Você está na página 1de 58

CUSTOS DE PRODUÇÃO

Curso Técnico
© SENAI - PR, 2004

CIP: 0332AA0102004

Elaboração Técnica Hugo Armando Cerón


Revisão Técnica

Equipe de editoração

Coordenação Márcia Donegá Ferreira Leandro


Diagramação Elaine Przybycien
Ilustração Elaine Przybycien
Capa Ricardo Mueller de Oliveira

Ficha Catalográfica
NIT - Núcleo de Informação Tecnológica
Diretoria de Tecnologia SENAI - DR/PR

S474c SENAI. PR
Custos de Produção / SENAI. PR. --
Curitiba, 2004.

58 p.

1. Custo.

CDU: 657.471

Direitos reservados ao
SENAI — Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial
Departamento Regional do Paraná
Avenida Cândido de Abreu, 200 - Centro Cívico
Telefone: (41) 350-7000
Telefax: (41) 350-7101
E-mail: senaidr@pr.senai.br
CEP 80530-902 — Curitiba - PR
SUMÁRIO

INTRODUÇÃO ...................................................................................................................... 5
l - CONTABILIDADE DE CUSTOS ........................................................................................ 7
1.1 - Objetivos de um Sistema de Custos ............................................................................. 8
1.2 - Funções da Contabilidade de Custos ............................................................................ 8
2.1 - Definição de Custos ..................................................................................................... 9
2.2 - Terminologia Contábil .................................................................................................... 9
ll - CUSTOS DE PRODUÇÃO .............................................................................................. 9
2.3 - Elementos de Custos ................................................................................................. 10
2.4 - Formação dos Custos ................................................................................................ 12
2.5 - Classificação dos Custos ........................................................................................... 12
2.6 - OUTROS TIPOS DE CUSTOS .................................................................................. 18
3.1 - Conceituação e Origens ............................................................................................. 21
lll - CUSTEIO BASEADO NAS ATIVIDADES ....................................................................... 21
3.2 - Principais objetivos do custeio ABC ............................................................................ 22
3.3 – Etapas para Implantação do sistema ABC ................................................................. 23
3.4 - CUSTEAR ATIVIDADES ............................................................................................. 24
3.5 - Análise do Ponto de Equilíbrio ..................................................................................... 30
3.6 - Escolha de Processos ................................................................................................ 32
4.1 - Vida econômica e obsolescência ................................................................................ 37
4.2 - Depreciação ............................................................................................................... 37
lV - OBSOLESCÊNCIA, DEPRECIAÇÃO E IMPOSTOS .................................................... 37
Método Linear ..................................................................................................................... 38
4.3 - O efeito dos impostos ................................................................................................. 39
5.1 - Definições financeiras ................................................................................................. 41
V - TIPOS DE DECISÕES ECONÔMICAS ......................................................................... 41
5.2 - Definições Financeiras ............................................................................................... 42
5.3 - A CONTABILIDADE DE CUSTOS E A FORMAÇÃO DE PREÇOS ............................. 43
5.4 - TOMADA DE DECISÕES ........................................................................................... 44
5.5 - A DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA .............................................................. 45
6.1 - Valor presente ............................................................................................................. 51
6.2 - Período PayBack ....................................................................................................... 51
Vl – MÉTODOS PARA AVALIAR ALTERNATIVAS DE INVESTIMENTO ................................ 51
6.3 - Taxa Interna de Retorno .............................................................................................. 52
6.4 - Análise de Investimentos ............................................................................................. 53
VII - REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS .............................................................................. 58
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

...............................................
INTRODUÇÃO
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
As inovações tecnológicas que ocorreram nas últimas ...............................................
décadas e que ainda ocorrem nos campos de informática, no ...............................................
mercado financeiro e no mundo dos negócios, refletiram dire- ...............................................
tamente nas empresas industriais e de serviços. ...............................................
...............................................
Sendo assim a qualidade dos produtos e serviços torna- ...............................................
se essencial, pois este mercado globalizado em que vivemos ...............................................
fez com que houvesse aumento de competitividade a nível ...............................................
mundial e as empresas que não primarem pela qualidade de ...............................................
seus produtos e serviços estarão fora do mercado. ...............................................
...............................................
Na busca de aumentar sua competitividade, as empre- ...............................................
sas tem que necessariamente reduzir seus custos e melhorar ...............................................
a qualidade para se manter neste mercado globalizado. Então ...............................................
um melhor conhecimento destes custos é tarefa fundamental ...............................................
para o processo de tomada de decisões. ...............................................
...............................................
Por isso a contabilidade de custos tornou-se nos dias ...............................................
de hoje uma ferramenta indispensável para os administra- ...............................................
dores das empresas, para a correta formação do preço dos ...............................................
produtos e serviços e também para a definição de quais ...............................................
produtos são mais rentáveis ou não com o objetivo principal ...............................................
de maximizar os resultados da empresa com o mínimo de ...............................................
recursos possíveis. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
5
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

...............................................
l - CONTABILIDADE DE CUSTOS
...............................................
...............................................
...............................................
A contabilidade de custos tem passado por constantes ...............................................
evoluções desde o seu surgimento, até a era contemporânea. ...............................................
As mudanças ocorridas dizem respeito à evolução do siste- ...............................................
ma econômico como um todo, que passou a exigir, das orga- ...............................................
nizações, necessidades de controle cada vez mais eficazes ...............................................
como forma de controlar a utilização dos fatores de produção. ...............................................
Os objetivos de controle constituem, atualmente, condição de ...............................................
sobrevivência das organizações. ...............................................
...............................................
A Contabilidade de Custos teve sua origem na Era ...............................................
Mercantilista, no século XVIII, e utilizava como principal fonte ...............................................
de dados a Contabilidade Geral ou Financeira. ...............................................
...............................................
Nesta época as empresas viviam basicamente do co- ...............................................
mércio, não existiam ainda as indústrias e, portanto, as ne- ...............................................
cessidades de controle eram menores. O preço de compra ...............................................
das mercadorias eram facilmente obtidos mediante consulta ...............................................
aos documentos de aquisição. ...............................................
...............................................
O controle de custos consistia, apenas, em fazer um ...............................................
levantamento dos estoques de início de período, adicionar as ...............................................
compras efetuadas no mesmo período e deduzir deste total ...............................................
as mercadorias que ainda restavam por vender. ...............................................
...............................................
Com a revolução industrial, surgiram as grandes indús- ...............................................
trias de transformação e os sistemas de produção passaram ...............................................
a ser mais complexos exigindo assim uma maior evolução da ...............................................
contabilidade de custos. ...............................................
...............................................
Atualmente a Contabilidade de Custos apresenta-se ain- ...............................................
da como fator fundamental para o planejamento, controle e ...............................................
tomada de decisões econômicas, principalmente definir entre ...............................................
alternativas de investimentos, como, por exemplo fabricar in- ...............................................
ternamente ou comprar de terceiros, lançar novos produtos, ...............................................
aceitar uma encomenda especial, formar preço de venda, ...............................................
priorizar um produto em detrimento de outro, cortar um produ- ...............................................
to ou linha de produto, etc. ...............................................
7
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

1.1 - OBJETIVOS DE UM SISTEMA DE CUSTOS ...............................................


...............................................
Quanto aos objetivos de um Sistema de Custos, desta- ...............................................
camos a abordagem de Kaplan, que identificou os seguintes ...............................................
objetivos a serem alcançados por um sistema de Custos: ...............................................
...............................................
1. A avaliação dos estoques para relatórios financeiros e ...............................................
fiscais, alocando os custos de produção entre produtos ...............................................
vendidos e em estoques; ...............................................
...............................................
2. Controle operacional, fornecendo informações para ge- ...............................................
rentes de produção sobre os recursos consumidos du- ...............................................
rante o período; ...............................................
...............................................
3. Apuração individual dos custos dos produtos. ...............................................
...............................................
...............................................
1.2 - FUNÇÕES DA CONTABILIDADE DE CUSTOS ...............................................
...............................................
1. Ajudar a determinar um preço normal ou satisfatório para ...............................................
os produtos vendidos; ...............................................
2. Ajudar a fixar um limite mínimo para as reduções de ...............................................
preço; ...............................................
3. Determinar os produtos mais rentáveis e os não ren- ...............................................
táveis; ...............................................
4. Controlar os estoques; ...............................................
5. Fixar um valor para os estoques; ...............................................
6.Testar a eficiência de diferentes processos; ...............................................
7. Testar a eficiência de diferentes departamentos; ...............................................
8. Detectar perdas, desperdícios e roubos; ...............................................
9. Separar o custo da ociosidade do custo de produção de ...............................................
bens. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
8
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

...............................................
ll - CUSTOS DE PRODUÇÃO
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
2.1 - DEFINIÇÃO DE CUSTOS
...............................................
...............................................
Provavelmente nenhuma outra palavra no vocabulário
...............................................
técnico-contábil é usada com tanta variedade de sentidos como
...............................................
o termo “custos”. Entretanto, um essencial pré-requisito para
...............................................
subseqüentes discussões a respeito de custos é o conheci-
...............................................
mento do seu significado e dos seus diversos usos.
...............................................
...............................................
Basicamente podemos definir os custos como sendo a
...............................................
soma, em termos monetários, dos valores de bens e servi-
...............................................
ços consumidos na produção de um novo bem ou serviço.
...............................................
...............................................
...............................................
2.2 - TERMINOLOGIA CONTÁBIL
...............................................
...............................................
Conceituam-se como Gastos a renúncia de um ativo
...............................................
pela entidade com a finalidade de obtenção de um bem ou
...............................................
serviço, representada pela entrega ou promessa de entrega
...............................................
de bens ou direitos (normalmente dinheiro) pela empresa. Os
...............................................
gastos se concretiza quando os bens ou serviços adquiridos
...............................................
são prestados ou passam a ser de propriedade da empresa.
...............................................
...............................................
Desembolso é o pagamento resultante da aquisição de
...............................................
um bem ou serviço, ele pode ocorrer antes, durante ou depois
...............................................
a entrada do bem comprado.
...............................................
...............................................
Investimento é o gasto com bem ou serviço ativado em
...............................................
função de sua vida útil ou de benefícios atribuíveis a períodos
...............................................
futuros. Ex.: Aquisição de Matéria-Prima, de Imóveis, de Mó-
...............................................
veis, de Material de escritório, etc.
...............................................
...............................................
Custo é o gasto relativo a um bem ou serviço utilizado
...............................................
na produção de outros bens e serviços desde que relaciona-
...............................................
dos ao processo produtivo da empresa.
...............................................
...............................................
...............................................
9
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

Despesa é o gasto com bens e serviços não utilizados ...............................................


nas atividades produtivas e consumidos com a finalidade de ...............................................
obtenção de receitas, são os gastos necessários para a ven- ...............................................
da dos produtos. Ex: gastos administrativos, financeiros. ...............................................
...............................................
Perda é um gasto não intencional decorrente de fatores ...............................................
externos fortuitos ou da atividade produtiva normal da empre- ...............................................
sa, ocorrem de forma anormal e involuntária em relação a ati- ...............................................
vidade principal da empresa. ...............................................
...............................................
Em termos práticos, nem sempre é fácil distinguir custo ...............................................
e despesa. Pode-se, entretanto, propor uma regra simples do ...............................................
ponto de vista didático: todos os gastos realizados com o pro- ...............................................
duto até que se este esteja pronto, são Custos; a partir daí, ...............................................
são Despesas. Assim, por exemplo, gastos com embalagens ...............................................
são Custos se realizados no âmbito do processo produtivo (o ...............................................
produto é vendido embalado); são Despesas, se realizados ...............................................
após a produção (o produto pode ser vendido com ou sem ...............................................
embalagem). ...............................................
...............................................
...............................................
2.3 - ELEMENTOS DE CUSTOS ...............................................
...............................................
Custos Primários ...............................................
v Material Direto; ...............................................
v Mão-de-Obra Direta. ...............................................
...............................................
Gastos gerais da fabricação ...............................................
v Mão-de-Obra Indireta ...............................................
v Material Indireto; ...............................................
v Outras Despesas Indiretas. ...............................................
...............................................
...............................................
Custos Primários ...............................................
...............................................
Material Direto é todo aquele material que é parte inte- ...............................................
grante e essencial do produto. Ex.: A borracha para o pneu, a ...............................................
celulose para o papel, a madeira para o móvel. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
10
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

Mão-de-Obra Direta é composta por todo o trabalho ...............................................


aplicado diretamente na execução do produto ou suas partes ...............................................
componentes, seja esse trabalho especializado ou não. Ex.: ...............................................
O trabalho do tecelão para a fabricação do tecido, o trabalho ...............................................
das costureiras na confecção dos vestuários etc. ...............................................
...............................................
...............................................
Gastos gerais da fabricação ...............................................
...............................................
Como anteriormente citado, os Gastos Gerais de Fabri- ...............................................
cação são formados pela Mão-de-Obra Indireta, Material Indi- ...............................................
reto e Outras Despesas Indiretas ocorridas na fabricação e ...............................................
que não se identificam com nenhum produto em particular. ...............................................
...............................................
Mão-de-Obra Indireta é todo o trabalho realizado no se- ...............................................
tor da fabricação não pertinente especificamente a nenhum pro- ...............................................
duto ou partes componentes. Ex.: Encarregados, Mestres etc. ...............................................
Esse item pode, ainda, ser definido como compreendendo os ...............................................
trabalhos auxiliares ou de assessoramento de uma certa pro- ...............................................
dução. Pode-se, portanto, dizer que a mão-de-obra indireta en- ...............................................
globa, principalmente, trabalhos relacionados com o controle e ...............................................
o planejamento da produção tais como aqueles desenvolvidos ...............................................
por apontadores, programadores, controladores etc. ...............................................
...............................................
Material Indireto é o material empregado nas ativida- ...............................................
des auxiliares da produção, ou cuja pertinência ao produto ...............................................
inexiste ou é praticamente nula. Por exemplo, os materiais uti- ...............................................
lizados pela manutenção da fábrica, materiais de embalagem, ...............................................
abrasivos etc. ...............................................
...............................................
Outras Despesas Indiretas – Em regra geral são as ...............................................
despesas que dizem respeito à existência do setor fabril, à ...............................................
sua manutenção e conservação. São os aluguéis dos edifíci- ...............................................
os industriais, seguros das edificações ou de acidentes do tra- ...............................................
balho, depreciações etc. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
11
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

2.4 - FORMAÇÃO DOS CUSTOS ...............................................


...............................................
Partindo da idéia já exposta de que o fato gerador dos ...............................................
custos é a utilização de recursos humanos e materiais com o ...............................................
intuito de produzir-se um novo bem ou serviço, podemos dis- ...............................................
tinguir os seguintes componentes básicos do custo: ...............................................
...............................................
A utilização de: ...............................................
...............................................
Recursos Materiais ...............................................
1) Matérias-Primas ...............................................
2) Outros Materiais ...............................................
...............................................
Recursos Humanos ou Serviços ...............................................
1) Prestados por Pessoas Físicas Vinculadas à Empresa ...............................................
2) Prestados por Terceiros ...............................................
3) Utilização de Outros Recursos (transporte, água, luz, ...............................................
energia, segurança etc.). ...............................................
...............................................
...............................................
2.5 - CLASSIFICAÇÃO DOS CUSTOS ...............................................
...............................................
Quanto à Natureza do Custo e sua relação com o ...............................................
Produto Fabricado ...............................................
...............................................
Em toda a empresa industrial reconhecem-se dois tipos ...............................................
de funções diferentes: a função de produção e a função de ...............................................
comercialização. Atendendo a esta conceituação, divide-se, ...............................................
modernamente, o Custo Total em custo Industrial e em Des- ...............................................
pesas Comerciais. ...............................................
...............................................
Analisando-se separadamente o Custo Industrial (tam- ...............................................
bém chamado de Custo de Produção ou Fabricação), obtém- ...............................................
se a seguinte subdivisão: ...............................................
...............................................
v Custos Primários ou Diretos; ...............................................
v Gastos Gerais de Fabricação, de Transformação, de Con- ...............................................
versão ou indiretos; ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
12
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

CUSTOS DIRETOS DE FABRICAÇÃO – podem ser ...............................................


definidos como aqueles elementos do custo que podem ser ...............................................
identificados com um produto específico. ...............................................
...............................................
CUSTOS INDIRETOS DE FABRICAÇÃO são todos ...............................................
os outros custos industriais, que não podem ser identificados ...............................................
com um produto específico, e sim alocados ou distribuídos ...............................................
aos produtos na base de rateio. ...............................................
...............................................
Convém não esquecer que também entre as despesas ...............................................
podemos distinguir despesas diretas e indiretas. ...............................................
...............................................
...............................................
Em Função da Variabilidade do Custo ...............................................
...............................................
De acordo com o seu comportamento em face de dife- ...............................................
rentes volumes de produção, classificam-se os Custos em ...............................................
Fixos e Variáveis. Para a Contabilidade de Custos esta distin- ...............................................
ção é de suma importância graças às informações que possi- ...............................................
bilitam à direção da empresa. ...............................................
...............................................
CUSTO E DESPESAS VARIÁVEIS são aqueles que ...............................................
acompanham o crescimento do volume de produção, venda e ...............................................
prestação de serviços na mesma proporção ou com a mes- ...............................................
ma intensidade. Matematicamente, os Custos Variáveis são ...............................................
uma função linear do volume de produção. Exemplo de Custo ...............................................
Variáveis são a Mão-de-Obra Direta e os Materiais Diretos, ...............................................
Comissões do pessoal de vendas. ...............................................
...............................................
As características principais dos Custos e despesas ...............................................
Variáveis são: ...............................................
...............................................
v o seu montante total varia em proporção direta com o ...............................................
volume de produção; ...............................................
v apresentam valor constante por unidade de produção, ...............................................
independente da quantidade produzida; ...............................................
v é fácil a obtenção do seu valor nos vários departamen- ...............................................
tos por onde é processado; ...............................................
v o controle de seu consumo também é efetuado com sim- ...............................................
plicidade pelos responsáveis de cada departamento. ...............................................
...............................................
13
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

CUSTOS E DESPESAS FIXAS são aqueles que, den- ...............................................


tro de uma determinada escala de produção, permanecem ...............................................
constantes não se alterando com as modificações da quanti- ...............................................
dade produzidas. Na interpretação matemática eles são uma ...............................................
função constante a qualquer volume de produção. Ex: aluguel, ...............................................
ordenados do pessoal da administração, etc. ...............................................
...............................................
As características dos Custos e Despesas Fixas são: ...............................................
...............................................
v o seu valor total é constante dentro de uma faixa consi- ...............................................
derável de produção; ...............................................
v apresentam diminuição do valor por unidade de produto ...............................................
na medida em que a produção aumenta; ...............................................
v a sua distribuição pelo departamento é problemática, de- ...............................................
pendendo, às vezes, de critérios adotados pela adminis- ...............................................
tração ou em outros casos por meio de métodos ...............................................
contábeis; ...............................................
v o controle dos seus valores, bem como de sua incidên- ...............................................
cia está ligado diretamente à alta administração Ex.: Sa- ...............................................
lários de chefes encarregados, aluguel, depreciação, se- ...............................................
guros, imposto predial, apontadores etc. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
14
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

CUSTOS
São os gastos que envolvem aquisição de produtos para revenda, recursos para a
geração de serviços ou matéria prima para produção.

CUSTOS DIRETOS
São diretamente apropriáveis ao produto.

CUSTOS INDIRETOS
São apropriáveis ao produto mediante rateio dos gastos relacionados.

CUSTOS FIXOS
Seu montante não varia em função do volume de produção ou vendas.

CUSTOS VARIÁVEIS
Seu montante varia em função do volume de produção ou vendas.

GASTOS

DESPESAS
Gastos relativos à venda de mercadorias e administração da empresa,
ou seja, aplicados diretamente na obtenção das receitas.

DESPESAS VARIÁVEIS
São os gastos de comercialização diretamente
relacionadas com o volume de vendas.

DESPESAS FIXAS
São os gastos de comercialização que ocorrem
inpedenpendentemente do volume de vendas.

15
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

Solucionando
Problemas

Exercício:
Identificação de custos:
A Sra Isaura sempre gostou de fazer doces, especialmente o de abóbora, que é
muito elogiado por suas amigas, então ela resolveu fazer seu doce de abóbora para
vender, mas como ela irá saber o quanto deve cobrar? Vamos ajudá-la a resolver este
problema identificando os custos para a formação do preço.

Receita
DOCE DE ABÓBORA
Ingredientes:
8 kg de abóbora
1,5 Kg de açúcar
150 gramas de coco ralado
6 gramas de cravo-da índia
3 xícaras de água

Modo de fazer:
Numa panela grande, com tampa, coloque a abóbora descascada
e picada em pequenos pedaços para cozinhar.
Adicione as 3 xícaras de água e deixe cozinhar, mexendo de vez
em quando, até secar.
Depois coloque o açúcar e o cravo-da índia, mexa bem e apure
por aproximadamente 50 minutos. Então acrescente o coco ralado e
deixe no fogo por mais 25 minutos, mexendo sempre.

Tempo de preparo:
Uma hora e quinze minutos de cozimento e uma hora e quinze
minutos de apuração (2 horas e meia no total).

Rendimento:
5 Kg, aproximadamente.

16
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

Solucionando
Problemas

Consideremos que os preços pagos pelos ingredientes foram os seguintes:


8 Kg de abóbora ..............................................................................8,40
1,5 Kg de açúcar .............................................................................1,95
150 gramas de coco ralado .............................................................3,70
6 gramas de cravo-da índia .............................................................0,80
Total .....................................................................................................14,85

Consideremos também os outros itens utilizados para fazer o doce:


v cozinha
v mesa
v faca
v panela
v fogão
v colher
v água
v gás
v energia elétrica
v compoteira

Vamos identificar quais custos são diretos, indiretos, fixos e variáveis e como for-
maremos com a identificação dos custos o preço para a venda do doce de abóbora.

17
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

2.6 - OUTROS TIPOS DE CUSTOS ...............................................


...............................................
Em sua atividade profissional, o administrador terá fre- ...............................................
qüentes oportunidade de se encontrar, ainda, com outros ti- ...............................................
pos de denominações referentes a custos entre as quais des- ...............................................
tacamos: ...............................................
...............................................
CUSTOS ESTIMADOS são os custos esperados de pro- ...............................................
dução ou aquisição em termos de uma unidade do produto, ...............................................
computados na base das informações disponíveis anteriormen- ...............................................
te à produção e à compra. ...............................................
...............................................
CUSTO DO PRODUTO é o custo associado com as ...............................................
unidades produzidas, envolvendo o material, a mão-de-obra e ...............................................
os gastos de fabricação. ...............................................
...............................................
CUSTOS FUTUROS são os custos esperados para ...............................................
uma data futura. ...............................................
...............................................
CUSTOS CONTROLÁVEIS são os custos que uma de- ...............................................
terminada unidade da organização tem autoridade de incorrer. ...............................................
...............................................
CUSTOS NÃO CONTROLÁVEIS são os custos relati- ...............................................
vos a uma unidade organizacional mas incorrido e controlado ...............................................
por outra. ...............................................
...............................................
CUSTOS DESEMBOLSÁVEIS são os custos que após ...............................................
sua decisão significam desembolso de caixa. ...............................................
...............................................
CUSTOS TRANSFERíVEIS são aqueles custos que ...............................................
podem ser adiados para o futuro com pequeno efeito na efici- ...............................................
ência operacional da empresa. ...............................................
...............................................
CUSTOS PERDIDOS são os custos históricos ...............................................
irrecuperáveis em determinadas situações. Exemplo: cance- ...............................................
lamento da compra de uma máquina após o pagamento da ...............................................
primeira parcela. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
18
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

CUSTO MARGINAL é o aumento ou diminuição no custo ...............................................


total decorrente de uma pequena variação no custo variável. ...............................................
Pode ser chamado também de incremental, diferencial ou custo ...............................................
direto excluindo qualquer elemento do custo fixo. ...............................................
...............................................
CUSTOS DE OPORTUNIDADE são os custos que re- ...............................................
presentam o quanto a empresa sacrificou em termos de re- ...............................................
muneração por ter aplicado seus recursos numa alternativa ...............................................
ao invés de outra. Usou-se seus recursos para a compra de ...............................................
equipamentos para a produção de sorvetes, o custo de opor- ...............................................
tunidade desse investimento é o quanto a empresa deixou de ...............................................
ganhar por não ter aplicado aquele valor em outra forma de ...............................................
investimento que talvez rendesse mais ...............................................
...............................................
CUSTOS EVITÁVEIS são os custos ocasionados pe- ...............................................
las falhas, quando o produto apresenta problemas depois da ...............................................
transferência do mesmo para o cliente, quando o sistema de ...............................................
verificação não conseguiu detectar todos os defeitos antes ...............................................
da expedição dos produtos e também as falhas antes da ...............................................
transferência do produto ao cliente. Estes custos são custos ...............................................
voluntários, e podem ser controlados e evitados, por decisão ...............................................
da empresa. ...............................................
...............................................
CUSTOS OUT-OF-POCKET são os custos desem- ...............................................
bolsados da empresa, os custos reais, mas o que realmente ...............................................
importa para o correto controle de custos na empresa são to- ...............................................
dos os custos mesmo que ainda não pagos por esta. ...............................................
...............................................
CUSTOS DE CAPITAL podem ser definidos como a taxa ...............................................
de retorno que a empresa precisa obter sobre os seus proje- ...............................................
tos de investimentos, para manter o valor de mercado de suas ...............................................
ações. Há quatro fontes básicas de fundos a longo prazo para ...............................................
a empresa: ...............................................
...............................................
a)empréstimos a longo prazo ...............................................
b)ações preferenciais ...............................................
c)ações ordinárias ...............................................
d)lucros retidos ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
19
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

...............................................
lll - CUSTEIO BASEADO NAS ATIVIDADES
...............................................
...............................................
...............................................
3.1 - CONCEITUAÇÃO E ORIGENS ...............................................
...............................................
Paralelamente à introdução de novas tecnologias de pro- ...............................................
dução, como o Controle Integrado de Manufatura (CIM) e a ...............................................
consequente fabricação de uma ampla variedade de produtos ...............................................
em pequenos lotes, novos modelos de custos foram desen- ...............................................
volvidos visando ao seu aperfeiçoamento e à adequação aos ...............................................
novos ambientes. Surgiu, assim, o conceito de “Custeio Ba- ...............................................
seado em Atividades” (ABC – Activity Based Costing). ...............................................
...............................................
O Custeio ABC difere do método tradicional, principal- ...............................................
mente por sua definição de centros de custos de atividades e ...............................................
pela forma de apropriação dos custos por intermédio de ...............................................
direcionadores, assim entendido por determinados fatores que ...............................................
influenciam a quantidade de trabalho, podendo ou não ser re- ...............................................
lacionados com o volume de produção. ...............................................
...............................................
Dizemos que um direcionador de custos é relacionado ...............................................
com o volume de produção quando o consumo de materiais é ...............................................
diretamente proporcional à quantidade produzida. Os ...............................................
direcionadores não relacionados com o volume de produção ...............................................
relacionam-se com as funções de engenharia, qualidade, pla- ...............................................
nejamento e movimentação de materiais. ...............................................
...............................................
Outra distinção para o ABC é que as atividades são clas- ...............................................
sificadas dentro de uma sistemática a unidade, lote, produto e ...............................................
atividade de suporte. Sua base é sustentada pelo consumo de ...............................................
recursos e não pelo dispêndio. Exemplo, o consumo de energia ...............................................
(recursos) para a máquina de produção ao processar peças. ...............................................
...............................................
Sendo assim, a comparação entre o sistema tradicional ...............................................
de custeio e o ABC demonstra claramente que, no método ...............................................
tradicional, por ser relacionado com volume de produção, pode ...............................................
não representar uma boa base para absorver custos. Por sua ...............................................
vez, o custeio por atividades, que abandona a relação volume, ...............................................
procurando bases mais lógicas, apresenta melhor distribui- ...............................................
ção dos custos unitários indiretos de fabricação. ...............................................
21
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

O Custeio por atividades veio ajudar na apuração dos ...............................................


custos unitários, melhorando a análise desses custos e per- ...............................................
mitindo decisões gerenciais mais conscientes. ...............................................
...............................................
...............................................
3.2 - PRINCIPAIS OBJETIVOS DO CUSTEIO ABC ...............................................
...............................................
a. Obter informação mais acurada dos custos dos produ- ...............................................
tos produzidos e ou serviços prestados; ...............................................
...............................................
b. Identificar os custos relativos das atividades e as razões ...............................................
dessas atividades serem empreendidas ...............................................
...............................................
Este método parte do princípio de que as atividades cau- ...............................................
sam custos e de que os produtos produzidos e os serviços ...............................................
prestados causam demanda por essas atividades. O ABC uti- ...............................................
liza atividades desenvolvidas nos processos de operação da ...............................................
empresa como ligação dos custos indiretos aos objetos de ...............................................
custos, definidos como produtos , linha de produtos, servi- ...............................................
ços, clientes, etc.. ...............................................
...............................................
As decisões que são afetadas por essas informações ...............................................
incluem a introdução de novos produtos e ou serviços, o ...............................................
seu apreçamento, o abandono de produtos e ou serviços ...............................................
existentes e a identificação de oportunidades de melhoria ...............................................
na produtividade. ...............................................
...............................................
Cooper e Kaplan propuseram que as atividades que eram ...............................................
utilizadas como direcionadores de custos fossem classifica- ...............................................
das por níveis de hierarquias e identificaram quatro níveis de ...............................................
atividades nas indústrias: ...............................................
...............................................
a. atividades de nível unitário, que são desempenhadas toda ...............................................
vez que uma unidade é produzida, por exemplo, custo ...............................................
dos materiais, mão-de-obra direta, energia, etc; ...............................................
...............................................
b. atividades de lote, que são desempenhadas toda vez que ...............................................
um lote é produzido, por exemplo, preparação de máqui- ...............................................
na, ordem de compra, movimentação de materiais, etc. ...............................................
...............................................
...............................................
22
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

c. atividades de sustentação de produtos, que são desem- ...............................................


penhadas para dar suporte de produção para um deter- ...............................................
minado produto, por exemplo, especificação do produto, ...............................................
engenharia de processos, etc.. ...............................................
d. atividades de sustentação do parque fabril, que são de- ...............................................
sempenhadas para dar suporte à produção dos produ- ...............................................
tos em geral, por exemplo, administração da fábrica, ...............................................
manutenção do prédio, etc.. ...............................................
...............................................
Desta forma o ABC se difere do tradicional por duas ra- ...............................................
zões básicas: ...............................................
...............................................
a. a primeira é que a alocação dos custos indiretos é reali- ...............................................
zada para as atividades em vez de para os centros de ...............................................
custos; ...............................................
...............................................
b. a segunda é a alocação estruturalmente diversa pela ...............................................
hierarquização relativa das atividades. ...............................................
...............................................
...............................................
3.3 – ETAPAS PARA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA ...............................................
ABC ...............................................
...............................................
A implantação do sistema ABC deve obedecer as se- ...............................................
guintes etapas: ...............................................
...............................................
v identificação dos processos ...............................................
v identificação das atividades relevantes ...............................................
v identificação dos direcionadores de recursos ...............................................
v atribuição dos recursos às atividades ...............................................
v identificação dos direcionadores de atividades ...............................................
v atribuição dos custos das atividades aos objetos de cus- ...............................................
teio (produtos, serviços etc.) ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
23
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

3.4 - CUSTEAR ATIVIDADES ...............................................


...............................................
3.4.1 - O significado de custear ...............................................
...............................................
Correr com a despesa. Na Contabilidade de Custos, ...............................................
correr, apurar os custos de. Logo, neste caso específico, apu- ...............................................
rar os custos das atividades. ...............................................
...............................................
...............................................
3.4.2 - O significado de atividade ...............................................
...............................................
Os conceitos relacionados à expressão atividade dizem ...............................................
respeito à utilidade e movimentação de valores, que podem ...............................................
ser bens ou serviços. Quando associada a custeio selecio- ...............................................
nou-se dois conceitos: ...............................................
...............................................
1. atividade é um processo que combina, de forma adequa- ...............................................
da, pessoas, tecnologias, materiais, métodos, tendo ...............................................
como objetivo a produção de bens e serviços. ...............................................
...............................................
2. atividade é tudo aquilo que é executado em uma empre- ...............................................
sa, consumindo recursos, para a concretização de um ...............................................
processo, sendo o processo uma cadeia ou seqüência ...............................................
de atividades interdependentes ...............................................
...............................................
Observa-se que na primeira definição a atividade é tida ...............................................
como um processo, mas não ficou claro em que consiste o ...............................................
processo. Adotando-se como uma sucessão de estados ou ...............................................
de mudanças, entende-se que a atividade ao consumir os re- ...............................................
cursos necessários para a sua efetivação é que concretizará ...............................................
um processo, e este será constituído por diversas atividades. ...............................................
Desta forma adota-se a segunda conceituação como a mais ...............................................
adequada para o estudo em pauta, por apresentar coerência ...............................................
no que foi definido. ...............................................
...............................................
Como o processo produtivo é constituído de diversas ...............................................
atividades, que estão interligadas entre si, para implementar ...............................................
um sistema de custos tendo como portador final as ativida- ...............................................
des, é necessário estruturá-lo de maneira a apreender, regis- ...............................................
trar e acumular todos recursos que foram consumidos para a ...............................................
...............................................
24
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

realização das atividades a fim de permitir a análise destes ...............................................


resultados de acordo com o objetivo desejado para o sistema ...............................................
implementado. ...............................................
...............................................
...............................................
3.4.3 - Qual a finalidade de custear atividades ...............................................
...............................................
O critério utilizado, atualmente, para custear atividade é ...............................................
denominado de Custeio Baseado em Atividades – ABC, ou no ...............................................
inglês Activity-Based Costing. Esse critério parte da premissa ...............................................
de que as diversas atividades desenvolvidas pela empresa ...............................................
geram custos e que os diversos produtos consomem/utilizam ...............................................
essas atividades. ...............................................
...............................................
Ao utilizar este tipo de custeio, afirma-se que pode ana- ...............................................
lisar os custos relacionados com as atividades que mais con- ...............................................
sumiram os recursos de uma empresa, e que mediante a ...............................................
mensuração dos recursos que foram consumidos, estabele- ...............................................
ce-se a relação de causa e efeito (análise sob a ótica da cau- ...............................................
salidade), e a eficiência e eficácia com que os recursos foram ...............................................
consumidos. ...............................................
...............................................
O ABC também é apresentado como um método de ...............................................
rastrear os custos de um negócio ou departamento para as ...............................................
atividades realizadas e de verificar como estas atividades es- ...............................................
tão relacionadas para a geração de receitas e consumo dos ...............................................
recursos. ...............................................
...............................................
Na operacionalização desse sistema, procura-se estabe- ...............................................
lecer a relação entre atividades e produtos, utilizando-se o con- ...............................................
ceito de cost drivers, ou direcionadores de custos. Apura-se o ...............................................
custo das diversas atividades, sendo esses custos alocados ...............................................
aos produtos via direcionadores específicos. Um direcionador ...............................................
de custos, é qualquer fator que cause uma alteração no custo ...............................................
de uma atividade. É um fato causal que influencia a quantidade ...............................................
de trabalho, portanto de custo, numa atividade. ...............................................
...............................................
O princípio em referência, verdadeiro prolongamento do ...............................................
princípio da competência, conduz naturalmente à divisão dos ...............................................
custos em diretos e indiretos, segundo sejam ou não ...............................................
quantificáveis nos portadores finais. ...............................................
25
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

A Contabilidade de Custos utilizará as informações já ...............................................


constantes na Contabilidade da empresa para atender a este ...............................................
objetivo, mas quando for preciso custear atividades não exis- ...............................................
tirá nenhuma conta com esta classificação específica, en- ...............................................
tão será necessário uma reestruturação no plano de con- ...............................................
tas da empresa. O custeio ABC será empregado numa ...............................................
empresa quando: ...............................................
...............................................
1. os custos indiretos representam parcela considerável dos ...............................................
seus custos industriais totais; ...............................................
...............................................
2. a produção, em um mesmo estabelecimento, é de pro- ...............................................
dutos e/ou serviços de extrema variedade no que diz res- ...............................................
peito aos processos produtivos ou aos volumes de pro- ...............................................
dução; e ...............................................
...............................................
3. trabalha com clientela diversificada, abrangendo cli- ...............................................
entes que compram muito, clientes que compram ...............................................
pouco, clientes que exigem especificações especi- ...............................................
ais, serviços adicionais e atendimentos de assistên- ...............................................
cia técnica personalizados. ...............................................
...............................................
As empresas com tais características tendem a apre- ...............................................
sentar graves distorções no custeio dos seus produtos ou ...............................................
serviços, requerendo técnicas mais acuradas para orientação ...............................................
das suas decisões gerenciais. Porém as empresas que apre- ...............................................
sentam pequena variedade de produtos, serviços e clientes e ...............................................
que adotam um processo de produção no qual o componente ...............................................
mão-de-obra direta é claramente relevante, os custos adicio- ...............................................
nais deste tipo de sistema talvez não justificasse a sua ...............................................
implementação. Aqui, observa-se algumas restrições para a ...............................................
empregabilidade deste critério. ...............................................
...............................................
O ABC ajuda a identificar custos e atividades que po- ...............................................
dem ser minimizados ou eliminados, porque ele indica preci- ...............................................
samente os geradores de custos no ciclo completo pedido-a- ...............................................
entrega-do-produto, o que ajuda a melhorar e gerenciar os pro- ...............................................
cessos. Como o ABC exige compreensão dos processos, é ...............................................
razoável que ele seja o primeiro passo na direção da melhoria ...............................................
do processo. ...............................................
...............................................
26
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

O verdadeiro valor do ABC é a maneira como a adminis- ...............................................


tração utiliza as informações, após terem sido geradas, e que ...............................................
a vantagem-chave do ABC é proporcionar uma forma mais ...............................................
precisa de encarar despesas e custos indiretos, incluindo os ...............................................
gerados fora do chão de fábrica, e que não são tipicamente ...............................................
ponderados nos cálculos de custo produto-a-produto (ativida- ...............................................
des como marketing, distribuição e manutenção). ...............................................
...............................................
No entanto, após a eliminação dos desvios encontrados ...............................................
nas atividades analisadas, o custo de manutenção deste sis- ...............................................
tema provavelmente superará o retorno que continuará pro- ...............................................
porcionado à empresa. O que se observa na adoção deste ...............................................
critério para o custeio é o emprego da filosofia da Qualidade ...............................................
de Total que visa exatamente a eliminação dos dispêndios des- ...............................................
necessários, ou que não servem para superar a expectativa ...............................................
dos clientes, mas para isto utiliza-se muito mais as técnicas ...............................................
de observação e análise dos processos mediante a elabora- ...............................................
ção de planilhas complementares para apuração dos custos, ...............................................
do que a implantação de um sistema todo voltado para esta ...............................................
filosofia. ...............................................
...............................................
...............................................
3.4.4 - Como são custeadas as atividades ...............................................
...............................................
No custeio ABC as despesas e os custos indiretos ...............................................
são apropriados a várias unidades através de algumas ba- ...............................................
ses que não são relacionadas aos volumes dos fatores de ...............................................
produção. Assim os custos e despesas são tratados como ...............................................
diretos em relação às muitas atividades necessárias para ...............................................
fabricar os produtos, sendo os gastos indiretos o centro de ...............................................
interesse do sistema. ...............................................
...............................................
Os custos são levados de uma atividade aos produtos ...............................................
determinando-se a parcela relativa dedicada a cada produto. ...............................................
Todos os custos de overhead são apropriados primeiramente ...............................................
aos principais processos de produção (ou ‘centros de ativida- ...............................................
des’). Em seguida os custos das diferentes atividades, reali- ...............................................
zadas em cada centro, são apropriados aos produtos com ...............................................
base na quantidade de operações necessárias para efetivação ...............................................
em relação a cada produto. ...............................................
...............................................
27
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

Apropriação de custos pelo critério ABC ...............................................


...............................................
Os direcionadores de recursos representam pontos de ...............................................
ligação entre os recursos e as atividades e é através deles ...............................................
que os recursos são distribuídos ou alocados às atividades. O ...............................................
processo ou centro de atividades é um conjunto de atividades ...............................................
relacionadas entre si. E direcionadores de atividade são crité- ...............................................
rios de alocação de atividades aos objetos de custeio; medem ...............................................
a freqüência e a intensidade dos esforços necessários para ...............................................
produzir os bens ou serviços da empresa e colocá-los à dis- ...............................................
posição dos clientes ou consumidores. ...............................................
...............................................
Para os defensores deste critério o objetivo imediato do ...............................................
sistema é a atribuição rigorosa de gastos indiretos ao bem ou ...............................................
ao serviço produzido na empresa, permitindo um controle efe- ...............................................
tivo desses gastos e oferecendo melhor suporte às decisões ...............................................
gerenciais; tratamento este que é dado a qualquer que seja o ...............................................
portador final dos custos. Todo e qualquer sistema de custos, ...............................................
elaborado de conformidade com a filosofia teórico-doutrinário ...............................................
que rege a Contabilidade de Custos buscará atender tanto ...............................................
quanto possível a obediência ao princípio da causação. Assim ...............................................
como no custeio por absorção, que na verdade o ABC tam- ...............................................
bém o é, haverá sempre na grande maioria dos eventos e ope- ...............................................
rações um momento em que a definição dos direcionadores ...............................................
das atividades será em função de bases também subjetivas e ...............................................
em função do volume de atividades realizadas para os produ- ...............................................
tos fabricados ou em fabricação. ...............................................
...............................................
...............................................
3.4.5 - Vantagens e limitações do custeio por ativi- ...............................................
dades. ...............................................
...............................................
A primeira crítica a ser apresentada representa o pensa- ...............................................
mento que considera a referida técnica totalmente desacredi- ...............................................
tada, e que teria sido superestimada e incensada para favore- ...............................................
cer consultorias e dispendiosos seminários e programas de ...............................................
treinamento. Para ele o problema central do custeamento ba- ...............................................
seado em atividades é que este sistema foi desenvolvido para ...............................................
proporcionar uma nova sobrevida ao custeio por absorção, que ...............................................
também apresenta grandes limitações quanto à orientação dos ...............................................
...............................................
28
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

processos decisoriais, pois a atribuição dos custos indiretos é ...............................................


sempre arbitrária, consome tempo, e a informação de custos ...............................................
resultante é inverídica para utilização na tomada de decisões. ...............................................
...............................................
Este posicionamento pode ser verídico se for adotado ...............................................
um critério único para rateio de todos os custos indiretos. Se o ...............................................
contador analisar o processo produtivo com a finalidade de ...............................................
identificar quem consome os recursos e de que forma ...............................................
relacioná-los ao produto final, mediante o uso de critérios es- ...............................................
pecíficos para rateio destes custos, os resultados não serão ...............................................
precisos, porque haverá um pouco de subjetividade nas esco- ...............................................
lhas dos critérios, mas isto não significa dizer que os custos ...............................................
serão inverídicos. As distorções serão significativas se for ado- ...............................................
tado um único critério de rateio, ou se for adotado critérios que ...............................................
não respeitem a relação existente entre os custos e os porta- ...............................................
dores finais. ...............................................
...............................................
O problema deste custeio é considerar o rateio dos cus- ...............................................
tos e despesas fixas. Argumenta que o rateio destes elemen- ...............................................
tos, não mais pelo custo de mão-de-obra direta, e sim medi- ...............................................
ante a utilização dos direcionadores de custos, não torna o ...............................................
custo do produto correto pelos seguintes aspectos: ...............................................
...............................................
1. grande parcela dos custos indiretos, qualquer que seja o ...............................................
tipo de atividades, é de natureza fixa ...............................................
...............................................
2. tendo em vista que o emprego de tecnologias modernas ...............................................
de produção tem aumentado os custos fixos proporcio- ...............................................
nalmente aos custos variáveis, esse método de custeio ...............................................
conduzirá a resultados proporcionalmente mais errados ...............................................
...............................................
3. sempre que se apura o custo fixo unitário, é modificada a ...............................................
verdadeira natureza comportamental do elemento de cus- ...............................................
to, gerando informações distorcidas ...............................................
...............................................
4. um sistema adequado deve levar em consideração o ...............................................
verdadeiro comportamento dos custos em relação às ...............................................
oscilações dos volumes de atividades, segregando o ...............................................
custo do produto e o custo da estrutura de responsabili- ...............................................
dade, e não efetuado nenhum tipo de rateio de custos ...............................................
fixos aos produtos. ...............................................
29
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

É tão inadequado, sob a ótica da tomada de decisões, o ...............................................


cálculo do lucro por unidade de produto, como é o cálculo do ...............................................
custo total por unidade de produto, principalmente quando es- ...............................................
tes conceitos são utilizados sob a perspectiva de objetivos da ...............................................
empresa. O que é relevante para as decisões econômicas é a ...............................................
análise da margem de contribuição obtida pela validação, pelo ...............................................
mercado, dos volumes de produtos fabricados. ...............................................
...............................................
A fonte real dos custos são os processos subjacentes ...............................................
e, que estes deveriam servir como base para a imputação aos ...............................................
produtos individualizados, para permitir sua redução e contro- ...............................................
le, e evitando assim o desperdício. Principalmente porque a ...............................................
tendência é que a maioria dos produtos que são ...............................................
comercializados tenham os seus preços de venda estipula- ...............................................
dos pelo mercado, e para as empresas continuarem manten- ...............................................
do sua margem de lucratividade terão que administrar rigoro- ...............................................
samente os custos operacionais, inclusive os de estrutura, pois ...............................................
se existem é porque são necessários para a produção. ...............................................
...............................................
O mérito principal do ABC está em sua fase de implan- ...............................................
tação, quando são analisadas todas as atividades e proces- ...............................................
sos da empresa, possibilitando identificar as atividades que ...............................................
agregam valor ao produto, e aquelas que, não agregando va- ...............................................
lor, deveriam ser reorganizadas ou eliminadas. Funciona como ...............................................
um instrumento para avaliação das linhas de produtos e ...............................................
gerenciamento das atividades. A melhor sistematização dos ...............................................
procedimentos de análise desenvolvidos no ABC permite que ...............................................
este método de custeio seja uma ferramenta altamente dese- ...............................................
jável, pois se revela, em geral, superior aos demais procedi- ...............................................
mentos no planejamento, orçamento e custeamento das ope- ...............................................
rações pré-produção, embora apresente deficiências manifes- ...............................................
tas no custeamento contínuo. ...............................................
...............................................
...............................................
3.5 - ANÁLISE DO PONTO DE EQUILÍBRIO ...............................................
...............................................
A análise do ponto de equilíbrio vem de duas formas: ...............................................
v Resultados ou ...............................................
v Fluxo de Caixa. ...............................................
...............................................
...............................................
30
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

Qualquer uma das duas será útil em muitas decisões: ...............................................


1. Você deveria comprar ou alugar um equipamento? ...............................................
2. Você deveria contratar aquele funcionário agora ou mais ...............................................
tarde? ...............................................
3. Você seria capaz de gerar o volume de vendas re- ...............................................
querido? ...............................................
...............................................
A análise do ponto de equilíbrio não é algo milagroso. ...............................................
Bem poucos proprietários de pequenas empresas a utilizam. ...............................................
...............................................
A idéia básica sobre a qual se apóia a análise do ponto ...............................................
de equilíbrio é que a cobertura dos gastos fixos mensais que ...............................................
devem ser cobertos independentemente do seu nível básico ...............................................
de vendas, junto com as despesas variáveis, estabelece um ...............................................
nível básico de vendas no qual você nem ganha nem perde ...............................................
dinheiro. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
3.5.1 - Receitas e Custos
...............................................
...............................................
Receitas são os recursos obtidos com a venda da
...............................................
produção de bens relacionados com a atividade principal da
...............................................
empresa.
...............................................
...............................................
Custos são todos os gastos que a empresa tem com
...............................................
bens e serviços que são necessários no consumo ou aplica-
...............................................
ção na produção de outros bens relacionados com a ativida-
...............................................
de principal da empresa, seja esta industrial ou de serviços.
...............................................
...............................................
31
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

Quando estes dois fatores se combinam e se equili- ...............................................


bram não há prejuízo e nem lucro para a empresa, há somen- ...............................................
te a cobertura dos gastos necessários a manutenção da ativi- ...............................................
dade principal da empresa. ...............................................
...............................................
...............................................
3.6 - ESCOLHA DE PROCESSOS ...............................................
...............................................
O aumento da complexidade industrial exige das empre- ...............................................
sas maior quantidade de informações para controlar suas ope- ...............................................
rações e tomar decisões em nível estratégico e operacional. ...............................................
...............................................
Empresas modernas necessitam de informações de ...............................................
custo que identifiquem como e onde os custos ocorrem, isto ...............................................
é, suas causas e efeitos. Além disso, a alocação de custos ...............................................
deve estar baseada no consumo de recursos nos processos ...............................................
de produção e suporte, de forma que as informações resul- ...............................................
tantes do sistema de custos representem a realidade. ...............................................
...............................................
Neste sentido, devido a automação industrial, variedade ...............................................
de produção e maior ênfase nas atividades de suporte como ...............................................
planejamento, marketing, atendimento ao consumidor, a mão- ...............................................
de-obra direta deixa de ser o principal item de custo. ...............................................
...............................................
Por isso, novos paradigmas de controle apontam para ...............................................
sistemas de custeio que forneçam informações sobre os pro- ...............................................
cessos e atividades realizadas e que se utilizam de outras ...............................................
bases mais significativas, além da mão-de-obra, principal base ...............................................
de rateio dos sistemas de controle ...............................................
...............................................
...............................................
3.6.1 - Sistema de Custos da Qualidade ...............................................
...............................................
Os Sistemas de Custos da Qualidade podem ser plane- ...............................................
jados levando-se em consideração a sua integração com o ...............................................
Sistema Contábil, bem como os demais sistemas da empre- ...............................................
sa, como: Folha de Pagamento, Plano de Vendas, etc. ...............................................
...............................................
O principal valor dos custos da qualidade está na identifi- ...............................................
cação das oportunidades para melhoria e possibilitar sua me- ...............................................
dição todo o tempo (Principles of Quality Cost, da ASQC, 1986). ...............................................
32
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

Ao planejar o Sistema de Custos da Qualidade, devem ...............................................


ser levados em conta os seguintes princípios: ...............................................
...............................................
Todas as áreas da empresa apresentam problemas: ...............................................
...............................................
v em todas as áreas da empresa existem pessoal e equi- ...............................................
pamentos voltados para a garantia da qualidade de ativi- ...............................................
dades próprias ou de outras áreas; ...............................................
v os sistemas contábeis tradicionais não captam todas as ...............................................
atividades de garantia da qualidade; ...............................................
v quando há captação parcial, não há comunicação ade- ...............................................
quada, metódica e sistemática para a tomada de deci- ...............................................
sões; ...............................................
v sistema de custos da qualidade torna-se viável dentro ...............................................
de um contexto de um sistema de contabilidade por ati- ...............................................
vidade que possibilita a gestão estratégica de custos. ...............................................
...............................................
O sistema de custos da qualidade baseado no con- ...............................................
texto de uma contabilidade baseada em atividades (ABC) ...............................................
está alicerçado no princípio de que as atividades conso- ...............................................
mem recursos. Em conseqüência, os seus objetos de cus- ...............................................
tos, como processos, produtos, clientes ou serviços con- ...............................................
somem atividades. ...............................................
...............................................
A contabilidade de custos por atividade deve informar os ...............................................
custos dos diferentes objetos de custos, a fim de possibilitar a ...............................................
gestão estratégica de custos. ...............................................
...............................................
Na montagem de um sistema de custos devem ser le- ...............................................
vados em consideração os seguintes tópicos: ...............................................
...............................................
v Estrutura do Sistema de Custos: A estrutura do siste- ...............................................
ma de custos da qualidade deve atender aos diferentes ...............................................
propósitos da informação contábil, dentro do contexto de ...............................................
uma gestão estratégica de custos. ...............................................
...............................................
Deve contemplar individualmente os custos da atividade ...............................................
de cada departamento que consomem recursos para ...............................................
compor todo o sistema da empresa. ...............................................
...............................................
...............................................
33
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

v Nível de Detalhe das Informações: Podemos repre- ...............................................


sentar o sistema de custos da qualidade, em nível de ...............................................
detalhe. ...............................................
...............................................
v Fontes de Informações: As informações do sistema ...............................................
de custos da qualidade devem ser extraídas do sistema ...............................................
de contabilidade. ...............................................
...............................................
Além das informações contábeis, informações ...............................................
extracontábeis devem ser incluidas para a formação das ...............................................
bases na mensuração dos custos da qualidade. ...............................................
...............................................
v Atividades Relacionadas com a Qualidade: As ativi- ...............................................
dades envolvidas no processo de garantia da qualidade ...............................................
são aquelas que garantem a qualidade de outras ativida- ...............................................
des, definidas como o monitoramento da produção, a ...............................................
inspeção, os testes, a revisão, a unificação, o ajuste e a ...............................................
reforma. ...............................................
...............................................
Cada área deve desenvolver sua lista de atividades, pre- ...............................................
vendo sua utilização pelo sistema de custos da qualida- ...............................................
de. Assim, de acordo com a ASQC, as atividades clas- ...............................................
sificam-se em: ...............................................
n Acrescentam valor ao cliente ...............................................
n Não acrescentam valor ao cliente ...............................................
...............................................
v Direcionadores de Custos: Os direcionadores de cus- ...............................................
tos são os métodos de alocação dos custos. Medem a ...............................................
freqüência ou a intensidade da demanda de certo tipo de ...............................................
atividade. ...............................................
...............................................
Os custos podem ser alocados em etapas. A primeira ...............................................
etapa aloca os custos das atividades para determina- ...............................................
dos centros de atividades. A segunda os direcionadores ...............................................
de custos alocam os custos acumulados nos centros ...............................................
de atividades para os demais objetos de custos. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
34
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

Podem existir outras etapas de alocação de custos. A ...............................................


sistemática adotada deve atender às diversas necessi- ...............................................
dades administrativas. O sistema necessita de condi- ...............................................
ções de informar os custos das atividades, processos, ...............................................
produtos, clientes, serviços e também estar apto para ...............................................
acumular custos a respeito do ciclo de vida do produto ...............................................
ou do serviço. Também deve possuir condições de ...............................................
separá-los em categorias que acrescentam valor aos ...............................................
clientes internos e externos. ...............................................
...............................................
A sistemática da alocação dos custos através dos ...............................................
direcionadores de custo, permite a acumulação dos cus- ...............................................
tos nas categorias de Custos de Prevenção, Custos de ...............................................
Avaliação, Custos de Falhas Internas e Custos de Fa- ...............................................
lhas Externas. ...............................................
...............................................
...............................................
3.6.2 - Análise de Valor do Processo ...............................................
...............................................
A finalidade da análise de valor do processo é identificar ...............................................
oportunidades para melhorar o desempenho de uma empre- ...............................................
sa de forma durável. Ajuda a descobrir situações como: ...............................................
...............................................
v parte do trabalho realizado pode ser redundante ou des- ...............................................
necessário; ...............................................
v o tempo e o custo necessários à conclusão do trabalho ...............................................
são altos em relação ao seu valor para a empresa; ...............................................
v um processo é mais complexo do que necessário; ...............................................
v os recursos da empresa estão presos a atividades não ...............................................
lucrativas. ...............................................
...............................................
As principais oportunidades para a melhoria do proces- ...............................................
so vem das atividades que agregam tempo ou custo, sem ...............................................
agregar valor aos clientes. Através da análise de valor conse- ...............................................
gue-se identificar tais atividades e livrar a empresa delas, ana- ...............................................
lisando, ou até mesmo eliminando as causas básicas. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
35
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

Os dados fundamentais da análise incluem: ...............................................


...............................................
Tempo do Ciclo: É o tempo necessário para a realização ...............................................
do processo, onde as informações obtidas podem ser apre- ...............................................
sentadas em forma de gráfico, utilizando o desenho de uma ...............................................
barra horizontal, dividida em vários segmentos representando ...............................................
as atividades que fazem parte do processo. O tamanho dos ...............................................
segmentos representa o tempo de duração de cada atividade, ...............................................
ao passo que o tamanho total da barra representa a duração ...............................................
do processo. ...............................................
...............................................
Custo de cada Atividade: São estimados os recursos ...............................................
necessários para a realização de cada atividade integrante do ...............................................
processo em estudo. Os custos podem ser representados em ...............................................
forma gráfica, através da adição de um eixo vertical ao gráfico ...............................................
dos tempos, representando o acumulado de recursos consu- ...............................................
midos pelo processo em cada atividade. ...............................................
...............................................
Estimativa do Valor Agregado: Classifica-se cada ativi- ...............................................
dade/segmento como atividade que agrega valor (AV) para o ...............................................
cliente ou atividade que não agrega valor (NAV). Por meio des- ...............................................
ta análise consegue-se eliminar o trabalho que não agrega ...............................................
valor, aumentando-se a eficácia e a eficiência do processo e ...............................................
conseqüentemente o produto ou serviço. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
36
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

...............................................
lV - OBSOLESCÊNCIA, DEPRECIAÇÃO E
IMPOSTOS ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
4.1 - VIDA ECONÔMICA E OBSOLESCÊNCIA ...............................................
...............................................
A obsolescência resulta das inovações tecnológicas ...............................................
que tornam anti econômico o uso do bem ou do produto por ...............................................
ele produzido. A obsolescência pode ainda ser causada pela ...............................................
mudança dos hábitos e gostos dos usuários. A ...............................................
inadequabilidade é proveniente da incapacidade do bem em ...............................................
atender uma demanda superior à finalidade pretendida na ...............................................
ocasião de sua aquisição. A determinação da vida útil eco- ...............................................
nômica de um bem é feita por estimativa e não há métodos ...............................................
que a estabeleçam precisamente. O melhor método para ...............................................
estimar a vida útil econômica é a experiência passada da ...............................................
empresa e uma das fontes mais confiáveis são os registros ...............................................
contábeis da própria empresa. Sendo uma estimativa, a vida ...............................................
útil poderá ser alterada posteriormente para ajustá-la de ...............................................
conformidade com a nova realidade. ...............................................
...............................................
...............................................
4.2 - DEPRECIAÇÃO ...............................................
...............................................
Depreciação é a perda de valor dos bens do ativo imobi- ...............................................
lizado, como veículos, máquinas, instalações, edifícios, e ou- ...............................................
tros, esta perda de valor pode ocorrer em decorrência de uso ...............................................
(desgaste), ação da natureza e obsolescência. Estes bens do ...............................................
ativo imobilizado são usados pela empresa em sua atividade ...............................................
econômica, portanto é necessário que registremos esta per- ...............................................
da de valor pois ele representa uma despesa operacional, ...............................................
principalmente nas empresas industriais. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
37
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

TAXA DE DEPRECIAÇÃO E VIDA ÚTIL ...............................................


...............................................
TAXA DE...............................................
BEM VIDA ÚTIL
DEPRECIAÇÃO
...............................................
Veículos de transportes de mercadorias 25% 04 anos
...............................................
Veículos em geral 20% 05 anos
...............................................
Computadores 20% ...............................................
05 anos
Máquinas e Equipamentos 10% ...............................................
10 anos
Móveis e Utensílios 10% ...............................................
10 anos
...............................................
Instalações 10% 10 anos
...............................................
Edifícios 4% 25 anos
...............................................
Obs: O terreno é considerado não depreciável.
...............................................
...............................................
...............................................
4.2.1 - Tipos de Depreciação
...............................................
...............................................
Quando utilizamos as taxas de depreciação que o Fisco
...............................................
Federal estabelece (tabela), estamos levando em considera-
...............................................
ção que o bem estará totalmente depreciado no final de sua
...............................................
vida útil, isto é, que ele não terá mais valor econômico, mas na
...............................................
realidade sabemos que isto não ocorre, os bens do ativo imo-
...............................................
bilizado ao final de sua vida útil ainda tem um valor residual,
...............................................
isto é, ainda possui um valor de mercado de venda, sendo
...............................................
assim o correto seria depreciar apenas a perda de valor du-
...............................................
rante esse período e não todo o bem.
...............................................
...............................................
...............................................
MÉTODO LINEAR
...............................................
...............................................
Nesse método alocamos um valor uniforme de depre-
...............................................
ciação ao longo do tempo, é o método mais utilizado pelas
...............................................
empresas.
...............................................
...............................................
...............................................
Depreciação anual = Custo do bem – valor residual
...............................................
Vida útil provável (em anos)
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
38
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

Método da Unidade de Produção ...............................................


...............................................
Este método é melhor que o método linear, pois nele o ...............................................
custo do bem é reconhecido como despesa ou custo na pro- ...............................................
porção da sua utilização para a geração de receitas, ou seja, ...............................................
de acordo com o uso do bem. ...............................................
...............................................
...............................................
Depreciação anual = ...............................................
Custo do bem - valor residual ...............................................
Vida útil provável (em unidades de produção) ...............................................
...............................................
...............................................
4.3 - O EFEITO DOS IMPOSTOS ...............................................
...............................................
A Carga Tributária Global das empresas brasileiras é a ...............................................
somatória de todos os tributos pagos por elas durante cada ...............................................
ano, impostos, taxas e contribuições que oneram direta ou ...............................................
indiretamente as atividades empresariais. “Como a tributa- ...............................................
ção no Brasil está por volta de 35% do PIB, uma das mais ...............................................
altas do mundo e a maior entre os países emergentes, os ...............................................
empresários devem conhecer como ela incide sobre seus ...............................................
negócios, possibilitando um melhor acompanhamento e des- ...............................................
pertando o interesse pela sua redução legal. Numa econo- ...............................................
mia globalizada, fica difícil para as empresas instaladas no ...............................................
país competir com produtos provenientes de outros países ...............................................
em que a tributação é muito menor. Além desta dificuldade ...............................................
atual, o governo vem sistematicamente majorando alguns ...............................................
tributos, incidentes principalmente sobre o faturamento, o que ...............................................
certamente dificulta ainda mais a competitividade das em- ...............................................
presas. Referenciar-se pela Carga Tributária Ideal possibili- ...............................................
ta que as empresas identifiquem o grau de tributação sobre ...............................................
o faturamento, lucro e custos/despesas, de forma a que se ...............................................
adotem medidas legais visando a diminuição da incidência ...............................................
tributária sobre seus produtos e serviços. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
39
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

4.3.1 - Impostos incidentes sobre as compras ...............................................


...............................................
4.3.1.1 - ICMS ...............................................
...............................................
O ICMS (Imposto sobre Operações Relativas à Circu- ...............................................
lação de Mercadorias e sobre as Prestações de Serviços de ...............................................
Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação) ...............................................
é um imposto de competência estadual incidente sobre a cir- ...............................................
culação de mercadorias (os materiais adquiridos pela em- ...............................................
presa industrial que serão aplicados na produção, bem como ...............................................
os produtos vendidos por ela) e sobre a prestação de servi- ...............................................
ços como o fornecimento de energia elétrica, transportes e ...............................................
comunicações. Seu cálculo é feito mediante a aplicação de ...............................................
uma alíquota (porcentagem) sobre o valor das mercadorias ...............................................
e serviços. ...............................................
...............................................
4.3.1.2 - IPI ...............................................
...............................................
O IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) é um ...............................................
imposto de competência federal exigido principalmente das ...............................................
empresas industriais. É considerado imposto por fora, pois o ...............................................
seu cálculo é feito sobre o valor dos produtos ao qual é adicio- ...............................................
nado. O IPI é calculado mediante aplicação de uma alíquota ...............................................
(porcentagem) sobre o valor dos produtos. Essa alíquota va- ...............................................
ria em função do tipo do produto. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
40
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

...............................................
V - TIPOS DE DECISÕES ECONÔMICAS
...............................................
...............................................
...............................................
5.1 - DEFINIÇÕES FINANCEIRAS
...............................................
...............................................
5.1.1b – Valor composto
...............................................
...............................................
Diz-se que um capital está colocado a juro composto
...............................................
quando ao término de cada período sos juros produzidos são
...............................................
somados ao capital, produzir juros no período seguinte e para
...............................................
assim sucessivamente.
...............................................
...............................................
VC = M –C ...............................................
...............................................
Onde:
...............................................
VC = Valor composto
...............................................
M = Montante
...............................................
C = Capital
...............................................
...............................................
...............................................
5.1.1 – Valor presente de uma quantia única
...............................................
...............................................
Quando você precisa saber o quanto seu dinheiro irá
...............................................
render num determinado período.
...............................................
...............................................
VP = $ 1 x [ 1/(1+r)] = $1/(1+r) ...............................................
...............................................
...............................................
5.1.2 - Valor presente de uma anuidade
...............................................
...............................................
Quando os fluxos de caixa periódicos são iguais, pode-
...............................................
se utilizar o método simplificado para calcular seu valor pre-
...............................................
sente, uma série de pagamentos periódicos iguais é denomi-
...............................................
nada uma anuidade. O valor presente de uma anuidade pode
...............................................
ser calculado pela seguinte fórmula:
...............................................
...............................................
Valor presente = C x 1 – (1 + d) ...............................................
d ...............................................
...............................................
...............................................
41
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

Onde: ...............................................
...............................................
d = Taxa de desconto ...............................................
n = Quantidade de períodos ao longo dos quais o paga- ...............................................
mento periódico C será recebido. ...............................................
...............................................
Exemplo: O valor presente de uma série de 06 paga- ...............................................
mentos de R$40.000 cada, à taxa de retorno de 25% ao ano, é ...............................................
...............................................
Valor Presente = 40.000 x 1- (1+0,25) ...............................................
0,25 ...............................................
...............................................
= 40.000 x 2,951424 ...............................................
= 118.057 ...............................................
...............................................
...............................................
5.1.2 - FLUXO DE CAIXA DESCONTADO ...............................................
...............................................
A adoção da abordagem do fluxo de caixa descontado ...............................................
na avaliação de projetos de investimento de capital foi a princi- ...............................................
pal inovação na prática contábil gerencial, nos últimos ses- ...............................................
senta anos. Este modelo de fluxo de caixa descontado carac- ...............................................
teriza-se por ter os valores referentes às saídas líquidas de ...............................................
caixa e às entradas líquidas de caixa serem descontados a ...............................................
uma taxa de juros pré-estabelecida. ...............................................
...............................................
...............................................
5.2 - DEFINIÇÕES FINANCEIRAS ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
Planejamento Estratégico: o processo de decidir obje- ...............................................
tivos da organização, mudanças nesses objetivos, recursos ...............................................
para atingir tais objetivos e políticas a governar a aquisição, ...............................................
uso e disposição desses recursos. ...............................................
...............................................
...............................................
42
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

Controle Gerencial: processo pelo qual os gerentes ...............................................


asseguram que os recursos são obtidos e usados efetiva e ...............................................
eficientemente, na consecução dos objetivos da organização. ...............................................
...............................................
Controle Operacional: processo de assegurar que ta- ...............................................
refas específicas sejam levadas a cabo de modo efetivo e ...............................................
eficiente. ...............................................
...............................................
...............................................
5.3 - A CONTABILIDADE DE CUSTOS E A ...............................................
FORMAÇÃO DE PREÇOS ...............................................
...............................................
“… os preços historicamente foram formados adicionan- ...............................................
do-se o lucro aos custos, ou como um paradigma num mundo ...............................................
que cada vez mais caminha para uma competição perfeita, o ...............................................
preço é determinado pelo mercado.” (COOGAN, 1999) ...............................................
...............................................
A temática proposta apresenta diversas propostas ...............................................
definidoras de combinar preço de venda com eficiência e ...............................................
lucratividade, entre os muitos citamos o método baseado ao ...............................................
custo Marginal, onde a empresa para obter seu preço ideal ...............................................
considera: ...............................................
...............................................
- Valor das Matérias-primas mais outros custos variá- ...............................................
veis e despesas de vendas e administração junto com seus ...............................................
custos indiretos de produção, obtendo um custo de produção ...............................................
e de venda. Uma forma que entendemos ser diferente tanto no ...............................................
conceito como na sua formação prática é a denominada ...............................................
“Markup”, e aí, mais uma vez, citamos o enfoque de Samuel ...............................................
Coogan, que define: ...............................................
...............................................
Markup é um índice aplicado sobre o custo de um bem ...............................................
ou serviço para formação de preço de venda. Esse índice é tal ...............................................
que cobre os impostos e taxas aplicadas sobre as vendas, as ...............................................
despesas administrativas fixas, as despesas de vendas fixas, ...............................................
os custos. ...............................................
...............................................
“… precisão refere-se a proximidade de cada observa- ...............................................
ção a sua própria média, “ acurácia, por sua vez mede a pro- ...............................................
ximidade de cada observação ao valor que se procura- atingir. ...............................................
...............................................
43
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

5.4 - TOMADA DE DECISÕES ...............................................


...............................................
O processo de Tomada de decisão é um instrumento muito ...............................................
importante para a Contabilidade, pois auxilia a administração e ...............................................
os contadores a tomar certas decisões e adotar tais procedi- ...............................................
mentos, de modo a obter uma boa gerência com dados ...............................................
confiáveis, ou seja, uma “contabilidade real”. É importante lem- ...............................................
brar que as informações colhidas para a Tomada de Decisão ...............................................
estão contidas nos relatórios elaborados pela Contabilidade. ...............................................
...............................................
O processo decisório se restringe também a usuários ...............................................
externos, tais como: os investidores, os fornecedores de bens ...............................................
e serviços a crédito, os Bancos em geral, o Governo, os Sindi- ...............................................
catos e a outros interessados. ...............................................
...............................................
A recente extensão da abordagem da economia da in- ...............................................
formação se deu com o reconhecimento, pelos pesquisado- ...............................................
res, de fazerem os sistemas contábeis mais do que fornecer ...............................................
sinais para os tomadores de decisões. Os números produzi- ...............................................
dos pelos sistemas contábeis são geralmente usados como ...............................................
base dos contratos entre os agentes econômicos, como entre ...............................................
gerentes e subordinados, ou entre gerentes e acionistas. A ...............................................
nova pesquisa, conhecida como teoria do agente, reconhece ...............................................
explicitamente os auto-interesses econômicos dos vários usu- ...............................................
ários da informação contábil. ...............................................
...............................................
Porque as informações de contabilidade gerencial são ...............................................
produzidas e usadas por indivíduos num cenário organizacional ...............................................
multipessoal, o benefício e custo da instalação de um proce- ...............................................
dimento de contabilidade gerencial depende de como as pes- ...............................................
soas reagem a seu resultado naquele cenário, e de como o ...............................................
usam. O modelo do agente da firma é baseado numa caracte- ...............................................
rização do comportamento individual dentro de uma organiza- ...............................................
ção multipessoal. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
44
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

5.5 - A DEMONSTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA ...............................................


...............................................
Este instrumento gerencial fornece a entrada e a saída ...............................................
de recursos financeiros, facilitando a administração de com- ...............................................
promissos. ...............................................
...............................................
De uma maneira simples, podemos entender o fluxo de ...............................................
caixa como as entradas e saídas de dinheiro de uma empre- ...............................................
sa. Podemos dividir o fluxo de caixa em: ...............................................
...............................................
v Fluxos Operacionais: descrevem a movimentação fi- ...............................................
nanceira diretamente relacionada com a produção e ven- ...............................................
da dos produtos e serviços da empresa, trazendo a De- ...............................................
monstração do Resultado do Exercício e as Contas do ...............................................
Ativo Circulante. ...............................................
...............................................
v Fluxos de Investimentos: descrevem a movimentação ...............................................
financeira relacionada com a compra (saída financeira) ...............................................
e venda (entrada financeira) dos ativos imobilizados da ...............................................
empresa. ...............................................
...............................................
v Fluxos de Financiamentos: descrevem a movimentação ...............................................
financeira dos empréstimos e de capitais de terceiros. ...............................................
...............................................
De uma maneira ampla, podemos utilizar este conceito ...............................................
para auxiliar na Administração Financeira da empresa, como ...............................................
instrumento de gerenciamento. Na prática, podemos dividir o ...............................................
Fluxo de Caixa em: ...............................................
...............................................
v Contas a Pagar: deve ser realizado considerando o fato ...............................................
gerador da despesa, o valor a ser pago e a data prevista ...............................................
para o pagamento. ...............................................
...............................................
v Contas a Receber: deve ser realizado considerando o ...............................................
fato gerador da receita, o valor a ser recebido e a data ...............................................
prevista para o recebimento. ...............................................
...............................................
v Cronograma Financeiro: Para que possa ser efetuado ...............................................
um planejamento adequado do fluxo de caixa, deve ser ...............................................
acrescentado o cronograma das entradas e saídas. ...............................................
...............................................
45
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

v Relatório Financeiro: Deve constar o período selecio- ...............................................


nado, o documento gerador do fato, a conta de registro, ...............................................
o histórico, o Saldo Anterior e o Saldo no Período (Saldo ...............................................
de Caixa Atual). ...............................................
...............................................
Assim, podemos esquematizar o Fluxo de Caixa da se- ...............................................
guinte forma: ...............................................
...............................................
O interesse pela DFC é devido a maior facilidade de ...............................................
entendimento das informações que enfocam o caixa e à sua ...............................................
objetividade. ...............................................
...............................................
A Demonstração do Fluxo de Caixa constitue fluxos fi- ...............................................
nanceiros, por refletir as movimentações de dinheiro ocorri- ...............................................
das nas entidades. ...............................................
...............................................
A DFC, demonstra a origem e a aplicação de todo o di- ...............................................
nheiro que transitou pelo Caixa em um determinado período e ...............................................
o resultado desse fluxo. O Caixa considerado engloba as con- ...............................................
tas Caixa e Bancos. ...............................................
...............................................
Há o Fluxo de Caixa Projetado que é elaborado no âmbi- ...............................................
to interno das organizações e geralmente contempla um perí- ...............................................
odo de tempo curto. ...............................................
...............................................
A DFC permite a elaboração de um melhor planejamen- ...............................................
to financeiro, de forma que não ocorra excesso de Caixa, ...............................................
mas que mantenha o montante necessário para fazer face ...............................................
aos compromissos imediatos. Também permite que se sai- ...............................................
ba quando buscar empréstimos para cobrir a insuficiência ...............................................
de fundos, bem como quando aplicar no mercado financeiro ...............................................
o excesso de recursos. ...............................................
...............................................
A DFC, por se basear na informação “caixa”, está livre ...............................................
de manipulações. O Fluxo de Caixa é tanto quanto ou mais ...............................................
manipulável do que os resultados do Regime de Competên- ...............................................
cia. É possível, por exemplo, conseguir uma melhora relevan- ...............................................
te no fluxo de caixa atrasando pagamentos a fornecedores, ...............................................
acelerando recebimentos de clientes, entre outros. ...............................................
...............................................
...............................................
46
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

...............................................
A Demonstração de Fluxo de Caixa é elaborada de di-
...............................................
versas maneiras. Os métodos mais utilizados nos países são:
...............................................
...............................................
...............................................
Método Indireto
...............................................
...............................................
É estruturado através de um procedimento semelhante
...............................................
ao da DOAR. Consiste na análise dos itens não-circulantes,
...............................................
ou seja, as alterações ocorridas nos itens circulantes (passi-
...............................................
vo e ativo circulante), excluindo as disponibilidades (cuja vari-
...............................................
ação se está buscando demonstrar).
...............................................
...............................................
Tem como enfoque o Caixa, onde é considerado como
...............................................
saídas do caixa o aumento nas contas do Ativo Circulante e
...............................................
as diminuições no Passivo Circulante. Por outro lado, as di-
...............................................
minuições de Ativo Circulante e aumento nas contas do Pas-
...............................................
sivo Circulante correspondem as entradas de caixa.
...............................................
...............................................
Esse modelo é muitas vezes preferido, mas deixa lacu-
...............................................
nas importantes na evidenciação das informações.
...............................................
...............................................
...............................................
Método Direto
...............................................
...............................................
É denominado também de Fluxo de Caixa no Sentido
...............................................
Restrito. Nele são demonstrados todos os recebimentos e
...............................................
pagamentos que efetivamente concorreram para a variação
...............................................
das disponibilidades no período.
...............................................
...............................................
As entradas e saídas são evidenciadas a começar das
...............................................
vendas, em vez do lucro líquido, como no método indireto.
...............................................
Depois, são considerados todos os recebimentos e pagamen-
...............................................
tos oriundos das operações ocorridas no período.
...............................................
...............................................
Esse modelo possui um poder informativo bastante
...............................................
superior ao do Método Indireto, sendo melhor tanto ao usu-
...............................................
ários externos quanto do planejamento financeiro do em-
...............................................
preendimento.
...............................................
...............................................
...............................................
47
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

Segundo a minuta do IBRACON sobre normas e proce- ...............................................


dimentos de contabilidade número XXX, a demonstração dos ...............................................
Fluxos de Caixa refletirá as transações de caixa oriundas: das ...............................................
atividades operacionais, das atividades de investimentos e das ...............................................
atividades de financiamentos. Os fluxos de caixa é definido ...............................................
como ingressos e saídas de caixa e equivalentes. ...............................................
...............................................
...............................................
Métodos para avaliação de Alternativas de Investi- ...............................................
mento ...............................................
...............................................
Os métodos mais comuns para avaliar qualquer projeto ...............................................
empresarial são: ...............................................
...............................................
a) Valor presente do dinheiro; ...............................................
b) TIR – Taxa Interna de Retorno; ...............................................
c) Quanto tempo o projeto leva para recuperar o capital in- ...............................................
vestido - Período de Pay-back; ...............................................
d) Relação custo benefício. ...............................................
...............................................
Todos os métodos dão resultados satisfatórios, e a es- ...............................................
colha depende dos objetivos da empresa. Todos tem uma ...............................................
desvantagem em comum: não levam em conta o risco do pro- ...............................................
jeto, ou seja o grau de acerto ou de redução das perdas. O ...............................................
importante é que cada método responde adequadamente a ...............................................
questões específicas, que contribuem para melhorar a deci- ...............................................
são financeira do projeto de segurança. ...............................................
...............................................
Um dos métodos preferidos pelos executivos é determi- ...............................................
nar quanto tempo leva para que o projeto recupere o capital ...............................................
investido. O período de recuperação é usado com valores des- ...............................................
contados, outras vezes não. ...............................................
...............................................
Para encontrar o tempo de recuperação, primeiro deter- ...............................................
minam-se as entradas e saídas; segundo, desconta-se o flu- ...............................................
xo de caixa a uma taxa pré-fixada; terceiro iguala-se o valor ...............................................
presente a zero. Neste caso usamos o valor presente não ...............................................
como valor a ser determinado, mas como parâmetro nulo. ...............................................
Sendo o valor igual a zero, na realidade está se determinando ...............................................
o ponto de nivelamento no tempo. Nesse ponto, os retornos ...............................................
anuais descontados são iguais ao capital inicial investido. ...............................................
48
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

Outro ponto importante na segurança empresarial, é que ...............................................

temos que considerar como entrada, na verdade, visando tor- ...............................................

nar tangível a segurança, o que podemos chamar de fluxo de ...............................................

caixa invertido. Ou seja as reduções com recursos humanos ...............................................

e as perdas potenciais, que com a implantação dos sistemas, ...............................................

farão com que os riscos não se concretizem. ...............................................


...............................................

No caso de uma anuidade, o período de payback pode ...............................................

ser encontrado, dividindo-se o investimento inicial pela entra- ...............................................

da de caixa anual. Para uma série mista, as entradas de caixa ...............................................

anuais devem ser acumuladas até que o investimento inicial ...............................................

seja recuperado. ...............................................


...............................................

Quando o Período de Payback é usado em decisões de ...............................................

aceitar-rejeitar, o critério é o seguinte: ...............................................


...............................................

v Se o período de payback for menor que o período de ...............................................

payback máximo aceitável, aceita-se o projeto; ...............................................


...............................................

v Se o período de payback for maior que o período de ...............................................

payback máximo aceitável, rejeita-se o projeto. ...............................................


...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
49
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

...............................................
Vl – MÉTODOS PARA AVALIAR
...............................................
ALTERNATIVAS DE INVESTIMENTO
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
6.1 - VALOR PRESENTE
...............................................
...............................................
Nós utilizamos o valor presente para reconhecer o valor
...............................................
do dinheiro no tempo, os fluxos de caixa futuros são trazidos a
...............................................
valor presente, mediante a aplicação de uma taxa de descon-
...............................................
to predeterminada. A soma desses valores descontados me-
...............................................
nos o investimento inicial representa o valor econômico do pro-
...............................................
jeto para a empresa. É uma medida de quanto valor é criado
...............................................
ou adicionado hoje, realizando-se um investimento
...............................................
...............................................
...............................................
6.2 - PERÍODO PAYBACK
...............................................
...............................................
Quando utilizamos o Valor Presente Líquido (VPL), este
...............................................
é obtido subtraindo-se o investimento inicial do valor presente
...............................................
das entradas de caixa, descontadas a uma taxa igual ao custo
...............................................
de capital da empresa. Significa que temos que diminuir esta
...............................................
taxa do investimento inicial, ficando da seguinte forma:
...............................................
...............................................
Existem duas abordagens para lidar com o risco de um
...............................................
projeto de segurança, captando a variabilidade das entradas
...............................................
de caixa e dos VPLs: a análise de cenário e o grau de criticidade.
...............................................
...............................................
Dentro desta ótica o executivo pode tomar a decisão com
...............................................
base em parâmetros claramente definidos, podendo aceitar o
...............................................
grau de risco do projeto.
...............................................
...............................................
O “payback’’ ou prazo para recuperação do capital é um
...............................................
indicador voltado à medida do tempo necessário para que um
...............................................
projeto recupere o capital investido. É aplicável, sem restri-
...............................................
ções, a projetos convencionais de investimento que apresen-
...............................................
tem um fluxo de caixa com as seguintes características
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
51
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

Em projetos onde ocorrem múltiplas mudanças de sinal ...............................................


no fluxo de caixa líquido, a obtenção do PB deve ser realizada ...............................................
com cautela, assim como sua interpretação, para que os re- ...............................................
sultados sejam consistentes. ...............................................
...............................................
Mesmo sendo um indicador com muitas limitações o ...............................................
“payback’’ pode ser útil como indicador auxiliar no processo ...............................................
de análise. Essa utilidade é demonstrada ao se comparar os ...............................................
projetos C e D descritos previamente. Enquanto os indicado- ...............................................
res RBC e VA apresentam os dois projetos como equivalentes ...............................................
à taxa de desconto de 10% o PBE apresenta um valor de 1 ...............................................
para o projeto E e um valor de 2 para o projeto F. Isso significa ...............................................
que o capital investido no projeto E retornará em um período e, ...............................................
no projeto F, em dois períodos, o que pode ser uma vantagem ...............................................
para o primeiro projeto para alguns investidores. ...............................................
...............................................
Para descarte de projetos o indicador PB também pode ...............................................
ser utilizado. Um projeto seria descartado por esse indicador ...............................................
quando não for possível recuperar o capital dentro da vida útil ...............................................
do projeto. ...............................................
...............................................
É necessário salientar que PB é um indicador de carac- ...............................................
terísticas intrinsecamente auxiliares, voltado à medida da di- ...............................................
mensão tempo de um projeto. ...............................................
...............................................
...............................................
6.3 - TAXA INTERNA DE RETORNO ...............................................
...............................................
A taxa de retorno é a relação percentual entre a quantia ...............................................
de dinheiro recebida ou paga no final do período e a quantia ...............................................
investida no início do período. É a taxa de juros que se espera ...............................................
que um projeto renda durante sua vida. Se a taxa de retorno ...............................................
fosse utilizada como o custo de capital para descontar fluxos ...............................................
de caixa de projetos, o valor presente liquido do projeto seria ...............................................
igual a zero. Assim a taxa interna de retorno é a taxa que faz ...............................................
com que o valor presente das saídas de caixa de um projeto ...............................................
seja igual ao valor presente das entradas. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
52
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

6.3.1 - Definição de Risco e Retorno ...............................................


...............................................
Risco é a possibilidade de prejuízo financeiro ...............................................
...............................................
Retorno é medido como o total dos ganhos ou prejuí- ...............................................
zos dos proprietários decorrentes de um investimento durante ...............................................
um determinado período de tempo. ...............................................
...............................................
...............................................
6.3.2 - Orçamento de capital ...............................................
...............................................
É o processo que consiste em avaliar e selecionar in- ...............................................
vestimentos a longo prazo, que sejam coerentes com o obje- ...............................................
tivo da empresa de maximizar a riqueza de seus proprietários. ...............................................
...............................................
6.3.2.1 - Etapas do Orçamento de Capital ...............................................
...............................................
1) Identificação ...............................................
2) Pesquisa ...............................................
3) Obtenção de Dados ...............................................
4) Seleção ...............................................
5) Financiamento ...............................................
6) Implantação e Controle ...............................................
...............................................
...............................................
6.4 - ANÁLISE DE INVESTIMENTOS ...............................................
...............................................
O fundamento da análise e avaliação de investimentos é ...............................................
a comparação entre alternativas convertidas para uma unida- ...............................................
de de medida física comum. Como os componentes das al- ...............................................
ternativas envolvem tipos de materiais, processos e formas ...............................................
diferentes, a única unidade de medida comum é o dinheiro. E ...............................................
mais, as estimativas monetárias precisam ser feitas na mes- ...............................................
ma data base porque o valor do dinheiro muda com o passar ...............................................
do tempo. Devido à natureza interdisciplinar da Análise e Ava- ...............................................
liação de Investimentos, é importante a conceituação dos prin- ...............................................
cípios fundamentais que regem o processo. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
53
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

6.4.1 - Retorno do Investimento ...............................................


...............................................
É a diferença entre os fluxos de caixa gerados por alter- ...............................................
nativas concorrentes. Esta diferença pode ser positiva ou ne- ...............................................
gativa. No primeiro caso, a diferença reflete uma redução de ...............................................
custo e pode ser expressa como economia anual ou econo- ...............................................
mia por unidade de trabalho. No caso de valor negativo, deno- ...............................................
mina-se prejuizo; é comum que alternativas recém instaladas ...............................................
apresentem perdas durante o período inicial das operações. ...............................................
Quando o investimento proposto é inédito para a empresa, o ...............................................
‘Retorno do Investimento’ é a diferença entre receitas e cus- ...............................................
tos, neste caso é denominado ‘Incremento de Lucro’ por al- ...............................................
guns analistas. ...............................................
...............................................
Dados reais de tempos de trabalho e outros fatores as- ...............................................
sociados à alternativa existente, são essenciais para estabe- ...............................................
lecer o fluxo de caixa. Pode ser necessária a realização de ...............................................
pesquisas nos registros existentes na empresa para determi- ...............................................
nar os custos da alternativa em uso. A obtenção de dados ...............................................
comparáveis para as alternativas inéditas pode apresentar di- ...............................................
ficuldades. Nesses casos deve-se buscar dados junto aos fa- ...............................................
bricantes de produtos similares e/ou concorrentes, outras ...............................................
empresas que estejam usando o método proposto, entidades ...............................................
de classe, etc. ...............................................
...............................................
Nas transações do dinheiro interagem duas entidades a ...............................................
que empresta o dinheiro e a que toma o dinheiro emprestado. ...............................................
No primeiro caso, o juro é uma quantia recebida da mesma ...............................................
natureza do lucro; este porém, não tem garantia de recebimen- ...............................................
to ao passo que o pagamento do juro é garantido pelo tomador ...............................................
do empréstimo. No segundo caso, é uma quantia paga da mes- ...............................................
ma natureza que o custo e, como tal, é dedutível do lucro da ...............................................
mesma maneira que o são as despesas com materiais e mão- ...............................................
de-obra para a apuração do lucro líquido da empresa. ...............................................
...............................................
Os termos ‘Juro’ e ‘Lucro’ são, em geral, usados indis- ...............................................
tintamente como sinônimos, existe porém uma diferença de ...............................................
significado entre os dois vocábulos. ‘Juro’, isto é a quantia paga ...............................................
pelo uso do dinheiro emprestado, é uma despesa paga pelo ...............................................
tomador do empréstimo. ‘Lucro’, por outro lado, é o resultado ...............................................
...............................................
54
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

da inversão do dinheiro emprestado na aquisição de bens e ...............................................


materiais de produção, sendo pois um ganho para o investi- ...............................................
dor. A fim de evitar interpretações equivocadas, nos estudos ...............................................
de Análise e Avaliação de Investimentos é usada a expressão ...............................................
‘Retorno do Investimento’ em vez de ‘Juro’ ou ‘Lucro’. ...............................................
...............................................
...............................................
6.4.2 - Determinação do Retorno do Investimento ...............................................
...............................................
O retorno do investimento gerado por um novo investi- ...............................................
mento é obtido a partir de estimativas dos custos e receitas ...............................................
relacionadas ao processo produtivo. Os custos mais comuns ...............................................
nas operações dos equipamentos usados na produção de bens ...............................................
e serviços são: ...............................................
...............................................
a. Custos de mão-de-obra direta. ...............................................
...............................................
b. Custos de materiais diretos e indiretos. ...............................................
...............................................
c. Despesas diretas inerentes ao processo produtivo. ...............................................
...............................................
d. Despesas indiretas. ...............................................
...............................................
e. Impostos ...............................................
...............................................
...............................................
O cálculo dos custos envolvidos no processo produtivo ...............................................
é facilitado pelo uso de uma planilha eletrônica, onde são rela- ...............................................
cionadas as operações requeridas, na seqüência em que são ...............................................
realizadas no fluxo de produção. É recomendável também ...............................................
destacar as parcelas relativas aos custos de mão-de-obra, ...............................................
materiais, despesas diretas e indiretas e impostos. ...............................................
...............................................
A somatória desses valores compõem o custo ...............................................
operacional do processo. O preço de venda é função das con- ...............................................
dições existentes no mercado e depende de fatores tais como ...............................................
lucratividade pretendida pelo empresário, dimensão e potenci- ...............................................
al do mercado, capacidade instalada, concorrência, poder aqui- ...............................................
sitivo dos consumidores, etc. (consultar o capítulo ‘Modelos ...............................................
de Custos e Formação de Preço’). ...............................................
...............................................
55
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

O retorno do investimento é obtido pelo cálculo da dife- ...............................................


rença entre o preço de venda do produto ou serviço e o custo ...............................................
operacional. Esse montante é o valor do retorno do investi- ...............................................
mento usado para calcular o retorno do investimento após o ...............................................
Imposto de Renda. ...............................................
...............................................
...............................................
RI = Preço de Venda - Custo Operacional ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
6.4.3 - Apuração de Resultados (Demonstrativo do ...............................................
Resultado do Exercício) ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
É mostrado na Demonstração do Resultado de Exercí-
...............................................
cio apenas o fluxo econômico da empresa e não o fluxo mone-
...............................................
tário, pois para a Demonstração do Resultado o que tem rele-
...............................................
vância é apenas o que afeta o Patrimônio Líquido e não o fato
...............................................
de uma receita ou despesa ter reflexos em dinheiro, estas
...............................................
aparecem nesta demonstração porque afetam a riqueza dos
...............................................
proprietários da empresa.
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
56
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

De acordo com a Lei n o 6.404/76, artigo 187, a Demons- ...............................................


tração do Resultado do Exercício deve discriminar a receita ...............................................
das vendas e serviços; as deduções das vendas que são os ...............................................
abatimentos e os impostos; a receita líquida das vendas e ...............................................
serviços, os custo das mercadorias e serviços vendidos e o ...............................................
lucro bruto; as despesas com vendas, financeiras, deduzidas ...............................................
das receitas, as despesas gerais e administrativas, e outras ...............................................
despesas operacionais; o lucro ou prejuízo operacional, as ...............................................
receitas e despesas não operacionais e o saldo da conta de ...............................................
correção monetária; o resultado do exercício anterior ao im- ...............................................
posto de renda e a provisão do imposto; as participações de ...............................................
debêntures, empregados, administradores e partes ...............................................
beneficiárias, e as contribuições para instituições de fundo ...............................................
de assistência e previdência de empregados; o lucro ou pre- ...............................................
juízo líquido do exercício. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
57
SENAI-PR
0332AA0102004 - C USTOS DE P RODUÇÃO

VII - REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ...............................................


...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
1. KHOURY, Carlos Yorghi, ANCELEVICZ, Jacob. Contro- ...............................................
vérsias sobre a utilização do sistema de custos ABC. R. ...............................................
A E. Vol. 40 n.1, Jan/Mar 2.000, Escola de Administra- ...............................................
ção de Empresas de São Paulo – FGV. ...............................................
...............................................
2. COOPER, Robin, KAPLAN, Robert S. Activity-based ...............................................
systems: measuring the costs of resource usage. ...............................................
Accounting Horizonts, p. 1,13 , Sep 1992. ...............................................
...............................................
3. MAKER, Michael. Criando valor para a Administração, ...............................................
São Paulo: Atlas, 1999, pgs 276 – 413. ...............................................
...............................................
4. LEONE, George Sebastião Guerra. Curso de Contabili- ...............................................
dade de Custos, São Paulo: Atlas, 1997. ...............................................
...............................................
5. LEONE, George Sebastião Guerra. Custos: Um enfoque ...............................................
administrativo, Rio de Janeiro: Ed FGV, 1995. ...............................................
...............................................
6. Conselho Regional de Contabilidade de SP. Custos: fer- ...............................................
ramentas de gestão, São Paulo: Atlas, 2000. (Coleção ...............................................
Seminários CRC-SP/Ibracon). ...............................................
...............................................
7. RIBEIRO, Osni Moura. Contabilidade de Custos Fácil, ...............................................
São Paulo: Saraiva, 2002. ...............................................
...............................................
8. NAGATSUKA, Divane Alves da Silva e TELES, Egberto ...............................................
Lucena. Manual de Contabilidade Introdutória, São Pau- ...............................................
lo: Pioneira Thomson Learning, 2002. ...............................................
...............................................
9. MARTINS, Eliseu. Contabilidade de custos. São Paulo ...............................................
Atlas 1996. ...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
...............................................
58
SENAI-PR