Você está na página 1de 23

4 ESTRATÉGIAS QUE TODO 

DJ DE SUCESSO UTILIZA 
PARA BOMBAR NA CARREIRA 

Versão 1.0
por Everson K. Schroeder
(Criador da Academia de Marketing para DJs)
VOCÊ ESTÁ DE PARABÉNS!
Antes de mais nada, quero lhe dar os parabéns por ter baixado este E-Book e estar
aqui, de fato, LENDO ele.

Desde o começo da Academia de Marketing para DJs, em 2013, compartilho


E-Books e aulas gratuitas com sacadas que são OURO para seu sucesso e
crescimento como DJ/Produtor.

MESMO ASSIM, mesmo entregando ouro de graça, eu JÁ SEI que uma boa parte
dos DJs/Produtores não vão ter a persistência nem de consumir estes conteúdos -
muito menos de mudar a maneira de pensar e agir para melhorar seus resultados.

Sabe por que isso acontece? A maioria da galera esta “de brincadeirinha” com a
carreira. Vivem no mundo da fantasia, achando que uma carreira artística é só
música e diversão o dia todo.

POUCOS tem o que precisa para vencer no MUNDO REAL. POUCOS se dedicam e
estão dispostos a arregaçar as mangas e trabalhar.

E, para você, isso é bom! Significa que você tem POUCOS CONCORRENTES de
verdade.

A maioria está só fazendo barulho, mas eles tem tanta coisa errada na maneira de
pensar e agir que nunca vão conseguir sair da vala comum.

Felizmente, todos os anos uma safra de DJs guerreiros e comprometidos com a


carreira encontram o conteúdo da AMD, aprendem e aplicam aquilo que
aprenderam.

São estes que acabam construindo carreiras inspiradoras, vivem daquilo que amam
e fazem a diferença nas vidas das pessoas através de sua música e sua arte.

Cat Dealers, Malik Mustache, Evokings, Becker e João Brasil são apenas alguns
exemplos de artistas que aprenderam e aplicaram aquilo que aprenderam na AMD.
Os resultados deles falam por si.

Eu não sei se você gosta ou não do estilo musical destes artistas, mas não importa.
Estamos falando sobre como conduzir sua carreira, promover seu trabalho e
conduzir sua jornada no Music Business. O que você aprenderá aqui se aplica a
DJs de todos os gêneros.

Basta você decidir se quer só dar uma "passada de olhos" ou aprender e aplicar
aquilo que aprendeu. Seus resultados falarão por si. ;)

1
MAS…. QUEM DIABOS É EVERSON ?
Antes de continuar, deixa eu tirar uma PULGA que pode estar atrás da sua orelha
se você ainda não me conhece… E essa pulga aparece na forma da seguinte
pergunta: "Everson, QUEM É VOCÊ pra falar sobre este assunto?".

Falo isso porque quando EU vou aprender algo com alguém eu TAMBÉM gosto de
saber DE QUEM eu estou aprendendo… Eu quero conhecer a pessoa, pra saber se
ela tem MORAL pra falar sobre aquele assunto!

Então, pra você me conhecer, eu vou contar rapidamente a minha história…

Eu sou um DJ como você… comecei a tocar aqui em


Porto Alegre em 1999. Depois de fazer um curso com o
Fabrício Peçanha eu já podia me ver tocando em todas as
festas e clubs da época, mostrando o meu trabalho pro
mundo, sendo reconhecido, e tendo todo o sucesso que
eu acreditava que merecia pelo meu talento.

Eu pensava "Uhuu, agora eu vou bombar muito!!"....

Só que, rapidinho eu dei de cara com a realidade. Ninguém estava interessado em


"me dar uma oportunidade" e eu fiquei anos andando em círculos, sem saber como
dar os próximos passos, enquanto via outros DJs que nem eram tão bons quanto eu
passando na minha frente e tocando nas melhores festas.

Pode acreditar, eu sei muito como a sensação de ser um DJ que acredita no próprio
talento mas não consegue sair do lugar.

Nesta época eu era um DJ literalmente sem gigs, sem reconhecimento, sem


dinheiro e, em alguns momentos, até sem esperança.

Mas eu já estava na faculdade de Administração aprendendo e me apaixonando


também por um outro assunto: MARKETING. Os professores falavam sobre como
influenciar o comportamento das pessoas, como criar uma marca admirada, como
conquistar espaço em mercados altamente concorridos, e por aí vai...

Não demorou muito pra eu conectar os pontos e pensar: "Hmmm, eu posso aplicar
algumas destas ideias na minha carreira de DJ também. Basta eu enxergar minha
carreira como se fosse uma empresa!".

Então comecei a fazer isso e logo os primeiros frutos começaram a aparecer. Em


2001 eu já era residente de um club legal da minha região, tocava 4 a 5 datas por
mês e já ganhava uma graninha decente.

Mas o meu sonho era construir uma cena local mais forte aqui em Porto Alegre,
dentro dos estilos de música que eu acreditava. Por isso, em 2003, eu criei então
2
uma produtora de eventos chamada Melody - que começou pequenininha, com
pouco dinheiro e muita vontade….

… mas em 2 anos o negócio cresceu e, em 2005, a Melody já estava fazendo uma


festa pra 3.500 pessoas, a Gatecrasher, uma label Britânica. Foram 9 edições da
Gatecrasher entre 2005 e 2011, sendo 4 delas eleitas pelo público a melhor festa do
ano no Estado do RS.

Obviamente minha carreira como DJ também deu um "boom" depois da


Gatecrasher. Agora eu era residente de uma das maiores festas do meu estado.

Ao longo destes 10 trabalhando com produtor de eventos eu conheci um outro lado


do mercado: o lado de quem CONTRATA DJs. Participei de DEZENAS de reuniões
de formulação de line-ups com outros empresários também - de produtoras
parceiras ou donos de clubs - e ali eu aprendi COMO É A CABEÇA de quem
contrata DJs.

Acredite: você faria muitas coisas de maneira diferente se soubesse como são estas
reuniões de bastidores e o que eles realmente valorizam em um DJ.

Em 2007 a gente iniciou um novo braço da Melody, a Melody Artists, uma agência
de DJs. Não existia a pretensão de concorrer com outras agências, mas sim ajudar
a promover as carreiras de 3 bons DJs e amigos.

Foi desta agência que saiu o André Sarate, que hoje está na Plus Network (uma das
maiores agências da América Latina) e tocando por todo o Brasil.

Através da Melody Artists conheci o terceiro lado do mercado: o lado de quem


"vende" DJs. Na verdade, desenvolvi uma nova habilidade: despertar no contratante
o interesse em contratar determinados DJs. Ninguém gosta que lhe "vendam", mas
todo mundo adora comprar quando sabe que está fazendo a coisa certa.

Eu e o Sarate, meu parceiro de agência, figuramos entre os Top 5 DJs de nosso


estado em todos os sentidos: popularidade, agenda cheia, presença nos line-ups
das principais festas e valor de cachê.

Eu tive a oportunidade de tocar no Green Valley, integrar os line-ups de alguns dos


maiores eventos do sul do Brasil, fazer um back-to-back com Above & Beyond
(meus ídolos da época), chorei mais de uma vez de emoção com o carinho que
recebi do público…. e, o mais importante, conquistei minha independência
financeira e construí a vida que eu queria, trabalhando com o que eu amo.

Foram mais de 15 anos trabalhando e vivendo exclusivamente da indústria da


música eletrônica, dividindo meu tempo entre ARTISTA e EMPREENDEDOR. Mas,
depois de todo este tempo, meu lado EMPREENDEDOR acabou aflorando mais.

Fiz meu MBA em Marketing na FGV, a principal escola de negócios do Brasil, fui 2
vezes pros EUA fazer cursos de Marketing e Negócios lá fora e estudei a fundo

3
sobre Music Business, Music Marketing e como os Managers de Grandes Artistas
cuidam das carreiras de seus artistas.

Então pensei:

● "NOSSA! Quanto conhecimento e quanta experiência eu tenho acumulados


nestes anos todos que poderia ajudar outros DJs. O Brasil tem tantos artistas
talentosos que ainda ainda não tem o reconhecimento que merecem! Talvez
a melhor contribuição que eu possa trazer para este mundo seja, justamente,
compartilhar estes conhecimentos e ajudar a construir uma cena mais forte
por aqui."

Por isso eu criei a Academia de Marketing para DJs, com 2 objetivos claros:

1) Ajudar os VERDADEIROS DJs, aqueles que já tem o talento, a encontrarem seus


caminhos para o Sucesso;

2 ) Ajudar o MERCADO de DJs como um todo a se profissionalizar;

Hoje, meu grande sonho e minha grande missão é ajudar a construir uma cena mais
forte e profissional em TODO O BRASIL, ajudando a formar Futuros Top DJs e
Produtores.

E eu não faço isso sozinho! Apesar de todo este background eu não compartilho
apenas A MINHA perspectiva, mas também busco entrevistar e trazer as
perspectivas de outros grandes profissionais deste mercado que tive o privilégio de
conhecer ao longo desta jornada….

Profissionais como Sandro Horta (Plus Network), Cláudio da Rocha Miranda Filho
(Diretor do BRMC), Luckas Wagg (diretor da Phouse) e grandes artistas como
Blancah, Malik Mustache, Evoking, Marcelo Cic, Fabrício Peçanha, Repow, Pic
Schmitz, e por aí vai… onde ELES também compartilham seus segredos de
sucesso.

Tudo isso pra trazer pra você conhecimentos de ponta, unindo teoria e prática, para
que você consiga aplicar e colher resultados na SUA carreira também.

Quem dera, meu amigo, existisse uma Academia de Marketing pra DJs lá em 1999
quando eu estava começando! Eu não teria sofrido por tanto tempo, não teria
andando em círculos por tanto tempo e certamente teria chegado bem mais rápido
aos meus resultados.

Muitos ALUNOS da AMD já estão conseguindo colher grandes resultados também.


Ao longo de nossa jornada juntos você vai acabar conhecendo vários destes cases
de sucesso.

4
AS 4 ESTRATÉGIAS QUE TODO TOP DJ UTILIZA
Bom, vamos ao conteúdo principal deste E-Book então.

Eu estudei A FUNDO sobre Music Marketing e Music Business durante ANOS. Eu


fui atrás de entender como os Grandes Artistas estruturam suas carreiras e como os
grandes MANAGERS conseguem ajudar artistas a terem sucesso
CONSISTENTEMENTE.

Para pra pensar: se um bom Manager consegue ajudar diferentes artistas a terem
sucesso, e fazer isso de novo e de novo com diferentes artistas, é por que ele sabe
alguma coisa que a maioria das pessoas não sabe!

Ele tem algum tipo de LÓGICA, de MÉTODO, de PROCESSO, que ele pode repetir
várias e várias vezes, sempre com resultados que TENDEM a ser semelhantes.

E se existe um PROCESSO que pode ser replicado, obviamente VOCÊ também


pode aplicar este processo na sua carreira, se tiver o CONHECIMENTO pra isso -
independente de ter ou não um manager, de ter ou não uma agência.

Então foi esta informação e este conhecimento que eu corri atrás e adivinha o que
eu descobri? Que não existe nada "oohhhhh" tão mirabolante e complicado no que
no eles fazem.

Na verdade, uma carreira de sucesso para QUALQUER ARTISTA - e isso se aplica


perfeitamente a DJs/Produtores - se sustenta em cima de apenas 4 grandes fatores,
que eu chamei de Os 4 Pilares do Sucesso como DJ/Produtor.

Framework: 4 Pilares do Sucesso como DJ ®

5
Se os seus 4 pilares estiverem firmes e fortes lá em cima, sua carreira também
estará firme e forte lá em cima.

Se UM dos pilares, APENAS UM deles fraquejar, você estará em sérios apuros!

Se segura na cadeira por que, neste momento, eu vou desvendar e explicar pra
você cada um destes pilares.

O que eu vou lhe ensinar agora é OURO pra sua carreira. Ao final deste E-Book
você vai conseguir identificar, NA SUA CARREIRA, onde está o problema e em
quais pilares você precisa focar primeiro pra conseguir crescer.

Está pronto? Então vamos lá!

6
O Pilar #1: ARTÍSTICO.

Este é o pilar mais intuitivo de todos.

Basicamente ele nos diz o seguinte: tudo começa com o talento. Se você não for
bom no que faz, não rola carreira sustentável no longo prazo.

PORÉM... não basta apenas ser bom no que faz. É preciso também fazer a coisa
certa!

Se você for muito bom em fazer o FEIJÃO COM ARROZ, você está morto, meu
amigo. Por que tem 10 ZILHÕES de DJs que fazem bem o Feijão com Arroz e todos
eles são apenas mais 1 na multidão.

São os que eu chamo de​ "DJs genéricos",​ aqueles que estão na vala comum -
abaixo do radar de percepção do público e dos bons contratantes. Se você der um
chute numa lata de lixo saem uns 10 DJs genéricos…. e eu tenho certeza que você
não quer ser mais um deles!

Existem 2 grandes Armadilhas que fazem você se manter na vala comum, e quase
todo mundo cai numa delas.

Armadilha #1: Tentar fazer de tudo um pouco

Existem festas de diferentes estilos e oportunidades de tocar por todos os lados - e


obviamente você quer aproveitar todas elas. Você também tem amigos que gostam
de diferentes estilos de som e, obviamente, você também quer que todos eles
curtam seu trabalho.

7
Daí numa semana você posta um set de Deep House na internet, no sábado você
toca Big Room no club da sua cidade e na semana seguinte "de-tudo-um-pouco" no
casamento de um conhecido.

Você MANDA BEM em todas estas situações, as pessoas se divertem, daí você se
orgulha e pensa: ​"Eu sou um DJ versátil, eu consigo me adaptar bem às diversas
situações".

Só tem um problema que você não pensou: o mesmo cara que curtiu seu set de
Deep na internet, se decepcionou quando viu você tocado Big Room no sábado. E
aquela gatinha que curtiu seu set de Big Room no sábado era madrinha do
casamento e se desencantou quando você tocou Wesley Safadão. E a noiva que
ADOROU seu set no casamento queria ouvir mais daquelas músicas animadas na
Lua de Mel, mas no seu Soundcloud só encontrou um set seu de Deep House que
ela achou chato para caramba - nada do que ela estava procurando.

PARABÉNS! Você tentou agradar todo mundo e não agradou ninguém por muito
tempo. Você deu um tiro atrás do outro no seu próprio pé.

Agora, na cabeça do público e dos contratantes você é oficialmente um ​DJ


Genérico.​ .. aquele que até toca direitinho, mas não tem personalidade alguma.

E ninguém é fã de quem não tem personalidade alguma!

Esse tipo de DJ só serve pra quebrar o galho. O contratante pensa assim: ​"Deu
problema? Chama o Severino".​ O Severino é você, o quebra-galho, que faz o que
for preciso pra tocar numa festa.

Eu sei, existe um espaço pra DJs Genéricos no mercado. Mas deixa isso pros
outros, meu amigo! Sabe por que? Estes DJs nunca se sentem reconhecidos, nunca
são bem pagos, nunca são atração, nunca conquistam fãs verdadeiros, nunca
conseguem tocar além da sua região e quando aparece alguém que faz a mesma
coisa que eles cobrando menos (ou tocando de graça), eles perdem a vaga.

O DJ genérico é facilmente substituível. Os contratantes pensam assim:​ "Não tem


tu, vai tu mesmo".

Agora…. dá uma olhada nesta lista de DJs do Brasil e do mundo que conseguiram
construir carreiras de muito sucesso:

● Vintage Culture
● Carl Cox
● Calvin Harris
● Astrix
● Dennis DJ
● Solomun
● Steve Aoki

8
Alguns deles você talvez adore. Outros, talvez você ache o fim do mundo. Mas
TODOS, quer você goste quer não, são muito bem sucedidos na carreira, tem
alguns milhares de fãs, são realizados com o que fazem e faturam alto como
DJ/Produtores.

Todos eles tem uma IDENTIDADE muito clara.

Você sabe QUEM ELES SÃO como artistas, o que eles representam e o que
querem transmitir pro mundo. A Carreira deles tem uma DIREÇÃO ARTÍSTICA e
esta direção é INTERESSANTE para um determinado público.

Se você pensar nos artistas que VOCÊ admira, nos seus ÍDOLOS, você vai
encontrar este mesmo padrão. Você sente que conhece eles artisticamente e sabe
o que esperar quando vai ver eles tocarem.

Sem esta alma artística, sem uma IDENTIDADE clara - para que as pessoas
possam se conectar com você -, você está fadado à vala comum, meu amigo! E
esta vala comum não é um lugar nada legal de se estar.

Bill Cosby, um músico e comediante americano, tem uma frase clássica que explica
bem isso: ​"Eu não sei o segredo do sucesso, mas o segredo do fracasso é tentar
agradar todo mundo".

Se você dá tiro pra todos os lados, você nunca vai ser visto como artista
INTERESSANTE por NENHUM dos públicos. E se você não for interessante para
nenhum dos públicos, você será só mais um na multidão.

Armadilha #2: Tentar fazer o que os outros fazem

Alguns DJs/Produtores até tem uma identidade, uma linha clara, por que é aquilo
que eles gostam e ponto final.

Só tem um problema: eles querem SER os seus ídolos.

Por exemplo: neste momento, no Brasil, tá cheio de produtor que quer ser o Vintage
Culture. Eles vão lá e produzem uma música bem parecida, com o mesmo Bass…
afinal, ​"se o Vintage Culture está bombando produzindo isso, é pra lá que eu vou"!

Só tem um problema: quando o Vintage fez isso ele foi ORIGINAL.

Quando todo mundo veio atrás fazendo igual, todos os outros se tornaram apenas
cópias, versões genéricas do Vintage Culture.

9
Quando uma pessoa ouvir uma música sua ou um set seu, você quer que ela pense
em você ou no Vintage?

O ponto aqui é: não dá pra ser o Vintage Culture 2.

Se ele é o cara mais bombado do momento e você faz a mesma coisa, você não vai
ser o segundo mais bombado. Você vai ficar MUITO, MUITO, MUUUUUITO atrás.
Um ABISMO atrás - junto com todas as outras versões genéricas dele.

O único jeito de chegar onde ele chegou é sendo DIFERENCIADO como ele foi da
primeira vez. É saindo da sombra do outro artista e conquistando a SUA própria
direção artística.

Óbvio…. aqui eu estou usando o Vintage como exemplo mas, a mesma lógica, vale
para qualquer outro artista que você tenha como referência.

Vou te contar uma história real…

O Martin Garrix e o Oliver Heldens já eram amigos antes da fama e os dois


produziam Big Room nesta época.

Se você entrar no Beatport e escutar as primeiras produções do Oliver Heldens, lá


de 2013, você vai ver que tem produções dele que são Big Room.

Só tem um problema: o Martin Garrix bombou primeiro neste estilo!

Será que o Oliver Heldens seria tão famoso e um nome tão forte quanto ele é hoje
se continuasse na sombra do Martin Garrix, tentando fazer uma música melhor do
que Animals? Provavelmente não.

Ele chegou onde chegou sendo um artista DIFERENCIADO, trilhando seu próprio
caminho, invés de ficar na sombra dos outros. Hoje, os dois são grandes heróis,
cada um na sua linha.

Então anota aí essa sacada que é uma das mais importantes da sua vida:
mais importante do que ser "melhor" que outros DJs/Produtores é ser DIFERENTE
dos outros DJs/Produtores.

Não adianta você ACHAR que é melhor ou tão bom quanto outros DJs/Produtores
que já estão bombando se você faz exatamente a mesma coisa que eles. Aquele
espaço já foi tomado e é muito difícil você derrubar um ídolo e tomar o lugar dele
fazendo a mesma coisa!

O público inconscientemente pensa:​ "Pra que eu vou ouvir vc se eu posso ouvir o


Vintage, que já é a referência? Pra que eu vou ouvir vc se eu posso ouvir o Martin
Garrix, que já é a referência?".​ É como se aquela "vaga" já estivesse ocupada na
mente das pessoas.

10
Quando você é DIFERENTE - desde que seja um diferente que as pessoas gostem
- você é lembrado. Você se torna ÚNICO. Você é visto como um artista
interessante, que tem algo de bom pra trazer pro mundo, e consegue conquistar um
espaço exclusivo seu na mente das pessoas.

E aí, o que você tem feito para se tornar um artista INTERESSANTE e


DIFERENCIADO?

11
Pilar #2: MARCA

MARCA não é seu logotipo como muitos pensam!

Marca diz respeito a QUEM conhece você e o que eles PENSAM sobre você.

A força de uma marca é algo que acontece nos corações e mentes das OUTRAS
PESSOAS… e, como artista, o SEU NOME é a SUA MARCA.

Obviamente, é do seu interesse que mais e mais pessoas conheçam você e tenham
sentimentos positivos quando pensarem em você.

Para isso existe uma área inteira do Marketing, chamada BRANDING, que nos
ensina como conseguir isso. Através de táticas e estratégias de Branding você
coloca o SEU NOME nos corações e mentes das outras pessoas e de cada vez
mais pessoas.

E quando seu nome estiver forte o suficiente, meu amigo, uma mágica acontece!

O público começa a ir nas festas pra ver você tocar, as agências começam a querer
ter você no cast, outros DJs começam a querer fazer parcerias com você, a mídia
especializada começa a querer entrevistar você e mais e mais contratantes
começam a querer VOCÊ em seus line-ups.

Sabe por que? Por que você passa a ser um DJ que DÁ RETORNO para quem
trabalha com você.

12
Inclusive, quanto mais retorno você dá, mais você pode cobrar de cachê também - e
praticamente não existe limite pro quanto você pode cobrar desde que você seja
capaz de entregar um retorno proporcional.

Um dos maiores aprendizados sobre Music Business que tive na vida foi quando eu
estava batendo um papo com Eugênio Corrêa, um dos fundadores do Planeta
Atlântida, que é o maior festival de música do sul do Brasil.

O ano era 2005 e o Eugênio estava trazendo o Tiesto, na época DJ #1 do mundo,


como headliner do festival.

Eu pergunteI: ​"Eugênio, me mata essa curiosidade, quanto é cachê do Tiesto?"


Eugênio: ​"US$ 35.0000, fora as despesas de logística."
Eu: ​"O que? 35 MIL DÓLARES para um DJ fazer um set de 2 horas e ir embora? É
muito caro Eugênio!".

Mesmo sendo um grande fã do Tiesto, aquele era um número que não entrava na
minha cabeça. Ok, o Tiesto era bom… mas o set dele não era 100x melhor do que
um DJ de US$ 350 poderia fazer.

Neste momento o Eugênio falou a frase que mudou totalmente minha percepção
das coisas. Ele disse:

- "Everson, não existe DJ caro nem DJ barato. Só existe DJ que dá lucro e DJ


que dá prejuízo."

WOOOOW!!!

Naquele momento eu entendi um dos aspectos mais importante sobre como


funciona a cabeça do contratante: ele pensa em termos de RETORNO SOBRE O
INVESTIMENTO.

Sim, o Tiesto custou US$ 35.000 para o evento. Mas, quando seu nome foi
divulgado, logo começou o burburinho. Todo mundo só falava em Tiesto no Planeta
Atlântida.

O evento vendeu MILHÕES em ingressos e o Tiesto foi um dos grandes


alavancadores de vendas. Ele foi também uma das grandes âncoras para conseguir
bons patrocínios…. e aquela foi uma das melhores edições da história do Planeta
Atlântida.

Em resumo: o Tiesto deu MUITO LUCRO. Ele foi investimento que deu RETORNO.

E o que você tem a ver com isso?

É simples: quanto mais retorno você der para seus contratantes, mais eles vão
procurar você e mais você poderá cobrar de cachê.

13
E a melhor maneira de DAR RETORNO pros outros e, logo, ter mais apoio dos
outros também, é investindo na construção da sua MARCA.

Um DJ que tem uma marca forte é um DJ que vende mais, cobra mais caro, tem
mais fãs, mais reconhecimento e um espaço garantido no mercado -- um espaço
que dificilmente alguém vai conseguir tirar.

Podemos fazer um paralelo com a Apple: é mais caro, vende mais, tem mais fãs,
mais reconhecimento e um espaço no mercado que, dificilmente, alguém vai
conseguir tirar.

Por isso sua MARCA é seu MAIOR ATIVO como artista.

Ela é também a sua IMUNIDADE contra DJs que cobram menos. Ter um MARCA
forte é o que garante todas as RECOMPENSAS que um artista pode querer na vida.

Você só vai ter uma carreira realizada DE VERDADE quando tiver uma marca
forte... e faz parte do SEU TRABALHO construir a sua marca.

E aí, o que você tem feito para fortalecer sua MARCA?

14
Pilar #3: BASE DE FÃS

Seus FÃS fazem por você o MELHOR MARKETING QUE EXISTE: o Boca-A-Boca!

Eles também são os primeiros a comprarem ingressos para ver você tocar e fazer a
vibe na frente do palco, contagiando toda a festa, quando você está tocando.

Se você fizer um ótimo trabalho como DJ/Produtor e também investir na construção


da sua Marca, você naturalmente vai ter fãs - mas você nunca vai saber QUEM eles
são e muito menos vai conseguir se comunicar diretamente com eles se não fizer
um bom trabalho nas Redes Sociais.

As Redes Sociais chegaram para mudar pra sempre esta relação entre ARTISTAS e
FÃS, que agora é muito mais próxima e direta do que na era pré-internet.

Existem MANEIRAS de se utilizar as redes sociais para construir uma audiência,


atingir muito mais gente com a sua música e, o mais importante, transformar meros
seguidores e FÃS ASSÍDUOS.

Ter uma Base de Fãs forte e engajada é PODER NAS SUAS MÃOS. E mesmo
mesmo assim, 90% dos DJs/Produtores fazem um trabalho PÍFIO nas redes
sociais…

Alguns DJs compram Fake Likes, achando que o número de seguidores vai enganar
muita gente por muito tempo... e acabam queimando o próprio filme.

Não se engane com os números pois, em redes sociais, existe uma coisa mais
importante que quantidade de fãs: o ENGAJAMENTO destes fãs.

15
ENGAJAMENTO é o grau de interação e o nível de COMPROMISSO que seus fãs
assumem com você.

É melhor ter 1.000 fãs que morreriam por você do que 100.000 que mal curtem seus
posts no Facebook - muito menos vão na festa pra ver você tocar.

O verdadeiro trabalho nas redes sociais é criar UM EXÉRCITO de PESSOAS


REAIS que curtem o seu trabalho e servem como BASE DE SUSTENTAÇÃO da
sua carreira.

Por que todo mundo quer contratar DJs que tem muitos fãs verdadeiros! Todas
agências querem ter no seu casting artistas com muitos fãs verdadeiros! E até os
fãs querem ser fãs de artistas que tem muitos fãs verdadeiros!

Então lembre-se desta frase: uma Base de Fãs forte e engajada é PODER NAS
SUAS MÃOS. E esta é uma construção que VOCÊ pode fazer. Existem MANEIRAS
de se conseguir isso, mesmo que hoje você esteja na estaca zero.

Acredite: todo artista começou com ZERO seguidores e depois foi construindo sua
base. Imagina se você tivesse começado há 5 ou 6 anos, onde você poderia estar
hoje?

Quanto mais cedo você começar a fazer um incrível trabalho de redes sociais antes,
mais cedo você terá os milhares de seguidores assíduos.

E aí, o que você tem feito para AUMENTAR e ENGAJAR sua Base de Fãs?.

16
Pilar #4: RELACIONAMENTO

Relacionamento, também conhecido como networking ou, em bom português, rede


de contatos.

Ninguém está sozinho neste mundo, meu amigo! E, o mais importante: ninguém
realiza grandes feitos sozinho também.

TODOS NÓS precisamos da ajuda de outras pessoas para chegar a algum lugar…
pessoas que possam nos abrir portas! E quem é bem relacionado, consegue abrir
muito mais portas!

Você SABE disso, né? Eu não estou falando aqui sobre nenhuma novidade nem
exclusividade do mundo DJ. É assim que o MUNDO funciona, em todas as áreas.

Agora imagine as POSSIBILIDADES e OPORTUNIDADES que poderiam se abrir se


você conhecesse as pessoas certas….

Abrir uma porta naquele club que é referência pra você, lançar suas músicas por
aquele selo, entrar naquela grande agência. TUDO É MAIS FÁCIL quando você é
bem relacionado com pessoas que podem lhe abrir portas.

Então você tem duas opções:

1) Sentar e reclamar que o mercado é uma Panela e ficar aí se espernenando e


resmungando; ou...

2) Tirar a bunda da cadeira e começar a desenvolver sua própria rede de contatos.

Qual das duas hipóteses será que vai lhe trazer mais resultados?

17
Lembre-se… Ninguém nasceu amigo de todo mundo. As relação humanas são
criadas ao longo da vida quando existem INTERESSES MÚTUOS HONESTOS, ou
seja, quando os dois lados saem beneficiados na relação.

Se só um lado sai beneficiado, é exploração, é interesse. Se os DOIS LADOS saem


beneficiados, é uma relação verdadeira, uma parceria, um ganha-ganha --- e é
ESTE TIPO de relacionamento que eu estou falando aqui.

Sim, o DJ depende dos contratantes, mas os contratantes também dependem dos


DJs, senão não tem festa. O bom produtor precisa de um bom selo, mas os bons
selos também precisam de bons produtores, senão não tem selo. Para um DJ é
bom estar numa agência, mas pra agência também é bom ter DJs, senão não tem
agência. A relação é de INTERDEPENDÊNCIA.

Um dos pré-requisitos BÁSICOS para ser bem relacionado e SE IMPORTAR com os


outros. Querer o bem do seu contratante ou potencial parceiro. Pensar em como
você pode ajudar eles, invés de pensar apenas no interesse próprio. Quando você
ajuda eles, eles ajudam você.

Mas além disso, existem muitas HABILIDADES que você pode desenvolver. Por
exemplo:

- Como despertar o interesse das outras pessoas ajudar você?


- Como abordar contratantes e vender seu peixe sem ser chato e com mais
resultados?
- Como criar parcerias que possam alavancar sua carreira?
- Como negociar melhor com clientes e parceiros, sem entrar em conflito?
- Como fazer isso tudo de forma honesta, íntegra e alinhada com seus
valores?

Uma vez que você desenvolver estas e outras habilidades de Networking, SUA
VIDA NUNCA MAIS SERÁ A MESMA e você poderá contar com a força que
OUTRAS PESSOAS têm para ajudar a elevar sua carreira ao próximo nível.

E aí, o que você tem feito para AUMENTAR e FORTALECER sua rede de
relacionamentos?

18
MAS NÃO TERMINA POR AQUI….
Por este modelo dos 4 PILARES já dá pra ter uma idéia clara dos PRINCIPAIS
ASPECTOS que você precisa trabalhar para fazer sua carreira se manter firme e
forte, lá em cima....

Tudo começa no pilar ARTÍSTICO, sendo um DJ interessante, diferenciado…. Um


DJ medíocre pode até ser bem relacionado, mas nunca terá MARCA nem BASE DE
FÃS se não for realmente bom. Logo, também não terá uma carreira consistente no
longo prazo.

Da mesma forma, não adianta ser um SUPER ARTISTA se você não cuidar de todo
o resto…. pois só o pilar artístico não faz carreira!

TODOS OS SEUS 4 PILARES precisam estar fortalecidos se você quiser ser


alguém como DJ.

Entendido tudo até aqui?

Mas calma que ainda não acabou... vc deve ter visto que existem mais 2 itens C1 e
C2 na base do modelo....

Não é atoa que estão na base, pois eles são o ALICERCE disso tudo. Sem estes
itens C1 e C2 você não vai conseguir construir seus 4 pilares, logo, também não vai
conseguir manter sua carreira em alta.

19
C1 = CONHECIMENTO

E eu não estou falando aqui de conhecimento musical.... mas conhecimento


estratégico, o COMO construir seus 4 pilares.

Não adianta apenas saber, por exemplo, que você precisa colocar seu nome nos
corações e mentes das pessoas se você não tem claro COMO fazer isso...

Você pode até TENTAR de forma intuitiva, mas daí você vai entrar naquele ciclo
DOLOROSO do:

Tenta -> Dá Errado -> Bate com a cabeça na parede.

O bom mesmo é aprender as melhores práticas, estratégias que já foram testadas e


que, comprovadamente, FUNCIONAM!

Daí você vai DIRETO AO PONTO e entra neste outro ciclo, que é muito melhor. O
ciclo do:

Aprende -> Aplica -> Colhe Resultado.

CONHECIMENTO para construção dos seus 4 Pilares é o ATALHO PARA SUA


VITÓRIA. É o que vai colocar você com uma vantagem DESPROPORCIONAL em
relação a 99% dos DJs lá fora - que NÃO TEM IDEIA de como isso tudo funciona.

Daí quando você estiver BOMBANDO eles vão ficar sem entender nada, achando
que você teve sorte, que suas circunstâncias eram melhores, que você tinha muita
grana pra investir, que você teve um "padrinho", ou qualquer um destes mitos sobre
sucesso que as pessoas gostam de acreditar.

20
C2 = COMPROMETIMENTO

Além do Conhecimento você precisa também do item C2, COMPROMETIMENTO


com sua própria carreira.

Depois que você já souber tudo o que tem que ser feito, é preciso
comprometimento, determinação, garra, sangue nos olhos, atitude pra TIRAR A
BUNDA DA CADEIRA e fazer sua carreira acontecer!

Ou você tem comprometimento, ou você está BRINCANDO de ser DJ…. e o


mercado não tem mais espaço pra quem tá de brincadeira.

Se você ficar de corpo mole, BYE BYE CARREIRA… nem eu nem ninguém no
mundo poderá lhe ajuda.

Como você está, no final deste E-Book, eu acho que este não é o seu caso. Eu
acho que você está sério!

Se for este o caso, se você está DECIDIDO a dar uma virada na sua carreira, uma
grande OPORTUNIDADE está se abrindo NESTE MOMENTO à sua frente:

Existe um curso COMPLETO da Academia de Marketing para DJs chamado


Treinamento de Elite.

.Este é um curso 100% On-Line, em VÍDEO, com aulas projetadas para ajudar você
a conquistar mais FÃS, mais GIGs, mais RECONHECIMENTO e um cachê mais
BEM PAGO no MENOR TEMPO POSSÍVEL.

21
Lá você vai aprender as mesmas estratégias e táticas que os Top DJs utilizam pra
construir cada um dos seus 4 Pilares: ARTÍSTICO, MARCA, BASE DE FÃS e
RELACIONAMENTO.

Assim você encurta seu caminho para o sucesso e entra no ciclo do:

Aprende -> Aplica -> Colhe Resultado.

Ao final do curso você vai desenvolver seu PLANO DE CARREIRA. O Plano de


Carreira é seu MAPA DO TESOURO! Ele contém o PASSO-A-PASSO, o caminho
das pedras, pra levar você do ponto em que você está hoje ao ponto onde você
quer chegar como DJ e/ou Produtor.

Em outras palavras: os passo-a-passo para realizar os seus grandes sonhos como


DJ/Produtor!

Centenas de DJs, de todos os estilos e estágios de carreira, já estão colhendo


RESULTADOS e dando a volta por cima com ajuda do Treinamento de Elite. Alguns
nomes talvez você conheça, como Cat Dealers, Evokings, Malik Mustache, Becker,
João Brasil.

Muitos deles me enviaram VÍDEOS de agradecimento (​veja aqui​), contando suas


histórias e como o curso está ajudando a transformar suas vidas.

Você quer fazer parte deste time de vencedores?

Clique aqui para saber mais e colocar seu nome na Lista de Espera VIP​ para a
próxima turma.

22