Você está na página 1de 7

CONTITUCIONAL

Bibliografia>>>>> direito constitucional descomplicado ( Vicente de Paulo e Marcelo novelino)

Bibliografia OBRIGÁTORIA>>>> edital , edital anterior dos concursos q eu quero; + questões


anteriores.

CONSTITUCIONALISMO

É o estudo do d. const no tempo , ou seja, sua evolução ao longo do tempo.

A doutrina majoritária aponta 3 etapas do constitucionalismo:

a- Constitcionalismo antigo>>>>> tinha como único preocupação a organizaçã do o


estado, seu surgimento se deu com o povo hebreu, que se organizou em torno de um
líder.
teve seu apogeu na Idade Média.
b- Constitucionalismo moderno ou contemporâneo >>>>> surgiu no sec. XVIII, a partir
do advento da Const. Do EUA de 1787.
desde então, o D. Const. Passou a ter duas funções básicas,
1- organizar o estado>> exemplos ###, principio de separação dos poderes, ## forma
federativa de Estado ## sistema presidencialisdta de governo ## forma republicana de
governo.
2- no qual a GRANDE CONTRIBUIÇÃO MESMO FOI, veio para limitar o poder Estatal,
trazendo grandes limitações ao poder do estado sobre o individuo. Ex::: direitos e
garantias fundamentais.
c- Neoconstitucionalismo>>> surgiu a partir de 1945, como resposta ao excesso imposta
ao holocausto nazista e que se basearam no positivismo extremado da Constituição
Alemã vigente à época.
A principal proposta do neoconstitucionalismo é fornecer subsídios para que as
normas constitucionais sejam interpretadas à luz de VALORES UNIVERSALMENTE
consagrados.
Como por exemplo, o respeito INTEGRAL ao ser humano, a justiça social, os valores da
ética e da equidade.
o neoconstitucionalismo não é só ler a constituição, o que se busca é aplicar e ampliar
a constituição com maiores valores para todo mundo, é expandir universalmente...

Tipologias das constituição ( tipos de constituição)

Para efeitos de provas é importante estudar as diferentes classificações das constituições,


tendo como base a CF/88.

A Doutrina majoritária adota 7 criterios principais para classificar a CF :


a- Qto alterabilidade/mutabilidade/ estabilidade: com base nesse critério, a CF/88 é do
tipo RÍGIDA.
a constituição rígida é aquela alterada mediante a procedimento mais solene e
dificultoso de alteração do que o exigido para a criação de leis infraconstitucionais.
no BR, o CF/88 é alterável mediante edição de emenda constitucional. ( ex ::: regra
2235 ( 2 votações e 2 casas e 3/5 dos membros) obs>>> q pode ser feito Tb por mais
membros q n altera a constituição p.ex por ¾ q é mais q 3/5 , ¾ = 75% já 3/5 é 60 %.
A constituiçção ALTERAVEL por lei ordinária é a chamada de cosntição FLEXIVEL. ( o
Brasil nunca teve a cosnt. Flexível)
EXISTINDO AINDA a constituição semirrigida ou semiflexivel, q é alterável por parte lei
e outra parte por emenda constituição ( O Brasil já teve 1824 const. Do império)
b- Qto à origem>>>> a CF 88 e do tipo PROMULGADA qto à origem. A const.
Promulgada é aquela cujos as normas são criadas com a participação do povo. A
participação popular pode ser DIRETA ( pelo próprio povo) ou INDIRETA ( com
representantes eleitos pelo povo).
Há ainda, qto à origem, a constituição outorgada que é criada sem a participação
poular ( q o povo n participa)
TENDO AINDA a constituição CESARISTA( existe a participação popular REDUZIDA,
por meio de plebiscito ( antes de entrar ) ou referendo ( depois q estiver já valendo).
c- QTO A FORMA>>>> com base no critério , a cf/88 é do tipo ESCRITA. Qto à forma,
há tamém a constiuição não escrita, costumeira ou consuetudinária, que existe
apenas na Inglaterra. Atenção::>>> constituiçã NÃO ESCRITA ou constumeira pode
ter algumas normas escritas exparsas.
d- QTO AO MODO DE ELABORAÇÃO>>> a cf/88 é qto ao modo de elaboração, uma
constituição DOGMÁTICA ( a constituiçã dogmática é aquela ELABORADA por meio
de um órgão constituinte que toma decisões consientes amparadas em dogmas da
ciência política.
há também a Const. Histórica qto ao modo de elaboração , trata-se da constituição
elaborada a partir da sedimentação por instituições políticas de um povo. ( ex. a CF
Inglaterra,)
e- QTO À EXTENSÃO>>>> a CF/88 é do tipo ANALÍTICA qto à extensão, pois tem grande
dimensão textual.
é com base nesse critéiro, existe a CF. SINTETICA , ou seja, de pequena extensão
textual ( a cf. dos EUA de 1787)
f- QTO AO CONTEÚDO>>>>> a cf. é do tipo FORMAL qto ao conteúdo, pois suas
normas abragem temas típicos de Direito Constitucional ( normas constitucionais
materiasi) e temas que poderiam ser tratados na legislação infraconstitucional
(normas constitucionais formais- ex. art. 242, CF/88 , q fala do colégio d. Pedro ) >
há Tb a const. MATERIAL qto ao conteúdo, q é aquela q apenas traz normas
constitucionais matérias ( ex. organização e limitação do estado). Ela é pequena fala
de pouca coisa.
g- QTO À FINALIDADE>>>> a const. 88 é do tipo DIRIGENTE, qto à finalidade, uma vez
que prevê, além de direitos individuais, direitos sociais entre outros direitos. ESSA
CONSTITUIÇÃO PREOCUPA BEM COM O INDIVIDUO.
qto à finalidade existe a constuição GARANTIA q tem a finalidade de apenas trazer
direito individuasi ( cf. EUA) , AQUI N SE PREOCUPA TANTO COM O INDIVIDUO.

POR FIM, A CF

ALTERABILIADE > RIGIDA

FORMA> ESCRITA

ORIGEM > PROMULGADA

MODO ELABORAÇÃO > DOGMATICA

CONTEUDO>> FORMAL

EXTENSÃO> ANALITICA

FINALIDADE> DIRIGENTE

PODER CONSTITUINTE

É o poder que tem 02 finalidades, q é CRIAR( poder consti. Originário ou 1º grau) e


APERFEIÇAR( poder constituinte derivado ou 2º grau) a constituição .

HISTORIO DA TEORIA DO PODER CONSTITUINTE- a teoria do poder constituinte foi criada na


França pré-revolução francesa, do sec. XVIII. Foi idealizado por SIEYÉS, que escreveu o livro
“que é o terceiro estado?”

Para sieyés , o poder constituinte tem as seguintes características :

1- A titularidade do poder constituinte pertence ao POVO ou a NAÇÃO , não tem


diferença aqui, de povo ou nação, são sinônimos aqui.
2- A titularidade do poder constituinte é inalienável ou intransferível não é passado para
outra pessoa, não pode ser transfirido o poder.
obs>>> mesmo as constituições autoritárias impostas, são do povo ainda, pois se eles
seguem aquela constituição é pq autorizam aquela situação, então o “povo” n
participa, porém ele aceita essa situação.
3- O PODER CONSTITUINTE ( povo ou nação não se confunde com os poderes
constituídos ( poder executivo, legislativo e judiciário)
PODER CONSTITUINTE ORIGINÁRIO

O poder const origina´r,. é o poder que cria a constituição. A doutrina apresenta 02 especie de
constituinte originário.

 Poder constituinte originário histórico >>>> é o poder que cria a primeira constituição
de um país. ( ex. poder que criou a constituição do império de 1824).
 Poder constituinte originário Revolucionário>>> é o poder que cria as demais
constituições de um pais.. Ex> a cf. 88
OBS>>> o direito de revolução significa o direito de cria uma NOVA CONSTITUIÇÃO.
Pertence ao poder constituinte ( povo ou nação e pode ser exercido em qualquer
momento).
PEGADINHA PESADA>>>> não confundir Constituição Historica ( qto ao modo de
elabora, no qual o brasil NUNCA TEVE ESSE TIPO DE CONSTITUIÇÃO só existe na
inglatrra, é uma constituição q se opõe a const. Dogmática, a const. Histórica surge do
costume e como dito só tem na Inglaterra. ), com Constituinte Histórico ( o que temos
é o constituinte orignário que cria a primeira constituição de um pais, no Brasil foi o
constituinte que criou a CONSTITUIÇÃO DOMATICA do império de 1824)

Caracateristicas do poder constituinte ORIGINARIO

A doutrina apresente 06 caracteristicas do poder constituinte originário,

a- Poder de natureza, POLITICA ou NÃO JURIDICA.


b- Poder de criação original, é totalmente INICIAL.
c- É um poder juridicamente ILIMITADO , GILMAR MENDES defende que o poder
constituinte originário não é TOTALMENTE ilimitado, pois existe limites
METAJURÍDICOS ( além, do direito), ex>> cultura, sociedade, religião etc.)

obs>>> o Brasil é adepto do POSITIVISMO, o que significa que o poder constituinte


originário, no qual não é obrigado a respeitar os chamados direitos naturais. Ex> o art.
5 , xlvii, da cf/88 prevê pena de morte em caso de guerra).
d- É um poder autononomo
e- É poder incondicionado ( não tem um dado momento que poderá acontecer, ele
poderá acontecer quando o povo quiser sem ter uma condição preexistente)
f- É um poder permanente ( pois após criar uma constituição, o constituinte originário
entra em estado de latência ou dormência até o momento de atuar outra vez).

PEGADINHA>>>>> em 1988, após a Promulgação da Constituição, foi encerrado o


funcionamento da Assembleia constituinte, órgão transitório ou temporário, que
representava o povo.
PODER CONSTUINTE DERIVADO

É o poder que APERFEIÇOA a Constituição.

A doutrina apresenta 03 tipos de poder constituinte derivado:

a- Poder constituinte derivado REFORMADOR>>>>> previsto art. 60, CF/88, cria as


emendas constitucionais ( regra 2235, 2 votacoes na casa do congresso, 2 duas
votações de 3/5) .

LIMITES DO PODER CONSTITUINTE DERIVADO REFORMADOR>>> ao interpretar o art.


60 do CF/88, a doutrina identificou 03 especies:
# limites circunstancias>>> art. 60, §1º CF/88, ( não pode ser emendada a CF/88 na
vigência do Estado de Sitio, estado de defesa e intervenção federal.

ATENÇÃO>>>> decretação de estado de emergência, calamidade publica e estado de


guerra não IMPEDEM a criação de emendas constitucionais.

#limites formais ou procedimentais>>> estão ligadas Às regras do processo legislativo


para elaboração de emendas constitucionais:
1- Legitimados>>> o art. 60 , inciso I, II, III da CF prevê apenas 03 legitimados à
propositura de emenda constitucional:
- presidente da republica
- 1/3 dos deputados e/ou 1/3 dos senadores.
- mais da metade das assembléias legislativas estaduais, cada qual com maioria
relativa.

2- votação>>>>> regra 2235, ( 2 votações 2 casas do concgresso 3/5)


3) representação de projeto de emenda constitucional rejeitada ou
prejudicada>>> o art. 60, § 5º CF/88 prevê que projeto de emenda
constitucuional rejeitado ou prejudicada apenas poderá ser apresentada na
próxima sessão legislativa .
PEGADINHA>> NÃO CONFUNDIR os termos !!SESSÃO LEGISLATIVA!! ( art. 57,
“caput”, CF, corresponde ao “ano parlamentar” que se inicia 02 de fevereiro e
termina em 22 de dezembro) é diferente “ LEGISLATURA” ( é o período de 4
anos, segundo art. 44, § único da CF/88, corresponde ao período).
4) limites materiais>>> os limites materiais ao poder de emenda da CF/88 são as
chamadas CLÁUSULAS PÉTREAS.
A doutrina entende que a CF/88 traz 2 tipos de clausula pétreas,
a- clausula pétrea EXPLICITAS>>> estão previstas expressamente no art. 60, § 4º
da CF/88. São elas>>>>> 1- forma federativa de estado. 2– princpio da separação
dos poderes, 3- voto direto , secreto , universal e periódico ( ATENÇÃO>>>> o voto
obrigatório previsto no art. 14, da CF/88 NÃO É CLÁUSULA PETREA, podendo haver
algo e abolir essa situação, para alterar isso e voltar facultaditvo tem que ter uma
emenda para alterar)
b- Poder constitutinte derivado DECORRENTE>>>> o art. 11 do ADCT, cria as
constituições estaduais e não e nd de leis orgânicas como observação abaixo.
# OBS>>>> o art. 11 do ADCT, prevê q apenas a Assembleia Estadual será investida de
“poderes constituintes”. O paragrafo único desse artigo do adct não mecniona que a
camara municipal ou camara distrital terão “poder constituintes”.
c- Poder constituinte derivado REVISOR>>> ( processo de alteração FORMAL, que já foi
feito e não pode ser feito mais) previsão, art. 3º, do ADCT, foi realizado em 1993 a
revisão constitucional, as emedas de revisão forma elaboradas com um
procedimeento mais simples do que o exigido para as emendas constitucionais
reformadoras. As emendas de revisão observaram a REGRA 1112 ( será feito sessão
unicameral 1 vez só, 1 vez só no congresso nacional, no qual o quorum ½ ( 50% de
maioria absoluta 50 % dos membros)

CARACTERISTICAS DO PODER CONSTITUINTE DERIVADO

A doutrina apresenta 05 caracteriscas do poder const. Derivado, as quais correspondem ao


oposto das 05 primeiras características, do poder constituinte orignario.

1- É um ato normativo, logo ele terá NATUREZA JURIDICA e não política como outro.
2- É um poder NÃO INICIAL.
3- É um poder juridicamente LIMITADO, pois a própria CF/88 é o limite jurídico que deve
ser obedecido pelo Constituinte derivado. ( como exemplos, as intervenções, estado
de sitio entre outros).
4- É um poder NÃO AUTONOMO, pois tem regras.
5- É um poder condicionado, ( pq tem regras e momentos que pode acontecer, não pode
ser a qualquer jeito) .

MUTAÇÃO CONSTITUCIONAL>>>>> ( é um procedimento INFORMAL de alteração da CF/88)


A mutação constitucional é um processo informal de alteração da constituição, por meio do
qual é alterado o conteúdo da norma constitucional sem que ocorra a mudança do texto
constitucional. É realizado na prática, por meio de interpetação.

O poder judiciário reconhece a mutação constitucional, mas em termos teóricos quem o


realiza é o POVO ( através do poder constituinte difuso), quem provoca o poder judiciário.

Ex>>> ex. art. 5º,xi da cf ( no qual diz que a casa é inviolável , sendo ampliado casa, tanto para
escritório , hotel, entre outros lugares). A literalidade da CF/88 preve que a “casa” é inviolável,
entretanto por mutação constitucional o STF entende que qualquer local FECHADO onde
exista intimidade está protegido por essa norma constitucional. Como já dito , quarto de hotel,
escritório de advocacia, consultório médico, gabinete de autoridade, trailler.
Aula 06 para fazer o estudo.