Você está na página 1de 8

UNESC

Faculdades Integradas de Cacoal

Mantidas pela Associação Educacional de Rondônia

E-Mail: unesc@unescnet.br-Internet: www.unescnet.br

Impactos ambientais causados pelo rebaixamento do lençol


freático.

Aline Andressa Araújo

Daniel Balbino

Gustavo Bianquini Bona

Joel Carlos Gomes Santos

Kássio Leal Azevedo

Cacoal-RO

2015
Aline Andressa Araújo

Daniel Balbino

Gustavo Bianquini Bona

Joel Carlos Gomes Santos

Kássio Leal Azevedo

Impactos ambientais causados pelo rebaixamento do lençol


freático.

Artigo Científico apresentado ao Prof. Mestre.

Danilo Bastos para a disciplina de

Ciências do Ambiente da turma 3º C,

turno noturno do curso de Engenharia Civil

Cacoal-RO

2015
1 Introdução

Apesar de possuir a maior bacia hidrográfica do mundo, o Brasil está


passando por sérios problemas relacionados com a má distribuição da água potável,
enquanto em muitas regiões sofrem com enchentes, outras já sentem o peso da
seca, como é o caso do nordeste, no entanto, até mesmo os grandes centros
urbanos que não tem um grande histórico com secas, estão sofrendo com a falta e o
racionamento de água.

Na construção civil, todo projeto que envolva uma obra subterrânea, se


faz necessário um estudo detalhado do solo, pois o nível do lençol freático pode
interferir diretamente na obradurante e após sua execução, se o lençol freático for
raso, a escavação vai ficar cheia de água e não será possível a realização de
qualquer tipo de trabalho.

Nos casos em que a presença de agua no subsolo comprometa a


execução de trabalhos, como por exemplo, as fundações, utiliza-se de bombas para
rebaixar o nível do lençol de água que funcionam 24 horas por dia, jogando fora toda
a água que minar nas paredes da escavação. Apesar de ser necessário, se não for
feito com a devida atenção, o rebaixamentopode causar sérios danos não só a
própria obra que está sendo executada mastambém às construções vizinhas, cujos
efeitos podem se manifestar por vários quarteirões, ao meio ambiente, e
consequentemente a população em geral.

É preciso observar que uma redução no lençol freático pode comprometer


o solo, causando afundamentos do piso da edificação, morte das vegetações
próximas do loca, perda da sustentação do terreno, como também a poluição dos
rios podendo afetar o seu nível, pois em muitos casos, a agua retirada do subsolo é
simplesmente descartada.

3
2 Métodos Usados e possíveis impactos

2.1- Caso Cajamar

Em 1986 no município de Cajamar, na região metropolitana de São Paulo,


na madrugada do dia 12 de agosto, alguns moradores ouviram fortes ruídos em
suas casas, há alguns dias ruídos semelhantes já eram ouvidos, havia deformações
no piso e rupturas na rede de distribuição de agua, com resultado, uma cratera de
cerca de 10 metros de diâmetro e 10 metros de profundidade se formou se formou
no local.Especialistas analisando o subsolo concluíram que a retirada da água
subterrânea provocou um rebaixamento do lençol freático que consequentemente,
provocou o desmoronamento do teto de algumas cavernas subterrâneas que ali
havia.

Figura 1: “Buraco de Cajamar”.

Fonte:<http://www.geologiadobrasil.com.br/geg_casoapl_7.html>

Uma das técnicas mais comuns utilizadas no rebaixamento do lençol de


agua é a partir de ponteiras filtrantes, na qual se empregam tubos de PVC com um

4
diâmetro bem pequeno (em torno de 10 centímetros)e comprimente entre 0,30 a
1,00 metro, é possível a retirada de cerca de 1 metro cúbico por hora em cada
ponteira. É feita uma fileira de bombas, a intervalos regulares de forma a formar uma
espécie de "cortina" de bombas.

O lençol freático natural que estava originalmente a certa profundidade


passa para um nível mais baixo e com isso, parte do terreno que antes tinha água
passa a não ter. Entretanto, o uso dessas bombas permite um rebaixamento de no
máximo 7 metros aproximadamente, para maiores profundidades, deverá haver mais
etapas, e cada uma dessas etapas são realizadas a partir da anterior.

Figura 2: Esquema de uma fileira de bombas filtrantes.

Fonte: (Internet)

Na maioria dos casos, o rebaixamento do lençol freático é temporário,


sendo desativado após o termino dos trabalhos, porém, em alguns casos, com o
tempo o nível do lençol volta a subir podendo causainfiltrações e inundar o subsolo
dos edifícios (em geral, na garagem). Em casos em que o nível de agua volta a subir
em tempos regulares, uma bomba fica no subsolo e quando a água atinge um nível
que coloca em risco o edifício, ela é acionada automaticamente para que o nível do
lençol freático possa ser rebaixado novamente até uma profundida que não traga
nenhum risco a construção.

5
3 Questão Ambiental

Conforme a topografia do local, a profundida em que o lençol de água se


encontra pode estar em torno de 1 metro do solo, em outros casos, em até mesmo a
15 metros de profundidade, com isso, o lençol pode ser facilmente contaminado de
várias maneiras, fazendo com que essa água acabe sendo inadequada para o
consumo humano, contudo, deve-se estudar outras formas de reutilizada ao invés
de simplesmente descarta-las.

Uma forma de diminuir o impacto ambiental que é causado pelo


rebaixamento, é com o uso de estanques a construção de uma parede de estanque
(etapa 3 na imagem a seguir), pois evitaria o bombeamento da agua e a redução da
nível do lençol freático, no entanto o custo é mais alto, podendo ser até mesmo o
dobro que seria gasto com as bombas tradicionais.

Figura 3: Esquema do bombeamento da água do subsolo (etapa 1 e 2) e o uso de


paredes de estanque(etapa 3).

Fonte: Folha de S. Paulo

Em muitos casos, uma rede de tubulação leva todo o volume de água que
foi retirado durante o rebaixamento do lençol e o descarta em algum rio, ou lago nas
6
redondezas da obra, ou então é despejado em algum esgoto. Em regiões em que a
agua rede de esgoto não é tratada, toda essa agua simplesmente é desperdiçada.
Se houver mais investimentos e planejamento, poderá ocorrer tanto uma redução
nos gastos a longo prazo, com também uma melhora no ecossistema da região.

4 Conclusão

Como já foi dito anteriormente, apesar de possuir a maior bacia


hidrográfica do mundo, o Brasil vem sofrendo com a falta de agua em várias regiões,
isso muitas vezes é causado por causa do desmatamento das encostas dos rios,
lagos, poluição causado por esgotos a céu aberto etc., dentre os diversos motivos,
aqui foi tratado sofre a questão do rebaixamento do lençol freático na construção
civil.

Apesar de o rebaixamento ser temporário, algumas vezes se faz


necessário que a agua seja retirada com certa frequência para que não haja, por
exemplo,infiltrações, na edificação, como o gasto mensal de água em um prédio é
geralmente alto, o reuso dessa água retirada do subsolo vem se tornado uma
alternativa real e possível nos últimos anos.

A agua que é reutiliza na construção civil pode ser proveniente das


chuvas, que geralmente são tratadas, não para se tornar potável, mas para que
possa ser armazenada em um reservatório, e pode ser utilizada em pias de cozinha,
vasos sanitários, chuveiros, irrigação de jardins e manutenção, assim como a agua
retirada dos lençóis freáticos, após também ser tratada pode ser utilizada para esses
fins.

Com o passar dos anos, a sustentabilidade vem ficando cada vez mais
presente e é de suma importância que as empregas estejam preparadas para
conciliar esse avanço das grandes metrópoles com a questão ambiental, que já
existe e só tende a aumentar. Utilizando-se de novas tecnologias é possível que o
futuro da construção civil cada vez mais sustentável.

7
5 Referências bibliográficas

MÜLLER, M., Rebaixamento de lençol freático: Indicações, Métodos e Impactos


Decorrentes,
Disponível em: <http://engenharia.anhembi.br/tcc-04/civil-24.pdf>,
Acesso em: 10/05/2015

SANTOS, A., Geologia da Engenharia: Conceitos, Métodos e Prática,


Disponível em:< http://www.geologiadobrasil.com.br/geg_casoapl_7.html>,

Acesso em 12/05/2015.

MARAGON, M., Rebaixamento do lençol freático,

Disponível em: < http://www.ufjf.br/nugeo/files/2009/11/togot_unid02. 2.pdf >,

Acesso em: 14/05/2015.

VILA, M., Água de lençol freático de SP pode ser usada para limpeza,

Disponível em: < http://www1.folha.uol.com.br/saopaulo/2014/11/1551462-agua-de-


lencol-freatico-em-edificios-de-sp-pode-ser-usado-para-limpeza.shtml>,

Acesso em: 13/05/2015.

FERREIRA, A., FRAGA, F. e ZUQUI, M., Sustentabilidade: O reuso da água na


construção civil

Disponível em: < http://www.webartigos.com/artigos/sustentabilidade-o-reuso-da-


agua-na-construcao-civil/100638/ >,

Acesso em: 16/05/2015.