científica.

3. ENUNCIAR O OBJETO E SEUS LIMITES: tornar claro o objeto e o


assunto a ser tratado.

BALIZAS (limites): espaço – tempo – pessoas (a que população se


refere) – autores a serem investigados. É importante lembrar que, no
caso de uma formação clássica como a PSICOTERAPIA JUNGUIANA,
sempre a prioridade é o próprio autor, com número significativo de obras
lidas, citadas e referenciadas.

4. INDAGAÇÕES OU PROBLEMATIZAÇÃO: questões fundamentais


em torno do objeto. As questões deverão ser claras e objetivas. Sempre
como interrogação.

2
5. HIPÓTESES: opção por uma solução, posição ou encaminhamento
do problema. (Cuidado para não formular hipóteses desconexas).

6. OBJETIVO: resultados a serem atingidos pela monografia.

7. ANUNCIAR O QUADRO TEÓRICO: explicitar a fundamentação


teórica da demonstração. A teoria é sempre um “pano de fundo” ou
categoria de análise pela qual o autor opta. É preciso definir com clareza
o quadro teórico, isto é, as principais categorias teóricas às quais o texto
recorre devem ser apresentadas de forma clara e precisa. O quadro
teórico é o sustentáculo de toda nossa narrativa lógica. Não se pode
misturar referências teóricas que são dialeticamente opostas e
excludentes.

Como entra o quadro teórico na monografia? Normalmente, um capítulo


será dedicado ao quadro teórico, com suas bases, suas leis, seus
conceitos e normas. A teoria vai sendo evocada (explicitada e explicada)
nos capítulos em que se faz necessária sua sustentação.

8. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS:

 Como demonstraremos nossa hipótese?


 Será teórica ou teórico-empírica?
 Como será realizada a pesquisa?
 Qual será o modelo de entrevista? Qual a dinâmica? Qual a
amostragem? Qual o tempo de acompanhamento? (Quando houver)
 Haverá fotos? Haverá questionários? Etc...

3
9. DISTRIBUIÇÃO DO TRABALHO: introdução e conclusão não são
capítulos, mas partes obrigatórias. Apresentação dos capítulos,
titulados e com breve explanação sobre o tratamento de cada um,
com devido encaminhamento para o seguinte.

10. REFERÊNCIAS (BIBLIOGRÁFICAS): livros, documentos, artigos,


etc. Importante lembrar que as obras devem ser apresentadas de
acordo com as normas sempre atualizadas na apostila do curso.

Sem estes 10 passos não há monografia, apenas um trabalho


didático, que não é a condição de aprovação de nossos cursos.
O prazo de entrega de uma monografia de conclusão de curso é
sempre, como em todos os casos, ao final do curso. Quando isto não
ocorre os alunos deverão retornar (pagando) para um semestre de curso
para então cumprir este novo prazo.
Por deliberação do Ministério da Educação, as monografias, a
partir de 2008, devem ser entregues em espiral para que, após as
correções e nota do professor, os alunos, quando aprovados, refaçam
com todos os acertos necessários. A nota só é mantida quando as
exigências de correções pontuais (não de metodologia total como
alguns alunos insistem em apresentar) são efetuadas.
Não esquecer que tudo deve estar claro e explicitado; faltando um
item não se caracteriza um trabalho monográfico.

4
LEMBRANDO NOVAMENTE PARA NÃO HAVER DÚVIDAS

1. O que motivou a escolha do tema?


2. Qual a importância do tema.
3. Qual é o objeto a ser trabalhado? Quais os seus limites?
4. Qual é a indagação central do trabalho?
5. Qual é a hipótese central?
6. Que objetivos quer atingir?
7. Qual o quadro teórico de referência?
8. Qual o método utilizado?
9. Como se estrutura o trabalho? Capítulos, itens, etc.
10. Quais as Referências Bibliográficas?

Ercilia Simone Dalvio Magaldi

Você também pode gostar