Você está na página 1de 10

FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos

1 – IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO E DA EMPRESA

Nome da substância ou mistura (nome comercial): Aguarrás Natrielli

Principais usos: utilizada em lavagem a seco, formulações e diluição de tintas e vernizes, limpeza em geral.

Fabricante: Natrielli Química Ltda.


Endereço: Rua: Guanabara, 216 Bairro: Fazendinha
Cidade: Santana de Parnaíba Estado: São Paulo
CEP: 06529-220
Telefone: (11) 4156-8888 Fax: (11) 4156-8874
CNPJ: 58.812.108/0001-69 I.E.: 623021853110
Telefone de emergência: 0800-7718738
Site: www.natrielli.com.br e-mail: natrielli@natrielli.com.br
Fabricante: Petróleo Brasileiro S.A. – PETROBRAS

2 – IDENTIFICAÇÃO DE PERIGOS

Classificação da substância ou mistura:

Líquidos inflamáveis - Categoria 3


Perigo por aspiração - Categoria 1
Corrosão/irritação à pele - Categoria 2
Lesões oculares graves/irritação ocular - Categoria 2B
Toxicidade para órgãos-alvo específicos - Exposição única - Categoria 3

Sistema de classificação utilizado: Norma ABNT-NBR 14725-2:2009 - versão corrigida 2:2010. Sistema
Globalmente Harmonizado para a Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos, ONU.

Elementos de rotulagem do GHS:

Palavra de advertência: Perigo

Frase(s) de perigo:

H226 Líquido e vapores inflamáveis. H304 Pode ser fatal se ingerido e penetrar nas vias respiratórias. H315
Provoca irritação à pele. H320 Provoca irritação ocular. H335 Pode provocar irritação das vias respiratórias.
H336 Pode provocar sonolência ou vertigem.

Página 1 de 10
Revisão: 04 Data da revisão: 07/2015
FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos

Frase(s) de precaução:

 Prevenção: P210 Mantenha afastado do calor, faísca, chama aberta ou superfícies quentes. - Não
fume.
 Resposta à emergência: P301 + P310 EM CASO DE INGESTÃO: Contate imediatamente um CENTRO DE
INFORMAÇÃO TOXICOLÓGICA ou um médico. P302 + P352 EM CASO DE CONTATO COM A PELE: Lave
com água e sabão em abundância. P304 + P340 EM CASO DE INALAÇÃO: Remova a pessoa para local
ventilado e a mantenha em repouso numa posição que não dificulte a respiração. P305 + P351 + P338
EM CASO DE CONTATO COM OS OLHOS: Enxágue cuidadosamente com água durante vários minutos.
No caso de uso de lentes de contato, remova-as, se for fácil. Continue enxaguando. P370 + P378 Em
caso de incêndio: Utilize para extinção: dióxido de carbono (CO2), neblina d’água, pó químico seco e
espuma para hidrocarbonetos.

Outros perigos que não resultam em uma classificação: Recipientes podem explodir se aquecidos. Quando
aquecidos, este líquido libera gases irritantes e tóxicos.

3 – COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES

Tipo de mistura: Mistura de solventes.

Ingredientes que contribuem para o perigo:

Nome químico, comum ou técnico CAS Number Faixa de Conc. (%)


Nafta hidrodessulfurizada pesada 64742-82-1 0 - 100
Benzeno 71-43-2 <0,1

4 – MEDIDAS DE PRIMEIROS SOCORROS

• Inalação: Remova a vítima para local ventilado e a mantenha em repouso. Monitore a função
respiratória. Se a vítima estiver respirando com dificuldade, forneça oxigênio. Se necessário aplique
respiração artificial. Procure atenção médica. Leve esta FISPQ.

• Contato com a pele: Remover roupas e sapatos contaminadas, em seguida lavar a pele com água
corrente limpa e sabão, por pelo menos 15 minutos. Procurar atendimento médico. Leve esta FISPQ.

• Contato com os olhos: Lavar os olhos imediatamente com bastante água por pelo menos 15 minutos
mantendo as pálpebras bem abertas. Retirar as lentes de contato se as tiver e se as puder retirar.
Procurar um médico imediatamente. Leve esta FISPQ.

• Ingestão: Não induzir vomito. Lavar a boca com água e beber a seguir bastante água, caso a mesma
esteja consciente. Procure atenção médica. Leve esta FISPQ.

Sintomas e efeitos mais importantes, agudos ou tardios: Provoca irritação à pele com vermelhidão,
ressecamento e dor. Provoca irritação ocular com vermelhidão, dor e lacrimejamento. Pode provocar irritação
das vias respiratórias. Pode provocar sonolência ou vertigem. Pode ser fatal se ingerido e penetrar nas vias
respiratórias.

Página 2 de 10
Revisão: 04 Data da revisão: 07/2015
FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos

Notas para o médico: Se necessário, o tratamento sintomático deve compreender, sobretudo, medidas de
suporte como correção de distúrbios hidroeletrolíticos, metabólicos, além de assistência respiratória.

5 – MEDIDAS DE PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIOS

Meios de extinção apropriados: Compatível com dióxido de carbono (CO2), neblina d’água, pó químico seco e
espuma para hidrocarbonetos.

Meios de extinção inadequados: Água diretamente sobre o líquido em chamas e jatos de água de forma
direta.

Perigos específicos da substância ou mistura: A combustão do produto químico ou de sua embalagem pode
formar gases irritantes e tóxicos como monóxido e dióxido de carbono. Muito perigoso quando exposto a calor
excessivo ou outras fontes de ignição como: faíscas, chamas abertas ou chamas de fósforos e cigarros,
operações de solda, lâmpadas-piloto e motores elétricos. Pode acumular carga estática por fluxo ou agitação.
Os vapores do líquido aquecido podem incendiar-se por descarga estática. Os vapores são mais densos que o
ar e tendem a se acumular em áreas baixas ou confinadas, como bueiros, porões, etc. Podem deslocar-se por
grandes distâncias provocando retrocesso da chama ou novos focos de incêndio tanto em ambientes abertos
como confinados. Os contêineres podem explodir se aquecidos.

Medidas de proteção da equipe de combate a incêndio: Equipamento de proteção respiratória do tipo


autônomo (SCBA) com pressão positiva e vestuário protetor completo que ofereça proteção contra o calor.
Contêineres e tanques envolvidos no incêndio devem ser resfriados com neblina d’água. Afaste os recipientes
da área do fogo, se isso puder ser feito sem risco.

6 – MEDIDAS DE CONTROLE PARA DERRAMAMENTO / VAZAMENTO


Precauções pessoais, equipamentos de proteção e procedimentos de emergência:

• Para o pessoal que não faz parte dos serviços de emergência: Isole o vazamento de fontes de ignição.
Impeça fagulhas ou chamas. Não fume. Não toque nos recipientes danificados ou no material
derramado sem o uso de vestimentas adequadas. Utilize equipamento de proteção individual
conforme descrito na seção 8. Diferenças na ação de grandes e pequenos vazamentos: Grandes
vazamentos: Neblina d’água pode ser utilizada para reduzir vapores, mas isso não irá prevenir a
ignição em ambientes fechados.
• Para o pessoal do serviço de emergência: Utilizar EPI completo, com luvas de PVC ou látex, botas de
segurança e vestimenta de segurança para proteção de todo o corpo contra respingos de produtos
químicos. O material utilizado deve ser impermeável. Recomenda-se a instalação de sistema de alarme
de incêndio e detecção de vazamento, nos locais de armazenamento e utilização do produto.

Precauções ao meio ambiente: Evite que o produto derramado atinja cursos d’água, rede de esgotos, sistemas
de ventilação ou áreas confinadas.

Métodos e materiais para o estancamento e a contenção: Evacue a área num raio de 10 metros. Utilize névoa
de água ou espuma supressora de vapor para reduzir a dispersão do produto.

Página 3 de 10
Revisão: 04 Data da revisão: 07/2015
FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos

Isolamento da área: Utilize barreiras naturais ou de contenção de derrame.

Métodos e materiais para a limpeza: Colete o produto derramado e coloque em recipientes apropriados.
Adsorva o produto remanescente, com areia seca, terra, vermiculite, ou qualquer outro material inerte.
Coloque o material adsorvido em recipientes apropriados e remova-os para local seguro. Para destinação final,
proceder conforme a Seção 13 desta FISPQ.

7 – MANUSEIO E ARMAZENAGEM

Precauções para manuseio seguro:

• Prevenção da exposição do trabalhador: Utilizar EPI's recomendados. Fumar, comer e beber deve ser
proibido na área de aplicação.
• Prevenção de incêndio e explosão: Mantenha afastado do calor, faísca, chama aberta e superfícies
quentes. Não fume. Mantenha o recipiente hermeticamente fechado. Aterre o vaso contentor e o
receptor do produto durante transferências. Utilize apenas ferramentas anti-faiscantes. Evite o
acúmulo de cargas eletrostáticas.
• Precauções e orientações para o manuseio seguro: Manuseie em uma área ventilada ou com sistema
geral de ventilação/exaustão local. Evite formação de vapores ou névoas. Evite inalar o produto em
caso de formação de vapores ou névoas. Inspecione os recipientes quanto a danos ou vazamentos
antes de manuseá-los. Contato com materiais incompatíveis. Obtenha instruções específicas antes da
utilização. Não manuseie o produto antes de ter lido e compreendido todas as precauções de
segurança. Use luvas de proteção, roupa de proteção, proteção ocular, proteção facial como indicado
na Seção 8.

Medidas de higiene:

• Apropriadas: Lave bem as mãos antes de comer, beber, fumar ou ir ao banheiro. Roupas
contaminadas devem ser trocadas e lavadas antes de sua reutilização.
• Inapropriadas: Não disponível

Condições de armazenamento seguro:

• Condições adequadas: Armazene em local ventilado e protegido do calor. Mantenha afastado de


materiais incompatíveis. Não é necessária adição de estabilizantes e antioxidantes para garantir a
durabilidade do produto.
• Condições que devem ser evitadas, incluindo qualquer incompatibilidade: Manter afastado de calor e
chama. Não se decompõe se armazenado e utilizado de acordo com as instruções.

Materiais para embalagem:

• Recomendados: Tambor com tampa e cinta metálica, bombonas de PVC, cilindros de aço carbono ou
aço inox.
• Inadequados: Não utiliza como embalagem: Papelão, alguns tipos de plástico (em especial os de baixa
densidade) e isopor.

Página 4 de 10
Revisão: 04 Data da revisão: 07/2015
FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos

8 – CONTROLE DE EXPOSIÇÃO E PROTEÇÃO INDIVIDUAL

Parâmetros de controle:

• Limites de exposição ocupacional:


 Benzeno: TLV - TWA (ACGIH, 2012): 0,5 ppm; TLV - STEL (ACGIH, 2012): 2,5 ppm; REL - TWA
(NIOSH, 2010): 0,1 ppm; REL - Ceiling (NIOSH, 2010): 1,0 ppm; PEL - TWA (OSHA, 2010): 1,0 ppm;
PEL - STEL (OSHA, 2010): 5,0 ppm

• Indicadores biológicos:
 Benzeno: BEI (ACGIH, 2012): Ácido S-Fenilmercaptúrico na urina: 25 _g/g de creatinina. Ácido t,t-
mucônico na urina: BEI: 500 _g/g de creatinina.

• Outros limites e valores:


 Benzeno: IDLH (NIOSH) : 500 ppm.

Medidas de controle de engenharia: Para prevenção de exposição, métodos de controle de engenharia são
preferenciais, e incluem ventilação mecânica geral do ambiente combinada à exaustão local nos pontos de
maior emissão do produto e enclausuramento do processo. É recomendado tornar disponíveis chuveiros de
emergência e lava olhos na área de trabalho.

Medidas de proteção pessoal:

• Proteção dos olhos/face: Protetor ocular (óculos de segurança de ampla visão), que deve ser
resistente a impacto e oferecer proteção contra respingos.
• Proteção da pele: Vestuário protetor adequado: Neoprene. Vestuário protetor adequado: álcool
polivinílico (PVA). Vestuário protetor adequado: PVC (vinil).
• Proteção respiratória: Máscara semi-facial ou facial inteira com filtro contra vapores orgânicos. Se há
possibilidade de emissão descontrolada do produto ou no caso de entrada em ambientes de
concentração desconhecida deve ser utilizado respirador com suprimento de ar, de peça facial inteira,
operado em modo de pressão positiva; pode também ser utilizado qualquer respirador do tipo
autônomo (SCBA), de peça facial inteira, operado em modo de pressão positiva.
• Proteção das mãos: Luvas de proteção do tipo neoprene. Luvas de proteção do tipo álcool polivinílico
(PVA). Luvas de proteção do tipo PVC (vinil).
• Perigos térmicos: Não apresenta perigos térmicos

9 – PROPRIEDADES FÍSICO - QUÍMICAS

• Aspecto (Estado físico, forma e cor): Líquido, fluído,incolor.


• Odor: Acentuado, semelhante a querosene.
• Limite de odor: N/D.
• pH: N/A.
• Ponto de fusão / ponto de congelamento: -20oC
• Ponto de ebulição inicial: 150oC.
• Faixa de temperatura de ebulição: 150oC – 216oC.
• Ponto de Fulgor: 38°C.

Página 5 de 10
Revisão: 04 Data da revisão: 07/2015
FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos

• Taxa de evaporação: N/D.


• Inflamabilidade (sólido; gás): N/D.
• Limite de inflamabilidade ou explosividade inferior: 0,9%.
• Limite de inflamabilidade ou explosividade superior: 6%.
• Pressão de vapor: N/D.
• Densidade de vapor: N/D.
• Densidade relativa: 0,770 g/cm³ - 0,800g/cm³
• Solubilidade(s): Água: insolúvel.Solventes Orgânicos: solúvel
• Coeficiente de partição - n-octanol/água: N/D.
• Temperatura de autoignição: N/D.
• Temperatura de decomposição: N/D.
• Viscosidade: N/D.

10 – ESTABILIDADE E REATIVIDADE

Estabilidade química: Produto estável em condições normais de temperatura e pressão.

Reatividade: Estável sob as condições recomendadas de armazenamento.

Possibilidade de reações perigosas: Não são conhecidas reações perigosas com relação ao produto.

Condições a serem evitadas: Impedir a formação de cargas eletrostáticas. Fontes de calor e/ou ignição
(faíscas, chamas abertas, cargas estáticas). Proximidade com substâncias incompatíveis.

Materiais incompatíveis: Agentes oxidantes fortes.

Produtos perigosos da decomposição: Fumaça e gases irritantes. Quando aquecido pode liberar vapores
tóxicos e irritantes como óxidos de carbono.

11 – INFORMAÇÕES TOXICOLÓGICAS

Toxicidade aguda: Não é esperado que o produto apresente toxicidade aguda.

Corrosão/irritação da pele: Provoca irritação à pele com vermelhidão.

Lesões oculares graves/irritação ocular: Provoca irritação ocular grave com vermelhidão e dor.

Sensibilização respiratória ou à pele: Não é esperado que o produto provoque sensibilização respiratória ou à
pele. O contato repetido ou prolongado pode provocar dermatite.

Mutagenicidade em células germinativas: Não é esperado que o produto apresente mutagenicidade em


células germinativas.

Carcinogenicidade: Não é esperado que o produto apresente carcinogenicidade.

Toxicidade à reprodução: Não é esperado que o produto apresente toxicidade à reprodução.

Página 6 de 10
Revisão: 04 Data da revisão: 07/2015
FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos

Toxicidade para órgãos-alvo específicos - exposição única: Pode provocar sonolência e vertigem podendo
causar dor de cabeça, fadiga, tonturas, visão turva, náuseas, confusão mental, inconsciência. Pode provocar
irritação respiratória com tosse e dificuldades respiratórias.

Toxicidade para órgãos-alvo específicos - exposição repetida: Provoca dano aos rins e trato respiratório por
exposição repetida ou prolongada.

Perigo por aspiração: Pode ser fatal se ingerido e penetrar nas vias respiratórias. Pode ser aspirado para
dentro dos pulmões durante a ingestão ou durante o vômito podendo ocorrer o óbito por pneumonia química.

12 – INFORMAÇÕES ECOLÓGICAS

Ecotoxicidade: Não é esperado que o produto apresente ecotoxicidade.

Persistência e degradabilidade: O produto apresenta persistência e não é considerado rapidamente


degradável. É esperado alto potencial de bioacumulação em organismos aquáticos.

Potencial bioacumulativo: É esperado que o produto apresente potencial bioacumulativo. log Kow: 4,760

Mobilidade no solo: Não determinada.

Outros efeitos adversos: Em caso de grandes derramamentos o produto pode ser perigoso para o meio
ambiente devido à possível formação de uma película do produto na superfície da água diminuindo os níveis
de oxigênio dissolvido.

13 – CONSIDERAÇÕES SOBRE TRATAMENTO E DISPOSIÇÃO

Métodos recomendados para destinação final:

 Produto: Deve ser eliminado como resíduo perigoso de acordo com a legislação local. O tratamento e
a disposição devem ser avaliados especificamente para cada produto. Devem ser consultadas
legislações federais, estaduais e municipais, dentre estas: Resolução CONAMA 005/1993, Lei n12.305,
de 02 de agosto de 2010 (Política Nacional de Resíduos Sólidos). Manter restos do produto em suas
embalagens originais e devidamente fechadas. O descarte deve ser realizado conforme o estabelecido
para o produto.

 Embalagem usada: Não reutilize embalagens vazias. Estas podem conter restos do produto e devem
ser mantidas fechadas e encaminhadas para descarte apropriado conforme estabelecido para o
produto.

Página 7 de 10
Revisão: 04 Data da revisão: 07/2015
FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos

14 – INFORMAÇÕES SOBRE TRANSPORTE

Regulamentações nacionais e internacionais:

Terrestres:
 ONU: 1268.
 Nome apropriado para embarque: Destilados de petróleo, N.E.
 Classe / Subclasse: 3 - Líquidos inflamáveis.
 Número de Risco: 30.
 Grupo de Embalagem: III
 Perigoso para o meio ambiente: Não é considerado poluente marinho.
 Regulamentação terrestre: Resolução 420 da ANTT (Agência Nacional de Transporte) de 12 de
fevereiro de 2004.

15 – REGULAMENTAÇÃO

Regulamentações específicas de segurança, saúde e meio ambiente para o produto químico:

Decreto Federal no 2.657, de 3 de julho de 1998. Lei n12.305, de 02 de agosto de 2010 (Política Nacional de
Resíduos Sólidos). Decreto n 7.404, de 23 de dezembro de 2010. Portaria no 229, de 24 de maio de 2011 -
Altera a Norma Regulamentadora no 26. Norma ABNT-NBR 14725:2012.Produto sujeito a controle e
fiscalização do Ministério da Justiça - Departamento de Polícia Federal - MJ/DPF, quando se tratar de
importação, exportação e reexportação, sendo indispensável Autorização Prévia do DPF para realização destas
operações.

16 – OUTRAS INFORMAÇÕES

Informações importantes, mas não especificamente descritas às seções anteriores:

Esta FISPQ foi elaborada baseada nos conhecimentos atuais do produto químico e fornece informações quanto
à proteção, à segurança, à saúde e ao meio ambiente.Adverte-se que o manuseio de qualquer substância
química requer o conhecimento prévio de seus perigos pelo usuário. Cabe à empresa usuária do produto
promover o treinamento de seus empregados e contratados quanto aos possíveis riscos advindos do produto.

Referências: [BRASIL - RESOLUÇÃO Nº. 420] BRASIL. Ministério dos Transportes. Agência Nacional de
Transportes Terrestres, Resolução Nº. 420 [ECHA] EUROPEAN CHEMICAL AGENCY. Regulamentos 1907/2006 e
1272/2008. Disponível em: http://echa.europa.eu/[HSNO] NOVA ZELÂNDIA. HSNO Chemical Classification and
Information Database (CCID)

Legendas e abreviaturas:
 ACGIH - American Conference of Governamental Industrial;
 BCF –Bioconcentration factor ou Fator de bioconcentração;
 CE50 ou EC50 - Concentração efetiva 50%;
 CL50 ou LC50 – Concentração letal 50%;

Página 8 de 10
Revisão: 04 Data da revisão: 07/2015
FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos

 DL50 ou LD50 - Dose letal 50%;


 DNEL - Derived No-Effect Level;
 PNEC - Predicted No-Effect Concentration;
 BEI - Biological Exposure Index (Índice Biológico de Exposição);
 CAS - Chemical Abstracts Service;
 CL50 - Concentração Letal 50%;
 CONAMA - Conselho Nacional do Meio Ambiente;
 EC - European Community;
 EEC - European Economic Community;
 IARC - International Agency for Research on Cance;
 IPVS - Imediatamente Perigoso para Vida ou Saúde;
 LT - Limite de tolerância;
 NR – Norma Regulamentadora;
 ONU - Organização das Nações Unidas;
 TLV - Threshold Limit Value;
 TWA – Time Weighted Average.

Legenda:

R10 - Inflamável
R11 - Facilmente inflamável
R20/21 - Nocivo por inalação e em contato com a pele
R22 - Nocivo por ingestão
R36 - Irritante para os olhos
R37 - Irritante para as vias respiratórias
R36/38 - Irritante para os olhos e pele
R43 - Pode causas sensibilidade em contato com a pele
R45 - Pode causar câncer
Xi - Irritante
Xn - Nocivo
N - Nocivo para o meio ambiente
LD50: dose letal para 50% da população de ratos
NA - Não Aplicável
ND - Não Disponível
ACGIH - American Conference of Governmental Industrial Hygienists
BCF – Bioconcentration Factor
CAS - Chemical Abstracts Service
Ceiling – Ceiling value
CL50 - Concentração letal 50%
DL50 - Dose letal 50%
IDLH – Immediately Dangerous to Life or Health
LEI - Limite de explosividade inferior
LES - Limite de explosividade superior
LT – Limite de Tolerância
NIOSH – National Institute for Occupational Safety and Health
NR – Norma Regulamentadora
OSHA – Occupational Safety & Health Administration

Página 9 de 10
Revisão: 04 Data da revisão: 07/2015
FISPQ – Ficha de Informações de Segurança de Produtos Químicos

PEL – Permissible Exposure Limit


REL – Recommended Exposure Limit
TLV - Threshold Limit Value
TWA - Time Weighted Average

Nos locais onde se manipulam produtos químicos deverá ser realizado o monitoramento da exposição
dos trabalhadores, conforme PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais) da NR-9. Funcionários que
manipulam produtos químicos, em geral, devem ser monitorados biologicamente conforme PCMSO (Programa
de Controle Médico Saúde Ocupacional) da NR-7.
As informações e recomendações constantes desta publicação foram pesquisadas e compiladas de
fontes idôneas, dos MSDS dos fornecedores e de legislações aplicáveis ao produto.
Os dados dessa ficha referem-se a um produto específico e podem não ser válidos onde esse produto
estiver sendo usado em combinação com outros. A Natrielli Química, com os fatos dessa ficha, não pretende
estabelecer informações absolutas e definitivas sobre o produto e seus riscos, mas subsidiar com informações,
diante do que se conhece aos seus funcionários e clientes para sua proteção individual, manutenção da
continuidade operacional e preservação do Meio Ambiente.

Página 10 de 10
Revisão: 04 Data da revisão: 07/2015