Você está na página 1de 33

Introdução ...................................................................................................................

03
Alexandr Fier ............................................................................................................... 04
André Diamant ............................................................................................................ 06
Darcy Lima ................................................................................................................... 08
Evandro Barbosa ......................................................................................................... 10
Everaldo Matsuura ..................................................................................................... 12
Felipe El Debs .............................................................................................................. 14
Gilberto Milos ............................................................................................................. 16
Giovanni Vescovi ........................................................................................................ 18
Henrique Mecking ..................................................................................................... 20
Jaime Sunye ................................................................................................................ 22
Krikor Mekitarian ........................................................................................................ 24
Luís Paulo Supi ........................................................................................................... 26
Rafael Leitão ................................................................................................................ 28
Yago Santiago .............................................................................................................. 30
Conclusão .................................................................................................................... 32
Sobre A Academia De Xadrez Rafael Leitão .............................................................. 33
O fantástico Torneio de São Petersburgo de 1914 é, sem dúvida, um dos eventos mais
memoráveis do xadrez mundial. Não apenas pela força da competição, que conseguiu
reunir alguns dos maiores jogadores daquele momento, mas também pelo seu legado: os
cinco primeiro colocados (Emanuel Lasker – o grande campeão; José Raúl Capablanca;
Alexander Alekhine; Siegbert Tarrasch e Frank Marshall) receberam das mãos do czar
russo Nicolau II o título de Grande Mestre de Xadrez.
Mas foi somente em 1950, na Iugoslávia, em um Congresso da ainda incipiente FIDE, que
outorgou-se oficialmente a criação do título de Grande Mestre – que naquela ocasião foi
concedido a apenas 27 jogadores.
De lá para cá os critérios para a obtenção desta inestimável honraria foram sendo
adaptados conforme as demandas de cada época, mas seu prestígio continua inabalado
e ter o título de GM é o sonho de praticamente todo enxadrista.
No Brasil não é diferente: o xadrez nacional teve seu nome elevado no cenário mundial
pela maestria de alguns de nossos célebres enxadristas. A contribuição de cada um foi e
segue sendo importante para a nossa história. Para ficar por dentro desses grandes
feitos, que tal conhecer um pouco da história destes 14 grandes mestres do xadrez e
entender o que você pode aprender com cada um deles?
Confira a lista em ordem alfabética!
Natural de Joinville, Santa Catarina, iniciou sua carreira muito jovem, vencendo o
campeonato paranaense sub-10 logo aos 6 anos de idade. Ainda nas categorias de base,
destacou-se pelo vice-campeonato mundial sub-10 em 1998, disputado na Espanha.
Com 16 anos alcançou o título de Mestre Internacional e dois anos mais tarde o de Grande
Mestre, tornando-se o segundo mais jovem brasileiro a atingir tal feito. Ele passou a ser o
enxadrista nº 1 do Brasil em 2009, quando atingiu a posição 95 no ranking mundial. Fier é
o atual campeão brasileiro e na lista da FIDE de agosto de 2018 ele é o número 4 do Brasil.
Atualmente o jogador vive em Tbilisi, na Geórgia, com sua esposa, a também enxadrista
Nino Maisuradze, e o filho do casal, o pequeno Viktor Fier. A mudança de endereço
permite que Fier seja o enxadrista brasileiro mais atuante nos torneios internacionais,
especialmente os europeus.

Dono de um estilo de jogo denominado “caótico” por ele próprio, é conhecido


carinhosamente por seus fãs como “No Fier”, que em inglês significa “sem medo”. O GM
gosta de tomar muitos riscos durante a partida e se sente bastante à vontade em posições
muito complexas taticamente. Além disso, ele possui uma excelente preparação teórica e
sabe utilizar muito bem a tecnologia para ajudar na preparação de abertura.
1.d4 Cf6 2.c4 e6 3.Cf3 b6 4.a3 Bb7 5.Cc3 d5 6.cxd5 A principal lição que você pode extrair
Cxd5 7.e3 Be7 8.Bb5+ c6 9.Bd3 Cd7 10.0–0 0–0 do estilo de jogo de Alexandr Fier é
11.Dc2 h6 12.e4 Cxc3 13.bxc3 c5 14.De2 Dc7 justamente nunca se deixar guiar
15.Bb2 Tac8 16.Tad1N Tfd8 17.Bb1 Cf8 18.Ce5 Bd6
pelo medo da derrota.
19.f4 f6 20.Cg4 Bxf4 [20...cxd4! 21.cxd4 Bxf4] 21.Df2
Nesta posição Fier executou uma jogada corajosa O pessimismo na hora de uma partida
Cg6 [21...Bd6 22.e5] 22.g3 cxd4! 23.cxd4 Bd6 (VER
para desenvolver sua iniciativa. Como você jogaria? pode levá-lo a cometer erros de
DIAGRAMA) 24.Cxf6+! [24.e5? Cxe5] 24...gxf6
julgamento, portanto, coragem na
25.Dxf6 Cf8 26.Ba2 Te8 27.e5 Dc2 [27...Dc6!=]
hora de arriscar!
28.Df7+ Rh8 29.Dxb7 Dxb2 30.Bb1 Tc7 [30...Be7
31.De4 Tc7 32.Tf7] 31.Df3 Bxe5! [31...Bxa3 32.Dh5] Mas não é só. É preciso também não

32.dxe5 Dxe5 33.Tf2 Tec8 34.Tdf1 Rg8 [34...Ch7!] se deixar abalar por uma derrota. Por
35.Rg2 Dd5 36.Be4 Dg5 37.De2± Td8 38.Tf4 Tg7 isso, se durante um torneio você
39.T1f2 [39.Tf6!] 39...Cg6 40.Tf6 Cf8 41.Df3 Cd7 perder uma partida, tente esquecer e
42.Txe6 Tf8 [42...Cc5 43.Tf6±] 43.Bf5 Cc5? 44.Td6+– não deixe que esse deslize influencie a
Tgf7 45.Dd5 Rh8 46.Dd4+ Rg8 47.Tf4! Txf5 48.Tg4 qualidade do seu xadrez no restante
Rh7 49.Txg5 Txg5 50.Dh4 da competição.
1–0
O enxadrista cearense radicado em São Paulo, André Diamant (Fortaleza, 1990), começou
sua vida no xadrez logo aos 4 anos. Com 8 anos iniciou suas aulas no Clube Hebraica e,
patrocinado pelo clube, realizou um estágio de quatro meses na cidade russa de São
Petersburgo, na Academia Alexander Khalifman. Mais tarde, morou nos Estados Unidos.
Tendo conquistado vários títulos, incluindo o pan-americano de 2001, integrou a equipe
olímpica brasileira na 38ª Olimpíada de Xadrez. Em 2008, aos 18 anos, sagrou-se campeão
brasileiro e, um ano depois, conquistou o título de Grande Mestre, sendo o oitavo
brasileiro a alcançá-lo.
Diamant esteve afastado dos torneios pelo período em que cursou faculdade nos Estados
Unidos, mas no ano de 2015 retornou aos tabuleiros tupiniquins. Na lista da FIDE de
agosto de 2018 ele é o número 8 do ranking nacional.

André Diamant é um jogador muito criativo, que não segue as regras clássicas e joga muito
de acordo com sua própria intuição. Isso faz do Grande Mestre um enxadrista muito
perigoso, pois ele pode surpreender seu adversário durante a partida criando uma ideia
nova em qualquer posição.
1.e4 c6 2.d4 d5 3.exd5 cxd5 4.c4 Cf6 5.Cc3 e6 6.Cf3 Jogar com a intuição é um grande
Bb4 7.cxd5 Cxd5 8.Dc2 Cc6 9.Be2 0–0 10.0–0 Te8 trunfo de enxadristas como André
11.a3 Bf8 12.De4 Bd7 13.Te1 Cf6 14.Dh4 Ce7 Diamant, que se tornam jogadores
15.Bg5 Cf5 16.Df4 Bc6 17.Tad1 h6 18.Bxf6 Dxf6
extremamente perigosos por serem
19.Ce5 Ted8 20.Bc4 Cd6 21.Dxf6 gxf6 22.Cxc6 bxc6
Nesta posição Diamant mostrou a força do seu capazes de criar ideias novas em
23.Bd3 f5 24.Be2 Bg7 25.Td2 a5 26.Bf3 Tac8 27.Ce2
peão passado. Qual o arremate mais elegante? qualquer posição.
Cb5 28.Ted1 Td6 29.Rf1 Rf8 30.a4 Cc7 31.Tc1 Ca6
Mas não pense que essa é uma
32.Tdc2 Cb4 33.Tc5 Bxd4 34.Cxd4 Txd4 35.Txa5
característica inerente à personalidade
Tcd8 36.Ta7 Td2 37.Tb1 Cd3 38.Bxc6 e5? (38...Txf2+
seria melhor) 39.a5 e4 40.Ta8 Txa8 41.Bxa8 Txf2+ de apenas alguns enxadristas, pois a

42.Rg1 Td2 43.a6 Cc5 44.a7 Td7 (VER DIAGRAMA) intuição pode e deve ser treinada.
45.Bb7! 1–0 Portanto, lembre-se de treinar a
intuição durante os seus estudos de
xadrez!
Darcy Lima (Rio de Janeiro, 1962) conquistou o título de Mestre Internacional em 1989 e o
título de Grande Mestre no ano de 1997.
No ano de 2003 ganhou o título de campeão brasileiro absoluto de xadrez pela terceira
vez, sendo apontado pelo site russo Chess Siberia como o melhor jogador de xadrez de
setembro daquele ano.
Além de ter representado o Brasil em várias Olimpíadas, ele se classificou para a Copa do
Mundo de Xadrez nos anos de 2000, 2004, 2005 e 2007.
Atualmente Darcy é presidente da Confederação Brasileira de Xadrez – CBX. A função
administrativa não afastou o GM dos tabuleiros, que ainda compete, embora em menor
intensidade. Ele aparece como o número 6 do Brasil na lista de rating de agosto de 2018.

Darcy Lima tem um grande conhecimento dos clássicos e, além disso, destaca-se por ter
ideias originais e ser um jogador criativo posicionalmente. Ele não segue um repertório de
aberturas padrão e não se apega a nenhuma tendência. Joga aberturas originais, podendo
inventar bastante nessa fase da partida.
1.Cf3 d5 2.c4 dxc4 3.e3 Cf6 4.Bxc4 e6 5.De2 c5 6.e4 O jogo do GM Darcy Lima mostra que
Cc6 7.e5 Cd5 8.0–0 Be7 9.Cc3 0–0 10.De4 Cb6 para jogar bem xadrez não é preciso
11.Bd3 g6 12.b3 Cd4 [12...Cb4 13.Ae2 Bd7=] estudar exageradamente aberturas ou
13.Bb2 Cf5 14.Tad1 Tb8 15.Bb1 Bd7 16.Dg4?!
seguir a “moda” nessa fase do jogo.
[16.Df4 Bc6 (16...Cd5 17.Cxd5 exd5 18.d4 +/=) 17.Bxf5
Nessa posição o GM Darcy Lima executou um lance
exf5 18.d4 com pequena vantagem]
devastador. Como você jogaria de pretas? O GM mostra a importância de
16...Bc6 17.Ce4 Cd5 18.g3 [18.d4? h5 19.Dh3 Cf4–+]
conhecer os modelos clássicos e
18...h5 19.Dh3 b5 (grande vantagem das pretas)
testar ideias criativas.
20.d3 Tc8 21.Bc1? (VER DIAGRAMA)
21...Cc3! 22.Tde1 [22.Cxc3 Axf3 23.Tde1 Cd4–+]
22...Cxb1
0–1
Natural de São Sebastião do Paraíso/MG, Evandro Amorim Barbosa tornou-se o 12º grande
mestre brasileiro no ano de 2016, quebrando o jejum de 6 anos sem novos GMs no país. A
terceira norma era questão de tempo, mas seu desempenho no Campeonato Brasileiro
Absoluto de 2015, quando terminou como vice-campeão, antecipou os fatos e o feito foi
alcançado logo em seguida, no Circuito de GM do Nordeste, etapa de Natal/RN.
Evandro contou os segredos da sua trajetória até a norma definitiva na Palestra Online
“Como se tornar um GM?” ministrada com o GM Rafael Leitão. Um trecho da aula, no qual
ele diz os livros que utilizou em sua preparação, está disponível no Canal da Academia
Rafael Leitão no Youtube.
No ano de 2016, já como Grande Mestre, Evandro representou o Brasil pela primeira vez
na Olimpíada de Xadrez de Baku, no Azerbaijão. Atualmente ele é 10º do ranking brasileiro.

Evandro Barbosa, como um dos representantes da nova geração, é muito bem treinado na
utilização do computador e se destaca por ter um repertório de aberturas estruturado e
bastante preparado. Outro fator positivo do seu estilo é que ele reconhece a importância
do cálculo de variantes e a necessidade de treinar para melhorar no jogo.
1.e4 c5 2.Cf3 e6 3.d4 cxd4 4.Cxd4 Cc6 5.Cc3 Dc7 O GM Evandro certamente pode servir
6.Be3 a6 7.Dd2 Cf6 8.0–0–0 Be7 9.f4 b5 10.e5 b4 de inspiração para enxadristas jovens
11.Ccb5 axb5 12.Cxb5 Da5 13.exf6 gxf6 14.Cd6+ e ambiciosos que pretendem montar
Bxd6 15.Dxd6 Dxa2 16.Td3 Da1+ 17.Rd2 Ta2 18.Tb3
um bom repertório de aberturas e
Txb2 19.Bb5 Da2 20.Txb2 Dxb2 21.Tc1!N [21.Bc5
Uma das principais qualidades do GM Evandro aprender a usar o computador na
Dc3+ 22.Rd1 Ba6 23.Bxa6 Da1+ 24.Rd2 Dxa6 25.Bd4
Barbosa é a sua excelente preparação teórica. Nesta dose certa.
Tg8 26.g3 Db7 27.Bc5 Db8 28.Dxb8+ Cxb8 29.Ta1 Cc6
partida é possível ver a novidade que ele utilizou Além disso, ele entende a dificuldade
30.Ta8+ Cd8 31.f5 exf5 32.Bxb4 f4 33.gxf4 1/2–1/2
para vencer o seu forte adversário. Na posição do do jogo, dá importância ao cálculo de
(33) Wei,Y (2551)-Stukopin,A (2522) Kocaeli 2013]
diagrama as brancas já têm vantagem decisiva.
21...Dc3+ 22.Re2 Da3 [22...Tg8 23.g3] 23.Rf2 Da8 variantes e sabe da necessidade de
Como você decidiria a partida?
24.Bc5± Db8 25.Dxb8 Cxb8 26.Ta1 Bb7 27.Ta7 Bc6?! treinar muito para melhorar no xadrez.
[27...Bd5 28.Bxb4±] ( VER DIAGRAMA) 28.Bd6! f5
[28...Bxb5 29.Ta8+–] 29.Bd3 f6 30.Bxb8 Re7 31.Bc7
Tc8 32.Ba6 Tg8 33.g3 Be4 34.Bb5 Tc8 35.Ba4 Ta8
36.Txa8 Bxa8 37.Ba5 Be4 38.Bxb4+ d6 39.Re3 Bb7
40.Bb5 Bg2 41.c4 Bf1 42.Bxd6+ Rxd6 43.c5+ Rxc5
44.Bxf1 h6 45.Ba6 Rd5 46.Bc8 Rd6 47.Rd4 h5 48.h4
1–0
Nascido em Maringá, Paraná, em 1970, sagrou-se Mestre Internacional aos 26 anos de
idade. Tem inúmeros títulos no currículo. Suas conquistas mais expressivas incluem o
quarto lugar no Mundial de Cadetes, na Argentina, em 1986, algumas participações na
Olimpíada de Xadrez e a classificação para a Copa do Mundo da FIDE.
Tornou-se o 11º Grande Mestre brasileiro em 2010 e, atualmente, tem a 12ª posição no
ranking nacional de xadrez.
Em fevereiro de 2017 Matsuura conquistou seu segundo título brasileiro, 26 anos após a
primeira conquista, ocorrida em 1991.

Everaldo Matsuura é um jogador clássico, que segue todos os preceitos do xadrez e dá


muita ênfase aos elementos posicionais. A grande vantagem do enxadrista é que ele tem
um jogo muito equilibrado e balanceado, jogando todas as fases da partida no mesmo
nível.
1.e4 c5 2.Cf3 d6 3.d4 cxd4 4.Cxd4 Cf6 5.Cc3 a6 6.f3
e6 7.Be3 b5 8.Dd2 Cbd7 9.g4 b4 10.Ca4 h6 11.Bg2 Equilíbrio! Essa é uma das principais
Cc5 [11...d5!] 12.Cxc5 dxc5 13.Cb3 Dc7 14.c4 Bb7 lições que podemos aprender com o
15.Td1 Be7 16.Df2 Tc8 17.0–0 0–0 18.Td2 Bxe4? GM Everaldo Matsuura.
[18...Cd7=] E para conseguir jogar todas as fases
19.fxe4 Cxg4 [VER DIAGRAMA] da partida no mesmo nível e manter
Nesta posição Matsuura encontrou uma forma de
20.Bf4!± e5 21.Dg3 h5 22.Be3 Tcd8 23.Tfd1 a5 24.h3
conservar sua vantagem material. Como você seu jogo equilibrado, é preciso treinar
[24.Td5!] 24...Cxe3 25.Dxe3 a4 26.Cc1 Td4 27.Ce2
jogaria de brancas? de forma igualmente balanceada.
g6?! [27...Txd2 28.Txd2 Td8] 28.Cxd4 exd4 29.Df3
Por isso, muita atenção na hora de
De5 30.Bf1 Bg5 31.Tg2 Rg7 32.Bd3 Ta8 33.Tf1 Ta7
montar a sua programação de
34.Dg3 Bf6 35.Dxe5 Bxe5 36.Tf5!+– f6 37.Txh5 a3
treinamento, para que todas as fases
38.b3 Ta8 39.Th4 Tg8 40.Thg4 Rh6 41.Th4+ Rg7
42.Thg4 Rh6 43.Rf2 Rh7 44.Re1 Rh6 45.Rd2 Rh7 do jogo sejam estudadas na proporção

46.Be2 Rh6 47.Rd3 Rh7 48.Th4+ Rg7 49.Bh5 adequada, considerando o seu nível
1–0 como enxadrista!
Nascido em São Carlos-SP em 1985, recebeu o título de Grande Mestre em 2010, obtendo
a norma decisiva no Memorial Wanderley Cason de Melo, em Campinas. Felipe finalizou o
campeonato de forma invicta, com nove pontos, dentre treze possíveis, vencendo dois dos
cinco Grandes Mestres participantes.
No Campeonato Brasileiro sub-20 de 2005, no qual tornou-se Mestre FIDE, o título veio
para coroar uma atuação perfeita, com 100% de aproveitamento.
Recentemente, El Debs conquistou a vaga para participar se sua primeira Copa do Mundo,
que aconteceu em agosto de 2017, em Tbilisi, na Geórgia. Ele é o atual nº 7 do ranking
nacional e integrou a equipe olímpica brasileira em Tromso-2014 e Baku-2016.

Felipe El Debs é um jogador extremamente sólido e gosta de estruturas que deixem a


posição protegida e controlada. Com isso, em regra, ele não corre riscos desnecessários.
Ele costuma tomar decisões práticas e não perde tempo quando a posição é complexa,
uma grande vantagem para evitar apuro de tempo.
1.Cf3 Cf6 2.c4 b6 3.g3 c5 4.Bg2 Bb7 5.Cc3 g6 6.0–0 Muitos enxadristas perdem pontos
Bg7 7.d4 cxd4 8.Dxd4 Cc6 9.Dh4 h6 10.Cd4 g5! preciosos em virtude da má
11.Cxc6 dxc6 12.Dh3 Dd4 13.Cb5! De5 14.Be3 Td8? administração do tempo, portanto é
[14...0–0 15.Cd4 Bc8 16.Cxc6 Dd6 (16...Dc7 17.g4 Bb7
necessário saber como conduzir a
18.Cd4 Bxg2 19.Dxg2 Dxc4=) 17.g4 Bxg4 18.Dg3 Bxe2
Você sabia que nosso GM El Debs já deu mate partida para não cair nessa armadilha.
19.Tfe1 Bxc4 20.Bd4=] 15.Cxa7 Dc7 16.a4 Ta8?
(literalmente) em um dos melhores enxadristas do E você pode aprender a fazer isso
[16...Ba8 17.a5 Dxa7 18.Bxb6 Db8 19.Bxd8 g4
mundo? Na posição do diagrama ele encontrou um estudando as partidas do GM Felipe El
20.Dh4 Dxd8²]17.a5 bxa5 18.Df5 e5 19.b4!+– axb4
lance para destruir a defesa das pretas. Como você Debs, que toma decisões práticas, sem
20.Bc5 b3 21.Tfd1 b2 22.Ta2 Cd7 23.Txb2 Cxc5 (VER
jogaria de brancas?
DIAGRAMA) 24.Txb7! Cxb7 25.Bxc6+ Rf8 26.Td7 perder tempo exagerado em posições

Dxd7 27.Dxd7 Txa7 28.De8# complexas, fator decisivo quando o


1–0 assunto é evitar o apuro de tempo.
Lembre-se que existem técnicas
específicas para que sejam tomadas
decisões mais rápidas e elas podem e
devem ser inseridas no seu treino!
Gilberto Milos (São Paulo, 1963) recebeu o título de Mestre Internacional em 1984 e de
Grande Mestre em 1988. Conquistou seis títulos nacionais entre os anos de 1984 e 1995 e
participou da equipe olímpica em diversas ocasiões, além de ter representado nosso país
em várias Copas do Mundo.
Dentre suas mais notáveis conquistas estão os quatro títulos do Campeonato de Xadrez da
América do Sul, sendo o último em 2007, além de expressivas colocações em
Campeonatos Mundiais da FIDE.
É preciso destacar também que Milos foi treinador do GM Rafael Leitão durante muitos
anos, desde que o maranhense passou a residir em Americana, em 1995. Rafael considera
Milos um dos grandes responsáveis por sua conquista do título mundial sub-18 em 1996 e
do seu título de GM, dois anos mais tarde. Em agosto de 2018, Milos aparece como
“inativo” na lista de rating da FIDE, por estar há mais de um ano sem jogar partidas oficiais.

Gilberto Milos é um grande conhecedor dos clássicos e tem um vasto entendimento de


todo o legado do xadrez. A maior qualidade do grande mestre é que ele pode jogar bem
em qualquer tipo de posição, o que o torna um jogador de estilo universal.
1.e4 c5 2.Cf3 Cc6 3.Bb5 e6 4.0–0 Cge7 5.Te1 Cd4
6.Cxd4 cxd4 7.d3 [7.c3 a6 8.Bf1 Cc6] 7...g6 [7...a6] O GM Gilberto Milos se destaca por ser
8.Ba4 [8.c3] 8...Bg7 9.Cd2 0–0 10.f4 d6 11.Cf3 Bd7= um profundo conhecedor dos
12.Bb3 [12.Bxd7 Dxd7 13.Bd2 Tac8³] 12...a5 13.a4 clássicos. Ele sabe que para
b5 14.axb5 [14.Bd2 Db6] 14...Bxb5 15.f5!? [15.Ba4
aperfeiçoar o entendimento do jogo é
Db6=]15...gxf5 [15...exf5 16.Bg5!; 15...a4 16.Ba2]
Conhecido por seu conhecimento enciclopédico e necessário aprofundar os estudos
16.Cg5 h6 [16...fxe4? 17.Dh5 h6 18.Cxf7! (18.Cxe6?!
sua facilidade de jogar em qualquer tipo de posição, sobre os modelos dos grandes
fxe6 19.Bxe6+ Rh8 20.Dxb5 e3) 18...Txf7 19.Bxe6 Be8
Milos colecionou vitórias contra alguns dos mestres do passado, avaliando, dentre
20.Tf1+–] 17.exf5 [17.Cxf7 Rxf7 18.Dh5+ Rg8
melhores enxadristas do mundo, incluindo o criativo outros, sua tomada de decisão, os
(18...Rf6? 19.exf5+–) 19.Bxe6+ Rh7 20.exf5 Be8
Alexander Morozevich.
planos típicos de determinadas
21.Dh3 Cc6³] 17...Cxf5 [17...hxg5? 18.Bxg5 Te8
Na posição do diagrama, como melhorar as peças
19.Dh5‚] 18.Cxf7!? [18.Bxe6 fxe6 19.Cxe6 Dd7 situações, o estilo de jogo.
pretas para arrematar?
20.Cxf8 Txf8]18...Txf7 19.Bxe6 Df6 20.Df3 Taa7 Portanto, estude os clássicos para
21.Bxf7+ [21.Bd2 a4 22.Dd5 Bd7 23.Bxf7+ Dxf7 melhorar sua força prática!
[28...Te7 29.Df4 Txe1 30.Txe1 Bh6 31.Df2
24.Dxf7+ Rxf7] 21...Dxf7 22.Tf1 Bd7 23.Bd2 a4 24.c4
Bxd232.Dxd2 Ce3–+] 29.Tf2 Be5–+ 30.Da8?! Bb7
Dg6 [24...dxc3 25.Bxc3 Bxc3 26.bxc3 a3 27.Tf2]
31.De8 [31.Dxa4 Bg3–+] 31...Bg3–+ 32.Tef1 Bxf2+
25.De4?! Rh7 26.b4?! (VER DIAGRAMA) [26.g4 Ce3–
33.Txf2 Tg7 34.Dxg6+ Rxg6 35.Bf4 h4 36.b5 Rf6
+]26...Bc8! 27.h3 [27.g4 Te7–+] 27...h5! 28.Tae1 Tf7
37.Rh2 Re6 38.Te2+ Rd7
0–1
O enxadrista brasileiro Giovanni Vescovi (Porto Alegre, 1978) começou logo aos 3 anos de
idade a jogar xadrez. Em 1987, tornou-se vice-campeão mundial mirim, sendo o primeiro
brasileiro a conquistar esse feito. Grande Mestre desde o ano de 1998, Vescovi já
participou de campeonatos em mais de 30 países, tendo o domínio de cinco idiomas. No
início de 2010 era o melhor enxadrista brasileiro e 64º do mundo, conquistando, ao final
desse mesmo ano, seu sétimo título nacional de xadrez.
Em 2012, teve sua última participação na Olimpíada de Xadrez de Istambul. A inatividade
do enxadrista na lista oficial da FIDE se deu porque ele passou a se dedicar ao mercado
financeiro, como disse o próprio Vescovi em entrevista concedida ao GM Leitão.
A “rivalidade” entre Vescovi e Leitão, uma das maiores do xadrez brasileiro, começou cedo,
pois se enfrentaram pela 1ª vez em 1987.

Vescovi tem um estilo de jogo universal, o que lhe permite jogar bem qualquer tipo de
posição. Ele nunca deu ênfase exagerada à preparação de abertura e o ponto forte do seu
jogo é o cálculo de variantes, tendo sido bastante influenciado pelas ideias do Garry
Kasparov. Seu estilo é marcado pelo grande espírito de luta, jogando sempre para ganhar.
1.d4 d5 2.c4 c6 3.Cf3 Cf6 4.Cc3 dxc4 5.a4 Bf5 6.Ce5 Observando as partidas do GM
e6 7.f3 Bb4 8.e4 Bxe4 9.fxe4 Cxe4 10.Bd2 Dxd4 Giovanni Vescovi você vai perceber a
11.Cxe4 Dxe4+ 12.De2 Bxd2+ 13.Rxd2 Dd5+ 14.Rc2 importância que ele sempre deu ao
Ca6 15.Cxc4 0–0 16.De5 Tab8 17.a5 f6 18.Dxd5
cálculo de variantes.
cxd5 19.Cd2 Tfc8+ 20.Rb1 Cb4 21.Ta4 Cc6 22.Cb3
Nessa posição Vescovi fez um lance profilático para O bom cálculo de variantes
Rf7 23.Be2= Re7 24.Tg4 g5?! [24...g6!] [VER
conseguir vantagem contra um dos melhores (capacidade de ver várias jogadas à
DIAGRAMA] 25.Tg3! [25.h4 h5 26.Tg3 g4] 25...Rd6
enxadristas do mundo. Como você jogaria de frente) é uma das principais
26.Tf1 Tf8 27.Th3± f5 [27...a6!?.] 28.Txh7? [28.Th6!!±]
brancas? habilidades para um enxadrista e deve
28...Th8 29.Tg7 [29.Txh8 Txh8 30.h3 a6 (30...Th4) ]
29...Thg8 [29...g4] 30.Txg8 Txg8 31.a6 bxa6 32.Bxa6 ser trabalhada preferencialmente em
64.Th4 Td8 65.Be4 Cd4 66.Th6+ Rc7 67.b5 Tb8
Th8 33.h3 f4 34.Td1 e5 35.Bd3 Cb4 36.Be4 Re6 toda sessão de treinamento.
68.Bd3 Te8 69.Th4 Td8 70.Rb4 Td6 71.Th7+ Rb6
37.Cc5+ Rd6 38.Cb3 Re6 39.Bf3 e4 40.Cc5+ Re5 72.Be4 Cxb5 73.Tb7+ Ra6 74.Txb5 Td4+ 75.Rc5 Txe4 O ideal é que você tenha um bom livro
41.Te1 Rd6 42.Cxe4+ dxe4 43.Txe4 Tb8 44.h4 gxh4 76.Tb3+– Tg4 77.Rd5 Ra5 78.Re5 Tg8 79.Rf6 Ra6 de combinações, de preferência
45.Txf4 Rc5 46.b3 a5 47.Txh4 Td8 48.Th5+ Rb6 80.Rf7 Tg4 81.Re6 Tg8 82.Rf6 Ra5 83.Rf7 Tg4 84.Tf3 dividido por temas táticos, e resolva
49.Rb2 Tc8 50.Th6+ Rc5 51.Ra3 Cc2+ 52.Ra4 Cd4 Rb5 85.Rf6 Rc6 86.Rf5 Tg8 87.g4 Rd7 88.Td3+ Re7 alguns exercícios todos os dias.
53.Ta6 Tf8 54.Txa5+ Rb6 55.Ta8 Tf5 56.Be4 Te5 89.g5 Ta8 90.Rg6 Rf8 91.Rh7 Ta7+ 92.Rh8 Rf7
57.Bd3 Cc6 58.b4 Te1 59.Tg8 Ce5 60.Bf5 Tf1 61.Tg5 93.Td6 1–0
Tf4 62.g3 Td4 63.Th5 Cc6
Henrique Mecking (Santa Cruz do Sul, 1952), o Mequinho, como é conhecido, é
considerado a lenda do xadrez brasileiro. Bicampeão do Torneio Interzonal e duas vezes
candidato a desafiante ao título mundial, Mequinho, no ano de 1977, alcançou a terceira
posição no ranking mundial. Infelizmente, por motivo de doença, precisou se afastar e sua
carreira saiu prejudicada. Retornou apenas em 1991 às competições, atuando ainda em
alto nível.
O primeiro grande mestre brasileiro ainda disputa matches e alguns torneios. Seu retorno
aos torneios abertos aconteceu em fevereiro de 2017, quando jogou o III Floripa Chess
Open, ficando em 15º lugar, o que o fez retornar à lista da FIDE como o nº 2 do Brasil em
março de 2017, posto que ainda ocupa.

Mequinho é um jogador fanático pelo xadrez, que se formou em uma época na qual não
havia computador e isso favoreceu o desenvolvimento da sua grande capacidade de
trabalho e dedicação. Destaca-se pela boa preparação de abertura, mas o ponto alto do
seu jogo é ter uma excelente técnica de finais, calculando muito bem.
1.e4 e5 2.Cf3 Cc6 3.Bb5 a6 4.Bxc6 dxc6 5.0–0 Dd6 Desde muito cedo Mequinho
6.d3 f6 7.Be3 Bg4 8.Cbd2 0–0–0 9.Tb1 Ce7 10.b4 g5 demonstrou que o estudo compensa.
11.a4 Cg6 12.b5 cxb5 13.axb5 axb5 14.Txb5 Dc6 Ele sempre foi capaz de estudar xadrez
15.Tb2 Bc5 16.Cb3± Bb4 17.Cfd4?! [17.Ta2!±]
durante muitas horas seguidas,
17...exd4? [17...Bxd1 18.Cxc6 bxc6 19.Txd1 Rd7]
Essa é uma das melhores partidas do Mequinho. Um aperfeiçoando especialmente sua
18.Dxg4+ Dd7 19.Dxd7+ Txd7 (VER DIAGRAMA)
ponto forte do seu jogo sempre foi o cálculo preciso capacidade de cálculo e técnica de
20.Cxd4! [20.Ta1 b6 (20...c5 21.Bd2 Bc3 (21...Bxd2
de variantes, o que fica muito claro na posição do finais.
22.Cxd2 Rc7 23.Cc4 Ce5 24.Tb5) 22.Bxc3 dxc3
diagrama. Como você jogaria de brancas? Dizem que a diversão de Mequinho
23.Tbb1±)] 20...Bc3 21.Ta2 Txd4 22.Ta3! Tb4
23.Txc3+– Te8 24.f3 Rd7 25.Ta1 Tb5 26.Rf2 Rd6 quando criança era procurar “furos”

27.Taa3 h5 28.Ta4 c6 29.Tca3 g4 30.Ta5 Tee5 (variantes erradas) no livro Basic Chess
31.Txb5 Txb5 32.fxg4 hxg4 33.Rg3 Tb1 34.Bd4 Tc1 Endgames, de Reuben Fine.
35.Tc3 b5 36.Bxf6 b4 37.Tb3 Tf1 38.Bg5 c5 39.c3 A mensagem é clara: não basta apenas
bxc3 40.Txc3 Td1 41.Be3 c4 1–0 ter talento, é preciso se dedicar.
Jaime Sunye Neto (Curitiba,1957) foi bicampeão brasileiro juvenil e campeão juvenil pan-
americano. De dez participações no Campeonato Brasileiro de Xadrez, sagrou-se campeão
em sete oportunidades, além de grandes apresentações em torneios interzonais e sul-
americanos.
Sunye alcançou o título de Mestre Internacional em 1980 e de Grande Mestre seis anos
depois, sendo o segundo brasileiro a alcançar tal feito. Representou o Brasil em nove
olimpíadas e foi presidente da Confederação Brasileira de Xadrez entre 1988 e 1992, além
de atuar como vice-presidente da FIDE para as Américas. Mais tarde, passou a dedicar-se a
projetos de ensino de xadrez em escolas.
Sunye voltou a disputar competições em 2018 e atualmente é o número 13 do Brasil.
Sunye e Milos protagonizaram uma das maiores rivalidades do xadrez brasileiro.

Jaime Sunye é um enxadrista clássico, formado na antiga escola de xadrez. Seu jogo tem
muita ênfase no entendimento posicional e ele se destaca por ser um dos Grandes Mestres
brasileiros que mais entende dos elementos estratégicos do jogo. Teve como marco de seu
xadrez o fato de sempre jogar para ganhar, apesar de ter um estilo de jogo sólido.
1.e4 c5 2.Cc3 a6 3.g3 b5 4.Bg2 Bb7 5.a3 e6 6.d3 Cc6
O GM Jaime Sunye sempre se destacou
7.Cge2 d6 8.0–0 Cf6 9.h3 Be7 10.Be3 0–0 11.g4 Te8
pelo seu entendimento dos elementos
12.Dd2 d5 13.exd5 exd5 14.Bg5 [14.d4]14...d4
estratégicos do xadrez.
15.Bxf6 dxc3 [15...Bxf6 16.Ce4 Be7=]16.Bxc3
[16.Bxe7 cxd2 17.Bxd8 Taxd8]16...b4 17.Be5
Por isso, tenha em mente que estudar
[17.axb4 cxb4 18.Be5 Bg5 19.f4 Cxe5 20.Bxb7 Sunye era capaz de ganhar até mesmo de ex-
o jogo posicional é essencial ao seu
Db6+]17...Bg5 18.f4 Cxe5 19.Bxb7 Cc4! 20.Dc1 Txe2 campeões mundiais, como é o caso dessa linda
treinamento, aperfeiçoando técnicas
21.dxc4 Bf6 22.c3 (VER DIAGRAMA) 22...Bxc3! partida!
para identificar o melhor plano,
23.bxc3 Dh4 24.Tf3 b3? [24...Tae8! 25.Df1 Te1 Como você jogaria de pretas na posição do
conhecendo posições temáticas e
26.Txe1 Txe1 27.axb4 cxb4 28.cxb4 Txf1+ 29.Rxf1 diagrama?
vendo partidas modelo com as
Df6] 25.Bxa8? [25.Df1 Tae8 26.Tf2 Dg3+ 27.Bg2 b2
principais estruturas de peões.
28.Td1 Txf2 29.Dxf2 Dxc3] 25...b2–+ 26.Bb7 bxc1D+ 52.Rg1 Rf6 53.Te2 Dc1+ 54.Rf2 Df4+ 55.Rg1 Dxc4
27.Txc1 Dd8 28.Bd5 Db8 29.Td1 Db2 30.Tfd3 g6 56.a7 Dxe2 57.a8D De1+ 58.Rg2 Dg3+ 59.Rf1 Dxh3+
60.Rg1 De3+ 61.Rg2 Dd2+ 62.Rh1 Rg5 63.Bd5 De1+
A melhor forma de fazer é estudando
31.a4 Rg7 32.g5 Dc2 33.a5 Tf2 34.Bb7 Txf4 35.Bxa6
64.Rg2 Dg3+ 65.Rh1 Dh3+ 66.Rg1 De3+ 67.Rf1 h3 os clássicos.
Tf5 36.Bb7 Txg5+ 37.Rh1 Tg3 38.Txg3 Dxd1+ 39.Rh2
Dd2+ 40.Tg2 Dd6+ 41.Rg1 Dd3 42.a6 Dxc3 43.Tf2 68.Dc6 h2 69.Bh1 Df4+ 70.Re2 c4 71.Rd1 Df2
Dg3+ 44.Bg2 Da3 45.Bb7 f5 46.Rg2 Rf6 47.Tf3 Da4 72.Rc1 De2 73.Rb1 Dd2 74.Dc7 c3 75.Dg3+ Rf6
48.Tf2 Rg5 49.Rh2 Da3 50.Rg2 h5 51.Rh2 h4 76.Dh4+ Re6 77.Dc4+ Re5 78.Dc7+ Rf6
0–1
Krikor Sevag Mekhitarian (São Paulo, 1986) é um dos mais ativos GMs brasileiros da
atualidade. Ele é conhecido por suas preparações teóricas de alto nível, já tendo
trabalhado como analista para a lenda do xadrez mundial Levon Aronian. Krikor tem
ascendência armênia e fala o idioma com fluência.
Em 2010, no torneio Open de Eforie, realizado na Romênia, conquistou sua terceira norma
para tornar-se um Grande Mestre.
Campeão Brasileiro Absoluto de Xadrez nos anos de 2013 e 2015, Krikor é o atual nº 5 do
ranking nacional. Veja a entrevista que o GM concedeu a Rafael Leitão no Canal da
Academia no Youtube.

Krikor Mekhitarian é conhecido por ser um dos enxadristas brasileiros que mais se destaca
na utilização dos computadores em sua preparação. Em função disso, o seu repertório de
aberturas é um dos pontos altos do seu xadrez. Dono de um estilo de jogo dinâmico, ele
tem grande espírito de luta, o que favorece o seu jogo.
1.e4 c5 2.Cf3 Cc6 3.Cc3 e6 4.d4 cxd4 5.Cxd4 Cf6 A evolução tecnológica causou uma
6.Cxc6 bxc6 7.e5 Cd5 8.Ce4 Dc7 9.f4 Db6 10.c4 verdadeira revolução na forma de
Bb4+ 11.Re2 f5 12.exf6 Cxf6 13.Be3 Da5 14.Cxf6+ treinar xadrez e o GM Krikor
gxf6 15.Rf2 Re7 16.Bd3 Bb7 17.De2 Bc5 18.The1
Mekhitarian sabe, como poucos, a
Db6 19.Bxc5+ Dxc5+ 20.Rf1 h5 21.Tad1 a5 22.Dd2
Krikor executou uma bonita combinação em uma forma certa de usar isso a seu favor.
Tad8 23.b3 Rf7 24.Bc2 Ba6 25.Dd3 Th6 26.Dh3 Re7
importante partida do Campeonato Brasileiro de A boa preparação com o computador
27.Bf5 Bc8 (VER DIAGRAMA)
2015. fez do repertório de aberturas do
28.Bxe6! dxe6 29.Dg3!+- Tf8 30.Dg7+ Tf7 31.Dxh6
Como você jogaria de brancas na posição do Grande Mestre um dos pontos altos do
Df5 32.Dh8 Bd7 33.Db8 e5 34.Rg1 Tg7 35.Td2 Dxf4
diagrama?
36.Txd7+ seu xadrez.

1–0 Siga o exemplo e dedique tempo para


aprender a usar o computador de
forma ordenada na sua preparação e,
assim, otimizar seu treinamento.
Supi (Catanduvas-SP, 1996) se tornou o 14º GM brasileiro em dezembro de 2017.
A primeira norma veio no Floripa Chess Open de 2016, quando liderou boa parte do
torneio e lutou pela 1ª colocação até a última rodada, ficando em 4º lugar, no critério de
desempate com o 2º e o 3º colocados.
A segunda norma foi conquistada junto com o título de Campeão Pan-Americano sub-20,
que aconteceu em Guatapé (Antioquia), Colômbia, em 2016.
E a terceira e definitiva norma veio ao conquistar o ITT Magistral Acre 2017.
Na lista de agosto de 2018, Supi é o 3º colocado no ranking nacional.

Luís Paulo Supi é um enxadrista muito estudioso e por isso é bem treinado em todas as
áreas do jogo. No entanto, ele se destaca por ser muito bem preparado nas aberturas e
por jogar muito bem com a iniciativa.
1.e4 c5 2.Cf3 Cc6 3.d4 cxd4 4.Cxd4 Cf6 5.Cc3 e5 Supi é um enxadrista que inspira a
6.Cdb5 d6 7.Bg5 a6 8.Ca3 b5 9.Cd5 Be7 10.Bxf6 nova geração, especialmente por sua
Bxf6 11.c4 b4 12.Cc2 0–0 13.Be2 Bg5 14.0–0 a5 dedicação ao estudo do jogo de
15.Dd3 Be6 16.Tad1 g6 17.Bf3 Rh8 18.De2 Db8!
xadrez.
19.Td3 Da7 [19...a4!? 20.b3 axb3 21.axb3 Ta2 com
O GM Supi calcula muito bem e não costuma deixar E essa é uma lição muito importante
pequena vantagem]
passar oportunidades quando está com a iniciativa. que você deve aprender com ele:
20.b3 Tad8 21.g3 Td7 22.Te1?! [22.h4!?]
Na posição do diagrama, como você jogaria de dedique tempo do seu treinamento
22...f5³ 23.h4 Bh6 24.Cde3 f4µ 25.gxf4 exf4 26.Cg2
pretas? ao estudo teórico do xadrez.
Dc7 27.Cd4 Cxd4 28.Txd4 Bg7 29.Td3 h5 30.Bxh5
[30.Ted1 Be5 com grande vantagem] Além disso, espelhe-se no seu estilo e

30...gxh5 31.Dxh5+ Rg8–+ 32.Dg5 Rh7?! [32...Dc5!] aprimore o seu xadrez treinando
33.h5 Tf6 34.Cxf4 (VER DIAGRAMA) como jogar com a iniciativa.
34...Txf4! 35.Dxf4 Be5 36.Dd2 [36.Dh4 Tg7+ 37.Rf1
Tg4 38.Dh1 De7–+]
36...Tg7+ 37.Rf1 Df7–+ 38.Txd6 Bxd6 39.Dxd6 Bh3+
0–1
O heptacampeão brasileiro Rafael Leitão (São Luís, 1979), detentor dos títulos de Grande
Mestre Internacional pela FIDE e ICCF, começou a jogar xadrez logo aos 6 anos de idade e,
aos 9, conquistou o título de campeão brasileiro mirim sub-10, o primeiro de uma carreira
de sucesso. Aos 15 anos Rafael tornou-se Mestre Internacional e, em 1998, Grande Mestre,
sendo o mais jovem brasileiro a atingir tal conquista.
Dentre participações em olimpíadas e campeonatos mundiais, obteve destaque no
mundial de Nova Delhi, em 2000, terminando entre os 16 melhores do mundo e na
Olimpíada de Xadrez de Turim (2006), conquistando a medalha de prata.
É o único brasileiro detentor de dois títulos mundiais (sub-12 e sub-18). Em 2012, com o 3º
lugar no Mundial por Correspondência, tornou-se GM também nesta categoria. Rafael é o
jogador nº 1 do Brasil, de acordo com a lista da FIDE de agosto de 2018.

Rafael Leitão é um jogador posicional e intuitivo, que tem um bom conhecimento das
partidas clássicas do xadrez. Ele se destaca por ter uma excelente técnica de finais e por
reconhecer a importância do cálculo, embora tome muitas decisões intuitivas por ter um
bom “feeling” para que tipo de lance deve ser jogado em determinada posição.
O estilo de jogo do GM Rafael Leitão
1.d4 d5 2.c4 dxc4 3.e3 e6 4.Bxc4 c5 5.Cf3 a6 6.O-O demonstra, mais uma vez, a
Cf6 7.Cc3 b5 8.Bb3 Bb7 9.De2 Cbd7 10.e4 cxd4 importância de conhecer os modelos
11.Cxd4 Bc5 12.Be3 Db6 13.Tfd1 Ce5 14.Tac1 Tc8?
clássicos do xadrez.
(14…O-O 15.f3 Tfd8 16.Cc2=)15.Ca4!! bxa4 16.Bxa4+ Esta é a melhor partida da carreira do GM Rafael
Além disso, as partidas do GM Leitão
Re7 (16…Cfd7 17. Txc5 Txc5 (17…Dxc5 18.Nxe6 ) Leitão.
mostram que é possível ganhar muitos
18.Nb3 Bc6 19.Cxc5 Cxc5 20.Bxc6+ Dxc6 21.Tc1 Dxe4 Na posição do diagrama ele usou o tema da
pontos melhorando sua técnica nos
22.Txc5 O-O⩲) 17.Txc5! Txc5 (17…Dxc5 18.Cf5+ exf5 “Atração” para arrematar a partida.
Como você jogaria de brancas na posição do finais.
19.Bxc5+ Rxc5 20.exf5+−) 18.Cb3 Thc8? (18…Cxe4
19.Cxc5 Cxc5 20.Dd2! Bd5! 21.b4 Ce4 (21…Cxa4 diagrama? Também podemos aprender

22.Bxb6 Cxb6 23.Dg5+ com grande vantagem para observando o repertório de aberturas
as brancas) 22.Bxb6 (22.Db2 Cc4) 22…Cxd2 do GM Leitão, que conta com linhas
23.Txd2⩲) 19.Cxc5 Txc5 (VER DIAGRAMA) 20.b4! clássicas e de boa reputação, nas quais
Dxb4 21.Dd2 1–0 o entendimento da posição é mais
importante do que decorar
variantes.
Nascido em 17 de abril de 1992, o pernambucano Yago de Moura Santiago aprendeu a
jogar xadrez aos 8 anos de idade com o pai. No ano de 2009 ele foi campeão absoluto do
Nordeste após vencer o II Memorial Governador Miguel Arraes, também conhecido como
"Nordestão". No ano de 2010, o feito foi repetido.
Em 2012, após se tornar vice-campeão do Campeonato Sul-americano de Xadrez Sub-20,
realizado em Assunção, no Paraguai, Yago consagrou-se Mestre Internacional.
Em julho de 2017, depois de vencer o XVII Magistral Internacional Ciudad de Río Grande,
na Argentina, Yago tornou-se o 13º brasileiro a conquistar o título de Grande Mestre
Internacional de Xadrez, após atingir 2500 pontos de rating, já que havia conquistado as 3
normas de GM necessárias à outorga do título.
Na lista de agosto de 2018, Yago é o enxadrista número 15 do Brasil.

Yago Santiago foge dos padrões tradicionais. Por ser muito criativo, pode inventar ideias
novas mesmo em posições muito conhecidas. Ao contrário da maioria dos jogadores da
nova geração, ele não se prende tanto à preparação por computador e não tem medo de
seguir suas próprias convicções. Ele se destaca, ainda, por seu espírito de luta.
As duas principais lições que podemos
1.d4 Cf6 2.c4 g6 3.Cc3 d5 4.Cf3 Bg7 5.Db3 dxc4 aprender com as partidas do GM Yago
6.Dxc4 0–0 7.e4 Ca6 8.Be2 c5 9.d5 e6 10.0–0 exd5 Santiago são: criatividade e espírito de
11.exd5 Bf5 12.Td1 Te8 13.d6 Dd7?! [13...h6] luta.
14.Dh4 Cb4 15.Bb5 Cc6 16.Bf4 [16.Bg5]
No torneio que lhe rendeu o título de GM, Yago Criatividade para seguir suas próprias
16...Ch5 17.Cd5 Cxf4 [17...Bxb2!]
conseguiu uma convincente vitória contra o MI ideias e não se preocupar em fugir dos
18.Dxf4 Te4? (VER DIAGRAMA)
argentino Kevin Paveto. padrões convencionais.
19.Ce7+! Rf8 [19...Dxe7 20.dxe7 Txf4 21.Bxc6+–;
Como você jogaria de brancas na posição do Espírito de luta para jogar pela vitória
19...Cxe7 20.Dxe4!]
diagrama?
mesmo contra enxadristas
20.Dc1± Bg4 21.Cg5 Te5 22.f3 Be6 23.Cxh7+ Re8
24.Df4 Bf5 25.g4 considerados mais fortes.

1–0
Agora que você já conhece um pouco da história e do estilo de jogo de cada um dos 14
Grandes Mestres brasileiros, você pode entender como e por que eles alcançaram a mais
alta titulação do xadrez.
Cada um desses heróis do xadrez nacional deixou o seu legado e você pode e deve tirar
as melhores lições disso para melhorar o seu próprio jogo.
Mas essa história não termina por aqui!
A imensa maioria dos nossos 14 GM’s continua na ativa e ainda tem muito com o que
contribuir.
Sinceramente, esperamos que em breve esse e-book tenha de ser atualizado, tanto no
que diz respeito aos feitos dos nossos enxadristas, quanto no que se refere ao número
de Grandes Mestres Internacionais aptos a representar o Brasil mundo afora.
Que venham mais feitos e títulos!
Que venham mais grandes mestres brasileiros!
A Academia de Xadrez Rafael Leitão é um espaço virtual no qual os amantes do jogo de
xadrez podem conhecer um pouco mais sobre a carreira do Grande Mestre, ter acesso a
materiais educativos gratuitos, adquirir vídeos, aulas e e-books que o ajudarão a
melhorar o nível de jogo, descobrir novas técnicas de treinamento e ficar por dentro das
novidades do mundo enxadrístico.

Acesse: www.rafaelleitao.com

E se quiser realmente elevar seu jogo a outro nível, você precisa conhecer nosso Plano
Acesso Total, no qual você terá mais de 500 horas de aulas de xadrez para ver quando e
quantas vezes quiser durante sua anuidade.
Confira a lista completa de produtos do Plano Acesso Total no nosso catálogo. E venha
fazer parte do time de alunos da Academia Rafael Leitão!

Siga nossas redes sociais: