Você está na página 1de 6

THM 350 B3 T1

TREM DE POUSO

4.1 GENERALIDADES – CONJUNTO DO TREM DE POUSO


4.2 FIXAÇÕES DO TREM DE POUSO
4.3 AMORTECEDORES DO TREM DE POUSO
4.4 RESSONÂNCIA NO SOLO E FUNÇÃO DOS AMORTECEDORES

Ediç. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
23-2010 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 4.1
THM 350 B3 T1

Lista de Validade das Páginas

Página 01 ............................... Ediç. 23-2010 Página 04 ............................ Ediç. 23-2010


Página 02 ............................... Ediç. 23-2010 Página 05 ............................ Ediç. 23-2010
Página 03 ............................... Ediç. 23-2010 Página 06 ............................ Ediç. 23-2010

Ediç. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
23-2010 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 4.2
THM 350 B3 T1

4. TREM DE POUSO

4.1 GENERALIDADES – CONJUNTO DO TREM DE POUSO


O trem de pouso suporta o helicóptero, 1- Esqui, liga leve
protege a célula no pouso e amortece a 2- Tubo transversal dianteiro em aço
vibração quando o helicóptero está no solo 3- Amortecedor hidráulico
com o rotor girando. 4- Tubo transversal traseiro em aço
5- Batente do ponto de fixação
O conjunto do trem de pouso compreende: 6- Estrutura
 um tubo transversal frontal (2) e um 7- Guarnição superior - elastômero
8- Tubo transversal do trem de pouso
tubo transversal traseiro (4)
9- Guarnição inferior - elastômero
 dois esquis (1) 10- Semi-braçadeira de fixação
 dois amortecedores hidráulicos (3)

Ediç. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
23-2010 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 4.3
THM 350 B3 T1

4.2 FIXAÇÃO DO TREM DE POUSO


1 Pino para encaixe das rodas
de reboque
2 Degrau traseiro
3 Lâmina flexível em aço
4 Sapatas de proteção em aço
5 Degrau dianteiro (trem de
pouso alto)
6 Degrau antiderrapante (da
cabine)

NOTA: Como opcional, os esquis


podem ser protegidos em todo seu
comprimento por uma única sapata de
proteção.
Posições de montagem das rodas de
reboque em função das diferentes
posições do centro de gravidade.

4.3 RESSONÂNCIA NO SOLO E FUNÇÃO DOS AMORTECEDORES


Quando o helicóptero voa, os rotores, o motor e
as transmissões são fontes de vibrações que se
propagam pela estrutura. Cada elemento da
estrutura tem uma frequência de vibração que
lhe é própria e que depende principalmente de
seu peso, de sua flexibilidade ou rigidez (ou
seja, de sua forma, de suas dimensões e do
material utilizado). Assim, a aeronave está
sujeita às vibrações complexas que podem
aumentar (amplitude vibratória aumenta) ou
diminuir (amplitude vibratória diminui).
O fabricante, jogando com a frequência própria
dos componentes do helicóptero, procura
evidentemente diminuir o nível vibratório. Em
voo, o helicóptero está isolado, e em um
determinado regime de voo, o nível vibratório
sempre se estabiliza: não aumenta nem diminui.
No solo, ao contrário, como rotor girando, as
vibrações encontram no trem de pouso um Além disso, a função dos amortecedores
ponto de apoio e, se acontecer que a frequência entre a perna dianteira “flexível” do trem de
própria do trem de pouso combine com a pouso e a estrutura é para absorver a
frequência das vibrações provenientes do rotor, energia de vibração e, por isso, evita todas
a cada giro das pás essas vibrações recebem as oscilações divergentes.
em "eco" um novo impulso. A amplitude
vibratória aumenta rapidamente. Essas Deve-se observar ainda que a flexibilidade
vibrações divergentes e as oscilações dos tubos transversais, esquis e lâmina de
resultantes podem provocar a capotagem e a aço atenuam a desaceleração vertical do
consequente destruição da aeronave. helicóptero no momento do toque, uma vez
É A RESSONÂNCIA NO SOLO. que a energia de impacto é absorvida pelos
Uma lâmina de aço flexível inclinada atrás do amortecedores e pela ação do atrito dos
esqui aumenta a rigidez do trem de pouso e esquis no solo.
muda sua frequência natural para que nunca
ocorra ressonância no solo.

Ediç. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
23-2010 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 4.4
THM 350 B3 T1

4.4 AMORTECEDORES DO TREM DE POUSO


A velocidade de amortecimento é a principal
característica do amortecedor.
Sob um esforço de 500 daN, temos:
- amplitude de deslocamento do pistão : ± 2 mm
- em uma velocidade de: 35 mm/s
- frequência: 3.1 Hz

1- Bujões de abastecimento
2- Reservatório de fluído hidráulico
3- Tampa
4- Pistão
5- Cilindro
6- Corpo do amortecedor
7- Válvula unidirecional de drenagem e
enchimento da câmara
8- Arruela da válvula de sobrepressão
9- Arruela da válvula de sobrepressão
10- Orifício calibrado normal
OPERAÇÃO
1 - Esforço < 550 daN
O amortecimento é obtido pela passagem do
fluído através do orifício calibrado (10).
2 - Esforço > 550 daN
As válvulas de sobrepressão - arruelas
elásticas (8) e (9) se levantam aumentando
muito a seção de passagem do fluído:
- esforço de baixo para cima: a arruela (9) se
levanta.
- esforço de cima para baixo: a arruela (8) se
levanta.
3 - A válvula unidirecional (7) realiza
automaticamente a drenagem e o enchimento
das câmaras de trabalho a partir do
reservatório de fluído (2).
Note que os vazamentos externos são
impossíveis: o líquido conservado entre o corpo
do amortecedor e o cilindro retorna ao
reservatório (2).

Ediç. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá ser
23-2010 reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 4.5
THM 350 B3 T1

Ediç. SOMENTE PARA INSTRUÇÃO


Este documento é uma tradução do documento de mesmo nome da EUROCOPTER. Nenhuma parte do poderá
23-2010 ser reproduzida ou transmitida sem uma autorização prévia por escrito e seu conteúdo não pode ser divulgado. 4.6