Você está na página 1de 17

DEPARTAMENTO DE PESQUISAS E PUBLICAÇÕES

Departamento de Pesquisa e Publicação

TUBULÕES
CAPACIDADE DE CARGA

Prof.º Dickran Berberian

1º Versão

TUBULÕES
INFRASOLO LTDA - DESDE 1972
TUBULÃO DE DIVIDA E CENTRADO
O departamento de pesquisa e publicação e grato pela vliosa e fundamental participação e grato
e grato pela valiosa e fundamental participação dos engenheiros / pesquisadores que produziram este
programa:

GodoY (1972)
Alan (2011)
Marcus (2011)

Compoem este programa:


1) Base Teórica - Microsorft Word - Berberian, Dickran (2012). Cap. 9 "Engenharia de Fundação
Editora Infrasolo Insependente

2) Tutorial. Excell - Aba Totorial - Costa. K. Paulino (2013)

Azul Dados de entrada


Marrom Resultado Parcial
Amarelo Resultado Final
Obtenção da tensão admissível do solo ao nível da base dos tubulões, pelos
métodos semi-empiricos, mais utilizados no Brasil
DADOS DE ENTRADA
Carga do Pilar (P1) 30 t

σa do Solo
Distância entre a face do pilar e a Divisa (p') 2 cm
Distância entre a face do fuste à divida (C1) 50 cm
Dimensão do Pilar: Lado perpendic. a divisa 1.00 m
Distância entre eixos dos pilares (L) 4.80 m
Tipo de Solo, abaixo da base Areia ( Sand ) S S
Profundidade do Tubulão 2 2 m
Laudo de SPT médio do terreno 5 5
Sondagem
Nível d'água NÃONÃO
Sobrecarga ao nível da base
σ'º=ϒ.h σ'º= 2.6 t/m²

σa (Kg/cm²)
Analise dos Metodos
Metódo Reman. e%
Berberian (2007) 2.71 2.71 13.90
Albieiro & Cintra (1996) 1.40 --- ---
Décourt (1989) 2.50 2.50 20.64
Prática Brasíleira (1998) 2.00 --- ---
Prática Brasíleira (1998) 10.10 --- ---
Teixeira (1998) 1.26 --- ---
Alonso (1993) 2.00 --- ---
Aoki & Velloso (1975) 5.56 --- ---
Laprovitera (1988) 3.33 3.33 5.81
Monteiro (1997) 4.06 4.06 28.74
Médias (Kg/cm²) 3.49 3.15
σa do Solo
CÁLCULO DE TUBULÃO DE DIVISA

1º - Obtenção do Diâmetro do Fuste Fp de Entr. Automatico

Ra=Fp*P Ra= 29.82 t Fp= 1.15

Fa= 0.60 m ou 60 cm

Logo b≥ 1,5.Fa b≥ 0.90 m (lado menor da base oval)

2º - Para primeira verificação da reação adotada recomenda-se duas condições

e=C1-p ou e=C2-p Onde:


C1= Distância entre a Divisa e o Tubulão + (Fa/2) C1= 0.80 m
C2=Dist. entre a Divisa e a base do Tubulão + (b/2) C2= 0.50 m
p=(Dimensão da Face transversal e/ou longitudinal do
Pilar)/2 + Distância entre a Divisa e a Edificação p= 52 cm
e=C1-p ou e= 0.28 m

Pela condições de equilibrio estático


R1=(P1.L)/(L-e) R1= 31.86 t

Média Ponderada da σa= 3.15 kg/cm²

3º -Obtenção da Base Oval


Ac(circular)=R1/σa Ac= 1.01 m

B1= 2.00 m²

b=2.(C1 - 5cm) b= 1.50 m

X=(Ac - 0,785.b²)/b X= -0.50 m

Ac=Ae=0,785.b²+b*X Ae= 1.01 m²

a=X + b a= 1.00 m

Verificação contra super ovalização


A/b ≤ 3 A/b= 0.66 OK

4º - Obtenção da altura da base


h=0,86.(A - Fa) h= 0.34 m

C=tabela (Berberian) C= 10.00 cm

H=h + c H= 0.44 m
CÁLCULO DE TUBULÃO CENTRAL

1º - Obtenção do Diâmetro do Fuste


Ra=P Ra= 30.00 t

Fa= 0.60 m

2º - Obtenção da base
Média Ponderada da σa= 3.15 Kg/cm²

Ac=(Ra/σa) Ac= 0.95 m²

B= 1.10 m

3º - Obtenção da altura da base


h=0,86.(B - Fa) h= 0.43 m

C=Tabela (Berberian) C= 10.00 cm

H=h + c H= 0.53 m
Tabela 01: Valor do coeficiente K
Class. KPAV KPDQ KBASE KLLB KLM
SOLO Berb. Kg/cm² Kg/cm² Kg/cm² Kg/cm² Kg/cm²
Areia ( Sand ) 1 S 10 0.5 2.92 6.0 7.3
Areia Mto Pouco Siltosa 2 S3M 8.0 0.5 3.48 5.3 6.8
Areia Pouco Siltosa 3 S4M 8.0 0.5 3.48 5.3 6.8
Areia Siltosa 4 S5M 8.0 0.5 3.48 5.3 6.8
Areia Muito Siltosa 5 S6M 8.0 0.5 3.48 5.3 6.8
Areia Silto Argilosa 6 SMC 7.0 0.5 3.48 5.3 6.3
Areia Mto Pouco Argilosa 7 S3C 6.0 0.5 3.23 5.3 5.4
Areia Pouco Argilosa 8 S4C 6.0 0.5 3.23 5.3 5.4
Areia Argilosa 9 S5C 6.0 0.5 3.23 5.3 5.4
Areia Muito Argilosa 10 S6C 6.0 0.5 3.23 5.3 5.4
Areia Argilo Siltosa 11 SCM 5.0 0.5 3.45 4.8 5.7
Silte ( Mó ) 12 M 4.0 0.375 3.88 4.8 4.8
Silte Muito Pouco Arenoso 13 M3S 5.5 0.375 3.46 4.8 5.0
Silte Pouco Arenoso 14 M4S 5.5 0.375 3.46 4.8 5.0
Silte Arenoso 15 M5S 5.5 0.375 3.46 4.8 5.0
Silte Muito Arenoso 16 M6S 5.5 0.375 3.46 4.8 5.0
Silte Areno Argiloso 17 MSC 4.5 0.375 4.12 3.8 4.5
Silte Muito Pouco Argiloso 18 M3C 2.3 0.3 6.94 3.0 3.2
Silte Pouco Argiloso 19 M4C 2.3 0.3 6.94 3.0 3.2
Silte Argiloso 20 M5C 2.3 0.3 6.94 3.0 3.2
Silte Muito Argiloso 21 M6C 2.3 0.3 6.94 3.0 3.2
Silte Argilo Arenoso 22 M5C5S 2.5 0.3 4.87 3.8 4.0
Argila ( Clay ) 23 C 2.0 0.255 8.43 2.5 2.5
Argila Mto Pouco Arenosa 24 C3S 3.5 0.255 3.93 4.8 4.4
Argila Pouco Arenosa 25 C4S 3.5 0.255 3.93 4.8 4.4
Argila Arenosa 26 C5S 3.5 0.255 3.93 4.8 4.4
Argila Muito Arenosa 27 C6S 3.5 0.255 3.93 4.8 4.4
Argila Areno Siltosa 28 C5S5M 3.0 0.255 6.56 3.0 3.0
Argila Mto Pouco Siltosa 29 C3M 2.2 0.255 4.63 2.5 2.6
Argila Pouco Siltosa 30 C4M 2.2 0.255 4.63 2.5 2.6
Argila Siltosa 31 C5M 2.2 0.255 4.63 2.5 2.6
Argila Muito Siltosa 32 C6M 2.2 0.255 4.63 2.5 2.6
Argila Silto Arenosa 33 CMS 3.3 0.255 6.44 3.0 3.3
Turfa 34 Pt 0 0 0.00 0 0

Peso Especifico do Solo


SPT ϒ'
1 1.3
2 1.3
3 1.3
4 1.3
5 1.3
6 1.3
7 1.335
8 1.37
9 1.405
10 1.44
11 1.475
12 1.51
13 1.545
14 1.58
15 1.615
16 1.65
17 1.685
18 1.72
19 1.755
20 1.8
21 1.8
22 1.8
23 1.8
24 1.8
25 1.8
26 1.8
27 1.8
28 1.8
29 1.8
30 1.8
31 1.8
32 1.8
33 1.8
34 1.8
35 1.8
36 1.8
37 1.8
38 1.8
39 1.8
40 1.8
41 1.8
42 1.8
43 1.8
44 1.8
45 1.8
46 1.8
47 1.8
48 1.8
49 1.8
50 1.8
51 1.8
52 1.8
53 1.8
54 1.8
55 1.8
56 1.8
57 1.8
58 1.8
59 1.8
60 1.8
61 1.8
62 1.8
63 1.8
64 1.8
65 1.8
66 1.8
67 1.8
68 1.8
69 1.8
70 1.8
71 1.8
72 1.8
73 1.8
74 1.8
75 1.8
76 1.8
77 1.8
78 1.8
79 1.8
80 1.8
81 1.8
82 1.8
83 1.8
84 1.8
85 1.8
86 1.8
87 1.8
88 1.8
89 1.8
90 1.8
91 1.8
92 1.8
93 1.8
94 1.8
95 1.8
96 1.8
97 1.8
98 1.8
99 1.8
100 1.8
TUTORIAL
Os parâmetros de entradas, estão localizados na aba "Tensão Adm.", onde
você deverá entrar com as informações (Figura 1).

Entre com os dados relacionados abaixo, no Parâmetros de entrada:

1º) Peso que o Pilar Descarrega na Fundação:


Verificar no projeto estrutural, o peso do pilar, e entrar com esta informação
"em toneladas"

2º) Distância entre a Divisa e a Edificação:


Verificar no projeto estrutural, a distância entre a divisa e a edificação, que
em geral é de 2 cm (Distância em centímetro)

3º) Distância entre a Divisa e o Tubulão:


Deverá ser verificado o código de obra do munícipio/administração, em
Brasília a distância mínima é de 50 cm (Distância em centímetro)

4º) Dimensão do Pilar: Lado Perpendicular à divisa:

Verificar no projeto estrutural, a dimensão do pilar, e entre com a dimensão


que esta localizado no lado perpendicular à divida (dimensão em metros)

5º) Distância entre eixos dos Pilares:

Verificar no projeto estrutural, a distância entre eixos do pilar que se


encontra localizado na divisa e o pilar onde será realizado o braço de
alavanca, como poderá ser observado na figura 2 (Distância em metros)

6º) Tipo de Solo Abaixo da base:


Verificar no laúdo de sondagem a classificação do solo abaixo da base,
clique na seta, e selecione o tipo de solo desejado. (Apos selecionar o solo
desejado, irá aparece do lado direito da seleção, a classificação do solo
segundo Berberian, 2012)

7º) Profundidade do Tubulão:


Verificar no laúdo de sondagem, a profundidade do solo abaixo da base,
sempre somando mais um metro abaixo. Clique na seta e selecione a
profundidade do tubulão (profundidade em metro)

8º) SPT:
Verificar no laúdo de sondagem, o SPT do solo abaixo da base. Clique na
seta e selecione o SPT do solo

9º) Nível d'agua:


Verificar no laúdo de sondagem, se existe nível d'água. Clique na seta e
selecione sim, quando existir nível d'água e não, quando não existir nível
d'água

DIMENSÕES DO TUBULÃO:

Se o tubulão for de divisa, esta informação vai estar contida na aba


"Tubulão de Divisa"

Se o tubulão for de centro, esta informação vai estar contida na aba


"Tubulão de Centro"
Figura 01 - Parâmetros de Entradas

Figura 2 - Pilar de Divisa