Você está na página 1de 51

Introdução à Geologia de

Engenharia
"GEOTECNIA DE BARRAGENS"

Prof.: Daniel Chagas


Barragem pode ser definida como sendo um elemento
estrutural, construída transversalmente à direção de
escoamento de um curso d’água, destinada a criação de
um reservatório artificial de acumulação de água.
Atrás da finalidade de acúmulo de água pode haver motivos mais
relevantes para a concepção de uma barragem, tais como:

Controle de cheias – devido à ocupação humana e à degradação da bacia às vezes


há necessidade de reter temporariamente grandes volumes de água para evitar
inundações;

Rejeitos de minerações – estas barragens servem para conter as águas


provenientes das minerações, a fim de evitar que as substâncias químicas
invadam os mananciais;

Correção torrencial – embora de pequeno porte destinam-se a mudar o regime do


rio, diminuindo sua velocidade que é causadora de erosões;
Atrás da finalidade de acúmulo de água pode haver motivos mais
relevantes para a concepção de uma barragem, tais como:

Conservação de água – destinam-se a armazenar as águas pluviais ficando com


uma reserva apta para qualquer período de carência de água;

Controle de poluição – para captação de resíduos, geralmente anexadas na


barragem principal, com a finalidade de desviar uma parcela e estabelecer uma
qualidade melhor ao final do curso;

Navegação – proporcionando navegabilidade em uma região para facilitar o


transporte.

Ainda podem ser utilizadas para Irrigação e aproveitamento hidrelétrico.


Vísta aérea de uma barragem de rejeitos utilizada em
mineração.
Barragem de rejeitos com revestimento interno de lona.
Barragem de rejeitos com revestimento interno de lona.
Barragem de rejeitos com revestimento interno de lona.
Para ser classificada como Grande Barragem, a barragem
deve ter altura maior ou igual a 15 metros, a partir de seu
alicerce, de acordo com a Comissão Internacional de
Grandes Barragens.

Se a barragem tiver entre 5 e 15 metros de altura e seu


reservatório tiver capacidade superior a 3 milhões de m3,
também é classificada como Grande Barragem.

Partindo-se desta definição, existem hoje no mundo cerca de


50.000 grandes barragens.
ELEMENTOS DE UMA BARRAGEM:

Paramentos – as superfícies mais ou menos verticais que limitam o corpo da barragem:


o paramento de montante, em contato com a água, e o paramento de jusante;

Encontros – as superfícies laterais de contato com as margens do vale;

Fundação – a superfície inferior de contacto com o fundo vale;

Descarregador de cheia – o órgão hidráulico para descarga da água em excesso na


albufeira em período de cheia;

Tomadas de água – os órgãos hidráulicos de extração de água da albufeira para


utilização;
ELEMENTOS DE UMA BARRAGEM:

Descarregador de fundo – o órgão hidráulico para esvaziamento da albufeira ou


manutenção do caudal ecológico a jusante da barragem;

Eclusas – órgão hidráulico que permite à navegação fluvial vencer o desnível imposto
pela barragem;

Escada de peixes – órgão hidráulico que permite aos peixes vencer o desnível imposto
pela barragem;

Vertedouro - O vertedouro serve para escoar a água em excesso que chega ao


reservatório durante o período de chuvas;
Necessidade de núcleo central: Quando o solo original não for de boa
qualidade, deve ser construído um núcleo central no maciço com material
granular adequado trazido de outro local, para evitar a infiltração de água pelo
corpo da barragem.
ELEMENTOS DE UMA BARRAGEM:

1. Reservatório ou lago (albufeira): Surge quando a água do rio é represada pela


construção de uma barragem.

2. Barragem: É uma estrutura construída no leito de um rio, permitindo acumular água.


Pode ser de terra, enrocamento, alvenaria ou concreto.

3. Vertedouro: Permite o controle do nível da água do reservatório, principalmente em


períodos de cheias. Pode ter ou não comportas.

4. Tomada d’água: É a estrutura que permite a condução da água do reservatório para


adução das turbinas. Equipada com comportas de fechamento e grades de proteção.

5. Conduto Forçado: É a canalização que conduz água, sob pressão, para as turbinas.
Podem ser externos ou subterrâneos.
ELEMENTOS DE UMA BARRAGEM:

6. Casa de Força: Local de onde se opera a usina e estão localizados os grupos turbo-
geradores e auxiliares.

7. Canal de Fuga: Local de saída da água após movimentar as turbinas.

8. Subestação: Recebe a energia elétrica gerada na usina, transformando-a em alta


tensão, para que possa ser transportada pelas linhas de transmissão a grandes
distâncias.

9. Turbina: É uma roda com pás. A água faz a turbina girar ao atingi-la, transformando
energia hidráulica em energia mecânica.

10. Gerador: Está acoplado mecanicamente à turbina. A energia mecânica disponível no


eixo da turbina é transformada em energia elétrica pelo gerador.
1. Reservatório ou lago
2. Barragem
3. Vertedouro
4. Tomada d’água
5. Conduto Forçado
6. Casa de Força
7. Canal de Fuga
8. Subestação:
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGENS DE CONCRETO

Os tipos mais comuns destas barragens são:

-barragem de concreto gravidade;

-barragem de concreto em arco;

- barragem de contrafortes.
.
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGENS DE CONCRETO

Os tipos mais comuns destas barragens são:

-barragem de concreto gravidade;


-barragem de concreto em arco;
- barragem de contrafortes.

Estas barragens podem ser construídas com concreto armado ou com concreto rolado.

As barragens construídas em concreto armado utilizam formas, armação e lançamento


de concreto semelhantes à construção de outras estruturas civis tais como pontes e
outras.

As barragens construídas em concreto rolado (ou compactadas a rolo - CCR) utilizam


concreto com traço especial (seco), lançado e compactado com os mesmos
equipamentos utilizados na construção de barragens de terra e enrocamento. Exigem
fundações e ombreiras em maciços rochosos.
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGENS DE CONCRETO “GRAVIDADE”

São constituídas por uma parede de concreto que resiste pelo próprio
peso à impulsão da água e transmite as solicitações à fundação.

Possui estabilidade devido ao peso e largura da base adequada à


resistência da fundação. Os principais esforços atuantes são: peso do
concreto, pressão da água no paramento de jusante, pressão da água
no paramento de montante, peso da água no paramento de jusante e
sub-pressão.
Essas forças podem causar rupturas de tombamento ou de
deslizamento, sendo o deslizamento o mais comum.

Uma barragem resiste a todas as forças através do seu peso, daí o


nome gravidade. Em consequência a barragem deve ser maciça com o
material construtivo apresentando densidade elevada.
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGENS DE CONCRETO “GRAVIDADE”


TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGENS DE CONCRETO “GRAVIDADE”


TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGEM EM ARCO

A forma em curva faz com que as pressões sejam transferidas para as


ombreiras. É um tipo de barragem que exige grande escavação para
atingir a rocha sã e para garantir geometria adequada.

A estabilidade depende da geologia, principalmente das descontinuidades.

Podem ser curvas só em planta ou planta e perfil (duplo arco). São


inseridas em vales estreitos ou gargantas (canyons) e as fundações e
ombreiras terão que ser de rocha sólida e muito compacta, pois parte do
impulso é transmitido para as ombreiras devido à ação do arco da secção.
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGEM EM ARCO

O consumo de concreto é muito menor do que nas do tipo gravidade de


igual altura.
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGEM EM ARCO
As forças que atuam numa barragem em arco
segundo (Costa & Lança, 2011) são:

a) Impulso Horizontal;

b) Altura das ondas;

c) Forças sísmicas;

d)Pressão ascensional.
TIPOS DE BARRAGENS:
BARRAGEM EM ARCO
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGEM EM ARCO

Hoover Dam – Arizona


Rio Colorado- 1931 a 1936
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGEM EM CONTRAFORTES

Também é uma barragem de concreto e possui estrutura semelhante à


barragem de gravidade, porém com o uso de contrafortes para suavizar a
estrutura. Gera um aumento de compressão na fundação.

Exige maior tratamento das fundações, como tirantes e injeção de calda de


cimento. Possibilita uma maior economia de concreto, mas necessita
controle geológico maior.
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGEM EM CONTRAFORTES
USINA HIDRELÉTRICA DE 3 GARGANTAS - CHINA
USINA HIDRELÉTRICA DE 3 GARGANTAS - CHINA
USINA HIDRELÉTRICA DE 3 GARGANTAS - CHINA
USINA HIDRELÉTRICA DE 3 GARGANTAS - CHINA
USINA HIDRELÉTRICA DE 3 GARGANTAS - CHINA
USINA HIDRELÉTRICA DE 3 GARGANTAS - CHINA
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGENS DE TERRA

A grande vantagem da barragem de terra é que a mesma não é exigente,


ela molda-se a quase todas as fundações e, com modernas técnicas de
mecânica dos solos e terraplanagens, aceita uma enorme variedade de
solos.

Existem barragens de terra com mais de 3km de extensão e com mais de


200m de altura. Segundo Costa, 2001, a grande vantagem das barragens
de terra sobre as outras é que podem ser construídas sobre quase todo
tipo de fundação.

São relativamente baratas e não exigem pessoal muito especializado.


TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGENS DE TERRA

Estas barragens são construídas, via de regra, com materiais oriundos de


áreas de empréstimo, devidamente selecionadas, que são transportados,
lançados e compactados, com equipamentos especiais, sob rigoroso
processo de controle executivo.

A principal desvantagem das barragens de terra, é que podem ser


afetadas pelas condições climáticas, pois a execução dos aterros é
paralisada em períodos chuvosos.
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGENS DE TERRA HOMOGÊNEAS

As barragens de terra homogênea são as construídas com apenas


um tipo de material. Neste caso, o material da área de empréstimo,
quando compactado, deve apresentar baixo coeficiente de
permeabilidade.
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGENS DE TERRA HOMOGÊNEAS


TIPOS DE BARRAGENS:
BARRAGENS DE TERRA HOMOGÊNEAS
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGENS DE TERRA ZONEADAS

As barragens de terra zoneadas são aquelas, em que por falta de


área de empréstimo com material argiloso suficiente para a
construção de todo o aterro, priorizasse a utilização deste material,
no centro (núcleo argiloso). Neste caso, havendo um núcleo
argiloso, os taludes podem ser construídos com material mais
permeável.
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGENS DE TERRA ZONEADAS


TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGENS DE TERRA ZONEADAS


TIPOS DE BARRAGENS:
BARRAGENS DE TERRA ZONEADAS
TIPOS DE BARRAGENS:
BARRAGENS DE TERRA ZONEADAS
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGENS DE ENROCAMENTO

As barragens de enrocamento são aquelas que são construídas


com materiais rochosos de diversas granulometria. Neste caso, a
Impermeabilização do maciço é garantida por um núcleo argiloso
impermeável, e/ou parede de concreto construída sobre o talude de
montante
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGENS DE ENROCAMENTO
TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGENS DE TERRA

Barragem de terra. Belo Monte- PA.


TIPOS DE BARRAGENS:

BARRAGENS DE TERRA
TIPOS DE BARRAGENS:
BARRAGENS DE ENROCAMENTO
TIPOS DE BARRAGENS:
BARRAGENS DE ENROCAMENTO
TIPOS DE BARRAGENS:
BARRAGENS DE ENROCAMENTO

Barragem da UHE Campos Novos do tipo enrocamento com face de concreto, com
202m de altura, comprimento de crista de 592m e elevação da crista na cota de 651m, é
a quarta mais alta do mundo e a primeira do Brasil.
TIPOS DE BARRAGENS:
BARRAGENS DE ENROCAMENTO