Você está na página 1de 5

QUEIMA DO DIABO

Cena I – A queda do Homem


Narrador: “No princípio, criou Deus os céus e a terra”
(Gen. 1, 1) e antes da criação do homem, um anjo
disse não a Deus e a seu reino:
Diabo: “Erguerei o meu trono acima das estrelas de
Deus; eu me assentarei no monte da assembleia, no
ponto mais elevado do monte santo. Subirei mais alto
que as mais altas nuvens; serei como o Altíssimo"
(Isaías 14:12-14). Não servirei!
Narrador: Decaído, lançado fora do céu, Lúcifer quis
associar o homem a sua revolta com Deus.
Diabo: Comais, pois, “se abrirão os vossos olhos, e
sereis como Deus” (Gênesis 3:5)
Narrador: Esta foi a tentação da serpente e o Homem
caindo nas ciladas do demônio, deixou morrer em seu
coração a confiança em seu Criador e, abusando de
sua liberdade, desobedeceu ao mandamento de Deus.
Pelo pecado original o Diabo adquiriu certa
dominação sobre o homem, embora este continuasse
livre.
Cena II – Encarnação
Narrador: Eis que parecia certa a vitória do Demônio,
mas, Deus não nos abandonou, anunciou o combate
entre a antiga serpente e a Mulher e a vitória final de
seu Cristo sobre o pérfido demônio.
Então na plenitude dos tempos uma mulher chamada
Maria, “foi adornada por Deus com dons dignos de
uma tão grande missão” (LG 56)" trazer em seu seio
o Salvador e vencedor de Satanás.
Anjo: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo. Não
temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus.
Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás
o nome de Jesus. Ele será grande e chamar-se-á Filho
do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu
Pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó, e o
seu reino não terá fim. (Lucas 1:26-33)
Maria: Como se fará isso, pois não conheço homem
algum?
Anjo: O Espírito Santo descerá sobre ti, e a força do
Altíssimo te envolverá com a sua sombra. Por isso
aquele que nascer de ti será chamado Filho de Deus.
Maria: Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim
segundo a tua palavra. (Lucas 1:34-38)
Cena III – Morte de Cristo
Narrador: ... Crucifixão
Unido ao Mistério da encarnação estava o da Cruz,
pois, Cristo assumiu toda a realidade humana
degradada pelo pecado, fê-la sua, e a ofereceu
filialmente ao Pai. Deste modo venceu o pecado e
derrotou ao demônio: pois era necessário que o Filho
do Homem, padecesse muitas coisas, fosse rejeitado
pelos anciãos, pelos príncipes dos sacerdotes e pelos
escribas e fosse levado a morte. (Lc 9, 22)
Jesus: “Mulher eis ai o teu filho! Filho eis aí tua Mãe.

“Tudo está consumado. ”
Pietá
... Sepulcro(Camarim)
(Inclina a cabeça e morre)

Cena IV- Discípulos


... Ressurreição
Após sua morte os seu não compreenderam suas
palavras, mas, Cristo aparece aos seus, confirmando
sua divindade e sua vitória sobre a morte e o poder do
demônio.
Jesus: A Paz esteja convosco!
(Discípulos se olham perturbados)
Jesus: Porque estais perturbados e porque surgem
essas dúvidas em seus corações? Vede minhas mãos
e meus pés: sou eu!
Eis que eu enviarei sobre vós o Espírito que meu
Pai prometeu.
Ide por todo o mundo e fazei discípulos entre
todas as nações, batizando-as em nome do Pai, do
Filho e do Espirito Santo e ensinando-as tudo quanto
vos ordenei. E eis que estarei convosco até o fim dos
tempos.

Cena V – Vitória de Cristo

Narrador: Eis a Vitoria de Cristo Senhor e Redentor


de todo o universo. Vencedor da morte e vencedor do
Demônio, aquele que nasceu de uma virgem toda pura
e sem mancha de pecado que pisou e derrotou a antiga
serpente. Aquele que derramando seu sangue na cruz
destruiu o poder do maligno sobre o Homem, aquele
que constituiu a Igreja continuadora de sua Salvação
e depositaria de sua verdade.
Mas a vinda segunda anuncia que o Cristo Senhor vai
chegar, para abrir-nos as portas do reino e os eleitos
no céu coroar. Ó Cristo, rei piedoso, a vós e ao Pai
toda a gloria, com o Espírito Santo: eterna honra e
vitória.