Você está na página 1de 9

11/12/2017

DIREITOS HUMANOS

11 DE DEZEMBRO DE 2017

Instituto Superior de Serviço Social do Porto


2º ano – Serviço Social
Docente: Adriana Neves
adriana.neves@isssp.pt

SUMÁRIO 1
I- OS MECANISMOS NACIONAIS DE
PROTECÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS

II- OS MECANISMOS INTERNACIONAIS E


REGIONAIS DE PROTECÇÃO DOS DIREITOS
HUMANOS
2
11/12/2017

OS MECANISMOS NACIONAIS DE PROTECÇÃO DOS


DIREITOS HUMANOS
1. Os meios de defesa jurisdicionais

Garantia de acesso aos tribunais (art. 20.°/1) Princípio estruturante do


Estado de Direito
A todos é assegurado o acesso ao direito e aos tribunais para defesa dos seus
direitos e interesses legalmente protegidos, não podendo a justiça ser
denegada por insuficiência de meios económicos

Protecção através de um processo justo (art. 20. °/4)


Todos têm direito a que uma causa em que intervenham, seja objecto de
decisão em prazo razoável e mediante processo equitativo.

Processo justo
Um processo legal, justo e adequado em que os juízes, baseados em
princípios constitucionais de justiça podem e devem analisar os requisitos
intrínsecos da lei e aplicá-los segundo as condições particulares de cada caso.

OS MECANISMOS NACIONAIS DE PROTECÇÃO DOS 3


DIREITOS HUMANOS
1. Os meios de defesa jurisdicionais

Direito à tutela jurisdicional


Direito de acesso aos tribunais, concebido com uma dupla dimensão:

Direito de defesa ante os tribunais e contra actos dos poderes públicos

Dever de protecção do Estado e direito do particular a exigir protecção


perante a violação dos seus direitos por terceiros

Direito à execução das sentenças dos tribunais


É uma dimensão objectiva da legalidade democrática e também um direito
subjectivo público do particular.
4
11/12/2017

OS MECANISMOS NACIONAIS DE PROTECÇÃO DOS


DIREITOS HUMANOS
1. Os meios de defesa jurisdicionais

Direito à execução das sentenças dos tribunais


É uma dimensão objectiva da legalidade democrática e também um direito
subjectivo público do particular.

Direito de acesso à Justiça Administrativa


O art. 266.° garante aos particulares, tutela jurisdicional efectiva dos seus
direitos ou interesses legalmente protegidos. Esta garantia possui a qualidade
de direito análogo aos direitos, liberdades e garantias.

OS MECANISMOS NACIONAIS DE PROTECÇÃO DOS 5


DIREITOS HUMANOS
1. Os meios de defesa jurisdicionais

Princípio da plenitude da garantia jurisdicional administrativa


A garantia de impugnação judicial de actos ou normas administrativas
lesivas de direitos e interesses legalmmente protegidos (art. 268.°/4 e ss),
significa protecção contra qualquer actuação da administração lesiva desses
direitos ou interesses.

Direito a invocar a ilegalidade ou a inconstitucionalidade


Os particulares podem, nos factos submetidos à apreciação de qualquer
tribunal e em que sejam parte, invocar a inconstitucionalidade de qualquer
norma ou a ilegalidade de actos normativos violadores de leis com valor
reforçado, fazendo assim funcionar o sistema de controlo subjectivo da
constitucionalidade. Em conexão com este direito está o direito de recurso
para o Tribunal Constitucional..
6
11/12/2017

OS MECANISMOS NACIONAIS DE PROTECÇÃO DOS


DIREITOS HUMANOS
1. Os meios de defesa jurisdicionais

Acção de responsabilidade contra entidades públicas (arts. 22.°)


O Estado e as demais entidades públicas são civilmente responsáveis, em
forma solidária com os titulares dos seus órgãos, funcionários ou agentes, por
acções ou omissões praticadas no exercício das suas funções e por causa
desse exercício, de que resulte violação dos direitos, liberdades e garantias ou
prejuízo para outrem.

Direito de acção popular (art. 52.°/3)


É conferido a todos, pessoalmente ou através de associações de defesa dos
interessses em causa, o direito de acção popular nos casos e termos previstos
na lei, incluindo o direito de requerer para o lesado ou lesados a
correspondente indemnização.

OS MECANISMOS NACIONAIS DE PROTECÇÃO DOS 7


DIREITOS HUMANOS

2. Os meios de defesa não jurisdicionais

Direito de resistência (art; 21.°)


"Ultima ratio" do cidadão ofendido nos seus direitos, liberdades e garantias,
por actos do poder público ou por acções de entidades privadas.

Direito de petição (art. 52.°/1/2)


Faculdade reconhecida aos indivíduos de se dirigir a quaiquer autoridades
públicas apresentando petições, representações, reclamações ou queixas
destinadas à defesa dos seus direitos, das leis ou do interesse geral.
8
11/12/2017

OS MECANISMOS NACIONAIS DE PROTECÇÃO DOS


DIREITOS HUMANOS

2. Os meios de defesa não jurisdicionais

Direito a um procedimento justo


Existência de procedimentos colectivos, possibilitadores da intervenção
colectiva dos cidadãos na defesa dos direitos económicos, sociais e culturais
de grande relevância para a existência colectiva.

Direito à autodeterminação informativa (art. 35.°)


Faculdade de o particular determinar e controlar a utilização dos seus dados
pessoais.

este revogar o acto lesivo dos direitos do recorrente

OS MECANISMOS NACIONAIS DE PROTECÇÃO DOS 9


DIREITOS HUMANOS

2. Os meios de defesa não jurisdicionais

Direito ao arquivo aberto (art. 268.°/1 e /2)


O direito de acesso aos arquivos e registos administrativos e também, direito a
uma comunicação aberta entre as autoridades e os cidadãos.

Garantias impugnatórias no procedimento administrativo


Os particulares podem defender os seus direitos junto da própria
administração, através do recurso hierárqico administrativo, recorrendo
para o órgão superior, podendo
10
11/12/2017

OS MECANISMOS
INTERNACIONAIS E
REGIONAIS DE
PROTECÇÃO DOS
DIREITOS HUMANOS

OS MECANISMOS INTERNACIONAIS E REGIONAIS 11


DE
PROTECÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS

1. A protecção internacional dos Direitos Humanos

ONU
Os direitos humanos estiveram na base da
criação da ONU e constituem um dos seus
objectivos (cf. artigo 1.º, n.º 3 da Carta). A
elaboração de instrumentos de direitos
humanos e a promoção do gozo destes
direitos foram, aliás, uma das primeiras
tarefas a que as Nações Unidas se
dedicaram, desde a sua fundação.
12
11/12/2017

OS MECANISMOS INTERNACIONAIS E REGIONAIS DE


PROTECÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS

1. A protecção internacional dos Direitos Humanos

Logo em 1948, a Assembleia Geral proclamou a Declaração Universal dos


Direitos do Homem, elaborada em tempo recorde pela Comissão de Direitos
Humanos, órgão criado em 1946, escassos meses após a fundação da ONU.

.Existem dois tipos principais de órgãos de direitos humanos no sistema da


ONU: os órgãos da Carta e os órgãos dos tratados. A estes se juntam outros
órgãos que, não pertencendo à estrutura da ONU em sentido estrito, integram
o sistema das Nações Unidas devido às relações especialmente estreitas que
mantêm com a Organização

OS MECANISMOS INTERNACIONAIS E REGIONAIS 13


DE
PROTECÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS

1. A protecção internacional dos Direitos Humanos


Os órgãos da Carta
A sua legitimidade deriva da Carta das Nações Unidas e não de qualquer
tratado de direitos humanos em particular. Têm pois jurisdição sobre todos os
Estados membros da ONU. São eles:
- Assembleia Geral
- Conselho de Direitos Humanos e seus mecanismos subsidiários
(Procedimentos Especiais, Mecanismo de Revisão Periódica Universal,Comité
Consultivo, Procedimento de Queixa e Outros Grupos de Trabalho)
- Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos
Fundos Voluntários
Conselho Económico e Social e suas comissões funcionais
Conselho de Segurança
Tribunal Internacional de Justiça
Fundos e Programas Autónomo
14
11/12/2017

OS MECANISMOS INTERNACIONAIS E REGIONAIS DE


PROTECÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS

1. A protecção internacional dos Direitos Humanos


Os órgãos dos tratados
Nove comités de peritos independentes criados por cada um dos principais
tratados de direitos humanos da ONU para controlar a sua aplicação pelos
respectivos Estados Partes.
Comité dos Direitos do Homem
Comité dos Direitos Económicos, Sociais e Culturais
Comité para a Eliminação da Discriminação Racial
Comité para a Eliminação da Discriminação contra as Mulheres
Comité contra a Tortura
Comité dos Direitos da Criança
Comité para a Protecção dos Direitos de Todos os Trabalhadores
Migrantes e dos Membros das suas Famílias
Comité dos Direitos das Pessoas com Deficiência
Comité sobre os Desaparecimentos Forçados

OS MECANISMOS INTERNACIONAIS E REGIONAIS 15


DE
PROTECÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS

1. A protecção internacional dos Direitos Humanos


Outras entidades
Não pertencentes à estrutura da ONU mas que, devido às especiais relações
que mantêm com esta, integram o sistema de protecção dos direitos humanos
das Nações Unidas.
Tribunal Penal Internacional
Outros tribunais internacionais
Conferências internacionais
Agências especializadas
16
11/12/2017

OS MECANISMOS INTERNACIONAIS E REGIONAIS DE


PROTECÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS
1. A protecção internacional dos Direitos Humanos

OS MECANISMOS INTERNACIONAIS E REGIONAIS 17


DE
PROTECÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS

2. A protecção regional dos Direitos Humanos

Dividindo-se especificamente em três:

a) Sistema Africano,

b)Sistema Interamericano

c)Sistema Europeu A Convenção Europeia dos


Direitos do Homem de
1950

Tribunal Europeu dos Direitos do Homem


18