Você está na página 1de 20

DIREITO CONSTITUCIONAL

Os Direitos
03 Individuais e
Coletivos

03.1 – Os Direitos Individuais e Coletivos

Noções Gerais
Direitos e Garantias:
Os direitos individuais são aqueles inerentes à pessoa e as garantias são mecanismos para assegurar o
exercício destes direitos.

Aplicabilidade Imediata:
As normas definidoras dos direitos e garantias fundamentais têm aplicação imediata, ou seja, não
necessitam de normas posteriores que as regulem, possuindo todos os elementos para produzir efeito.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
§ 1º - As normas definidoras dos direitos e garantias fundamentais têm aplicação imediata.

Rol Exemplificativo:
Os direitos e garantias expressos na Constituição Federal não excluem outros de caráter
constitucional decorrentes dos tratados que o Brasil seja parte. Este parágrafo indica que o rol do art.
5° é apenas exemplificativo, podendo ser aumentado por outros direitos e garantias que sejam
extraídos dos princípios constitucionais, do regime democrático, ou ainda, de tratados internacionais.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
§ 2º - Os direitos e garantias expressos nesta Constituição não excluem outros decorrentes do
regime e dos princípios por ela adotados, ou dos tratados internacionais em que a República
Federativa do Brasil seja parte.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 1
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
Hierarquia das Normas de Tratados Internacionais de Direitos Humanos:
O § 3° do art. 5° trata da recepção dos tratados internacionais de direitos humanos que o Brasil seja
parte. Havia na doutrina discussão sobre a forma de ingresso na ordem jurídica brasileira desses
direitos diante da hierarquia normativa. Entendiam alguns autores que as normas de tratado
internacional ingressavam na condição de norma constitucional, outros entendiam que a norma
deveria ingressar no plano da lei ordinária. Com a Emenda Constitucional n° 45, de 2004, as normas
de tratados internacionais sobre direitos humanos passam a ser reconhecidas como normas de
hierarquia constitucional, porém, somente se aprovadas pelas duas casas do Congresso por 3/5 de
seus membros em dois turnos de votação.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
§ 3º - Os tratados e convenções internacionais sobre direitos humanos que forem aprovados, em
cada Casa do Congresso Nacional, em dois turnos, por três quintos dos votos dos respectivos
membros, serão equivalentes às emendas constitucionais. (Incluído pela Emenda
Constitucional nº 45, de 08.12.04)

Submissão à Jurisdição do Tribunal Penal Internacional:


O Brasil se submete expressamente à jurisdição de Tribunal Penal Internacional a cuja criação tenha
manifestado adesão. O Estatuto de Roma, que instituiu o Tribunal Penal Internacional, foi ratificado
pelo Brasil em 20 de junho de 2002. Atualmente, com a Emenda Constitucional n° 45, de 2004, esta
adesão ganha força constitucional.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
§ 4º - O Brasil se submete à jurisdição de Tribunal Penal Internacional a cuja criação tenha
manifestado adesão. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 45, de 08.12.04)

Os Direitos e Liberdades Fundamentais


CONSTITUIÇÃO Art. 5º - Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos
FEDERAL brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à
igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:

Igualdade entre Homens e Mulheres:


A Constituição Federal reafirma em relação ao sexo, o princípio da igualdade.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
I - homens e mulheres são iguais em direitos e obrigações, nos termos desta Constituição;

Princípio da Legalidade e Liberdade de Ação:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
II - ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei;

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 2
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
Tortura:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
III - ninguém será submetido a tortura nem a tratamento desumano ou degradante;

Tortura é a sevícia: tortura física ou a inflição de um sofrimento psicológico (tortura moral).

Liberdade de Manifestação do Pensamento:


A vedação do anonimato visa a impedir os abusos, pois idéias prejudiciais poderiam ser veiculadas,
sem que houvesse qualquer responsabilidade do seu autor.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;

Direito de Resposta e Indenização:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
V - é assegurado o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano
material, moral ou à imagem;

Liberdade de Consciência e de Crença:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos
cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;

VII - é assegurada, nos termos da lei, a prestação de assistência religiosa nas entidades civis e
militares de internação coletiva;

VIII - ninguém será privado de direitos por motivo de crença religiosa ou de convicção
filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e
recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em lei;

Liberdade da Expressão:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação,
independentemente de censura ou licença;

Proteção da Imagem e Intimidade:


Este disposto visa a proteger especificamente a imagem, vida privada e a intimidade das pessoas.
Podemos dizer que este direito consiste naquele de ninguém ver a sua imagem exposta em público,
sem o devido consentimento.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 3
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................
FEDERAL
X - são invioláveis a intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas, assegurado o
direito a indenização pelo dano material ou moral decorrente de sua violação;

Segurança do Domicílio:
O dispositivo consagra o direito do indivíduo ao seu lar, sendo este asilo inviolável, também
relacionado com o direito fundamental da privacidade e intimidade.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XI - a casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo penetrar sem consentimento
do morador, salvo em caso de flagrante delito ou desastre, ou para prestar socorro, ou, durante o
dia, por determinação judicial;

Sigilo das Comunicações:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XII - é inviolável o sigilo da correspondência e das comunicações telegráficas, de dados e das
comunicações telefônicas, salvo, no último caso, por ordem judicial, nas hipóteses e na forma
que a lei estabelecer para fins de investigação criminal ou instrução processual penal;

Liberdade de Profissão:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XIII - é livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações
profissionais que a lei estabelecer;

Acesso à Informação:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XIV - é assegurado a todos o acesso à informação e resguardado o sigilo da fonte, quando
necessário ao exercício profissional;

Liberdade de Locomoção:
A liberdade de locomoção compreende o direito de entrar e sair do país e de se deslocar dentro dele.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XV - é livre a locomoção no território nacional em tempo de paz, podendo qualquer pessoa, nos
termos da lei, nele entrar, permanecer ou dele sair com seus bens;

Liberdade de Reunião:
Reunião é o agrupamento organizado e descontínuo, ou seja, passageiro (se duradouro, passa de
reunião para associação) de pessoas para intercâmbio de idéias ou tomada da posição comum.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 4
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................
FEDERAL
XVI - todos podem reunir-se pacificamente, sem armas, em locais abertos ao público,
independentemente de autorização, desde que não frustrem outra reunião anteriormente
convocada para o mesmo local, sendo apenas exigido prévio aviso à autoridade competente;

Liberdade de Associação:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XVII - é plena a liberdade de associação para fins lícitos, vedada a de caráter paramilitar;

XVIII - a criação de associações e, na forma da lei, a de cooperativas independem de


autorização, sendo vedada a interferência estatal em seu funcionamento;

XIX - as associações só poderão ser compulsoriamente dissolvidas ou ter suas atividades


suspensas por decisão judicial, exigindo-se, no primeiro caso, o trânsito em julgado;

XX - ninguém poderá ser compelido a associar-se ou a permanecer associado;

XXI - as entidades associativas, quando expressamente autorizadas, têm legitimidade para


representar seus filiados judicial ou extrajudicialmente;

A Propriedade:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XXII - é garantido o direito de propriedade;

XXIII - a propriedade atenderá a sua função social;

Intervenção do Estado na Propriedade:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XXIV - a lei estabelecerá o procedimento para desapropriação por necessidade ou utilidade
pública, ou por interesse social, mediante justa e prévia indenização em dinheiro, ressalvados os
casos previstos nesta Constituição;

Considera-se indenização justa aquela correspondente ao valor do bem no mercado.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XXV - no caso de iminente perigo público, a autoridade competente poderá usar de propriedade
particular, assegurada ao proprietário indenização ulterior, se houver dano;

A Pequena Propriedade Rural:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 5
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
FEDERAL
XXVI - a pequena propriedade rural, assim definida em lei, desde que trabalhada pela família,
não será objeto de penhora para pagamento de débitos decorrentes de sua atividade produtiva,
dispondo a lei sobre os meios de financiar o seu desenvolvimento;

Direitos Autorais:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XXVII - aos autores pertence o direito exclusivo de utilização, publicação ou reprodução de suas
obras, transmissível aos herdeiros pelo tempo que a lei fixar;

XXVIII - são assegurados, nos termos da lei:


a) a proteção às participações individuais em obras coletivas e à reprodução da imagem e voz
humanas, inclusive nas atividades desportivas;
b) o direito de fiscalização do aproveitamento econômico das obras que criarem ou de que
participarem aos criadores, aos intérpretes e às respectivas representações sindicais e
associativas;

XXIX - a lei assegurará aos autores de inventos industriais privilégio temporário para sua
utilização, bem como proteção às criações industriais, à propriedade das marcas, aos nomes de
empresas e a outros signos distintivos, tendo em vista o interesse social e o desenvolvimento
tecnológico e econômico do País;

Heranças:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XXX - é garantido o direito de herança;

XXXI - a sucessão de bens de estrangeiros situados no País será regulada pela lei brasileira em
benefício do cônjuge ou dos filhos brasileiros, sempre que não lhes seja mais favorável a lei
pessoal do de cujus;

Direito do Consumidor:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XXXII - o Estado promoverá, na forma da lei, a defesa do consumidor;

Direitos Perante aos Órgãos Públicos:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XXXIII - todos têm direito a receber dos órgãos públicos informações de seu interesse
particular, ou de interesse coletivo ou geral, que serão prestadas no prazo da lei, sob pena de
responsabilidade, ressalvadas aquelas cujo sigilo seja imprescindível à segurança da sociedade e
do Estado;

XXXIV - são a todos assegurados, independentemente do pagamento de taxas:


a) o direito de petição aos poderes públicos em defesa de direitos ou contra ilegalidade ou abuso
de poder;
b) a obtenção de certidões em repartições públicas, para defesa de direitos e esclarecimento de

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 6
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
situações de interesse pessoal;

Princípio da Proteção Judiciária:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XXXV - a lei não excluirá da apreciação do Poder Judiciário lesão ou ameaça a direito;

Segurança das Relações Jurídicas:


A segurança das relações jurídicas consiste no conjunto de condições que tornam possível à todos o
conhecimento antecipado e reflexivo das consequências dos atos e fatos sob a legislação vigente.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XXXVI - a lei não prejudicará o direito adquirido, o ato jurídico perfeito e a coisa julgada;

Direito adquirido Œ A Lei de Introdução ao Código Civil declara que se consideram


adquiridos os direitos que o seu titular, ou alguém por ele, possa exercer, como
aqueles cujo começo do exercício tenha termo prefixado, ou condição
preestabelecida inalterável, a arbítrio de outrem. Se o direito subjetivo não for
exercido, vindo a lei nova, transforma-se em direito adquirido, porque era direito
exercitável e exigível à vontade de seu titular.

Ato jurídico perfeito Œ O ato jurídico perfeito é aquele que sob o regime da lei antiga se
tornou apto para produzir os seus efeitos pela verificação de todos os requisitos
indispensáveis; é perfeito ainda que possa estar sujeito a termo ou condição; é
aquela situação consumada ou direito consumado, direito definitivamente
exercido.

Coisa julgada ΠA garantia, refere-se a coisa julgada material, prevalecendo hoje o


conceito do Código de Processo Civil, denomina-se coisa julgada material a
eficácia, que torna imutável e indiscutível a sentença, não mais sujeita a recurso
ordinário ou extraordinário (art. 467); a lei não pode desfazer a coisa julgada,
mas pode prever licitamente, como o fez o art. 485 do Código de Processo Civil,
sua rescindibilidade por meio de ação rescisória.

Tribunal de Exceção:
No tribunal de exceção o juiz é convidado para julgar um caso já acontecido (tribunal encomendado).

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XXXVII - não haverá juízo ou tribunal de exceção;

Tribunal do Júri:
Este dispositivo consagra o princípio constitucional inglês segundo o qual o homem tem que ser
julgado pelo seus pares.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 7
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
XXXVIII - é reconhecida a instituição do júri, com a organização que lhe der a lei, assegurados:
a) a plenitude de defesa;
b) o sigilo das votações;
c) a soberania dos veredictos;
d) a competência para o julgamento dos crimes dolosos contra a vida;

Princípio da Legalidade e Anterioridade Penal:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XXXIX - não há crime sem lei anterior que o defina, nem pena sem prévia cominação legal;

Retroatividade da Lei Penal:


A lei só retroage quando beneficia o réu.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XL - a lei penal não retroagirá, salvo para beneficiar o réu;

Discriminações:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XLI - a lei punirá qualquer discriminação atentatória dos direitos e liberdades fundamentais;

Crimes:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XLII - a prática do racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de
reclusão, nos termos da lei;

XLIII - a lei considerará crimes inafiançáveis e insuscetíveis de graça ou anistia a prática da


tortura, o tráfico ilícito de entorpecentes e drogas afins, o terrorismo e os definidos como crimes
hediondos, por eles respondendo os mandantes, os executores e os que, podendo evitá-los, se
omitirem;

XLIV - constitui crime inafiançável e imprescritível a ação de grupos armados, civis ou


militares, contra a ordem constitucional e o Estado democrático;

Crimes Inafiançáveis e Crimes Inafiançáveis e


Imprescritíveis Insuscetíveis de Graça e Anistia
Racismo. Prática de Tortura.
Tráfico ilícito de entorpecentes e drogas afins.
Ação de grupos armados contra a ordem Terrorismo.
constitucional e o Estado Democrático. Crimes Hediondos.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 8
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
Princípio da Intranscendência da Pena:
O cometimento de qualquer infração é um ato subjetivo, pelo qual só deve responder o próprio
infrator. Nenhuma outra pessoa, como parentes ou familiares, poderá ser apenada. Isso, entretanto,
não os exime civilmente da indenização.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XLV - nenhuma pena passará da pessoa do condenado, podendo a obrigação de reparar o dano e
a decretação do perdimento de bens serem, nos termos da lei, estendidas aos sucessores e contra
eles executadas, até o limite do valor do patrimônio transferido;

Individualização da Pena:
A constituição apenas define que a pena será aplicada individualmente, ou seja, em função da
personalidade de cada indivíduo e respectiva necessidade de que a pena se ajuste à sua reeducação.
As penas a serem adotadas são:
ƒ privativas ou restritivas de liberdade: são as penas de reclusão e detenção;
ƒ perda de bens: sanção que apenas atinge bens materiais;
ƒ multa: é a imposição de pagamento de um valor;
ƒ prestação social alternativa: obrigação do condenado a um trabalho, em que ele tem melhor
contato com a necessidade de se respeitar os valores e necessidades da convivência social.
ƒ suspensão ou interdição de direitos: proíbe-se o condenado de exercitar (ainda que
temporariamente) algum direito importante (dirigir veículos, por exemplo).

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XLVI - a lei regulará a individualização da pena e adotará, entre outras, as seguintes:
a) privação ou restrição da liberdade;
b) perda de bens;
c) multa;
d) prestação social alternativa;
e) suspensão ou interdição de direitos;

Proibição de Penas:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XLVII - não haverá penas:
a) de morte, salvo em caso de guerra declarada, nos termos do art. 84, XIX;
b) de caráter perpétuo;
c) de trabalhos forçados;
d) de banimento;
e) cruéis;

Estabelecimentos:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XLVIII - a pena será cumprida em estabelecimentos distintos, de acordo com a natureza do
delito, a idade e o sexo do apenado;

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 9
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
Respeito à Integridade Física e Moral dos Presos:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
XLIX - é assegurado aos presos o respeito à integridade física e moral;

Presidiárias:
A mulher, mesmo a que comete um crime, é antes de tudo, uma mãe. Dela necessita uma criança, não
apenas por questão de saúde (o leite), como para dela receber o carinho materno, tão indispensável à
sua formação e saúde mental, mormente nesses primeiros dias (ou meses) da vida.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
L - às presidiárias serão asseguradas condições para que possam permanecer com seus filhos
durante o período de amamentação;

Extradição:
Extradição é a busca de um país estranho de quem esteja no território nacional, ao passo que a
expulsão (deportação) é relativo ao estrangeiro que se encontra ilegalmente no País.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LI - nenhum brasileiro será extraditado, salvo o naturalizado, em caso de crime comum,
praticado antes da naturalização, ou de comprovado envolvimento em tráfico ilícito de
entorpecentes e drogas afins, na forma da lei;

O brasileiro naturalizado também não poderá ser extraditado. A Constituição só autoriza a


extradição (envio para um país do exterior, que o requereu) se o brasileiro (naturalizado) cometeu
algum crime comum antes da naturalização. Outra hipótese é a de haver cometido tráfico de
entorpecentes (para esse crime não há condescendência), havendo neste caso, uma lei prevendo as
condições para a extradição do brasileiro naturalizado.

Extradição de Estrangeiro:
Tanto o crime político, como o de opinião, muito mais refletem uma sensibilidade ideológica ou
política de governantes, transitórios ocupantes do poder de um País, do que, propriamente, uma
conduta reprovável, segundo o senso comum dos povos. São na verdade, crimes que só existem para
proteger aos interesses das autoridades políticas de um país. No Brasil, tradicionalmente, só são
extraditados os estrangeiros que cometem crime comum (aqueles que todas as sociedades, de todos
os países, entendem como uma conduta criminosa).

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LII - não será concedida extradição de estrangeiro por crime político ou de opinião;

Julgamento pela Autoridade Competente:


A autoridade competente será sempre definida, previamente, em lei e na Constituição. Assim, aquele
que comete um crime doloso contra a vida, não será julgado por um juiz encomendado, mas apenas
pelo Tribunal do Júri.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 10
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................
FEDERAL
LIII - ninguém será processado nem sentenciado senão pela autoridade competente;

Devido Processo Legal:


A prisão de uma pessoa, como pena (sanção) só poderá ser imposta, após um processo judicial, em
que será assegurada a ampla defesa e se observarão todas as formalidades legais, que garantem a
regularidade do processo.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LIV - ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processo legal;

Contraditório e a Ampla Defesa:


O princípio do contraditório assegura a todas as partes (envolvidas num processo) a plenitude da
defesa, produzindo provas em sentido contrário, analisando e criticando as provas produzidas pelo
outro, formulando acusações, defendendo-se delas, recorrendo, ou respondendo ao recurso da parte
contrária. A ampla defesa constitui a liberdade de usar o interessado de todos os meios e recursos,
que a lei permite, para demonstrar seu direito e obter a satisfação de seu interesse. Esses princípios
valem tanto para os processos criminais, como cíveis, trabalhistas, administrativos ou outros.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LV - aos litigantes, em processo judicial ou administrativo, e aos acusados em geral são
assegurados o contraditório e a ampla defesa, com os meios e recursos a ela inerentes;

Provas Obtidas por Meios Ilícitos:


A prova ilícita, mesmo que contenha a verdade, não serve e não será admitida nos processos.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LVI - são inadmissíveis, no processo, as provas obtidas por meios ilícitos;

Presunção de Inocência:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LVII - ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal
condenatória;

Identificação Criminal:
Quando uma pessoa é indiciada (apontada como suspeito) num inquérito policial ela deve ser
identificada criminalmente (são colhidos todos os seus dados pessoais, e, principalmente, colhidas
suas impressões digitais). Caso o indiciado possua identidade civil, não será submetido à este tipo de
constrangimento.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 11
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
FEDERAL
LVIII - o civilmente identificado não será submetido a identificação criminal, salvo nas
hipóteses previstas em lei;

Ação Privada Subsidiária da Pública:


Compete ao Ministério Público processar as pessoas que tenham cometido crimes. Esse dever do
Promotor tem que ser cumprido num prazo (hoje, na maioria dos casos, é de 15 dias, a contar do dia
em que o inquérito policial chega às suas mãos). Poderá ocorrer, entretanto, que o Promotor de
Justiça, por qualquer razão, não promova a ação penal contra o criminoso. Nessa hipótese, a pessoa
interessada poderá contratar um advogado e promover por intermédio deste o processo contra o
criminoso. Esse interesse deve ser protegido, não apenas por questão de justiça, mas também porque,
na maioria dos casos a condenação criminal autoriza a vítima a obter uma indenização civil contra o
criminoso.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LIX - será admitida ação privada nos crimes de ação pública, se esta não for intentada no prazo
legal;

Publicidade dos Atos Processuais:


Um processo deverá sempre ser público, ou seja, a seus atos deve ser assegurado o acesso do povo.
As audiências serão públicas e as sentenças deverão ser públicas. Com isso se garante a vigilância
social sobre os atos e decisões do Poder Judiciário. A publicidade protegerá os próprios juízes, que
nela terão a presunção de que agiram honestamente, porque nada fizeram às escondidas.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LX - a lei só poderá restringir a publicidade dos atos processuais quando a defesa da intimidade
ou o interesse social o exigirem;

Legalidade da Prisão:
A regra é que todos devemos ter liberdade. Para que sejamos presos, ou deveremos estar em flagrante
delito ou deverá existir um mandado judicial, determinando nossa prisão. Essa garantia, porém, não é
tão ampla para os militares. Eles podem ser presos também quando cometerem transgressão
disciplinar e nos crimes militares próprios. Um militar superior dará a ordem de prisão. Se a polícia
prender alguém para “averiguações”, como sempre foi costumeiro, estará o policial atentado contra
as garantias e liberdades fundamentais, fato que constitui crime grave e motivará sua punição
administrativa (ou disciplinar) e criminal.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LXI - ninguém será preso senão em flagrante delito ou por ordem escrita e fundamentada de
autoridade judiciária competente, salvo nos casos de transgressão militar ou crime propriamente
militar, definidos em lei;

Comunicabilidade da Prisão:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 12
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
LXII - a prisão de qualquer pessoa e o local onde se encontre serão comunicados imediatamente
ao juiz competente e à família do preso ou à pessoa por ele indicada;

Informação ao Preso:
Influência do direito norte-americano.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LXIII - o preso será informado de seus direitos, entre os quais o de permanecer calado, sendo-
lhe assegurada a assistência da família e de advogado;

Identificação dos Responsáveis pela Prisão:


Sendo direito do preso identificar seu “inquiridor”, certamente a prisão e os interrogatórios serão
feito com respeito aos direitos e garantias fundamentais da liberdade humana.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LXIV - o preso tem direito à identificação dos responsáveis por sua prisão ou por seu
interrogatório policial;

Relaxamento da Prisão Ilegal:


Quando um juiz receber a comunicação de que alguém foi preso, necessariamente deverá analisar as
razões dessa prisão e verificar se são ilegais. Se concluir o juiz que a prisão foi feita legalmente
(houve um mandado judicial de prisão, ou o preso foi apanhado em flagrante delito), então o juiz
manterá a prisão da pessoa. Se, entretanto, o juiz concluir que não havia flagrância de delito, ou que,
por alguma razão a prisão não foi feita legalmente, então terá o dever de, imediatamente, determinar
que a pessoa seja libertada. O relaxamento da prisão é a libertação do preso. Só o juiz tem esse poder
de convalidar a prisão ou de determinar a soltura do preso.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LXV - a prisão ilegal será imediatamente relaxada pela autoridade judiciária;

Garantia da Liberdade Provisória:


Há infrações penais, que não têm tanta gravidade, que justifique o aprisionamento de uma pessoa,
com o risco de ficar ela em contato com outros criminosos. Se ocorrer uma prisão motivada por uma
dessas pequenas infrações, até que o processo seja concluído definitivamente, a pessoa poderá
aguardar em liberdade; basta que pague uma fiança. A liberdade provisória sem fiança é concedida
aos presos que tenham ótima antecedência e façam por merecer o direito de aguardar seu julgamento
em liberdade. Só o juiz pode conceder a liberdade provisória sem o pagamento de fiança.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LXVI - ninguém será levado à prisão ou nela mantido quando a lei admitir a liberdade
provisória, com ou sem fiança;

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 13
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
Prisão Civil:

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LXVII - não haverá prisão civil por dívida, salvo a do responsável pelo inadimplemento
voluntário e inescusável de obrigação alimentícia e a do depositário infiel;

Assistência Judiciária:
A Constituição determina que os pobres não fiquem sem assistência jurídica. É dever do Estado
prestar essa assistência gratuitamente. Assim, se uma pessoa precisar promover uma ação qualquer, e
não dispor de recursos deverá se socorrer ao Poder Público para que seja lhe designado um advogado
prestando-lhe toda a assistência jurídica.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LXXIV - o Estado prestará assistência jurídica integral e gratuita aos que comprovarem
insuficiência de recursos;

Indenização por Erro Judiciário:


Quem for indevidamente preso, porque o judiciário errou, terá direito a uma indenização, que será
paga pelo Estado. Também quem ficar preso mais tempo do que devia terá direito a uma indenização.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LXXV - o Estado indenizará o condenado por erro judiciário, assim como o que ficar preso além
do tempo fixado na sentença;

Gratuidade de Serviços Públicos:


Quem nasce, obrigatoriamente deve registrar seu nascimento (chama-se lavrar no cartório o
assentamento). Da mesma forma quem morre: é necessário registrar no cartório o óbito. A
Constituição concede aos pobres o direito de não pagar as taxas dos cartórios.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LXXVI - são gratuitos para os reconhecidamente pobres, na forma da lei:
a) o registro civil de nascimento;
b) a certidão de óbito;

Princípio da Celeridade Processual:


Este inciso, acrescentado pela Emenda Constitucional 45/04, tem como objetivo assegurar certa
rapidez à prestação jurisdicional.

CONSTITUIÇÃO Art. 5º - .............................................................................................................................................


FEDERAL
LXXVIII - a todos, no âmbito judicial e administrativo, são assegurados a razoável duração do
processo e os meios que garantam a celeridade de sua tramitação. (Incluído pela Emenda
Constitucional nº 45, de 2004)

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 14
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
Questões de Concursos

Nas questões a seguir, assinale a alternativa que julgue correta.

01 - (Magistratura Federal/4ª Região – 2001) Assinalar a alternativa correta:


( ) a) A interceptação das comunicações telefônicas não ofende o direito à privacidade,
desde que realizada em procedimentos criminais ou fiscais.
( ) b) A inviolabilidade das comunicações telefônicas pode ser quebrada por ordem judicial,
nas hipóteses e na forma que a lei estabelecer, exclusivamente para fins de
investigação criminal ou instrução processual penal.
( ) c) O sigilo bancário só pode ser quebrado por autorização judicial expressa para fins de
investigação criminal ou instrução processual penal.
( ) d) Salvo com expressa autorização judicial, as Comissões Parlamentares de Inquérito
não podem decretar a quebra de sigilo bancário, fiscal e telefônico.

02 - (Magistratura/RS – 2003) Considere as assertivas abaixo acerca dos Direitos Humanos na


Constituição Federal brasileira 1988.
I. Consideram-se prevalentes em face da supremacia normativa que exclui
qualquer outra regra jurídica do sistema.
II. Apresentam-se como princípios constitucionais e, enquanto tais, estão
especificados de forma exemplificativa ao longo de todo o texto constitucional.
III. Têm, no princípio da dignidade da pessoa humana e nos Direitos
Fundamentais, a dimensão normativa e objetiva das suas possibilidades de
concretização.
Quais são corretas?
( ) a) Apenas I.
( ) b) Apenas II.
( ) c) Apenas I e II
( ) d) Apenas I e III
( ) e) Apenas II e III.

03 - (Magistratura/SC – 2003) A Constituição Federal assegura aos presos o respeito à integridade


física e moral, além de declarar expressamente que ninguém poderá ser submetido à tortura
ou a tratamento desumano ou degradante. Para dotar estas normas de eficácia, além de
cominação de penas, a Carta Política preordena várias garantias penais apropriadas, dentre
as quais podemos citar:
( ) a) a obrigação da autoridade policial de informar ao preso seus direitos, inclusive o de
permanecer calado.
( ) b) o direito à identificação dos responsáveis por sua prisão, garantindo, entretanto, o
anonimato aos responsáveis pelo interrogatório.
( ) c) não ser levado à prisão ou nela mantido, desde que a lei admita a liberdade provisória
sem fiança, apenas.
( ) d) a comunicação da prisão à autoridade competente e à família ou pessoa indicada pelo
preso, podendo o local onde se encontre ser mantido em sigilo.
( ) e) nenhuma das alternativas é correta.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 15
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
04 - (Magistratura/SP – 2009) Os tratados e as convenções internacionais sobre direitos
humanos celebrados pelo Brasil
( ) a) serão imediatamente incorporados ao direito nacional, com a natureza de emenda
constitucional.
( ) b) equivalerão às emendas constitucionais quando forem aprovados, em cada Casa do
Congresso Nacional, em dois turnos, por três quintos dos votos dos respectivos
membros.
( ) c) vigerão, no Brasil, após o exequatur do Supremo Tribunal Federal.
( ) d) equivalerão às emendas constitucionais quando aprovados pelo Senado Federal, em
dois turnos, pela maioria absoluta dos seus membros.

05 - (Magistratura/SP – 2002) O sigilo das comunicações telefônicas é inviolável, salvo por ordem
da autoridade
( ) a) judicial a fim de investigação para instrução de processos referentes a atos de
improbidade administrativa.
( ) b) judicial a fim de investigação criminal ou instrução processual penal.
( ) c) policial a fim de investigação dos delitos de sequestro e tráfico de entorpecentes.
( ) d) judicial a fim de investigação nos processos de separação judicial ou divórcio.

06 - (Notário e Registrador/MA – 2008) Acerca dos direitos e deveres individuais e coletivos, assinale a
alternativa correta.
( ) a) As associações só poderão ser compulsoriamente dissolvidas ou ter suas atividades
suspensas por decisão judicial, exigindo-se, o trânsito em julgado.
( ) b) A casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela podendo penetrar sem
consentimento do morador, salvo em caso de determinação judicial, ou, durante o dia,
em caso de flagrante delito ou desastre, ou para prestar socorro.
( ) c) A lei processual penal não retroagirá, salvo para beneficiar o réu.
( ) d) São gratuitas as ações de habeas corpus e habeas data.

07 - (Notário e Registrador/RJ - 2005) A Constituição Federal assegura, no art. 5°, os chamados


direitos fundamentais. A partir desta assertiva, marque a alternativa CORRETA:
( ) a) É livre a manifestação do pensamento, podendo aquele que o faz adotar um
pseudônimo ou até o anonimato.
( ) b) É assegurado o direito de resposta, proporcional do agravo, que exercido excluirá o
direito a obtenção da indenização moral.
( ) c) Todos podem reunir-se pacificamente, em locais abertos ao público,
independentemente de autorização , ou aviso prévio a qualquer autoridade.
( ) d) É livre o direito de locomoção no território nacional em tempo d paz, podendo
qualquer pessoa nele entrar, ou sair, sendo que, neste último caso, se definitivo, sem
levar seus bens.
( ) e) É plena a liberdade de associação para fins lícitos, vedada a de caráter paramilitar.
Ninguém poderá ser compelido a associar-se ou a permanecer associado.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 16
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
08 - (Ministério Público/MG - 2001) O brasileiro pode ser extraditado:
( ) a) quando for nato;
( ) b) quando for nato e ter participação comprovada em tráfico ilícito de entorpecentes e
drogas afins;
( ) c) quando praticar crime comum após a naturalização;
( ) d) quando for naturalizado e cometer crime inafiançável;
( ) e) quando for naturalizado e ter participação comprovada em tráfico ilícito de
entorpecentes e drogas afins;

09 - (Ministério Público/SP – 2005) Assinale o enunciado que não está em consonância com um dos
incisos do art. 5º da Constituição Federal.
( ) a) Ninguém será preso senão em flagrante delito ou por ordem escrita e fundamentada de
autoridade judiciária.
( ) b) Não intentada ação penal pública dentro do prazo legal, será admitida ação penal
privada.
( ) c) É permitido reunir-se pacificamente, sem armas, em lugar aberto ao público,
independente de prévio aviso à autoridade competente, desde que não se frustre outra
reunião anteriormente convocada.
( ) d) O estrangeiro não será extraditado em razão da prática de crime político ou de opinião.
( ) e) Não haverá identificação criminal daquele que já possuir identificação civil, salvo nas
hipóteses previstas em lei.

10 - (Procurador/SP – 2002) É direito fundamental do indivíduo, expressamente acolhido no texto


da Constituição Federal, a
( ) a) liberdade de reunião pacífica e sem armas, em locais abertos ao público,
independentemente de autorização.
( ) b) livre locomoção no território nacional, em tempo de paz e de guerra.
( ) c) inviolabilidade do domicílio durante a noite, ninguém podendo nele penetrar, salvo
por determinação judicial.
( ) d) liberdade de crença, desde que exercida nos locais previamente determinados em lei.
( ) e) criação de associações na forma da lei, podendo, no entanto, serem elas dissolvidas
por processo administrativo promovido pelo Ministério Público.

11 - (Defensor/MG – 2009) Em relação ao catálogo de direitos e garantias fundamentais, inserido no


texto constitucional brasileiro, é correto afirmar:
( )a) Em busca da verdade real, são admitidos todos os meios de prova, inclusive as obtidas
por meios ilícitos.
( ) b) Aos presos, em alguns regimes, deve ser assegurada a sua integridade física e moral.
( ) c) O brasileiro pode ser extraditado, sempre que restar provado o seu envolvimento em
tráfico internacional de entorpecentes.
( ) d) O Executivo detém a prerrogativa de determinar a privação de bens da pessoa
envolvida em casos de corrupção.
( ) e) O Judiciário detém a prerrogativa de determinar a privação de bens da pessoa
envolvida em casos de corrupção.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 17
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
12 - A casa é o asilo inviolável da pessoa, que não pode ser transformada e garantia de
impunidade de crimes praticados em seu interior. Para tanto, existe a possibilidade de
invasão domiciliar, durante o dia, que, entretanto:
( ) a) sujeita-se à denominada cláusula de reserva jurisdicional, com total exclusão de
qualquer outro órgão estatal;
( ) b) depende de mandado judicial, e, nos casos de grande clamor público, da autorização
do Presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito;
( ) c) pode ser também determinada pelo Ministério Público, mediante ordem fundamentada
do Chefe da Instituição, quando, nos termos da lei, se tratar de crime organizado;
( ) d) também é cabível por parte da Administração Tributária, que é dotada do atributo da
auto-executoriedade, a qual dispensa a ordem judicial;
( ) e) é prerrogativa exclusiva do Poder Judiciário e do Ministério Público, e todos os casos
que justifiquem a medida excepcional.

13 - O princípio da propriedade privada fundamenta-se no direito de alguém possuir alguma


coisa, podendo dela dispor de modo pleno. Na atual Constituição Brasileira, tal direito
revela-se
( ) a) reservado aos nacionais.
( ) b) socializado.
( ) c) condicionado à sua função social.
( ) d) incondicionado.
( ) e) condicionado ao interesse do Estado.

14 - A Constituição Federal prevê que “ninguém será submetido a tortura nem a tratamento
desumano ou degradante”. Esse dispositivo de proteção abrange:
( ) a) o racismo, somente se for praticado em concurso com a violência física;
( ) b) apenas o sofrimento físico, único inerente à tortura;
( ) c) tanto o sofrimento físico como o mental;
( ) d) o sofrimento psíquico, apenas nos casos de discriminação religiosa;
( ) e) a aplicação de castigo pessoal a alguém sob guarda, mesmo que não cause intenso
sofrimento.

15 - A Constituição Federal autoriza o intérprete, de maneira expressa, a distinguir outros


direitos fundamentais, além daqueles por ela veiculados textualmente
( ) a) nos tratados internacionais.
( ) b) nos Decretos do Presidente da República.
( ) c) nos acordos coletivos de trabalho.
( ) d) nas decisões do Supremo Tribunal Federal, proferidas em Ação Direta de
Inconstitucionalidade.

16 - Ao tutelar o direito à vida, a Constituição Federal


( ) a) proibiu totalmente a pena de morte e a remoção de órgãos.
( ) b) permitiu excepcionalmente a pena de morte e a remoção de órgãos.
( ) c) proibiu totalmente a pena de morte e autorizou a remoção de órgãos.
( ) d) autorizou excepcionalmente a pena de morte e proibiu totalmente a remoção de
órgãos.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 18
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
17 - A inviolabilidade de domicílio, assegurada pelo art. 5º, XI, da Constituição Federal,
( ) a) pode ser suprimida por Emenda à Constituição.
( ) b) pode sofrer restrição na vigência do estado de defesa, que permite a busca e
apreensão em domicílio, sem autorização judicial.
( ) c) prevê a possibilidade de ingresso em domicílio, a qualquer tempo, mediante ordem
judicial.
( ) d) prevê a possibilidade de ingresso e domicílio para prestação de socorro.

18 - A Constituição Federal intitula, como fundamentais, os seguintes direitos e garantias:


( ) a) a taxa de juros reais de 12% ao ano, a impenhorabilidade do bem de família e a
inimputabilidade penal dos menores de 18 anos.
( ) b) a gratuidade do registro de nascimento aos reconhecidamente pobres, a
impenhorabilidade do bem de família e o mandado de segurança.
( ) c) a impenhorabilidade do bem de família, a taxa de juros reais de 12% ao ano e a ação
civil pública.
( ) d) o direito de herança, a indenização ao condenado por erro judiciário e o mandado de
segurança coletivo.

19 - A Constituição Federal assegura expressamente, em seu artigo 5º:


I - o direito de herança;
II - a impenhorabilidade do bem de família;
III - ao preso, o direito à identificação dos responsáveis por sua prisão ou por seu
interrogatório policial.
Pode-se afirmar que estão corretos os itens
( ) a) I e II, apenas.
( ) b) I e III, apenas.
( ) c) II e III, apenas.
( ) d) I, II E III

20 - Assinale a alternativa incorreta a respeito dos direitos e garantias fundamentais


assegurados pela Constituição:
( ) a) A todos, no âmbito judicial e administrativo, são assegurados a razoável duração do
processo e os meios que garantam a celeridade de sua tramitação.
( ) b) O Brasil se submete à jurisdição de Tribunal Penal Internacional a cuja criação tenha
manifestado adesão.
( ) c) São gratuitos para os reconhecidamente pobres, na forma da lei, o registro civil de
nascimento e a certidão de óbito.
( ) d) Os tratados e convenções internacionais, exceto sobre direitos humanos, que forem
aprovados, em cada Casa do Congresso Nacional, em dois turnos dos votos dos
respectivos membros, serão equivalentes às emendas constitucionais.
( ) e) As normas que os definem têm aplicação imediata.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 19
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.
Gabarito

01.B 02.E 03.A 04.B 05.B 06.D 07.E 08.E 09.C 10.A

11.E 12.A 13.C 14.C 15.A 16.B 17.D 18.D 19.B 20.D

Bibliografia

„ CURSO DE DIREITO CONSTITUCIONAL „ DIREITO CONSTITUCIONAL


Manoel Gonçalves Ferreira Filho Alexandre de Moraes
Saraiva Atlas

„ CURSO DE DIREITO CONSTITUCIONAL „ DIREITO CONSTITUCIONAL POSITIVO


Celso Ribeiro Bastos José Afonso da Silva
Saraiva Malheiros

Apostilas Concursos Jurídicos

Direito Constitucional
03 – Os Direitos Individuais e Coletivos

Atualizada em 10.12.2011

Todos os direitos reservados à


CMP EDITORA E LIVRARIA LTDA.

Apostilas Concursos Jurídicos


© Copyright 2000/2012 – Todos os direitos reservados à CMP Editora e Livraria Ltda. – www.concursosjuridicos.com.br 20
(JW6228) Uso exclusivo do assinante. É proibida a reprodução desta apostila por qualquer processo eletrônico ou mecânico.

Você também pode gostar