Você está na página 1de 44

Fitoterapia Funcional

Dra. Natália Marques


Fitoterapia Funcional
O complemento da sua
prática clínica
Oficialmente

Fitoterapia entrou na vida do


nutricionista em 2007
2000 RDC17: registro de medicamentos fitoterápicos
RDC33: regulamentação de plantas medicinais em Farmácia de Manipulação
2003 Conferência do Conselho Nacional de Saúde: Fitoterapia é considerada uma atividade de todos os
profisssionais de saúde
2004 Formação do grupo técnico Nacional de Terapias Complementares
RDC48: impõe maior rigidez no registro de fitoterápicos
2005 Portaria 971/2006: aprova a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares
Resolução 383 CFN: reconhecida a especialidade de fitoterapia na área de nutrição

2007 Resolução 402 CFN: regulamentada a prescrição de fitoterápicos pelo profissional nutricionista

2010 RDC 10: notificação de drogas vegetais e alegações terapêuticas de fitoterápicos

2011 Formulário Nacional de Fitoterápicos


2013 Resolução 525 CFN: regulamentada a prescrição de fitoterápicos pelo profissional nutricionista e
especialidade de fitoterapia na nutrição
2014 Instrução normativa 2 de 13 de maio: diferença entre registro simples e produto tradicional

2015 Resolução 556 CFN: revalida a 525


FITOTERAPIA
Phyton Therapeia
planta Tratamento

Rosmarinus officinalis

A Fitoterapia é uma terapêutica caracterizada pelo


uso de plantas medicinais em suas diferentes formas
farmacêuticas

no Brasil para que um medicamento seja considerado


fitoterápico, ele não deve ter, em sua composição,
substâncias ativas isoladas, ainda que de origem vegetal.
E na Nutrição??
Já usamos fitos a mais tempo do que pensamos
• “Chás”
• Alimentos  Fitoterapia

Alguns alimentos e MUITAS especiarias são


consideradas plantas medicinais e
caracterizadas como fitoterápicos

SUBSTÂNCIAS ATIVAS  AÇÂO


POTENCIAL NO ORGANISMO
Possibilidade de erro existe

• O princípio ativo que confere a atividade


terapêutica da planta e qualquer forma
farmacêutica é mesmo nos alimentos 
FUNCIONAIS
Chá preto  teaflavinas
Chá verde  catequinas
Camellia sinensis
Mas a Fitoterapia tem uma
história bem antiga...
Uma história antiga....
Povos, Crenças e Fitos
• Medicina Tradicional Chinesa

• Medicina Tradicional Indiana

• Medicina Tradicional Européia 


Antroposofia

• Fitoterapia Indígena Brasileira


Cammelia sinensis
Caralluma fimbriata

PORQUE USAR FITOTERAPIA


HOJE???

Humulus lupulus Ilex paraguariensis


Plantas utilizadas no
emagrecimento
Obesidade Diabetis
-Alta prevalência Hipertensão
- Aumento de doenças crônicas AVC
- Aumenta os custos com a saúde Dores
ostearticulares
Fadiga muscular
Câncer
A systematic review of medicinal plants used for weight loss in Brazil: Is there potential
for obesity treatment? J Ethnopharmacol. 2015 Dec 24;176:286-96.

Brasil Etnobotânica

Baccharis trimera
50 espécies são usadas
Annona muricata
para perda de peso
Hancornia speciosa
Camellia sinensis
Hibiscus sabdariffa -Glicemia
- Controle lipídico
-Lipolítico
Hibiscus sabdariffa extract inhibits obesity and fat accumulation, and improves liver
steatosis in humans. Food Funct. 2014; 5:734-739.

Hibiscus sabdariffa

redução do peso corporal, IMC, gordura corporal

 Redução da esteatose hepática


The anti-obesity effects of green tea in human intervention and basic molecular
studies. Eur J Clin Nutr. 2014 Oct;68(10):1075-87

Camellia sinensis
Anti-obesidade
green tea has important roles in fat metabolism by reducing food
intake, interrupting lipid emulsification and absorption,
suppressing adipogenesis and lipid synthesis and increasing
energy expenditure via thermogenesis, fat oxidation and fecal
lipid excretion.
Visão a ser modificada:
Fitoterapia não é
suplementação!!
Observando...
1• Não estamos lidando com nutrientes

2• Estamos falando de fitoquímicos e órgãos de


ação
O que precisamos saber!!

 Planta medicinal: qualquer planta contendo substâncias


que possam ser usadas com fins farmacêuticos ou que
possam servir como precursores para síntese químico-
farmacêutica
 Droga vegetal: é a planta ou suas partes, que após sofrer
os processos de coleta, secagem, estabilização e
conservação, podem ser empregadas na preparação de
medicamentos

 Medicamento fitoterápico: medicamento tecnicamente


obtido e elaborado, empregando-se, exclusivamente,
matérias-primas vegetais
 Princípio ativo: é o grupo químico presente na droga
vegetal, responsável por efeitos terapêuticos previamente
constatados.

 Fitofarmaco: medicamento de origem vegetal com


estrutura quimica definida e isolada
curcumina da Curcuma longa
pilocarpina do Pilocarpus
Fitocomplexo: diversidade de substâncias químicas
presentes em várias partes da planta que, em conjunto,
exercem a ação farmacológica
 TOTUM: conjunto dos componentes de efeito terapeutico
que compõe uma planta e harmonizam sua ação.

Quando se separa o princípio ativo de seu TOTUM:

- Perde-se o princípio de Fitoterápico


- Ganha-se ação de medicamento
- A ação do principio ativo é mais potente, seletiva e
acompanha efeitos colaterais
Conhecimentos populares
A fitoterapia é utilizada há séculos
como a base da medicina  A
Pode levar
utilização de plantas como
ao erro
medicamentos pela humanidade é
tão antiga quanto a história do
Crença de que homem
não faz mal Exemplo: ginseng e a efedra datam de 2000aC
(China)
Natural não é sinônimo de seguro!!
• Planta medicinal xenobiótico

 precisa de biotransformação e pode ser tóxica

TODA PLANTA DEVE SER


CONSIDERADA TÓXICA ATÉ
QUE SE PROVE O CONTRÁRIO
1- Fitoquímicos são xenobióticos
• Substâncias não nutritivas que interferem no
metabolismo secundário das plantas  PSM

The detoxification limitation hypothesis: where did it come from and where is it
going? J Chem Ecol. 2006 Jun;32(6):1247-66.
Uma planta é uma usina de compostos ativos
1- Compostos fisiológicos
2- Compostos de sobrevivência

Agressores Defesa
-Solo -Terpenos
-Umidade Planta -Flavonóides
-Seca -Catequinas
-Vento -Antioxidantes
-Microrganismos -Glicosideos
Respostas orgânicas
Humanas diferentes
Fitoquímicos
Substâncias corantes, aromáticas,
reguladoras de crescimento, protetores
naturais da planta

No corpo humano forçam uma


resposta de detoxificação

 A ingestão média de fitoquímicos é de 1 a 1,5g/dia

 Presente em qualquer composto vegetal


Uma planta  Um mundo de componentes
Glycyrrhiza glabra
Ativos isolados Ações
 Glicirrizina  Anti-inflamatória

 Flavonóides: liquiritina e  Anti-úlcera


isoliquiritina
 Expectorante

 Antimicrobiana

 Ansiolítica

 Antioxidante

 Ação mineralocorticóides
2- O conhecimento da botânica

As espécies vegetais possuem


substâncias inertes e princípios ativos
que não são distribuídos de maneira
uniforme nas plantas
Persea americana

Mucuna pruriens
Vaccinium oxicoco

Matricaria chamomilla
Aesculus hippocastanum
Camellia sinensis
Ação terapêutica depende:
- Preparação da planta
- Propriedades físico-químicas da planta
- Concentração de princípios ativos
- Propriedades farmacológicas
- Qualidade -Plantas silvestres ou cultivadas
-Condições do clima e do solo
-Órgão ou parte utilizada
-Época da colheita
Cuidado com o engano!!
Um exemplo

Aleurittes molucanna Thevetia peruviana


Aleurittes molucanna Thevetia peruviana
Thevetia peruviana
Fitoquímicos
15 novos Glicosídeos CITOTOXICIDADE
18 conhecidos cardiotônicos -Câncer pulmão
- Câncer gástrico
-Câncer pancreático
- Células hepáticas normais

Cardiac glycosides from the seeds of Thevetia peruviana and their pro-apoptotic activity
toward cancer cells. J Asian Nat Prod Res. 2016 Apr 18:1-11.
Cardiac Glycosides from the Seeds of Thevetia peruviana. J Nat Prod. 2016 Jan 22;79(1):38-50.

Cardiac glycosides from Yellow Oleander (Thevetia peruviana) seeds.


Phytochemistry.2012 Mar;75:114-27.
India e Sri Lanka

ENVENENAMENTO ORAL

Glicosídeos cardiotônicos
Thevetia peruviana -Neriifolina Vômitos
- Theventina A Disritmia
- Theventina B Hipercalemia
- Oleandrina

Bandara V1, Weinstein SA, White J, et al. A review of the natural history, toxinology, diagnosis
and clinical management of Nerium oleander (common oleander) and Thevetia
peruviana (yellow oleander) poisoning. Toxicon. 2010 Sep 1;56(3):273-81.
3- Ação em múltiplos órgãos
Precisamos observar o paciente como um todo
Pharmacologic overview of Withania somnifera, the Indian Ginseng. Cell Mol Life
Sci. 2015 Dec;72(23):4445-60

Adaptogênico
Withania somnifera
Anti-microbiano
Anti-inflamatório
Anti-tumoral
Anti-estresse
Anti-diabético
Neuroprotetor
Cardioprotetor
A Fitoterapia como
componente FUNCIONAL
Assimilação Defesa e Reparo
Gases -Candidíase de
Dor abdominal repetição
Hipotireoidismo Refluxo quando nervosa - Otite de repetição
Estrutura
Dor articular
Dor muscular pescoço Energia
Unhas quebradiças
Multitarefada Fadiga extrema
Acne
Comunicação
Biotransformação
Hiperinsulinemia
Transporte Aumento colesterol
Edemas em mãos e Aumento
pernas ao longo do dia homocisteína
Queda ferritina
Sobrecarga de
Exercício e xenobióticos
Sono e Nutrição e alimentares
Relaxamento movimento
Academia 3x na Hidratação Uso anticoncepcional
Sono agitado Alto consumo de
semana xenobióticos
Poucos antioxidantes
Assimilação Defesa e Reparo
Gases -Candidíase de
Dor abdominal repetição
Hipotireoidismo Refluxo quando nervosa - Otite de repetição
Estrutura
Dor articular
Dor muscular pescoço Energia
Unhas quebradiças
Multitarefada Fadiga extrema
Acne
Comunicação
Biotransformação
Hiperinsulinemia
Transporte Aumento colesterol
Edemas em mãos e Aumento
pernas ao longo do dia homocisteína
Queda ferritina
Sobrecarga de
Exercício e xenobióticos
Sono e Nutrição e alimentares
Relaxamento movimento
Academia 3x na Hidratação Uso anticoncepcional
Sono agitado Alto consumo de
semana xenobióticos
Poucos antioxidantes
Assimilação Defesa e Reparo
Gases -Candidíase de
Dor abdominal repetição
Hipotireoidismo Refluxo quando nervosa - Otite de repetição
Estrutura
Dor articular
Dor muscular pescoço Energia
Unhas quebradiças
Multitarefada Fadiga extrema
Acne
Comunicação
Biotransformação
Hiperinsulinemia
Transporte Aumento colesterol
Edemas em mãos e Aumento
pernas ao longo do dia homocisteína
Queda ferritina
Sobrecarga de
Exercício e xenobióticos
Sono e Nutrição e alimentares
Relaxamento movimento
Academia 3x na Hidratação Uso anticoncepcional
Sono agitado Alto consumo de
semana xenobióticos
Poucos antioxidantes
Assimilação Defesa e Reparo
Gases -Candidíase de
Dor abdominal repetição
Hipotireoidismo Refluxo quando nervosa - Otite de repetição
Estrutura
Dor articular
Dor muscular pescoço Energia
Unhas quebradiças
Multitarefada Fadiga extrema
Acne
Comunicação
Biotransformação
Hiperinsulinemia
Transporte Aumento colesterol
Edemas em mãos e Aumento
pernas ao longo do dia homocisteína
Queda ferritina
Sobrecarga de
Exercício e xenobióticos
Sono e Nutrição e alimentares
Relaxamento movimento
Academia 3x na Hidratação Uso anticoncepcional
Sono agitado Alto consumo de
semana xenobióticos
Poucos antioxidantes
Assimilação Defesa e Reparo
Gases -Candidíase de
Dor abdominal repetição
Hipotireoidismo Refluxo quando nervosa - Otite de repetição
Estrutura
Dor articular
Dor muscular pescoço Energia
Unhas quebradiças
Multitarefada Fadiga extrema
Acne
Comunicação
Biotransformação
Hiperinsulinemia
Transporte Aumento colesterol
Edemas em mãos e Aumento
pernas ao longo do dia homocisteína
Queda ferritina
Sobrecarga de
Exercício e xenobióticos
Sono e Nutrição e alimentares
Relaxamento movimento
Academia 3x na Hidratação Uso anticoncepcional
Sono agitado Alto consumo de
semana xenobióticos
Poucos antioxidantes
Conhecimentos para você ir mais longe!!

Dra. Natália Marques


Nutricionista – CRN 13320
Clínica/ Funcional /Esportiva/ Fitoterapia

Você também pode gostar