Você está na página 1de 6

0.7.1.

Classificação da Pesquisa

A pesquisa pode ser classificada de acordo com o tipo de abordagem, com a natureza, os objectivos
da pesquisa e quanto aos procedimentos técnicos.

0.7.1.1.Quanto a forma da abordagem do Problema

No que concerne a abordagem do problema, trata-se de uma pesquisa qualitativa1, aliada ao estudo
de caso (pesquisa de campo), num modelo sistémico, o que significa traduzir as opiniões
adquiridas em entrevistas, inquéritos observadas no espaço em alusão e informações colectadas
em obras literárias, documentos e sites da internet, que depois de analisadas foram sintetizadas de
forma descritiva, relatando desde a motivação da escolha do espaço e do tema, a metodologia que
foi usada, a génese da segregação espacial do objecto em estudo, a influência que a segregação
espacial tem no processo de provisão dos serviços básicos e no desenvolvimento urbano
sustentável das povoações.

0.7.1.2.Quanto a natureza da pesquisa

De forma directa ou indirecta, a pesquisa levada a cabo neste tema, terá a sua utilidade para a
resolução dos problemas das povoações de Matola Rio e Chinonanquila ou ainda para despertar a
consciência não só dos governantes, mas também da população destas povoações ou de outros
espaços contíguos com problemas similares.

Daí que a presente pesquisa é classificada como aplicada2, pois tem como objectivo através da
aplicação prática gerar informações que poderão ser úteis para a solução da problemática deste
estudo e sustentado por VERGARA (2004), é fundamentalmente motivado pela necessidade de
resolver problemas concretos, mais imediatos, ou não.

Tendo em conta a tese do autor, a pesquisa visa aplicar os conhecimentos sobre a segregação das
povoações de Matola Rio e Chinonanquila e descobrir até que ponto este fenómeno poderá ter

1
Na natureza qualitativa, o pesquisador colhe informações, examina cada caso separadamente e tenta construir um
quadro teórico geral (método indutivo), (PAULA,et all. s/d).
2
De acordo com BARROS e LEHFELD (2000, P.78), a pesquisa aplicada tem como motivação a necessidade de
produzir conhecimento para a aplicação dos seus resultados com objectivo de “contribuir para fins práticos visando a
solução mais ou menos imediata do problema encontrado na realidade” enquanto APOLINÁRIO (2004, p.152)
salienta que pesquisas aplicadas têm o objectivo de “resolver problemas ou necessidades concretas e imediatas.”
influência na qualidade de vida da população naquele espaço. Tendo a consciência da
marginalização das povoações nos vários processos no qual tem direito, incluindo a gestão dos
resíduos sólidos urbanos, surge a iniciativa de um debate teórico com vista alertar os governantes
a traçar mecanismos que conduzirão a minimização do fenómeno em causa.

0.7.1.3.Quanto aos objectivos da Pesquisa

Para que esta componente se realizasse com sucesso, optou-se num estudo de campo, no qual, o
autor entrou em contacto com a população das povoações de Matola Rio e Chinonanquila,
esclarecendo os motivos do evento, de modo a estar a par da situação.

Nisto, a pesquisa em curso também assume uma natureza exploratória3, pois tem como objectivo
proporcionar a familiarização dos envolvidos com o problema, tornando-o explícito ao invés de
construir hipóteses (GIL, 2002).

No entanto, foi um estudo de campo, onde houve uma interacção entre o autor e o objecto em
estudo, campo de recolha de dados, através da extracção de fotografias, conversas informais com
os residentes das povoações. Para o sucesso da pesquisa, realizaram-se inquéritos que ajudaram na
recolha da informação.

Neste contexto, houve uma visita acompanhada pelo régulo Ernesto Matsolo (Chinonanquila) de
forma a ter uma observação directa do fenómeno, assim como a ter os limites reais da povoação
por ele administrada ou ainda de modo a construir e propor um modelo que beneficie o ambiente.
A exploração serviu acima de tudo para trazer do campo de ocorrência dos factos, conhecimentos
que posteriormente serão aplicados numa nova realidade a partir da presente pesquisa.

0.7.1.4.Quanto aos procedimentos técnicos

No concernente a procedimentos técnicos, a pesquisa foi elaborada com recurso a fontes


bibliográficas e documentais e com recurso a internet.

3
Diz-se que a pesquisa tem natureza exploratόria, quando o autor tem como objetivo aprofundar as idéias sobre o
objeto de estudo. É quase sempre feita na forma de levantamento bibliográfico, entrevista com profissionais da área,
visitas a websites (PAULA,et all. s/d).
De uma maneira geral, o conjunto destes procedimentos técnicos, permitiram um estudo integrado
e sistémico do fenómeno, de modo a fornecer teorias para a síntese deste trabalho.
Para tal, a sua concretização, centrou-se na revisão bibliográfica, que consistiu na selecção de obras
com conteúdo que abordam sobre o tema em causa, a exploração de conteúdos em alguns sites da
internet. A parte final desta pesquisa, dedicou-se a análise, síntese e compilação de dados
recolhidos nas diferentes ferramentas metodológicas.

0.7.2.Etapas e procedimentos metodológicos

Para discutir a segregação sócio-espacial nas povoações de Matola Rio e Chinonanquila perante
um desenvolvimento urbano e municipal dos Municípios da Matola e Boane, optou-se, antes em
trazer algumas obras que nos inspiram e que fazem referência a mesma temática assim como a
componente metodológica, exemplo da obra de Maria de Fatima S. Gottschald editada em 2012.

Para discussão deste título, a autora usou dados do Censo Demográfico de 2010 em Brasil e tinha
como ojectivo analisar a causa da segregação numa perspectiva geográfica social, onde concluiu
que a mesma é motivada pelo processo de urbanização acelerado e concentrado o que origina a
ocupação de áreas inadequadas e impróprias à moradia, as denominadas favelas assim como o
loteamento clandestino.

Por outro lado a dupla formada pelo Adauto Rodrigues de Almeida Junior e Arthur Magon
Whitacher, analisou a “segregação sócio-espacial em cidades médias: diferenças ou semelhanças?
Um estudo sobre o Jardim Cinquentário e Jardim Morada do Sol em Presidente Prudente-SP”.
Estabeleceram em seguida uma análise comparativa entre estes dois loteamentos e com moradores
de um terceiro loteamento próximo do centro tradicional.

Paralelamente, analisaram a centralidade da área da cidade sobre os moradores dos loteamentos


pesquisados e as entrevistas foram usadas como instrumento de colecta de dados, de modo a aferir
o grau de segregação em diferentes aspectos (a análise foi feita focando-se questões como o acesso
dos moradores destes loteamentos ao centro tradicional de comércio, serviços e bens de consumo
colectivo) e concluíram que:
“Com relação ao início do loteamento até aos dias actuais, várias melhorias foram feitas, como a
rede de água, luz e asfalto nas ruas, contudo o descaso do poder público ainda é evidente. Já que o
loteamento tem pouquíssimas infraestruturas e o acesso desta população a serviços básicos e a sua
mobilidade intra-urbana é extremamente prejudicada” (JUNIOR& WHITACKER,2007).

Ainda no contexto metodológico, Silvio Moisés Negri, avança afirmando que não existe uma
homogeneização dos métodos, pois cada país tem as suas especificidades sócio-culturais, mas
aconselha o uso de uma metodologia comparativa:
Distingue-se dois tipos de abordagens que podem ser utilizadas: a primeira trabalha com índices
globais de dissimilaridade, que comparam duas categorias nas unidades espaciais a serem estudadas.
O segundo é o índice de segregação que compara a distribuição de uma categoria em relação ao
restante da população, (NEGRI,2008,140).

No caso concreto desta pesquisa com o título “Desenvolvimento e Segregação: Um estudo sócio-
espacial e ambiental das povoações de Matola Rio e Chinonanquila” foi conduzida sob suporte do
método Cartográfico e Hipotético dedutivo num modelo sistémico através de um debate teórico.

Segundo GERHARDT & SILVEIRA (2009,27) para tentar explicar o problema, são formuladas
hipóteses, destas deduzem-se consequências que deverão ser testadas ou falseadas.

Para testar a hipótese e confirmar as reais causas da segregação espacial na “Terra de Ninguém”
tendo em conta a privação dos serviços públicos básicos de índole ambiental (recolha e gestão dos
resíduos sólidos, saneamento do meio, pulverização intradomiciliaria, cobrança da taxa de lixo
pela EDM, parcelamento dos terrenos) nas povoações em estudo, seguiu-se então o método
comparativo, fazendo-se análise entre estes e os Municípios contíguos (Matola e Boane), tendo-se
usado como amostras espaciais, o bairro da Matola “C”, no Município da Matola e o bairro de
Campoane no Município de Boane de modo a aferir o grau das desigualdades sociais e
consequentemente vulnerabilização4.

4
Vulnerabilização não é pobreza mas sim uma situação que pode fazer com que pessoas não pobres venham a se
tornar pobres, ou aquelas que já estejam em estado de pobreza agravem a sua situação(SHAFFER, 2001,P.30) apud
(COSTA & WAQUIL, s/d).
Neste contexto, a pesquisa baseou-se numa abordagem qualitativa com uma natureza descritiva5,
a qual foi crucial para a análise dos dados trazidos do campo e a concepção das ideias dos
indivíduos segregados. A abordagem quantitativa (estatística percentual) foi complementar ao
estudo, pois foi com esta ferramenta que se trabalhou a amostra populacional através de estatísticas
descritivas.

Para além das ferramentas metodológicas acima expostas, a pesquisa baseou-se numa combinação
metódica desde o estudo de campo (estudo de caso), a pesquisa comparativa, pesquisa de
levantamento6, pesquisa cartográfica e pesquisa bibliográfica.

Desta forma, a pesquisa passou por diversas fases subsequentes, isto é, o fim de uma etapa é o
começo da outra até ao fim do trabalho. Entretanto, não houve um seguimento rígido das etapas,
existindo momentos em que a observação e as entrevistas corriam em simultâneo, por exemplo.

0.7.3.Delimitação contextual

A que reconhecer que esta temática pode ser discutida pela Geografia, Sociologia, Economia e
outras áreas de conhecimento. Nesta óptica, a faceta desta pesquisa pertence a Gestão Ambiental,
que visa ordenar as actividades humanas para que estas não agridam o sistema ambiental, mas
assente numa base geográfica a partir do momento em que a análise da segregação é olhada sob
ponto de vista da distribuição espacial dos serviços públicos básicos de índole ambiental tais como:
recolha e gestão dos resíduos sólidos (nas residências e mercados), a pulverização
intradomiciliária, parcelamento dos terrenos e cobrança da taxa de lixo pela EDM.

Para a escolha e discussão destes serviços básicos não pesou somente a componente ambiental,
mas também a social, ordenamento territorial e urbana que de forma integrada contribuem para

5
O processo descritivo visa à identificação, registro e análise das características, fatores ou variáveis que se relacionam
com o fenômeno ou processo. Esse tipo de pesquisa pode ser entendida como um estudo de caso onde, após a coleta
de dados, é realizada uma análise das relações entre as variáveis para uma posterior determinação do efeitos resultantes
em uma empresa, sistema de produção ou produto (PAROVANO, 2014), ou ainda a pesquisa descritiva exige do
investigador uma série de informações sobre o que deseja pesquisar. Esse tipo de estudo pretende descrever os fatos
e fenômenos de determinada realidade (TRIVIÑOS,1987) apud (GERHARDT & SILVEIRA,2009,P.35). São
exemplos de pesquisa descritiva: estudos de caso, análise documental, pesquisa ex-post-facto.
6
Pesquisa de Levantamento, baseia-se nas informações colhidas de um grupo significativo de pessoas a cerca de um
problema, (PAULA, et al. s/d).
um desenvolvimento sustentável, oferecendo uma qualidade de vida digna e o bem-estar da
população. Neste caso, a ausência destas componentes nas povoações eleitas e outras contíguas,
constitui um desafio, uma reflexão, acima de tudo um alerta as entidades que regem estes
territórios.
Foi nesta óptica que o conceito territorialização foi usado para delimitar área excluída dos serviços
públicos. O mesmo conceito é ainda usado na proposta para a mitigação à segregação sócio
espacial como uma ferramenta que engloba todos os espaços marginalizados no Posto
Administrativo de Matola rio num único território, de forma que os serviços públicos sejam
provisionados sem excepção.