Você está na página 1de 17

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

LAÍS DE LIMA AKEL


TIAGO NEVES DE LIMA CORDOVIL
DIEGO CASTRO SILVA

PRODUÇÃO TEXTUAL
Em Grupo
Castanhal
2016
LAÍS DE LIMA AKEL
TIAGO NEVES DE LIMA CORDOVIL
DIEGO CASTRO SILVA

PRODUÇÃO TEXTUAL
Em Grupo

Trabalho apresentado à Universidade Norte do Paraná -


UNOPAR, como requisito parcial para a obtenção de média
semestral nas disciplinas de Metodologia Científica, Lógica
& Técnicas de Programação, Processo de Negócio e
Software. Introdução ao Desenvolvimento de Sistemas Web e
Seminário II.

Orientadores: Prof. José Adir, Prof. Anderson Gonçalves, Prof.


Marco Hisatomi, Profª. Merris Mozer e Prof. Roberto
Nishimura.
Castanhal
2016
SUMÁRIO

1 INTRODUÇÃO..................................................................................................................3
2 OBJETIVO......................................................................................................................... 4
3 DIAGRAMA DOS PROCESSOS DE NEGÓCIO.............................................................5
4 PR OTÓTIPO HTML......................................................................................................... 6
5 PROTÓTIPOS DOS CINCO CONTROLES(C#)..............................................................7
6 PLANEJAMENTO DO TRABALHO..............................................................................10
7 CONCLUSÃO..................................................................................................................12
REFERÊNCIAS....................................................................................................................... 13
3

INTRODUÇÃO

A busca constante na evolução do software não se faz apenas por meio de


apenas uma metodologia, mas sim uma combinação de melhores ferramentas de automação,
técnicas para a garantia da qualidade do software, gerenciamento e controle das atividades
envolvidas; esses são os principais objetivos da engenharia de software.
Com os avanços tecnológicos, a competitividade entre as empresas está cada
vez maior. Com isso, visando obter um maior controle e expandir o marketing da Empresa de
Entrega de Marmitas, nós criamos diversos recursos e planejamentos para que possamos
atender as exigências essenciais, tais como:maior rapidez, flexibilidade e qualidade nos
serviços. E dessa forma, alcançar um lugar de maior destaque no mercado.
4

OBJETIVO

Análise de Sistemas é um curso movido por tecnologia, desenvolvimento,


rapidez, robustez e segurança. O profissional que atua nessa área deve está sempre atualizado
e apto a adaptar-se a um mercado sempre em evolução. Deve conhecer os padrões, as técnicas
de desenvolvimento de software para que possa usar o melhor de cada técnica em um
determinado projeto.
O presente trabalho tem como objetivos os seguintes aspectos:
• Através da ferramenta Bizagi será construído o diagrama dos Processos de Negócio;
• A construção do Protótipo do cardápio, por meio do HTML;
• Construção de cinco controles será feita no Microsoft Visual Studio, em linguagem C#;
• Finalizaremos com a Metodologia; explanando sobre o planejamento do trabalho; de
forma geral.
5

DIAGRAMA DOS PROCESSOS DE NEGÓCIO

Por que usar BPMN para modelar?


A notação BPMN é extremamente útil para descrever a lógica passo a passo de
um processo através de desenhos em forma de diagramas. A partir dessa modelagem, é
possível ter uma notação gráfica que expressa de uma maneira simples e direta todo o
processo de um negócio. Assim, é possível visualizar melhor todas as etapas do mesmo e
analisá-las sem qualquer dificuldade.
A modelagem também é importante para a automatização de processos
complexos, pois, a partir do momento em que eles são desenhados, se tornam mais simples de
serem entendidos e têm suas falhas encontradas e corrigidas muito mais rapidamente.
Otimizar processos é o maior ganho que a modelagem BPMN pode oferecer!
O BPMN foi concebido para cobrir outros tipos de modelagem, permitindo que
se crie um fluxo do processo de negócio do inicio ao fim, conforme sua evolução, passo a
passo (step by step).
Todos os elementos que compõem a estrutura do BPMN permitem ver e
compreender com facilidade o processo de negócio através de diagramas simples para os
clientes (empresários, administradores e gestores de um negócio), mas que exigem
treinamento, experiência, perspicácia e eficiência para serem criados. Abaixo, podemos ver o
diagrama criado com a ferramente Bizagi:
6

PROTÓTIPO HTML (CARDÁPIO)

O que é HTML?

A Hypertext Markup Language (Linguagem de Marcação de Hipertexto) não é


uma linguagem de programação e sim, como o nome diz, uma linguagem de marcação ou
markup. Ela funciona através de “marcações” chamadas tags ou etiquetas, com o propósito de
estruturar e definir a natureza do conteúdo de uma página.
Criando uma tabela em HTML

A única tag de uso obrigatório em tabelas é: <table> </table>


Dentro das tags de abertura e fechamento table é que iremos definir
nossas tabelas, sendo até possível aninhar tabelas, através do alinhamento de tags.
É dentro desta tag que iremos usar as tags tr e td para criar as linhas e colunas
de nossas tabelas (assunto visto em breve, ainda neste tutorial de nosso curso).
Essa tag, junto seus mais diversos atributos, será responsável por diversas
características de uma tabela em HTML para seu site, como:
· definir se a tabela vai ter borda ou não

· caso a tabela tenha borda, qual a espessura desta

· cor de fundo

· espaçamento entre células

· que partes da tabela serão visíveis

· etc
Através destas breves introduções e alguns referenciais utilizados,
podemos conferir o protótipo do cardápio utilizado no site, a seguir:
7

PROTÓTIPOS DOS CINCO CONTROLES EM LINGUAGEM C# (SHARP)

Introdução À Linguagem C#

O C# é uma linguagem de programação orientada a objetos, que foi


desenvolvida pela Microsoft e faz parte da plataforma .NET. Embora a linguagem C# tenha
sido criada do zero, foi baseada na linguagem C++ e tem muitos elementos da linguagem
Pascal e Java.
A plataforma .NET teve suas bibliotecas inicialmente feitas em Simple
Managed C (SMC), porém esta limitou muito o trabalho na plataforma. No inicio de 1999 foi
montada uma equipe, liderada por Anders Hejlsberg, com o objetivo de criar uma nova
linguagem para a plataforma .NET. Esta linguagem seria criada para desprender a plataforma
.NET de outras linguagens, pois o código das linguagens já existentes limitava o
desenvolvimento da plataforma.
A Microsoft desenvolveu a linguagem C# em conjunto com a arquitetura .NET,
sendo assim uma linguagem de programação especialmente desenvolvida para esta
plataforma. Todos sabemos que a plataforma .NET suporta uma gama de linguagens de
programação como C# (claro), VB.NET, J#, C++, Delphi for .NET entre outras, o que torna
essa arquitetura produtiva e independente de linguagem, ou seja, o desenvolvedor pode
escolher, dentre as linguagens disponíveis, a que mais o agrada. Essa liberdade de escolha da
linguagem de programação também aumenta a produtividade de um time de desenvolvimento,
pois enquanto parte dos desenvolvedores estão construindo a interface gráfica em VB .NET
um outro grupo pode estar desenvolvendo as classes de negócio com C#, por exemplo. Depois
é só integrar as duas partes do projeto.

Com esta linguagem, desenvolvemos os cinco protótipos requisitados para


obter um maior controle de tudo. Podemos observar os programas na tela inicial de execução
a partir das seguintes imagens:
8
9
10

PLANEJAMENTO DO TRABALHO – METODOLOGIA

Como nosso trabalho seria longo, decidimos seguir uma metodologia e


planejá-lo de forma que se tornasse mais prático. A seguir apresentaremos o planejamento do
trabalho a ser executado. Neste planejamento levamos em consideração os respectivos itens:

a) Escolha de um nome para o sistema.

Um bom nome para o negócio geralmente contém algo que lembre do que se
trata. Logo, Marmitex Express seria ideal, já que se trata de algo dinâmico e expresso.

b) Escolha das referências de apoio utilizadas na elaboração do sistema.

Com o fenômeno da globalização, não fica muito difícil encontrar empresas de


alto nível competindo para ter um destaque e influência cada vez maiores no mercado de
trabalho.
Com base nessa ideia, nossas referências foram montadas em pesquisas que
resultaram em vários serviços de entrega que vão desde serviços de restaurantes e pizzas até
mesmo compras e vendas dos mais variados produtos. Estes serviços também possuem
empresas e sites online para expansão de markenting de forma geral.

c) Justificação para a elaboração do sistema.

Decidimos criar e elaborar esse sistema para poder usar e usufruir os benefícios
da internet na atividade administrativa: agilidade, organização, armazenamento,
compartilhamento, além de um amplo acesso. Com o sistema criado podemos confiar na
tecnologia para diminuir o risco da perda dos dados e informações fundamentais como a
administração do estoque, caixa, funcionários, produção, entre outros.

A internet traz uma quantia enorme de avanços e melhorias para as empresas,


principalmente para as pequenas e médias. Mais do que isso, ela diminui as distâncias entre
produtos e clientes, melhora a comunicação entre os times, otimiza o tempo e traz vantagem
competitiva para quem soube tirar proveito da web.

Há muitos benefícios de expandir e manter um negócio virtualmente, dentre


eles podemos citar alguns como:
1.Menos risco de perda de informações;
2.Equipes mais bem preparadas;
3.Otimização de recursos.

d) Breve explanação do problema a ser resolvido.

Devido o crescimento das cidades e o costume de almoçar fora de casa, as


pessoas costumam buscar alternativas rápidas para se alimentar. No caso, as marmitas
atendem esta demanda muito bem, pois oferecem praticidade e comodidade com a retirada da
comida no local ou entrega em domicílio. O serviço também atende aquelas pessoas que não
possuem tempo para se deslocar e almoçar em um restaurante convencional.
11

Escolhemos essa questão para solucionar, porque é um modo de oferecer


praticidade e facilidade para as pessoas que trabalham continuamente. É uma forma de estar
cuidando da saúde do próximo, influenciando seu cotidiano de modo positivo, o que também
contribui para a ética social de modo positivo.

e) Quais os objetivos do trabalho?

A seguir podemos rever os objetivos do trabalho; retirados da página 4; para


reforçar as ideias iniciais de planejamento.
O presente trabalho tem como objetivos os seguintes aspectos:
• Através da ferramenta Bizagi será construído o diagrama dos Processos de Negócio;
• A construção do Protótipo do cardápio, por meio do HTML;
• Construção de cinco controles será feita no Microsoft Visual Studio, em linguagem C#;
• Finalizaremos com a Metodologia; explanando sobre o planejamento do trabalho; de
forma geral.

f) Qual a metodologia científica a ser empregada?

Escolhemos a metodologia quantitativa, pois ela é a opção mais adequada para


coletar opiniões e atitudes explícitas e conscientes do entrevistado. Fazendo uso de
instrumentos mais padronizados, coletamos informações com questionários estruturados
acompanhados de perguntas claras e objetivas. O que garantiu a uniformidade do
entendimento dos entrevistados. Nós sabíamos exatamente o que perguntar para atingir o
objetivo da pesquisa.
12

CONCLUSÃO

Concluímos que o processo de construção e desenvolvimento deste sistema


impulsionou diversas melhorias tanto para a empresa com suas vendas e entregas, como para
as pessoas e suas respectivas atividades. No fim, podemos encarar os resultados com um
sentimento de gratificação.
13

REFERÊNCIAS

MODELAGEM com bpmn. In: Euax. 2015. Disponível em:


http://www.euax.com.br/2015/06/o-que-e-bpmn-business-process-modeling-notation/.
Acesso em: 01 de setembro de 2016.

HTML. In: Wikipédia, a enciclopédia livre. 2016. Disponível em:


https://pt.wikipedia.org/wiki/HTML. Acesso em: 01 de setembro de 2016.

HTML. In: Código Fonte. 2003. Disponível em:


https://www.codigofonte.net/dicas/html/23_link-em-texto-com-descricao. Acesso em: 01
de setembro de 2016.

HTML. In: Html Progressivo. 2013. Disponível em:


http://www.htmlprogressivo.net/2013/10/Como-criar-tabelas-linhas-colunas-As-tags-table-tr-
td.html. Acesso em: 01 de setembro de 2016.

C Sharp. In: Wikipédia. 2016. Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/C_Sharp. Acesso


em: 01 de setembro de 2016.

C Sharp. In: Infoescola. 2016. Disponível em: http://www.infoescola.com/informatica/c-


sharp/. Acesso em: 01 de setembro de 2016.

INTRODUÇÃO ao C#. In: Dev Media. 2016. Disponível em:


http://www.devmedia.com.br/curso/introducao-a-programacao-com-csharp/368. Acesso em:
01 de setembro de 2016.

METODOLOGIA. In: Instituto Phd. 2015. Disponível em:


http://www.institutophd.com.br/blog/pesquisa-quantitativa-e-pesquisa-qualitativa-entenda-a-
diferenca. Acesso em: 01 de outubro de 2016.

CONTROLE Empresarial. In: Blog Conta Azul. 2016. Disponível em:


https://blog.contaazul.com/a-importancia-de-manter-o-controle-empresarial-na-web.
Acesso em: 01 de outubro de 2016.

EMPREENDEDORISMO. In: Sebrae. 2015. Disponível em:


https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ideias/como-montar-uma-fornecedora-de-
refeicoes-em-marmita,be887a51b9105410VgnVCM1000003b74010aRCRD. Acesso em : 01
de outubro de 2016.