Você está na página 1de 1

O RESSENTIMENTO PSICOLÓGICO ENTRE ESQUECIMENTO E

MEMÓRIA: POSSIBILIDADES DE LEITURA NA “GENEALOGIA DA


MORAL” DE NIETZSCHE.

Daniel Spósito Coelho

Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas (FFLCH)


Universidade de São Paulo (USP)
daniel.sposito.coelho@usp.br

leitura na ‘Genealogia da Moral’ de Nietzsche”.


Objetivos Uma versão desse texto será apresentada no
Produzir um estudo analítico-comparativo das presente simpósio. O estudo da 2ªEX. ainda
formulações de Nietzsche acerca do está em desenvolvimento.
“esquecimento” em três obras: “Genealogia da
Moral” (1887) [GM]; “Sobre verdade e mentira Conclusões
no sentido extra-moral” (1873) [SVM]; A noção de esquecimento em Nietzsche passa
“Segunda Consideração extemporânea: Sobre por pouca transformação conceitual. Junto de
a utilidade e a desvantagem da História para a sua relação com a memória, trata-se de um
vida” (1874) [2ªEx]. O objetivo central da conceito importante para compreender um
pesquisa é compreender tanto os aspectos da aspecto central da filosofia nietzscheana: a
transformação conceitual do “esquecimento” interface entre Vida e História através do
(vergesslichkeit) ao longo dos textos, como conceito de Fisiopsicologia.
suas relações com outros conceitos em cada
contexto, notadamente os conceitos de
ressentimento (ressentiment) e grande saúde
(große Gesundheit), memória (Gedächtnis) e Referências Bibliográficas
História (Historie e Geschichte).
NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. “Genealogia
da Moral: uma polêmica”. Trad. Paulo César de
Métodos e Procedimentos Souza. São Paulo: Companhia das Letras,
2009.
Iniciamos o projeto por uma releitura minuciosa _______. Sobre verdade e mentira no sentido
dos três textos a serem trabalhados. Utilizamos extra-moral. São Paulo, Ed. Hedra, 2008.
o método estrutural de leitura, apoiado por ______. Segunda consideração extemporânea
fichamentos. : Sobre a utilidade e a desvantagem da história
Resultados para a vida. Trad. de André Itaparica. São
Paulo, Ed. Hedra, 2017.
Até o momento temos dois artigos concluídos, FERRAZ, M. Nietzsche: Esquecimento como
mais um em fase de conclusão. Intitulam-se, atividade. Cadernos Nietzsche 7, p. 27-40,
respectivamente: “Estudo da noção de 1999;
esquecimento no ‘Sobre verdade e mentira no GIACÓIA JR, O. Nietzsche : O Humano como
sentido extra-moral’ de Nietzsche”; “A questão memória e como promessa. Petrópolis: Ed.
antropológica do esquecimento na Genealogia Vozes, 2013.
da Moral”; “O ressentimento psicológico entre PASCHOAL, E. Nietzsche e o Ressentimento,
o esquecimento e a memória: possibilidades de São Paulo, Ed. Humanitas, 2014.