Você está na página 1de 4

ASSOCIAÇÕES RELIGIOSAS NO CICLO DO OURO

Autor: Fritz Teixeira de Salles


Editora: Perspectiva
Ano: 2007
Páginas: 204

Resumo: Em seu trabalho investigativo em busca da verdade histórica, Fritz Teixeira


de Salles desvendou de modo contundente a contribuição das irmandades religiosas
para a economia e o bem-estar da sociedade mineira do século XVIII, em Ouro Preto.
Associações Religiosas do Ciclo do Ouro também se empenha em esclarecer o papel
da Igreja na castração dos valores estéticos e culturais da comunidade de escravos,
ao mesmo tempo em que submete a uma análise objetiva o problema da
representação, pelo chamado barroco mineiro, do pensamento e da ação do povo
como tal na Minas da louvação aos códigos religiosos do Brasil Colonial.
PLUTO BRASILIENSIS

Autor: W.L. von Eschwege


Editora: Itatiaia
Ano: 1979
Páginas: 528 – 2 volumes

Resumo: Wilhelm Ludwig, Barão de Eschwege, veio ao Brasil a convite do Príncipe


Regente Dom João, em 1810. Logo no ano seguinte, designado para servir em Minas,
chegou à Vila Rica. Trazia várias missões e, com isso, ninguém andou tanto por Minas
e escreveu mais sobre o Estado do que Eschwege. Pluto Brasiliensis é uma de suas
obras mais famosas.

Publicada originalmente em Berlim em 1833, a obra do geólogo e mineralogista


alemão, cujo título latino significa “Riqueza do Brasil”, foi o resultado de sua atuação
no país, entre 1808 e 1821, como Intendente das Minas, e de suas pesquisas sobre as
reservas auríferas e diamantíferas brasileiras. Eschwege (1777-1835), considerado o
pai da mineralogia no Brasil. O subtítulo do presente livro esclarece seu conteúdo:
Memória sobre as riquezas do Brasil em ouro, diamantes e outros minerais; história da
descoberta e descrição das ocorrências desses minerais; exploração das jazidas e sua
técnica; produção e legislação das minas.
RIO ACIMA: FRAGMENTOS DA HISTÓRIA DE MINAS

Autor: Antônio Nahas Junior


Editora: Comunicação de Fato
Ano: 2010
Páginas: 136
Resumo: No século 20, o livro de Antônio Nahas descreveu a saga do empresário e
ex-prefeito de Belo Horizonte, Américo René Gianetti, um dos pioneiros da
industrialização em Rio Acima, e que foi à falência porque ousou desafiar os grandes
produtores mundiais de alumínio.

O livro é fruto de uma pesquisa de três anos feita por Antônio Nahas, que vasculhou a
história de Rio Acima em locais tão diversos quanto a Cúria Metropolitana de Belo
Horizonte, o Arquivo Público Mineiro, a Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro e a
Biblioteca Mineiriana, além de colher depoimentos de pessoas que influenciaram
decisivamente a realidade do município.
HISTÓRIA, ARTE E SONHO NA FORMAÇÃO DE MINAS

Autor: Mauro Werkema


Editora: Duo Editorial
Ano: 2010
Páginas: 504

Resumo: A obra de Mauro Werkema apresenta-se como uma acentuada investigação


pela história de origem, formação e trajetória tricentenária de Minas Gerais, junto a
uma busca pela interpretação da diversidade cultural e natural do Estado. O ensaio
jornalístico de Mauro é também um guia turístico-cultural sobre Minas, com especial
destaque para as cidades históricas e em particular Ouro Preto e Mariana.

“Minas é história. Sua arte inaugura a identidade cultural brasileira. Sua natureza,
diversa, conforma o mineiro e sua feição social. História, arte e natureza convidam ao
sonho, exercício sem limites do imaginário e do vivencial. Eis Minas Gerais”, anuncia o
autor, logo no preâmbulo do livro.