Você está na página 1de 25

Escoamento em dutos

Unidade I – propriedades dos


fluidos
2017-1
Prof. Harerton Dourado
Unidade I
• Propriedades físicas dos fluidos
• Viscosidade, massa específica, volume específico, tensão superficial,
viscosidade...
• Balanços de massa, momento e energia nos sistemas em escoamento
• Equação da continuidade, equação da quantidade de movimento, equação da
energia...
• Aplicações do balanço de energia
• Manômetros...
Propriedades físicas dos fluidos
• Antes de falar sobre as propriedades, cabe recordar a definição de
fluido:

• Uma substância que se deforma continuamente sob ação de uma tensão de


cisalhamento.
Propriedades físicas dos fluidos
• Cabe lembrar também que consideramos os fluidos como meios
contínuos, ou seja, em cada ponto do domínio poderão ser definidas
propriedades;
• Portanto, dependendo da situação, as propriedades dos fluidos podem
variar no tempo e no espaço;

• Quando não há variação no tempo (valores constantes em cada ponto): regime


permanente;
• Quando não há variação no espaço (valores iguais em cada ponto): escoamento
uniforme*.

* Essa definição pode variar dependendo do autor


Propriedades físicas dos fluidos
Massa molar (M)

• É a massa contida em 1 unidade de quantidade de matéria de


determinada substância. A unidade de massa molar mais comum é
kg/kmol, no sistema SI.
Propriedades físicas dos fluidos
Massa específica (𝜌)
• É a razão entre a massa de um fluido e o volume ocupado por ele;
• Muitas vezes chamada de densidade;
• Dimensões: ML-3
𝑚
𝜌 = lim
∀→∀′ ∀
Onde:
𝑚 = massa
∀ = volume
∀′ = volume muito pequeno, quase zero
𝑚
Para escoamentos uniformes, pode-se escrever 𝜌 =

Propriedades físicas dos fluidos
Massa específica (𝜌)
• A massa específica pode variar com a temperatura e com a pressão;
• Para líquidos, praticamente não há variação com a pressão (daí que,
na maioria das situações, líquidos são ditos incompressíveis) - a água
apresenta apenas 1% de variação da massa específica quando a
pressão é aumentada em 10 vezes.
Massa específica da água
1100

1000

Massa específica (kg/m³)


900

800

700

600

500
0 20 40 60 80 100
Temperatura (°C)
Propriedades físicas dos fluidos
Coeficiente de expansão volumétrica, ou fator de compressibilidade isotérmica
(β)
• Esse parâmetro descreve a variação do volume (ou da massa específica) de um fluido em
relação à variação da pressão (para uma dada temperatura T’ constante);
• β possui dimensões de inverso de pressão (F-1L2 = M-1Lt2).

1 𝜕∀ 1 𝜕𝜌
𝛽=− =
∀ 𝜕𝑝 𝑇′
𝜌 𝜕𝑝 𝑇′
Onde:
∀ = volume inicial ocupado pelo fluido
𝜌 = massa específica do fluido
𝜕∀
= taxa de variação do volume em relação à pressão
𝜕𝑝
𝜕𝜌
= taxa de variação da massa específica em relação à pressão
𝜕𝑝
Propriedades físicas dos fluidos
Módulo de compressibilidade volumétrica (k ou EV)
• Esse parâmetro descreve a variação do volume (ou da massa específica) de um
fluido em relação à variação da pressão (para uma dada temperatura T’
constante).
• 𝜅 possui dimensões de pressão (FL-2 = ML-1t-2)

𝜕𝑝 𝜕𝑝
𝜅 = −∀ =𝜌
𝜕∀ 𝑇′
𝜕𝜌 𝑇′
Onde:
∀ = volume inicial ocupado pelo fluido
𝜌 = massa específica do fluido
𝜕∀
= taxa de variação do volume em relação à pressão
𝜕𝑝
𝜕𝜌
= taxa de variação da massa específica em relação à pressão
𝜕𝑝
Propriedades físicas dos fluidos
• Tanto o módulo de compressibilidade quanto o fator de compressibilidade
isotérmica são válidos para líquidos e gases;
• Para os gases ideais, a Equação dos gases ideais também relaciona massa
específica, temperatura e pressão:
𝑝 𝑅ത
𝑝 = 𝜌𝑅𝑇 ∴ 𝜌 = , 𝑅=
𝑅𝑇 𝑀

Onde:
𝑅 = constante do gás
𝑅ത = constante universal dos gases (𝑅ത = 8,3145 𝐽𝐾 −1 𝑚𝑜𝑙 −1 )
𝑀 = massa molecular do gás
Propriedades físicas dos fluidos
Peso específico (𝛾)
• É o produto entre a massa específica e a aceleração da gravidade
• Dimensões: MLt-2
𝜌𝑔
𝛾=
𝑔𝑐
Onde:
𝜌= massa específica
𝑔= aceleração da gravidade
𝑔𝑐 = constante gravitacional (Sistema inglês de engenharia: 𝑔𝑐 = 32,2 lbm.ft/lbm.s2;
no SI e no USCU: 𝑔𝑐 = 1)
Propriedades físicas dos fluidos
Densidade (d) / Gravidade específica (Sp. Gr) / Densidade relativa (DR)
• É a razão entre a massa específica de um fluido numa dada condição e a
massa específica de um fluido de em condições de referência
• Dimensões: 1 (adimensional)
𝜌
𝑑=
𝜌𝑟𝑒𝑓
Onde:
𝜌= massa específica
𝜌𝑟𝑒𝑓 = massa específica do fluido de referência

Para líquidos, o fluido de referência é a água e, para gases, o ar.


Propriedades físicas dos fluidos
Densidade (d) / Gravidade específica (Sp. Gr) / Densidade relativa (DR)
• Condições utilizadas para o fluido a ser caracterizado
a) 20 °C, 101 325 Pa (1 atm);
b) 60 °F, 14 696 PSIa (1 atm).

• Condições para o fluido de referência


a) Água a 4 °C, 101 325 Pa (1 atm) – ρref = 1000 kg/m3;
b) Água a 60 °F (15,5 °C), 14 696 psia (1 atm) – ρref = 1,94 slug/ft3 = 62,4 lbm/ft3;
c) Ar a 20 °C, 101 325 Pa (1 atm) - ρref = 1,2045 kg/m3;
d) Ar às CNTP: 0 °C, 101 325 Pa (1 atm) – ρref = 1,23 kg/m3;
e) Ar às Standard Conditions : 60 °F (15,5 °C), 14 696 PSIa (1 atm) – ρref = 0,0024 slug/ft3;

Obs:
1. as propriedades da água à 4 °C e a 60 °F são praticamente iguais;
2. as propriedades do ar às CNTP e às Standard Conditions são praticamente iguais.
Propriedades físicas dos fluidos
Densidade (d) / Gravidade específica (Sp. Gr) / Densidade relativa (DR)
• d20/4 indica que a densidade se refere a um fluido à 20 °C, em relação à água a 4 °C;
• d20/20 indica que a densidade se refere a um fluido à 20 °F, em relação à água (ou ar)
a 20 °F.
• d60/60 indica que a densidade se refere a um fluido à 60 °F, em relação à água (ou ar)
a 60 °F.

• Exemplos:
• Mercúrio (Hg): d20/4 = 13,6;
• Gasolina: d20/4 = 0,72;
• Glicerina: d20/4 = 1,26;
• Acetileno (gás): d20/20 = 0,907;
• Gás natural: d20/20 = 0,667;
Propriedades físicas dos fluidos
Densidade (d) / Gravidade específica (Sp. Gr) / Densidade relativa (DR)
• Conversões
Conversão entre d20/4 e d60/60 (líquidos)
Propriedades físicas dos fluidos
Densidade (d) / Gravidade específica (Sp. Gr) / Densidade relativa (DR)
• Na indústria do petróleo, a densidade é especificada através do parâmetro
°API (graus API), que pode ser convertido para d60/60 através da equação:

141,5
𝑑60Τ60 =
131,5 + °𝐴𝑃𝐼
Propriedades físicas dos fluidos
Viscosidade dinâmica (μ)

• É a medida da resistência de um fluido à deformação, e relaciona a tensão de


cisalhamento (τ) aplicada a um fluido e a taxa de deformação resultante.
𝑑𝑢
•𝜏= 𝜇 (fluido newtoniano);
𝑑𝑦
𝑑𝑢 𝑛
•𝜏=𝐾 𝜇 (fluido não newtoniano), onde K é o índice de consistência e n é
𝑑𝑦
o índice de comportamento;
𝑑𝑢
• 𝜏 = 𝜏0 + 𝜇 (plástico de Bingham)
𝑑𝑦
Propriedades físicas dos fluidos
Viscosidade dinâmica (μ)

(n<1)

(n>1)
Propriedades físicas dos fluidos
Viscosidade cinemática (ν)
• A viscosidade cinemática é definida como a razão entre a viscosidade dinâmica
de um fluido e sua massa específica;
• A viscosidade cinemática possui dimensões de área por tempo (L2t-1).
• Esta relação aparece em diversas equações usadas no estudo da mecânica dos
fluidos;
𝜇
𝜈=
𝜌
• A viscosidade cinemática pode ser medida de diferentes maneiras, utilizando-se
diferentes dispositivos – são citados alguns exemplos nos próximos slides.
Propriedades físicas dos fluidos
Medição da viscosidade
• Viscosímetro de copo girante (cilíndros concêntricos) com folga estreita

Conhecidas as dimensões dos cilindros e a velocidade


angular, a viscosidade pode ser calculada através da
medição do torque no cabo de torção e da aplicação da
equação da lei de Newton da viscosidade, admitindo-se
que, devido à folga estreita entre os cilindros, o perfil de
velocidades no fluido será linear.
Propriedades físicas dos fluidos
Medição da viscosidade
• Viscosímetro de tubo capilar

A viscosidade cinemática é determinada calculando-se o


tempo que o fluido leva para escorrer pelo trecho de
comprimento L, sob a ação da gravidade.
Propriedades físicas dos fluidos
Medição da viscosidade
• Viscosímetro Saybolt
Usado na indústria do petróleo, com esse equipamento, a
viscosidade é expressa como o tempo (em segundos) que o óleo
leva para escoar pelo tubo, saindo por um bocal padronizado, sob
a ação da gravidade. A viscosidade é expressa em SSU (segundos
Saybolt Universal) [em inglês, SUS – Saybolt Universal Seconds].

Conversão de SSU para m2/s:


185×10−6
a) 34 < SSU < 115: 𝜈 = 0,224 × 10−6 𝑆𝑆𝑈 − (𝑆𝑆𝑈)
155×10−6
b) 115 <SSU < 215: 𝜈 = 0,223 × 10−6 𝑆𝑆𝑈 − (𝑆𝑆𝑈)
c) SSU > 215: 𝜈 = 0,2158 × 10−6 𝑆𝑆𝑈
Propriedades físicas dos fluidos
Pressão
• A pressão num ponto é o resultado de uma força normal exercidas pelas moléculas
de um fluido sobre uma superfície muito pequena, porém maior que as distâncias
moleculares;
• A pressão possui dimensões de força por unidade de área (FL-2 = ML-1t-2);

𝐹
𝑝 = lim
𝐴→𝐴′ 𝐴
Onde:
𝐹 = força normal
𝐴 = área
𝐴’= área muito pequena, porém maior que as distâncias moleculares.
Propriedades físicas dos fluidos
Medição da Pressão
• Existem diversos dispositivos utilizados na indústria para a medição da pressão,
como sensores de pressão e manômetros;
• Manômetros indicam sempre uma pressão diferencial;
• Manômetro de Bourdon indica pressão manométrica (diferença entre a pressão
absoluta e a pressão atmosférica) – indicação zero indica pressão igual à
atmosférica.
Propriedades físicas dos fluidos
Equação fundamental da hidrostática
• Para eixo z na vertical, apontando para cima

𝑑𝑝
= −𝜌𝑔
𝑑𝑧

• Para fluidos incompressíveis:

𝑝 − 𝑝0 = −𝜌𝑔 𝑧 − 𝑧0

• Para um referencial vertical com origem na superfície livre de um líquido,


apontando para baixo (fluido incompressível):

𝑝 − 𝑝0 = 𝜌𝑔 ℎ − ℎ0

Você também pode gostar