Você está na página 1de 29

PROGRAMAÇÃO APLICADA A

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO
Aula 3
Adriane.veronez@gmail.com

Profª Adriane Cristina Correa Soares Veronez


Forma geral de um programa

•Definições para o Pré-Processador


(Ex.: Inclusão de Bibliotecas)

• Bibliotecas para funções

• Declaração de Variáveis Globais

• Declaração de Funções do Programa

• Se o módulo for o principal, então a função


"main" deve estar declarada.
Forma geral de um programa

Um programa em C é composto de funções. A


função main deve constar obrigatoriamente em
todos os programas em C porque ela é sempre
a primeira a ser executada.

Os programas em linguagem C devem ser


gravados no disco com extensão .c ou .cpp
(quando utilizar C++)
Chaves

Toda função C deve começar com uma chave


de abertura de bloco “{“ e deve terminar com
uma chave de fechamento “}” de bloco.

As chaves delimitam o corpo da função. Por


exemplo, o bloco do programa principal:
main ( )
{
printf(“Meu primeiro programa”);
return 0;
}
Comentários

Podem ser colocados em qualquer lugar do


programa e são tratados pelo compilador
como espaço em branco.

Comentários são utilizados para documentar o


seu código-fonte.
Comentários

Comentários de Bloco
– São delimitados por /* e */, podem ser
escritos em várias linhas, numa única linha ou
na mesma instrução.

Comentários de Linha
– Começa com duas barras ( // ) e termina com
o final da linha. Tudo o que estiver escrito
após as uas barras será ignorado pelo
compilador.
Comentários – Exemplo

#include <stdio.h> // Biblioteca de entrada e saída


main( ) // Aqui começa o programa principal
{
/* Declara ano como inteiro e define seu valor */
int ano = 2011;
// Imprime o valor do ano
printf("Estamos no ano %d“, ano);
return 0;
}
Tipos de Dados e Variáveis
Variáveis são os elementos básicos que um
programa manipula.

Uma variável é um espaço reservado na


memória do computador para armazenar um
tipo de dado determinado.

Variáveis devem ser representadas por um


tipo e receber nomes para que possam ser
referenciadas e modificadas quando
necessário.
Tipos de Dados

Tipos Básicos de Dados

char - apenas 1 caractere alfanumérico (ex.: ´f´)


- 1 byte

int - números inteiros (ex.: 1245234) - 4 bytes

float - números reais com precisão simples


(ex.: 7.5) - 4 bytes

double - números reais com precisão dupla


(ex.: 3.4E100) - 8 bytes
Variáveis
Regras para nomes de variáveis:
• Todo nome só pode conter letras e dígitos;
• Todo primeiro caractere deve ser sempre uma letra;
• Letras maiúsculas e minúsculas são consideradas
caracteres diferentes;
– ex.: A1 é diferente de a1
• O caractere "_" pode ser contado como uma letra;
– ex.: br_01, _br01, 01_br (NÃO é permitido)
• Palavras reservadas não podem ser usadas como
nome de variáveis;
– ex.: int, float, if, else
Variáveis
Para serem usadas, as variáveis precisam ser
declaradas de modo que o compilador possa
reservar espaço na memória para o valor a ser
armazenado.

Exemplos de declaração
Comando de Atribuição
Após ser declarada, a variável pode receber
valores. O operador de atribuição "=" indica que o
valor à direita será atribuído à variável
representada à esquerda
Comando de Atribuição - Exemplo
main ( )
{
int i, j;
float raio;
char c;
i = 0; j = 10;
raio = 2.54;
c = 'd';
...
return 0;
}
Comando de Atribuição

É possível fazer a atribuição durante a


declaração da variável. Neste caso é chamado
de inicialização.

É possível fazer várias atribuições em uma


única linha, mas neste caso as variáveis
recebem o mesmo valor:
Operadores

Operadores Aritméticos

Operador Operação
+ adição
- subtração
* multiplicação
/ divisão
% módulo (resto da div. inteira)
Operadores

Operadores Relacionais

Operador Operação
> maior que
< menor que
>= maior ou igual
<= menor ou igual
== igual
!= diferente
Operadores
Operadores Lógicos
• && (E)
– Resulta 1 (verdadeiro) somente se seus dois
operandos forem verdadeiros. Em qualquer outra
situação resulta 0 (falso).

• || (OU)
– Resulta 0 (falso) somente se seus dois
operandos forem falsos. Em qualquer outra
situação resulta 1 (verdadeiro).

• ! (NÃO)
– Resulta 1 (verdadeiro) se seu operando for falso.
Operadores

Operador de incremento (++)


– É um operador unário que adiciona 1 a
variável operando.
– A instrução x = x + 1 equivale a x++; ou ++x;

• Operador de decremento (--)


– É um operador unário que decrementa 1 da
variável operando.
– A instrução x = x - 1 equivale a x--; ou --x;
Comandos de Entrada/Saída

Para termos acesso à biblioteca que contém


as funções, macros e variáveis que facilitam a
entrada e saída de dados o programa deve
conter a declaração:

#include <stdio.h>

A diretiva include instrui o compilador a ler


outro arquivo adicionando-o àquele que
contém a diretiva.
Comando de Saída - printf

Função printf
–A função printf permite que dados sejam escritos
na tela do computador.

Forma geral:
printf(“controle”, lista das variáveis);

–a lista de variáveis é impressa de acordo com


a maneira indicada pelo controle
Comando de Saída – printf
#include <stdio.h> // Biblioteca de E/S

main() { // Aqui começa o programa principal

// Declara ano como inteiro e define seu valor.


int ano = 2013;

/* Imprime o valor do ano */

printf("Estamos no ano %d", ano);


return 0;
}
Comando de Saída - printf
Os códigos de formatação são os seguintes:

Código Função
%c Caractere simples
%d Inteiro decimal com sinal
%f Real em ponto flutuante
%% Imprime o caractere %
Comando de Saída - printf
Códigos Especiais
– A barra inclinada é chamada de sequência de
escape, indicando que o próximo caractere não é
para ser impresso, representando um comando.

Código Função
\n Passa para uma nova linha
\t Tabulação
\b Retornar um caractere
\f Salta uma página
Comando de Entrada - scanf
Função scanf
– pode ser utilizada para entrada de dados a partir
do teclado.

Forma geral:
scanf(“controle”, lista dos endereços das
variáveis);

– controle é a lista dos formatos com %;


– lista dos endereços são os endereços das
variáveis que irão receber os valores lidos. Deve-
se usar operador &.
Comando de Entrada - scanf
Exemplo 1:
scanf ("%d %d", &a, &b);
– espera que dois valores inteiros sejam
digitados no teclado. O primeiro é armazenado
na variável a e o segundo em b

Exemplo 2:
int i;
float x;
scanf ("%d %f", &i, &x);
#include <stdio.h>
#include<stdlib.h>
int main() {
float nota1, nota2;
float media=0.0;
printf("Digite as duas notas: ");
scanf("%f %f", &nota1, &nota2);
media = (nota1 + nota2) / 2;
printf("Média: %f", media);
system(“pause”);
return 0;
}
Exercícios

1. Um motorista deseja colocar no seu tanque X reais


de gasolina. Escreva um algoritmo para ler o preço
do litro da gasolina e o valor do pagamento, e exibir
quantos litros ele conseguiu colocar no tanque.

2. Faça um programa que calcule e mostre a área de


um trapézio. Sabe-se que: A = (base maior + base
menor) * altura)/2 ;
Exercício 01

#include<stdio.h>
#include<stdlib.h>

main()
{
float tanque, gasval, valorpago;
printf("Digite o preço da gasolina:\n");
scanf("%f",&gasval);
printf("Digite quanto voce pagou:\n");
scanf("%f",&valorpago);
tanque = valorpago/gasval;
printf("Voce colocou no seu veiculo %f de
gasolina.",tanque);
return 0;
}
Exercício 02

#include<stdio.h>
#include<stdlib.h>

main()
{
float area, basemaior, basemenor, altura;
printf("Calculo da base de um trapezio\n");
printf("===========================\n");
printf("Digite o valor da base maior, menor e da altura
seguidos de 'Enter'\n");
scanf("%f %f %f",&basemaior,&basemenor,&altura);
area = ((basemaior+basemenor)*altura)/2;
printf("O valor da area do trapezio e: %f", area);
return 0;
}