Você está na página 1de 6
MATERIAL DE APOIO EXAME DE ORDEM Curso: Extensivo Semanal | Disciplina: Direito Constitucional Aula: 03
MATERIAL DE APOIO
EXAME DE ORDEM
Curso: Extensivo Semanal | Disciplina: Direito Constitucional
Aula: 03 | Data: 22.02.2017
DE APOIO EXAME DE ORDEM Curso: Extensivo Semanal | Disciplina: Direito Constitucional Aula: 03 | Data:

ANOTAÇÃO DE AULA

EMENTA DA AULA

1. Controle de Constitucionalidade.

2. Supremacia da Constituição e sua rigidez.

3. Inconstitucionalidade por ação.

4. Inconstitucionalidade por omissão.

5. Classificação do controle de constitucionalidade preventivo e repressivo.

GUIA DE ESTUDO

1.

Controle de Constitucionalidade É a verificação da compatibilidade vertical que deve existir ente a constituição e as normas infraconstitucionais, posteriores a constituição. Pirâmide Jurídica CF/88 DEC 6.949/09 Normas Infraconstitucionais = Para serem objetos de constitucionalidade devem ser

= Para serem objetos de constitucionalidade devem ser posteriores Aquilo que é anterior a Constituição Federal,

posteriores

Aquilo que é anterior a Constituição Federal, se contrariar a Constituição é caso de

não recepção diferente de controle constitucional. Normas anteriores que contrariam direitos da Constituição não devem ser recepcionadas. - Pressupostos ou fundamentos de controle de constitucionalidade 1 Princípio da Supremacia da Constituição (está no topo da CF/88). Havendo um conflito de normas, deve prevalecer a da constituição. 2 Rigidez Constitucional Art. 60, §2º, CF/88

CN

3/5 CD 3/5 SF 3/5 3/5
3/5
CD
3/5
SF
3/5
3/5
2 – Rigidez Constitucional Art. 60, §2º, CF/88 CN 3/5 CD 3/5 SF 3/5 3/5 Exame

Exame de Ordem

Damásio Educacional

MATERIAL DE APOIO EXAME DE ORDEM
MATERIAL DE APOIO
EXAME DE ORDEM

Inconstitucionalidade Existe algo contrario que afronta uma norma fundamental, afrontando

a constituição.

CF/88

Constituição Estadual

Lei Orgânica DF - M

STF = Controle de Constitucionalidade.

STF = Controle de Constitucionalidade.

STF = Controle de Legalidade.

DICA: STF - Não há inconstitucionalidade em face de LOM - Lei Orgânica de Município. Neste caso existe Controle de Legalidade (Lei).

Ex: se aparecer na prova lei federal, lei estadual ou lei distrital com conteúdo estadual ou Emenda Constitucional, todas de 2016, que proíbem o contraditório e a ampla defesa em situações jurídicas específicas e se contrariarem a CF:

no Controle Concentrado cabe ADI no STF.

Ex: se Lei Estadual/ Lei Municipal de 2016 contrariar a CE - Constituição Estadual (Ex: prejudicar o Meio Ambiente), portanto, exceto Lei Federal → cabe ADI no TJ.

Ex: se Lei Distrital de 2016 contrariar Lei Orgânica do DF (Ex: prejudicar o Meio Ambiente) → cabe ADI no TJ do DF e Territórios (TJDFT Trib. De Justiça do Distrito Federal e Territórios).

CF/88

Trib. De Justiça do Distrito Federal e Territórios). CF/88 EC MP, Lei Distrital, Lei Estadual Foi
Trib. De Justiça do Distrito Federal e Territórios). CF/88 EC MP, Lei Distrital, Lei Estadual Foi

EC MP, Lei Distrital, Lei Estadual Foi feito uma norma a baixo da Constituição e imagine que qualquer uma dessas normas determine que não há mais contraditório nos processos administrativo, essas normas contrariam a Constituição, neste caso cabe ADI no STF. A emenda pode ser objeto de controle se incorporado.

CUIDADO: Só existe uma norma que não pode ser objeto de controle de constitucionalidade: O próprio texto originário da constituição. Não e passível de controle, tudo que vier depois pode ser objeto de controle.

C.E L. E L.M
C.E
L. E
L.M

Lei Estadual ou Lei Municipal em 2015, essa Constituição é possível passar pelo controle, se estiver contrariando a Constituição Estadual cabe ADI no TJ

passar pelo controle, se estiver contrariando a Constituição Estadual cabe ADI no TJ Exame de Ordem

Exame de Ordem

Damásio Educacional

MATERIAL DE APOIO EXAME DE ORDEM
MATERIAL DE APOIO
EXAME DE ORDEM

2) MODALIDADES DE INCONSTITUCIONALIDADE:

- Inconstitucionalidade por Ação Formal

Foi feita uma norma que contraria a CF/88.

Foi violado um procedimento (roteiro, caminho) da Constituição Federal para criação da norma isso acarreta em nulidade total ou absoluta.

Ex1: Inconstitucionalidade de ação formal Violação da Iniciativa Reservada - Somente certas autoridades podem apresentar aquele determinado projeto de lei (Art. 61, §1º, CF) é da competência/iniciativa reservada do Presidente da República. Ex: aumentar a remuneração de servidor público federal. Obs1: O Congresso pode alterar o projeto de lei para manter ou diminuir aos valores. Obs2: Sanção, promulgação e publicação não corrigem o vício de iniciativa (se começou torto vai continuar), ato feito pelo Presidente da República,

CUIDADE: Aplica-se o Princípio da Simetria Federativa - aquilo que cabe na esfera federal, também deve ser repetido/aplica-se nas demais esferas. (Federal - Pres. da República, Estadual - Governador, Municipal - Prefeito).

Ex2: Violação do Sistema de Votação (Art. 60, §2º, CF e Art. 69, ambos CF). Se a Constituição estabelecer uma quantia de quorum tem que se r para mais e não pra menos. “PRIMEIRO NÚMERO INTEIRO DEPOIS DA METADE DO TOTAL”.

Art. 69 - Lei complementar: aprovada por Maioria Absoluta (o primeiro número inteiro depois da metade do total). - Lei Ordinária: aprovada por Maioria Simples.

Obs. Maioria absoluta é igual a maioria simples dos membros. A maioria simples dos membros depende da presença no mínimo da maioria absoluta.

Ex.3 - Violação da Espécie Normativa - hoje para se modificar a CF, possível apenas por EC - Emenda Constitucional. Se a CF mandar seja feita mediante LC - Lei Complementar só deve-se usar LC. - Art. 153, VII, CF: IGF Exige LC. - Art. 18, §3º, CF: para criar estado membro, faz-se 1º) plebiscito (povo) e 2º) LC (CN).

- Inconstitucionalidade por Ação Material Foi violado um direito previsto na Constituição em qualquer parte da CF/88. Essa inconstitucionalidade pode adotar uma nulidade total ou parcial a depender do caso.

Ex.: ver direitos previstos no Art. 5º (religião, associação), Art. 228 (maioridade), outros.

LER - temas atuais no Título VIII, CF Ordem Social (Temas: Meio Ambiente, Criança, Adolescente, Idoso, Índios).

CF – Ordem Social (Temas: Meio Ambiente, Criança, Adolescente, Idoso, Índios). Exame de Ordem Damásio Educacional

Exame de Ordem

Damásio Educacional

MATERIAL DE APOIO EXAME DE ORDEM
MATERIAL DE APOIO
EXAME DE ORDEM

Pode haver, neste caso a nulidade total ou parcial a depender do caso.

CUIDADO - Pode existir inconstitucionalidade por ação material e formal. Ex.: MP - Medida Provisória cria o IGF e determina cobrança imediata. Formal = espécie normativa inadequada, necessita de LC, Art. 62, §1º Material = viola anterioridade e a noventena.

- Inconstitucionalidade por Omissão - existe uma norma constitucional de eficácia limitada

não

não

regulamentada

. =, (existe um instrumento ou um direto que depende de lei, mas ela não foi feita,

por omissão a norma não foi feita).

Ex.: IGF, hoje o Imposto sobre Grandes Fortunas (Art. 153, VII, CF).

Por Ação (foi feita a norma)

Por Omissão (não foi feita a norma)

 

Formal Violação do Procedimento.

Norma

Constitucional

de

Eficácia

Limitada, ainda não regulamentada.

Material violação de um Direito.

Ex.: I.G.F. - depende de LC que não foi feita Art. 153, VII, CF.

Direito Material Resto Formal

Diante desta modalidade/irregularidade pode ser usado:

• MI - Mandado de Injunção (Lei 13.300/2016) Autor - qualquer pessoa Exercício do direito

• ADI por Omissão (Arts. 12-A a 12-H, Lei 9.868/99) Autor Vide Art. 103, CF Regulamentação para todos.

3) CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE QUANTO AO MOMENTO EM QUE OCORRE:

Preventivo

Repressivo

PL Projeto de Lei

 

Feito

sobre

uma

Lei

pelo

Poder

Acionado

pelos

Poderes

Judiciário

de

modo

Difuso

ou

Com

Legislativo e Executivo

Concentrado.

 

A) CONTROLE PREVENTIVO: "a priori" ou Apriorístico: É feito sobre um projeto de lei pelos poderes:

I - Legislativo CCJ - Comissão de Constituição e Justiça - na câmara dos deputados e no Senado.

II - Executivo (atuação do Presidente) pode executar o controle preventivo com o veto por inconstitucionalidade (veto jurídico).

executar o controle preventivo com o veto por inconstitucionalidade (veto jurídico). Exame de Ordem Damásio Educacional

Exame de Ordem

Damásio Educacional

MATERIAL DE APOIO EXAME DE ORDEM
MATERIAL DE APOIO
EXAME DE ORDEM

Dica: O Poder Judiciário só pode realizar o controle preventivo se acionado/provocado.

Ex.: Projeto de Lei Federal que viola o processo legislativo - só deputado federal ou senador pode contratar advogado para impetrar MS no STF - arquivamento do projeto.

Obs.: PEC não tem controle preventivo pelo poder executivo. Motivo: Emenda Constitucional (EC) não tem Sanção (Art. 65 e 66, CF) nem veto presidencial

DICA - Sanção e Veto: Arts. 65 e 66, CF Art. 65. O PL aprovado por uma Casa será revisto pela outra, em um só turno de discussão e votação, e enviado à sanção ou promulgação, se a Casa revisora o aprovar, ou arquivado, se o rejeitar. Parágrafo único. Sendo o projeto emendado, voltará à Casa iniciadora. Art. 66. A Casa na qual tenha sido concluída a votação enviará o PL ao Presidente da República, que, aquiescendo, o sancionará. § 1º - Se o Presidente da República considerar o projeto, no todo ou em parte,

inconstitucional ou contrário ao interesse público, vetá-lo-á total ou parcialmente, no prazo de 15 dias úteis, contados da data do recebimento, e comunicará, dentro de 48 horas, ao Presidente do Senado Federal os motivos do veto.

§ 2º - O veto parcial somente abrangerá texto integral de artigo, de parágrafo, de inciso ou de alínea.

§ 3º - Decorrido o prazo de 15 dias, o silêncio do Presidente da República importará sanção. § 4º - O veto será apreciado em sessão conjunta, dentro de 30 dias a contar de seu recebimento, só podendo ser rejeitado pelo voto da maioria absoluta dos Deputados e Senadores, em escrutínio secreto.

§ 5º - Se o veto não for mantido, será o projeto enviado, para promulgação, ao Presidente da República.

§ 6º Esgotado sem deliberação o prazo estabelecido no § 4º, o veto será colocado na ordem do dia da sessão imediata, sobrestadas as demais proposições, até sua votação final.

§ 7º - Se a lei não for promulgada dentro de 48 horas pelo Presidente da República, nos

casos dos § 3º e § 5º, o Presidente do Senado a promulgará, e, se este não o fizer em igual

prazo, caberá ao Vice-Presidente do Senado fazê-lo.

B) CONTROLE REPRESSIVO - "a posteriori" Posterior ou Sucessivo: Feito sobre uma lei ou ato normativo em vigor.

Regra - feito pelo Poder Judiciário.

Difuso

Concentrado

- Caso concreto (autor x réu) incidental - dentro do processo (Processo, MS, HC, RE).

- Lei em tese (controle abstrato). Principal ou por meio de ações: ADI, ADC e ADPF.

- Autor - qualquer pessoa PF ou PJ.

- Autor - pessoas do Art. 103, CF.

- Foro: Qualquer magistrado competente para a causa e de qualquer instância.

- Foro - contrariedade à CF STF.

- Efeitos: entre as partes = interpartes (podem ser ampliados, Art. 52, X, CF, por

- Efeitos: "erga omnes" e vinculante.

ser ampliados, Art. 52, X, CF, por - Efeitos : " erga omnes" e vinculante. Exame

Exame de Ordem

Damásio Educacional

MATERIAL DE APOIO EXAME DE ORDEM
MATERIAL DE APOIO
EXAME DE ORDEM

resolução do Senado).

resolução do Senado).

Art. 103. Podem propor a ação direta de inconstitucionalidade e a ação declaratória de

constitucionalidade:

Legitimado Universal

I - o Presidente da República (Legitimado Universal);

II - a Mesa do Senado Federal (Legitimado Universal);

III - a Mesa da Câmara dos Deputados (Legitimado Universal);

VII - o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (Legitimado Universal);

VIII - partido político com representação no Congresso Nacional (Legitimado Universal); Legitimado Especial, necessário pertinência temática

IV - a Mesa de Assembleia Legislativa ou da Câmara Legislativa do Distrito Federal

(Legitimado Especial, necessário pertinência temática);

V - o Governador de Estado ou do Distrito Federal (Legitimado Especial, necessário

pertinência temática);

VI

- o Procurador-Geral da República (Legitimado Universal);

IX

- confederação sindical ou entidade de classe de âmbito nacional (Legitimado

Especial, necessário pertinência temática).

§ 1º - O PGR deverá ser previamente ouvido nas ADIs e em todos os processos de

competência do STF.

§ 2º - Declarada a inconstitucionalidade por omissão de medida para tornar efetiva norma constitucional, será dada ciência ao Poder competente para a adoção das

providências necessárias e, em se tratando de órgão administrativo, para fazê-lo em 30 dias.

§ 3º - Quando o STF apreciar a inconstitucionalidade, em tese, de norma legal ou ato normativo, citará, previamente, o Advogado-Geral da União, que defenderá o ato ou texto impugnado.

previamente, o Advogado-Geral da União, que defenderá o ato ou texto impugnado. Exame de Ordem Damásio

Exame de Ordem

Damásio Educacional