Você está na página 1de 6

DIREITO PROCESSUAL CIVIL

O Procedimento
08 Comum Sumário

08.1 – O Procedimento Comum Sumário

Noções gerais
O procedimento sumário:
O procedimento comum sumário tem como principal característica a simplificação dos atos
do processo, com a concentração de atos em audiência e na oralidade e celeridade. As causas
a serem seguidas pelo procedimento comum sumário podem ser definidas em razão do valor
ou em razão da matéria.

01 Valor:
Observar-se-á o procedimento sumário nas causas, cujo valor não exceda a (60)
sessenta vezes o valor do salário mínimo.

O valor é o da data da propositura da ação, sendo irrelevante alterações posteriores do salário


mínimo.

02 Outras hipóteses:
nas causas, qualquer que seja o valor:

ƒ de arrendamento rural e de parceria agrícola;

O arrendamento rural e a parceria agrícola encontram-se regulados pelo Estatuto da Terra,


pela Lei 4.947/66, pelo Decreto 59.566/66 e subsidiariamente pelo Código Civil.

ƒ de cobrança ao condômino de quaisquer quantias devidas ao condomínio;

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 1
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
ƒ de ressarcimento por danos em prédio urbano ou rústico;

Considera-se prédio urbano ou rústico no sentido amplo, compreendendo o solo, as


construções, as pertenças e as acessões.

ƒ de ressarcimento por danos causados em acidente de veículo de via terrestre;


ƒ de cobrança de seguro, relativamente aos danos causados em acidente de veículo
ressalvados os casos de processo de execução;

Nas ações movidas contra a seguradora, de cobrança de seguro, relativamente aos danos
causados em acidente de veículo, o rito será o sumário, salvo se resultar morte ou
incapacidade do segurado, caso em que o contrato de seguro será título executivo
extrajudicial, nos termos do artigo 585, III, do CPC, devidamente instruído com o atestado de
óbito ou o laudo atestando a incapacidade.

ƒ de cobrança de honorários dos profissionais liberais, ressalvado o disposto em


legislação especial;
ƒ que versem sobre revogação de doação;
ƒ nos demais casos previstos em lei.

Exceções:
Não se aplica o procedimento sumário às execuções, nem às ações sujeitas a procedimento
especial, nem às ações relativas ao estado e à capacidade das pessoas.

Aspectos do procedimento sumário


Petição inicial:
Na petição inicial, além dos requisitos do art. 282 do Código de Processo Civil, o autor
deverá especificar as provas, pois não há outra oportunidade para fazê-lo. Será necessário
indicar as provas e o rol de testemunhas, juntando-se os documentos pertinentes. Se
requerer perícia, o autor deverá também formular os quesitos, podendo indicar assistente
técnico (CPC, art. 276).

O número máximo de testemunhas é de dez, podendo o juiz limitá-las a três para a prova de
cada fato (CPC, art. 407, parágrafo único).

Citação do réu:
O juiz designará desde logo a audiência de conciliação e mandará citar o réu. O réu será
citado com a antecedência mínima de dez dias e advertido de que se deixar de comparecer à
audiência, reputar-se-ão verdadeiros os fatos alegados na petição do autor, salvo se o
contrário resultar da prova dos autos, proferindo o juiz, desde logo, a sentença.

Sendo ré a Fazenda Pública, os prazos contar-se-ão em dobro.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 2
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
Audiência de conciliação:
A audiência de conciliação será realizada no prazo de 30 dias. As partes comparecerão
pessoalmente à audiência, podendo fazer-se representar por preposto com poderes para
transigir. O juiz, na audiência, decidirá de plano a impugnação ao valor da causa ou a
controvérsia sobre a natureza da demanda, determinando, se for o caso, a conversão do
procedimento sumário em ordinário. A conversão também ocorrerá quando houver
necessidade de prova técnica de complexidade. Havendo conciliação, está será reduzida a
termo e homologada por sentença, podendo o juiz ser auxiliado por conciliador.

Resposta do réu:
Não obtida a conciliação, oferecerá o réu, na própria audiência, resposta escrita ou oral,
acompanhada de documentos e rol de testemunhas e, se requerer perícia, formulará seus
quesitos desde logo, podendo indicar assistente técnico (CPC, art. 278).

É lícito ao réu, na contestação, formular pedido em seu favor, desde que fundado nos mesmos
fatos referidos na inicial (CPC, art. 278, § 1º).

Audiência de instrução e julgamento:


Havendo necessidade de produção de prova oral e não ocorrendo hipótese de extinção do
processo ou de julgamento antecipado da lide, será designada audiência de instrução e
julgamento para data próxima, não excedente de trinta dias, salvo se houver determinação
de perícia (CPC, art. 278, § 2º). Os atos probatórios realizados em audiência poderão ser
documentados mediante taquigrafia, estenotipia ou outro método hábil de documentação,
fazendo-se a respectiva transcrição se a determinar o juiz (CPC, art. 279). Findos a instrução
e os debates orais, o juiz proferirá sentença na própria audiência ou no prazo de dez dias
(CPC, art. 281).

Restrições do procedimento sumário:


Conforme o art. 280 do Código de Processo Civil, no procedimento sumário não são
admissíveis a ação declaratória incidental e a intervenção de terceiros, salvo a assistência, o
recurso de terceiro prejudicado e a intervenção fundada em contrato de seguro. Estas
restrições têm a finalidade de se evitar uma demora excessiva no procedimento sumário. A
oposição, a nomeação à autoria, a denunciação da lide e o chamamento ao processo são
formas de intervenção de terceiros inadmissíveis no procedimento sumário. A intervenção
fundada em contrato de seguro é admitida no procedimento sumário em virtude das causas
em que o causador de acidente de trânsito possua seguro e assim possa a seguradora
participar diretamente do processo.

É admitido no procedimento sumário a assistência e o recurso de terceiro prejudicado.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 3
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
Questões de Concursos

Nas questões a seguir, assinale a alternativa que julgue correta.

01 - (Magistratura/MG – 2000) Uma ação de procedimento sumário foi proposta e julgada no rito
ordinário, sem expressa autorização do Juiz. A solução cabível será
( ) a) anular o processo, desde a petição inicial.
( ) b) anular o processo, a partir da citação inicial, inclusive.
( ) c) considerar válida a relação processual instaurada, por ausência de prejuízo para as
partes.
( ) d) anular a sentença, em razão da improbidade do procedimento adotado.
( ) e) repetir a instrução da causa.

02 - (Ministério Público/MG – 43) Quanto ao procedimento sumário é incorreto afirmar que:


( ) a) não é lícito ao réu, na contestação, formular pedido em seu favor fundado nos mesmos
fatos referidos na inicial;
( ) b) será observado nas causas cujo valor não exceda a sessenta vezes o valor do salário
mínimo;
( ) c) não será observado nas ações relativas ao estado e à capacidade das pessoas;
( ) d) na petição inicial o autor apresentará o rol de testemunhas e, se requerer perícia,
formulará quesitos, podendo indicar assistente técnico;
( ) e) processam-se durante as férias e não se suspendem pela superveniência delas as causas
que seguem o rito sumário.

03 - (Procurador/GO – 8) Sobre o requerimento da prova testemunhal no procedimento sumário


sabe-se que:
( ) a) o réu deve apresentar o rol até quarenta e oito horas antes da primeira audiência;
( ) b) o autor deve instruir a inicial com o rol de testemunhas e o réu deve apresentá-lo na
primeira audiência;
( ) c) o autor e o réu devem apresentar o rol na audiência, com base no princípio da
isonomia das partes;
( ) d) como no direito do trabalho, as partes podem levar as testemunhas à audiência, sem rol
prévio.

04 - A intervenção de terceiro com interesse jurídico no processo que tramita pelo rito sumário
é admitida pelo instituto:
( ) a) da denunciação da lide;
( ) b) do chamamento ao processo;
( ) c) da nomeação à autoria;
( ) d) da assistência.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 4
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
05 - O rito sumário deve servir:
( ) a) para todos os casos, desde que compreendidos no seu âmbito de abrangência;
( ) b) para adaptação do custo do processo à importância do litígio;
( ) c) somente para o julgamento das ações relativas ao estado e à capacidade das pessoas;
( ) d) às ações que se revestem de maior complexidade e, consequentemente, exijam um
contraditório mais amplo demonstrada a necessidade de facilitação do rápido
desenvolvimento do processo, observadas os seus princípios informativos, dentre eles,
o da simplicidade, da celeridade, da economia e da concentração.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 5
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
Gabarito

01.C 02.A 03.B 04.D 05.A

Bibliografia

„ Direito Processual Civil Brasileiro „ Instituições de Direito Processual Civil


  Vicente Greco     Cândido Rangel Dinamarco  
Editora: Saraiva Editora: Malheiros

„ Primeiras Linhas de Direito Processual Teoria Geral do Processo e Processo de


Civil Conhecimento
   Moacyr Amaral Santos     Carlos Eduardo Ferraz de Mattos Barroso  
Editora: Saraiva Editora: Saraiva

Apostilas Concursos Jurídicos

Direito Processual Civil


08 - O Procedimento Comum Sumário

Atualizada em 10.12.2011

Todos os direitos reservados à


CMP EDITORA E LIVRARIA LTDA.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 6
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.