Você está na página 1de 2

FICHA DE TRABALHO 6 Limites e continuidade

NOME: _________________________________________ N.º: ______ TURMA: _________ DATA: __________

Sejam (un) e (vn) , tais que:


 (un) é monótona decrescente e para todo o natural n > 1000 , un ≥ vn ;
 (vn) é definida por:
𝟑𝒏 − 𝟏𝟎𝟎𝟎
v𝒏 =
𝟐𝒏
O que pode concluir sobre lim un ?

Sejam (un) e (vn) , tais que:


 (un) é monótona crescente e para todo o natural n > 50 , un ≥ vn ;
 (vn) é definida por:
𝟒𝒏𝟐 − 𝟏
v𝒏 =
(𝟐𝒏 + 𝟏)(𝟐𝒏 + 𝟑)
O que pode concluir sobre lim un ?

Sejam (un) e (vn) , tais que:


 para todo o natural n ≥ 500 , un ≤ vn ;
𝒏+𝟏
 (un) é definida por: u𝒏 = .
√𝒏

Indique, justificando, o lim vn .

Sejam (un) e (vn) , tais que:


 para todo o natural n > 500 , vn ≤ √𝒏 − 𝒖𝒏 ;
 (un) é definida por un = 2n.
Indique, justificando, o lim vn .

Utilize o teorema das sucessões enquadradas para calcular, caso exista, o limite de cada uma das
sucessões indicadas.
cos 𝑛
𝑎𝑛 =
𝑛
𝑛 cos 𝑛
𝑏𝑛 =
𝑛+1
𝑛
𝑐𝑛 = √3𝑛 + 4𝑛
1 ∙3 ∙5 ∙… ∙(2𝑛−1)
𝑑𝑛 =
(2𝑛)𝑛

1
𝑒𝑛 = (−1)𝑛
𝑛

3𝑛−2 𝑛
𝑓𝑛 = ( )
4𝑛+1

Considere a função 𝒇 definida por 𝒇(𝒙) = √𝒙 + 𝟏 − √𝒙.

Determine o domínio D de 𝑓.
1
Mostre que ∀ 𝑥 ∈ 𝐷\{0}, se tem 0 < 𝑓(𝑥) < .
√𝑥

Determine lim 𝑓(𝑥).


𝑥→+∞

DIMENSÕES • Matemática A • 12.º ano • Material fotocopiável • © Santillana


Considere a função 𝒇 definida por 𝒇(𝒙) = 𝒄𝒐𝒔 𝒙 − 𝒙 .

Mostre que ∀ 𝑥 ∈ IR, se tem −1 − 𝑥 < 𝑓(𝑥) < 1 − 𝑥.

Determine lim 𝑓(𝑥).


𝑥→+∞

𝟐𝒙 + 𝒔𝒊𝒏 𝒙
Considere a função 𝒇 definida por 𝒇(𝒙) = .
𝒙
Determine 𝐥𝐢𝐦 𝒇(𝒙).
𝒙→−∞

𝟓𝒙 − 𝟏 −𝒙
Considere a função 𝒇 definida por 𝒇(𝒙) = ( ) .
𝟐𝒙 + 𝟑
Determine 𝐥𝐢𝐦 𝒇(𝒙).
𝒙→+∞

𝒙𝟑 + 𝒙 𝒔𝒊𝒏 𝒙
Considere a função definida por 𝒇(𝒙) = .
𝒙𝟐 + 𝟐𝒙
Estude a função 𝒇 quanto à existência de assíntotas ao seu gráfico não paralelas aos eixos coordenados.

Considere num referencial o. n. 𝒙O𝒚 :


𝟐𝒙−𝟑
 o gráfico da função 𝒇, de domínio [5, 8] , definida por 𝒇(𝒙) = ;
𝒙+𝟒
 a reta r de equação 𝒚 = 𝟏 .
Justifique, sem recorrer à calculadora, que a reta r interseta o gráfico de 𝒇 em pelo menos um ponto.

Seja 𝒇 uma função contínua, de domínio [–2, 6] e contradomínio [1, 3] .


Seja 𝒈 a função de domínio [–2, 6] , definida por 𝒈(𝒙) = 𝒙 − 𝟐 − 𝒇(𝒙).
Prove que a função 𝒈 tem pelo menos um zero.

De uma função 𝒇 de domínio [–3, –1] , sabe-se que:


 𝒇 é contínua em todo o seu domínio;
 ∀𝒙 ∈ [−𝟑, −𝟏], 𝒇(𝒙) < 𝟎
𝒇(−𝟑)
 𝒇(−𝟏) =
𝟒
Seja 𝒈 a função de domínio [–3, –1] definida por 𝒈(𝒙) = 𝒇(−𝟑) − 𝟐𝒇(𝒙).
Prove que a função 𝒈 tem pelo menos um zero.

Considere a função 𝒇 , de domínio IR+, definida por 𝒈(𝒙) = √𝒙 + 𝟏𝟎 − √𝒙.

Mostre, recorrendo a métodos exclusivamente analíticos, que a equação 𝑓(𝑥) = 2 tem pelo menos uma
solução no intervalo ]1, 6[ (a calculadora pode ser utilizada em eventuais cálculos numéricos).

Determine lim 𝑓(𝑥) com recurso ao teorema das funções enquadradas.


𝑥→+∞

𝒙𝟐 −𝟗
Considere a função 𝒇, real de variável real, definida por 𝒇(𝒙) = .
𝒙+𝟑

Determine uma função 𝑔, extensão da função 𝑓, de modo que o teorema de Weierstrass permita garantir a
existência de um mínimo e um máximo absolutos da função 𝑔 em [–5, 1] .

Determine os extremos absolutos de 𝑔.

DIMENSÕES • Matemática A • 12.º ano • Material fotocopiável • © Santillana