Você está na página 1de 8

Questionário de Fisiologia I

Fisiologia Celular
Ana Carolina Tolomeli e Fabiana Francia
2º semestre de 2018

1) Qual das seguintes características é compartilhada pela difusão simples e difusão


facilitada da glicose?
a) Ocorre a favor de um gradiente eletroquímica
b) É saturável
c) Requer energia metabólica
d) É inibida pela presença de galactose
e) Requer um gradiente de Na+
RESPOSTA A

2) Descreva as características de uma difusão simples e uma facilitada citando exemplos

RESPOSTA: Difusão simples: ocorre passagem de solutos aleatoriamente por uma molécula
a favor de um gradiente de concentração e eletroquímico. Ex: Canais de Na+ e K+. Difusão
facilitada: utiliza carreadores de membrana para facilitar o transporte de moléculas
ESPECIFICAS pela membrana, também, a favor de um gradiente. É saturável. Ex: GLUT-4

3) Baseado nas características básicas dos transportadores ativos, assinale V ou F:


( ) Transporta solutos a favor de um gradiente eletroquímico
( ) Necessita de ATP ligado a proteína carreadora para funcionar
( ) O transporte ativo secundário utiliza ATP gerado pelo transporte de Na+ a favor do
gradiente para gerar ATP e transportar uma segunda molécula contra o gradiente.
( ) O transporte ativo primário transporta duas moléculas em sentidos contrários da
membrana

RESPOSTA: FVVF

4) O que ocorre com o co-transportador ativo secundário de sódio e glicose quando há


uma inibição da Na+K+ATPase?
RESPOSTA: A inibição da NA+K+ATPase gera um aumento da concentração de Na+ dentro da
célula. Este aumento gera uma grande dificuldade da bomba co-transportadora de Na
e glicose inserir um Na no meio intracelular, uma vez que o Na ira se encontrar em alta
quantidade no meio intra. Como não ira ter um bom funcionamento da bomba não vai
haver internalização satisfatória da glicose.
5) Um medicamento com características básicas será melhor absorvido no estômago ou
no intestino delgado? Por quê?
RESPOSTA: No intestino delgado, pois, o medicamento básico manterá seu estado neutro (ideal
para absorção) estando presente em um local com pouco H+ (com características
básicas).

6) Uma substância ácida será mais neutralizada num meio ácido ou básico? Tendo como
base o pensamento anterior, qual o melhor caráter (ácido ou básico) de um
medicamento que tenha como alvo o estômago?
RESPOSTA: Ácido, pois um ácido em meio ácido se torna uma substância neutra. Ácido,
uma vez que como ele estará em meio ácida ira ter maior grau de partículas não
ionizados e, portanto, terá uma melhor absorção.

7) Um pessoa foi intoxicada com uma substancia ácida, que se encontra no estômago.
Qual medida deve ser adotada para reduzir a sua absorção?

RESPOSTA: Deve ser administrada uma substancia básica, para que a base reaja com o H+
disponível no estômago, para que o ácido continue ionizado e não seja absorvido.

8) Uma substância que apresenta pKa = 3 está circulando no organismo. Qual a fração de
ionização dessa substância no filtrado renal (cujo pH=7)? Esse pH favorece eliminação
ou reabsorção da substância?

RESPOSTA: àcido pka-ph = log NI/I (usar essa fórmula)


Base pka-ph = log I/NI

10.000 = ionizadas
1 não ionizada

Este ph favorece a eliminação, pois tem muitas partículas ionizadas.

9) A, B, C e D são soluções diferentes. A partir dos dados abaixo, responda:


A- 150mM NaCl / 100mM Ureia
B- 100mM NaCl/ 150mM Ureia
C-200mM NaCl/100 Ureia
D- 100 mM NaCl/ 50 Ureia

a) Defina a tonicidade e osmolaridade de cada solução


Padrão: 150mM ou 300mOsm
A- Isotônica / Hiperosmotica
B- Hipotônica / Hiperosmotica
C- Hipertônica / Hiperosmotica
D- Hipotônica / Hiposmotica

b) O que aconteceria com hemácias adicionadas em cada uma dessas soluções?


C, D sofrerão hemólise.
10) Diferencie o que é uma substância penetrante e uma não penetrante.
Penetrante: a substância penetra livremente e se comporta como se as membranas das células
dividindo o LIC e LEC não existissem. Ex: ureia
Não penetrante: o transito da substância não penetrante entre o LIC e LEC depende de canais
iônicos. Ex: Na+, Cl-

11) As soluções A e B estão separadas por uma membrana semipermeável que é


permeável ao K+, mas não ao Cl-. A solução A é de KCl a 100mM e a solução B é de KCl
a 1mM. O que vai acontecer com as soluções com o decorrer do tempo?

RESPOSTA: As duas soluções apresentarão a mesma quantidade de K+ mas a A estará mais


negativa devido ao excesso de Cl-.

12) Uma enfermeira administrou erroneamente em uma senhora de 60 anos de idade


uma solução que provoca hemólise. Qual dessas soluções é a mais provável de ter sido
administrada?

a) NaCl a 150mM
b) Manitol a 300mM
c) Manitol a 350mM
d) Ureia a 300mM
e) CaCl2 a 150Mm
RESPOSTA D

13) Durante a fase ascendente do potencial de ação de um nervo:


a) Existe uma corrente de efluxo efetiva, e o interior da célula torna-se mais negativo
b) Existe uma corrente de efluxo efetiva, e o interior da célula torna-se menos negativo
c) Existe uma corrente de influxo efetiva, e o interior da célula torna-se mais negativo
d) Existe uma corrente de influxo efetiva, e o interior da célula torna-se menos negativo
RESPOSTA D

14) Descreva qual a importância do cálcio na transmissão sináptica.


RESPOSTA: A despolarização do botão sináptico abre canais de cálcio voltagem-dependentes,
de modo que o influxo desse íon provoque a exocitose das vesículas sinápticas que
contem os neurotransmissores.

15) Se um estímulo for aplicado em um nervo durante uma dspolarização, ocorrerá um


segundo potencial? Justifique definindo os conceitos apresentados.
RESPOSTA: Não, pois a despolarização tornará os canais de Na+ inativos evitando que outro
potencial ocorra (período refratário absoluto).
PERÍODO REFRATÁRIO ABSOLUTO: não é possível gerar outro impulso, pois os canais de Na
estão inativados.
PERÍODO REFRATÁRIO RELATIVO: é possível outro impulso desde que o impulso seja mais
intenso.

16) Descreva passo a passo como ocorre um potencial de ação a partir de uma membrana
em repouso.
RESPOSTA: Ocorre inicialmente um estimulo que gera entrada de Na+ na célula estimulando
uma despolarização inicial da membrana. Quando essa despolarização alcança o
limiar de despolarização ocorre um pico de influxo de Na+ para a célula a partir da
abertura de canais de Na+ voltagem dependente e então a fase ascendente do
potencial de ação é gerada. Logo após isso, canais de K+ voltagem dependentes são
abertos e levam à fase descendente do potencial de ação gerando uma repolarização
da membrana para seu estado de repouso ou uma hiperpolarização a partir da maior
saída de K+ da célula.

17) Relacione as colunas


a) Sódio ( ) Responsável por despolarização de membrana
b) Potássio ( ) Participa da contração do músculo cardíaco
c) Cálcio ( ) Repolariza e hiperpolariza a membrana
d) Cloreto ( ) Repolariza a célula
( ) Responsável pela liberação de neurotransmissores
( ) Em maior quantidade no LEC
( ) Em maior quantidade no LIC
( ) Possuem canais voltagem dependentes

RESPOSTA 1- A C / 2- C / 3- B D /4- B /5- C /6- A C D /7- B /8- A B

18) Um homem de 42 anos de idade com miastenia gravis percebe um aumento da força
muscular quando é tratado com um inibidor da acetilcolinesterase (AChE). A base da
melhora desse paciente consiste em aumento:
a) Da quantidade de acetilcolina liberada pelos nervos motores
b) Dos níveis de ACh nas placas motoras dos músculos
c) Do número de receptores de ACh nas placas motoras dos músculos
d) Da quantidade de norepinefrina liberada pelos nervos motores
e) Da síntese de norepinefrina nos nervos motores
RESPOSTA B

19) Defina os neurotransmissores do SN citando a forma de formação e de degradação da


NE, Epinefrina e da Ach.

RESPOSTA : Epinefrina, norepinefrina, dopamina, serotonina, glutamato. (excitatórios)


Glicina, GABA. (inibitórios).
A ACh se forma a partir de reação da colina com acetil côa com auxílio da enzima
Acetiltransferase. É degradada pela Acetilcolinesterase em Colina (recaptada pela
célula e reutilizada) e acetato.
A norepinefrina é formada pela tirosina que é convertida em dopamina e depois em
Norepinefrina. A norepinefrina é convertida na suprarrenal em Epinefrina pela enzima
PNMT. A degradação dessas catecolaminas é feita a partir de enzimas chamadas
COMT e MAO em normetanefrina e metaepinefrina.

20) A sequência temporal correta dos eventos nas junções neuromusculares é:


a) Potencial de ação no nervo motor; despolarização da placa motora do
músculo; captação de Ca2+ na terminação nervosa pré-sináptica.
b) Captação de Ca2+ na terminação pré-sináptica; liberação de acetilcolina (ACh);
despolarização da placa motora do músculo.
c) Liberação de ACh; potencial de ação no nervo motor; potencial de ação no
musculo
d) Captação de Ca2+ na placa motora; potencial de ação na placa motora;
potencial de ação no músculo
e) Liberação de ACh; potencial de ação na placa motora do músculo; potencial de
ação no músculo.
RESPOSTA B

21) Qual a importância do ATP em células musculares e o que sua privação pode
acarretar?

RESPOSTA: Desligamento de ponte cruzada (rigor mortis)


Atividade da bomba cálcio ATPase
Reestabelecimento do equilíbrio pela bomba de Na/K/ATPase

22) Qual das seguintes sequencias temporais é correta para o acoplamento excitação-
contração no músculo esquelético:
a) Aumento do Ca2+ intracelular; potencial de ação na membrana muscular;
formação de pontes cruzadas
b) Potencial de ação na membrana muscular; despolarização dos túbulos T; liberação
de Ca2+ do reticulo sarcoplasmático
c) Potencial de ação na membrana muscular; clivagem do ATP; ligação do Ca2+ à
troponina C
d) Liberação de Ca2+ do RS; despolarização dos túbulos T; ligação do Ca2+ à
troponina C.
RESPOSTA B

23) Descreve o processo de contração do musculo esquelético.


RESPOSTA: O processo começa com a liberação de acetilcolina na junção neuromuscular.
Essa ACh induz a despolarização da membrana do musculo e dos túbulos T abrindo os
retículos sarcoplasmáticos e liberando Ca2+ por receptores de rianodina. Esse cálcio em
grande quantidade na célula se liga à troponina C e desloca a tropomiosina favorecendo a
ligação entre a miosina e a actina e gerando a contração muscular.

24) Descreve simplificadamente o processo de contração do musculo liso.


RESPOSTA: O musculo liso é inervado pelo SNA, logo neurotransmissores serão
responsáveis por contrair ou relaxar o musculo. A acetilcolina/epinefrina é um
neurotransmissor que contrai o musculo liso. Ela gera abertura de canais de Na+ e Ca+ na
membrana do musculo gerando potencial de ação e ativação da calmodulina (ativa
miosina quinase - MLCK). A miosina quinase ativada, fosforila a cabeça leve de miosina que
se liga à actina e gera contração.

25) Por que o aumento de NO no interior da célula muscular lisa induz o relaxamento?
RESPOSTA: A célula endotelial produz o NO que se difunde para a musculatura lisa ativando a
guanilil ciclase (conversão de GTP para GTPc). O aumento de GTPc promove a
desfosforilação da miosina causando relaxamento.
26) Qual o mecanismo de ação da Viagra?
RESPOSTA: A enzima fosfodiesterase (PDE) reduz a quantidade de GTPc bloqueando o
relaxamento do músculo liso. O Viagra é o inibidor de fosfodiesterase, uma vez que
propicia o relaxamento dos corpos cavernosos.

27) Qual dos seguintes itens é uma característica do sistema nervoso simpático, mas não
do parassimpático?
a) Gânglios localizados nos órgãos efetores
b) Neurônios pré-ganglionares longos
c) Os neurônios pré-ganglionares liberam norepinefrina
d) Os neurônios pré-ganglionares liberam ACh
e) Os neurônios pré -ganglionares originam-se na medula espinal toracolombar
f) Os neurônios pós-ganglionares liberam epinefrina
g) Os neurônios pós-ganglionares liberam ACh
RESPOSTA E

28) Qual das seguintes respostas é mediada por receptores muscarínicos parassimpáticos?
a) Dilatação do músculo liso bronquilar
b) Ereção
c) Ejaculação
d) Constrição dos esfíncteres gastrintestinais (GI)
e) Aumento da contratilidade cardíaca
RESPOSTA B

29) Cite os receptores adrenérgicos e colinérgicos dando exemplos de suas áreas de


atuação
RESPOSTA: Adrenérgicos: Alfa 1 e 2, beta 1 2 e 3. / Colinérgicos: Muscarinicos 1, 2 e 3 e
nicotínicos 1 e 2

30) Cite as diferenças do sistema simpático e parassimpático (gânglios, tamanhos das


fibras e neurotransmissores).

RESPOSTA:

31) Em caso de intoxicação por um agente antimuscarínico, quais seriam os sintoma


esperados? Qual uma possível intervenção e seu mecanismo?
RESPOSTA: Efeitos do sistema simpático(midríase, boca seca, taquicardia). Reversão: inibidor
de acetilcolinesterase ou beta bloqueador.

32) Qual dos seguintes eventos ocorreria como resultado da inibição da Na+/K+-ATPase?
a) Diminuição da concentração intracelular de Na+
b) Aumento da concentração intracelular de K+
c) Aumento da concentração intracelular de Ca2+
d) Aumento do cotransporte de Na+-glicose
e) Aumento da troca de Na+-Ca2+

A resposta é C [II D 2 a]. A inibição da Na+,K+-adenosina trifosfatase (ATPase) leva a um aumento


da concentração intracelular de Na+. O aumento da concentração intracelular de Na+
diminui o gradiente de Na+ através da membrana celular, inibindo assim a troca de Na+-
Ca2+ e produzindo um aumento na concentração intracelular de Ca2+. O aumento da
concentração intracelular de Na+ também inibe o cotransporte de Na+-glicose.

33) Qual receptor do sistema nervoso autônomo medeia o aumento da frequência


cardíaca?
a)Receptores α-adrenérgicos
b)Receptores β1-adrenérgicos
c)Receptores β2-adrenérgicos
d)Receptores muscarínicos colinérgicos
e)Receptores nicotínicos colinérgicos

RESPOSTA B

34) Indivíduos asmáticos em uso de antagonista muscarínico. Qual são os principais efeitos
colaterais?
RESPOSTA: Efeitos adrenérgicos: Relaxamento da musculatura pulmonar, taquicardia,
midríase, diminuição da secreção de glândulas.

35) Um paciente hepatopático esta com uma hemorragia intestinal. Qual medida a ser
tomada com base na via de coagulação? Justifique

RESPOSTA: Como o paciente tem uma hepatopatia, a sua síntese de vitamina k redutase estará
reduzida. A enzima vitamina k redutase é um importante fator na ativação da vitamina
K a qual ativa os fatores enzimáticos da via intrínseca e extrínseca da coagulação.

36) Por que paciente que utiliza regularmente aspirina/AAS possui mais facilidade de ter
hemorragia?
RESPOSTA: A AAS é o inibidor seletivo da COX1 que tem como função síntese de tromboxano II
(agregação plaquetária).

BÔNUS

Ingestão excessiva de água Chumbinho


Hipertermia Maligna Toxina botulínica
Atropina Toxina do baiacu
Miastenia gravis Viagra
Cocaína Intoxicação por cogumelo
Buscopan Bloqueio de Na+/K+ ATPase
Curare Epinefrina≠Adrenalina

Você também pode gostar