Você está na página 1de 7

Lição 1

Queremos uma igreja avivada


Texto base: Salmos 51:10-13
Dia Leitura Diária
Segunda At 2.41-47 – Perseveravam unânimes no templo.

Terça II Cr 7.14 – Os passos para ter as orações ouvidas por Deus

Quarta Ap 3.15,16 – Deus não suporta igreja morna.

Quinta Sl 51:10-13 – O processo de reavivamento

Sexta Sl 1 – A diferença entre o justo e o ímpio

Sábado Ex 40.34,35 – O que é necessário para ver a glória de Deus

Introdução Deus). A proposta do presente estudo é nos levar


As palavras “avivar” ou “reavivar” indicam que a refletir sobre esse processo.
algo que perdeu a vitalidade ou nunca teve a
1 – Necessidade do avivamento
vitalidade esperada precisa ser restaurado.
Aparentemente, a principal dificuldade em buscar O avivamento é necessário para as pessoas,
o reavivamento está em saber “o que buscar”, ou para a igreja como um todo e faz parte do desejo
compreender o tipo de vitalidade que se deseja. do Senhor (Ap 3.15,16). Ninguém agüenta uma
No Antigo Testamento, avivamento sempre igreja fria e morta. Fomos criados para louvar a
esteve ligado à fidelidade pessoal ou coletiva à Lei Deus e desfrutar de sua presença. Quando isso
do Senhor (Torah). Sempre que algo afastava o não ocorre na igreja, sua existência deixa de fazer
povo da Torah, tornava-se necessário um sentido.
reavivamento (II Cr 7.14). No Novo Testamento Alguns comportamentos típicos da era pós-
avivamento associa-se a fidelidade à Palavra, moderna estão levando a igreja à perda da
comunhão e vida devocional (At 2.42). O texto de vitalidade. Comportamentos como utilitarismo,
Isaias 58 faz o link entre avivamento no AT e no hedonismo, conveniências, vantagens
NT. estratégicas, foco em números, consumismo
Na atualidade, muitas igrejas associam espiritual, superficialidade acabam
reavivamento a manifestações espetaculares dos comprometendo a comunhão entre as pessoas, a
dons espirituais, especialmente línguas estranhas, comunhão com Deus e a fidelidade às Escrituras.
profecias e curas. No entanto, não se pode chegar Qual avivamento é necessário? O mundo
ao produto (manifestação espiritual) sem passar corporativo recorre aos animadores de auditório
pelo processo (restauração da comunhão com para despertar motivação na platéia. E muitas
igrejas estão fazendo o mesmo. No entanto, uma
platéia animada é essencialmente diferente de uma igreja avivada, como veremos a seguir.
A IPRB que queremos – Lição 1 – Página 2 – Queremos uma igreja avivada

2 – O processo de reavivamento lances fora da tua presença, e não retires de mim


o teu Espírito Santo” (V. 11).
O texto em destaque (Salmos 51:10-13) Somente por meio da exposição das
aponta o processo de reavivamento sob o ponto Escrituras é possível transformar pecadores
de vista da vontade de Deus. Esse processo pode mortos em arrependidos contritos. Isso aconteceu
ser percebido em outros textos bíblicos, que com Adão, que só se deu conta de seu estado ao
condicionam o avivamento à fidelidade a Deus, ouvir a voz de Deus. E continua acontecendo até
tanto no AT quanto no NT. Vamos discutir hoje. Expor as Escrituras leva ao arrependimento
algumas etapas desse processo. dos pecadores. A Palavra é poder de Deus (Rm
2.1 Retidão espiritual 1.16), restaura a fé (Rm 10.17).

O salmista, quando entendeu que seu pecado 2.3 Gozo espiritual


havia causado sério dano em sua vida espiritual, Um dos efeitos do pecado sobre o salmista foi
pede ao Senhor que o restaure “Cria em mim, ó a perda do gozo espiritual. Veja como ele se
Deus, um coração puro, e renova em mim um expressa: “Torna a dar-me a alegria da tua
espírito reto” (V 10). Destaca-se nesse texto a salvação, e sustém-me com um espírito
pureza espiritual que foi perdida quando o voluntário” (V 12). Na verdade, o pecado tirou do
salmista violou vários mandamentos da Torah, salmista o desejo de estar no templo, realizar seus
como “não matarás”, “não adulterarás”, “não atos devocionais, adorar a Deus. Seu regozijo se
cobiçarás o que pertence a teu próximo”. Tal tornou em permanente angústia.
comportamento rompeu a retidão espiritual, Espírito voluntário tem muitos sentidos.
fazendo com que o ele deixasse de ser um “justo” Vamos considerar que se trata de vontade
para se tornar um “ímpio” (Sl 1), sofrendo as espiritual. O pecado tirou do autor toda vontade de
consequências desse status. estar com Deus. Ele perdeu a motivação. Seus
Isso aponta que o reavivamento espiritual tem atos devocionais estavam vazios, sem sentido. Se
início na convicção de que pecados foram parece em algo com as igrejas que perderam a
cometidos (causa do afastamento de Deus), há vitalidade?
necessidade de perdão, é necessário purificar o
coração e é necessário um reposicionamento 2.4 Poder espiritual
espiritual. Como produto do reavivamento, o salmista
2.2 Comunhão com Deus espera que: “ensinarei aos transgressores os teus
caminhos, e os pecadores a ti se converterão”. Se
Desde Adão ficou claro à humanidade que a queremos que nossa pregação se transforme em
presença do pecado é a causa do afastamento conversão de pecadores, devemos seguir o
entre o homem e Deus (Is 59.1,2). O salmista processo. Esse é o caminho do reavivamento!
sentiu o peso da ausência de Deus: “Não me
A IPRB que queremos – Lição 1 – Página 3 – Queremos uma igreja avivada
Palavra de Deus e por meio dela creu, tendo sua
3 – Histórias de reavivamento
vida transformada (AGOSTINHO, 1986).
Todas as histórias de reavivamento apontam o
processo que analisamos no Salmo 51. Apontam 3.4 A Reforma
também que o avivamento precisa ser cultivado e Por ocasião da Reforma Protestante, a igreja
mantido (Ec 9.8). O comodismo corrói o cristã encontrava-se completamente corrompida
avivamento. por heresias, paganismo e todo tipo de

3.1 O povo de Israel mundanismo. Isso incomodou pessoas como


Lutero, Zwinglio, Farel, Calvino e John Knox,
A história de Israel mostra que períodos de dentre outros. Os principais meios usados pelos
avivamento coincidem com retorno às escrituras e reformadores foram condenar o pecado, restaurar
renovação da aliança, como se percebe na a observância das Escrituras, reformar o culto a
finalização do Tabernáculo (Ex 40.34,35), Deus.
inauguração do templo (II Cr 7.1-3), Davi, com
Jeosafá (II Cr 17.7-9), Elias, Neemias, Esdras, etc. 3.1 Reavivamento pentecostal
Um dos problemas de Israel estava na Em meados do Século XX, a igreja
manutenção do avivamento. Presbiteriana estava passando por uma grande
3.2 Igreja primitiva letargia. O avanço do capitalismo, da tecnologia,
o liberalismo teológico transformaram a igreja em
Jesus disse a seus discípulos, logo antes da um ambiente de formalismo religioso que passou
ascensão, que ficassem em Jerusalém a incomodar os cristãos mais fervorosos. Com
aguardando pelo revestimento do poder vindo de isso, a igreja se dividiu, fazendo surgir a Igreja
Deus. O evento do Pentecoste marca esse Presbiteriana Independente - IPI e a Igreja
enchimento de poder, que se reflete no zelo pela Presbiteriana Conservadora – IPC. O nascimento
doutrina dos apóstolos, no temor de Deus, na dessas igrejas teve como razões principais
comunhão e no partir do pão. Destaque-se combater a participação de seus membros
“doutrina” como exposição sistemática das na maçonaria e restaurar a visão missionária.
Escrituras (At 2.42). Como efeito disso, havia A partir de 1960, muitos pastores e líderes da
curas, manifestações espirituais e conversão de IPB e IPI passaram a buscar o Senhor com
pessoas a Deus. intensidade, por meio de jejum, oração, retorno às
3.3 Agostinho escrituras e intensidade de vida espiritual. Isso
provocou uma renovação na igreja, resultando no
Em suas “Confissões”, Agostinho de Hipona,
nascimento da Igreja Presbiteriana Independente
(Ano 400) um dos Pais da Igreja, afirma que
Renovada - IPIR e Igreja Cristã Presbiteriana –
sentiu-se incomodado por sua vida pecaminosa e
ICP, que se uniram para formar a Igreja
tinha sede de Deus. Até que deparou-se com a
Presbiteriana Renovada do Brasil – IPRB (1975).
A IPRB que queremos – Lição 1 – Página 4 – Queremos uma igreja avivada
Uma igreja avivada não precisa de artifícios
4 – Efeitos do avivamento
para animar o culto, pois o Espírito Santo
Todos os textos bíblicos que tratam do desempenha essa função.
avivamento chegam à mesma conclusão: é
restaurada a relação pessoal com Deus, as 4.3 – Vidas se rendem a Deus
orações são ouvidas e pessoas são Em um ambiente de renovação o Espírito
transformadas pela mensagem do Evangelho. Santo se faz presente, rompendo as barreiras que
No Salmo 51.13 “Então ensinarei aos separam o homem de Deus e eliminando os
transgressores os teus caminhos, e os pecadores ruídos que impedem a compreensão do
a ti se converterão”. At 2.47 “E o Senhor lhes Evangelho. A verdadeira conversão é diferente do
acrescentava todos os dias os que iam sendo proselitismo e filiação de membresia, trata-se de
salvos”. II Cr 4.14 “então eu ouvirei dos céus, e vidas transformadas e convertidas ao Senhor. De
perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra”. pecadores perdidos se encontrando com seu
Renovação é um processo, um trajeto. No final redentor e sendo salvos.
dele, estão os resultados que todos desejamos.
Conclusão
4.1 - Vidas restauradas
Por que queremos uma igreja reavivada?
Arrependimento, confissão de pecados e Porque o título de Presbiteriana Renovada muitas
busca do perdão iniciam o processo de vezes contradiz com o estado de mornidão e
renovação. Vida de comunhão com Deus e morbidez que vivemos hoje em muitas de nossas
retorno às escrituras consolidam a renovação. igrejas. Porque desejamos ser verdadeiros
Tudo tem início na proclamação do Evangelho e adoradores. Porque desejamos ver pessoas
na convocação para o arrependimento, como sendo salvas e se juntando a nós, para adorar o
ocorreu em Josué, Josafá, Josias e Esdras. Senhor em Espírito e em verdade. Porque não
4.2 – Renovação do culto suportamos mais ver o joio prosperando entre o
trigo e sufocando a igreja do Senhor. Porque
Em um ambiente de renovação a forma de nascemos para adorar ao Senhor e desfrutar de
culto se transforma. Não nos elementos litúrgicos sua presença, e fora do Senhor não há lugar que
ou no estilo de louvor e pregação, mas sim no sirva para nós.
posicionamento espiritual daqueles que ministram Não nos interessam os modismos,
e dos que participam do culto. Sai o coração de movimentos, estratégias de animação de
pedra e entram em cena os verdadeiros auditório, tecnologias para manipulação
adoradores, que adoram o Pai em Espírito e em psicológica. Odiamos e abominamos essas
verdade. técnicas. Desejamos o pão vivo que desceu do
céu, a fonte de água viva que, somente ela, pode
saciar nossa sede de Deus.
Lição proposta e redigida por: Edilson Marçal de Souza
Como citar:
SOUZA, Edilson Marçal de. Queremos uma igreja avivada. A
IPRB que queremos, lição 1. Anápolis: IPRB, 2018.