Você está na página 1de 30

OSCILOSCÓPIO - GUIA RÁPIDO

Guia do Utilizador
2016
SINAIS TESTES CONFIGURAÇÕES
ELÉTRICOS MECÂNICOS Tensão Tempo Acionador Canal Página

1 Sinal Sonda Lâmbda Catalizador visto por Sinal de Duas 1V / 1V 20S AeB 2
Sondas
2 Primário de bobina Avaliar o Sinal do módulo Injeção 100V 10mS A 3
Ignição
3 Secundário de Ignição Avaliação da queima de combustí- 10KV 10mS A 4
(Com cabos de Vela) vel
4 Secundário de Ignição 10KV 10mS A 5
(Com cabos de Vela)
5 Sinal Injetores (Ten- Verificar Alimentação dos Injetores 50V 10mS A 6
são) (partida difícil)
6 Tensão da bateria Avaliar sistema de carga e partida 20V 10S A 7
7 Sinal do Corpo de bor- Avaliar sinal dos potenciômetros do 10V 5S AeB 8
boleta corpo borb.
8 Sinal do TPS Verificar variação do sinal 10V 20S A 9
9 Sinal do Pedal de Ace- Verificar a veracidade do sinal 10
lerador
10 Sinal da Rede CAN Visualizar sinal 5V / 5V 200µS AeB 11
11 Sinal de rotação Roda fônica amassada 2V 100mS A 12
12 Sinal sensor de fase Incompatibilidade de sinal 20V 200mS A 13
13 Sinal do MAP medir eficiência mecânica do mo- 10V 5S A 14
tor (estado)
14 Tensão de Riplle Encontrar defeito no alternador 500mV 5mS A 15
15 Corrente Bomba Com- Verificar estado das escovas da 10A 200mS 16
bustível bomba de combustível
16 Sinal Injetores (Cor- Avalição do Injetor usando Corren- 2A 10mS A 17
rente) te do Injetor
17 Uso da pinça de cor- Compressão relativa de cilindros 2V 1S A 18
rente ( modo Turbo)
18 Medindo depressão do coletor de 500 30S A 19
Uso do transdutor de admissão mmHg

19 pressão|vácuo Compressão de cilindros 50psi 200mS A 20


20 Pressão do sistema arrefecimento 500 5 min A 21
mmHg

3
Sinal Sonda Lâmbda

Ponto a serem observados:


Tensão máxima
Tensão mínima

4
Ligação da Sonda de Oxigênio: Equivalência de Cores:

HONDA
NACIONAIS LIGAÇÃO SONDA LIG. CHICOTE FUNÇÃO
ORIGINAL
Preto Branco Branco Sinal

Cinza Verde Verde/Preto Massa do Sinal

Branco Preto Preto/Branco Aquecimento

Branco Preto Preto/Amarelo Aquecimento

GM – BLAZER 4.3 – CITROEN C3:


NACIONAIS LIGAÇÃO SONDA LIG. CHICOTE FUNÇÃO
ORIGINAL
Preto Azul Sinal

Cinza Marrom Claro Massa do Sinal

Branco Marrom Forte Aquecimento

Branco Marrom Forte Aquecimento

TOYOTA COROLLA:
NACIONAIS LIGAÇÃO SONDA LIG. CHICOTE FUNÇÃO
ORIGINAL
Preto Azul Sinal

Cinza Branco Massa do Sinal

Branco Preto Aquecimento

Branco Preto Aquecimento

GM – PLANAR – FLEX:
NACIONAIS LIGAÇÃO SONDA LIG. CHICOTE FUNÇÃO
ORIGINAL
Preto Preto Marrom Sinal

Cinza Cinza Verde Massa do Sinal

Branco Lilás Preto e Marrom Aquecimento

Branco Branco Preto Aquecimento

5
Primário de bobina Ignição

Ponto a serem observados:


Tempo de carga da bobina
Diferença de pico de tensão entre os cilindros
Duração da faísca
Relaxasão do final da onda

6
Primário de bobina Ignição

7
Secundário de Ignição (Com cabos de Vela)

Ponto a serem observados:


Tempo de carga da bobina
Diferença de pico de tensão entre os
cilindros
Duração da faísca

8
Secundário de Ignição (“bandeiras” | COP)
Bandeira (lado A)

Bandeira (lado B)

9
Sinal Injetores (Tensão)

Ponto a serem observados:


Tensão mínima de acionamento
Tempo de Injeção

10
Tensão da bateria

11
Ponto a serem observados:
Tensão Início teste
Tensão mínima durante partida
Tensão do alternador

12
Sinal do Corpo de borboleta

Ponto a serem observados:


Tensão do sinal 1 deve ser de forma espelhada no sinal 2
Tensão nunca deve atingir 0V ou 5V
Este teste é feito com o conector do corpo de borboleta conectado e usando as
ponteiras tipo agulha
Ligar ignição e esperar +/- 1 min, depois disto o módulo libera a borboleta

13
Sinal do TPS

Ponto a serem observados:


Tensão do sinal deve sempre voltar ao
valor inicial
A tensão lida deve ser proporcional ao
movimento aplicado
Não devem aparecer “ruídos “ no sinal

14
Sinal do Pedal de Acelerador

Ponto a serem observados:


Tensão do sinal deve sempre voltar ao valor inicial
A tensão lida deve ser proporcional ao movimento aplicado
Não devem aparecer “ruídos “ no sinal
Deve ser observado e simetria entre os dois valores
O segundo sinal tem a metade do valor do primeiro sinal.

Local para medir:

15
Sinal da Rede CAN

Ponto a serem observados:


Tensão do sinal A deve ter simetria com o sinal do canal B
A variação do sinal deve ter o formato de ângulo reto
Não devem aparecer “ruídos “ no sinal

DISTRIBUIÇÃO DOS PINOS:


• 1 - Linha de dados para diagnóstico do sistema I.E. (Padrão UART 8192 baud)
• 2 - Linha de dados para diagnóstico do sistema I.E. (linha L) J1850 VPW;
• 3 - Capacitação de diagnósticos de controle de percurso;
• 4 - Terra do chassi;
• 5 - Terra do chassi;
• 6 - Linha de dados para diagnóstico do sistema I.E. ou rede CAN alto (High);
• 7 - Linha de dados para diagnóstico do sistema I.E. (linha K) ISO 9141;
• 8 - Capacitação de entrada sem chave;
• 9 - Linha de dados para diagnóstico do sistema I.E. (Padrão UART primário);
• 10 - Linha de dados para diagnóstico do sistema I.E. J1850 PWM;
• 11 - Linha de dados para diagnóstico do sistema de Direção Eletrônica Variá-
vel;

16
Sinal da Rede CAN

• 12 - Linha de dados para diagnóstico do sistema ABS;


• 13 - Linha de dados para diagnóstico do sistema Air Bag;
• 14 - Linha de dados para diagnóstico do A/C;
• 15 - Linha de dados para diagnóstico do sistema I.E. (linha L) ISO 9141;
• 16 - Alimentação da bateria do veiculo (máximo 4,00 ampéres);

1 8

9 16

17
Sinal de rotação

Ponto a serem observados:


Uniformidade do sinal

18
Sinal sensor de fase

Ponto a serem observados:


A variação do sinal deve ter o formato de ângulo reto
Não devem aparecer “ruídos “ no sinal

19
Sinal sensor de fase

20
Sinal do MAP

Ponto a serem observados:


A variação do sinal deve igual à aceleração do motor
Não devem aparecer “ruídos “ no sinal
Valor da tensão durante a marcha lenta

21
Sinal do MAP

1 2 3 4

Pino UCE Função Valor (Vdc)

1 108 Massa do sinal 0,00


2 85 Sinal do sensor de temperatura do ar De 0,00 a 5,00
3 98 Alimentação de referência do sensor 5,00
MAP
4 109 Sinal de pressão absoluta De 0,90 a 4,75

4
109
3
98

2
85

108
1

22
Tensão de Riplle

Ponto a serem observados:


Motor em marcha lenta
Consumidores ligados (ar condicionado, faróis ventilação interna, outros),
Valor da tensão durante a marcha lenta

23
Corrente Bomba Combustível

Ponto a serem observados:


Motor em marcha lenta
Valor das ondas de tensão devem ter formas e níveis semelhantes

24
Corrente Bomba Combustível

Sinal Injetores (Corrente)

Ponto a serem observados:


Motor em marcha lenta
Identificar fases da onda

25
Uso da pinça de corrente (modo Turbo)
Compressão relativa de cilindros

Ponto a serem observados:


Bobina ignição desligada
Desprezar início das leituras

26
Uso do transdutor de pressão|vácuo
Medindo depressão do coletor de admissão

Ponto a serem observados:


A variação do sinal deve igual à aceleração do motor
Valor durante a marcha lenta

27
Uso do transdutor de pressão|vácuo
Compressão de cilindros

Ponto a serem observados:


Fazer o teste em cada cilindro

28
Uso do transdutor de pressão|vácuo
Pressão do sistema arrefecimento

Ponto a serem observados:


Observar pressão de trabalho deve estar de acordo com a pressão da tampa do reser-
vatório de água.

29